O terrorismo dos aborcionistas

Para além de terem as suas mãos cobertas do sangue dos milhões de bebés inocentes que são diariamente esquartejados, sugados, desmembrados e quimicamente assassinados quando ainda se encontram no útero materno, os militantes aborcionistas acrescentam à sua lista de pecados o assassínio de seres humanos adultos por razões como recusa em levar avante um aborto, ou pelo facto das vítimas correctamente defenderem que a humanidade começa na concepção, e não aos 3 meses de gravidez (ou em qualquer outro ponto arbitrário que o lobby pró-matança subjectivamente define como o ponto a partir do qual se “começa” a ser um ser humano).

O terrorismo aborcionista tem uma longa e trágica história mas por uma questão de brevidade, vão ser listados apenas alguns incidentes. Convém lembrar que a pior violência é aquela que é dirigida aos seres humanos frágeis, indefesos e inocentes que vivem no útero.

Tradução integral:

O terrorismo dos aborcionistas

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Pecado, Política, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

One Response to O terrorismo dos aborcionistas

  1. Marileide says:

    Não quer engravidar?
    Não faça sexo.É a maneira mais segura.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s