Missão Impossível: A Borboleta Monarca

A borboleta monarca (Danaus plexippus) é uma borboleta (larga, laranja-e-preta) comum na maioria da América do Norte. A mesma é famosa devido a sua migração de e para as áreas invernais do México e Califórnia (National Geographic, vol. 150, no. 2, August 1976).

A monarca começa a vida como um ovo colocado por uma borboleta adulta nas plantas de uma serralha comum, a Asclepias syriaca. Inicialmente, ela é do tamanho da cabeça de um alfinete. Quando 3 a 12 dias depois, o ovo eclode, a pequena borboleta (ainda na forma de uma mini minhoca) possui 8 pares de pernas (de forma a movimentar-se na planta hospedeira) e uma boca arquitectada para mastigar pétalas (o que ela o faz de forma voraz). Mas só as plantas da serralha servem; nenhuma outra planta serve.

A serralha possui uma seiva branca e pegajosa que, embora altamente tóxica para os outros animais, não afecta a larva de borboleta de forma alguma.

À medida que a lagarta de borboleta vai comendo, ela vai crescendo. Passado algum tempo, ela fica demasiado grande para a sua pele, e como tal, a mesma divide-se e de dentro sai a lagarta com uma nova e mais espaçosa pele pronta a ser preenchida.

Durante cerca de duas semanas, isto é tudo o que a lagarta faz: come plantas, cresce, muda de pele, come mais plantas, cresce um pouco mais, muda de pele outra vez. Este processo vai-se repetir cinco vezes.

Finalmente ela pára de comer. De seguida ela encontra um lugar protegido, pendura-se de pernas para o ar, tece uma ligação em seda, e muda de pele mais uma vez. No entanto, desta vez o que sai de dentro desta nova pele não é uma larva maior, mas sim uma “embalagem” compacta, sem pernas, sem olhos e sem partes corporais visíveis chamada de pupa, encapsulada numa crisális. Não é multicolorida como a lagarta, mas é verde viva contendo manchas amarelo-dourado.

Embora do exterior não se descortine movimento algum, no seu interior há muita agitação biológica. O coração ainda bate, mas os restantes órgãos corporais assemelham-se a gelatina verde (enquanto toda a massa se reforma a ela mesma até se transformar numa criatura completamente diferente). A cor verde escurece até se transformar em castanho. Gradualmente a cor muda enquanto a crisália vai clareando. A dada altura, as cores laranja e preto podem ser vistas. São as cores da borboleta adulta.

Finalmente, e após cerca de duas semanas, a crisália abre-se e uma borboleta adulta emerge. Possui 6 pernas longas, uma boca que é um probóscide (usado para atingir o interior das flores de modo a ingerir o néctar das mesmas) e dois pares de asas enrugadas que rapidamente se expandem à medida que fluido é injectado nas suas veias. Enquanto elas se expandem, a borboleta lentamente agita-as para a frente e para a trás (com os seus recentemente adquiridos músculos para o voo) até que as mesmas se encontrem secas, e de modo a que elas, estendidas, fiquem rijas e prontas a voar.


Eis aqui a tua missão, caro evolucionista, caso a aceites:

Explica como é que a transformação acima descrita pôde ocorrer aleatoriamente, como o resultado de erros genéticos (filtrados pela selecção natural), sem propósito, sem inteligência envolvidas, guiada apenas pela sobrevivência do mais apto, à medida que uma criatura primitiva sem asas gradualmente evoluiu até se transformar numa borboleta voadora.

Qual é a fase do processo acima descrito (chamada de metamorfose completa) podes suspender por um bocado na sua evolução gradual? Se apenas uma enzima está em falta, como é que a transformação ovo-larva-pupa-adulta acontece? Tudo tem que estar presente, funcional, na altura certa, senão a criatura morre.

Ou tudo funciona ou nada funciona.

Mas não nos contes “estórias” da carochinha; oferece uma explicação científica que não seja descartada por um geneticista como ridícula.

Não chames a isto um “milagre da natureza” – a menos que estejas disposto a aceitar a existência de design inteligente e criativo no teu deus a que tu dás o nome de Natureza.

Não nos mostres como é que outras metamorfoses acontecem como forma de explicar esta metamorfose. Lembra-te: funcionamento não explica origem. O facto de explicares como é que um sistema funciona não serve de evidência para a forma que tu *pensas* ela veio a existir.

Mostra de forma lógica e coerente como é que *esta* metamorfose veio a existir de forma gradual, sem inteligência envolvida em nenhuma parte do processo.

Este texto não se vai auto-destruir!

Não temas, ó terra: regozija-te e alegra-te; porque o Senhor fez grandes coisas – Joel 2:21

Modificado a partir do artigo original

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

6 Responses to Missão Impossível: A Borboleta Monarca

  1. Darcy says:

    Mats,

    Indicando o blogue para o tuitaço de hoje no Brasil com a tag #digitaisdocriador (a partir das 18h).

    [Obs. Algum problema na configuração do blogue? A disposição dos menus apareceu fora da coluna algumas vezes.] Abs.

    Like

  2. Karina says:

    Mats, depois do milagre da formação e do nascimento de um bebê, acredito ser o “nascimento” de uma borboleta um dos milagres mais admiráveis da natureza criada por Deus.

    Eu não fazia a menor ideia do que acontecia lá dentro da crisálida, e lendo o processo descrito, admirei-me mais ainda.

    Rapaz, além do teste para os evolucionistas, faço uma pergunta aos aborcionistas: é lícito matar um bichinho desse na fase de crisálida, onde não há nem uma lagarta, nem uma borboleta formada?

    Like

  3. Mats says:

    Darcy,
    Obrigado pela ajuda. Também pus lá alguns links.

    Like

  4. Darcy says:

    Mats,

    Muito obrigado pelos tuítes. Muito valiosos, como sempre.O Senhor continue abençoando você, sua família e seu trabalho. Shalom!

    Like

  5. Abraão says:

    Mats,
    Eu sei que não tem muito a ver com o assunto do post, mas eu fui procurar por entropia esses dias na wikipedia e vi que mais um artigo dela se tornou um pseudo-artigo onde entropia deixa de ser a tendência para a desordem e passa a ser qualquer coisa diferente disso. A wikipedia se tornou um antro de crentes do evolucionismo, e defensores da gnosi, trajada de ciência. Eu estava lendo um site de evolucionistas e pude perceber que como muitos criacionistas tem usado a entropia para desafiar a evolução, os evolucionistas estão tentando descaracteriza-la. É a mesma estratégia dos gays que até o conceito de casal querem mudar para aquilo que nunca foi.

    Like

  6. Mats says:

    Abraão,
    O wikipedia é dos sítios mais intolerantes que há na internet. Para já, é dominado por militantes ateus, activistas pró-sodomia, aborcionistas, feministas e todo o tipo de pessoas que se alinha com o marxismo cultural (http://omarxismocultural.blogspot.com).

    Hás-de repara que eles têm o hábito de chamar de “devoto Cristão” a pessoas que nenhum Cristão chamaria de genuinamente Cristão devoto. Por exemplo, o Axl Rose (vocalista do Guns and Roses) vem duma família onde o pai batia na mãe, e a wikipediia chamava a essa família de “muito devota”.

    Semelhantemente, eles gostam de chamar os “cristãos” evolucionistas de “Cristãos devotos”, mas raramente (se alguma vez) chamam a pessoas como Newton, Pascal, Mendel, Faraday, Maxwell e outros grandes Cristãos de “Cristãos devotos”:

    Eles querem perverter o entendimento de Cristão de modo a que este perca todo o significado.

    Faz uma pesquisa por ti próprio e vê:

    Na página do Axl Rose diz: “The Bailey household was deeply religious” mas mais à frente diz que “Rose later described his upbringing as oppressive, stating, “We’d have televisions one week, then my stepdad would throw them out because they were satanic. I wasn’t allowed to listen to music. Women were evil. Everything was evil.“.

    Ou seja “deeply religious” = intolerante.e quadradão.

    Agora na página do Isaac Newton eles dizem:

    “Historian Stephen D. Snobelen says of Newton, “Isaac Newton was a heretic. But … he never made a public declaration of his private faith — which the orthodox would have deemed extremely radical. He hid his faith so well that scholars are still unravelling his personal beliefs.”

    Portanto: bater na mulher e abusar dos filhos = “deeply religious”

    O maior cientista da História da humanidade ! = deeply religious !!

    E há mais exemplos assim onde eles tentam definir o que é Cristianismo.

    http://en.wikipedia.org/wiki/John_Shelby_Spong

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s