Sistema auditivo das corujas suporta Génesis

Mas o pelicano e a coruja a possuirão, e o bufo e o corvo habitarão nela: e ele estenderá sobre ela cordel de confusão e nível de vaidade.

Isaías 34:11

Já é sabido a algum tempo que as corujas possuem uma excelente visão nocturna, no entanto pesquisadores da Cal Tech (Pasadena) descobriram que, para além da sua visão, as corujas possuem outras formas sofisticadas para caçar.

Para poderem recolher mais dados, foram colocados auscultadores em 14 corujas e estudadas as suas reacções ao som. Os resultados mostram de forma convincente que a coruja constrói no seu cérebro um mapa detalhado do seu meio ambiente.

Para localizar a origem dum ruído, as corujas não adicionam simplesmente os sinais sonoros como seria de esperar. Em vez disso, as células nervosas auditivas da coruja calculam a distância do som, e depois aplicam esta informação ao seu mapa mental num processo que os pesquisadores classificam de “multiplicação”.

Acreditou-se durante muito tempo que o ser humano era o único ser vivo cujo processo mental usava a “multiplicação”, mas estes novos dados vêem perturbar o consenso.

Os pesquisadores acrescentaram ainda que a “multiplicação” é uma forma mais poderosa de processar a informação.


Deus sabia que as corujas necessitariam de sobreviver e como tal dotou-as (desde a criação) com um processo auditivo complexo e funcional (embora elas só o tivessem posto em funcionamento na sua plenitude depois da Queda).

O facto de duas formas de vida tão distintas terem um processo mental relativamente análogo (no que toca à audição) suporta a tese de que ambos tem a Mesma Origem, e destrói a tentativa de se construir uma linha evolutiva/filogenia. Isto está de acordo com a Teoria da Mensagem Biótica.

Segundo, sendo a evolução um processo não inteligente, sem direcção e sem capacidade de ver para além da sobrevivência imediata duma forma de vida ou duma população, a mesma nunca poderia ser a explicação para a origem de um sistema inteligente e dependente de informação codificada, como o é a audição das corujas.

Isto leva-nos a concluir que, contrariamente ao que os militantes evolucionistas alegam, a Biologia funciona perfeitamente sem levar em conta os mitos naturalistas.

Notas: Science, Vol. 292, 13/4/01, Laura Helmuth,Location Neurons Do Advanced Math.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Biologia and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

24 Responses to Sistema auditivo das corujas suporta Génesis

  1. Ana Silva says:

    Mats:

    As Corujas não são os únicos predadores que caçam à noite e que “necessitam de sobreviver”. Deus também dotou todos esses animais “com um processo auditivo complexo e funcional” que recorre ao processo de multiplicação? Se não Porquê?

    Porque é que Deus dota animais diferentes com sistemas diferentes para atingir o mesmo fim? Se existe um sistema óptimo para um processo biológico porque não aplica-lo de forma universal?

    Like

  2. Ana Silva says:

    O artigo que o Mats cita refere-se a um estudo publicado pela Science em 2001. O estudo propriamente dito foi iniciado em 2000. Existe informação mais recente sobre este tema?

    Like

  3. Mats says:

    Ana Silva,

    As Corujas não são os únicos predadores que caçam à noite e que “necessitam de sobreviver”. Deus também dotou todos esses animais “com um processo auditivo complexo e funcional” que recorre ao processo de multiplicação? Se não Porquê?

    Parece que os outros animais que caçam à noite estão a sobreviver muito bem. Qual é o seu argumento?

    Como é que a evolução explica a origem deste sistema auditivo através de múltiplas mutações aleatórias através dos mitológicos “milhões de anos”?

    Porque é que Deus dota animais diferentes com sistemas diferentes para atingir o mesmo fim?

    Para destruir qualquer tentativa de se construir uma linha filogenética.

    Se existe um sistema óptimo para um processo biológico porque não aplica-lo de forma universal?

    Porque aí era fácil explicar isso como sendo origem dum processo evolutivo. Design distintos para funções semelhantes é impossível de explicar como obra do acaso evolutivo, mas faz todo o sentido se Deus quisesse destruir qualquer tentativa de se estabelecer linhagens.

    O artigo que o Mats cita refere-se a um estudo publicado pela Science em 2001. O estudo propriamente dito foi iniciado em 2000. Existe informação mais recente sobre este tema?

    Tem que procurar na net, Ana.

    Like

  4. Ana Silva says:

    “Tem que procurar na net, Ana”. Procurei e não encontrei. Como fiquei curiosa, fiz a pergunta.

    Porque inventar múltiplos processos biológicos, todos com pequenas falhas, para atingir o mesmo fim. Porque não aplicar a todos os animais o processo mais eficiente? Porque é que, para o mesmo objectivo, uns animais foram mais beneficiados do que outros?

    “Designs distintos para funções semelhantes é impossível de explicar como obra do acaso evolutivo”. Por acaso a Teoria da Evolução até apresenta uma explicação lógica: Convergência evolutiva. Parecem existir bons exemplos disso, como o olho.

    Note que o facto de a Teoria da Evolução apresentar uma explicação lógica não quer dizer que seja a explicação mais correcta. O comentário que fiz não foi para defender nenhuma teoria científica. Foi apenas para dizer que a sua explicação não é sólida, pelo menos não cientificamente.

    (E já agora, se Deus já sabia à priori que iram existir “tentativa de se construir uma linha filogenética” porque é que a combateu de uma forma tão aparentemente ambígua?)

    Like

  5. Mats says:

    Ana Silva,

    Porque inventar múltiplos processos biológicos, todos com pequenas falhas

    OS sistemas biológicos não tinham falhas quando Deus terminou a sua Criação.

    , para atingir o mesmo fim. Porque não aplicar a todos os animais o processo mais eficiente?

    Para refutar a noção de que um sistema evoluiu de outro. Com a diversificação, é impossível estabelecer uma relação ancestral-descendente.
    Por exemplo, os evolucionistas acreditam que a mão humana, a barbatana das baleias, a pata dos répteis e a asa dos morcegos evoluíram de um ponto comum. Se isso é assim, como é que se explica que o desenvolvimento genética seja distinto de uma para outra nessas formas de vida?

    Com este tipo de estrutura e padrão de desenvolvimento. Deus fez com que seja cientificamente impossível estabelecer linhas filogenéticas,

    “Designs distintos para funções semelhantes é impossível de explicar como obra do acaso evolutivo”.

    Por acaso a Teoria da Evolução até apresenta uma explicação lógica: Convergência evolutiva. Parecem existir bons exemplos disso, como o olho.

    Só que é uma “explicação” ilógica e sem suporte evidencial. De acordo com esse mito, variadas formas de vida evoluíram sistemas biológicos estranhamente semelhantes VÁRIAS VEZES, e como resultado de um processo sem guia e sem inteligência por trás?
    Já é difícil de explicar como a visão surgiu numa forma de vida como resultado de modificações aleatórias filtradas pela selecção natural. Agora multiplique isso pelas diferentes formas de observação que há na biosfera, e vai vêr que a teoria da evolução é um embaraço para a ciência.

    Note que o facto de a Teoria da Evolução apresentar uma explicação lógica não quer dizer que seja a explicação mais correcta.

    Nem é lógica nem é correcta.

    O comentário que fiz não foi para defender nenhuma teoria científica. Foi apenas para dizer que a sua explicação não é sólida, pelo menos não cientificamente.

    Uma vez que a “minha” explicação está de acordo com as observações, então é científica.

    (E já agora, se Deus já sabia à priori que iram existir “tentativa de se construir uma linha filogenética” porque é que a combateu de uma forma tão aparentemente ambígua?)

    Mas Deus não “combateu de uma forma tão aparentemente ambígua”. A evidência para isso é que é impossível estabelecer linhas filogenéticas com base nos fósseis ou nas estruturas biológicas.

    Aquilo que Deus Se propôs a fazer (mostrar que a vida tem origens sobrenaturais) foi amplamente conseguido. Vocês evolucionistas é que não aceitam o que a ciência mostra, mas isso já não é culpa de Deus.

    Like

  6. Ana Silva says:

    “OS sistemas biológicos não tinham falhas quando Deus terminou a sua Criação.”Deduzo que agora têm falhas porque entretanto Adão e Eva caíram em pecado. Onde estão as evidências do sistema original?

    Muito antes de a Genética ser considerada uma área científico e antes de Darwin passar pelas ilhas Galápago, Lineu já tinha apresentado o seu sistema de classificação de seres vivos (sistema que se mantêm até hoje). O sistema de classificação de Lineu está de acordo com as “linhas filogenéticas”. Logo é possível “estabelecer linhas filogenéticas (pelo menos) com base nas estruturas biológicas.”

    E veja: Não fui eu que puxei a teoria da Evolução ao barulho. Foi o Mats. Se a teoria da Evolução for errada, isso não prova de todo que o Design Inteligente é uma teoria científica. Para provar que o Design Inteligente é uma teoria científica tem de se manter sozinho, apoiado nos seus dois pés. Isso ainda não aconteceu.

    Like

  7. Mats says:

    Ana Silva,

    “OS sistemas biológicos não tinham falhas quando Deus terminou a sua Criação.”

    Deduzo que agora têm falhas porque entretanto Adão e Eva caíram em pecado. Onde estão as evidências do sistema original?

    Essas formas de vida desapareceram há muito. A forma de sabermos que elas existiram é viajando no tempo, ou aceitando o Testemunho de Quem estava lá quando elas existiram.
    Portanto, ficamos com o que sabemos: os múltiplos sistemas biológicos distintos mas com funções semelhantes refutam a vã tentativa de se estabelecer linhas evolutivas.

    Muito antes de a Genética ser considerada uma área científico e antes de Darwin passar pelas ilhas Galápago, Lineu já tinha apresentado o seu sistema de classificação de seres vivos (sistema que se mantêm até hoje). O sistema de classificação de Lineu está de acordo com as “linhas filogenéticas”.

    Não, não está porque Lineu (um criacionista) não identifica quem descende de quem, mas sim quais as formas de vida unidas por uma ou mais características.

    O sistema de Lineu (conhecido como o modelo tipológico) é totalmente anti-evolutivo uma vez que organiza as formas de vida sem ancestrais e descendentes.
    https://darwinismo.wordpress.com/2010/11/15/o-modelo-tipologico-e-o-modelo-evolutivo/

    Logo é possível “estabelecer linhas filogenéticas (pelo menos) com base nas estruturas biológicas.”

    Como se vê, não é possível.

    E veja: Não fui eu que puxei a teoria da Evolução ao barulho. Foi o Mats. Se a teoria da Evolução for errada, isso não prova de todo que o Design Inteligente é uma teoria científica.

    De acordo com a forma de pensar dos evolucionistas, prova sim, uma vez que ou é a evolução ou é o design inteligente:

    https://darwinismo.wordpress.com/2011/04/18/criacao-ou-evolucao-evolucionistas-negam-este-dualismo-mas-usam-no-com-frequencia/

    Para provar que o Design Inteligente é uma teoria científica tem de se manter sozinho, apoiado nos seus dois pés. Isso ainda não aconteceu.

    O DI é uma teoria científica no seu próprio mérito. De acordo com as evidências, o DI é a melhor explicação para a origem dos sistemas biológicos, especialmente do sistema de informação presente na vida. A teoria da evolução foi criada como forma de refutar o DI, mas não foi bem sucedida.

    Portanto, o facto da teoria da evolução ser falsa é mais uma evidência em favor do DI.

    Like

  8. Ana Silva says:

    “O facto da teoria da evolução ser falsa é mais uma evidência em favor do DI”. O Mats está a seguir um raciocínio circular.

    Se a teoria da Evolução for provada errada, não valida forçosamente o Design Inteligente. E vice-versa.

    Like

  9. Eduardo says:

    “A teoria da evolução foi criada como forma de refutar o DI, mas não foi bem sucedida.” Na verdade, foi justamente o contrário, Mats. A teoria do Design Inteligente que foi criada para refutar a teoria da evolução das espécies e dar uma explicação científica para a criação da vida segundo os preceitos de Deus. Outra coisa: parem de falar dessas duas teorias como verdades absolutas “Se a evolução é falsa, a origem da vida só pode ser o DI”. Só porque não conhecemos não quer dizer que não possam existir outras possibilidades.

    Abraço a todos

    Like

  10. Mats says:

    Ana Silva,

    “O facto da teoria da evolução ser falsa é mais uma evidência em favor do DI”.
    O Mats está a seguir um raciocínio circular.

    Se a teoria da Evolução for provada errada, não valida forçosamente o Design Inteligente. E vice-versa.

    Ana, os crentes na teoria da evolução dizem que, como o DI é falso, só resta a “verdade” da evolução. Se isso é assim, eu posso usar a forma de pensar reversa: como a teoria da evolução é manifestamente falsa, só resta o DI.

    Like

  11. Mats says:

    Eduardo,

    “A teoria da evolução foi criada como forma de refutar o DI, mas não foi bem sucedida.”
    Na verdade, foi justamente o contrário, Mats. A teoria do Design Inteligente que foi criada para refutar a teoria da evolução das espécies e dar uma explicação científica para a criação da vida segundo os preceitos de Deus.

    Repito, ANTES da teoria de Darwin ter sido publicitada, a comunidade científica vigente na Europa durante séculos era firme crente no DI. Ou não?
    Em quÊ é que acreditava Newton? E Lineu? E Richard Owen? E muitos outros cientistas do passado? Ora, no DI.

    Portanto, não invertas a HIstória.

    Outra coisa: parem de falar dessas duas teorias como verdades absolutas “Se a evolução é falsa, a origem da vida só pode ser o DI”. Só porque não conhecemos não quer dizer que não possam existir outras possibilidades.

    Diz isso aos teus amigos evolucionistas que defendem que a falsidade da Criação imediatamente suporta a teoria da evolução.

    Like

  12. Eduardo says:

    Não, Mats. O que esses homens acreditavam não me importa. A verdade é que a idéia do DI foi desenvolvida por um grupo de criacionistas americanos que reformularam o argumento em face à controvérsia da criação vs. evolução para contornar uma decisão judicial americana proibindo o ensino de criacionismo como ciência.

    Like

  13. Eduardo says:

    “Diz isso aos teus amigos evolucionistas que defendem que a falsidade da Criação imediatamente suporta a teoria da evolução.”

    Não tenho amigos que falam essas asneiras ilógicas. =D

    Abraços.

    Like

  14. Mats says:

    Eduardo,

    Não, Mats. O que esses homens acreditavam não me importa.

    Ah, mas importa sim. Tu dizes que o DI veio depois da teoria da evolução, mas eu estou-te a mostrar que é exactamente o contrário.

    Já ouviste falar no brilhante Teólogo William Paley? O seu argumento para o Design era aceite pela comunidade científica ANTES de Darwin.

    Como é que podes dizer que o DI veio DEPOIS da versão moderna da teoria da evolução, quando a História diz exactamente o contrário?

    Like

  15. Eduardo says:

    Eu estou falando da TEORIA do design inteligente. Teoria que foi desenvolvida por um grupo de criacionistas americanos que reformularam o argumento em face à controvérsia da criação vs. evolução para contornar uma decisão judicial americana que proibia o ensino de criacionismo como ciência.

    “Ah, mas importa sim.”

    Para mim não. Eles eram cientistas. No que eles acreditaram ou deixaram de acreditar não me interessa.

    “Já ouviste falar no brilhante Teólogo William Paley? O seu argumento para o Design era aceite pela comunidade científica ANTES de Darwin.”

    Sim. E sua analogia já foi refutada a muito tempo.

    Abraços.

    Like

  16. Mats says:

    Eduardo,

    Eu estou falando da TEORIA do design inteligente. Teoria que foi desenvolvida por um grupo de criacionistas americanos que reformularam o argumento em face à controvérsia da criação vs. evolução para contornar uma decisão judicial americana que proibia o ensino de criacionismo como ciência.

    Vejo que decoraste o mantra evolucionista (incluindo as mentiras).

    Pois bem, eis a refutação:
    A decisão legal que te estás a referir chama-se Edwards v. Aguillard (1987), e, segundo o que estás a dizer, foi só por causa disso que a teoria do DI foi inventada.

    O teu erro é que tu, segues direitinho as mentiras que os teus senhores evolucionistas te disseram. A teoria do DI já anda a circular há décadas entre os cientistas e filósofos. Eis algumas informação:

    * “In By Design, a history of the current design controversy, journalist Larry Witham traces the roots of the contemporary intelligent design movement in biology to the 1950s and ’60s, and the movement itself to the 1970s

    * “We find more of the same in molecular biologist Michael Denton’s 1985 book Evolution: A Theory in Crisis: “The inference to design is a purely a posteriori induction based on a ruthlessly consistent application of the logic of analogy. The conclusion may have religious implications, but it does not depend on religious presuppositions.””

    http://www.ankerberg.com/wiki/index.php/The_Origin_of_Intelligent_Design
    …..
    Portanto, a teoria do DI não foi inventada para circum-navegar a lei; a teoria já existe há décadas.

    Vai, corre lá para os sites evolucionistas e descobre lá mais mentiras para serem refutadas.

    “Já ouviste falar no brilhante Teólogo William Paley? O seu argumento para o Design era aceite pela comunidade científica ANTES de Darwin.”

    Sim. E sua analogia já foi refutada a muito tempo.

    Foi? Quem foi que refutou? É que ainda não foi demonstrado como é que forças naturais conseguem criar sistemas como a mais pequena célula.

    Mostra aí a “refutação”.

    Like

  17. Eduardo says:

    Caro Mats: Desculpe-me por minha ignorância, eu realmente achava que a teoria do DI era bem recente. Mas tenho algumas observações a fazer: “Vejo que decoraste o mantra evolucionista (incluindo as mentiras).”, desconheço a existência de tal mantra. “O teu erro é que tu, segues direitinho as mentiras que os teus senhores evolucionistas te disseram.”, eu não tenho “senhores evolucionistas”, na verdade, eu nem mesmo acredito na atual teoria da evolução das espécies. “Vai, corre lá para os sites evolucionistas e descobre lá mais mentiras para serem refutadas.”, você não tem motivos para tal atitude grosseira e tais sites, por mais que publiquem mentiras, não englobam minha crença.

    Abraços.

    Like

  18. Eduardo says:

    Desculpe-me novamente pela minha ignorância, mas, diga-me: o que tem a ver a refutação da analogia do relojoeiro de William Paley, com a demonstração de como as forças naturais conseguem criar sistemas como a célula? Uma vez que já foi provado que tal coisa é possível, mas tal demonstração exigiria que fosse possível a abiogênese, coisa que também já foi refutada.

    Like

  19. Mats says:

    Eduardo,

    “Vejo que decoraste o mantra evolucionista (incluindo as mentiras).”,

    desconheço a existência de tal mantra.

    Curioso que digas isso quando o argumento que levantaste em cima é igualzinho ao que os evolucionistas americanos usam. Coincidência?

    “O teu erro é que tu, segues direitinho as mentiras que os teus senhores evolucionistas te disseram.”, eu não tenho “senhores evolucionistas”, na verdade, eu nem mesmo acredito na atual teoria da evolução das espécies.

    Ai não? Em quer versão evolutiva tu acreditas? Se não aceitas a Criação Divina, não tens muita escolha.

    Desculpe-me novamente pela minha ignorância, mas, diga-me: o que tem a ver a refutação da analogia do relojoeiro de William Paley, com a demonstração de como as forças naturais conseguem criar sistemas como a célula?

    A analogia é de que, se as forças naturais são incapazes de criar algo mais simples como um relógio, é virtualmente impossível essas mesmas forças naturais gerarem uma única célula – vastamente mais complexa que um relógio.

    Uma vez que já foi provado que tal coisa é possível

    É possível uma célula surgir como efeito das forças naturais? Do nada? Como é que sabes disso?

    , mas tal demonstração exigiria que fosse possível a abiogênese, coisa que também já foi refutada.

    ??!! Então a abiogénese foi refutada mas é possível a célula surgir como apenas e só o efeito das forças naturais?

    Like

  20. Eduardo says:

    Caro Mats: “Curioso que digas isso quando o argumento que levantaste em cima é igualzinho ao que os evolucionistas americanos usam. Coincidência?”,
    sim, muita. “Ai não? Em quer versão evolutiva tu acreditas? Se não aceitas a Criação Divina, não tens muita escolha.”, quem disse que não tenho muita escolha? A teoria da evolução é boa, mas falha. A criação divina é ótima, mas pouco explicativa e não há uma única prova convincente da existência do Deus bíblico ou de qualquer outra divindade que eu conheça. Sou cético quanto a veracidade das duas. “A analogia é de que, se as forças naturais são incapazes de criar algo mais simples como um relógio, é virtualmente impossível essas mesmas forças naturais gerarem uma única célula – vastamente mais complexa que um relógio.” Não, Mats, a analogia compara a natureza com um “simples relógio”, como você mesmo disse, e diz que tal complexidade é indício de um criador, um relojoeiro. Sua principal refutação é que se trata de uma falsa analogia: a ideia de um criador não-criado é algo tão arbitrário quanto a de um universo sem criador.

    Abraços.

    Like

  21. Mats says:

    Eduardo,

    “Curioso que digas isso quando o argumento que levantaste em cima é igualzinho ao que os evolucionistas americanos usam. Coincidência?”,

    sim, muita.

    Há coincidências fáceis de aceitar. O que tu disseste não é uma delas.

    “Ai não? Em quer versão evolutiva tu acreditas? Se não aceitas a Criação Divina, não tens muita escolha.”,
    quem disse que não tenho muita escolha?

    Qual é a tua explicação para a origem das formas de vida?

    A teoria da evolução é boa, mas falha.

    Falha em que área?

    A criação divina é ótima, mas pouco explicativa

    As leis da termodinâmica não óptimas….mas pouco explicativas. São verdadeiras ou falsas? Essa é a questão.

    e não há uma única prova convincente da existência do Deus bíblico

    Existência do Deus Criador, ou especificamente do Deus da Bíblia? É que a complexidade da vida (ADN é informação e informação tem sempre uma causa inteligente por trás) comprova que há Um Criador, e a Ressurreição do Senhor Jesus comprova que Ele é o Filho de Deus.

    “A analogia é de que, se as forças naturais são incapazes de criar algo mais simples como um relógio, é virtualmente impossível essas mesmas forças naturais gerarem uma única célula – vastamente mais complexa que um relógio.”

    Não, Mats, a analogia compara a natureza com um “simples relógio”, como você mesmo disse, e diz que tal complexidade é indício de um criador, um relojoeiro. Sua principal refutação é que se trata de uma falsa analogia: a ideia de um criador não-criado é algo tão arbitrário quanto a de um universo sem criador.

    Com essas palavras tu saíste da ciência para a filosofia e Teologia. Falar sobre Um Criador sem causa é uma área distinta de falar da complexidade específica das formas de vida.
    O argumento de Paley é bastante simples (e daí a sua aceitação):

    * a estrutura interna dum relógio exige um relojoeiro
    * a estrutura interna do ser humana exige um Criador.

    Dado isto, o que vocês têm que fazer para refutar Paley, é demonstrar que é possível estruturas como um relógio ou uma célula pode surgir por si só, sem design por trás.

    Tu não refutas o argumento de Paley ao afirmares que “a ideia de um criador não-criado é algo tão arbitrário quanto a de um universo sem criador.”

    Para já, a noção de Deus é precisamente de Alguém que sempre existiu. Não é arbitrário: é por definição.

    Segundo, a noção dum universo sem Criador não é “tão arbitrário” como Um Deus não-criado; é um absurdo de todo o tamanho. O universo, sendo um efeito, por definição, tem que ter uma causa. Deus, por definição, não pode ter sido criado senão não é Deus.

    Portanto, não há analogia entre uma e outra.
    ……….
    Tens alguma forma de refutar o que Paley disse?

    Like

  22. Eduardo says:

    Caro Mats: “Há coincidências fáceis de aceitar. O que tu disseste não é uma delas”, meu comentário foi uma infeliz brincadeira. Encontrei aquilo sobre o DI em um site sem (aparente) relação com evolucionistas e tomei-o como verdade, erro meu. “Qual é a tua explicação para a origem das formas de vida?”, não tenho nenhuma satisfatória que não envolva uma divindade (ou divindades) diferente dos citados nas religiões que conheço, seres extraterrestres ou processos bioquímicos. “Falha em que área?” Em muitas, mas, principalmente no fato de não encontrarem o “elo perdido”, mesmo depois de décadas procurando-o. Das três uma:
    1) Ele não existe, logo a teoria de evolução está errada.
    2) Está se escondendo dos paleontólogos.
    3) Organizações secretas (religiosas) estão coletando os “elos perdidos” e destruindo-os, numa tentativa de derrubar a teoria da evolução.
    “As leis da termodinâmica não óptimas….mas pouco explicativas. São verdadeiras ou falsas? Essa é a questão.”, já provaram que elas são verdadeiras. “Existência do Deus Criador, ou especificamente do Deus da Bíblia?”, eu disse “Deus bíblico ou qualquer outra divindade que eu conheça”.
    “É que a complexidade da vida comprova que há Um Criador”, mesmo que a complexidade da vida comprovasse que há um criador, isso não quer dizer que ele seja o Deus bíblico. “e a Ressurreição do Senhor Jesus comprova que Ele é o Filho de Deus.”, para isso é preciso comprovar que ele realmente ressucitou e que os evangelhos falam a verdade sobre Jesus ser filho de Deus, que não são puramente mitos ou verdades distorcidas. “Com essas palavras tu saíste da ciência para a filosofia e Teologia. Falar sobre Um Criador sem causa é uma área distinta de falar da complexidade específica das formas de vida.” Verdade, me desculpe por fugir um pouco do assunto.
    “O argumento de Paley é bastante simples (e daí a sua aceitação):

    * a estrutura interna dum relógio exige um relojoeiro
    * a estrutura interna do ser humana exige um Criador.”

    Só uma correção: O argumento de Paley diz que a natureza e o universo exigem um criador.

    Abraços.

    Like

  23. Mats says:

    Eduardo,

    “É que a complexidade da vida comprova que há Um Criador”,

    mesmo que a complexidade da vida comprovasse que há um criador, isso não quer dizer que ele seja o Deus bíblico.

    Por isso é que dividi a questão entre evidências que suportam o Teísmo tradicional, e evidências que suportam o Teísmo Judaico-Cristão.

    “e a Ressurreição do Senhor Jesus comprova que Ele é o Filho de Deus.”,

    para isso é preciso comprovar que ele realmente ressucitou e que os evangelhos falam a verdade sobre Jesus ser filho de Deus, que não são puramente mitos ou verdades distorcidas.

    De acordo com as evidências, e principalmente, devido ao facto da ressurreição ser a melhor explicação para a origem do Cristianismo, podemos então ficar tranquilos de que o Teísmo genuíno é o Bíblico.

    “O argumento de Paley é bastante simples (e daí a sua aceitação):

    * a estrutura interna dum relógio exige um relojoeiro
    * a estrutura interna do ser humana exige um Criador.”

    Só uma correção: O argumento de Paley diz que a natureza e o universo exigem um criador.

    ok.

    Like

  24. Eduardo says:

    Caro Mats:
    “De acordo com as evidências, e principalmente, devido ao facto da ressurreição ser a melhor explicação para a origem do Cristianismo” Que evidências? Quem lhe disse que a origem do cristianismo é a ressurreição de cristo?

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s