Ateísmo japonês incapaz de reduzir as taxas de suicídio OU como o Japão clama por Deus

Embora o Japão tenha cerca de metade da população dos EUA, as taxas de suicídio são duas vezes maiores no primeiro país do que no segundo. Receios de que o problema tenha escalado para níveis fora do controle levaram a que o governo japonês desse início a uma campanha que visa “impedir que as pessoas ponham um término à sua vida“.

Mas algumas vozes duvidam que tal campanha possa a ser eficaz. Uma dessas vozes é Yukio Saito, director da “Japan Suicide Prevention Association”. Ele, que identifica a depressão crónica como o factor mais importante por trás das taxas de suicídio, diz:

Penso que vai ser impossível . . . . O que nós precisamos é de aconselhamento cara a cara junto das pessoas deprimidas; gerar amizades do tipo que os Samaritanos fazem no Reino Unido.

Mas um artigo no prestigioso do jornal médico do Reino Unido “The Lancet” reportou que substituir o espírito Samaritano pelo espírito samurai não vai ser fácil. Não só o Japão possui uma longa história de celebração do suicídio como um acto de devoção sacrificial (exemplo: kamikazes durante a Segunda Grande guerra) como “não existem tabus religiosos fortes contra o suicídio nesta sociedade fortemente secularizada“.

O artigo no The Lancet está correcto nesta análise. O contraste do valor atribuído à vida humana entre as sociedades com bases Bíblicas e as sociedades sem bases Bíblicas é enorme. (Por exemplo, quantos bombistas suicidas existem?) Qualquer pessoa com uma visão Bíblica do mundo sabe o que Elias (1 Reis 19:4) e Jonas (4:3) sabiam: o Criador é que dá a vida e só Ele tem a autoridade para tirá-la.

Estritamente falando, ninguém pode tirar a sua própria vida porque a vida não é nossa (Jeremias 10:23) mas sim de Deus (1 Coríntios 6:20). Nós existimos para ter comunhão com Ele através da obediência e trabalho frutífero (Filipenses 1:21-22).

Yukio Saito foi muito perspicaz ao reparar que o que o seu país precisa é de uma organização como “Os Samaritanos”. Mas quão provável é que uma nação não familiarizada com a famosa parábola (Lucas 10:25) pode emular comportamento tão abnegado?

Se o Japão realmente está determinado em reduzir o suicídio, eles fariam bem em comparar as taxas de suicídio entre as comunidades Cristãs (e não “países Cristãos”) e as comunidades não Cristãs – e explorar os motivos por trás das diferenças nos números.

O que é necessário é uma mudança nacional para uma visão Bíblica da vida humana. Incidentemente, a preocupação do governo japonês faz sentido, em termos prácticos, e ecoa sabedoria antiga expressa na Palavra de Deus:

“Na multidão do povo está a magnificência do rei, mas, na falta de povo, a perturbação do príncipe”
Provérbios 14:28

Infelizmente, o ensino da teoria da evolução no mundo ocidental destrói a visão Bíblica do mundo, criando uma forma de pensar que aceita o suicídio, a eutanásia, o aborto, e muitos outros comportamentos nocivos.

Tudo o que precisamos de fazer para vêr as consequências do abandono da Autoridade da Bíblia é observar os países e as comunidades que não obedecem a Bíblia. Quanto menos Bíblica é uma sociedade, comunidade ou estrutura social, mais susceptível ela é de pactuar com comportamentos auto-destrutivos.

Fonte


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

22 Responses to Ateísmo japonês incapaz de reduzir as taxas de suicídio OU como o Japão clama por Deus

  1. eia says:

    O Japão é o 7º país do mundo com mais alta taxa de suicídios. (fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_suicide_rate)

    Curiosamente, dos 6 países com mais suicídios do que o Japão, 4 são predominantemente cristãos:
    Lituânia – 79% de Católicos, cerca de 84% de Cristãos (fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/Lithuania#Religion)
    Guiana – 57% Cristãos (fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/Guyana#Religion)
    Bielorrússia – 80% Cristão Ortodoxos, cerca de 95% de Cristãos (fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/Belarus#Religion)
    Hungria – 54% Católicos, cerca de 75% de Cristãos (fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/Hungary#Religion)

    Por outro lado, no outro extremo da tabela encontramos países como o Egipto, Azerbaijão, Jordânia, Kuwait ou Maldivas, países predominantemente Muçulmanos.

    [[ Curiosamente, dos 4 países listados, 3 estiveram dominados pelo ateísmo político durante mais de 50 anos. Deve ser “coincidência”. — Mats ]]

    Like

  2. Everton Araujo says:

    MATS,

    Uma coisa tenho que admitir, vc é muito persuasivo. Assim como os seus idolos, Behe por exemplo, vc usa da ciencia para confundir. Nao estou dizendo que o japao nao é um pais onde o suicidio é comum, mas isso se deve a cultura milenar deles mesmo. A TE nao tem nem 300 direito, praticamente um bebê perto da historia do japao. O q quero dizer é que a TE nao influenciou em praticamente nada no nivel de suicidio no japao.

    Tenho certeza que a depressao apontada pelo YUKIO SAITO é causada pelo modo de vida capitalista e infeliz pregado por um dos maiores paises critao, os EUA. Recentemente li uma materia sobre os habitos alimentares mais saudaveis do mundo, o japao ficou em primeiro com sua base alimentar em peixes arroz, baixa calorias e muitos nutrientes.

    E logo em seguida li uma outra materia relacionada com alimentaçao dizendo que esses habitos estao desaparecendo no japao, sendo subistitudido por lanches rapidos como os MC lanches da vida, que sao um habito americano. Tudo isso é consequecencia de constantes crises no pais como um todo e as mulheres acabam tendo que ir trabalhar para ajudar seus maridos e assim negligenciam a alimentaçao da familia. Capitalismo, crise, trabalho infeliz, tudo isso é o nosso modelo de vida atual, que esta levado todo mundo a DEPRESSAO e consequentemente ao desejo de suicidio.

    Se vc procurar a causa da depressao dos japoneses, que é o motivo pricipal do suicidio verá que tem mais a ver com o noss modelo atual de economia que com religiao e TE. Seria um pecado acabar com a cultura de um pais em nome de uma religiao.

    Like

  3. paulo PR says:

    Curiosamente, dos 6 países com mais suicídios do que o Japão, 4 são EX-COMUNISTAS

    Lituânia – EX-COMUNISTA
    Guiana –
    Bielorrússia – EX-COMUNISTA
    Hungria – EX-COMUNISTA

    Like

  4. jefferson says:

    Se a morte é apenas deixar de EXISTIR eternamente[cosmovisão ateísta]; não existe nenhum mal,ou problema objetivo em um indivíduo cometer o suicídio…Qqr justificativa ateísta contra o suicídio é meramente subjetiva e até mesmo hipócrita,pois o indivíduo não estará fazendo mal a ninguém e apenas escolheu deixar de existir;e quem tem o direito de infrigir isto?O ateísmo não tem por que valorizar a vida,quando o faz não o faz com base no ateísmo,o faz na tentativa de enganar a si mesmo,pois sabe que morrer é NATURAL,como qualquer outro animal morre em sua tão infinitamente breve existência.E anteceder a inexistência não faz diferença alguma. Muito diferente da mensagem Cristã ,onde o DOM de DEUS é a VIDA ETERNA,onde haverá novo céu e nova terra,o lobo e o cordeiro pastarão juntos,não haverá mais morte,nem mais sofrimento e nem mais dor,nunca mais!E claro o ateísmo vai contra isso,levando milhões ao engano de que a vida é só aqui,portanto não há qqr problema inclusive em matar outros e depois se matar,há ateu?

    Like

    • Indignado says:

      Cara você é um completo idiota!!! Que merda de site: ciência e religião contra o darwinismo??Darwinismo é ciência animal!!! Cada associação imbecil… tenho vergonha de ser humano quando me deparo com pessoas como você!!! E pode apagar isso, mas saiba no seu íntimo o quanto você é tosco!

      Like

  5. eia says:

    Caro Jefferson,

    Isso seria tudo verdade, se os ateístas acreditassem que as suas vidas estão isoladas de todas as outras. A maioria dos ateístas “sabe” que não vive de forma isolada, “sabe” que a sua vida intersecta a de muitas outras pessoas, e “sabe” que toda e qualquer decisão que tome (mesmo a decisão de morrer) vai afectar a vida dos que o rodeiam.

    O ateu “sabe” que o suicídio é moralmente errado, não por algum imperativo divino, mas sim porque essa decisão afecta negativamente as pessoas de quem ele gosta e respeita.

    Para além desta convicção que as suas acções afectam a vida de todos os que o rodeiam, o ateísta também “sabe” que não existe outra vida para além desta, ou seja, sabe que não terá outra oportunidade de fazer o que está certo. Sabe que todos os momentos desta vida serão o último momento que terá para fazer o que é bom e decente.

    A crença ateísta encoraja as pessoas a serem boas e decentes NESTA vida, e a não ficarem à espera de uma vida seguinte para “corrigirem” ou “expurgarem” os seus erros e os seus pecados.

    É nisto que o ateísmo é uma crença poderosa, porque encoraja as pessoas a serem boas apenas por que querem um mundo melhor e não por medo de algum castigo divino. O que é que tem mais valor moral: Uma pessoa que voluntariamente perde o seu tempo livre para pintar uma escola, ou um criminoso que foi obrigado por um tribunal a pintar a mesma escola? Um age porque quer melhorar o mundo, o outro age porque quer evitar uma pena de cadeia. Ambos realizaram o mesmo trabalho, mas qual destes tem mais valor moral?

    O mesmo raciocínio pode ser aplicado à filosofia da recompensa (que no mundo Cristão corresponde a ir para o céu).

    Like

  6. eia says:

    Caro Mats e Paulo PR,

    É verdade que vigoraram regimes comunistas nesses países, mas estes dados referem-se a suicídios após o fim desses regimes. E se é verdade que durante algum tempo o regime político que vigorou nesses países foi comunista e anti-religioso, também é verdade que a população nunca deixou de ser maioritariamente Cristã, mesmo durante a mais elevada repressão.

    Para além desse ponto, países como o Azerbaijão, Arménia ou Tajiquistão também foram antigas repúblicas soviéticas e no entanto têm das mais baixas taxas de suicídio no mundo.

    E que dizer da enorme preponderância Muçulmana no final da tabela de suicídios? Não posso usar o mesmo argumento e dizer que a religião Islâmica é responsável pelas baixas taxas de suicídio?

    [[ Podes sem dúvida dizer isso, só que o facto de dizeres algo não significa que seja verdade.
    A mesma religião que diz que o “martírio” é louvável e honrado é responsável pelas alegadas baixas taxas de suicídio? Além disso, o facto desses países serem de maioria Cristã (supostamente) não invalida que eles tenham estado debaixo duma ditadura ateísta durante mais de 50 anos. A Rússia é um país de maioria Cristã mas é um país onde mais de metade das gestações acabam em aborto. Isto é um legado Cristão ou militante ateu? — Mats ]]

    Like

  7. Ska says:

    Paulo, isso quer dizer que deixar de ser comunista é sintoma de risco para o suicidio?

    Acho uma piada louca a estas associacoes de ideias. O japao tem coisas más? É porque nao é dos nossos. Tem coisas boas? É porque nao é dos outros.

    Like

  8. eia says:

    Mats,

    Acabei de apresentar diversos exemplos que violam a correlação que quer estabelecer entre a [falta de] Cristandade e o suicídio. Não sei que mais dizer…

    E em relação ao martírio, que dizer da religião Cristã, que santifica diversos mártires como S. Pedro, S. Marcos Evangelista, S.Januário, S. Jorge, S. Vicente de Fora, etc.

    Like

  9. eia says:

    E esqueci-me do maior mártir de toda a Cristandade: Jesus Cristo. Os Cristãos reverenciam, e seguem como exemplo de vida, aquele que morreu pela fé e pelos pecados dos outros: um mártir.

    [[ “Mártir” não é o mesmo que “suicida”. Nem acredito que seja preciso explicar uma coisa tão básica. – Mats ]]

    Like

  10. Cristo não teve um comportamento que para todos os efeitos se pode chamar de suicidário ?

    [[ “Mártir” não é o mesmo que “suicida”. Nem acredito que seja preciso explicar uma coisa tão básica. – Mats ]]

    Like

  11. Estes conceitos são difíceis de definir.

    Jan Palach (o estudante húngaro que se imolou pelo fogo na luta contra o comunismo), Martim Moniz (que se atravessou – se não foi empurrado – para que a porta de Lisboa não se fechasse), um judeu da idade média que preferiu ser morto a converter-se ao cristianismo, Goebbels (que se suicidou com a mulher depois de matar os filhos), os comunistas portugueses que preferiram ser mortos pela policias politicas de Portugal e Espanha para não denunciarem os camaradas, os mártires cristãos, os bombistas suicidas islâmicos, os diversos mártires das diversas nacionalidades e o próprio Jesus Cristo tem em comum :

    Acabaram com a própria vida ou deixaram que a tirassem tendo como opção manterem a vida.

    Cristo podia ter continuado a viver, Goebbels (este se calhar menos), Jan Palach, etc e etc.

    Se suicídio for por fim voluntariamente à vida ou ter um comportamento voluntário cujo leve infalivelmente à morte todos os anteriores suicidaram-se.

    Só se quisermos limitar suicídio à morte provocada pela própria pessoa : tomar um veneno ou cortar os pulsos e não considerar, por exemplo , um alemão que secretamente seguia a fé judaica e apresentava-se na sede da Gestapo vestido à judeu ortodoxo, de Tora na mão, a tentar catequizar os oficiais. Podia acrescentar que era gay e comunista.

    Há kamikazes que sobreviveram. Não muitos mas o que é fato é quando partiram sabiam que a missão tinha como fim previsível a morte do piloto.

    O suicídio pode é ser por motivos internos : – estou farto disto tudo! ou por uma razão que transcende o próprio : o cristianismo, o islão, o comunismo, a independência da Letônia, etc, etc.

    A propósito : li algures que os sobreviventes (é claro) que saltaram da Golden Gate na sua maioria disseram que quando estava a cair todos os problemas que tinham lhe pareciam pequenos comparados com o problema que era terem saltado da ponte…..

    Não me parece que haja grande relação entre ser ou não religioso e suicidar-se. Pode ser um fator entre muitos mas determinante não parece muito.

    Outra questão interessante quanto à morte do fundador do cristianismo:

    A morte é por definição um estado irreversível. Podemos estar em paragem cardio-respiratória e sem atividade mental. Se este estado não for irreversível estamos num estado qualquer de quase morte mas se continuamos a viver não estamos mortos.

    Por outro lado é deus e por definição imortal.

    Logo a conclusão que podemos tirar é que se era apenas humano e foi visto vivo e de boa saúde estava vivo.

    Se era deus é claro que nunca morreu. Nem inconsciente poderia ter estado por ser omnisciente. Logo apenas simulou.

    Like

  12. Cícero says:

    Além do Japão, países com maior IDH são ateistas/materialista/humanistas: Noruega, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Suiça mas também com MAIORES índices de suícidio. Tem tudo na área material, psicológica, entretenimentos, conhecimentos.
    Mas há um vazio no coração do homem que os psicólogos comportamentais insistem em negar.

    É a necessidade espiritual (só existe no homem isto!) que clama em ser preenchida, se ela não é satisfeita não é raro vermos empresários riquíssimos se jogando de suas altas coberturas ou dando tiros em suas cabeças.

    Vc pode sentir vazio e solidão mesmo tendo vários amigos, mesmo tendo status, dinheiro, pessoas, fama. Vejam que muitos suicidios e depressão estão justamente neste tipo de pessoas.
    Apesar de todo progresso da ciência o homem está cada vez mais egoista, triste, irritado, infeliz, temeroso e com várias doenças físicas e emocionais. E o único que pode preencher este vazio e dar vida é o Divino-Jesus!
    Deus anseia fazer morada em nosso coração, “eis que eu estou a porta e bato”!

    Like

  13. Cícero says:

    Caro João,

    Logo a conclusão que podemos tirar é que se era apenas humano e foi visto vivo e de boa saúde estava vivo.
    Se era deus é claro que nunca morreu. Nem inconsciente poderia ter estado por ser omnisciente. Logo apenas simulou.

    Os soldados foram quebrar as pernas dos crucificados para acelerar a morte, devido a Páscoa. Mas de Jesus não quebraram; pois constataram que já estava morto. Os soldados romanos treinados tinham amplo conhecimento e experiência em saber se pessoas estavam mortas ou não.
    E a lança em seu lado seria o selo definitivo, da morte física.

    Ora, se ressuscitou ao 3º dia, provou ser Deus.

    Like

  14. jefferson says:

    Ainda não ví uma justificativa lógica,baseada somente no ateísmo,contra o ato suicída consumado.Qual o problema real para o indivíduo que consumou o ato?E pq esse indivíduo tem que pensar como você?Como eu?Por que obrigar alguém a viver…só pq ahamos a vida bela?
    Os materialistas gostam de dizer q nós teístas somos obcecados por propósito[aliás,as crianças tendem a ver design,propósito na natureza]criamos[em tempos remótos] uma divindade e que não passamos de símios iludidos … então me diz ateu:quem são os grandes iludidos?Nós que ‘vivemos’ ou os indivíduos que consumaram o suicídio o.O ? A não ser que vc viva num mundo mágico,cheio de paz e harmonia,livre da violência…mesmo q vc vivesse nesse cenário utópico,ainda assim não passaria de ilusão;nada mais tão justo quanto a morte,não escolhe idade,classe ou cor! Enfim,de longe o ateísmo é solução paqa os casos crônicos dessa *doença [*para nós teístas;e doença da ALMA]

    Like

  15. eia says:

    Caro Jefferson,

    “Ainda não ví uma justificativa lógica,baseada somente no ateísmo,contra o ato suicída consumado.”

    Veja a minha mensagem acima. É um argumento lógico e ateísta contra o suicídio.

    Like

  16. jefferson says:

    Eia,
    “A crença ateísta encoraja as pessoas a serem boas e decentes NESTA vida, e a não ficarem à espera de uma vida seguinte para “corrigirem” ou “expurgarem” os seus erros e os seus pecados.”
    Jesus em nenhum momento diz que em uma vida seguinte corrigiremos ou expurgaremos nossos pecados…a rendição é NESTA VIDA,a morte é definição >>>”E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo.
    (Hebreus 9:27).

    “Veja a minha mensagem acima. É um argumento lógico e ateísta contra o suicídio.”

    Se vc estiver se referindo a sua resposta a mim …eu não percebi a lógica o.O
    “A maioria dos ateístas “sabe” que não vive de forma isolada, “sabe” que a sua vida intersecta a de muitas outras pessoas, e “sabe” que toda e qualquer decisão que tome (mesmo a decisão de morrer) vai afectar a vida dos que o rodeiam.”

    Aqui vc está falando do ateu que não sofre do desejo crônico do suicídio.
    E eu me referi aqueles indivíduos que estão com esta forte disposição.
    Sejam eles ateus ou não.[Judas se matou,Saul se matou…]

    Qualquer pessoa reprova o ato suicída,ou pelo menos a ,maioria.
    Mas isso é baseado em subjetivismo puro [muito mais dentro da cosmovisão ateísta],não tem uma justificativa objetiva…vc deu uma justificativa baseada no que vc pensa,quer,deseja…não no que o indivíduo suicída pensa.
    Vc disse que é imoral…realmente eu não vejo imoralidade no suicídio,baseado no ateísmo,e ainda que fosse imoral,é irrelevante[AFINAL A MORAL É SUBJETIVA]…não existe qualquer dano para quem se suicída,mesmo que ele leve outros com ele,não existe um dano real.Existe uma antecipação ao estado eterno de inexistência.
    Nesse estado não existe nada;nem dor,nem alegria,nem recompensa ou punição,nem pensamentos.Então qual a imoralidade no ato suicida?E qual o valor de fazer o que é certo?Pq o ato suicida é errado?É errado pra quem?

    Não há ilusão…
    [afinal não acontece nada,quando a pessoa morre,não existe nada]s
    …e se formos pensar ,dentro dessa cosmovisão materialista da vida,onde somos símios iludidos,que inventamos moralidade,ética,conceitos … o indivíduo que comete suicído está corretíssimo em sua atitude,ele deixará de sofrer,ainda que seus familiares sofram,ELE MESMO NÃO SOFRERÁ NEM PELAS PRÓPRIAS EXPERIÊNCIAS AMARGAS E NEM SENTIRÁ EM SI A DOR DOS QUE LHE PERDERAM…e ele também sabe que essa dor dos “vivos” é passageira…e eles mesmos cedo ou tarde também morrerão.

    Afinal somos animais,matéria,poeira cósmica,fruto de eventos sem sentido,sem propósito.Pq viver quando se pode morrer?As tuas experiências não fazem sentido,não importa quanto tempo vc viva,nada ficará retido,TUDO PASSA.

    Já Cristo,veio trazer vida “…eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância” João 10:10

    E não alguns anos de vida somente,veio trazer vida eterna
    “Pois eis que eu crio novos céus e nova terra;
    e NÃO HAVERÁ LEMBRANÇAS DAS COISAS PASSADAS, jamais haverá memória delas.
    Mas vós folgareis e exultareis PERPETUAMENTE no que eu crio;(…)…”
    Isaías 65.17

    “Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; E NÃO HAVERÁ MAIS MORTE, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; PORQUE AS COISAS VELHAS JÁ PASSARAM.” Apocalipse 21:4

    ELE veio dar aquilo que o mundo JAMAIS PROPORCIONARÁ aos seus habitantes: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” João 14:27

    ELE veio para aliviar o cansado:

    “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” Mateus 11:28

    ELE não veio para condenar os humanos:

    “(…)Ao verem isso, os discípulos Tiago e João perguntaram: “Senhor, queres que façamos cair fogo do céu para destruí-los? ” Mas Jesus, voltando-se, os repreendeu, dizendo: “Vocês não sabem de que espécie de espírito são, pois o Filho do homem não veio para destruir a vida dos homens, mas para salvá-los”;
    Lucas 9:54-55

    Nós cristão suportamos angustias,afinal temos o enorme anseio de estar com Cristo para TODO SEMPRE,mas também nos angustiamos por aqueles que vivem a margem disto…E o mínimo que podemos fazer é permanecermos vivos até os últimos dias de nossas vidas e/ou até a volta de Cristo.E anunciar as boas novas a todos…principalmente aos “doentes” …quem crer vai experimentar…quem não crer …paciência!
    Com disse Jesus : Não necessitam de médico os sãos, mas sim os doentes.
    Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.”(Mateus 9.9)

    Like

  17. Paloma says:

    Bom, a questão é que “países desenvolvidos” como o Japão e outros da Europa estão sofrendo processo de envelhecimento ( no Japão, por exemplo, a porcentagem de idosos já é maiores do que a de jovens de até 15 anos ). Um país sem jovens é um país sem futuro. Não adianta terem máquinas que produzam mais se não têm consumidores. Várias fábricas japonesas estão abrindo fábricas em outros países asiáticos enquanto geram desemprego no seu próprio país, até porque o custo de vida no Japão é alto.

    Like

  18. Meu sincero desejo, como cristão é que ninguém se suicide. Procure algo, procure o que é supremo. Os mistérios estão nos cercando, mas Deus, está vendo tudo e coloca pessoas dispostas a dissuadir os suicidas, em grande maioria a frieza de coração voluntariamente seguida e egoísmo e individualismo levam essas pessoas a serem anti-sociais e presas em sentimentos negativos. Em provérbios e eclesiastes, há conselhos ótimos. O velho testamento assusta, mas as circunstâncias daquela época eram imperativas de guerras. A intolerância seja de Cristãos e não Cristãos, conduzem a extremos. As guerras não eram em nome de Deus, mas em ignorância e ódio. Os injustos revoltam os justos. Os maus não se misturam com os bons. O não corrupto não gosta dos atos do corrupto e etc. Sempre haverá divergências de pensamentos. Uns acham normal tirar a própria vida, outros não. Uns estão vivendo uma opressão intima inexplicável, evidente que é manifestação de um ente do mal. Indução para auto-destruição. Casos comprovados de possessão já foram vistos até pelos que compõe o meio cientifico, filósofos, padres estudiosos, teólogos e até outras pessoas de bom coração conjugam esforços para evitar determinadas tragédias. É ato de desistência, há que se buscar forças e quem suportou com tanta força a cruz que carregou? Jesus, cada um passa por momentos difíceis na vida. Cada ser tem uma cruz. O Poderoso Criador é dono de tudo e toda dúvida, de todos esses absurdos serão esclarecidas. Todos os que queriam o bem no decorrer da história sofreram, quem fez ocorrer sofrimento, os maus! É certo que houveram quem queimou pessoas vivas, afirmando fazer em nome de Deus. Os antigos deuses quelmes, bel, asserá, dentre outros tinham como objeto de sacrifício filhos dos idólatras que eram queimados vivos. Deus determinava que fossem invadidos tais países pelo exército israelense ou hebreu para acabar com muitas práticas aberrantes. Quem induz alguém ao suicídio, seja espírito ou homem carnal, afirmativamente terá grande punição. A cada um será dado conforme suas obras.

    Like

  19. Concordo, contigo amigo! Há quem nada consiga acrescentar e somente embaraçar. O foco das ideias é haver firmeza de opinião baseada em respeito e civilidade. Estamos no século XXI. FELICIDADES!

    Like

  20. Reduzam a feroz lógica da competição individual imposta pelo capitalismo materialista e logo verão as taxas de suicídio diminuirem… As crianças japonesas na escola e os adultos nos empregos são brutalmente pressionados a “terem sucesso” e quem não atinge os objetivos é dispensável e a sociedade faz com que ele se sinta dispensável…

    Like

    • Azetech says:

      Sergio Sodré

      Reduzam a feroz lógica da competição individual imposta pelo capitalismo materialista e logo verão as taxas de suicídio diminuirem…

      Cristo advertia os males deste comportamento a muito tempo, juntamente com o resultado de viver segundo suas concupiscências e desejos materiais:

      Lucas 12 22-31: Jesus voltou-se então para seus discípulos: Portanto vos digo: não andeis preocupados com a vossa vida, pelo que haveis de comer; nem com o vosso corpo, pelo que haveis de vestir.
      A vida vale mais do que o sustento e o corpo mais do que as vestes.
      Considerai os corvos: eles não semeiam, nem ceifam, nem têm despensa, nem celeiro; entretanto, Deus os sustenta. Quanto mais valeis vós do que eles?
      Mas qual de vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?
      Se vós, pois, não podeis fazer nem as mínimas coisas, por que estais preocupados com as outras?
      Considerai os lírios, como crescem; não fiam, nem tecem. Contudo, digo-vos: nem Salomão em toda a sua glória jamais se vestiu como um deles.
      Se Deus, portanto, veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã se lança ao fogo, quanto mais a vós, homens de fé pequenina!
      Não vos inquieteis com o que haveis de comer ou beber; e não andeis com vãs preocupações.
      Porque os homens do mundo é que se preocupam com todas estas coisas. Mas vosso Pai bem sabe que precisais de tudo isso.
      Buscai antes o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo.

      Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s