De que forma é que as teias de aranha refutam a teoria da evolução?

Por Brian Thomas

Teia
Não, não é ficção científica – é a realidade. As teias de aranha usam electricidade para caçar a presa, e os pesquisadores descobriram recentemente um benefício ambiental acrescido nas construções magistrais destes aracnídeos. Propriedades eléctricas dentro da cobertura pegajosa da teia de aranha alteram o campo magnético à sua volta. Quando uma presa potencial voa por perto, a teia desencaixa-se e agarra a sua presa tal como um pequeno imã.

A teia tem carga neutra ou negativa, enquanto que os insectos normalmente têm carga positiva. Em 2013 pesquisadores apuraram que as teias de aranha apanham mais facilmente os insectos com carga positiva do que os insectos com carga neutra. (1) Como foi que as aranhas aprenderam a construir dispositivos micro-electrónicos avançados?  Victor Ortega-Jimenez disse o seguinte:

A carga electrostática encontra-se por todo o lado, e nós propomos que este facto pode ter levado a evolução a construir teias especializadas.(1)

Mas será que alguém alguma vez viu as cargas electrostáticas a serem catalisadoras para a invenção de nova tecnologia? Mas agora uma equipa [científica] distinta apurou que a carga eléctrica captura muito mais do que só insectos.

Publicando na Naturwissenschaften, dois cientistas de Oxford descreveram a forma como as teias de aranha atraem também pólen, que as aranhas consomem intencionalmente. (2,3) Num comunicado de imprensa, o autor principal Fritz Vollrath afirmou:

Tudo o que se move através do ar desenvolve carga estática e como tal, é fascinante ver estas teias de aranha fazerem uso disso para caçarem as presas.(4)

As teias até prendem alguns químicos:

É um enorme bónus para nós que isto [as teias] também atraiam poluentes fazendo com que elas sejam uma forma barata e natural de rastrear pesticidas e ar de qualidade por todo o mundo. (4)

Portanto, da próxima vez que deres por ti a remover teias de aranha da tua cara, e te sintas tentado a amaldiçoar a sua existência, lembra-te, antes de a destruir, que a seda da aranha estava a limpar o ar.

* * * * * * *

Obviamente que forças naturais são totalmente incapazes de gerar sistemas que usem a carga eléctrica dum certo tipo de forma de vida em prol de outro tipo de forma de vida. Na origem da habilidade das aranhas para construir teias encontra-Se o Deus Criador – e não um mitológico “processo evolutivo” (seja lá o que isso for) a construir máquinas sofisticadas operando segundo princípios físicos e matemáticos.

Claro que este tipo de evidências científicas nunca farão um crente evolucionista alterar a sua religião porque ele não chegou a sua fé evolucionista como consequência das evidências, e desde logo, não serão as inúmeras evidências científicas contra a teoria da evolução que o farão mudar de fé.

Referências
1. Sanders, R. Spider webs more effective at snaring electrically charged insects. UC Berkeley News. Posted on berkeley.edu July 4, 2013, accessed January 20, 2014.
2. Vollrath, F. and D. Edmonds. 2013. Consequences of electrical conductivity in an orb spider’s capture web. Naturwissenschaften. 100 (12): 1163-1169.
3. Thus, orb-weaving spiders should not be described as carnivorous but as omnivorous.
4. How electricity helps spider webs snatch prey and pollutants. University of Oxford news release. Posted on ox.ac.uk December 8, 2013, accessed January 20, 2014.

About Lucas

"E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque Eu sou contigo, diz o Senhor, para te livrar." (Jeremias 1:19)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to De que forma é que as teias de aranha refutam a teoria da evolução?

  1. jephsimple says:

    E por falar em maquina sofisticada …

    Noticia quentinha que encontrei pelos lados de evocity… http://www.sciencedaily.com/releases/2014/05/140528133149.htm

    >>>…(…)Em um resumo do esforço, que será publicado 29 de maio na revista Nature, a equipe também relata a identificação de 193 novas proteínas que vieram de regiões do genoma não previstas a codificar proteínas, o que sugere que o genoma humano é mais complexo do que pensava anteriormente. ”

    Hahahaha … Quem será que pensava que o genoma humano seria mais complexo dq já é ?

    Vai? Os crentes no DNA lixo???? Acho que não ! …

    Vê: Para mim, para um “inteligentista”, encontrar mais complexidade é previsível, quem sente náuseas ao ouvir sobre design inteligente fica emocionado:

    “Essa foi a parte mais emocionante deste estudo, encontrar outras complexidades no genoma”, diz Pandey. “O fato de 193 das proteínas virem de seqüências de DNA prevista para ser não-codificante, significa que nós não entendemos completamente como as células leem DNA, porque claramente essas sequências codificam proteínas.”

    ____________________________________________________________________________

    Eu falo… Biologia está engatinhando… Vem mais complexidade por aí …

    “Você pode pensar no corpo humano como uma enorme biblioteca, onde cada proteína é um livro”, diz Akhilesh Pandey, MD, Ph.D., professor no Instituto de McKusick-Nathans de Genética Médica e de química biológica, patologia e oncologia da Universidade Johns Hopkins e fundador e diretor do Instituto de Bioinformática. ”

    Não é que nós temos dito isso há um tempão???

    Eu me pego rindo de um evo fundamentalista, imagina ele querendo entender o livro genético e tendo que manter a crença em processos cegos,não guiados,sem direção,sem objetivos reais … Será que ele realmente faz isso … Rsrsrsrsrsrs …😀

    A biologia avança e o lixo vai ficando pelo caminho…

    Like

  2. Yuri Schein says:

    Vemos claramente as digitais de um design inteligente, existem pessoas que obtêm conhecimento para se autopromoverem, que nós possamos sempre obter conhecimento para promover ao Senhor

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s