A Ressurreição do Filho de Deus

E, falando eles destas coisas, o Mesmo Jesus se apresentou, no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco. E eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito.

E Ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações?  Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo: apalpai-me e vede; pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.

E, dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e os pés.

E não o crendo eles ainda, por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa de comer?

Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado e um favo de mel. O que ele tomou e comeu diante deles.

E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse, estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos salmos.

Então abriu-lhes o entendimento, para compreenderem as Escrituras. E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dos mortos,  E em Seu Nome se pregasse o arrependimento e remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. E destas coisas sois vós testemunhas.

E eis que sobre vós envio a promessa do Meu Pai: Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.

Túmulo

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to A Ressurreição do Filho de Deus

  1. Ismael says:

    Os judeus pedem sinais e os Gregos sabedoria (João 12.20-43), no entanto, em respota: “pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do grande peixe, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra” Mt 12.40-45.

    Quem se compara a Jesus? Buda com o seu Nirvana? deuses gregos, romanos, egípcios e todo tipo de ocultimo? Ninguém…

    Like

    • jephsimple says:

      Pois é Ismael , quando ele se fez carne ele desfiou os deuses gregos.

      Quando apavorados pela tormenta que os surpreendeu no mar da Galiléia, os discípulos viram Jesus acalmar a tempestade, percebo que eles ficaram demasiadamente espantados, esse milagre não parecia tão grande afinal Jesus já tinha feito tanta coisa, mas sou tentado a crer que talvez o espanto dos discípulos tenha sido porque pela primeira vez viram alguém desafiar os domínios de um dos três grandes, Posseidon, o deus dos mares e Zeus o deus dos raios e das tormentas. Mas essa não foi a única vez, quando trouxe a vida seu amigo Lázaro e o filho da viúva de naim Jesus mostrou que seus domínios se estendiam também no submundo, Hades não fora capaz de manter lá aquelas almas. Não apenas os grandes, mas também os demais deuses foram devidamente desafiados e derrotados. Ao realizar curas Jesus mostrou-se maior que Apolo, o curandeiro dos deuses. Ao amaldiçoar a figueira ele invadiu os terrenos de Deméter, e quando transformou água em vinho, deixou sem fala o Dionísio.

      A mensagem de Jesus, o Deus que se fez homem, não pareceria novidade alguma aos gregos, cujos deuses freqüentemente desciam ao mundo dos homens para saciar seus desejos de luxúria e vingança. O que os gregos não podiam imaginar era um Deus capaz de se sacrificar pela raça humana, capaz de morrer em favor dos homens. E foi assim que o Calvário por fim tomou o lugar do Olimpo. Desmoralizados diante do verdadeiro Deus os deuses olimpianos tiveram que contentar-se com sua inferioridade, tiveram que obedecer às ordens do único soberano. Permaneceram como legado de uma grande cultura, de um grande povo, como marcas da criatividade humana, estórias fantásticas e envolventes e felizmente, nada mais.

      Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s