Lázaro e o homem rico

Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente. Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia, cheio de chagas, à porta daquele.

E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.

E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu, também, o rico, e foi sepultado. E no Hades ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.

E, clamando, disse:

Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

Disse, porém, Abraão:

Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em vida, e Lázaro somente males; e, agora, este é consolado, e tu atormentado; E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que, os que quisessem passar daqui para vós, não poderiam, nem tão-pouco os de lá passar para cá.

E disse ele:

Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes a casa do meu pai, Pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho; a fim de que não venham, também, para este lugar de tormento.

Disse-lhe Abraão:

Têm Moisés e os profetas: ouçam-nos.

E disse ele:

Não, pai Abraão; mas, se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.

Porém Abraão lhe disse:

Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tão-pouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.


Este evento é dos mais reveladores que existe na Bíblia Sagrada por vários motivos:
  • 1. Esta história é das únicas (a única?) qualificada de “parábola” onde o Senhor usa nomes (“Lázaro”) reais.

Façam um esforço de memória em relação às parábolas. Tentem-se lembrar duma parábola onde o Filho de Deus tenha usado um nome real na identificação dumas das personagens. Quantas conseguem listar?

Claro isto até pode ser uma parábola, mas mesmo que seja, há uma coisa que é preciso levar em conta: o Filho de Deus não diz mentiras nas Suas parábolas.

  • 2. Reparem como Deus tem o cuidado de identificar o homem salvo mas o perdido nem é identificado por nome.

Há muitas interpretações que podem ser feitas a isto, mas provavelmente a mais importante é: Deus lembra-Se de ti apesar das dificuldades que possas estar a atravessar na tua vida. O mundo pode olhar para ti de forma arrogante, mas Aquele a Quem todos nós temos que prestar contas (Hebreus 4:13) tem Um Livro onde Ele tem escrito os nomes daqueles que estão remidos pelo Sangue do Cordeiro.

Se o teu nome está lá, não te preocupes com o que o mundo te diz. Quer morramos que vivamos, somos do Senhor (Romanos 14:8).

Agora, se o teu nome não está escrito no Livro da Vida, tens que fazer alguma coisa em relação a isso antes de teres o encontro com o teu Criador.

  • 3. O homem rico nunca se tinha encontrado com Abraão, mas mesmo vendo-o de longe, reconheceu-o.

Naquele tempo não havia fotografias e máquinas de filmar; como é que ele sabia da aparência de Abraão mesmo havendo uma diferença de (pelo menos) séculos entre um e outro? Isto tem muito a ver com o tipo de percepção que adquirimos quando a nossa alma é separada do corpo. Vejam este vídeo.

  • 4. O lugar para onde o homem rico foi lançado era um lugar de tormentos.

O tormento era tão terrível que apenas uma gota de água seria uma preciosidade. Que tipo de lugar é este?

  • 5. Ninguém sai do inferno para o céu, nem (obviamente) o reverso.

Uma vez morto, o destino está selado para sempre.

  • 6. Ao aperceber-se que o seu destino é irreversível, a primeira preocupação do homem rico é a sua família (e não as riquezas deixadas para trás).

Isto é uma aviso sério que Deus deixa para nós, hoje. A tua família já serve a Deus? O que é que temos feito para que eles tenham o seu nome escrito no Livro da Vida? Se os irremediavelmente perdidos se preocupam com isso, quanto mais nós.

Alcança-os enquanto há tempo. Escreve, testemunha, dá exemplo, perdoa, passa tempo com eles, dá-lhes literatura Cristã, mas…. faz-lhes saber que o Dia do Julgamento aproxima-se e eles não estão cobertos pela Graça de Deus.

  • 7. Quem duvida da Bíblia, não vai acreditar em milagres.

Esta é talvez uma das maiores revelações que Deus nos deixou com este evento. O que o nosso Pai Abraão nos diz de forma bem aberta é que a Bíblia é o maior milagre que Deus deixou ao mundo. Se as pessoas não acreditam na Palavra Escrita, eles não irão acreditar na Palavra Feita Carne, mesmo que Ele volte dos mortos (como Ele fez).

Milagres por si só, não transformam um coração em pecado num coração arrependido; os milagres podem atrair as pessoas à Palavra de Deus, mas é a Palavra que regenera os arrependidos.

Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4:12)

Tendo por base a Palavra de Deus, podemos ficar cientes de que todos aqueles que pedem “um sinal do céu” para acreditar em Deus 1) ou estão enganados em relação a Quem Deus é, 2) ou estão a mentir. Quem nos dá autoridade para pensar assim é, como dito em cima, Deus.

A nossa função não é atrair pessoas para milagres mas sim atrair pessoas para a Palavra de Deus. Se a Palavra não os transformar, então nada o fará.

Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes, medita nele, dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque, então, farás prosperar o teu caminho, e, então, prudentemente te conduzirás. (Josué 1:8)


Leitura recomendada: Salmo 119

About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Bíblia and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

8 Responses to Lázaro e o homem rico

  1. Rômulo says:

    Olá, Mats.

    Que ótimo que você conseguiu extrair desta passagem grandes ensinamentos e estão todos perfeitos e alinhados com a vontade de Deus, que é o Amor.

    [[ E o Juízo. — Mats ]]

    Ao mesmo tempo, tu tiveste todo o cuidado para não entrar em doutrinas mais questionáveis. Enfim, glória a Deus pelo teu trabalho!

    [[ Quais? — Mats ]]

    Como já havíamos pensado sobre esta situação (pós-morte) em outro post, gostaria de deixar algumas observações adicionais.

    Este texto demonstra claramente como a cultura judaica está estampada na Bíblia e, sabemos, muito desta cultura não é a Palavra propriamente dita do Nosso Deus Criador. Jesus falava aos judeus da época, através de uma linguagem conhecida por eles, por exemplo: “no seio de pai Abraão”.

    [[ Sem dúvida que o Criador, o Senhor Jesus, falou de forma que os Judeus entendessem a Mensagem. Mas, tal como disse no texto, o Senhor não diz mentiras nas parábolas..– Mats ]]

    Para a cristandade atual, não há outro significado do que “nos Céus com Deus” (que não é Abraão). Portanto, não podemos olhar para o texto literalmente, mas contextualmente.

    [[ Se a Bíblia diz “no seio de Abraão”, então temos que entender o que isso significa dentro do contexto, sem tentar atribuir aos leitores de hoje conhecimento espiritual superior que os ouvintes do Senhor. — Mats ]]

    E, já desta forma, sabemos que o homem rico não foi condenado porque era abastado, tampouco o mendigo foi salvo porque sofria injustiças em vida.

    [[ Exacto. Por acaso foi uma coisa que só me lembrei depois de ter feito o texto, embora seja uma das coisas mais importantes da história. — Mats ]]

    Sabemos que a justiça de Deus nos tratará com equidade, seja aos ricos ou pobres.

    Também sabemos que o rico e o mendigo foram sepultados, não somente o rico. É curioso que o texto diga que o mendigo foi levado aos céus pelos anjos, mas que não afirme sobre seu sepultamento óbvio. O Hades, neste caso, será a ilustração que estava à mente dos judeus da época para “as profundezas” (mas o nome é de origem grega – “guardião do Além”), dentre outros significados (inferno, local de habitação dos mortos/almas).

    Suspeito que Cristo estava a apontar para Ele mesmo nesta parábola quando instruiu que “ouvissem a Moisés e aos profetas” (outra influência judaica), pois ambos testemunhos conduzem a vinda do Reino de Deus através do Messias.

    Jesus recolherá toda a lágrima e já nos é descanso e consolo bem presente. Aliás, Ele é a Palavra que transforma (o “logos” que se fez carne).

    Precisamos lembrar que, embora a Bíblia seja excelente revelação de Deus, Deus está muito acima da Bíblia. Deus é amor.

    [[ Deus é o que a Sua Palavra diz que Ele é. Eu só sei o que tu és quando to o revelas. O mesmo com Deus; só sabemos como Ele é através da forma como Ele Se revela. A Bíblia é a Melhor e mais Perfeita Revelação da Natureza de Deus. Embora a Bíblia contenha uma pequena parte do Pensamento de Deus, ela é Autoritária a Autoridade em todas as áreas a que ela alude. — Mats ]]

    Em Cristo.

    Like

  2. jonas says:

    DEUS é AMOR, mas outro atributo DELE é JUSTIÇA.

    Justiça esta encerrada na morte vicária de JESUS na cruz,onde pagou por todos os nossos pecados.

    O que se precisa resaltar neste parábola, é que ela não determina a Salvação por atos ou vivência meritória para se alcança-la, pois o Apóstolo Paulo em Efésios 2;8 diz :”que pela Graça sois salvos mediante a Fé,e isto não vem de vós é Dom de DEUS,não por obras para que ninguém se glorie.”

    Outro fato importante é concernente a Palavra de DEUS (Biblia) em que em Apocalipse 22.19 diz assim: “E, se alguém tirar quaisquer palavras desta profecia, DEUS tirará a sua parte do livro da vida,…” então temos que ter discernimento e profundo conhecimento para não lançarmos outros fundamentos dos que já estão lançados,para que não venhamos a contribuir para novas heresias.

    Mats: a Palavra de DEUS não é autoritária,e sim Autoridade,que são dois termos diferentes.

    Like

  3. Mats says:

    Jonas,

    a Palavra de DEUS não é autoritária,e sim Autoridade,que são dois termos diferentes.

    Excelente observação. A Bíblia é a Autoridade Suprema em todos os assuntos a que ele se refere.

    É por comentários elucidativos como esse que eu deixo a secção de comentários aberto.

    Vou corrigir o meu comentário anterior.

    Like

  4. jefferson says:

    Não está em questão o Amor de Deus !

    O amor de Deus é incondicional;existe razões para Deus nos amar?Por exemplo:vc daria teu filho inocente pra morrer no lugar de um estuprador?Para que esse, enfim, pudesse ser livre e recomeçar sua vida?

    É verdade que Deus Amou o Mundo De Tal Maneira,Que Deu Seu Filho Unigênito,Para Que Todo Aquele Que Nele Crê ,Não Pereça,Mas Tenha A Vida Eterna…

    Porém logo adiante ele diz:…o mundo AMOU mais as trevas dq a luz;

    Em um outro trecho do novo testamento ele diz:tudo coopera para o BEM dos que AMAM a Deus:e em outro Ele diz Mais:nunca jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para os que AMAM a Deus.

    E como o Jonas disse, Deus é Justiça! Ou Seja ,O Amor é justo,se agir injustamente deixa de ser amor,Pois que justiça há em retribuir de forma igual os que amam a Deus e os que não amam a Deus?

    E veja que esse amor está intrínsecamente ligado com o amar o próximo,afinal qm odeia seu irmão a qm vê não pode AMAR a Deus a qm não vê,por tanto dizer :

    Deus eu te amo,mas ter sentimentos de mágoa,ressentimento,ódio contra qqr ser humano,torna-se de fato apenas uma expressão vazia ,um AMOR FINGIDO.

    E tbm ele diz que não existe relevância em amar a qm nos ama somente,mas sim,devemos amar os nossos inimigos,se é que podemos considera-los inimigos,essa talves seja a tarefa mais difícil,amar uma pessoa que não nos damos bem,que não nos simpatizamos,que acabamos nos desentendendo de forma bem áspera …

    A maneira pratica de amarmos a Deus é perdoando,pq o perdão é o maior ato de amor que uma pessoa pode demonstrar!Ah se o mundo ,até mesmo eu,perdoasse mais,o mundo não seria oque ele é hoje:frio,egoísta,vaidoso,assassino e etc e etc….PAZ.

    Like

  5. Rômulo says:

    Concordo com ambos: Deus também é Justiça e irá finalmente aplicá-la, obviamente, no dia do Juízo. Contudo, este dia já advém para aqueles que morrem sem crer no Nome de Cristo, pois não poderão tomar posse desta promessa (a Salvação) após expirarem (bem claro nesta parábola e, sem desmerecimento das demais verdades contidas, o principal ensinamento).

    As doutrinas a que me referi são as que dizem respeito ao ‘cronos’ de Deus (perspectiva do universo na palma da mão) e o nosso (linear); o estado de consciência dos mortos (salvos e não salvos); os diferentes significados de céus (os ares, presença de Deus, reino dos Céus, espaço sideral, o Paraíso); enfim, doutrinas em que não há uma concodância explicita entre diferentes teólogos.

    E, claro, Mats, o Senhor Jesus não mente em Suas parábolas.

    Jonas, aí está uma confusão. Deus é amor! E não, Deus “tem” amor. O amor não é mais um atributo de Deus.

    E, de fato, a salvação é a justiça imputada por Deus através de Cristo Jesus e é tão somente pela Sua Graça. Nesta parábola não há um conceito de Salvação pela Graça, mas subentende que o rico deixou de auxiliar o mendigo que estava em sua porta. Tal atitude deplorável reflete o caráter de alguém que não conhece o Amor de Deus, portanto, perdido.

    Like

  6. jonas says:

    Mats!

    A Autoridade é fundamental ao ser humano,pois ela baliza os conceitos legitimos da consciência de forma inequívoca.

    Esta “presença” imanente torna a Autoridade Onipotente e Onipresente,onde haverá espaço para e mudança através da consciência.

    O ser humano não poderá viver sem uma Autoridade, pois o risco de auto destruição psiquica e social é real.

    DEUS em SUA infinita Sabedoria,torna esta Autoridade Transcendental (criação do Universo e tudo o que nele há) em imanente, para que pudessemos desfrutar de uma vida Bio-Psico-Social de forma produtiva.

    Através desta Autoridade imanente ou intrínseca a nivel de consciência, nos oportuniza a conhece-lo em Espírito e em Verdade,e desfrutar de Seu Amor e perdão,que é o” Norte” do sentido da Vida.

    Like

  7. jonas says:

    Rômulo!
    Não vejo como confusão de termos em relação a palavra atributo.Creio que é mais uma questão semântica,pois a palavra atributo pode ser substituída por “o que é próprio do ser”,então não é só virtude ou qualidade,mas também essência.
    O importante é que DEUS é essencialmente amor,e isto podemos observar e discernir em tudo o que ELE fez.As incongruências deste mundo devem-se a não compreendermos a mensagem que está estampada em todas as Suas obras.O pecado original nos distanciou do verdadeiro homem que DEUS tinha criado,e por isso a natureza geme.Por sermos limitados no tempo,espaço,perspicácia e inteligência,poder e outros coisas mais,não podemos perscrutar todas as obras e designos de DEUS,e isto nos incapacita de estabelecermos juízo cabal,por isso somos humanos e DEUS é o que É.

    Like

  8. jonas says:

    Jefferson!

    Até o perdão é Divino .Nenhum mérito existe em nós por exercer o perdão,porque até ele é dádiva de DEUS.

    DEUS nos emprestou uma centelha do Seu Amor para que a vida na terra pudesse existir,pois sem ele a maldade nos levaria a auto destruição.

    Os ateus que arrogam a sua bondade e altruísmo como fruto de sua vontade,nada disso teriam se DEUS não tivessem emprestado.

    O Espírito de DEUS (Ruah) foi soprado em nós.Atos 17;28 diz: ” Pois N,ELE vivemos,movemos e existimos…”, então NADA existe sem DEUS!

    O que a arrogância e soberba faz conosco,quando achamos que sem DEUS nós vivemos,movemos e existimos.

    Ledo engano!

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s