Os dragões que cospem fogo

Dinossauro FogoÉ interessante especular se os “monstros que cospem fogo” têm alguma base histórica. Afinal, quem é que acreditaria em enguias eléctricas ou pirilampos se não tivesse a oportunidade de ver um?  É preciso levar em conta várias linhas de evidência.

Primeiro: as Escrituras são claras em torno da existência de tais criaturas, e a tentativa de transformar essas narrativas em porções “alegóricas” ou “hiperbólicas” quebram o contexto interno da Bíblia. Em Jó 41:19-21 é-nos dito o seguinte em relação ao Leviatã:

Da sua boca saem tochas; faíscas de fogo saltam dela. Do seu nariz procede fumo, como de uma panela fervente, ou de uma grande caldeira. O seu hálito faria acender os carvões; e da sua boca sai chama.

Segundo: existe o assunto das evidências históricas. Culturas distintas, muitas delas geograficamente separadas, reportam histórias de dragões que cospiam fogo. Porque é que todos eles se firmaram no “dragão” e não noutro animal qualquer? A resposta mais óbvia é: todas essas culturas sabiam da existência de tal animal.

Terceiro: podemos levar em conta algumas evidências biológicas. Por exemplo, existe o besouro bombardeiro que “expele fogo” na direcção dos inimigos. O peróxido de hidrogénio e a hidroquinona são mantidos em câmaras distintas no abdómen do besouro – de onde eles são ser ejectados como forma de confrontar um predador. A mistura química que é lançada pode atingir os 100 graus Celsius!

Por fim: existem evidências paleontológicas de que um arranjo craniano pode ter acomodado a capacidade de “respirar o fogo”. No seu agradável livro “Dinosaurs by Design”, o falecido Dr. Duane Gish discute a forma como as cavidades nasais dos hadrossauros poderiam facilmente estar conectadas a reservas químicas presentes na crista oca e feita de chifre. A palavra em inglês antigo “neesings” usada em Jó 41:18 (King James Version) denota um espirro voluntário. Pode ser que o Leviatã usasse esta habildiade como arma defensiva, tal como o faz o besouro africano. Não é de estranhar que o Criador o use como forma de estabelcer um ponto no versículo 10:

Ninguém há tão atrevido que a despertá-lo se atreva; quem, pois, é aquele que ousa erguer-se diante de Mim?

O ponto é o de dizer que é folia humana querer resistir ao Criador quando nós nem temos a capacidade de resistir a uma das Suas criaturas. De facto, a Palavra de Deus diz em Hebreus 12:29 que Deus é um Fogo que consome.

Fonte

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

22 Responses to Os dragões que cospem fogo

  1. Patrick Araujo says:

    achei isso interessante nunca tinha visto esse trecho da biblia, e realmente acredito q dragoes existem eles tem semelhança com os dinossauro por sere repteis, e vi um documentario muito interessante sobre isso tb.

    Like

  2. Sodré says:

    No seu agradável livro “Dinosaurs by Design”, o falecido Dr. Duane Gish discute a forma como as cavidades nasais dos hadrossauros poderiam facilmente estar conectadas a reservas químicas presentes na crista oca e feita de chifre.

    Só é pena que esse “agradável livro” apresente um desenho em que um hadrossauro do Cretácio projeta fogo sobre um ceratossauro do Jurássico… É que há algumas dezenas de milhões anos entre os tempos em que um e outro viveram!!!!

    Like

    • Azetech says:

      Sodré

      É que há algumas dezenas de milhões anos entre os tempos em que um e outro viveram!!!!

      Como sabes disso? Pelos método “infalível” da datação por colunas geológicas?
      Como comprovas que este método é PERFEITO e remete a VERDADE?
      Devo lembrar-te que ele baseia-se no PRÉSSUPOSTO do uniformarismo geológico?
      Devo lembrá-lo que de esta pressuposição estiver errado (Pela existência de uma catástrofre global ocorreu e modificou TODA ESTRUTURA GEOLÓGICA e ATMOSFÉRICA da Terra) todo este teu “precioso” método “cairá por terra abaixo”?

      Não é muita fé de tua parte alegar algo como se fosse um fato (dezenas de milhões anos entre os tempos em que um e outro viveram) pelo qual não conseguiu comprovar empiricamente?

      Like

      • Sodré says:

        Azetech,
        Muita fé mesmo é dar qualquer tipo de credibilidade a um autor que coloca um hadrossauro a cuspir fogo, porque tem uma crista onde existiriam “reservas químicas”…

        Like

      • Azetech says:

        Sodré

        Muita fé mesmo é dar qualquer tipo de credibilidade a um autor que coloca um hadrossauro a cuspir fogo, porque tem uma crista onde existiriam “reservas químicas”…

        Ilustrar é diferente de ALEGAR.
        Tu ALEGAS que estes dois tipos de dinossauros JAMAIS conviveram juntos. Com qual propriedade faz isso além de tua nos métodos de datação, idolatrando-os como se fossem perfeitos e condizentes com a realidade?

        Like

  3. Sodré says:

    Azetech
    Não se trata da minha “Fé” mas do resultado do trabalho dos paleontologistas de todo o mundo…

    Like

    • Azetech says:

      Sodré

      Não se trata da minha “Fé” mas do resultado do trabalho dos paleontologistas de todo o mundo…

      E tu tens em ALEGAÇÕES de paleontologistas EVOLUCIONISTAS , pelo qual dizem que seus trabalhos refletem os factos, endossando os argumentos deles sem questionar, efetuando por isso alegações do tipo: “”É que há algumas dezenas de milhões anos entre os tempos em que um e outro viveram!!!””?

      É simples assim? Um evolucionista falou, tu aceita como um fato?

      Like

      • Sodré says:

        A alternativa seria dar crédito a todo e qualquer disparate de quem quer que fosse? Pois se a esmagadora maioria dos cientistas está errada, então quem está certo? Com certeza que não será quem não possui as complexas habilitações necessárias ao conhecimento (igual a Ciência) deste domínio da História Natural, nem aqueles poucos que, tendo essas habilitações, por razões religiosas sofrem dum desdobramento da personalidade deixando de falar como cientistas e passando a falar como crentes, quando se sentem sob pressão da sua comunidade religiosa…

        Like

      • Azetech says:

        Sodré

        Pois se a esmagadora maioria dos cientistas está errada, então quem está certo?

        Então tens que se a maioria de cientistas afirmam (Independentemente se conseguem comprovar ou não), então é verdade?
        Simples assim?

        A tua baseia-se em DUAS FALÁCIAS ao mesmo tempo?
        Ad Verecundiam (Apelo a autoridade) e Argumentum ad populum (Apelo a Maioria)

        Acha mesmo que duas falácias unidas tornam algo verdadeiro?
        Se fosse assim, a Terra seria plana, e ao mesmo tempo o centro do sistema solar, visto que a MAIORIA DOS CIENTISTAS da idade média acreditavam no tal.

        Se Nicolau Copérnico (MINORIA) seguisse o teu raciocínio, não teríamos descoberto a VERDADE naquele período.
        Não concordas?

        Outra coisa, como sabes que estes cientistas EVOLUCIONISTAS pelo qual tu depositas a tua não cometem o mesmo equivoco que os cientistas do passado?

        Like

  4. Sodré says:

    A propósito, a teoria heliocêntrica vem, pelo menos, do séc III a.C. com Aristarco e, na mesma altura, Erastóstenes calculava a dimensão do planeta Terra com grande precisão… Infelizmente o pensamento científico de então acabou por ser substituído por “sábios” inspirados nas religiões…
    Se o apelo à autoridade é uma falácia, então que dizer do apelo à falta de autoridade de pesudo-conhecimentos não científicos?
    Eu não tenho Fé…, pois esta apenas consiste na capacidade humana em acreditar naquilo que o homem, no fundo da sua razão, sabe não ser verdade.., (como animais herbívoros a cuspirem fogo e sei lá que mais…).

    [[Galileu e Copérnico eram Cristãos.]]

    Like

  5. Sodré says:

    Azetech,
    Não digas “A tua Fé”…, estás a confundir com “a tua Crença”… Creio na ciência, nos seus métodos e conclusões…, mas de modo nenhum na irracionalidade de qualquer tipo de Fé.

    Like

  6. Sodré says:

    Azetech,
    “Outra coisa, como sabes que estes cientistas EVOLUCIONISTAS pelo qual tu depositas a tua FÉ não cometem o mesmo equivoco que os cientistas do passado?”

    Acredito que os métodos e observações científicas são hoje muitíssimo mais profundos, corretos e eficientes do que no tempo dos “cientistas do passado”, e, portanto, o evolucionismo é já, de facto, um dado adquirido do conhecimento humano, embora, evidentemente, ainda persista muito por explicar e controvérsia na forma exata como a evolução ocorre. A Ciência progrediu imenso, não dá para fazer o tipo de comparações com os erros do passado que fazes… E, nota que, mesmo no passado longínquo houve quem tivesse intuições e até realizasse experiências e fizesse observações espantosamente modernas (vide como Erastóstenes chegou à sua medição da Terra).

    Like

  7. Azetech says:

    Sodré

    Infelizmente o pensamento científico de então acabou por ser substituído por “sábios” inspirados nas religiões…

    Na verdade, se perceber pela história, o VERDADEIRO pensamento científico acabou sufocado pelo CONSENSO CIENTÍFICO da época, pelo qual embasava suas crenças em um pressuposto ERRADO.
    A religião, principalmente a Cristã, não tem nada a haver com o atrazo científico. Isso é tão verdadeiro que a MINORIA de cientistas que se opunham ao CONSENSO, eram Cristãos declarados e faziam a VERDADEIRA ciência (contribuindo para a humanidade)
    Exemplo disso (como o Mats mesmo ressaltou): Copérnico, Galileu, Mendel, Pasteur,Newton, Bacon, etc… FUNDAMENTARAM a ciencia moderna. São poucos, para não dizer quase inexistente, cientistas ATEUS, pelo qual trouxe algum bem científico OPERACIONAL a humanidade.
    99% da ciencia esta fundamentada sob base de cientistas TEÍSTAS e em grande parte, CRISTÃOS

    Se o apelo à autoridade é uma falácia, então que dizer do apelo à falta de autoridade de pesudo-conhecimentos não científicos?

    E porque achas que cientistas pelos quais SE OPÕE ao consenso são pseudo-cientistas? Porque o CONSENSO assim alegou?
    Se fosse o caso, Copérnico, Mendel e Galileu eram pseudos cientistas, visto que o consenso da época assim os acusavam.

    Eu não tenho Fé…

    Sim, tu tens fé. Fé no consenso científico e fé em cientistas EVOLUCIONISTAS.

    pois esta (a palavra fé) apenas consiste na capacidade humana em acreditar naquilo que o homem, no fundo da sua razão, sabe não ser verdade.

    A tua definição está errada. Segundo dicionário português, a palavra significa:

    1. Adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro.
    2. [Religião] Sentimento de quem acredita em determinados ideias ou princípios religiosos. = CRENÇA
    3. Religião, culto (ex.: fé cristã, fé islâmica).
    4. [Religião] Uma das virtudes teologais.
    5. Estado ou atitude de quem acredita ou tem esperança em algo. = CONFIANÇA, ESPERANÇA ≠ CEPTICISMO, INCREDULIDADE
    6. Fidelidade.
    7. Prova.
    8. Testemunho autêntico dado por oficial de justiça.

    Fonte: http://www.priberam.pt/dlpo/fé

    Como podemos perceber, os ítens 1 e 6 enquadram-se perfeitamente ao sentimento que a tua pessoa possui em relação aos cientistas evolucionistas, logo tu possui neles.

    Não digas “A tua Fé”…, estás a confundir com “a tua Crença”… Creio na ciência, nos seus métodos e conclusões…

    Tu CONFIAS CEGAMENTE em cientistas evolucionistas (principalmente se fazem parte de um consenso majoritário), logo TENS FÉ neles.

    mas de modo nenhum na irracionalidade de qualquer tipo de Fé.

    Segundo DICIONÁRIO PORTUGUES, ter fé (No seu caso), é simplesmente CONFIAR.
    Confiar em algo ou em alguém é ser irracional?
    Tu és irracional quando confias (FÉ) em um parente?
    Tu és IRRACIONAL quando confias (FÉ) em uma atividade pelo qual desempenhas?
    Tu és IRRACIONAL quando confias (FÉ) em um médico pelo qual irá efetuar uma cirurgia em ti?

    Tu confundes a palavra Fé com a palavra Crendice.

    Uma simples consulta ao dicionário esclareceria este equivoco.

    Like

    • Sodré says:

      Azetech,
      Fé vs Crença. Resolves tudo com uma simples consulta de um dicionário de Português. É o problema de quem julga que um só Livro explica tudo… De facto o debate Fé vs Crença estende-se a devotos das mais diversas religiões e a descrentes, ateus, etc… Uma simples consulta na internet mostra a riqueza da discussão, além da troca de ideias sobre este tema nos fóruns… Mas, pegar um só livro é sempre mais fácil.

      [[Quem é que acredita que “um só Livro explica tudo”? Cuidado com a demagogia senão os teus comentários serão banidos. Mentiras e falsas alegações motivos para o ban.]]

      Like

      • Sodré says:

        Azetech usou um só livro, e logo o dicionário de Português, para resolver a questão Fé vs Crença, e fez isso de um modo que trata os outros como imbecis que nem sabem ler um dicionário…, eu apenas devolvi o cumprimento alegando que é ele quem só lê um livro e não eu…, qualquer outra interpretação fica com quem a faz…

        Like

    • Sodré says:

      Azetch,
      Mas qual a relevância de Galileu, Newton, etc.. se declararem cristãos, ou de Pitágoras, Aristóteles, etc… não terem sido cristãos? Cada um viveu no seu tempo e tinha de aderir às crenças da sua sociedade sob pena de represálias que dispensavam… Também nas sociedades comunistas os cientistas não se declaravam cristãos ou democráticos liberais, e então?
      O que é relevante é que vários sábios cristãos foram hostilizados e perseguidos pelas autoridades cristãs do seu tempo devido aos seus trabalhos científicos! Os dogmas religiosos e as igreja inspiravam temor aos cientistas, mesmo que estes se afirmassem cristãos. Isto sim é significativo.

      Like

      • Mats says:

        Mas qual a relevância de Galileu, Newton, etc.. se declararem cristãos, ou de Pitágoras, Aristóteles, etc… não terem sido cristãos? Cada um viveu no seu tempo e tinha de aderir às crenças da sua sociedade sob pena de represálias que dispensavam

        Tu queres colocar a ciência empírica contra o Cristianismo quando essa mesma ciência foi avançada por grandes nomes do Cristianismo. Por isso é que eu disse que Galileu e Copérnico eram Cristãos.

        O que é relevante é que vários sábios cristãos foram hostilizados e perseguidos pelas autoridades cristãs do seu tempo devido aos seus trabalhos científicos!

        E esses mesmos sábios Cristãos foram capazes de ver que a alegada perseguição que sofriam não tinha nada a ver com a Bíblia, mas com outras coisas. A evidência disso é que esses mesmos sábios nunca viram contradição entre a sua ciência e o seu Cristianismo.

        Os dogmas religiosos e as igreja inspiravam temor aos cientistas, mesmo que estes se afirmassem cristãos

        Que pena que esses mesmos cientistas Cristãos nunca tenham olhado para os “dogmas religiosos” como fonte da perseguição que tu dizes que eles sofreram. Nem Newton, nem Galileu, nem Copérnico, nem Faraday, nem Francis Bacon, nem NENHUM cientistas Cristão viu contradição entre a sua ciência e o seu Cristianismo. Mas estou certo que tu sabes mais da vida deles do que eles mesmos.

        Like

    • Azetech says:

      Sodré

      “”Fé vs Crença. Resolves tudo com uma simples consulta de um dicionário de Português.””

      Pois não, vamos consultar então:

      Crença:
      substantivo feminino
      1. Fé religiosa.
      2. Confiança.
      3. Opinião.
      http://www.priberam.pt/dlpo/crença

      Fé:
      substantivo feminino
      1. Adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro.
      2. [Religião] Sentimento de quem acredita em determinados ideias ou princípios religiosos. = CRENÇA
      3. Religião, culto (ex.: fé cristã, fé islâmica).
      4. [Religião] Uma das virtudes teologais.
      5. Estado ou atitude de quem acredita ou tem esperança em algo. = CONFIANÇA, ESPERANÇA ≠ CEPTICISMO, INCREDULIDADE
      6. Fidelidade.
      7. Prova.
      8. Testemunho autêntico dado por oficial de justiça.
      http://www.priberam.pt/dlpo/fé

      Pontos em comum:
      *Crença* ítem 1 = *Fé* ítens 2, 3 e 4
      *Crença* ítem 2 = *Fé* ítens 1,2 e 5

      Trocaste *Seis* por *Meia dúzia*, Sodré.

      Teu sentimento em relação aos cientístas evolucionistas (Principalmente se forem a maioria) enquadram-se no ítem 2 da palavra Crença e nos ítens 1, 2 e 5 da Palavra
      Segundo dicionário, Tu crês e tens fé, em cientistas evolucionistas e em seus argumentos apresentados.

      Não importa se rejeitas ou não este fato. O que importa é a VERDADE, claramente expresso pelo dicionário.

      Like

      • Sodré says:

        O que se deve saber é o seguinte, toda fé é crença, mas nem toda crença é fé.

        Entenda-se crença como toda e qualquer opinião acompanhada por uma convicção íntima a considerar algo falso ou verdadeiro. Neste caso se encaixa tanto a crença religiosa (fé), como crenças cientificas (empírica e racionalmente justificadas).

        A diferença é que a fé, é um tipo bem especifico de crença, que tomada no sentido religioso significa acreditar em algo, ou seja, toma-lo como verdadeiro apesar de não existirem evidências ou lógica racional que apoiem está decisão.

        A Fé, embora procure justificar-se, não necessita de evidências empíricas nem sequer de uma estrutura lógica, embora a possa ter, ao contrário da crença científica.

        Uma crença científica está aberta à modificação, pelo aparecimento de novas evidências, teorias, experiências, observações, pesquisas…, de um modo que a fé não comporta. É uma crença condicionado ao contrário da fé.

        Um exemplo: Se a Terra tiver milhões de anos há quem perca a fé em Javé, mas se o evolucionismo se revelar falso isso não será o bastante para deixar de acreditar na ciência, pois a crença científica aguenta novas evidências que modifiquem conclusões anteriores.

        Like

  8. Azetech says:

    Sodré

    e, portanto, o evolucionismo é já, de facto, um dado adquirido do conhecimento humano, embora, evidentemente, ainda persista muito por explicar e controvérsia na forma exata como a evolução ocorre.

    O “Evoluciuonismo” engloba FATOS OBSERVÁVEIS (Adaptação) com CONJECTURAS FILOSÓFICAS (Naturalismo) e CRENÇAS NÃO OBSERVÁVEIS (Macro-evolução).
    Apenas a ADAPTAÇÃO é comprovada. Porém pela ADAPTAÇÃO não chegamos a conclusão que a MACRO-EVOLUÇÃO (conjectura hipotética) de fato ocorreu.

    Um organismo muito bem estruturado no início, possuindo informação genética suficiente (Como a TDI propõe), também seria suceptível a adaptação.

    Logo adaptação não é sinônimo de Macro-evolução.

    Somente a descoberta de um mecanismo MACRO-EVOLUTIVO poderia corroborar esta crença hipotética.
    Porém como tu mesmo admitiu: “”ainda persista muito por explicar e controvérsia na forma exata como a evolução (Macro) ocorre.””

    A Ciência progrediu imenso, não dá para fazer o tipo de comparações com os erros do passado que fazes…

    O MÉTODO científico, assim como suas ferramentas evoluiram.
    Já o PENSAMENTO DE CIENTISTAS continuam o mesmo.
    O consenso evolucionista ainda comete as falhas de achar que a adesão a uma teoria, que possui em grande parte elementos hipotéticos e filosóficos, são factuais simplesmente por muitos aderirem a “idéia”, e também continuam na mesma falha esdrúxula de acusar os opositores as suas idéias de pseudos-cientistas.

    Like

  9. jephsimple says:

    As citações a seguir foram tiradas do livro “God’s Not Dead: Evidence for God in an Age of Uncertainty”, o qual serviu de inspiração para o filme que está por vir “God’s Not Dead”.

    Aquilo que nos divide não é a ciência (nós estamos ambos comprometidos com a ciência), mas as nossas cosmovisões. Ninguém deseja basear a sua vida em uma desilusão, mas qual [visão] é uma desilusão? – John Lennox

    Quando um homem pára de acreditar em Deus, ele não está acreditando em nada, mas em algo. – G. K. Chesterton

    A fé não é um salto no escuro; é exatamente o contrário. É um comprometimento baseado na evidência… É irracional reduzir toda a fé à fé cega e então sujeita-la ao ridículo. – John Lennox

    A razão é uma ferramenta para nos ajudar a entender melhor e para defender a nossa fé; conforme Anselmo apresenta: a nossa fé procura por entendimento. William Lane Craig

    É necessário existir um absoluto para existir a moralidade, e deve existir um absoluto para existirem valores reais. Se não existe absoluto além das idéias humanas, então não há apelo final para julgar entre indivíduos e grupos cujos julgamentos morais conflitam. Francis A. Schaeffer

    Se pudesse ser demonstrado que algum órgão complexo que tenha existido não pudesse ter se formado a partir de numerosas modificações sucessivas, a minha teoria “quebraria” absolutamente. – Charles Darwin

    A ilusão de design é tão bem sucedida que nestes dias a maioria dos americanos (incluindo, significativamente, muitos americanos ricos e influentes) teimosamente se recusam a acreditar que o design é uma ilusão. – Richard Dawkins

    Consequentemente o ateísmo acaba por ser muito simples. Se todo o universo não possui significado, nunca deveríamos ter descoberto que não possui nenhum significado. – C. S. Lewis

    Eu tenho uma vida tão fantástica que eu sinto uma enorme sensação de gratidão por ela… Mas eu não tenho ninguém para expressar a minha gratidão. Este é um vazio dentro de mim, um vazio de desejar agradecer a alguém, e eu não vejo nenhuma maneira plausível de preencher esse vazio. – Bart Ehrman

    Jesus existiu, e as pessoas que negam isso não o fazem porque têm considerado as provas com o olho imparcial do historiador, mas porque possuem outra agenda a qual esta negação serve. -Bart Ehrman

    Like

  10. Willian Sena says:

    Acho interessante usar como exemplo o besouro bombardeiro para mostrar que um ser é capaz de cuspir fogo. E tbm citar o Texto da Bíblia do livro de Jó. Acho muito interessante esse livro pois Deus mostra a sua grandeza poder e sabedoria.
    Sim… Deus é o grande Criador isso me faz feliz, saber que em seu poder e sabedoria fez e faz grandes coisas.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s