Pode a teoria da evolução gerar uma engrenagem mecânica?

IssusCom duas pernas diminutas travadas em uma posição de salto, o pequeno insecto tensiona seu corpo como um arqueiro segurando um arco. No topo de suas pernas, há um minúsculo par de engrenagens – com a aparência de finos dentes de tubarão e como um zíper. E então, mais rápido do que você possa piscar, pensar ou ver a olho nu, a coisa desapareceu.

Em 2 milissegundos, o minúsculo inseto se projeta, acelerando a quase 400 g’s – uma taxa de mais de 20 vezes o que um corpo humano pode suportar. Na velocidade máxima, seu salto atinge 3,57632 m/s – uma façanha, considerando que seu corpo tem menos de um décimo de um centímetro de comprimento.

Esta pequena maravilha é uma ninfa de Issus coleoptratus, uma espécie de inseto fulgoromorfo e um dos aceleradores mais rápidos do reino animal. Como uma dupla de pesquisadores relatou hoje no Jornal da Ciência do Reino Unido hoje, o Issus também é o primeiro ser vivo já descoberto a exibir uma engrenagem de funcionamento.

Issus2

Clique

[…] As próprias engrenagens são uma raridade. Com engrenagem dentada em forma de ondas, eles não se parecem com o que você gostaria de encontrar em seu carro ou em um relógio de luxo (o estilo com o qual você provavelmente está familiarizado é chamado de engrenagem evolvente , e foi projetada pelo matemático suíço Leonhard Euler, no século 18.)

Não poderia haver duas razões para isso. Através de uma excentricidade matemática, existe um número ilimitado de maneiras de projectar engrenagens. Então, ou a natureza evoluiu uma solução ao acaso ou, como suspeita Gregory Sutton, coautor do artigo e pesquisador de insectos na Universidade de Bristol, a forma da engrenagem do Issus é particularmente apta para o trabalho que faz. Ela é construída para ‘uma alta precisão e velocidade em uma direcção’, diz. É um protótipo de um novo tipo de arte.’

Issus

Clique

Outra coisa estranha sobre esta descoberta é que, embora existam muitos insectos pulando como os issus, incluindo os que são ainda mais rápidos e melhor saltadores – o Issus é, aparentemente, o único com engrenagens naturais. A maioria dos outros insectos sincronizam a sacudida rápida de suas pernas pulando por fricção, utilizando superfícies irregulares ou aderentes para pressionar o topo de suas pernas juntas, diz Steve Vogel, especialista em biomecânica da Duke University, que não esteve envolvido no estudo.

Como engrenagens, isto assegura o movimento de pernas no mesmo ritmo, mas sem necessitar um mecanismo de entrelaçamento complicado.“Há um monte de pastilhas de fricção ao redor, e fazem praticamente a mesma coisa”, ele diz. ‘”Então eu me pergunto qual a capacidade extra que essas engrenagens conferem. Elas são bastante especializadas, e existem muitos outros insetos saltadores que não as têm, então deve haver algum tipo de vantagem.

Ainda mais estranho é que o Issus não mantém as engrenagens em todo seu ciclo de vida. À medida que o insceto cresce, muda meia dúzia de vezes, atualizando seu exoesqueleto (incluindo as engrenagens) para versões maiores. Mas depois de sua última forma na idade adulta — puf, desapareceram as engrenagens. O adulto sincroniza suas pernas por fricção, como todos os outros fulgoromorfos. “Estou chocado”, diz Sutton. “Temos uma hipótese quanto a por que este é o caso, mas não podemos dizer com certeza.

Issus 4

* * * * * * *

Não bastavam todos os problemas científicos que o ateísmo e a teoria da evolução têm, agora ficamos a saber que (pelo menos) um insecto tem dentro de si um dispositivo mecânico análogo aos que são construídos pelos seres humanos.

Olhem bem para a imagem de cima. Se vocês não soubessem que a mesma é de um insecto, teriam alguma dificuldade em concluir que esse sistema é o resultado de design inteligente? Reparem bem na sua forma e vejam como as “rodas dentadas” se fecham perfeitamente uma na outra, de modo a poder dar um impulso mecânico óptimo ao insecto.

É por sistemas como estes que nós podemos ver claramente que o Apóstolo Paulo tinha razão quando dizia (inspirado pelo Espírito Santo):

Porque as Suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu Eterno Poder, como a Sua Divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Romanos 1:20
As evidências para o Poder, Glória e Majestade de Deus encontram-se bem visíveis para quem as quer encontrar, e como tal se alguém rejeita a existência de Deus, ele ou ela não o faz por motivos científicos mas por motivos puramente ideológicos.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

28 Responses to Pode a teoria da evolução gerar uma engrenagem mecânica?

  1. Azetech says:

    Mats

    As evidências para o Poder, Glória e Majestade de Deus encontram-se bem visíveis para quem as quer encontrar, e como tal se alguém rejeita a existência de Deus, ele ou ela não o faz por motivos científicos mas por motivos puramente ideológicos.

    Não há a menor sombra de dúvida que os métodos científicos comprovam a existência de um Criador INTELIGENTE para o universo e a vida. Isso está mais do que claro e comprovado na ciência moderna.
    Este fato está tão comprovado como a existência de qualquer lei universal.
    Negar a Deus é como negar a existência de qualquer uma destas leis.
    😉

    Like

    • Azetech,
      Se “não há a menor sombra de dúvida”, porque será que a esmagadora maioria da comunidade científica duvida? A humildade é apanágio de honestidade intelctual.
      Não faz sentido dar cobertura científica a afirmações que apenas decorrem da fé, especialmente quando todos veem que assim é. Como se diz em Provérbios 1 “Não vale a pena estender a rede, se os pássaros estão a ver o caçador”.

      Like

      • jephsimple says:

        Sodré,

        “porque será que a esmagadora maioria da comunidade científica duvida?”

        A maioria duvida de um designer? Quem duvida do designer são cientistas ateus,céticos,naturalistas, materialistas. Os mesmos que muito provavelmente, na mesma proporção duvidaram que a previsão do DI se confirmaria … os 98% do DNA não codificador não é lixo.

        O consenso aqui, que duvida do designer, não tem qqr relação com uma investigação objetiva da realidade… Repito, tais céticos, simplesmente resolveram por livre arbítrio negar o designer, nem que para isso tenham que negar e até inventar evidências, tamanho o desespero. Desculpe, se existe esse consenso esmagador, não tem qqr relação com a ciência em si. Enfim, são milhões de investimento jogados no lixo, literalmente.

        E como já foi dito, o grande consenso entre os humanos é que existe um Deus criador, O Deus judaico-cristão, além claro dos muçulmanos, que não fogem muito disso, que salvo engano, descendem de Abraão.

        Depois temos uma outra enorme parcela de pessoas que creem em alguns deuses.

        Então por que raios tu não te curvas a esta ideia? Seria teu livre arbítrio?Se é que tens?

        Like

    • Azetech says:

      Sergio Sodré

      Se “não há a menor sombra de dúvida”, porque será que a esmagadora maioria da comunidade científica duvida?

      Primeiramente, corrigindo teu raciocínio, a Maioria e esmagadora comunidade científica ( assim como toda população global) NÃO POSSUEM A MENOR SOMBRA DE DÚVIDA da existência de Deus. Apenas uma pequena minoria (quase ínfima) tem fé que o universo e a vida originou-se sozinhos.

      Este se deve pois apenas uma observação lógica e racional dos processos naturais, apontam para um criador inteligente.
      Então, para se ter fé que o universo e a vida originaram-se a si mesmo (Típica fé ateista), deveria desconsiderar toda a razão e conhecimento dos sistemas que abrangem os mecanismos naturais, ou seja, fechar os olhos para a realidade.

      Porém a resposta a Questão: Porque existem pessoas que “duvidam” (na verdade elas o rejeitam) Deus, a resposta é simples:
      Porque desejam viver no pecado.

      Este desejo é tão insano que até mesmo consegue cegar a racionalidade, fazendo-os descartar o lógico, tendo fé no ilógico.

      Estranho me perguntar isso, afinal és um crente no naturalismo, logo conheces melhor do que eu o motivo pelo qual rejeita a Deus.

      Não faz sentido dar cobertura científica a afirmações que apenas decorrem da fé,

      Concordo. Porém deveria dizer isso aos evolucionistas.

      especialmente quando todos veem que assim é.

      Pelo incrível que pareça, nem todos veem desta forma. Se proselitistas evolucionistas não estivessem com a mente encoberta pela fé irracional que possuem, não tentariam converter a todos de maneira forçada, como se fosse um fato consumado.

      Nenhum “profeta” evolucionista conseguiu corroborar com evidências o que anunciam em suas pregações. Porém mesmo assim, os caracterizam como um fato consumado, obrigando a todos a aderir ao mesmo.

      Como se diz em Provérbios 1 “Não vale a pena estender a rede, se os pássaros estão a ver o caçador”.

      Não percebi o motivo pelo qual cita provérbios, visto que a Bíblia, segundo a tua concepção, é apenas um livro de conto, sem nenhum valor.

      Se de fato desse o valor pelo qual ela realmente possui, não possuiria a fé no naturalismo.

      Like

    • dvillar51 says:

      Caro Azetech,

      “Não há a menor sombra de dúvida que os métodos científicos comprovam a existência de um Criador INTELIGENTE para o universo e a vida. Isso está mais do que claro e comprovado na ciência moderna.”

      Nossos irmãos do “outro lado” os ateus/evolucionistas são pessoas muito inteligentes.

      Mas mente de um evolucionista acontece um fenômeno curiosíssimo: aparentemente a imaginação assumiu o controle de toda inteligência, obscurecendo a lógica e o bom senso.

      Infelizmente alguns neuróticos como o popstar neo-ateu R. Dawkins, que periodicamente se expõe ao ridículo, não desistem($) de reeditar besteiras cansativamente recicladas. Mas as bobagens de Dawkins ainda seduzem muitos jovens.

      Azetech, acompanho sua implacável caçada ao “bagres ensaboados”.LOL Parabéns.

      Peço a Deus que dê discernimento para todos nós.

      Like

  2. Alexandra says:

    O único cristão que eu levo a sério para tratar deste tema é Bruce Charlton.

    Like

  3. jephsimple says:

    “Pode a teoria da evolução gerar uma engrenagem mecânica?”

    Visto que não existe nenhum designer. E que a TE está muito bem estabelecida cientificamente, e já nos forneceu toneladas e toneladas de evidências, muito bem sustentada pela lógica e pela matemática então essa engrenagem mecânica com toda a certeza evoluiu, e a melhor ESTRATÉGIA dessa evolução foi a busca cega.

    Evolução é de encher os olhos !

    Like

    • Saga says:

      Belo discurso, foi praticamente um “porque sim”.

      “Em vista que e a evolução é verdadeira e não existe criador, é obvio e evidente que devemos concluir que realmente não há Criador e que a evolução é totalmente verdadeira”

      Like

      • jephsimple says:

        Saga … rsrsrsrsrsrsrsrsrs

        (1)Mais científico [incluindo o naturalismo] que isso não existe… o resto é religião😀

        E (1) é claramente e puramente científico😀

        Like

  4. jephsimple says:

    Depois que biólogos descobriram que apenas cerca de 2% do nosso DNA realmente codificam proteínas, Susumu Ohno e David Comings se cunharam independentemente do termo “junk DNA”, em 1972, para se referir à maioria dos 98% restantes. Alguns biólogos (como Thomas Cavalier-Smith e Gabriel Dover) pensaram que poderiam, eventualmente, descobrir funções em DNA não-codificadores de proteínas, mas outros (incluindo Kenneth R. Miller e Richard Dawkins) apreenderam a noção de junk DNA como evidência para evolução darwiniana e contra o design inteligente; uma vez que um designer não teria, presumivelmente, preenchido o nosso DNA com tanto lixo, mas séculos de mutações poderiam.

    Os 98% não são lixo, engrenagem mecânica não é lixo.Oras , se vc replicar lixo… Vc terá mais lixo.

    Parece que tudo que os evolucionistas tem é sua negação ao designer. Estou convencido que a “ciência” dos neo darwinistas se fundamenta simplesmente nessa negação, todo o castelo evolucionista, toda a lógica evolucionista esta fundamentada nisso.

    Like

  5. Sérgio Sodré says:

    1 “o grande consenso entre os humanos é que existe um Deus criador, O Deus judaico-cristão”.,
    2 “Então por que raios tu não te curvas a esta ideia?” (jephsimple)

    1. não é verdade. O Deus único criador pessoal e transcendente não é “o grande consenso entre humanos” A crença num Deus Criador idêntico ao cristão é minoritária..
    2 Porque não te curvas tu a reconhecer que a crença em Jesus Cristo é largamente minoritária no mundo?

    Mesmo a ideia de que o Deus dos judeus, cristãos e islamitas é o MESMO, é altamente controversa, muitos discordam…(o Deus dos judeus não encarnou nem teve um Filho, nem o dos muculmanos, nem o dos dois primeiros teve necessidade de um profeta chamado Maomé, nem…).

    Like

  6. Sérgio Sodré says:

    “o grande consenso entre os humanos é que existe um Deus criador”

    Estamos a falar de um Deus único transcendente pessoal, providente, omnibenevolente, omnipotente, omnisciente criador de Tudo a partir do Nada…
    Esse Deus não é o “grande consenso entre os humanos”. Além de haver um grande número de descrentes em todo o mundo relativamente a esse Deus específico, há grandes civilizações que não seguiram essa visão do divino como a indiana, a chinesa, a japonesa…
    Mesmo no Ocidente, o desinteresse, a indiferença, o ceticismo, o ateísmo, o agnosticismo, os panteísmos, atingem a generalidade… Os templos religiosos são frequentados cada vez mais por gente que apenas busca aí emoções e pouco visa aprofundar o conhecimento da religião,… os valores sagrados pouco ultrapassam o “eu” e o divino é adaptado aos interesses de cada um, que procura em novas seitas a que mais lhe satisfaz o interesse pessoal e não o contrário… poucos procuram já servir e seguir o Deus de que vocês falam… , principalmente quando isso dá trabalho….o “grande consenso”? onde?

    Like

    • Mats says:

      Estamos a falar de um Deus único transcendente pessoal, providente, omnibenevolente, omnipotente, omnisciente criador de Tudo a partir do Nada…

      Que sempre foi crença da maioria da humanidade.

      Esse Deus não é o “grande consenso entre os humanos”. Além de haver um grande número de descrentes em todo o mundo relativamente a esse Deus específico, há grandes civilizações que não seguiram essa visão do divino como a indiana, a chinesa, a japonesa…

      Tu não sabes, mas a crença no Deus Criador do universo era a crença desses povos em tempos idos.

      http://en.wikipedia.org/wiki/Shangdi (China)

      http://www.creationism.org/csshs/v07n2p18.htm
      Se tu fores analisar a História da humanidade, vais ver que a crença no Deus Criador é a norma (e era ainda mais no passado).

      Portanto, porque é que tu te desvias do consenso humano?

      Like

      • Sérgio Sodré says:

        vais ver que a crença no Deus Criador é a norma..
        Portanto, porque é que tu te desvias do consenso humano? (Mats)

        Pois é: “Quando todos pensam da mesma maneira é porque nenhum pensa grande coisa”…., ou como diz outro grande pensador “o consenso nada vale”.

        Like

      • Mats says:

        Então o consenso só tem valor quando confirma o que tu já acreditas. Quando o consenso defende outras coisas, tu já não gostas.

        Like

      • S says:

        Então o consenso só tem valor quando confirma o que tu já acreditas. Quando o consenso defende outras coisas, tu já não gostas.(Mats)

        Afinal somos bem parecidos….. exceto quanto ao consenso científico.

        Na verdade não há nenhum consenso relativamente a Javé… e outros Deuses criadores são tão irrelevantes para vocês quanto para mim, pois para todos nós são falsos Deuses. E, decerto, vocês não recorrem a falsos Deuses para defesa dos vossos pontos de vista…. O próprio Javé o proibiu!

        Like

      • Mats says:

        Então o consenso só tem valor quando confirma o que tu já acreditas. Quando o consenso defende outras coisas, tu já não gostas.(Mats)

        Afinal somos bem parecidos….. exceto quanto ao consenso científico.

        Não somos “parecidos” porque para mim, consensos não são evidencia de veracidade. Para ti, sim. Claro, excepto os consensos de pessoas que não pensam como tu.

        Na verdade não há nenhum consenso relativamente a Javé…

        Eu não disse em relação a YHWH mas em relação à crença Num Criador. Durante a História da Humanidade, a crença de que o unverso é o efeito dum acto do Criador foi tida pela maioria da Humanidade. O entendimento do Criador (obviamente) mudava, mas a maioria acreditava que havia um Criador Supremo.

        Uma vez que este era o consenso (e ainda é em larga parte), porque é que tu não acreditas nisso, se tu dás tanto peso aos consenso?

        Like

      • “Durante a História da Humanidade, a crença de que o unverso é o efeito dum acto do Criador foi tida pela maioria da Humanidade.” (Mats)

        O erro ou defeito deste argumento é que não localiza no tempo, quando é consensual que as primeiras formas de religiosidade sacralizavam a própria Natureza e suas manifestações de energia, A ideia do Universo como ato de um Criador a partir do Nada é algo já muito elaborado, a Humanidade tendia mais a ver o próprio Universo como inteligente… em formas que classifico de panteístas e tendencialmente panteístas…
        A distinção clara entre um Criador e o Universo é mais recente do que julgas entre os humanos…

        Like

      • Mats says:

        O erro ou defeito deste argumento é que não localiza no tempo, quando é consensual que as primeiras formas de religiosidade sacralizavam a própria Natureza e suas manifestações de energia,

        http://www.creationism.org/csshs/v07n2p18.htm

        Like

      • Sérgio Sodré says:

        Duvido da credibilidade das fontes que apresentas, há grandes autores que chegam a outras conclusões como Mircea Eliade (em História das Ideias e Crenças Religiosas) ou Minois (em História do Ateísmo).

        Like

    • jephsimple says:

      Sodré,
      Quanto ao consenso é que aproximadamente 2,2 bilhões de pessoas são teístas cristãs, 1,6 bi, Islãs …o judaísmo, é verdade apenas 15 milhões.

      O ateísmo é a posição mais irrelevante, ele não possui qqr base lógica para se sustentar, qndo apertado até o mais fanático ateu acaba migrando para o agnosticismo.Quando um “ateu” se volta para a lógica ele deixa de ser ateu…

      “os valores sagrados pouco ultrapassam o “eu” e o divino é adaptado aos interesses de cada um”

      Tu não te referes ao cristianismo não né? Pois se for, ou estás mentindo descaradamente ou é pura ignorância.

      Não sei AONDE os 10 mandamentos, as palavras de Jesus , se encaixa nesse teu discurso.

      “poucos procuram já servir e seguir o Deus de que vocês falam…”

      Isso já é outro assunto, que não surpreende nem um pouco um teísta cristão.

      Like

      • jephsimple says:

        “2 Porque não te curvas tu a reconhecer que a crença em Jesus Cristo é largamente minoritária no mundo?”

        Oras,se fosse verdade; eu não me utilizo de consenso para sustentar minha crença. Ledo engano seu.

        Isso tbm demonstra que para se tornar um cristão de verdade, não basta mera fé na existência de um Deus, é necessário coragem e raciocínio.Vide o continente africano.

        Like

  7. BRUNO says:

    outra vez a Velha ideia da complexidade irredutível, já existem diversos trabalhos refutando esta teoria. ao olharmos o produto acabado parece que não tem como ele ter sido gerado após mudanças gradativas. irredutivelmente complexo um sistema que perde sua função se uma de suas partes for removida, isso significa apenas que um sistema não pode ter evoluído pela adição de partes prontas, que nunca mudam de função. Isso ainda deixa livre muitas outras possibilidade evolucionárias, tais como:

    Deleção de partes.
    Adição de múltiplas partes, por exemplo, a duplicação de grande parte ou da totalidade do sistema (Pennisi 2001).
    Mudanças de funções.
    Adição de uma segunda função para uma das partes (Aharoni et al 2004)
    Mudanças graduais das partes.

    Todos esses mecanismos foram observados em mutações genéticas. Inclusive deleção e duplicação genética são bastante comuns (Dujon et al. 2004; Hooper and Berg 2003; Lynch and Conery 2000), e fazem a complexidade irredutível não apenas possível, mas também esperada. De fato, ela foi prevista pelo geneticista ganhador do prêmio Nobel Hermann Muller quase um século atrás (Muller 1918, 463-464), porém ele chamou de “complexidade interconectada” (Muller 1939).

    Ou seja, simplesmente porque algo é irredutivelmente complexo agora, não significa que sempre foi assim. As partes podem mudar de função, ou ganhar ou perder funções, ou ter mais de uma função, etc. Se olharmos para um sistema pronto e acharmos que ele já veio pronto dessa forma, com as funções sempre daquela forma, sem nunca terem mudado, é óbvio que vamos imaginar ter sido impossível terem surgido pela evolução. Mas evolução ensina exatamente o contrário, que os seres não são fixos, que novas funções podem surgir e desaparecer ao longo do tempo.

    Like

    • jephsimple says:

      Bruno,

      E quem disse que deleção e duplicação tem a ver com processos cegos, estúpidos, não inteligentes… 171 epistêmico teu?

      Vc não deve saber realmente o que significa IC. o.O

      Oras, demonstre que o código ADN é redutível, não te esqueças do significado, não te esqueças do meio , e não te esqueças das chaperonas, tbm não desconsideres os ribossomas.

      Depois mostre-nos como processos cegos,não direcionados, não guiados, não intencionais,não inteligentes possuem tanta competência para produzir um código, aliás o mais sofisticado que conhecemos.

      Vai lá, depois falseia esta hipótese, aí podes começar a refutar o DI CIENTIFICAMENTE.

      Like

  8. Realmente,

    Essas pessoas são privilegiadas e deveriam estar glorificando Deus a todo momento, eles tem o conhecimento de Deus em larga escala diante de seus olhos ao estudarem as criaturas que manifestam o poder de Deus.

    Mas por que continuam fazendo propaganda da teoria evolucionária?

    Há um desespero para que Deus não seja lembrado, nos últimos séculos foi criada uma pressão para tentar naturalizar tudo.

    Essa teimosia dos “sábios” sem Deus, se reporta à Romanos 1.18-22:

    O texto bíblico abaixo, é um recado forte para essas pessoas:

    Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça.
    Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
    Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
    Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
    Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.

    Romanos 1:18-22

    Like

  9. Victor says:

    Eu acredito que haja um Deus, porém ele usou a seleção natural para dar origem às espécies. Sendo assim, a seleção natural pode sim gerar uma engrenagem mecânica, já que esse é o método que Deus usa para gerar todas as estruturas de todos os seres vivos.

    [[ed: A selecção natural não é um processo criativo.

    https://darwinismo.wordpress.com/2012/06/23/o-papel-da-seleccao-natural-no-mundo-real/
    https://darwinismo.wordpress.com/2011/09/21/alfred-wallace-rejeitou-seleccao-natural-como-mecanismo-suficiente/
    https://darwinismo.wordpress.com/2010/05/04/edward-blyth-e-a-genese-da-seleccao-natural/
    ]]

    Like

    • Victor says:

      Mats, não acreditamos na criação de espécies. A seleção natural não criou a primeira forma de vida, mas permitiu que ela se transformasse em outras espécies, juntamente com mutações, recombinações, cross-over, etc. Se acreditássemos em criação de espécies não seríamos evolucionistas, correto?

      [[Repito, a selecção natural não cria *nada*. A selecção natural escolhe *entre o que já existe*. Logo, a teoria da evolução falha ao dar poderes criativos a um fenómeno que não tem o poder criativo. – Mats]]

      Like

  10. Nada cria Nada, sempre Algo transforma Algo.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s