Formigas problemáticas

DONDE vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais, e nada tendes; sois invejosos, e cobiçosos, e não podeis alcançar; combateis e guerreais, e nada tendes, porque nada pedis
Tiago 4:1-2

Ter um relacionamento com pessoas preguiçosas e egoístas é um desafio até para os Cristãos mais pacientes. Isto deve-se ao facto das pessoas preguiçosas tenderem a ser as mais problemáticas – especialmente quando os seus desejos não são satisfeitos.

Os cientistas verificaram agora que o termo “trabalhador como uma formiga” não se aplica a todas as formigas. Segundo apurado, existe pelo menos uma sociedade de formigas que é preguiçosa, egoísta e problemática.

Existem sociedades onde é agradável de se viver e existem outras onde não é agradável de se viver. Nem todas as sociedades de formigas são exemplos harmónicos de cooperação. Uma sociedade de formigas, conhecida por esclavagista (inglês: “slave-makers”) , é certamente um lugar miserável para se viver.

As formigas esclavagistas passam a sua vida a assaltar os ninhos de outras espécies e a escravizar os cativos. As formigas-escravas são forçadas a alimentar, albergar e mesmo defender os novos senhores. Isto permite que as formigas-esclavagistas tenham muito tempo livre.

A maior parte do seu tempo é esbanjado com brigas infindáveis entre si devido ao estatuto social.

Quanto maior for o estatuto duma formiga-esclavagista, maior é o serviço que ela recebe das escravas.

Aparentemente, tal como a mentalidade preguiçosa de muitos seres humanos é um campo fértil para o aparecimento de disputas ridículas e sem fim à vista, as formigas preguiçosas tendem a lutar umas com as outras enquanto as escravas fazem a maior parte do trabalho.

Para além das desvantagens prácticas óbvias em ter relacionamento com pessoas preguiçosas, temos também a componente espiritual. Quando os grandes homens de Deus receberam o seu chamado profético, a esmagadora maioria encontrava-se a trabalhar. Não me lembro de profeta algum que tenha sido chamado quando se encontrava em lazer ou delícias:

  • Moisés encontrava-se a apascentar as ovelhas do seu sogro Jetro. (Êxodo 3:2)
  • Gideão malhava o trigo no lagar. (Juízes 6:11)
  • O Rei David apascentava as ovelhas. (1 Samuel 16:11).
  • Eliseu lavrava com 12 juntas de bois. (1 Samuel 19:11).
  • O profeta Amós era boieiro e cultivador de sícomoros quando o Senhor o tirou de após o gado e disse:
“Vai, e profetiza ao meu Povo Israel.”

(Amós 7:14-15)

(O único que foi chamado numa hora de descanso foi Samuel: Deus primeiramente entrou em contacto com o jovem Samuel quando este dormia – 1 Samuel 3:4)

Tendo isto em conta, a atitude do Cristão que visa ser uma arma poderosa na Mão de Deus tem que ser laboriosa, pacífica e o mais distante possível da mentalidade problemática.

Se Deus usou homens assim no passado, e como Deus não muda (Malaquias 3:6), certamente que Ele usará homens assim no presente.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Bíblia, Biologia, Pecado, Sociedade and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s