Coreia do Norte pede comida ao Ocidente

Os esquerdistas não parecem dispostos a aceitar o facto do socialismo ser um fracasso de ideologia.

A Coreia do Norte tomou o pouco usual passo de pedir comida aos países que normalmente ameaça.

Atormentada por inundações, por um surto de doenças no seu gado e por um inverno brutal, o governo ordenou às embaixadas e outras instâncias diplomáticas por todo o mundo que buscassem ajuda.

O pedido coloca os Estados Unidos e outros países ocidentais na desconfortável posição de ter que decidir entre ignorar os pedidos de um país afligido pela fome e injectar comida num páis caracterizado por um sistema de distribuição alimentar corrupto.

Os Estados Unidos, que suspenderam a sua ajuda alimentar à Coreia do Norte há cerca de 2 anos devido a questões de transparência, “não tem planos para uma contribuição a esta dada altura”, afirmou Kurt Campbell, representante americano para a Este asiático.

Entretanto, a “U.N. World Food Program”, responsável por uma grande percentagem de ajuda alimentar à Coreia do Norte, disse que a sua actual reserva alimentar só podem suportar os país comunista por mais um mês.

Parece que o comunismo está a falhar em mais um país. Não é de estranhar porque ideologias que odeiam Deus geralmente dão maus frutos.

Por outro lado, a Coreia do Sul parece estar muito bem:

O crescimento econômico da Coreia do Sul nos últimos 30 anos foi espetacular. O PIB per capita, que era apenas de US$ 100 em 1963, chegou a quase US$ 9.800 em 2002, 18 vezes maior que o da Coreia do Norte. A Coreia do Sul está entre as dez maiores economias do mundo.

O sucesso econômico do país se deve a um sistema de laços íntimos desenvolvidos entre o governo e a iniciativa privada, que inclui crédito facilitado, restrição a importações, subsídios a determinados setores e incentivo ao trabalho. As reformas começaram na década de 1960, com Park Chunghee, que praticou reformas econômicas com ênfase na exportação e desenvolvimento de indústrias leves.

O governo também promoveu uma reforma financeira, ajustando as instituições, e introduziu planos econômicos flexíveis. Nos anos da década de 1970 a Coreia do Sul começou a destinar recursos para a indústria pesada e indústria química, bem como as indústrias eletrônica e de automóveis.

A indústria continuou seu rápido desenvolvimento na década de 1980 e começo da década seguinte.

O país é o 19º no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial

Em termos espirituais, as coisas também não são famosas para os ateus norte-coreanos. Enquanto que o Cristianismo cresce na Coreia do Sul, os cristãos da Coreia do Norte vivem sob intensa opressão.

Conclusão:

O ateísmo não funciona, quer ao nível económico, quer ao nível político, quer ao nível social e quer ao nível científico. O ateísmo é uma ideologia estéril e parasítica cuja subsistência depende da existência de cristãos. Se os cristãos deixarem de existir na Terra, o ateísmo morre.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Política and tagged , , . Bookmark the permalink.

One Response to Coreia do Norte pede comida ao Ocidente

  1. Herberti says:

    Saudações Mats.
    Com relação a este assunto, eu editei e postei em meu blog um vídeo do prof.Olavo de Carvalho, onde ele explica porque o socialismo é materialmente impossível. Obviamente não esgota o assunto, mas joga muita luz sobre a grande farsa intelectual na qual o ocidente está mergulhado até as orelhas.
    Continue sempre firme. Seu blog está cada vez melhor. Conte com nossa intercessão. Abraços.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s