O valor da vida segundo a teoria da evolução

Valor

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Image | This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

36 Responses to O valor da vida segundo a teoria da evolução

  1. Carlos says:

    Meu comentário não foi publicado…. desculpe se eu te assusto! Esta parecendo que a verdade dói muito mais em certas pessoas.

    Sou ateu. Não procuro silenciar minhas perguntas deglutindo informações fabricadas por criaturas inescrupulosas que julgam possuir conhecimento profundo sobre coisa nenhuma, ou seja, sobre Deus. Abdico de seguir um ensinamento que traz como único “benefício” a condenação racional, pois prefiro deixar fluir em minhas veias a doce vacina do pensamento crítico e racional. Não enxergo Deus em nada, afinal, Deus não passa de uma solução criada por homens oportunistas que necessitavam comandar uma massa populacional em constante crescimento, e nada melhor do que a coerção e o medo para controlar criaturas fracas e inertes racionalmente.

    Não se preocupe em publicar esse também, estou escrevendo pra você e não para os outros e nem começando um debate.

    Like

    • Azetech says:

      Carlos

      Deus não passa de uma solução criada por homens oportunistas que necessitavam comandar uma massa populacional em constante crescimento, e nada melhor do que a coerção e o medo para controlar criaturas fracas e inertes racionalmente.

      Possui evidências empiricamente comprovadas que corrobore esta afirmação, ou simplesmente é uma opinião, fundamentada em , pelo qual pronunciaste?

      Like

      • Carlos says:

        Azetech.

        É claro que eu possuo evidências! Basta olhar a realidade em que o mundo se encontra, e não é necessário fé para crer na lógica da realidade, a fé só é valida para aqueles que querem acreditar no que não existe, a realidade esta visível na vida de qualquer indivíduo ao contrário do Deus que se crê. Mesmo um crente em Deus jamais deixaria de se curar de qualquer doença em um hospital, sem hesitar sua escolha será a ciência e nunca o sobrenatural com exceções de alguns, que quando se sentem desenganados pela ciência tentam a sorte no milagre, independente da religião que segue.

        Se você é uma pessoas conhecedora (o mínimo que seja) da história da humanidade sabe perfeitamente que antes de surgirem os Deuses bíblicos outros Deuses já existiam.

        A verdade machuca mas liberta. Nem você nem sua vida são importantes, não tens mais valor que uma pulga ou uma planta. És só uma formação do acaso. A realidade não é uma história feliz e seu fim é sempre a morte.

        “Quando o PODER do AMOR superar o AMOR pelo PODER, o mundo conhecerá a paz”

        Like

      • Mats says:

        Mesmo um crente em Deus jamais deixaria de se curar de qualquer doença em um hospital, sem hesitar sua escolha será a ciência e nunca o sobrenatural

        Curioso que o ateu também procura curar-se de doenças quando, segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural elimnar os menos aptos. Aliás, segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade reduz o grau de aptidão da espécie.

        Se você é uma pessoas conhecedora (o mínimo que seja) da história da humanidade sabe perfeitamente que antes de surgirem os Deuses bíblicos outros Deuses já existiam.

        Não há “deuses Bíblicos”. Que comentário mais idiota.

        A verdade machuca mas liberta. Nem você nem sua vida são importantes, não tens mais valor que uma pulga ou uma planta.

        Lembra-te disso da próxima vez que pisares uma planta ou uma pulga.

        És só uma formação do acaso. A realidade não é uma história feliz e seu fim é sempre a morte.

        Tu também és uma formação do acaso. OS teus pensamentos também. Porque é que deveríamos acreditar no acaso que é o teu pensamento?

        Like

      • Ana Silva says:

        Mats:

        “Curioso que o ateu também procura curar-se de doenças quando, segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural eliminar os menos aptos. Aliás, segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade reduz o grau de aptidão da espécie.”

        Este tipo de argumentação não devia ter lugar no seu blog, Mats, principalmente vindo de si, responsável pelo blog e moderador.

        Pode estar zangado com um comentador, mas, EXACTAMENTE porque é MODERADOR e responsável pelo blog, não deveria deixar-se levar pela emoção e apresentar uma resposta que é potencialmente ofensiva para todos os nãos cristãos que consultam o seu blog.

        Até para os cristãos, uma resposta tão rude pode ser embaraçosa: Não é o cristianismo uma religião inclusiva? Uma religião que aceita sem reservas, tanto os que queiram abraçar a fé cristã, como os outros? Que opta pelo diálogo e não pela agressão? Que converte pelo exemplo?

        Que exemplo, Mats, transmite com esta frase?

        Like

    • Saga says:

      “Meu comentário não foi publicado…. desculpe se eu te assusto”

      Se o comentário não publicado deve ter a ver com essa regrinha ali sobre os comentários: “Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto […] serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido”

      ” Esta parecendo que a verdade dói muito mais em certas pessoas.”

      Parece doer, pois teve uma reação aparentemente dolorida, já que a resposta furiosa não teve muito a ver com o assunto. De toda forma ele começou afirmando-se do lado da verdade.

      “Sou ateu. Não procuro silenciar minhas perguntas deglutindo informações fabricadas por criaturas inescrupulosas que julgam possuir conhecimento profundo sobre coisa nenhuma, ou seja, sobre Deus”

      Começou com `sou ateu – sou bom – sou superior` , a continuação disse assim “criaturas inescrupulosas […] sobre Deus”, aqui tá chamando religiosos de pessoas inescrupulosas! É uma ofensa, em seu comentário ele elogia aos ateus e ofende religiosos.

      “que julgam possuir conhecimento profundo sobre coisa nenhuma, ou seja, sobre Deus”

      Ele está se gabando assim, `eu sou ateu, sei a verdade, Deus não é coisa nenhuma pois ele não existe!`.

      “Abdico de seguir um ensinamento que traz como único “benefício” a condenação racional, pois prefiro deixar fluir em minhas veias a doce vacina do pensamento crítico e racional”

      Não teve a menor lógica esse comentário -parece que meramente tentou usar palavras difíceis- mas tentemos traduzir para algo mais simples: ele acusou o ensinamento dos crentes de trazer a condenação da razão, deve ser isso, ele é o ateu, então é o racional, ele está do lado da razão, os religiosos são burros e irracionais.

      “Não enxergo Deus em nada, afinal, Deus não passa de uma solução criada por homens oportunistas que necessitavam comandar uma massa populacional em constante crescimento”

      Aqui ele disse que: Os homens oportunistas que queriam comandar a grande massa inventaram “Deus” !

      “e nada melhor do que a coerção e o medo para controlar criaturas fracas e inertes racionalmente”

      Aqui ele diz que a religião é baseada no medo, talvez que as pessoas creiam em Deus por medo da punição divina. Mas ele continua “medo para controlar criaturas fracas e inertes racionalmente”, que quer dizer que os ateus são fortes e inteligentes, já as pessoas religiosas são fracas e burras, se fossem fortes seriam ateias.

      Esta postagem dele foi aquele famoso: Você é feio, pobre e burro!
      Nela ateu se autopromove da maravilha de ser ateu enquanto promove as supostas misérias do outro lado. Ele é o forte e racional, do outro lado temos os inescrupulosos, oportunistas que inventaram Deus para fins malignos….

      Eu não entendi para que foi que ele fez tanta questão de comentar, já que em resumo só disse:
      1- Vc não quer ouvir a verdade (por isso censurou meu comentário)
      2- Eu sou ateu, sou superior (sou melhor do que vocês)
      3- Deus não existe! Foi inventado! (eu sei disso, pois sou ateu)
      4- Religiosos são inferiores (estão abaixo de nós, ateus)

      Foi um escrito grande, para no fim das contas dizer tão pouco.

      Like

      • Carlos says:

        Saga

        Será que realmente eu estou tão errado nessa questão?

        Já frequentei igrejas evangélicas e não vi nada diferente, é sempre através do medo que pastores convensem fiéis a fazerem suas doações .Na maioria das vezes Jesus ficava em segundo plano, o assunto preferido do pastor era o Diabo, justamente para coagir as ovelhinha. Por quê acha que fiéis são chamados de ovelhas? Ovelhas são fracas e submissas são conduizidas comforme as nessecidades do pastor.

        Talves tenha pegado pesado,admito, mas de vez em quando deve-se segurar os braços de um crente e sacudí-lo para ver se acorda do seu sonho bobo. Eu acordei, não foi?

        Ateus não são superiores e nem melhores que ninguém, são realistas, não se ajoelham diante do inexistente, porque se Deus realmente existisse não haveria tanta discordia nem mesmo entre seus seguidores.

        Like

      • Mats says:

        Será que realmente eu estou tão errado nessa questão?

        Claramente. Qualquer homem que acredite que o universo criou-se a ele mesmo está errado.

        Já frequentei igrejas evangélicas e não vi nada diferente, é sempre através do medo que pastores convensem fiéis a fazerem suas doações.

        É a tua opinião pessoal, e tens todo o direito a tê-la (apesar de errada). Há maior clima de medo entre os cientistas que são contra a teoria da evolução do que entre os Cristãos que voluntariamene dão o dízimo.

        Na maioria das vezes Jesus ficava em segundo plano, o assunto preferido do pastor era o Diabo, justamente para coagir as ovelhinha.

        Também tens a capavidade de ler os pensamentos?

        Por quê acha que fiéis são chamados de ovelhas? Ovelhas são fracas e submissas são conduizidas comforme as nessecidades do pastor.

        Não é por isso que os Cristãos são identificados como ovelhas. Se fosse, então o Próprio Filho de Deus não seria identificado como o Cordeiro de Deus.
        Pelos vistos, não sabes muito do Cristianismo. Deverias ter ficado mais tempo da tal igreja para (pelo menos) saberes o básico mais básico do Cristianismo.

        Talves tenha pegado pesado,admito, mas de vez em quando deve-se segurar os braços de um crente e sacudí-lo para ver se acorda do seu sonho bobo. Eu acordei, não foi?

        Acordaste? Tens a certeza? Tu passate de acreditar que o mundo foi criado para acreditar que o mundo criou-se a ele mesmo. Chamas a isto um “acordar”?

        Ateus não são superiores e nem melhores que ninguém, são realistas, não se ajoelham diante do inexistente, porque se Deus realmente existisse não haveria tanta discordia nem mesmo entre seus seguidores.

        Voltando o argumento para ti, se Deus não existe, como é que há tanta divisão entre quem não acredita NEle? Se Deus de facto não existisse, TODOS OS ATEUS PENSARIAM EXACTAMENTE DA MESMA FORMA.

        Concordas?

        Like

  2. Saga says:

    Teve outro comentário!

    “É claro que eu possuo evidências!”
    OBA, vejamos quais são!

    “Basta olhar a realidade em que o mundo se encontra”
    A evidência é a realidade encontrada no mundo. Mui vago. (Aí ele diz que Deus não é real e a evidência de que ele não é real é a realidade!!!)

    “a fé só é valida para aqueles que querem acreditar no que não existe”
    Aqui foi assim: o homem de fé é aquele que quer acreditar naquilo que não existe. Por que? Ora por que Deus não existe, então quem crê nele, tem fé no inexistente!

    “a realidade esta visível na vida de qualquer indivíduo ao contrário do Deus”
    Talvez ele esteja falando que o que não se pode ver e tocar não existe.

    “Mesmo um crente em Deus jamais deixaria de se curar de qualquer doença em um hospital”
    Esse é um exemplo que faz parte do “argumento” ? Parece ser assim: Se Deus existisse, não precisaríamos de hospitais, pois Deus iria curar todos os crentes, então, o fato de mesmo pessoas religiosas ficarem doentes e procurarem médicos prova que seu Deus não existe!

    “com exceções de alguns, que quando se sentem desenganados pela ciência tentam a sorte no milagre, independente da religião que segue”
    A existência ou não do Divino não depende da ocorrência de milagre nenhum. Existem muitos deístas no mundo, também evolucionistas teístas e etc, e não põem fé em milagres, mas creem na existência de um Deus.

    “Se você é uma pessoas conhecedora (o mínimo que seja) da história da humanidade sabe perfeitamente que antes de surgirem os Deuses bíblicos outros Deuses já existiam”
    What? Que comentário tosco. Até porque o autor dele como ateu e crente em que deuses são seres inventados, está pressupondo o ateísmo num argumento que quer demonstrar o ateísmo, ou seja, lógica circular desse tipo: Antes de um inexistente deus X ser inventado, já tinham sido inventados outros inexistentes deuses Y, o que comprova que nenhum deus existe.

    “A verdade machuca mas liberta”
    Conhecereis a verdade e a verdade vós libertará – by Jesus Cristo

    “Nem você nem sua vida são importantes, não tens mais valor que uma pulga ou uma planta. És só uma formação do acaso. A realidade não é uma história feliz e seu fim é sempre a morte”
    A vida humana não é importante e não vale mais que a vida das plantas ou pulgas, todos fomos criados pelo onipotente acaso.

    Resumindo:
    1- Eu tenho evidências de que minha crença ateísta é verdadeira!
    2- Essa evidência é a própria realidade, ou seja, o que é real!
    3- Quem tem fé em Deus crê no que não existe
    4- Mesmo pessoas de fé ficam doentes e vão aos médicos. Cadê o Deus delas? Cadê milagre?
    5- Quem conhece história antes dos inexistentes deuses que o mundo crê hoje já tinham outros deuses inexistentes

    Continua sem substância , não iria passar numa prova de redação de ensino médio em um fraco colégio do Brasil.

    Like

  3. Carlos says:

    Mats

    Logicamente certo, quem em sã consciência não procuraria a ciência para se tratar de uma doença?

    “Não há “deuses Bíblicos”. Que comentário mais idiota.”

    E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
    Gênesis 1:26

    Like

    • Mats says:

      Carlos,
      Por acidente editei o teu comentário quando tencionava responder. Ficam as desculpas.

      Mats

      Logicamente certo, quem em sã consciência não procuraria a ciência para se tratar de uma doença?

      Segundo a teoria da evolução, não faz sentido algum tomar conta dos doentes e dos fracos. TU, como evolucionista, deverias rejeitar a medicina.

      “Não há “deuses Bíblicos”. Que comentário mais idiota.”

      E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
      Gênesis 1:26

      Explicando, existe o Deus Bíblico, e os falsos deuses. Não existem os “Deuses bíblicos” (e tu é que colocaste em maiúscalas).

      Entendes o que eu disse?

      Like

    • Saga says:

      Vejamos

      “Já frequentei igrejas evangélicas e não vi nada diferente, é sempre através do medo que pastores convensem fiéis a fazerem suas doações .Na maioria das vezes Jesus ficava em segundo plano, o assunto preferido do pastor era o Diabo, justamente para coagir as ovelhinha.”

      Isso não encaixa na sua tese, pois você fez um afirmação extraordinária sobre a origem da religião e do conceito de Deus. O que algumas igrejas evangélicas que você frequentou fazem, falam ou deixam de fazer em 2013 d.C nada tem de poderoso como prova a a ser aplicada a todas os grupos religiosos do mundo, pior ainda, a própria origem de toda religião a milhares de anos. Sem contar que foi circular pois partiu de um pressuposto que já vicia a conclusão.

      A principio -filosoficamente falando, partindo do mais primário possível-, nada impede que, “Deus” exista (mas na verdade não seja o Deus evangélico, seja o Deus católico ou kardecista ou o Deus Indiano), aí teu exemplo fica inútil, alias você mesmo disse que os “deuses bíblicos” (e os evangélicos afirmação que seu Deus é bíblico) foram precedidos por outros … então já era inútil, já que ao você falar da própria origem da religião como é o caso, você não pode saltar tanto direto pro protestantismo moderno …

      Like

  4. Azetech says:

    Carlos

    É claro que eu possuo evidências! Basta olhar a realidade em que o mundo se encontra

    Ok, olharemos para Realidade.

    Temos informação aperiódica funcional que governa as leis naturais, que por sua vez operam RACIONALMENTE, trazendo o universo a existência.
    Temos os princípios antrópicos em nosso planeta, finamente ajustados para proporcionar vida em ABUNDÂNCIA.
    Temos informação aperiódica funcional que governa toda estrutura viva (DNA), ou seja, sem informação a vida também não existiria.

    Sem contar que temos as leis científicas que corroboram um design inteligente assim como estruturas moleculares que demonstram sinais de complexidade irredutível.

    Se olharmos para a vida, vemos sinais de designer. Se olharmos para o Universo, vemos sinais de designer. Se olharmos para o comportamento e estrutura humana, vemos sinais de designer
    Se vemos sinais de designer para TODOS os lugares, onde está a lógica em acreditar que ele não existe?

    e não é necessário fé para crer na lógica da realidade

    Não é necessário Fé para CRER ????O_o ???
    A fé, e crença são sinônimos .
    Essa foi a frase mais contraditória que já presenciei neste blog😀

    a fé só é valida para aqueles que querem acreditar no que não existe.

    O erro de português que demonstraste no comentário acima, já demonstra que nem mesmo conheces o sentido da palavra fé.

    Uma das características da palavra Fé, simboliza confiança em alguém ou em alguma coisa.
    Seus sinônimos se enquadram: apoio, confiança, convicção, crença, crédito, etc..
    ( http://www.dicio.com.br/fe/ )

    Isso significa que qualquer pessoa que compartilha destes atributos, possuem FÉ (incluindo TU )

    a realidade esta visível na vida de qualquer indivíduo ao contrário do Deus que se crê.

    Então afirmo que a tua “realidade” é bem cega, visto que para embasar este argumento, deverás ignorar TODOS os dados científicos que conhecemos hoje, a respeito do universo e da vida.

    Mesmo um crente em Deus jamais deixaria de se curar de qualquer doença em um hospital sem hesitar

    Como sabes disso? Como consegues provar que não há um teísta que recorrem a Deus, sem recorrer a medicina? Por um acaso fizeste um senso verificando a opinião de todos os teístas da face da terra?

    sua escolha será a ciência e nunca o sobrenatural

    Falsa dicotomia. Ciência Operacional e sobrenatural são coisas distintas, e uma não exclui a outra.
    Teu erro, (assim como de muitos que possuem a tua ) é achar que Ciência é sinônimo de naturalismo filosófico.
    Isso é ignorar a história, pois os pais da ciência opracional (em sua esmagadora maioria) eram TEÍSTAS

    Se você é uma pessoas conhecedora (o mínimo que seja) da história da humanidade sabe perfeitamente que antes de surgirem os Deuses bíblicos outros Deuses já existiam.

    Deuses bíblicos?????? O_o???
    LoL Este comentário demonstra o quão entendido do assunto tu és.🙂

    A verdade machuca mas liberta. Nem você nem sua vida são importantes, não tens mais valor que uma pulga ou uma planta. És só uma formação do acaso. A realidade não é uma história feliz e seu fim é sempre a morte.

    Devo dizer Amém ao teu proselitismo “religioso” ?

    Será que teu fanatismo é tão grande que não percebes que este teu último argumento, nada mais é do que uma manifestação de uma pessoal pelo qual tens?
    Como comprovas empiricamente que esta tua frase é verdadeira? Como comprovas empiricamente que a natureza material é TUDO que existe?

    “Quando o PODER do AMOR superar o AMOR pelo PODER, o mundo conhecerá a paz”

    O Amor pelo poder, segundo a visão Darwinista, é o que motiva o ser a evoluir. E a paz, segundo este modelo, estagna a evolução.
    Me surpreendo muito uma pessoa que tem fé na evolução naturalista, citar uma frase que parte CONTRA seus princípios.
    Ela se enquadra muito melhor aos preceitos dos ensinamentos de Cristo.

    Like

  5. Azetech says:

    Ana Silva

    “Curioso que o ateu também procura curar-se de doenças quando, segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural eliminar os menos aptos. Aliás, segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade reduz o grau de aptidão da espécie.”

    Este tipo de argumentação não devia ter lugar no seu blog, Mats, principalmente vindo de si, responsável pelo blog e moderador.

    Sinceramente não entendi o motivo de sua indignação. Segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade não reduz o grau de aptidão da espécie ?
    Deverias se indignar com a Teoria e não com quem revelou esta particularidade da mesma (Mats).

    Like

    • Ana Silva says:

      Azetech:

      “Segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade não reduz o grau de aptidão da espécie ?”

      A Teoria da Evolução, Azetech é uma teoria científica que explica fenómenos naturais. A sociedade há muito que não vive de uma forma natural, mas sim nas leis ditadas pelo Homem e, como tal, pela sua ética e moralidade.

      Caso ainda não tenha reparado, Azetech, ateus e agnósticos têm valores de moralidade que incluem o respeito e o apoio ao próximo. Para ateus e agnósticos “curar os mais frágeis da sociedade”, independente das suas crenças, é um dever que assiste a todos.

      P:S.: Ao criticar o Mats indiquei-lhe que, mesmo em caso de grande ofensa, não deveria deixar-se levar pela emoção e apresentar uma resposta que é potencialmente ofensiva para todos os nãos cristãos que consultam o seu blog.

      Em quê, Azetech, lhe ofendeu o meu comentário, para fazer o mesmo que o Mats após esta minha crítica?

      E, Azetech, pergunto-lhe a si o que perguntei ao Mats: que exemplo, Azetech, pretende transmitir com esta frase?

      Like

      • Azetech says:

        Ana Silva

        A Teoria da Evolução, Azetech é uma teoria científica que explica fenómenos naturais.

        Ok. Mas segundo esta Teoria “científica”,um animal que “cura” outro mas frágil, não reduz o grau de aptidão da espécie?

        A sociedade há muito que não vive de uma forma natural, mas sim nas leis ditadas pelo Homem e, como tal, pela sua ética e moralidade.

        Não percebi este argumento. Se a Teoria da Evolução é um fato, como que a sociedade não elaborou suas leis e sua moralidade conforme sua doutrina?
        Porque uma Teoria ocorre em um “universo paralelo” a realidade que vivemos?

        Caso ainda não tenha reparado, Azetech, ateus e agnósticos têm valores de moralidade que incluem o respeito e o apoio ao próximo.

        Mas eu tenho notado isso claramente, aliás, tenho amigos agnósticos.
        Porém estes valores não são decorrentes a veracidade da teoria da evolução (pelo menos quanto a evolução “naturalista”), mas sim porque somos “imagem e semelhança” de Deus.

        Se a teoria da evolução “Não dirigida” fosse verdadeira (muito embora ache impossível, de acordo com as evidências), o niilismo seria um fato.

        Em quê, Azetech, lhe ofendeu o meu comentário, para fazer o mesmo que o Mats após esta minha crítica?

        Eu não me ofendi. Simplesmente não percebi o motivo de sua indignação, visto que, segundo minha visão, o Mats não disse nada além da verdade.
        Ele não falou contra os ateus e agnósticos mas sim contra esta TEORIA.

        Like

  6. Por acaso dos piores argumentos contra a TE é mesmo este. Apelar para a imoralidade duma teoria cientifica é misturar alhos com bugalhos.

    As teorias cientificas são amorais.

    O uso que fazemos delas é que já entra no âmbito da ética.

    A T.E. apenas explica a mudança e adaptação de populações que se reproduzem.

    A gravidade é a principal causa de morte nas quedas. Não lembra ao careca ser contra a gravidade.

    Podemos é discutir dum ponto de vista ético, com toda a subjectividade que lhe conhecemos, actos humanos.

    E a TE nem implica que os primeiros seres vivos tenham aparecido natural ou sobre-naturalmente. Aplica-se independentemente da origem dos primeiros seres vivos. E só a populações que se reproduzam. Não se aplica a estrelas e não tem utilidade para a ética.

    A origem da vida ainda não tem uma teoria logo qualquer hipótese tem o mesmo valor.

    Like

    • Azetech says:

      João Melo

      A T.E. apenas explica a mudança e adaptação de populações que se reproduzem.

      Ok, mas a questão continua.
      Segundo esta Teoria “científica”, um animal que “cura” outro mais frágil, não reduziria o grau de aptidão da espécie?

      Se esta teoria fosse REAL, e a moralidade foi estabelecida por ela, não deveria os médicos serem considerados imorais, por proporcionar tal atraso nos mecanismos evolutivos e as doenças serem uma “benção” divina por proporcionar um “reforço” evolutivo e eliminação dos mais fracos?

      A gravidade é a principal causa de morte nas quedas

      Gravidade é um fato comprovado empiricamente, por isso se chama LEI
      A teoria da evolução, engloba-se fatos observáveis (Adaptação) e crenças sem observações (Macro-evolução). Por causa destes fatos ela é considerada uma teoria.
      A macro-evolução é uma crença sem nenhuma comprovação empírica, por isso continua sendo uma HIPÓTESE.

      Segundo darwinismo, a evolução (Macro, em específico) criou a moral. Logo a moralidade observável é bem diferente da proposta na hipótese.
      Esta foi a questão levantada.

      A gravidade, em nenhuma Lei, Teoria ou hipótese, é relacionado com a origem da moralidade.

      Diante de tudo isso, qual é a relação da gravidade no assunto abordado?

      Like

  7. Um pormenor interessante é que se perguntarmos a um criacionista da terra jovem ou a um evolucionista (termo errado mas enfim…) a que se deve a variedade de seres vivos a resposta é similar.

    A evolução responde que as populações ao terem mais descendência que a que se reproduz ou sobrevive e como tem pequenas diferenças em relação aos progenitores estas pequenas diferenças acumulam-se. Em longos períodos de tempo dão origem à biodiversidade. Tem dois factores aliatorios: as mutações que dão origem a nova informação é fruto do acaso assim como as condições externas a que a população se adapta. Ex: espécie muito bem adaptada a uma ilha mas há lá um vulcão e cozinha-os a todos. As diferenças são escolhidas não pelo acaso mas apenas aquelas que dão uma vantagem reprodutiva à população.

    Um criacionista dirá que há cerca de 4500 anos Noé colocou numa arca animais e seres humanos com uma capacidade de se reproduzirem com uma enorme variabilidade genética. Negam as mutações positivas que possam alterar a população. Assim Noé levou para a arca, por exemplo, um animal tipo felidio com capacidade de se reproduzir em jaguatiricas, tigres brancos, leões, tigre dente de sabre, gato doméstico, tigre marsupial,lince Birmanês, idem Ibérico, jaguar, chita, puma, tigre gigante, etc e etc.

    A descendência foi filtrada pelo mecanismo da selecção natural: só os que estão adaptados ao meio sobrevivem, tratou de eliminar os menos bem adaptados. Os filhotes do tipo felidio parecidos com o tigre siberiano só sobreviveram na sibéria e as jaguatiricas no Brasil.

    O mesmo se passa com a descendência de Noé. Os filhos e netos de Noé tiveram filhos brancos, pigmeus, nativo-americanos, cro-magnon, andinos, neanderthal, orientais dos diversos tipos, etc e etc. Conforme o local onde se fixaram e a sorte os menos adaptados foram sendo extintos.

    Temos assim que o mecanismo para a biodiversidade e para as raças humanas presentes e extintas é o mesmo na teoria da evolução ou no criacionismo da terra jovem:

    Adaptação ao meio sendo sacrificados os menos bem adaptados. Algum factor sorte e azar também são importantes.

    Portanto não parece haver qualquer valor ético associado.

    Assim qualquer conclusão ético-filosófica que se possa inferir da teoria da evolução pode igualmente ser retirada do criacionismo da terra jovem.

    Like

  8. Pats says:

    Ana Silva, e desde quando um moderador ou dono de blog não pode responder a questionamentos na sua própria página?

    Like

    • Ana Silva says:

      Pats:

      Não coloco em causa que um moderador responda a questões e a provocações que lhe são colocadas no seu blog. Essa é a função de um moderador.

      E, evidentemente, o dono de um blog também deve responder a questões feitas nesse blog.

      O que eu coloquei em causa foi a forma como o Mats respondeu. Qualquer comentador num blog deve ser respeitoso dos outros. Mas o dono e/ou moderador do blog deve ser ainda mais. Como disse anteriormente o moderador “não deveria deixar-se levar pela emoção e apresentar uma resposta que é potencialmente ofensiva para todos os nãos cristãos que consultam o seu blog.”

      Portanto “um moderador ou dono de blog pode responder a questionamentos na sua própria página”, claro. Mas com moderação e respeito.

      Like

      • Pats says:

        Ana Silva

        O Mats respondeu:
        “Curioso que o ateu também procura curar-se de doenças quando, segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural eliminar os menos aptos. Aliás, segundo a teoria da evolução, curar os mais frágeis da sociedade reduz o grau de aptidão da espécie.”

        Se falas dessa resposta dele, não vi ofensa vi apenas uma crítica de comportamento, e ele pode e deve criticar todo tipo de comportamento que não vai de encontro ao que ele defende. Tu não viestes aqui para criticar o post de forma a colocar teu ponto de vista?

        Desnecessário o seu comentário. O que eu penso é: você não consegue refutar a argumentação e parte para um ataque pessoal sugerindo que ele está a ser mal educado, o que é mentira.

        ***

        Essa nossa conversa não tem sentido nesse blog, eu só te respondi porque acho completamente fora da casinha o que dissestes. Se o mandasses estudar teria sido mais produtivo…😛

        Like

      • Ana Silva says:

        Pats:

        “Se falas dessa resposta dele, não vi ofensa vi apenas uma crítica de comportamento, e ele pode e deve criticar todo tipo de comportamento que não vai de encontro ao que ele defende. Tu não viestes aqui para criticar o post de forma a colocar teu ponto de vista? ”

        Sim, Pats, mas responder não implica ofender. Eu coloco o meu ponto de vista sem tentar ofender ninguém. E quando alguém se sente ofendido e o refere, eu tento sempre ver o seu ponto de vista.

        O que está errado no comentário do Mats é as alusões que faz. Não defendo que o fez de propósito mas fê-lo, e como moderador (como a própria palavra indica) deveria ter mais cuidado.

        Em primeiro lugar o Mats foi irónico. Isso não seria problema nenhum, se não dissesse “o ateu […] segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural eliminar os menos aptos.”

        Com está, o comentário do Mats pode ser lido como dizendo que, para o Mats, quem aceita a evolução como uma teoria científica é ateu e não tem moralidade. E isso é muito ofensivo, Pats.

        Ser ateu, Pats, não é ser insensível ao sofrimento dos outros (nem à felicidade, já agora!). Os ateus também têm um código moral, que não é definido pelo que é dito por teorias científicas.

        Não estou a dizer que era a intensão do Mats ser ofensivo, mas como moderador ele tem de ter cuidado com o que escreve e a forma como pode ser interpretada.

        “Se o mandasses estudar teria sido mais produtivo… ” Não sei porquê. Não percebi o sentido dessa frase.

        Like

  9. jephsimple says:

    Eu ainda não sei o que os naturalistas dizem quando falam, a teoria da evolução diz isso, a teoria da evolução diz aquilo, a teoria da evolução é isso, é aquilo, os naturalistas poderiam dizer a que teoria estão a falar?Oras, se a teoria da evolução diz que os seres vivos, a saber bactérias, fungos, vegetais e animais [ se houver outro tipo de ser vivo, fiquem a vontade] simplesmente evoluem, pois bem, todos nós concordamos, não há um estudante de biologia, seja ele quem for, sendo honesto, não enxergue o óbvio … oras, os seres vivos não são imutáveis o.O

    A questão levantada por um observador da natureza, dos seres vivos é: Essa mutação é casual?Ela é aleatória?Tudo que ocorre nos seres vivos são mutações?Ou existem outros mecanismos nos seres vivos que nada tem a ver com mutações aleatórias, essas outras milhares de funções dentro dos seres vivos são casuais, aleatórias, sem sentido? Se a resposta for não, sabendo que a vida não é eterna em seu passado, a causa desses mecanismos específicos são logicamente acidentais? Ou temos duas opções?:

    1ª Inteligencia, planejamento, intenção

    Ou,

    2ª Acaso, acidentes, processos randômicos, processos estocásticos?

    Por que o naturalismo defende que apenas a 2ª opção é verificável? Dando a entender que se trata de uma hipótese [2ª opção] testável, verificável, falseável, e podendo, ou já refutada, ou confirmada por uma outra hipótese refutada?Se existe uma outra hipótese alem da 2ª opção, não seria a 1ª opção? Se não, qual seria então?Ou seria então a 2ª uma hipótese irrefutável?

    São perguntas que parece que alguns naturalistas fanáticos não ousam lidar, acham que estamos sendo anticientíficos, que queremos convencer as pessoas da existência de Deus, querendo obriga-las a crer na existência de Deus , afinal defendemos uma causa inteligente!

    Mas , oras, cabem a vós demonstrar que não há a mínima possibilidade de um computador natural ser um D.I … e ter logicamente um designer como causa!

    Cabe a vós , segundo o método científico apontar uma oura causa para um computador natural, que não seja a 2ª opção, e que a 2ª opção refutou essa outra opção [por parcimônia].

    Esse artigo aborda uma outra causa para a evolução dos seres vivos, que se opõem ao trivial, insuficiente, fantasioso neo darwinismo:

    http://www.evolutionnews.org/2013/06/jerry_coyne_rev072891.html

    ” Ao contrário do neo-darwinismo, evolução mutação-driven [“Mutation-Driven Evolution” Livro de Masatoshi Nei que é Professor de Biologia da Universidade Estadual da Pensilvânia e é membro da Academia Nacional de Ciências] é capaz de explicar exemplos reais de evolução tais como a evolução dos receptores olfativos, determinação do sexo em animais, e o regime geral de esterilidade híbrida. Neste sentido, a teoria proposta é mais realista do que suas antecessoras, e dá uma explicação mais lógica de vários eventos evolutivos.”

    Enfim, eu sempre questionei a fé naturalista de que todas as mutações, ou a maioria das mutações são aleatórias, nunca apresentaram uma evidência para tal visão pseudocientífica, fantasiosa … E já um naturalista fervoroso me afirmou categoricamente que mutação é aleatória POR DEFINIÇÃO, ou seja, mutação e aleatoriedade são sinônimos.Ou seja evolução é aleatória por definição, pois evolução, mutação, mudança, são sinônimos, então por definição a TE diz que os seres vivos sofrem aleatoriedade, afinal são sinônimos: mudança, evolução e aleatoriedade, ou para ser menos nonsense, os animais sofrem transformações aleatórias.

    Mas agora vemos que nem todos os cientistas possuem essa visão … Afinal o neo darwinismo não é assim uma brastemp! Não é um fato, uma hipótese testável, falseável corroborada por TONELADAS E TONELADAS DE EVIDÊNCIA, como pregam os lobistas neo darwinistas.

    Não passa de um paradigma, superado pela lógica, evidências e a matemática!

    É isso!

    Like

    • Pats says:

      Ana Silva

      Sério mesmo que queres continuar esse mimimi?

      “…O que está errado no comentário do Mats é as alusões que faz. Não defendo que o fez de propósito mas fê-lo, e como moderador (como a própria palavra indica) deveria ter mais cuidado…”
      Então pega o comentário dele e refute a sua argumentação e comece um debate… é assim que fazemos quando não concordamos com um pensamento.

      “…Em primeiro lugar o Mats foi irónico. Isso não seria problema nenhum, se não dissesse “o ateu […] segundo a evolução, ele deveria deixar a selecção natural eliminar os menos aptos…”

      Ora, ele está num ‘debate’, rapariga, sabes o que é debate? Ele só respondeu um argumento. Se não gostou, não és obrigada a ficar.

      “…Com está, o comentário do Mats pode ser lido como dizendo que, para o Mats, quem aceita a evolução como uma teoria científica é ateu e não tem moralidade. E isso é muito ofensivo, Pats…”

      O modo como as pessoas vão interpretar é problema de cada um, nem tu e nem eu temos nada com isso. Ele apenas refutou o argumento e cabe a ti ou outro contra argumentar, se quiserem é claro.

      “…Ser ateu, Pats, não é ser insensível ao sofrimento dos outros (nem à felicidade, já agora!). Os ateus também têm um código moral, que não é definido pelo que é dito por teorias científicas…”

      Não é para mim que tens que dizer isso. Eu só te disse que o Mats tem o direito de refutar as argumentações dentro do que ele pensa, que não é ofensa alguma, embora ele seja bastante ofendido aqui.

      “…Não estou a dizer que era a intensão do Mats ser ofensivo, mas como moderador ele tem de ter cuidado com o que escreve e a forma como pode ser interpretada…”

      A página é dele e não és tu quem vai dizer o que ele deve ou não fazer. Se tu não gostou do argumento que ele usou, e não queres argumentar com ele, então não venha mais, simples assim. Agora, se quiseres vir debater sem ficar ofendidinha com as refutações dele, serás bem vinda para o refutar.

      Like

  10. Azetech says:

    Ana Silva

    Geralmente teus comentários são bem respeitosos e a tua postura é uma raridade diante de seus “irmãos de fé” (onde a maioria apela a ataques pessoais e ofensas gratuitas).
    O Debate contigo, em meu caso, tem sido muito edificante, pois ao levantares os argumentos, me “forçando” a refuta-la, meus conhecimentos tem aumentado.

    Vejo também teu respeito ao próximo e uma cautela a crença alheia (evitando comentários desrespeitosos)
    .
    Porém, mesmo diante de tais qualidades positivas, vejo um ponto negativo, sua parcialidade diante das questões.

    Mesmo que a argumentação do seu “irmão de fé” seja um quanto ácida, se a resposta for do mesmo nível, tu simplesmente fechas os olhos, acobertando a falha do agnóstico/ateu, e critica a resposta do mesmo nível, proferida pelo Mats ou qualquer outro de “fé estranha” a sua.

    Não nego que a resposta do Mats, segundo minha visão, foi um pouco “ácida”, porém não desconsidero que o comentário anterior que o levou ao tal, foi mais “ácida” ainda.

    Para tí, que pertence a “velha guarda”, pode parecer ofensivo, porém para a pessoa pelo qual Mats respondeu de forma “ácida”, não foi ofensivo. Digo isso pois o mesmo também efetuou um comentário ácido em primeira estância, logo está “acostumado” com este nível de argumentação.

    Outro ponto que tenho percebido até o momento, é que o Mats, nunca foi acido com que não dirigiu-se a ele de forma ácida.

    Então Ana, a minha dica é:
    Ao efetuar um julgamento, analise TODO contexto, não encobertando apenas uma parte, acusando a outra, simplesmente por ser mais conveniente.
    Seja imparcial. Seja JUSTA.

    Like

    • Ana Silva says:

      Azetech:

      Leu o meu comentário original? Eu não defendo o comentador a quem o Mats respondeu. E o Mats, como autor do blog pode sempre barrar a participação de alguém se achar que foi longe de mais nos seus comentários.

      Agora o Mats, como já repeti algumas vezes, é moderador. E como tal deve moderar, não ser “ácido”.

      Para alem disso a “acidez” é muitas vezes vista como último recurso, em caso de falta de argumentação.

      E, já agora, qual o interesse de afastar possíveis leitores, à conta de “acidezes”?

      Nota: “Mesmo que a argumentação do seu “irmão de fé” seja um quanto ácida, se a resposta for do mesmo nível, tu simplesmente fechas os olhos, acobertando a falha do agnóstico/ateu”.

      Olhe que não. Lembro-me de uma vez ter chamado a atenção de um crítico do Mats, por “acidez” excessiva. De resto creio que não é meu papel.

      Like

      • Pats says:

        Ana Silva,

        “…E o Mats, como autor do blog pode sempre barrar a participação de alguém se achar que foi longe de mais nos seus comentários…”

        Se ele não fez isso é porque não foi necessário na opinião dele que é o que interessa.

        “…Agora o Mats, como já repeti algumas vezes, é moderador. E como tal deve moderar, não ser “ácido”…”

        Tu ainda não entendeu que não és tu quem vai dizer para ele o que deve fazer ou não no blog? Não és tu quem vai chamar a atenção dele em como ele deve comentar ou não as pessoas que o ofendem! Que coisa!!

        “…E, já agora, qual o interesse de afastar possíveis leitores, à conta de “acidezes”?…”

        E quem disse que ele quer afastar possíveis leitores por conta de alguma acidez na resposta? Quer dizer que os leitores podem escrever o que bem entenderem com a acidez que bem quiserem e o Mats não pode responder? Se alguém vem aqui e fala com acidez contra o Mats ele pode responder na mesma altura, e se a pessoa não quiser vir mais, é problema da pessoa e que a mesma reveja o seu comportamento quando for argumentar.

        E, já agora, qual o teu interesse em ficar picando o comentário do Mats aqui na página dele? Agora uma dica: se concentre no post ou no debate e pára de falar do comentário ou da acidez do meu marido, capisce? Eu nunca fui de me intrometer nos blogs dele, mas eu não estou gostando nada de você aqui criticando massantemente um direito de resposta dele, um comentário, queres o quê com isso? Já chega de assunto.

        Like

      • Azetech says:

        Ana Silva

        Eu não defendo o comentador a quem o Mats respondeu.

        Não defende, porém IGNORA o comentário ríspido dele.

        E o Mats, como autor do blog pode sempre barrar a participação de alguém se achar que foi longe de mais nos seus comentários.

        Mas nenhum dos dois foram longes demais (utilizando de ofensas e palavras de baixo calão). Simplesmente o Mats respondeu a altura da acidez do ateu/agnóstico.

        A teus olhos, este comportamento parece ofensivo (por pertencer a “velha Guarda”), Porém, como eu disse antes, nem para ele e nem para o ateu/agnóstico, houve falta de respeito.

        Olhe que não. Lembro-me de uma vez ter chamado a atenção de um crítico do Mats, por “acidez” excessiva.

        Pode até ser que sim. Porém neste caso, ignoraste a primeira argumentação do ateu/agnóstico que motivou a resposta do Mats, por isso o julgaste sem analisar o contexto todo.

        Ana Silva, sinceramente, não percebo que ambos os comentários foram desrespeitosos. Confesso que houve-se acidez, (primeiro por parte do ateu/agnóstico, e depois pela resposta do mesmo nível, proferido pelo Mats), porém não chega ao ponto de ser uma ofensa, ou algum comentário que necessite moderação.

        Se o ateu/agnóstico não estivesse disposto a receber uma resposta ríspida, ele não agiria como o tal.

        Como diz aquele ditado muito comum aqui no Brasil:
        “Quem fala o que quer, pode ouvir o que não quer”

        Like

  11. Calma boa gente.

    Alguns ateus acusam os crentes em geral de todas as malfeitorias do mundo.
    Alguns crentes acusam os ateus e os crentes de outras religiões de todas as malfeitorias.

    Felizmente a maioria das pessoas quando tem de fazer uma escolha ética não se preocupa em saber se Cristo, osiris, a natureza , krishna, a segunda lei da termodinâmica aprovam ou desaprovam.

    Por isso somos humanos e temos a capacidade de distinguir o bem do mal.

    Ate há quem afirme que a tal capacidade de distinguir o bem do mal foi à nossa custa. E que nos custou caro.

    Não me parece.

    Like

  12. E, já que agora, numa perspectiva Bíblica quem é que nos deu a capacidade que usamos aqui de distinguir o bem do mal ?

    Francamente nem sei como eu seria sem distinguir o bem do mal.

    Alguém aqui se imagina igual a Adão e Eva sem distinguir o bem do mal ?

    Como tomavam decisões ? Como sabiam que desobedecer era mal se não sabiam o que era o mal ?

    É que nem eram relativistas. Desconheciam a diferença entre bem e mal. Eram cegos perante a ética.

    A quem devemos essa capacidade que nos faz tão humanos e iguais aos deuses ?
    Devemos agradecer a alguém ?

    Gostava de conhecer a perspectiva cristã. Quem nos deu a capacidade de distinguir o bem do mal, tornando-nos iguais aos deuses, foi :

    A cobra ?

    Deus ?

    Eva ?

    Todos ?

    Ou um mero acaso e não há que agradecer a ninguém mas aproveitar ?

    Like

    • Azetech says:

      João Melo

      Já debatemos este assunto anteriormente. Me se tu gostas de um “Flashback”, poderei entrar no clima🙂

      E, já que agora, numa perspectiva Bíblica quem é que nos deu a capacidade que usamos aqui de distinguir o bem do mal ?

      A árvore do conhecimento

      Como tomavam decisões ? Como sabiam que desobedecer era mal se não sabiam o que era o mal ?

      Ora, mas onde está a relação em se tomar decisões certas e erradas, com o conhecer o bem e o mal ?
      Para ti, é impossível tomar decisões certas ou erradas sem conhecer o que é bom ou mal?

      Teu equivoco é vincular obrigatoriamente a capacidade de tomar decisões, com o conhecimento necessário do bem e do mal.
      Ou seja, segundo tua óptica, se no indivíduo não houver o conhecimento cognitivo da bondade e maldade, logo ele não será capaz de tomar decisão nenhuma, sendo ela certa ou errada.

      No Éden, mesmo o ser humano não possuindo a capacidade cognitiva de diferenciar o bem e o mal, ele possuía a capacidade cognitiva de DECIDIR seus caminhos, segundo sua consequência, e escolher em quem confiar.

      Genesis 2:17 Deus disse:

      ” Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”

      Genesis 3:4 o diabo disse:

      “4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.”

      Perceba, que Adão tinha a consciência da consequência de suas decisões. Ao mesmo tempo ele tinha total liberdade de escolher em quem confiar.

      Como ele optou em confiar em outro, no lugar de seu criador, ele escolheu (por livre e espontânea vontade) o lado errado.

      Logo, ele pagou o preço, que no caso foi a corrupção e morte da carne, afastamento espiritual e perda da propriedade (Terra).

      Quem nos deu a capacidade de distinguir o bem do mal, tornando-nos iguais aos deuses, foi :
      A cobra ?
      Deus ?
      Eva ?
      Todos ?

      Deuses ?????O_o !!!!!
      Creio que para debatermos melhor sobre este tema, deverias conhecer mais sobre o assunto, visto que está a confundir conceitos básicos dos relatos Bíblicos.

      Like

  13. Azetech says:

    Pats

    do meu marido, capisce?

    Então o Mats é seu marido.
    Bem que eu desconfiava pela semelhança dos “nicks” que vocês possuem (Pats e Mats)

    Essa semelhança foi proposital?

    Like

    • Pats says:

      Azetech

      Sim, o Mats é meu esposo. O machista e opressor que tanto amo.
      Sim, foi proposital. O ‘s’ no meu nome é mesmo para ficar semelhante.
      🙂

      Like

  14. Azetech :

    Eu tenho muita dificuldade em perceber como um ser humano incapaz incapaz de distinguir entre o certo e o errado toma decisões.

    É certo que a maior parte do nosso comportamento é automático, como dirigir um carro, e podemos fazer uma grande viagem em auto-estrada com pouco tráfego quase num modo zombie.

    No entanto durante essa condução temos de tomar muitas vezes decisões. E essas decisões são eminentemente éticas :

    Vemos um carro acidentado devemos ignorar ou chamar os bombeiros ?

    A empregada da bomba de gasolina deu-nos mais troco que o devido. Devemos ou não devolvê-lo ?

    Essas decisões éticas temos de as tomar todos os dias.

    Se meditares bem todos os dias tens de tomar mais que uma decisão que implique de alguma forma uma escolha moral.

    Como é que tu te concebias sem distinguires bem e mal ?

    Um ser humano sem juízo ético seria movido apenas pela necessidades e satisfação das mesmas. Com o tempo poderia aprender por condicionamento que determinadas acções lhe provocavam desconforto. Se sempre que tentasse violar uma mulher fosse espancado certamente iria abandonar este comportamento ou pelo menos utilizar um método mais eficaz de forma a que não o magoassem.

    No caso de Adão e Eva, caso não lhe fosse dada essa capacidade, iriam perceber que desobedecer traz-lhes desconforto. Mais ou três expulsões do Éden e perceberiam que desobedecer acarreta desconforto. Um tipo de treinamento que é eficaz em cães. Como não tem capacidades éticas treinam-se com mero condicionamento.

    Portanto Adão e Eva, antes de terem o conhecimento do bem e do mal só poderiam ser classificados como não humanos ou como seres humanos com um déficit cognitivo tão profundo que não seriam capazes de tomar qualquer decisão.

    Eu francamente nem sei como os classificava nem consigo imaginar o comportamento que teriam sem uma supervisão constante.

    Como é que imaginas o dia a dia deles?

    Eu penso que sem supervisão permanente, e algumas drogas químicas, seriam bastante perigosos um para o outro, para qualquer animal que lhes estivesses próximos e mesmo para eles mesmos. Seriam incapazes de resolver conflitos e tolerar a frustração.

    Talvez fossem capazes de obedecer, na base da força, a ordens simples.

    É isso que para mim, e penso que para quem quer que seja que reflicta um pouco, que me parece absurdo.

    Um Deus que faz duas pessoas incapazes de saberem o que é uma má decisão e castiga-os e aos descendentes todos por eles terem tomado uma má decisão.

    Não é ?

    Like

  15. Azetech says:

    João Melo

    Em seu argumento, percebi alguns equívocos conceituais e anacrônicos, que provavelmente o levaram a um raciocínio errôneo.

    Não digo que está totalmente errado em seu raciocínio, pois no MUNDO ATUAL, com a nossa natureza ATUAL, o livre arbítrio DE HOJE, está vinculado a escolha do bem e o mal.

    Porém o que não consideras, é que a escolha do bem e do mal depende da ESCOLHA em si.
    Sem a escolha NÃO HÁ bem e mal.

    Segundo a tua visão (pelo que percebo) tu vinculas a obrigatoriedade de conhecer o bem e o mal, em qualquer tomada de decisão.
    Com outras palavras, resume-se que o livre arbítrio é obrigatoriamente escolher entre o bem e o mal.

    É justamente neste ponto que discordo drasticamente contigo.
    O livro arbítrio não é dependente do conhecimento do bem e do mal, mas sim o contrário, ou seja, o conhecimento do bem e do mal é dependente do livre arbítrio.

    Com outras palavras, não há como haver bem e mal sem o livre arbítrio, porém há como haver livre arbítrio sem o conhecimento do bem e do mal.

    Hoje, existe a liberdade de escolha, optando em tomar a decisão correta (Bem) ou tomar a decisão errada (Mal).
    Cada uma das decisões, há suas consequências.
    Porém se não houver primariamente o livre arbítrio de se tomar decisões, não haverá secundariamente a decisão certa ou errada.

    No Éden, apenas havia a liberdade de tomar decisões corretas ou erradas, mesmo não conhecendo intrinsecamente o bem e o mal, porém conhecendo-se muito bem as consequências das decisões.

    Adão tomou sua decisão por livre e espontânea vontade, escolhendo confiar na “pessoa” errada. Através dela, veio a consequência.
    Como citei anteriormente :

    Genesis 2:17 Deus disse:

    ” Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”

    Genesis 3:4 o diabo disse:

    “4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.”

    É neste ponto pelo qual se equivocas dizendo:

    “Um Deus que faz duas pessoas incapazes de saberem o que é uma má decisão e castiga-os e aos descendentes todos por eles terem tomado uma má decisão.”

    Deus não castigou ninguém. Ele apenas respeitou o livre arbítrio do homem em seguir seu próprio caminho, escolhendo confiar em um “estranho” do que em seu próprio Pai.

    Mesmo não sendo da vontade de Deus, e mesmo com o “coração partido”, pela sua justiça ele não interferiu no livre arbítrio.

    Se há um culpado na história, este culpado chama-se ADÃO

    A descendência perece por causa dele. E a Morte veio no mundo pela decisão errada que ele tomou, por confiar em um “estranho” do que confiar em seu próprio Pai.

    Nosso destinho seria a aniquilação, e a entrada novamente a “não existência”
    Não importando o tempo que viveríamos, estaremos fadados a morrer.

    Então, ao contrário de sua anedota errônea a Deus (taxando-o como cruel) Ele, amando o mundo tremendamente, sabendo da inocência dos filhos de Adão, porém respeitando o livre arbítrio do homem, o que fez?
    Veio ao mundo por meio de seu filho e SOFREU em nosso lugar. Dando a vida ETERNA de GRAÇA, para aqueles que se arrependem dos erros e busca viver debaixo da autoridade e ensinamentos de Cristo.

    Percebes prezado? Por mais que a tua fé (naturalista) e desconhecimento das escrituras (Bíblia), o leve distorcer o verdadeiro sentido da história humana e da intenção de Deus para seus filhos, nós, que o conhecemos empiricamente “face a face”, temos através de CONHECIMENTO, o absurdo que é ao rejeita-lo (rejeitando a vida ETERNA) apenas para se ter uma vida em pecado, resultando com a morte no final.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s