Cristianismo é cientificamente superior ao neo-ateísmo

E não é difícil de comprovar esta afirmação. Shadow to Light ilumina o absurdo dos ataques provenientes dos Novos Ateus dirigidos à religião em geral, e a Francis Collins em particular.

Jerry Coyne acusou Francis Collins de ser um “embaraço para o NIH [National Institutes of Health] e para todas as pessoas racionais“, e de ser um “proponente de crenças profundamente anti-científicas“.

Myers qualifica Collins de “pateta criacionista que argumenta contra teorias científicas” e um “agradável peso-pluma” que não sabe pensar como um cientista.

Seria de pensar que estes três militantes ateus fundamentassem os seus ataques a partir de plataformas científicas superiores à do sujeito religioso. Mas, infelizmente, não é esse o caso.

Entre 1971 a 2007, Francis Collins publicou 384 artigos científicos. Certamente que ele publicou mais desde 2007, mas é aí que o seu CV online termina. De facto, pesquisando na PubMed – base de dados que contém milhões de artigos científicos – parece que ele publicou 483 artigos. No entanto, vamo-nos restringir aos 384 artigos em cima mencionados uma vez que podem existir outros “Collins FS” misturados com os resultados da pesquisa na PubMed.

Usando também a PubMed ficamos a saber que Jerry Coyne publicou uns respeitáveis 88 artigos científicos entre 1971 e 2011. Myers parece ter publicado 10 artigos entre 1984 e 1999.

Para Sam Harris nem é preciso pesquisar na PubMed porque o seu site dá-nos o número das suas publicações.

Ele publicou 2 artigos desde 2009.

Fonte

– – – – – – –

Por outras palavras, não é o Cristianismo que impede o avanço da ciência. Francis Collins não só produziu mais ciência que os seus críticos, como publicou mais do dobro dos artigos científicos publicados por Richard Dawkins, Jerry Coyne, PZ Myers, e Sam Harris combinados.

Para além disso, ele produziu muito mais artigos que o falecido Christopher Hitchens, Daniel Dennett, e Michael Shermer, pessoas que também fizeram alegações em torno da imaginada “incompatibilidade” entre o Cristianismo e a ciência.

Como é normal, os argumentos dos militantes ateus baseiam-se em lógica deficiente e não nas evidências empíricas que eles alegam valorizar.

Fez mais pelo avanço da ciência que todos os Novos Ateus combinados.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Ciência, Religião, Sociedade and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

16 Responses to Cristianismo é cientificamente superior ao neo-ateísmo

  1. Douglas says:

    Muito Bom Mats !!

    Like

  2. Sofia says:

    Mais cegos são os que não querem ver!*

    Like

  3. eia says:

    Só três pequenas notas:

    2 artigos desde 2009 não é um mau resultado. É típico de um investigador em início de carreira que ainda não arranjou um “exército” de escravos (i.e. bolseiros) para trabalhar por ele.

    O número de artigos produzidos é uma boa métrica do trabalho científico, mas não é a única. Igualmente importante é o número de vezes que esses artigos são citados por outros autores (embora esta métrica seja um pouco mais difícil de aferir com rigor).

    O número de publicações médio de cada cientista varia muito de área para área. Em certas áreas é mais fácil (ou menos custoso em termos de tempo ou recursos) produzir artigos do que noutras, pelo que é errado compararmos o número de publicações de cientistas que trabalham em áreas diferentes.

    Like

    • Mats says:

      O número de publicações médio de cada cientista varia muito de área para área.

      Sim, e? De que forma isso anula o facto do Cristão Collins ser cientificamente mais prolífico que todos os militantes ateus combinados?

      Em certas áreas é mais fácil (ou menos custoso em termos de tempo ou recursos) produzir artigos do que noutras, pelo que é errado compararmos o número de publicações de cientistas que trabalham em áreas diferentes.

      Myers é biólogo. Jerry, se não me engano, também tem credenciais em Biologia. Dawkins nem se fala. É errado comparar biólogos com biólogos?

      E mais: se os outros militantes ateus que “trabalham em áreas diferentes” ainda não publicaram trabalhos suficientes na sua área, quem é que lhes deu superioridade moral para criticar cientistas de outras áreas, especialmente cientistas tão produtivos como Collins?

      Like

    • eia says:

      “É errado comparar biólogos com biólogos?”

      É.

      Um biólogo pode estudar a genética da mosca da fruta, enquanto outro estuda as dinâmicas sociais dos cetáceos. Um pode estudar a gestação dos símios, enquanto outro estuda os processos de fotossíntese do fitoplankton.

      A biologia é um campo vastíssimo e cada especialização dentro da biologia tem as suas nuances e os seus tempo de trabalho. Não é correcto colocar tudo no mesmo saco.

      Like

      • Cícero says:

        Eia,
        Logo, a TE não tem nada haver com biologia. Pois o pai da TE (Darwin) não tinha formação em biologia. Sua única formação acadêmica era …adivinhe!… Teologia !!!!!!

        Like

    • eia says:

      Cícero,

      Não é Darwin que dá credibilidade à Teoria da Evolução. São as inúmeras experiências e observações científicas que foram feitas nos últimos 150 anos que dão credibilidade à Teoria da Evolução.

      Like

      • Cícero says:

        Eia,
        Essa (mera) teoria é baseada num livro antigo do séc.19. Se Darwin soubesse dos complexos e intricados mecanismos da biologia molecular, jamais escreveria aquele livro. E nenhuma experiência provou evolução. Só especulação tipo: “acreditamos” “entendemos” “durante milhões de anos”…

        E vários eminentes cientistas hoje contestam duramente esta lenda como este:
        http://classic.the-scientist.com/2005/08/29/10/1/

        Like

    • eia says:

      Cícero,

      Ao contrário do relato criacionista, que se esgota no livro do Génesis, a Teoria da Evolução (assim como todas as teorias científicas), não é coisa de um só livro. Tem sido escrita, rescrita, testada e observada ao longo de 150 anos de experiências científicas, repetíveis e falsificáveis.

      O facto de não ser observada directamente não quer dizer que não possamos inferir a sua existência. Nunca ninguém foi ao centro da Terra, no entanto temos indícios suficientes para concluir que existe um núcleo externo líquido que envolve um núcleo externo sólido. Nunca ninguém assistiu ao nascimento do petróleo, no entanto temos indícios suficientes para prever onde é que as jazidas podem estar. Nunca ninguém, nem nenhuma máquina humana chegou a um outro sistema estelar, no entanto temos indícios suficientes para descobrir planetas extra-solares.

      O cientista que cita, não se opõe à correcção da Teoria da Evolução. Faz-lhe uma critica muito mais subtil. Ele no fundo diz: A Teoria da Evolução até é capaz de estar correcta, mas não serve para nada. Isto é um pensamento perigoso em ciência. Também se pensava que a Teoria da Relatividade não iria servir para nada, hoje é utilizada no sistema GPS. Também se pensava que as muito estranhas teorias quânticas eram uma brincadeira dos físicos, e que nunca serviriam para nada, hoje estão na base de diversos tratamentos médicos e das tecnologias de fabricação de circuitos electrónicos integrados. Quando Maxwell propôs as suas 4 equações, estava a fazer uma brincadeira matemática. Só 20 anos mais tarde é que foi sequer possível demonstrar que as equações de Maxwell estavam correctas. Hoje em dia estas equações regem todos os fenómenos electromagnéticos, e são usadas onde quer que existam circuitos eléctricos ou magnéticos.

      A ciência é antes de mais nada a procura do conhecimento, a utilidade desse conhecimento é um aspecto secundário (e mais do foro da engenharia que da ciência).

      Like

      • Cícero says:

        Eia,
        os exemplos que vc citou foram detectados por instrumentos e outros são úteis no nosso dia-a-dia.
        Já a TE entra no campo especulativo filosófico-ideológico, pois as supostas “provas” são muitas vezes desmentidas pelos próprios evolucionistas. Até fraudes já houve. Ou seja, isso está longe de ser considerado ciência.

        Like

  4. Cícero says:

    Mas Collins aceita a TE; deve ser um cristão nominal ainda …

    Like

  5. Excelente artigo para desmascarar o pedantismo apedeuta dos neo-ateístas.

    Like

  6. Vitor says:

    Não e mera aceitação, ou não, de TE que faz um pessoa ser Cristã de verdade, mas aceitar a salvação nos dada pelo salvador Jesus Cristo.

    Like

  7. Hamilton Sales says:

    eia,
    “Não é Darwin que dá credibilidade à Teoria da Evolução. São as inúmeras experiências e observações científicas que foram feitas nos últimos 150 anos que dão credibilidade à Teoria da Evolução.”

    Esse assusto é Intrigante hein eia ! Bem, dentro das verdades e evidências da ciência ela não promulga uma verdade única sobre ela mesma, por isso ela é relativa ao tempo e a aceitação no campo cientifico, pois até entre os cientistas há controvérsias sobre a sua definição, por isso não basta dominar um estudo, mas ver a possibilidade de aceitação pela ciência em todas as suas definições, já que sabemos que os métodos utilizados pela ciência é : observação – experimentação – formulação de hipóteses – previsibilidade e controle. E o método mais importante da ciência é justamente a observação e experimentação onde a evolução e suas apêndices encontram dificuldades, pois já que o processo de evolução ocorre a milhões de anos e é tão lento que não pode ser observado em todo o seu processo, logo a experimentação e observação, métodos importantes da ciência não pode ser aplicados na evolução, então como é que os cientistas evolucionistas chegaram a essa conclusão de que há milhões de anos houve evolução se não tinha lá ninguém para observa-las ? 150 não é nada perto dos milhões de anos desse processo ! Seria pela revelação da imaginação dos cientistas? Portanto, achismo e prováveis revelações não é método cientifico, tanto que muitos evolucionistas respeitáveis e honestos estão buscando evidencias na natureza onde podem ser observadas e experimentadas e assim pode nos dizer se a evolução ou a criação estão com a verdade, por isso que muitos cientistas estão estupefatos com o estudo do Criacionismo cientifico e do Designer Inteligente, pois quando buscamos as evidencia na natureza nos leva a crer que existe um Projetista, isto é, alguém que nos criou pronto e completo ! Abraço eia.

    Like

  8. Como diria o povo: “Os ateus pira”.

    Like

  9. Quantidade de artigos não é qualidade. E religiosidade ou a falta dela não influi na quantidade de artigos, pode até influenciar na qualidade, entretanto isso não é uma regra.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s