Ouvindo o clamor das plantas

“Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o Senhor serão consumidos . . . Porque sereis como o carvalho, ao qual caem as folhas, e como a floresta que não tem água.
Isaías 1:28,30

Algumas pessoas têm o dom de saber cuidar de plantas. Outros, no entanto, podem-se queixar de que, uma vez que as plantas não revelam o que elas precisam, eles não sabem cuidar delas.

Claro que quase todas as pessoas com animais de estimação tem relativo sucesso em cuidar deles porque em regra eles expressam de forma entusiástica as suas necessidades.

Os cientistas descobriram há alguns anos que eles podem de facto saber quando é que as plantas clamam por mais água. Nós não ouvimos o som gerado pelas plantas porque a frequência do som está acima da frequência que nós conseguimos ouvir.

No entanto, cientistas munidos com microfones especializados conseguiram ouvir as plantas de milho a “pedir” por água. Durante o seu estudo, os pesquisadores aprenderam que as plantas de facto produzem uma grande quantidade de sons. As folhas e os caules das plantas de milho fazem sons à medida que deslizam umas contra as outras durante o crescimento.

No entanto, outro som foi ouvido quando o milho não tinha água suficiente. Era um som de elevada frequência semelhante a um estalo.

As plantas possuem tubos que transportam a água e os nutrientes da raiz para as folhas. A água flui dentro destes tubos sob grande pressão. Quando não há água suficiente, a tensão torna-se tão grande que os tubos começam a fracturar. O som de estalo que ouvimos são os tubos a estalar.

A consequência da privação de água e tubos fracturas é uma planta murcha. Quando o fornecimento de água é restaurado, os tubos voltam-se a encher, o ruído de estalos termina e a planta volta a ter uma aparência saudável.

O propósito desta pesquisa era saber quando regar a plantação e quanta água seria necessária. Agora que se aprendeu como é que as plantas comunicam, elas podem “dizer” aos agricultores se precisam de mais água.

. . . .

Muitas coisas há ainda por aprender com o mundo natural, mas quanto mais sabemos, mais difícil fica defender a proposição de que a biosfera é o resultado de processos não inteligentes. Quanto mais profundo é o nosso conhecimento da operacionalidade dos sistemas biológicos, mais óbvio se torna que os mesmos são o resultado de design (bastante) Inteligente.

Fonte: “Scientists say plants may tell of watering needs in future.” Wichita Eagle-Beacon, Jan. 12, 1986.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Ouvindo o clamor das plantas

  1. EMS says:

    «Quando não há água suficiente, a tensão torna-se tão grande que os tubos começam a fracturar. O som de estalo que ouvimos são os tubos a estalar. […] Agora que se aprendeu como é que as plantas comunicam, elas podem “dizer” aos agricultores se precisam de mais água.»

    Não estou a ver como pode concluir esses barulhos são uma forma de comunicação das plantas. Não passa de um fenómeno físico. Seria o mesmo que afirmar que o papel grita de dores quando o rasgamos.

    [[Sim, o uso do termo “comunicação” não é para ser levado com o mesmo entendimento que a comunicação convencional. Por isso é que pus “falar” entre aspas – Mats]]

    Like

  2. Marceloa says:

    Nosso corpo, da mesma forma “grita” quando há algo de errado.
    Ex.: Temperatura alta.

    Esse Deus é fantástico que muniu de ferramentas estratégicas até uma planta!!

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s