Convergência biológica

A natureza possui uma enorme colecção de convergências biológicas construídas de modo a dificultar uma interpretação evolutiva. O lobo marsupial da Tasmânia é espantosamente parecido com um cão, mas essa semelhança não provém da descendência comum. Estes dois animais com estruturas semelhantes alegadamente surgiram de ancestrais estruturalmente distintos mas evoluíram rumo a um design corporal similar. Os evolucionistas chamam a isto de “convergência”.

As baleias são um exemplo conhecido uma vez que, apesar de serem mamíferos, elas possuem uma forma corporal (fusiforme) semelhante a dos peixes. Os evolucionistas acreditam que isso se deve também à convergência evolutiva uma vez que, de acordo com a mitologia evolutiva, as baleias surgiram de quadrúpedes terrestres que se aventuraram nas águas até se tornarem baleias. (Sim, os evolucionistas acreditam mesmo nestas coisas!)

Ainda mais impressionante é o ichthyossauro. Este réptil é parecido com os golfinhos na sua anatomia, mas este design não é tido como resultado de descendência comum.

Uma coisa importante que convém ter em conta é que as convergências são similares mas nunca idênticas. É exactamente por serem assim que as formas convergentes evitam suportar a noção de serem o resultado dum processo evolutivo.

Esta situação requer um equilíbrio delicado:

  • Se as características são demasiado semelhantes então elas podem ser explicadas como o resultado de uma transposição de informação genética de uma forma de vida para a outra.
  • Mas se os órgãos convergentes são demasiado diferentes, então eles já não precisam das racionalizações especiais (e formidáveis) para explicar as semelhanças.

Este equilíbrio delicado precisa dUm Designer.

  1. A convergência é uma forma eficiente de unificar os diversos organismos. Isto junta as diferentes partes do sistema da vida num todo unificado. Isto envia a mensagem unificadora.
  2. A convergência ajuda a destruir as tentativas do observador em identificar uma filogenia. Isto envia ao observador a mensagem não-naturalista da Mensagem Biótica.
  3. As próprias convergências não parecem ser o resultado da evolução. Elas não podem ser explicadas por descendência comum e nem por transposição. Isto, mais uma vez, envia a mensagem não-naturalista.

A convergência é uma das situações mais difíceis de explicar dentro da mitologia evolutiva, e como tal, é muito importante para a teoria criacionista com o nome de “Mensagem Biótica”.

Um outro exemplo de estruturas convergentes é o platypus australiano. Este mamífero tem um bico parecido com o do pato. Em termos estruturais, o bico parece ser como borracha (e não duro como o dos patos). Ao contrário do bico dos patos, o bico do platypus possui sensores bioeléctricos usados para navegação sub-aquática e detecção de presas.

Devido a divergências como estas, o bico do pato e o bico do platypus não podem ser explicados como o resultado de uma transposição. Em vez disso, os evolucionistas são forçados a aludir a extremamente implausíveis mecanismos convergentes.

Conclusão:

A mitologia evolutiva acomoda qualquer facto e qualquer dado por mais auto-contraditório que seja. A ciência tem demonstrado um elevado nível de semelhanças entre formas de vida que nunca poderiam estar unidas por descendência comum. Em vez de abandonarem a teoria da evolução devido aos dados da ciência, os evolucionistas inventam histórias sobre uma hipotética convergência num passado cada vez mais distante e cada vez mais remoto (e vai ficando cada vez mais remoto e cada vez mais distante à medida que o nosso conhecimento biológico avança).

Se já é difícil aceitar que uma estrutura biológica possa ter surgido aleatoriamente UMA vez, imaginem o ridículo de acreditar que uma estrutura parecida possa ter surgiu NOUTRO animal executando funções semelhantes.

Do ponto de vista Bíblico, as semelhanças entre formas de vida tão distintas unem toda a vida debaixo do mesmo pano de fundo. Estas semelhanças mostra que todas elas tem o Mesmo Criador e o Mesmo Designer.

Do mesmo modo, como elas nunca poderiam ser unidas por descendência comum, isto demonstra que a origem de tais estruturas é distinta uma da outra. Os animais marinhos foram criados num dia enquanto que os terrestres foram criados noutro. Não houve nenhuma evolução de uns para os outros.

Terceiro: como este equilíbrio entre nível de semelhança e distância classificativa entre os animais requer planeamento, então tem que haver Alguém por trás do plano (Deus). Forças não inteligentes não tem a capacidade de gerar sistemas com esta estrutura.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Convergência biológica

  1. catolicoresp says:

    “de acordo com a mitologia evolutiva, as baleias surgiram de quadrúpedes terrestres que se aventuraram nas águas até se tornarem baleias. (Sim, os evolucionistas acreditam mesmo nestas coisas!)”

    Tem coisa pior… Tem uma espécie(não me lembro qual é, tem dizendo no livro “O que é a Evolução”, de Ernest Mayer) que está presente nos EUA e na Austrália(se não me engano são esses dois países). Qual a explicação?

    Eles viajaram *em troncos de árvore* sobre o oceano. E depois acreditar em Deus é coisa de gente burra. Tá bom.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s