Tsunami do Japão revela o poder destrutivo da água.

JapanTsunami

No dia 11 de Março de 2011 um desabamento subaquático nas costas do Japão empurrou uma quantidade maciça de água para este país, matando milhares de pessoas, e destruindo prédios, casas, e outro tipo de instalações. O número total de mortos foi enorme, mas entre a devastação e a tragédia encontram-se lições importantes em torno do poder da terra e da água.

Charles LyellNo seu livro “Princípios da Geologia” (1830) o advogado britânico Charles Lyell popularizou a frase “o presente é a chave para o passado”. Nele, Lyell alegou que os processos naturais normais e diários, tais como a erosão diária, explicam a formação das características geológicas terrestres.

Desde então, muitos geólogos vieram a reconhecer que esta máxima proveniente da era Illuminista está errada e que as características geológicas, tais como a formação das rochas íngremes das montanhas, são o resultado de catástrofes. Portanto, é bem provável que os desastres naturais sejam a chave para o passado.

Se as catástrofes são a chave para o passado, então é muito instrutivo levar em conta a destruição causada por um tremor de terra relativamente pequeno no Japão. No passado, certamente que tremores de terra maiores que este ocorreram, causando devastação em escala superior. Isto sabe-se através de registos geológicos e Bíblicos.

FalhaPor exemplo, geólogos encontram-se actualmente a falar de rochas metamórficas que se encontram nas linhas de falha antigas como tendo sido causadas por “mega-terremotos” que deixaram para trás “super-falhas.” Estas super-falhas causaram tanta fricção que derreteram as rochas em ambos os lados da falha, onde as rochas estavam em fricção umas com as outras.1 Os terremotos actuais, que ocorrem ao longo das linhas de falha, não são assim tão poderosas.

Biblicamente falando, as super-falhas estão de acordo com a declaração “naquele mesmo dia, se romperam todas as fontes do grande abismo” no início do Dilúvio global nos dias de Noé.2

No segundo volume do seu livro Earth’s Catastrophic Past, o geólogo Andrew Snelling comentou os efeitos prováveis de tal evento:

Vulcanica[Génesis 7:11] parece sugerir que a abertura da Terra não só envolveu a emissão de água e vapor, mas também a emissão de magma (rocha derretida) através de enormes explosões vulcânicas e erupções . . . Semelhantemente, onde quer que a abertura da crosta da Terra tenha ocorrido em solo firme, teriam existido também erupções vulcânicas acompanhadas por emissão de lava em grandes quantidades.

Para além disso, é perfeitamente razoável fazer comparação com o fenómeno associado ao vulcanismo actual, e desde logo esperar que tenham ocorrido enormes terremotos e tsunamis (normalmente conhecidos como maremotos) gerados pela explosiva actividade vulcânica  por todo o mundo durante o Dilúvio.3

Se um tsunami gerado por um terremoto relativamente pequeno pôde causar todo este estrago no Japão, que tipo de danos não causariam um elevado número de tsunamis produzidos por terremotos à escala global durante o ano em que durou o Dilúvio de Noé, que deixou “cicatrizes” terrestres hoje conhecidas por “super falhas”? Seriam danos suficientes para confirmar a descrição Bíblica dum cataclismo monumental através do qual “pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio.”4

 
* * * * * * *

Como nós discutimos com relativa frequência, a rejeição do Dilúvio de Noé não é resultado duma análise séria das evidências, mas sim da imposição duma filosofia de vida sobre as evidências. Vejam também:

Fonte
Referências
  1. Magloughlin, J. F. 2007. Paleonanoquakes through Paleomegaquakes—Friction Melting Features within Fault Zones across Five Orders of Magnitude in Thickness. Geological Society of America Abstracts with Programs. 39 (6): 374. Paper presented at the GSA Denver Annual Meeting, October 30, 2007.
  2. Genesis 7:11, emphasis added.
  3. Snelling, A. 2009. Earth’s Catastrophic Past. Dallas, TX: Institute for Creation Research, 474.
  4. 2 Peter 3:6.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Antropologia, Bíblia, Geologia and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

14 Responses to Tsunami do Japão revela o poder destrutivo da água.

  1. Shirley S. Rodrigues says:

    Você interpreta as coisas pelo avesso. Os que sobreviveram aos fenômenos descritos, desconhecendo as causas (perfeitamente naturais), atribuíram-nas à vontade do ser que cultuavam, criando o conjunto de fatos narrativos de acordo.

    Like

  2. Azetech says:

    Mats e Jeph

    Sobre assunto escatológico, se puder, dê uma olhada neste e-book:
    http://files.comunidades.net/lucasbanzoli/A_Lenda_da_Imortalidade_da_Alma.pdf
    Depois de uma olhada neste site:
    http://desvendandoalenda.blogspot.com.br
    Olha, nunca tinha visto este ponto de vista referente as escrituras, porém digo que foi muito convincente a mim, saciando a algumas dúvidas que eu tinha.
    O que vocês acham?

    Like

    • Mats says:

      Parece-me ser um blogue dum cultista:

      “Que a imortalidade da alma é uma falsa doutrina, confusa e impossível de ser pregada sem recorrer a falácias e a argumentos falidos e já há muito refutados, isso já ficou provado inúmeras vezes aqui.”

      Bem, temos que deitar fora a Bíblia porque ela defende que a alma é imortal.

      Dada tal impossibilidade, quem se apresenta no “além” para se comunicar com os vivos são os espíritos dos demônios, e se aproveitando, é claro, da mentira da imortalidade da alma.

      Falsa lógica. O que leva os demónios a enganar as pessoas e levá-las a pensar que estão a falar com o “além” não é o facto da alma não ser imortal, mas sim o facto das pessoas serem rebeldes ao que Deus diz, e quererem obter poder e conhecimento à margem do que Deus diz.

      Like

      • Azetech says:

        Mats

        Então meu irmão… eu analisei profundamente os textos dele com uma mente aberta, lendo também seu livro, analisando também os argumentos de quem defendem a imortalidade da alma, e cheguei a seguinte conclusão INTERMEDIÁRIA (pelo menos até agora):

        Percebi que os autores bíblicos, sempre ao se referir a Morte (Primeira), faziam a comparação com o sono. Percebi também que eles não falavam dela como uma INEXISTÊNCIA, (Estado antes da existência), mas sim um estado sem consciência. Percebi também que eles direcionavam um LOCAL (Seol) para seu estado de inconsciência. Percebi também que quando se referiam a segunda morte, comparavam com a destruição total (Inexistência).

        Com isso, analisando a bíblia, entendo o seguinte:

        No Éden, Deus nos fez uma ALMA VIVENTE.
        A ALMA VIVENTE é a soma do Fôlego de Vida e o CORPO HUMANO.
        O CORPO HUMANO, por sua vez, é composto pelo Templo (“Pó”) e pela “Semelhança Divina” (alma).
        O CORPO ANIMAL, é composto pelo Fôlego de Vida e por um Templo (Sendo de terra ou água).
        O animal NÃO É uma ALMA VIVENTE pois não possui característica de “Semelhança Divina” (alma).

        Além do homem ser uma ALMA VIVENTE, ele tinha a VIDA ESPIRITUAL (Espírito Santo) que habitava seu Templo.

        Porém, todas estas características não significa IMORTALIDADE, pois a vida eterna do CORPO HUMANO era condicional a arvore da vida e a “Semelhança Divina” pode ser destruída por Deus

        Quando o homem pecou, ele perdeu sua VIDA ESPIRITUAL (Espírito Santo) e sua ALMA VIVENTE começou a morrer (pois o CORPO HUMANO perdeu sua imortalidade condicional)

        Então, com a morte do Templo, a retirada do Fôlego de Vida (pois ele volta a Deus), permanece APENAS a “Semelhança Divina” (alma). Isso ocorre pois SOMENTE DEUS poderá destruí-la (no lago de fogo e enxofre)

        Como somente a “Semelhança Divina” (alma) é incompleta e “nua” sem os outros atributos (Fôlego de Vida e Templo) , ela permanece no estado de sono no Seol, sendo portanto uma ALMA MORTA.

        Uma ALMA MORTA Não significa INEXISTÊNCIA, mas sim um estado NULO.
        Neste estado, estaremos em SONO, sem nenhuma ação ou consciência, mas em um LOCAL ESPECÍFICO (Seol).

        O Sacrifício de Cristo, e o ato de pentecostes, restaurou a VIDA ESPIRITUAL (Espírito Santo).
        Na sua vinda, com a ressurreição, nos tirará do estado de ALMA MORTA e nos tornará ALMA VIVENTE, porém com o Templo não mais de “Pó” mas sim de GLÓRIA.
        Os ímpios também serão ressuscitados, porém serão DESTRUÍDOS POR COMPLETO na segunda morte.

        Então minha conclusão é o seguinte, a PRIMEIRA MORTE é um estado de SONO com a ALMA MORTA, porém com a “Semelhança Divina” (alma) não é destruída por completo (pois só Deus poderá destruí-la).
        A SEGUNDA MORTE por sua vez, é um estado de INEXISTÊNCIA, onde TUDO, até mesmo a “Semelhança Divina” (alma) será destruída.

        Creio que se analisar agora, sobre este ponto, TODA mensagem bíblica fará sentido. Pelo menos para mim, TUDO está se encaixando.

        O que você acha meu irmão?
        Abraços,
        Diogo

        Like

  3. Mats says:

    Diogo,
    https://darwinismo.wordpress.com/2011/10/12/lazaro-e-o-homem-rico/

    Repara que o homem rico está consciente no inferno. Claro, as pessoas respondem afirmando que é uma “parábola”, mas o Filho de Deus não mente nas Suas parábolas.

    “Mas temos confiança, e desejamos, antes, deixar este corpo, para habitar com o Senhor.” 2 Cor 5:8

    Repara que o Santo Apóstolo declara que o crente quando deixa o corpo, a sua consciência continua com o Senhor. Estar ausente do corpo é estar PRESENTE (“habitar”) com o Senhor.

    Cuidado com essas novas filosofias e vãs subtilezas, segundo a tradição dos homens (Colossenses 2:8) , ventos de doutrina (Efésios 4:14), e fábulas artificialmente compostas (2 Pedro 1:16).

    Like

  4. Ismael says:

    Você se baseou na bíblia para dizer isso?

    Alma morta?

    Segunda morte = destruição da semelhança divina?

    Não lembro de nenhum texto das escrituras sagradas falando sobre esses termos: alma morta e destruição daquilo que se assemelha a Deus na segunda morte.

    E: “Creio que se analisar agora, sobre este ponto, TODA mensagem bíblica fará sentido.”

    Isso soa estranho, porque nas escrituras sagradas diz que devemos olhar para ela com a mente de Cristo, isto é, a verdade, a vida e o caminho – são Ele mesmo. Então todo entendimento vem por meio dele e não de uma lógica criada para tentar explicar a respeito da alma, morte ou qualquer outra coisa.

    As Escrituras fazem sentido somente por meio de Jesus, Ele é o motivo por de trás.

    Like

    • Azetech says:

      Ismael

      Não lembro de nenhum texto das escrituras sagradas falando sobre esses termos: alma morta e destruição daquilo que se assemelha a Deus na segunda morte.

      De fato estes termos não estão descritos desta forma, eles foram elaborados por mim por mim segundo o entendimento que tive.
      “Alma morta” = Alma sem corpo e sem o fôlego de vida, ou seja o Psique “Adormecido” no Seol após a primeira morte.
      “Semelhança de Deus” = Razão, Alma, o que nos difere dos animais

      “Isso soa estranho, porque nas escrituras sagradas diz que devemos olhar para ela com a mente de Cristo, isto é, a verdade, a vida e o caminho – são Ele mesmo.”

      Mas por qual razão não estaria olhando para as escrituras com a mente de Cristo?
      Minha busca por entendimento sobre as coisas de Deus, é sincero e de Coração. Também busco ter uma vida digna e cristã, com minha consciência tranquila diante Deus.
      Com estes motivadores, poderia eu estar buscando o entendimento com a mente do diabo ou com a carne?

      Com estas tuas palavras, tenho a impressão de estar me julgando sem me conhecer. Não busco “desculpas” para justificar meus erros, mas sim entendimento espiritual para edificar minha alma.

      Então todo entendimento vem por meio dele e não de uma lógica criada para tentar explicar a respeito da alma, morte ou qualquer outra coisa.

      Mas é o entendimento DELE que estou buscando. Por um acaso ele não poderia dar-nos o entendimento a respeito da natureza da alma? Por um acaso a bíblia não poderia explicar?

      Sou uma pessoa que gosta de conhecimento, porém isso não significa que aceito heresias, e engulo qualquer coisa. Sempre analiso a ideia com a “bússola” (Bíblia) a meu lado.
      Como disse Paulo, gosto de analisar todos pensamentos (Cristãos é claro) e reter o que é bom (1º Tess 5:21)
      Qualquer sabedoria que EDIFIQUE a fé, sempre é bem vinda por mim. Porém qualquer HERESIA que confunda os ensinamentos de Cristo, por mim é rejeitado.

      Creio que entender a natureza da alma assim como o evento APÓS o findar do corpo, é uma dúvida para qualquer um. Então como creio na BÍBLIA, é EXATAMENTE NELA que busco encontrar as respostas.

      As Escrituras fazem sentido somente por meio de Jesus, Ele é o motivo por de trás

      Sim meu irmão, disso eu sei. Porém pergunto, não poderia Jesus estar me ensinando algo através da Bíblia (Fonte de meus estudos)? Não poderia Jesus estar quebrando um paradigma errado que foi formado inconsistente via tradição?

      Quando disse que os argumentos dele faziam sentido, foi porque eu lí nas escrituras e confrontei as ideias.

      De fato, em minha opinião, seria mais plausível Deus dar a vida eterna para quem deseja e dar a aniquilação (não existência) para quem não a deseja, afinal NINGUÉM PEDIU PARA NASCER.

      Também seria justo Deus dar o galardão aos justos de acordo com as obras e a punição aos iníquos de acordo com o mal que fizeram.
      Porém dar sofrimento eterno a quem fez um mal temporal não é meio desproporcional?

      De acordo com o posicionamento do irmão, Deus será justo por completo, pois o galardão aos justos será proporcional, seguido de VIDA eterna, e a punição aos injustos TAMBÉM serão proporcionais, seguindo da MORTE eterna (não existência)

      Confesso que achei interessante esta visão, e não ví NADA na bíblia (pelo menos até agora) que discordasse dela. Estou errado?

      Abraços,
      Diogo.

      Like

      • Ismael says:

        Fique tranquilo, não vim julgar com isso nem anunciar com meu comentário que você é ignorante quanto ao Senhor Jesus ou algo nesse assunto.

        Eu entendi o que você falou nos seus comentários.

        Quando me referi aos comentários anterios a interpretações segundo a mente de Cristo, pensei nos textos que você analisou, não a sua busca por intepretações quanto a alma, questões espirituais e a ações de Deus a respeito.

        Eu divia ter sido mais claro quando disse: eu estava falando do “texto” que você analisou, não de você.

        Não tive intenção de negativisar ou qualquer tipo de coisa com questão a sua pessoa e sua análise, pelos comentários que já li de você, você é uma pessoa humilde nas suas colocações e não tenho dúvidas do seus conhecimento.

        Abraço,

        Like

  5. Azetech says:

    Ismael

    Eu divia ter sido mais claro quando disse: eu estava falando do “texto” que você analisou, não de você.

    Agora entendi. Você na verdade me pediu para verificar se o AUTOR do texto tinha uma visão em Cristo, e não necessariamente eu. Agora ficou claro.

    Então meu irmão, aparentemente a pessoa pelo qual me mostrou estes argumentos, tem a intenção de buscar conhecimento em Cristo. Não o conheço pessoalmente, porém não creio que ele esteja de má fé.
    Pelo que ele me disse, andei conferindo na própria bíblia, e utilizando tradução das palavras originais dela, ví que seus argumentos não eram tão errôneos.

    Ví que não apenas ele pensa desta forma, outras pessoas pensam assim também.
    Veja este link: http://www.bibliaonline.net/cursos/escola.cgi?acao=estudar&inscricao=&estudo=26&licao=24&forma_estudo=1&link=bol&instrutor=&sessao=&escolabiblica=0&lang=pt-BR

    Este é outro post que ele (Lucas Banzoli) fez, também utilizou de mais argumentos: http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2012/12/a-morte-da-alma-imortal.html

    Confesso que, pelo menos para mim, são bem convincentes. Mas farei um estudo maior, para verificar se este argumento seja realmente válido.

    Um abraço e tenha um bom Natal.

    Diogo.

    Like

    • Azetech,

      Você está no caminho certo, estude mesmo a bíblia sem nenhum preconceito e sem nada em mente a não ser aprender qual é a vontade de Deus na sua vida.

      Fique com Deus irmão

      Like

  6. Gustavo Castro says:

    Para mim o maior respaldo que temos e o Senhor Jesus Cristo quando Ele se refere ao O Rico e Lazaro, e para mim os que aqui acreditam que a alma morre so podem ser os adventistas. É estranho Mats que quando vc falou da parabola eles nao comentaram nada mesmo sabendo que isso veio do proprio Cristo. e algo que aprendi Jesus tinha a visao fisica e espiritual Jesus quando falou isso poderia estar vendo essa cena acontecendo.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s