Evolucionista afirma que não há formas transicionais

Os termos “forma transicional” e “forma intermédia” carregam com elas uma forte conotação evolutiva, no entanto existe uma confusão generalizada em torno delas. Por exemplo, Joel Cracraft usa uma conotação peculiar: 

Os evolucionistas sabem que as características não se transformam simultâneamente, mas evoluem segundo taxas desiguais. Esta variabilidade nas taxas produz organismos que possuem algumas características (primitivas) semelhantes às características dos seus ancestrais, e outras (derivadas) partilhadas com formas relacionadas próximas – possivelmente incluindo os seus descendentes.Cada espécie é, de alguma forma, um intermédio; todas as espécies possuem traços primitivos e derivados. …. É claro que a maior parte dos evolucionistas não diria que estes intermédios são os ancestrais de um futuro grupo.
(J. Cracraft, “The Scientific Response to Creationism”, 1983, página 146)

Cracraft rejeita as formas intermédias como um indicador de verdadeira ancestralidade. Em vez disso, ele identifica todas as espécies como sendo intermédias. Ao usar uma definição peculiar, Cracraft encontra uma abundância de formas intermédias. Assim é mais fácil.

No entanto, como é normal na teoria da evolução – e como ela não depende das evidências mas da imaginação de cada evolucionista – não é difícil encontrar outro crente darwinista que diz exactamente o inverso do que Cracraft defende.

Uma vez que a transição é tão gradual, o que nós temos que fazer é traçar um divisória arbitrária; se o organismo tem a característica X, nós chamamos-lhe de A; se não tiver, então chamamos-lhe de B.Portanto, por definição, nunca pode haver uma forma intermédia uma vez que nós criamos divisórias arbitrárias de tal modo que um animal é forçado a ser ou uma coisa ou a outra.
(L. B. Halstead, “Evolutionary Trends and the Phylogeny of the Agnatha”, página 253)

Halstead afirma que a classificação de sistemas não permite a existência de formas intermédias uma vez que as divisões forçam-nos a colocar os organismos numa categoria ou noutra. Ele explica que é devido a isto que não há formas intermédias.

Conclusão:

Um evolucionista afirma que todas as espécies são intermédias mas outro evolucionista diz que nenhuma espécie pode ser intermédia. Ambos tentam resolver este problema redefinindo a terminologia de modo a que ela seja inútil.

É isto ciência ou mitologia?

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Ciência, Paleontologia and tagged , , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Evolucionista afirma que não há formas transicionais

  1. Ana Silva says:

    Mats:

    Se ler com atenção os dois textos verifica que os dois cientistas defendem a mesma coisa. Não se contradizem mutuamente.

    Cracraft não “afirma que todas as espécies são intermédias “. Afirma (segundo o post do Mats) “cada espécie é, de alguma forma, um intermédio…”

    E Halstead refere “POR DEFINIÇÃO, nunca pode haver uma forma intermédia uma vez que nós criamos divisórias arbitrárias de tal modo que um animal é forçado a ser ou uma coisa ou a outra.”

    Like

  2. Nelson Góes says:

    Me senti ligando para a minha operadora de cartão de crédito. A todo tempo desrespeitam o CDC sob a alegativa de que o sistema não permite o procedimento X ou Y. Então a falha é no sistema, mas quem paga o pato sou eu.
    Qual o problema de alguns ateus e uns tantos outros cristãos que tentam distorcer as idéias de Darwin? O evolucionismo não trata da criação.

    Like

  3. Mats says:

    Nelson Goes,

    O evolucionismo não trata da criação.

    Todos os evolucionistas naturalistas subscrevem a uma ou outra variação da evolução química. Sem evolução química não haveria evolução biológica.

    A razão pela qual os evolucionistas tem tentado separar a origem da vida da teoria da evolução é porque todas as versões naturalistas para a origem bio-química da vida falharam estrondosamente.

    É devido a este falhanço que os evolucionistas batem em retirada quando se fala da origem da vida.

    O que eles não sabem é que os cenários naturalistas para a origem da vida falham exactamente pelos mesmos motivos a teoria da evolução falha: não consegue explicar a origem da informação em código.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s