A resposta estática

Breve demonstração das supremacia da ideologia sobre as evidências e a ciência:

Surtos de cólera parecem estar a aumentar, mas um novo estudo descobriu que os mesmos não podem ser explicados pelo aquecimento global. . . . . O vibrião vive em águas perto da foz do rio – aumentando e diminuindo de tamanho consoante a variação do plâncton das plantas.

O plâncton é comido por pequenos crustáceos sob cujas conchas o vibriao se agarra. A superfície superior mais quente da água oceânica suprime o crescimento do plâncton, e como tal os cientistas assumiram que o surto de cólera diminuiria com o aquecimento global.

Portanto, a hipótese defendia que os surtos haveriam de diminuir com o aquecimento global. No entanto, observações subsequentes mostram que os surtos de cólera estão a aumentar.

A mente lógica e racional concluiria que provavelmente o aquecimento global não está a ocorrer, mesmo que seja possível que não haja relação entre os surtos de cólera e as temperaturas globais.

Mas como o que hoje em dia passa por “ciência” não permite que certos dogmas revelados pelo Consenso Divino sejam escrutinados (atenção, evolucionistas!), a conclusão é a de que a hipótese (“aquecimento global = diminuição dos surtos de cólera”) deve estar errada. Pior, para se manter a ideologia intacta vai ser necessário construir uma nova hipótese que 1) aceite o aquecimento global e 2) acomode o aumento dos surtos de cólera.

Portanto, mesmo quando a “nova ciência” está errada, ela está certa. Deve ser aquela coisa da “auto-correcção” que os evolucionistas e os aquecimistas tanto falam (“sim, as observações não estão de acordo com a teoria, mas isso é a vantagem da ciência: auto-correcção!”).

Na mente dos evolucionistas e dos proponentes do aquecimento global, a resposta é sempre estática; o que varia é a pergunta.

Fonte

About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Ciência and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

7 Responses to A resposta estática

  1. Nuno Dias says:

    “Portanto, a hipótese defendia que os surtos haveriam de diminuir com o aquecimento global.”

    onde encontras isto?

    [[ Lê o texto com atenção. ]]

    “atenção, evolucionistas!”

    estou alerta!

    “a conclusão é a de que a hipótese (“aquecimento global = diminuição dos surtos de cólera”) deve estar errada.”

    que estudo encontras que apresenta a relação causal?

    [[ A hipótese dizia que o aquecimento global aumentaria a incidência de malária. – CORRECÇÂO: diminuiria a incidência da malária – Como a malária está em decréscimo, esta hipótese falhou. Ou não há aquecimento global ou o mesmo nada tem a ver com o surto de cólera. Qual é que escolhes? – Mats ]]

    e para mais ignorando todos os outros factores que fazem aumentar os surtos?

    [[ huh?!! ]]

    realmente é uma resposta estática

    [[ Sim, o aquecimento global é uma resposta estática ]]

    Like

  2. Douglas says:

    Muito Bom

    Like

  3. igorgitirana says:

    Mats, sobre o aquecimento global, você já ouviu falar do meteorologista brasileiro Carlos Mollion?

    Ele é um dos mais conceituados pesquisadores do clima no país e é terminantemente contra a ideia de aquecimento global e sim que o que está acontecendo é um resfriamento global…

    Like

  4. Pedro says:

    Mats,

    Parece que é você que tem de ler o texto com atenção.

    Warmer ocean surface waters suppress plankton growth, so scientists had assumed cholera outbreaks would decrease with global warming.

    O aquecimento global deveria[teoricamente] diminuir a incidência de cólera, não aumentá-la.

    Agora vemos a sua desonestidade ao esconder de todos os frequentadores do blog trechos da própria notícia que demonstram, como o Nuno disse, outros fatores que também influenciam na incidência de surtos e derrubam as suas afirmações descabidas que vão contra as evidências:

    [[ Não há desonestidade nenhuma. Foi um erro meu no comentário do nuno. Mas se tu tomares atenção ao que o texto diz, vais ver que o argumento está lá:

    “Portanto, a hipótese defendia que os surtos haveriam de diminuir com o aquecimento global. No entanto, observações subsequentes mostram que os surtos de cólera estão a aumentar. A mente lógica e racional concluiria que provavelmente o aquecimento global não está a ocorrer”

    Portanto,quanto mais aquecimento global, menos surtos. Como há mais surtos, então não há aquecimento global. Isto, claro, seria o que qualquer pessoa com mente verdadeiramente científica pensaria. Ou isso, ou então seria levado a ver que o aquecimento global não tem influência nenhuma nos surtos de colera.

    De qualquer modo, o ponto é: vocês já tem a resposta estática (“o aquecimento global está a ocorrer”). Agora buscam justificar esse mito. ]]
    ……………………………………….

    A bigger factor may be the cycle of droughts and floods along big rivers, according to Tufts University scientists who published a study in The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene this month.

    [[ Portanto nada a ver com o aquecimento global? Tal como se previa, ajustam as coisas para não por em causa o aquecimento global. ]]

    But satellite photographs of the mouths of the Ganges, Amazon, Congo and Orinoco Rivers suggest that heavy rainfall and glacier melt have the bigger effect by washing soil nutrients down rivers to feed the plankton blooms.

    Igor,

    Achei o vídeo muito interessante, mas gostaria de lhe perguntar algo: você viu o que Philip Fearnside disse neste mesmo debate? Existem cientistas sérios que mostram que o aquecimento global realmente existe e é um fenômeno natural e cíclico, atualmente exacerbado pela intervenção humana, mas que não é tão alarmante como se prega. Naturalmente que se deve fazer tudo para evitá-lo, mas, a se analisar os dados das séries temporais, pode-se concluir que estamos quase terminando uma era interglacial e que, dentro de uns dois mil anos, iniciaremos mais um período glacial.

    Like

  5. Nuno Dias says:

    escapou-me, de qualquer forma, dizer que disse não tem muito valor
    “Warmer ocean surface waters suppress plankton growth, so scientists had assumed cholera outbreaks would decrease with global warming.”

    outros factores
    “A bigger factor may be the cycle of droughts and floods along big rivers”
    “Vibrio must be introduced to an environment — sewage”
    “suggest that heavy rainfall and glacier melt have the bigger effect by washing soil nutrients down rivers to feed the plankton blooms.”

    Like

  6. igorgitirana says:

    Pedro, eu vi o debate inteiro sim, e ele, sendo do IPCC (da onu logo,politicamente dirigido) repete exatamente o que todos os defensores do aquecimento falam, como defender imposto sobre emissão de CO² e falar de CO² como o gás do efeito estufa, etc…

    Like

  7. Senhor Farol says:

    Mats, parece-me, então, que o meu comentário estava a ser retido por ser apenas um link. Não compreendo o critério, parece-me errado, mas tratarei de adaptar o que queria dizer ao mesmo.

    Três dias após o amigo Mats ter publicado este artigo, foram divulgados os resultados de um estudo independente relativamente à problemática do aquecimento global. A partir de dados registados entre 1800 e 2010, o estudo concluiu que o aquecimento global é real e que o seu início data da revolução industrial. Todos os dados, assim como o tratamento estatístico realizado, estão disponíveis online para qualquer pessoa analisar.

    Ou discorda das conclusões, e aí terá de explicar aos seus leitores em que falhou o estudo em causa, ou deveria, em nome da seriedade, publicar um artigo referindo que, afinal, este artigo não reflecte a realidade.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s