O Dilúvio de Noé cobriu os Himalaias?

“Santifica-os na verdade; a Tua Palavra é a Verdade.”

João 17:17

Modificado a partir do original

HimalaiasPoucas doutrinas das Escrituras são ensinadas de modo mais claro que a natureza global do Grande Dilúvio que ocorreu nos dias de Noé. O Livro de Génesis claramente ensina que “as águas, e cresceram grandemente . . . e todos os altos montes que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos.” (Génesis 7:18-20)

Durante os séculos, poucos Cristãos questionaram esta doutrina; a Bíblia ensinava-a, e isso era suficiente – isto até as finais do século 18. Por esta altura, e pela primeira vez, o globo começou a ser explorado e as elevadas montanhas foram pesquisadas. O Monte Evereste, a mais alta elevação do planeta, foi registado como tendo 8848,43 metros de altitude. O nome Himalaia vem do sânscrito e significa “morada da neve”.

Será que as águas cobriram o Monte Evereste? Será que existe água suficiente para tal? Estas questões pareciam tão absurdas na altura em que esta e outras cordilheiras foram exploradas que muitos teólogos colocaram de parte a noção dum Dilúvio Global, adoptando no seu lugar o conceito dum dilúvio local – erro que ainda domina muitas universidades e seminários Cristãos actuais. Tal como dominós, outras doutrinas Bíblicas começaram também a cair – a Terra jovem, a criação especial dos animais e das plantas, e a inerrância das Escrituras.

Claro que hoje sabe-se que a Terra tem água suficiente para dar início a um dilúvio global. Foi calculado que se a superfície da Terra fosse plana – sem montanhas extraordinariamente elevadas – e não existissem bacias oceânicas profundas, a água poderia cobrir toda a Terra e colocar o nível da água 2400 metros acima do ponto mais alto.

Mas será que há água suficiente para cobrir uma montanha com quase 9000 metros de altura?

Os pontos chaves a lembrar são que 1) o Dilúvio não tinha que cobrir a Terra actual, mas sim a Terra que existia antes do Dilúvio. e 2) o Dilúvio alterou por completo a geologia do planeta. Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio. (2 Pedro 3:6) Esse mundo desapareceu para sempre uma vez que o evento geológico e hidráulico global que ocorreu nos dias de Noé alterou-o radicalmente.

O Dilúvio levou a cabo trabalho geológico abundante, erodindo sedimentos dum lado para os depositar noutro local, elevando continentes e planaltos,  desnudando terrenos e muito mais. Devido a isto, a composição geológico da Terra actual é muito diferente da Terra pré-diluviana. Hoje, até cordilheiras montanhosas elevam-se muito acima dos mares.

Os HimalaiasO Monte Evereste e a cordilheira dos Himalaias, tal como os Alpes, as “Colorado Rockies”, os Apalaches e a maior parte das montanhas do resto do mundo, são compostos por sendimentos provenientes do fundo do oceano, cheios de fósseis marinhos depositados pelo Dilúvio. O próprio Monte Evereste possui fósseis de moluscos no seu topo. [OBS: os evolucionistas não questionam a existência de fósseis marinhos no topo do Evereste] Estas camadas rochosas cobrem uma extensa área, incluindo uma larga parte da Ásia, e elas dão-nos todos os indícios de serem o resultado dum processo aquático cataclísmico, causando o tipo de depósitos que se esperariam durante e após o destrutivo e global Dilúvio dos dias de Noé.

No final do Dilúvio, e depois de maciças sequências de sedimentos se terem acumulado, o subcontinente Indiano evidentemente colidiu com a Ásia, amassando os sedimentos e formando as montanhas. Hoje, as dobradas e fracturadas camadas de sedimentos provenientes do fundo dos oceanos, estacionadas em sítios elevados, são os gigantes que nós conhecemos. Portanto, o Dilúvio de Noé não cobriu os Himalaias: o Dilúvio de Noé formou os Himalaias.

Conclusão:

Como é normal quando as evidências científicas são analisadas longe das anti-científicas crenças à priori evolucionistas, a descrição Bíblica não só é possível, como é suportada pelas evidências. Um mundo pré-diluviano, com menos extremos topográficos, poderia muito ter sido coberto pelo Grande Dilúvio. Esse Dilúvio gerou as elevadas montanhas e os oceanos profundos, tornado assim impossível repetir um Dilúvio Global. Curiosamente, foi isso mesmo que o Criador prometeu:

E Eu [Deus], convosco, estabeleço o Meu concerto, que não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e que não haverá mais dilúvio, para destruir a terra. Génesis 9:11

Se Deus prometeu, então certamente que a promessa se cumprirá uma vez que “Deus não é homem, para que minta” (Números 23:19). A questão agora é saber se tu, caro evolucionista, vais continuar a questionar a ciência e a Palavra de Deus, duvidando dum evento suportado por tantas evidências como o Grande Dilúvio de Noé.

0100Como dito aqui, quando alguém rejeita a historicidade do Dilúvio global, ele rejeita as inúmeras tradições em torno do mesmo, os fósseis que revelam um evento catastrófico, as descrições históricas do evento, as lendas, a linha temporal Bíblica, a plausibilidade do Dilúvio, os  animais marinhos gigantescos enterrados onde practicamente não há água, a origem da água , a impossibilidade científica da Terra ter “milhões de anos”, montanhas com fósseis de animais marinhos, o catastrofismo, e, acima de tudo, a Palavra do Criador, que ensina uma Terra Jovem.

Portanto, sempre que um evolucionista cientificamente ignorante afirmar que “é impossível um dilúvio cobrir o Monte Evereste”, a resposta Cristã pode ser “ainda bem, porque é sinal que Deus está a cumprir a Sua promessa.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Geologia and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

17 Responses to O Dilúvio de Noé cobriu os Himalaias?

  1. Rafael Lopes says:

    Muito bom, cada dia mais a palavra de Deus vai se mostrando confirmada. Glória a Deus por este blog Mats, porém quero fazer algumas criticas construtivas para glória de Deus que é a minha opinião, vc não precisa adota-las. Eu acho as postagens que se faz no blog deveria sempre ter um padrão de cores que não se distingue muito, ou seja, não creio ficar muito bom vc colocar palavras vermelhas, azuis e verdes dentro de uma mesma postagem para fazer distaque (estou falando do que vc faz no seu blog em geral, não dessa postagem em particular), pois o próprio distaque não é tão necessário e é muito bom colocar um padrão semelhante justamente por isso, então em vez de colocar cores fortes completamente diferentes umas das outras, coloque tipo, azul escuro + preto ou cores do tipo. Basicamente nenhum site na net faz isso de colocar cores tão distintas, justamente porque atrapalha a estética do texto, outra coisa é não colocar palavras com uma fonte gigantesca que eu já vi em algumas postagens, quanto mais padronizado por a estética do seu blog mais bonito ele será. =]

    Like

    • Mats says:

      Rafael, os teus conselhos são relevantes e oportunos. Vou tentar adoptar um padrão de cores uniformes.

      Obrigado pela dica.

      Like

  2. Em minhas pesquisas orientado principalmente pelo Dr em geologia Nahor Souza, analiso que as placas Indo-australiana e da Eurásia se colidiram logo após a crosta da terra de fender fomando estas e outras placas. A colisão das placas criou dobras e levante de montanhas (orogenia) .

    Hoje a placa Indo-australiana ainda se move a 67 mm/ano, o que produz muito terremoto ali…mas na época do diluvio defendemos que houve movimentos bem mais intensos e rápidos…O que rachou a crosta da terra , e possivelmente criou marés e tsunamis gigantescos que varreram a terra varias vezes (diluvio) provavelmente foram grandes asteroides, pois alguns destes passaram a ser verificados na coluna geologica posteriormente, outros foram cobertos por grandes derrames basalticos (LPIs) e grande escala sedimentar. http://www.igrejaadventista.rede.comunidades.net/index.php?pagina=1413735657

    Like

  3. Excelente artigo.

    Destaque para a parte: “os evolucionistas não questionam a existência de fósseis marinhos no topo do Evereste

    Like

    • José Luiz says:

      Até o século 18 a comunidade cientifica tinha dificuldades para explicar a ocorrência de fósseis no alto de montanhas. Hoje ela explica isso sem problemas. Procure no google por “orogênese” e veja porque há fósseis no alto das montanhas. Por exemplo, a cordilheira dos Andes, que é uma cordilheira jovem e ainda está em processo de elevação, está sendo formada pelo choque de duas placas da crosta terrestre. Este choque causa o enrugamento e consequente elevação do antigo leito do oceano, onde são depositados os fósseis. Por isso há fósseis lá em cima.
      Esta é a teoria que é aceita hoje por praticamente toda a comunidade científica que nâo tem outros interesses senão a verdade.

      Like

      • Mats says:

        Colocando de lado a inocente crença de que a comunidade científica “nâo tem outros interesses senão a verdade”, o que interessa reter aqui é que a elevação do Monte Evereste nnão é problema para o Dilúvio de Noé.

        Like

      • José Luiz says:

        É problema sim. O monte Everest iniciou sua ascenção há mais de 50 milhões de anos ( e ainda está subindo) e segundo os estudiosos bíblicos o dilúvio ocorreu há apenas alguns milhares de anos. Portanto, a Terra não era “quase plana” quando ocorreu o dilúvio. Não vejo qual a intenção dos cientistas (a grande maioria) em mentir sobre a idade dos eventos geológicos. A verdade citada se refere a isso. Claro, em relação a outros interesses nada posso afirmar.

        Like

  4. Marcos says:

    O Monte Everest tem mais de 40 milhões de anos, e foi emergido das profundezas do oceano por causa do movimento das placas tectônicas (assim como qualquer outra cadeia de montanhas), e até hoje ainda sobe aproximadamente 6 metros por ano.
    Não quero ofender, mas, aonde vocês estavam nas aulas de Geografia do 5° ano do ensino fundamental?

    Like

    • Mats says:

      Obrigado por partilhares a tua fé evolucionista, mas o que disseste não refuta o que o texto diz.

      Like

      • Toni Rocha says:

        Refuta sim, a não ser que aches que, no mínimo, Noé viveu a 40 milhões de anos atrás. E as cadeias de montanhas surgem e somem devido ao movimento do magma terrestre, e não devido à finíssima camada de água na superfície do planeta. É bom revisar o ensino fundamental e médio, brother.

        Like

      • Mats says:

        Só ao ler a frase “finíssima camada de água na superfície do planeta” fiquei a saber tudo sobre o teu “conhecimento”. Lê a origem da água do Dilúvio e depois vem cá falar comigo, brother.

        Like

  5. Cícero says:

    Pergunto a todos os servos de Cristo:
    Depois do Dilúvio, como os animais chegaram a América e Oceania?

    Like

    • Carlos says:

      Isto é algo que eles deveriam ter feito já uma vez também na teoria evolucionista. Então pode-se pesquisar sobre o assunto e encaixá-lo as duas teorias.

      Like

  6. Matuzalem says:

    O dilúvio foi algo tão complexo que modificou o clima, o ecossistema e tudo em “nosso” planeta, porém o mais extraordinário é ele ter ludibriado o tempo, assim 6 mil anos de humanidade parece milhares de anos. Ou seja o dilúvio envelheceu o planeta e assim confunde a todos ate hoje. Os textos bíblicos são irrefutáveis.

    Like

  7. Os animais vieram pelo estreito de bering.

    Like

  8. Vitor says:

    Maravilhoso o Blog, estou feliz por ter encontrado minha tribo, os que entenderam que o sagrado não deixa nada a desejar para ciência. Louvado seja Deus por esses discernimentos que nos tem dado, através do Espírito Santo. Grande é o Senhor Jesus!

    Like

  9. Goethe-Br says:

    …-estariam corretas as interpretações que se fazem do Gêneses?…-não teria a Terra entrado na calda de um cometa gigante e durante quarenta dias e noites perseguido a rota por ele traçado?…- a Bíblia é ,a meu ver ,um lívro onde encontramos muita sabedoría…se a ler-mos como fílhos de DEUS , a compreenderemos mais do que se a ler-mos como fílhos de padres ou de pastores…-sois raça Adãmica ?…- os fílhos dos céus , viram que as fílhas dos homens eram formosas e lhes agradavam aos olhos…tomaram para sí, entre as que mais lhes agradávam e com elas tiveram fílhos que foram famosos heróis na antiguidade…(Hierácles,Posseidon,Ares,etc)…-hoje se Apolo retornasse a Terra não encontraria simples pastores de ovelhas…mas deuses embrionários que quereriam saber o porque das coisas…muita
    paz a todos os ledores da Bíblia (O lÍvro)….Shallon !…-Goethe-Br

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s