Perda de informação genética não é evolução

Os evolucionistas afirmam que, à medida que o tempo vai avançando, as formas de vida vão evoluindo e adquirindo capacidades e propriedades mais úteis. Levando isto em conta, não deveria a perda duma capacidade útil – como a visão – ser considerada como o oposto do fenómeno evolutivo?

Segundo algumas notícias evolucionistas em torno de peixes cegos, não; a perda de informação genética e a perda de capacidades úteis também servem de evidência para a teoria da evolução.

Evolucionistas compararam as sequências genéticas de 11 populações de peixes da caverna (inglês: “cavefish” – Astyanax mexicanus), que são uma variante cega do “tetra fish” mexicano, com 10 populações relacionadas que possuem a capacidade de ver. Uma vez que podem gerar descendência entre si, então “são da mesma espécie(Advantages of Living in the Dark: The Multiple Evolution Events of ‘Blind’ Cavefish. New York University news release, January 20, 2012.).

Um comunicado de imprensa da Universidade de New York University atribuiu a perda de visão do peixe à “evolução convergente“, que não faz qualquer tipo de sentido se a evolução, segundo os neodarwinistas defendem, gera novas capacidades e funções.

A linhagem do peixe cego não termina num só ancestral. De facto, os autores do estudo escreveram para a BMC Evolutionary Biology o seguinte:

Os resultados demonstram que a população das cavernas da região estudada surgiram pelo menos cinco vezes – e de forma independente – e derivam de dois grupos de ancestrais.
(Bradic, M. et al. 2012. Gene flow and population structure in the Mexican blind cavefish complex (Astyanax mexicanus). BMC Evolutionary Biology. 12: 9.)

A pesquisadora chefe Martina Bradic afirmou:

Quaisquer que tenham sido as vantagens da condição invisual, elas podem explicar o porquê das populações distintas do peixe da caverna A. mexicanus terem evoluído independentemente a mesma cegueira , um exemplo muito forte de convergência evolutiva.
(Bradic, M. et al. 2012)

Os autores escreveram também que estes peixes “continuarão a ser uma fonte rica para o estudo da evolução adaptativa.(Bradic, M. et al. 2012)). Obter o sistema de visão que os peixes possuem exige uma infusão enorme de informação mas para tornar o peixe cego basta a perda de alguma informação.

Como é que a evolução pode ser uma explicação científica válida para esta observação quando ela é tida como a causa de dois efeitos totalmente opostos? Como é possível que ambos os fenómenos (aquisição de informação e perda de informação) podem ter precisamente a mesma causa natural?

O estudo do peixe cego das cavernas pode sem sombra de dúvidas fornecer algum tipo de luz em torno da genética das variações e o potencial do peixe para se adaptar e sobreviver nos mais variados ecossistemas.

No entanto, como o “processo evolutivo” é suposto gerar novos características ou desenvolver nova e útil informação genética, a mera perda de capacidades e a variação de informação já existente nunca deveriam ser classificadas de “evolução”.

Fonte

* * * * * * * * *

Os evolucionistas não podem de maneira nenhuma esperar que a sua religião seja aceite como “ciência” quando ela não pode ser falsificada pelas observações científicas. Uma teoria (e não disciplina científica) que acomoda duas conclusões mutuamente exclusivas não é ciência.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

25 Responses to Perda de informação genética não é evolução

  1. Everton Araujo says:

    Mats,

    O problema de achar que a evoluçao é so acrescentar e cria informaçao ou um membro novo, do nada, é um erro muito comum de quem a critica. O fato de vivermos em uma cidade, uma casa, a geladeira cheia de comida nos faz esquecermos de muitas coias.

    Uma desas coisas é que no mundo selvagem, do qual nao mais fazemos parte, qualquer economia de energia é vital para a sobrevivencia, para que a visao em uma caverna escura? os peixes em geral tbm possui uma “linha lateral” muito melhor que o ouvido e visao ao mesmo tempo, logo, os peixes nao sao dependentes da visao como vc esta induzindo a pensar, Mats.

    Outra coisa, no texta nao diz que houve uma perda de informaçao genetica, mas sim de um orgao que se tornou inutil e desapareceu. sua visao parcial e destorcida da evoluçao te cegou mais uma vez, pra que a visao se esta no escuro?

    Like

  2. Everton Araujo says:

    Se vc observar bem vai ver que esses peixes sao quase transparentes, perderam a melanina da pele, desnecessaria se esta no escuro e uma economia de energia ja que nao se produz mais um pigmento. As celulas tem que gastar menos energia com a comida escassa, esses peixes geralmente nao passam de centimetros, é uma condiçao muito particular de vida.

    Like

  3. Guilherme Padovani says:

    O fato é que eventos como esses, de perda de visão ou melanina, não podem ser classificados como evolução, mas talvez como adaptação degenerativa. É muito fácil chamar qualquer coisa de evolução, para fugir da dificuldade de provar essa teoria, pois qualquer pessoa inteligente percebe que esse tipo de perda nada tem a ver com o suposto aumento de complexidade gradativa, sugerido pelos evolucionistas. Não houve aumento de complexidade, então não é evolução, é só uma pequena adaptação que não requer nova informação genética.

    Like

  4. Cícero says:

    Ora, Deus não iria por olhos nesses animais se não tivessem função. Mesmo olhos atrofiados, possuem fotorreceptores sendo muito úteis para detectar qualquer sinal de luz e presas ou predadores.
    Olhos não tem função exclusiva de visão.

    Like

  5. Everton Araujo says:

    Guilherme Padovani,

    pensando assim vc esta sendo lamarkista. O q classificar como evoluçao? A evoluçao nao é apenas acrescentar e acrescentar informaçoes, orgao, funcoes, tamanho e etc. E outra coisa, quem disse que o individuo em questao é menos complexo que outra forma de vida? Uma celula uma humana normal tem 46 cromossomos, uma celula normal de uma maripossa tem 144, qual dos dois individuos é mais complexo? É considerado evoluçao por que essa forma de vida evoluiu, selecionada pelo ambiente da caverna, e se tornou uma outra especie, sendo assim tem um acestral comum com outros peixes.

    Cicero,

    Tbm penso assim, por que Deus colocou olhos nesses animais? por que tenho apendice se nao o uso mais em sua funçao plena (vide coelho), por que as najas tem patinhas atrofiadas e sem funçao, por que tenho uma costela a mais? e as amidalas?

    Like

    • Cícero says:

      Everton,
      Todos tem função.
      O apêndice pode auxiliar na digestão e combater doenças.
      As patinhas das najas para detectar vibrações no solo localizando presas e predadores.
      Costela a mais não entendi.
      As amigdalas para combater doenças.

      Like

  6. eia says:

    Caro Padovanim,

    Não é errado chamar a essa “adaptação degenerativa” evolução. O que é errado é assumir que a evolução APENAS leva a organismos mais complexos. Isso é uma assunção falsa, a Teoria da Evolução não diz nada sobre isso.

    A Teoria da Evolução prevê quer aumentos de complexidade, quer reduções de complexidade. Não faz qualquer distinção entre as duas.

    [[ Portanto, a teoria da evolução “prevê” dois eventos mutuamente exclusivos. E isso é “ciência” ? – Mats ]]

    A única coisa que interessa é que a modificação da espécie (i.e. a “evolução”) produza uma vantagem reprodutiva.

    Like

  7. eia says:

    Caro Cícero,

    “Ora, Deus não iria por olhos nesses animais se não tivessem função. ”

    Por favor, diga-me a função do apêndice, do cóccix, dos músculos auriculares humanos, dos mamilos masculinos, do órgão vomeronasal humano, da plica semilunaris humana, dos músculos piramidais do abdómen, do músculo palmar longo, ou dos inúmeros outros órgãos vestigiais presentes no ser humano ou em outras espécies de seres vivos.

    Like

    • Cicero says:

      Eia,
      pesquisa na Net e acharás funções p/todos.
      Exemplo: o cóccix serve para sentarmos confortavelmente.

      Like

    • jerry says:

      Ora quem fez deus se tanto fala dele, algo so pode existir de acordo vc se algo fez este algo.

      Like

  8. eia says:

    Mats,

    “[[ Portanto, a teoria da evolução “prevê” dois eventos mutuamente exclusivos. E isso é “ciência” ? – Mats ]]”

    É.

    A Teoria da Evolução não prevê o aumento da complexidade. Nada diz sobre o aumento de complexidade. Não faz qualquer distinção entre aumentar ou diminuir complexidade. Não faz sentido esta separação à luz da Teoria da Evolução.

    A única coisa que interessa é a vantagem reprodutiva. Se o aumento de complexidade produzir uma vantagem reprodutiva, a complexidade aumentará. Se a redução de complexidade produzir uma vantagem reprodutiva, a complexidade será reduzida. É isto que diz a Teoria da Evolução. Nada mais do que isto, o resto é por sua conta.

    Um exemplo de outra área: Os transformadores eléctricos que o Mats usa em casa, transformam uma tensão mais elevada, numa mais baixa. No entanto, esses mesmos transformadores podem ser utilizados para transformar uma tensão mais baixa numa mais elevada. Pelo argumento de Mats, isto é impossível, porque um aparelho que funciona de uma forma (Alta tensão->Baixa Tensão) não pode funcionar de forma oposta (Baixa Tensão-> Alta Tensão). Ou seja, segundo a teoria do Mats, os transformadores eléctricos, ubíquos por toda a rede eléctrica, não existem, nem podem existir.

    E quer saber o mais engraçado: a teoria que explica a forma como os transformadores diminuem a tensão eléctrica é exactamente a mesma que explica como eles aumentam a tensão eléctrica.

    Like

  9. Guilherme Padovani says:

    Caros amigos,

    É muito simples chamar de evolução a perda de uma função , pois é a única parte da “evolução” que já foi observada. Mas a segunda parte que diz que é possível o aumento de informação genética, aumento de complexidade, orgãos novos, funções novas, essa parte nunca foi observada nem comprovada, e portanto é apenas mito evolutivo.

    Você sabia, caro Everton, que a Síntese Evolutiva Ampliada terá elementos lamarkistas? http://www.criacionismo.com.br/2012/01/sintese-evolutiva-ampliada-so-em-2020.html

    Como pode um “fato” como a evolução ser de tempos em tempos revisada?

    Abraços a todos!

    Like

  10. eia says:

    Caro Padovani,

    “Como pode um “fato” como a evolução ser de tempos em tempos revisada?”

    Pode ser revista da mesma forma que a Teoria da Gravidade. Ou será que a gravidade não é um “facto”?
    http://en.wikipedia.org/wiki/History_of_gravitational_theory

    [[ Não, não é “revista” como a teoria da gravidade. Em relação a este nós vêmos os seus efeitos com os nossos olhos mas ninguém viu um réptil evoluir para um pássaro ou um animal terrestre evoluir para uma baleia. Mats]]

    Like

  11. Mats says:

    Eia,

    “[[ Portanto, a teoria da evolução “prevê” dois eventos mutuamente exclusivos. E isso é “ciência” ? – Mats ]]”

    É.

    Não, não é. Uma teoria que diz “amanhã vai chover” e ao mesmo tempo diz “amanhã não vai chover” não é ciência..

    A teoria da evolução não pode “prever” o aumento de complexidade ao mesmo tempo que “prevê” que a complexidade pode diminuir. Atribuir ambos os fenómenos o nome de “evolução” é dizer algo como “tudo o que acontece é evolução”.

    Se é assim, então a teoria da evolução é como a astrologia.

    A única coisa que interessa é a vantagem reprodutiva. Se o aumento de complexidade produzir uma vantagem reprodutiva, a complexidade aumentará. Se a redução de complexidade produzir uma vantagem reprodutiva, a complexidade será reduzida. É isto que diz a Teoria da Evolução. Nada mais do que isto, o resto é por sua conta.

    Que tipo de “ciência” é essa que diz algo como “os sobreviventes vão deixar mais filhos”? Isso é auto-evidente.

    A questão é que a vossa religião incorpora em si cenários não susceptíveis de falsificação científica. Como vocês usam esse argumento contra a Criação, então também pode ser usado contra a vossa fé.

    Se gerou melhores olhos? É evolução.
    Perdeu os olhos? Evolução.
    Gerou melhores métodos de locomoção? Evolução.
    Apareceram melhores nadadores? Evolução!

    Tudo aquilo que vocês atribuem à poderosa evolução é o que vocês dizem que nós atribuímos a Deus. Se uma não é ciência, a outra também não. Vocês não podem usar dois critérios para a mesma questão.

    Um exemplo de outra área: Os transformadores eléctricos que o Mats usa em casa, transformam uma tensão mais elevada, numa mais baixa. No entanto, esses mesmos transformadores podem ser utilizados para transformar uma tensão mais baixa numa mais elevada. Pelo argumento de Mats, isto é impossível, porque um aparelho que funciona de uma forma (Alta tensão->Baixa Tensão) não pode funcionar de forma oposta (Baixa Tensão-> Alta Tensão). Ou seja, segundo a teoria do Mats, os transformadores eléctricos, ubíquos por toda a rede eléctrica, não existem, nem podem existir.

    Falsa analogia. A melhor analogia é com a astrologia. Se alguém diz “amanhã vais conhecer alguém” mas depois diz que os mesmos astros dizem que pode não conhecer alguém, então essa “ciência” é inútil.

    Like

  12. eia says:

    Mats,

    “[[ Não, não é “revista” como a teoria da gravidade. Em relação a este nós vêmos os seus efeitos com os nossos olhos ,as ninguém viu um réptil evoluir para um pássaro ou um animal terrestre evoluir para uma baleia. Mats]]”

    1) Nós não temos de “ver” um fenómeno para saber que ele aconteceu. Quando vemos cinzas, “sabemos” que algo esteve a arder. Não precisamos de ver as labaredas.
    2) Existem registos fósseis e medições genéticas que validam a Teoria da Evolução (serão as cinzas, na analogia acima).
    3) Se precisa de “ver” os fenómenos, acaba de condenar todas as áreas da ciência que dependem de observações indirectas e/ou atrasadas no tempo: a Astronomia, a Mecânica Quântica e parte significativa da Geologia só para dar alguns exemplos.

    A propósito do outro post:

    “Que tipo de “ciência” é essa que diz algo como “os sobreviventes vão deixar mais filhos”? Isso é auto-evidente.”

    A Teoria da Evolução diz algo mais forte do que isto. Diz que as características dos seres que deixarem mais filhos serão as mais propagadas pela população, e consequentemente determinarão a forma como essa população será alterada.

    “A questão é que a vossa religião incorpora em si cenários não susceptíveis de falsificação científica.”

    A Teoria da Evolução é perfeitamente falsificável. E existem várias formas de o fazer. Pode por exemplo provar que não existiu tempo suficiente para gerar a actual diversidade (i.e. provar que a Terra tem os tais 10000 anos; note que isto não invalida a Teoria da Evolução, apenas diz que a presente diversidade teve origem de outra forma). Outra forma será provar que existiu uma mutação que reduziu a vantagem reprodutiva e mesmo assim foi propagada por toda população (em detrimento da forma com maior vantagem reprodutiva). Uma terceira alternativa seria provar que o mecanismo hereditário não funciona (i.e. que os descentes não herdam as características dos pais). Note-se que esta lista de formas de falsificar a evolução não é exaustiva, existirão seguramente outras formas de o fazer.

    “[analogia com transformadores eléctricos]
    Falsa analogia.”

    Não, não é uma falsa analogia. Tal como os transformadores eléctricos podem ser utilizados para aumentar a tensão e para baixar a tensão, a Teoria da Evolução prevê aumentos e reduções de complexidade. Não há qualquer inconsistência nem num caso, nem no outro, porque falta falar de uma importante variável: o contexto. Em determinados contextos, os transformadores aumentam a tensão, noutros diminuem a tensão. A Teoria da Evolução é igual: em certos contextos prevê o aumento da complexidade, noutros prevê a redução da complexidade.

    “Uma teoria que diz “amanhã vai chover” e ao mesmo tempo diz “amanhã não vai chover” não é ciência..”

    A analogia mais correcta é: “Se esta noite estiver nublado, e se a pressão atmosférica diminuir então amanhã choverá; Se esta noite o céu estiver limpo e a pressão atmosférica subir, então amanhã não vai chover”. Ambas as situações (chover e não chover), acontecem apenas em CONTEXTOS DIFERENTES, pelo que não são contraditórias, e a frase acima tem poder preditivo. É exactamente isto que acontece na Teoria da Evolução, e nos transformadores eléctricos.

    Like

  13. eia says:

    Excelso Cícero,

    Dando de barato o cóccix (apesar de não estar plenamente convencido da sua utilidade), diga-me a função do mamilo masculino. Para que serve, se o homem não é capaz de dar de mamar?

    E diga-me também a função dos músculos auriculares humanos. Nos outros animais são utilizados para orientar as orelhas para as fontes de som. Os seres humanos têm orelhas fixas. Qual a função destes músculos no ser humano?

    Qual é a função do músculo palmar longo? Lembro que cerca de 14% da população humana não tem este músculo. Qual é a sua função? Como é que 1/6 pessoas compensam a funcionalidade deste músculo?

    Qual é a função do músculo occipital menor? Este músculo só está presente em 36% dos Europeus. Como é que 2/3 da população Europeia se “desenrasca” sem este músculo? Qual é a sua função e quais são os outros órgãos que estão a desempenhar esta função nas pessoas que não o têm?

    E qual é a função do órgão vomeronasal? Um órgão sensorial que não está ligado a qualquer nervo. Para que serve um sensor com o qual não é possível comunicar? Num carro, para que serve ter um detector de colisões que é incapaz de accionar o airbag (ou de fazer qualquer outra coisa)?

    Like

    • Cícero says:

      Excelso Eia,

      Também vou lhe fazer uma pergunta.
      Você preferiria ter esses órgãos em seu corpo, ou não ter…?

      Like

    • eia says:

      Cícero,

      Como membro de uma etnia Europeia, muito provavelmente já não tenho o músculo occipital menor. Não tenho sentido a sua falta.

      Os meus músculos auriculares também nunca foram usados, por isso não me faria grande diferença que lá não estivessem.

      Mas, reparou que não respondeu à minha pergunta? Qual é a função destes órgãos? E se não têm função, porque é que Deus os criou [alusão à sua mensagem inicial que suscitou este desvio offtopic]? E porque é que os criou para alguns humanos, e não para outros?

      Like

      • Cícero says:

        Eia,

        Mesmo que não se descubra ainda; não significa que não sejam úteis certos órgãos.

        Mas a forma dos músculos auriculares serve para captar melhor o som e contra congelamento em climas mais frios.
        Os mamilos dos homens servem para amamentar em casos extremos de necessidade; qualquer homem que receba sucção nos mamilos pode produzir leite, pois esse estímulo desencadeia a fabricação de prolactina e citocina.
        O músculo palmar longo serve pra flexionar a mão.
        O músculo occipital menor dá apoio na estrutura geral.
        O órgão vomeronasal está ligado com a atração sexual, detectando sinais químicos. Ele apenas dá o sinal na mente.

        Funções adicionais não significam funções necessárias. Como vc menciona as porcentagens, outros órgãos compensam a falta destes. Pergunte a qualquer médico/anatomista especialista na área; por mais ínfima que seja essa ajuda, são úteis, portanto, aceitáveis.

        Uma bicicleta pode andar sem os pára-lamas, um carro pode andar sem os vidros.
        Mas se vc acha que pode viver sem todos esses órgãos; seria um humano bem limitado, frágil e vulnerável.

        Certa vez li que um médico russo comunista na década de 60 se converteu a Cristo estudando as intricadas estruturas internas do ouvido humano.
        Se convenceu que jamais seria formado pelo acaso as cegas. Nosso corpo é um belo exemplo de DI; como existe em tudo ao nosso redor.

        Like

  14. jephsimple says:

    Caro evolucionista neo darwinista,naturalista,materialista…

    -O que seria necessário para falsificar a sua crença, por exemplo, que criaturas terrestres são definitivamente peixes modificados, transformados através de etapas lentas, pequenas e totalmente fortuitas de animais que respiravam pelas guelras a animais que respiram por pulmões?

    -Por qual razão um grande número de pessoas, em pleno século XXI, aceitam com naturalidade o fato de a Terra girar ao redor do Sol, mas ainda rejeitam os ensinamentos de Darwin?

    -Como pode um processo que não tem propósito, nem finalidade, nem liberdade, gerar um ser em que propósitos e finalidades orientam decisivamente a capacidade de fazer escolhas livres e conscientes entre alternativas de egoísmo ou amor, de falsidade ou verdade?

    -O conceito “apto” é, em termos de seleção natural, aquele que favorece o indivíduo na luta pela vida. O indivíduo que pensa correta e eficientemente é inteligente, vence e sobrevive. Aquele que não pensa bem, definha e morre sem reproduzir. Arre! Mas bastaria isso para compreendermos o mundo do arbítrio humano onde sempre estamos, permanentemente, diante de uma opção correta, em termos de sobrevivência, e de outra incorreta que pode nos levar à falência, ao desastre e à morte? Para compreendermos a natureza do homem, não devemos compreender os atos de heróis, santos, sábios e gênios e, sobretudo, nos compreender a nós mesmos? A verdade, afirmava Agostinho, está em nós mesmos in interiore homini habitat veritas. A verdade está em nós ou dentro de um formigueiro? (“Polemos”, Penna, Editora da UnB)

    Like

    • eia says:

      Caro Jephsimple,

      “-O que seria necessário para falsificar a sua crença”

      Na minha mensagem acima encontra diversas formas CIENTÍFICAS de falsificar a Teoria da Evolução (e não são as únicas). Toda e qualquer teoria científica é falsificável. O mesmo não se pode dizer das proposições religiosas.

      “-Por qual razão um grande número de pessoas, em pleno século XXI, aceitam com naturalidade o fato de a Terra girar ao redor do Sol, mas ainda rejeitam os ensinamentos de Darwin?”

      Se eu disser às pessoas na rua que se elas andarem muito depressa, elas ficam mais pequenas e o tempo passa mais devagar, elas também não acreditam. No entanto, isto é verdade. É um fenómeno previsto pela Teoria da Relatividade e usado todos os dias em aparelhos de GPS.

      Da mesma forma, se eu disser que ponho um electrão numa caixa e parto essa caixa ao meio, ninguém acreditará que o electrão se encontra inteirinho nas duas meias caixas. No entanto, este resultado é muito conhecido na mecânica quântica.

      Respondendo directamente à sua questão: eu acredito que a Teoria da Evolução é muito mal explicada aos leigos. Só para dar um exemplo (entre muitos): muita gente pensa que a Teoria da Evolução diz que os macacos se transformam em homens, o que é falso. O que a Teoria da Evolução diz é que macacos e homens têm origens comuns, não que uns se transformam nos outros.

      “-Como pode um processo que não tem propósito, nem finalidade, nem liberdade, gerar um ser em que propósitos e finalidades”

      Esta pergunta é mais moral e filosófica que biológica. A Teoria da Evolução é uma teoria biológica, só faz sentido nesse contexto. De qualquer das maneiras, a Teoria da Evolução diz que a vida tem um propósito: preservar as suas características. O propósito de cada ser vivo é assegurar que as suas características são passadas para as gerações seguintes, tudo o resto na teoria é uma consequência deste princípio.

      “-O conceito “apto” é, em termos de seleção natural, aquele que favorece o indivíduo na luta pela vida. ”

      Não. Isto é um erro comum (vide a mensagem acima sobre a forma como a evolução é mal explicada). A Evolução (e a selecção natural) não favorece os mais fortes, os mais inteligentes, os mais rápidos, os mais complexos, os mais resistentes, os mais determinados, etc. A única coisa que interessa é a capacidade de passar as suas características às gerações vindouras. Tudo o resto vem por acréscimo.

      “Para compreendermos a natureza do homem, não devemos compreender os atos de heróis, santos, sábios e gênios e, sobretudo, nos compreender a nós mesmos?”

      A Teoria da Evolução não é uma teoria sobre o homem. Não versa sobre a antropologia. É uma teoria biológica sobre o mundo biológico. Explica a origem da diversidade biológica no nosso planeta. Explica porque é que existem similaridades e diferenças nas diferentes espécies que habitam o nosso planeta. Não faz mais nada. Não pode ser usada para mais nada.

      É tão importante conhecer a Teoria da Evolução, como conhecer os seus limites.

      Like

  15. Everton Araujo says:

    Guilherme Padovani,

    Boa tarde, desculpe a demora. Sabia sim, Lamark nunca foi esquecido e o q ele disse tem um pouco de verdade, essa nova formalaçao com ideias lamarkistas estao sendo aceitas por que há verdade nisso. Quando te chamei de lamarkista foi devido vc achar que o organismo se modificou para se adaptar a caverna, o q na verdade acontece ao ocontrario é o ambiente que modifica o organismo.

    Quanto as funçoes citadas por vc, nenhuma delas sao plenas e a falta dos orgaos em questao nao faz muita diferença, é claro que a perda de qualquer orgao é ruim para um organismo. O apendice em animais herbivoros tem uma funçao vital, como nos coelhos, que armazenam bacterias capazes de metabolizar a celulose, coisa que os coelhos nao conseguem. Sao animais que vivem em simbiose com as bacterias. Em nos isso nao acontece, mesmo que o apendice sirva de filtro bacteriano.

    Isso tudo sao orgao residuais, prova de que tivemos um ancestral herbivoro, isso nao tem contra-argumento.

    Like

    • Guilherme Padovani says:

      Oi Everton, tudo ótimo e você?

      Eu não quis dizer que o organismo se modificou no sentido lamarckista, mas que houve uma perda de função, e de qualquer forma o animal continua sendo peixe, não ganhou nenhuma função nova, nem se tornou outro animal. Você pode chamar isso de evolução, mas é pura fábula dizer que essas pequenas modificações, acumuladas em milhões de anos, produziria um novo tipo animal totalmente diferente do original. Pois isso nunca foi observado na natureza.

      Quanto aos supostos órgãos residuais, não é porque não conhecemos a função de um órgão que podemos dizer que ele não tenha função nenhuma. E mesmo que existam órgãos sem nenhuma função, isso não é prova de ancestralidade comum. Afinal as lulas possuem olhos muito parecidos com os olhos humanos, mas ninguém sugere uma ancestralidade comum. Isso apenas prova que a evolução não tem sido eficaz em eliminar gastos inúteis de energia, necessários para produzir órgãos inúteis.

      Abraços meu caro!

      Like

  16. jephsimple says:

    Caro Eia vc poderia de forma simples falsificar isto >>> criaturas terrestres são definitivamente peixes modificados, transformados através de etapas lentas, pequenas e totalmente fortuitas de animais que respiravam pelas guelras a animais que respiram por pulmões. …. o.O por favor.Até pq EU NUNCA VI TAL FATO.e e desconheço alguem que tenha visto…

    A analogia com andar na rua é insatisfatória em comparação com o ceticismo aos ensinamentos [plagiados] de Darwin.É óbvio que é possivel demonstrar tais fenomenos ,incluindo os do eletrão.

    “A única coisa que interessa é a capacidade de passar as suas características às gerações vindouras. Tudo o resto vem por acréscimo.”

    Se não puder passar o organismo não está apto?…oras qual ser vivo que não possui esta capacidade??????????? o.O …. o.O …. o.O Caramba …isso é muito trivial e tautológico …não há nescessidades de mestrado em biológia para adimitir isto…

    “A Teoria da Evolução não é uma teoria sobre o homem” …. não ?

    Se o homem é um mero animal, é óbvio que tudo que ocorre com o homem deve ser explicado a luz do darwinismo ,uma vez que ele é fruto de eventos aleatórios,estocásticos.imprevisíveis como qualquer outro ser vivo … a não ser claro que a natureza humana não esteja limitada a este mundo material e natural ,a não ser que o homem em alguns aspectos transcende todos os demais seres vivos …

    E dentro do conceito teísta isto é muito óbvio,o homem transcende as demais criaturas,devido o fato dele ser SEMELHANTE a Deus,sendo assim a sua natureza é impar.

    Like

    • estudante says:

      “Até pq EU NUNCA VI TAL FATO.e e desconheço alguem que tenha visto…”

      Não é porque você não viu pessoalmente que não tenha ocorrido. Há varias evidências de que isso tenha ocorrido.

      “A analogia com andar na rua é insatisfatória em comparação com o ceticismo aos ensinamentos [plagiados] de Darwin.É óbvio que é possivel demonstrar tais fenomenos ,incluindo os do eletrão.”

      Você acaba de usar a fé aqui. Nâo é tão óbvio demonstrar tais fenômenos. O eletrão mesmo, por exemplo, nunca foi visto. medido, verificado. Ele apenas faz parte de um modelo atômico.

      “Se não puder passar o organismo não está apto?…oras qual ser vivo que não possui esta capacidade???????????”

      Nem todo o ser vivo consegue sobreviver até conseguir se reproduzir ou conseguir um parceiro sexuar para isso.

      “Se o homem é um mero animal, é óbvio que tudo que ocorre com o homem deve ser explicado a luz do darwinismo ,uma vez que ele é fruto de eventos aleatórios,estocásticos.imprevisíveis como qualquer outro ser vivo … a não ser claro que a natureza humana não esteja limitada a este mundo material e natural ,a não ser que o homem em alguns aspectos transcende todos os demais seres vivos …

      E dentro do conceito teísta isto é muito óbvio,o homem transcende as demais criaturas,devido o fato dele ser SEMELHANTE a Deus,sendo assim a sua natureza é impar.”

      A natureza humana está limitada a este mundo material e natural. O homem é apenas um primata. O homem não transcede às demais criaturas, não é semelhante a deus e sua natureza não é impar.

      Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s