13 evidências contra a teoria da evolução

1. Informação

TrezeAs instruções necessárias para a construção, operação, e reparação das células vivas são uma vasta quantidade de informação (estima-se em 12 mil milhões de bits). A informação é um conceito mental, não-físico, e ela nunca poderia surgir como efeito dum processo natural mas sim como resultado duma ou mais inteligências. Tal como a história presente num jornal transcende a tinta que está sobre o papel, o ADN da vida (tal como a tinta) não é a informação mas sim a representação física ou o sítio onde é arquivada a informação (a história). Modificar o ADN através duma mutação nunca pode produzir nova informação genética de modo a causar uma evolução ascendente, tal como entornar o café num jornal, modificando desde logo a distribuição da tinta, nunca irá melhorar a história.

2. Origem da vida

Químicos sem vida não podem ganhar vida por si só. A célula é uma fábrica em miniatura com muitos processos activos, e não uma “mancha de protoplasma”, tal como se pensava nos dias de Darwin. Trovões a atingir uma poça de lama ou uma outra “lagoa tépida” nunca irão produzir vida. Esta é outra visão do questão principal da informação visto que a forma de vida mais simples que existe requer uma vasta quantidade de informação dentro dela. A “Lei da Biogénese” declara que a vida só pode surgir a partir de vida pré-existente. Há já muito tempo que a geração espontânea foi demonstrada como impossível (em 1859, por parte do cientista criacionista Louis Pasteur).

Numerosos esforços levados a cabo para causar a que a vida se forme a partir de materiais sem vida (incluindo a famosa experiência Miller-Urey) foram infrutíferos. A probabilidade de vida surgir daquilo que não tem vida foi comparada à probabilidade dum tornado passar por um ferro-velho (“junkyard”) e de modo espontâneo montar um avião 747 totalmente funcional. A ideia de que a vida pode ter sido plantada na Terra apenas coloca o problema noutro sítio.

3. O design das formas de vida

O design é aparente no mundo natural; o próprio Richard Dawkins admitiu no seu livro anti-criacionista com o nome de “The Blind Watchmaker”, que “A Biologia é o estudo de coisas complicadas que têm a aparência de terem sido criadas com um propósito”.

O espantoso mecanismo de defesa da Besouro Bombardeiro é um exemplo clássico de design na natureza, aparentemente impossível de explicar como o resultado de uma acumulação de pequenas modificações benéficas através do tempo visto que se tal mecanismo não “explodisse” da forma correcta, isso seria o fim desse insecto. Esta é também outra visão do problema central da informação visto que o design das formas de vida é o resultado do processamento de informação no ADN, seguindo o modelo, operando de forma a criar um organismo funcional.

4. Complexidade irredutível

FlageloEsta é a ideia de que “nada funciona até que tudo funcione”. O exemplo clássico é a ratoeira, que é irredutivelmente complexa visto que se uma das partes das várias que fazem parte do mecanismo não estiver no lugar certo, a ratoeira não funciona como ratoeira, e nenhum rato é apanhado. Os sistemas, as características, e os processos da vida são irredutivelmente complexos; de que serve um sistema circulatório sem um coração, olhos sem um cérebro para interpretar os sinais, ou metade duma asa de morcego? Não é claro que, se alguma reprodução tem que acontecer, a correspondência entre maquinaria reprodutiva masculina e feminina precisam de existir ao mesmo tempo, totalmente formados e funcionais,?

Lembrem-se duma coisa importante: a selecção natural não tem conhecimento antecipado, e só opera de modo a eliminar tudo o que não confere um benefício imediato.

5. a Segunda Lei da Termodinâmica

A Segunda Lei da Termodinâmica (SLT) refere-se à tendência universal das coisas, por si só, se “fundirem” com o ambiente à sua volta com o passar do tempo, tornarem-se menos ordenadas e eventualmente atingirem um estado-estacionário. Um copo de água quente, com o tempo, fica com a temperatura à sua volta, as construções entram em declínio e passam a ser escombros, e eventualmente as estrelas irão perder o seu calor, levando à “morte térmica” do universo

No entanto, o cenário evolutivo propõe que, com o passar do tempo. as coisas, por si só, foram ficando mais ordenadas e mais estruturadas. De alguma forma, a energia do “Big Bang” estruturou-se a ela mesma e gerou estrelas, galáxias, planetas e seres vivos – contrariando a SLT.

É dito por vezes que a energia do Sol foi suficiente para superar esta tendência, e permitir a formação da vida na Terra. No entanto, a mera aplicação de energia não é suficiente para ultrapassar esta tendência; a enerdia tem que ser canalizada para uma máquina. Os seres humanos têm que reparar as coisas de modo a que elas não entre em deterioração. De igual modo, é a maquinaria presente na fotossíntese que captura a energia solar, permitindo que a vida exista, e a própria fontossíntese é ela mesma um processo químico complexo. O amadurecimento duma bolota para uma árvore, ou um zigoto (a primeira célula resultante da fertilização) num ser humano maduro não viola a SLT visto que estes processos são guiados pela informação já presente na bolota ou no zigoto.

6. A existência do universo

Por definição, alguma coisa tem que ser eterna (visto que temos “alguma coisa” hoje em dia, e nada vem do nada, e com otal, nunca houve um tempo emque só havia o “nada”). Ou o próprio universo é eterno, ou algo/Alguém fora e Maior que o universo é Eterno. Nós sabemos que o universo não é eterno – teve um ponto inicial de existência, algo confirmado pela expansão – logo, Deus (ou algo/Alguém fora do univrso) tem que existir e tem que ter criado o universo.

Einstein mostrou que o espaço e o tempo estão relacionados; se não há espaço, não há tempo. Antes do universo ter sido criado, não havia espaço e desde logo, não havia o conceito do tempo. Isto é complicado para nós entender vito que somos criaturas do espaço-tempo, mas isto permite que Deus seja Um Ser Eterno, algo totalmente consistente com as leis científicas.

A pergunta “Quem criou Deus?” é, desde logo, uma pergunta inválida visto que é uma pergunta fundamentada no tempo (relativa ao ponto em que Deus começou a existir), mas Deus existe fora da dimensão temporal como a Causa Inicial sem-causa.

7. A estrutura da Terra é perfeita para a vida

Dezenas de parãmetros encontram-se “perfeitos” para a vida existir neste planeta. Por exemplo, se a Terra estivesse um bocado mais próxima do Sol, a temperatura à superfície seria demasiado elevada e as águas dos oceanos evaporar-se-iam; se a Terra estivesse ligeiramente mais afastada, estaria continuamente coberta de gelo.

Mais exemplos são: 1)a órbita circular da Terra, para manter uma temperatura relativamente constante o ano inteiro, 2) a sua velocidade de rotação, para providenciar dias e noites não demasidamente longos, mas também não demasidamente curtos, 3) a sua inclinação, para gerar estações, 4) e a presença da lua, para providenciar marés que limpam os oceanos, são apenas mais alguns exemplos.

Idade da TerraA presença de largas quantidades de água, com as suas espantosas e especiais propriedades, é também necessária. A água é um composto raro visto que é mais leve no estado sólido do que no estado líquido. Isto permite que as lagoas congelem com gelo na superfície, permitindo que a vida dentro da lagoa sobrevivam. Se assim não fosse, os corpos líquidos espalhados pelas zonas mais frias da Terra congelariam desde o topo até às zonas mais profundas, matando toda a vida dentro desse espaço líquido (lagoas, etc).

A água é também o “solvente” mais universal que se conhece, permitinfo a dissolução/mistura com os mais variados químicos da vida. De facto, os nossos corpos são 75-85% compostos por água.

8. O ajustamento da Física

A calibração afinada das constantes que controlam a física do universo – os parâmetros das forças básicas (constantes das forças nucleares fortes e fracas, constantes das forças gravitacionais, e as constantes das forças electromagnéticas) estão calibradas até ao mais ínfimo detalhe. Uma variação mínima nestes ou em qualquer dos outros parâmetros universais tornariam a vida impossível.

A ideia do “multiverso” de que existem muitos universos iguais aos nossos, e que por acaso eles têm estes valores, é uma que está fora do domínio da ciência e nunca pode ser provada. E mesmo que existissem outros universos com parâmetros idênticos ou parecidos aos da Terra, ainda teríamos que responder à questão: “Qual é a causa destes universos todos?”

9. O aparecimento abrupto no registo fóssil

Os fósseis mais antigos de qualquer criatura já estão totalmente formados, e não variam muito com o passar do tempo (“estáse”). A “Explosão Câmbrica” presente no “estrato primordial” documenta um aparecimento geologicamente rápido da maior parte dos grupos principais dos animais complexos.

Não há qualquer evidência de evolução do mais simples para o mais complexo; diz-se que as aves evoluíram dos répteis mas nenhum fóssil foi alguma vez descberto tendo “metade-escamas/metade-asa”. Os répteis respiram usando o pulmão “dentro e fora” (tal como os mamíferos) mas as aves têm um pulmão “unidireccional” ajustado para a locomoção aérea. Alguém consegue imaginar como é que a trasição de um pulmão assim pode ter ocorrido?

O aparecimento súbito e a estáse estão de acordo com o conceito Bíblico da criação “segundo o seu tipo”, e também com o Dilúvio global que varreu a Terra até às partes mais baixas das suas camadas rochosas superficiais, depositando a “coluna geológica” e dando a aparência duma “Explosão Câmbrica”. As criaturas mais inteligentes e mais móveis teriam escapado por mais tempo das águas do Dilúvio, havendo sido enterrados nas partes mais elevadas das camadas, causando uma ordem de enterro que progride das formas mais “simples” para as mais complexas – formas de vida mais complexas / formas de vida de nível mais elevado – o que erradamente leva as pessoas a interpretar isso como um progresso evolutivo.

10. A consciência humana

A pessoa é uma união do corpo + alma/mente – sendo a alma/mente a parte imaterial da pessoa e qué realmente o “eu interior” de cada um. OS químicos por si só não podem explicar a auto-consciência, a criatividade, o raciocínio, as emoçºoes do amor e do ódio, as senasões de prazer e dor, a posse e o lembrar de experiências, e o livre arbítrio. O raciocínio não e fiável se ele se baseia apenas e só nos eventos neurológicos cegos.

11. A linguagem humana

A linguagem é uma das muitas coisas que nos separam dos animais. Nenhum animal é capaz de atingir algo remotamente parecido com o que os humanos são capazes de fazer, e todas as tentativas feitas para se ensinar os chimpazés a falar falharam. OS evolucionistas não têm explicação para a origem da lingagem humana, no entanto a Bíblia tem.

Genes exclusivamente presentes no ser humano são más notícias para o evolucionismoÉ dito logo no primeiro capítulo que o primeiro homem, Adão, foi criado com a capacidade de falar. A Biblia explica também o porquê de termos várias línguas humanas, visto que Deus teve que “confundir” a língua comum que era usada em Babel depois do Dilúvio, cmo forma de forçar as pessoas a espalharem-se opr todo o mundo, tal como Ele assim havia ordenado. Mas esta confusão era “superficial” visto todas s linguas expressam as mesmas ideias básicas e conceitos, permitindo que outras linguas possam ser aprendidas e entendidas.

12. Reprodução sexual

Muitas criaturas reproduzem-se de forma assexuada. Porque é que os animais iriam abandonar a mais simples reprodução assexual em favor da muito mais dispendiosa e ineficiente reprodução sexual? Este tipo de reprodução, ao contrário da assexuada, é um processo bastante complexo que só é útil se tudo estiver no seu lugar. A alegação de que a reprodução sexual evoluíu órgãos sexuais complementares (masculino e feminino), esperma e ovos, e toda a maquinaria que está associada ao processo, é um desafio para a nossa imaginação.

13. O testemunho da Bíblia

A Bíblia é Verdadeira. A História da Bíblia é verdadeira. As palavras da Bíblia em relação às nossas origens foram dadas aos homens para serem escritas, e Deus é o Único Ser que esteve presente durante todo o processo de criação. Deus disse que Ele criou o universo. Deus disse que Ele criou todos os seres vivos. Nós sabemos que a vida é muito mais do que químicos. Deus colocou a Sua vida em Adão, e a vida tem sido transferida de geração em geração até aos nossos dias.

No princípio, criou Deus os céus e a terra.” Génesis 1:1

E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.” Génesis 1:27

A falha básica de todas as visões evolutivas é a origem da informação que está dentro das formas de vida. Nunca foi demonstrado que um sistema em código e a informação semântica se possam criar a si mesmos num meio material. Para além disso, os teoremas da informação prevêem que isto nunca será possível e como tal, uma origem da vida puramente material está portanto impossibilitada” – Werner Gitt.

Acredito que mais cedo ou mais tarde, o mito Darwiniano será classificado como a maior decepção da história da ciência.” – Soren Lovtrup

Fonte: http://www.bestbiblescience.org/top.htm

About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

124 Responses to 13 evidências contra a teoria da evolução

  1. Anderson says:

    Infelizmente tenho de discordar do item 10 quanto a interpretação dada ao ser humano. Se cremos que a Bíblia é a Verdade, conforme João 17:17, então este item está equivocado.
    O ser humano não é junção de corpo+alma, como se fossem dois entes distintos. Isso é uma interpretação segundo a filosofia grega que nada tem a ver com o que Deus falou através de Moisés e os profetas.
    Reparem que em Gn 2:7 é relatado que o homem foi feito do pó da terra e Deus soprou em suas narinas o ‘fôlego de vida’, e isto tem tradução como espírito que é exatamente “sopro” e não um ser independente do corpo. O próprio texto diz que o homem foi “feito alma vivente” e não que ele tivesse uma alma vivente Ser ter.
    Segundo Ec. 9:5,6 também é ressaltado o conceito holístico do homem pois lá diz:
    “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.
    Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.

    Eclesiastes 9:5-6”

    Como pois explicar que alguém possa viver fora do corpo se não sabem de nada e não tem parte em coisa alguma? Isso é um erro de interpretação das Escrituras com base em filosofia grega.
    Acho que o artigo poderia se abster de interpretar a Bíblia, defendendo apenas o que é cientificamente evidência a favor desta.
    Quantos aos demais itens, é um bom resumo que nos leva a crer que a Palavra de Deus é a Verdade.

    Abraços.

    Liked by 1 person

    • A.Porto says:

      A expressão “debaixo do sol” quer dizer que seus pensamentos e outras coisas
      pereceram neste mundo , sob o sol.

      Like

      • Anderson says:

        Amigo Porto,

        Desconsiderou o contexto do texto imediato. Una a expressão citada ao não saber coisa nenhuma e ao esquecimento da memória e ao fim dos sentimentos e responda como alguém pode ainda existir sem essas coisas.
        Isso é espiritismo e a Bíblia não está de acordo com isso.
        Verifique Gn 2:7 e veja que o homem é uma alma vivente e não tem uma alma vivente como sugere o artigo.
        Repare que Jesus mesmo comparou a morte a um total estado de inconsciência, tal como o sono:
        “Assim falou; e depois disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo, dorme, mas vou despertá-lo do sono.
        Disseram, pois, os seus discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo.
        Mas Jesus dizia isto da sua morte; eles, porém, cuidavam que falava do repouso do sono.
        Então Jesus disse-lhes claramente: Lázaro está morto;

        João 11:11-14”

        Também a Bíblia afirma que haverá ressurreição e não reencarnação.
        Se houvesse reencarnação, ou espíritos vivos fora do corpo, perde-se o sentido a volta de Jesus para salvar os justos e também perde-se o sentido em se falar de ressurreição (pois já estariam todos no céu).

        Existem muitos textos que confirmam isso que estou lhe dizendo. Não se deixe influenciar pela filosofia grega ao ler as Sagradas Escrituras.
        Não sei se esse é o espaço para isso por isso não vou me prolongar, só quis frisar que o artigo deixou de lado a ciência e afirmou algo que nem a ciência nem a Bíblia corroboram ao dizer que existe alma/espírito em união com um corpo carnal e que nossa consciência é uma parte “imaterial”.

        Abraços.

        Liked by 1 person

      • Saga says:

        O capitulo 9 de Eclesiastes diz que o estado dos mortos ali descrito, como de inatividade e de falta de consciência é experimentado no lugar para onde os mortos vão, que é o “Hades” (Sheol, “Mundo dos Mortos” segundo a Nova Tradução na Linguagem de Hoje).

        Longe de estar falando do óbvio: de que corpos decompostos no cemitério não fazem mais ações e nem tem mais informações sobre o mundo dos vivos, se está falando que as almas no Hades não tem ciência de coisa alguma e seus sentimentos e emoções já pereceram. Dizer que um cadáver não está consciente é chover no molhado, a toda a sabedoria do Eclesiastes seria gasta para escrever várias linhas argumentando em cima do óbvio, de que cadáveres sem mente não tem emoções??????

        Que são as almas que habitam o Hades (Salmos 30:3; 49:15; 86:13; 89:48), está demonstrado pelo próprio caso do Messias, que sua alma não foi deixada no Hades (Seol), em vista de sua ressurreição (Salmo 16:10 e Atos 2:27,31)

        ” A.Porto diz: 07/07/2014 às 14:57 A expressão “debaixo do sol” quer dizer que seus pensamentos e outras coisas pereceram neste mundo , sob o sol”

        (Eclesiastes 9:4-10)
        4 Pois, quanto àquele que está unido a todos os viventes, há confiança, porque melhor está o cão vivo do que o leão morto. 5 Pois os viventes estão cônscios de que morrerão; os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada, nem têm mais salário, porque a recordação deles foi esquecida. 6 Também seu amor, e seu ódio, e seu ciúme já pereceram, e por período indefinido não terá mais parte em nada do que se tem de fazer debaixo do sol. 7 Vai, come o teu alimento com alegria e bebe o teu vinho com um bom coração, porque Deus já achou prazer nos teus trabalhos. 9 Aproveita a vida com a esposa que amas, todos os dias dessa tua vida vã que Deus te deu 10 Tudo o que a tua mão achar para realizar, faze-o com a sua própria capacidade, pois não haverá trabalho, nem planos, nem ciência, nem sabedoria no lugar para onde vais [quando morreres,] no Mundo dos Mundos (Mas. Hebr.: SHE.OHL, Lxx Gre.: HA.Í.DES, Vg.Lat.: ÍN.FE.ROS)

        “jephsimple diz: 07/07/2014 às 20:41 Pois eu acho que isso cabe uma discussão teológica. Eu por exemplo creio que o ser humano é um ser triuno : Corpo, alma e espírito
        O corpo é o “físico” alma são as emoções,sensações,sentimentos o espírito é a razão, o pensar”

        A descrição mais simplista de alma e espírito:
        – ALMA – A junção do corpo com o espírito, como em Gên 2:7, alma vivente = ser vivo.
        – ESPÍRITO – A força de vida, ou sopro divino que anima a alma.

        Não serve para todos os casos das Escrituras, mas para a maioria dele cairia nisso. Outro uso inclui “alma” sendo usado como equivalente ao conceito de “vida”, minha alma = minha vida. Alma também é usada pra desejo, tal como “minha alma está faminta” = eu estou com fome.

        A palavra espírito tem diferente usos, mas eles são tomados em contraste ao antítese ao físico, em especial ao que podemos ver. Ar, vento, sopro, força mental, força de vida, corpos espirituais todos tem coisas em comum.

        (Gênesis 8:1) Lembrou-se de Noé e de todo animal que estava com ele na arca, e Deus fez passar um VENTO (rú·ahh, espírito) sobre a terra e as águas começaram a baixar
        (Jó 33:4) O espírito de Deus me fez, o FÔLEGO do Todo-poderoso me fez viver.
        (Jó 34:14-15) Se Deus ajuntar a si o espírito e o fôlego do tal, Toda a carne expirará juntamente, E o homem terreno retornará ao pó.
        (Salmos 104:29) Se [Deus] lhes tiras o espírito, EXPIRAM. E retornam ao seu pó.
        (Salmo 33:6) Pelo espírito [sopro] DE SUA BOCA [de Deus] foram feitos [os céus].
        (Isaías 42:5) Aquele que dá RESPIRAÇÃO ao povo sobre ela e espírito aos que andam
        (Lucas 23:46) “Pai, às tuas mãos confio o meu espírito.” Dizendo isso, EXPIROU.
        (João 20:22) E SOPROU sobre eles e disse-lhes: “Recebei espírito santo.
        (2 Tim 3:16) “Toda a Escritura é INSPIRADA por Deus” (Soprada – the·ó pneu·stos)

        Se a palavra “espírito” for tomada como a razão ou o pensar de que modo isso afetaria a questão do Espírito de Deus?
        (Isaías 40:13) = “Espírito” de Deus
        (1 Coríntios 2:16 e Romanos 11:34) = “Mente” de Deus

        Quando alma é tomada para “sensações ou sentimentos” como você disse, ela fica muito mais próxima ao uso que Paulo usa para “carne”, a nossa carne quer isso ou aquilo, mas nosso “espírito” quer outra coisa.

        (1 Samuel 1:15) Ana respondeu: “Não, meu senhor! Sou uma mulher de espírito aflito; e não bebi nem vinho nem bebida inebriante, mas derramo a minha alma
        (Salmos 42:4) Vou lembrar-me destas coisas e vou derramar minha alma no meu íntimo
        (Isaías 26:8-9) O desejo da alma tem sido por teu nome e recordação. Almejei-te com a minha alma durante a noite; sim, com o meu espírito dentro de mim estou à procura de ti
        (Marcos 14:34) Jesus lhes disse: “Minha alma está profundamente contristada, até à morte. Ficai aqui e mantende-vos vigilantes
        (Mateus 26:41) O espírito, naturalmente, está ansioso, mas a carne é fraca
        (Gálatas 5:17) Pois a carne é contra o espírito no seu desejo, e o espírito contra a carne; porque estes estão opostos um ao outro, de modo que as próprias coisas que gostaríeis de fazer, não fazeis.
        (Romanos 8:4-6) Em nós, os que andamos, não de acordo com a carne, mas de acordo com o espírito. Pois, os que estão de acordo com a carne fixam as suas mentes nas coisas da carne, mas os que estão de acordo com o espírito, nas coisas do espírito. Pois a mentalidade segundo a carne significa morte, mas a mentalidade segundo o espírito significa vida

        (1 Coríntios 15:44-49) Semeia-se corpo físico ( = Corpo de Alma, Corpo Animal – psy·khi·kón; lat.: a·ni·má·le), é levantado corpo espiritual (Corpo de Espírito). Se há corpo físico, há também um espiritual. Até mesmo está escrito assim: “O primeiro homem, Adão, tornou-se alma vivente (psy·khén zó·san = criatura que respira. em hebr. se diz né·fesh hhai·yáh; e em latim: á·ni·mam vi·vén·tem).” O último Adão [Jesus Cristo] tornou-se espírito vivificante. Não obstante, o primeiro é, não o que é espiritual, mas o que é físico (de Alma – psykhikón), depois aquilo que é espiritual. O primeiro homem (alma vivente) é da terra e feito de pó; o segundo homem [Jesus, o espírito vivificante] é do céu. […] assim como temos levado a imagem daquele feito de pó [Adão – a Alma Vivente], levaremos também a imagem do celestial [Jesus – o espírito vivificante].

        (Judas 19) Estes são os que fazem separações, homens animalescos (homens físicos, homens de alma = Gr.: psy·khi·koí; lat.: a·ni·má·les), sem espiritualidade.

        Homem animal x homem espiritual, lembrando que homem animal = homem de alma (Alma = Anima), ou seja a palavra animal é muito útil neste caso, somos “animais” quando seguimos nossos instintos mais básicos, nisso fazemos a vontade de nossa “alma” ou “carne”.

        Algumas conclusões:
        Alma se refere a elemento físicos (psy·khi·koí vem de psykhé, alma, físico significa “feito de alma”), em psicologia o sentido é mais próximo de mente (Psicologia também vem de psykhé, ou seja psicologia quer dizer o “estudo da alma”). Biblicamente falando a distinção que é feita em relação a alma e espírito, é a mesma a ser feita entre físico, visível, tangível e espiritual, invisível, intangível ou entre instintos animais como fome, sede, paixão, amor erótico, ambição e os superiores valores espirituais. Sobre o espírito, ele anima a alma, tanto a alma física quanto a alma psíquica, ele é a força que a movimenta, se estamos vivos, é porque o espírito, a força de vida, anima nossa alma vivente; se eu estou com um desejo, disso ou daquilo é porque existe um espírito movendo minha mente para esta ou aquela ação, pode ser um espírito de ira, ou um espírito de alegria, sim, vários espíritos, pois as Escrituras falam em espíritos positivos e espíritos negativos.

        (1 Coríntios 2:12) Ora, não recebemos o espírito do mundo, mas o espírito que é de Deus, para que soubéssemos as coisas que nos foram dadas bondosamente por Deus. 

        O “espírito do mundo” é uma força invisível que nos induz a fazer aquilo que não é direito aos olhos de Deus. Sobre isso também é interessante Efésios 2:1-2, que diz: “Estivésseis mortos nas vossas falhas e pecados, 2 nos quais andastes outrora segundo o sistema deste mundo, segundo o governante da autoridade do ar, o espírito que agora opera nos filhos da desobediência”. (Leiam também Tiago 4:4 e 1 João 5:19)

        (Efésios 4:21-24) Deveis pôr de lado a velha personalidade que se conforma ao vosso procedimento anterior e que está sendo corrompida segundo os seus desejos enganosos; mas que deveis ser feitos novos na força [espírito] que ativa a vossa mente, e que vos deveis revestir da nova personalidade, que foi criada segundo a vontade de Deus

        Os termos mente, coração, alma e espírito estão inter relacionados e não cabe aqui nesse espaço uma analise completa de todos usos bíblicos caso a caso, de toda forma vamos resumir alma em “nosso eu físico e carnal em contraste com o nosso espírito”, coração em “nossos sentimentos e emoções em contraste com a razão de nossa mente”, mente como “razão em contraste com coração”, e espírito como “força invisível que causa efeito visíveis, físicos ou psicológicos” – “aquilo que anima a alma e a mente, o nosso físico e psicológico” – “invisível influência ou inspiração boa ou má que nós induz a certos pensamentos ou ações, fica a nossa volta como o ar que nos rodeia, ou dentro de nós como o folego em nossas narinas e pulmões”

        Sem espírito a alma vivente se foi né (alma morta), pois não tem o espírito pra animar o corpo.
        Sem espírito a alma não tem desejo ou consciência (alma inerte), pois não tem o espírito para agir como força que dá o impulso que anima a mente .

        PS: Desculpem se pareceu longo, mas é que não dá pra simplificar com um texto só, pois são muitas ocorrências e os significados se diferenciam de um texto pra outro, eu expus acima o elo em comum, pois uma coisa é se diversificarem em sentido, outra diferente é terem significados contraditórios, isto não tem! É preciso após a analise do texto, ir atrás de qual a matiz COMUM de sentido com os outros textos.

        Liked by 1 person

    • jephsimple says:

      Pois eu acho que isso cabe uma discussão teológica.

      Eu por exemplo creio que o ser humano é um ser triuno : Corpo, alma e espírito

      O corpo é o “físico” alma são as emoções,sensações,sentimentos o espírito é a razão, o pensar.[Mas confesso que cabe bom debate]

      E o cérebro é uma mera maquina de memória?

      Se tudo esta reduzido a mecanicismo o que aconteceria se uma boa parte do cérebro fosse removida? Perde-se-ia uma parte do “eu”?

      Pois é; estou muito impressionado com o cérebro humano, mas isso não é tão novo, veja esta notícia antiga: “Removing Half of Brain Improves Young Epileptics’ Lives”

      “” Estamos admirados com a retenção aparente de memória e pela manutenção da personalidade e senso de humor da criança,” Dr. Eileen PG Vining da Universidade Johns Hopkins, escreveu na edição da revista Pediatrics deste mês.”

      http://www.nytimes.com/1997/08/19/science/removing-half-of-brain-improves-young-epileptics-lives.html

      “Por que as pessoas se agarram com tanta ferocidade a crença em uma realidade independente da mente? É, sem dúvida, porque se não existe essa realidade, então, em última instância (tanto quanto podemos saber)só existe a mente. E se a mente não é um produto da matéria real, mas é o criador da “ilusão” da realidade material, então uma visão teísta da nossa existência torna-se a única alternativa racional ao solipsismo “(solipsismo é a idéia filosófica de que só a própria mente é a certeza de existir).

      (Dr. Henry, experimento referenciado e papel – “Um teste experimental do realismo não-local” por S. Groblacher et al, Nature 446, 871, Abril de 2007 -.. “Ser ou não ser local” por Alain Aspect, Natureza 446, 866, Abril de 2007 (a desigualdade de Leggett: Verificado 80 ordens de magnitude)

      Like

  2. http://www.astronomiareal.blogspot.com.br/2014/06/quem-foi-darwin.html?m=1

    meu amigo. gostei muito do q vc eacreveu. Esse. artigo q postei acima fala sobre a evoluçao. e comprova q darwin n criou nada. apenas copiou de outras pessoas. abraços.

    Like

    • Sodré says:

      Por essa lógica também Marx “não criou nada apenas copiou doutras pessoas” tal com tantos outros… O valor está em fazer uma nova síntese de conhecimentos e teorias já conhecidas, dando unidade ao que antes estava disperso…Até os Deuses “se copiam entre si” sendo possível detetar diversas semelhanças entre eles…
      O “gigante” é normalmente mais um “anão” mas que se soube colocar aos ombros doutros como ele e assim viu mais longe… criações originais absolutas são fantasia.

      Like

      • jephsimple says:

        “criações originais absolutas são fantasia.”

        Essa alegação é apoiada por evidências?Por parcimônia?

        Não é fantasioso que todos os seres vivos [fora os extintos], animais, vegetais, fungos, bactérias e vírus[???] são produto de uma única forma de vida mais simples que o luquinha?

        Mas a evolução não é apenas no campo anatômico, morfológico…

        É no campo molecular, todas as maquinas moleculares surgiram por evolução.

        Engraçado, vcs usam vossa interpretação para apoiar ancestralidade universal,mas afirmam que ancestralidade comum é fantasiosa!

        Não perca amanhã, no Animal Planet ás 22hs, “Planeta Mutante”, e veja as incriveis obras acidentais da evolução😀

        Ps: Evidências para ATP Sintase[presente no “LUCA”? Motor flagelar?
        E … O relacionamento entre os filos de metazoários permanecem por resolver.

        Like

    • Everton Araujo says:

      edvan bandeira,

      Boa noite, pq vc, como pos-graduado em genetica, preferiu defender uma desmistificaçao do Darwin à um tema da genetica? o que te levou a fazer isso?

      Mesmo com esse defesa de pos-graduaçao vc nao se enquadra como uma pessoa contra a evoluçao. Mas esse post do blog mostra exatamente 13 evidencias contra a TE. Vc concorda com isso?

      Like

    • jephsimple says:

      O que sobrou do maior gênio da história da biologia na TCE atual?

      Será que num futuro próximo o titio Lamarck volta ?

      E por falar em origem das espécies, você consegue me responder se esse livro é revisado, ou é uma “publicação científica” ?

      E o que dizer das alegações racistas e machistas do grande gênio da história da biologia?

      Defendam Darwin!!! O grande gênio de toda a história da biologia!!!

      Like

  3. jephsimple says:

    Nossas mentes utilizam objetos transcendentes o tempo todo, como a própria informação que escrevem, e a matemática que fazem referência, por esses blogs.

    “Uma das coisas que eu faço nas minhas aulas, para obter essa idéia através de estudantes, é o que eu realizo com dois discos de computador. Um deles é carregado com o software, e o outro é branco. E eu lhes pergunto: “Qual é a diferença de massa entre esses dois discos de computador, como resultado da diferença no conteúdo de informação que eles possuem? E, claro, a resposta é: “Zero! Nenhuma! Não há diferença na sequência da informação. E isso é porque a informação é uma quantidade menor de massa. Agora, se a informação não é uma entidade material, então como pode haver qualquer explicação materialista para a sua origem? Como pode uma causa material explicar a sua origem?

    E este é o problema real e fundamental que a presença de informação em biologia tem imposto. Ela cria um desafio fundamental para os cenários evolutivos materialistas, porque a informação é um tipo diferente de entidade que a matéria e a energia não podem produzir.
    No século XIX, pensávamos que havia duas entidades fundamentais na ciência; matéria e energia. No início do século XXI, podemos agora reconhecer que há uma terceira entidade fundamental; e é “informação”. Não é redutível à matéria. Não é redutível à energia.

    Agora, o que vamos fazer com a verdade, que a informação está presente na raiz de toda a função biológica? Em biologia, temos matéria, temos energia, mas nós também temos este terceira, entidade muito importante; informações. Eu acho que a biologia da era da informação, é um desafio fundamental para qualquer abordagem materialista para a origem da vida. ”
    -Dr. Stephen C. Meyer

    Liked by 1 person

  4. jephsimple says:

    Um off topic…

    Que vergonha hein Brasil? 7 x 1… Estou envergonhado…

    Como foi a repercussão dessa eliminação vexatoria do Brasil aí em Portugal?

    Liked by 1 person

    • Sodré says:

      Aqui em Portugal a ideia dos especialistas em futebol parece ser a de que o futebol brasileiro está ultrapassado a nível tático-estratégico e que não tem treinadores atualizados nesta área, continuando assente na superioridade individual dos jogadores e da sua habilidade… E talvez fosse bom receber treinadores estrangeiros com outras ideias de jogo coletivo.
      Enquanto Filipão atribuiu o descalabro a 6 minutos que de desnorte, aqui são-lhe atribuídas culpas na organização da equipa e diz-se que, em 10 jogos, a Alemanha venceria 8 ou 9.
      Realmente, o Brasil entrou ansioso e deixou a Alemanha jogar e trocar a bola à vontade, sem pressionar o jogador que tinha a bola, sem cobrir os espaços e as linha de passe, sem tapar o jogador que iria receber o passe… jogando um futebol pouco profissional e moderno… Veja-se como a “fraca” Argélia jogou um futebol moderno face à Alemanha, de igual para igual, mesmo sem “vedetas”.
      Filipão parece não ter percebido que foi muito inferior na forma como concebeu o jogo logo de início. Os alemães mantiveram toda a calma mesmo quando pareciam estar a ser pressionados no começo de jogo, enquanto que os brasileiros descontrolaram-se logo que sofreram o primeiro golo… e isso não foi “psicologia” foi má conceção-organização de jogo… Filipão ainda agora não entende assim…

      Liked by 2 people

      • Vinicius Sena says:

        Falou e disse! Aqui já se fala até em José Mourinho. Seria interessante. Felipão foi um grande técnico, veja-se o que fez pelo Brasil em 2002 e por Portugal em 2004 e 2006, mas o seu tempo já passou.

        Liked by 1 person

      • jephsimple says:

        “Aqui em Portugal a ideia dos especialistas em futebol parece ser a de que o futebol brasileiro está ultrapassado a nível tático-estratégico e que não tem treinadores atualizados nesta área, continuando assente na superioridade individual dos jogadores e da sua habilidade… ”

        Essa foi a a leitura de praticamente toda a crônica esportiva brasileira.

        “Enquanto Filipão atribuiu o descalabro a 6 minutos que de desnorte, aqui são-lhe atribuídas culpas na organização da equipa e diz-se que, em 10 jogos, a Alemanha venceria 8 ou 9.”

        Parece que alguns da cronica de cá são tão arrogantes quanto Felipão, eu não fiquei muito surpreso com os 7, nem acho que foi um apagão de 6 minutos… Na verdade taticamente o time esteve apagado a copa inteira.

        Alegar 6 minutos inexplicáveis é de uma arrogância sem tamanho. Pois está bem claro que os 7 apesar de atípico não são inexplicáveis… Apenas mostraram que o futebol Brasileiro precisa evoluir taticamente, isso começando pela cúpula que dirige o futebol brasileiro.

        Liked by 1 person

  5. karmo2010 says:

    Eu sei que evolucionistas convictos insistem em separar origem química da vida da teoria da evolução. Mas na prática, a suposta evolução de vidas primitivas teriam de partir de um ser unicelular, que teria de ter surgido de alguma forma, não é verdade?

    Quem sabe a estória que vou contar a seguir, tenha algo a ver com essas fortes convicções evolucionistas:

    Essa é um estória hipotética, qualquer semelhança com a vida real é mera coincidência.

    Um jovem casal, que acabara de se casar, havia ganhado de um desconhecido um apartamento. Curiosos, desconfiados, foram visitar o apartamento que haviam ganhado como presente de casamento, pois o desconhecido lhes havia dado a chave e o endereço do mesmo.
    Chegando ao lugar, foram até o apartamento, e entrando viram que o mesmo estava completamente vazio, exceto por uma mesa onde havia um bolo e um envelope junto ao doce. O bolo tinha uma aparência muito boa, mas não experimentaram dele, pois as circunstâncias eram por demais estranhas. O rapaz pegou o envelope e abriu. Dentro dele havia uma mensagem direcionada aos noivos:

    “Caros, Adão e Eva:

    Desejo que vocês sejam muito felizes. Sei que vai parecer estranho o que vou relatar, mas não se iludam com as coisas que vocês estão vendo. O apartamento não teve construtor, veio a existir sozinho. E o bolo, foi resultado de um grave acidente com um caminhão de entregas, onde por acaso havia todos os ingredientes do bolo: a farinha de trigo, o ovo, a água, o leite e etc… Aconteceu que o motorista, muito cansado, dormiu ao volante, e perdeu o controle do veículo, de modo que o caminhão rolou numa ribanceira medonha, e rolou por milhares de vezes, misturando os ingredientes do bolo de maneira prodigiosa. No último capote, o veículo, que estava vazando combustível, explodiu, cozinhado a mistura dos ingredientes e produzindo essa maravilha da culinária, que é o bolo que deixei pra vocês.
    Bom apetite e felicidades.

    P.S.: Espero não precisar explicar o que aconteceu com o motorista, né?

    O que você faria, amigo leitor? Confiaria nesse desconhecido e aceitaria seus presentes?
    Quem é esse desconhecido? O que ele quer nos levar a acreditar? Responda pra si mesmo.

    As forte convicções evolucionistas/darwinistas/ateístas querem nos impor a explicação de que ocorrências acidentais são responsáveis pela variedade e abundância de vida em nosso planeta. O que você acha?

    Like

  6. jephsimple says:

    Notícia quentinha…. Direto do forno…

    Algum evo vai jogar a toalha?

    >>>>Journal of Ornithology, July 2014 | DOI: 10.1007/s10336-014-1098-9

    Abstract: Re-examination utilizing Keyence 3D digital microscopy and low angled illumination of the fossil Scansoriopteryx, a problematic sparrow-size pre-Archaeopteryx specimen from the Jurassic Daohugou Biotas, provides new evidence which challenges the widely accepted hypothesis that birds are derived from dinosaurs in which avian flight originated from cursorial forms. Contrary to previous interpretations in which Scansoriopteryx was considered to be a coelurosaurian theropod dinosaur, the absence of fundamental dinosaurian characteristics demonstrates that it was not derived from a dinosaurian ancestry and should not be considered as a theropod dinosaur. Furthermore, the combination in which highly plesiomorphic non-dinosaurian traits are retained along with highly derived features, yet only the beginnings of salient birdlike characteristics, indicates that the basal origins of Aves stemmed from outside the Dinosauria and further back to basal archosaurs. Impressions of primitive elongate feathers on the forelimbs and hindlimbs suggest that Scansoriopteryx represents a basal form of “tetrapteryx” in which incipient aerodynamics involving parachuting or gliding was possible. Along with unique adaptations for an arboreal lifestyle, Scansoriopteryx fulfills predictions from the early twentieth century that the ancestors of birds did not evolve from dinosaurs, and instead were derived from earlier arboreal archosaurs which originated flight according to the traditional trees-down scenario.

    Like

    • Renato says:

      O texto em inglês apenas indica que a origem das aves é provavelmente diferente daquela que se pensava. Não existe uma linha sequer que conteste o processo evolutivo darwiniano…. E ainda termina com a afirmação de que, possivelmente, as aves são originárias de um Archosauro arbóreo mais antigo.

      Qual o motivo para alguém jogar toalha???

      Like

      • jephsimple says:

        “O texto em inglês apenas indica que a origem das aves é provavelmente diferente daquela que se pensava. Não existe uma linha sequer que conteste o processo evolutivo darwiniano….”

        Exatamente… A origem das aves provavelmente é diferente daquela que “se pensava”… assim como DNA Lixo possui funções específicas e relevantes, bem diferente do que “se pensava”.

        E se empurra a origem das aves para trás… Assim diminui-se o tempo para as mágicas da evolução?

        É bem provável que o novo possível candidato a “ancestral das aves”, lá na frente também cairá na mesma conclusão: “Pensava-se”…

        “Qual o motivo para alguém jogar toalha???”

        Qual? Existe um sequer?

        Like

      • É verdade o que disse o Renato e, mais ainda, o Archaeopteryx e outros continuam a demonstrar evolução, apenas não é provavelmente um antepassado “colateral” dos pássaros de agora (isto é, se Archaeopteryx for descendente de dinoassauros). No entanto, as análises filogenéticas nunca apoiaram a hipótese descrita (1) – sempre apoiaram a da ancestralidade dos dinossauros.

        http://en.wikipedia.org/wiki/Scansoriopteryx

        Like

      • «(isto é, se Archaeopteryx for descendente de dinoassauros).» -que é o que tem sido apoiado pelas evidências

        Like

      • Miguel says:

        «(isto é, se Archaeopteryx for descendente de dinoassauros).» – que é o que tem sido apoiado pelas evidências

        “Analysis of fossil traits suggests that Archaeopteryx is not a bird at all. “

        http://www.nature.com/news/2011/110727/full/news.2011.443.html

        Liked by 1 person

      • Filogenéticamente e em termos de características, pássaro basal, ou dinossauro com penas basal, a diferença não é muita. Mas… continua a ser evolução (de dinossauros para dinossauros com penas, por exemplo)

        Like

      • jephsimple says:

        “As 12 “evidências” elencadas no texto foram devidamente refutas. A existência de um criador é a única hipótese não falseável na teoria criacionista. Todas as demais são falseáveis.”

        Ah sei !!!!! A origem da informação… Já foi devidamente demonstrado que o acaso e aleatoriedade, e acidentes, e processos desgovernados, são suficientes para produzir informação especificada, um código?

        É mesmo? Quando foi? E qual era a outra possível causa para a mesma CSI, para o código?

        Origem da vida… Hãhã … Problema resolvido…

        O design das formas de vida… Então vocês já forneceram uma hipótese testável e falseável refutando um design real nos seres vivos. E tem um bando de idiota na biomimética…

        Complexidade Irredutível… Mais uma vez; podeis fornecer a hipótese testável e falseável demonstrando que não existe IC biológica?Como é isso uma vez que chamais ID de pseudo? Vocês não suportam um trabalho oposto ao vosso com relação a IC e CSI…

        Vocês acham que as pessoas são trouxas, idiotas? O trabalho do ID com relação a IC e CSI não está concluído e vcs já estão dizendo que foi devidamente refutado… Vcs devem saber muito sobre CSI, IC e ID para refuta-lo não? Ou basta um espantalhosinho num tribunal e ficais contentes?Ou sera que vcs tem coragem de um confronto aberto, sem censura, honesto?

        É uma mistura de arrogância com ignorância… A biologia tem muito a nos mostrar e vcs estão a alegar que TE é um fato e CSI e IC já foram DEVIDAMENTE REFUTADOS?

        Dá pra perceber quem realmente faz ciência, e quem faz o que lhes é conveniente… Quando lhes é conveniente declarar, declaram que a ciência não nos leva a uma verdade absoluta, e quando lhes é conveniente, declaram que ela é capaz de vos levar a uma verdade absoluta.

        Like

  7. Renato says:

    Todas a evidências elencadas no texto não passam de farofa criacionista, e já foram devidamente refutadas, em público no julgamento de Dover. É só pesquisar.

    Só pra lembrar… todo esse conteúdo pode ser abordado apenas em aulas de religião. Ensinar criacionismo em aulas de ciência é crime na maioria dos países laicos. Fica a dica.

    Like

    • Miguel says:

      Ensinar criacionismo em aulas de ciência é crime na maioria dos países laicos. Fica a dica.

      Qual é a pena por este “crime” nesses “países laicos”?

      Like

      • Multa (pelo menos nos Estados Unidos).

        Like

      • Miguel says:

        A teoria da evolução é a única teoria que é legalmente protegida pela lei (não pelas evidências).

        Liked by 1 person

      • Não é a teoria da evolução que é protegida pela lei, é a laicidade do estado.
        ao

        Like

      • Lucas says:

        Não é a teoria da evolução que é protegida pela lei, é a laicidade do estado.

        Não é a laicidade que é protegida pela lei quando as evidências não-religiosas contra a teoria da evolução são censuradas: é a teoria da evolução.

        A teoria da evolução é a única teoria que se diz “científica” que precisa de protecção legal. Deve haver alguma razão.

        Like

      • «evidências não-religiosas» – Evidências científicas? Quais? Estas 13? Mais que explicado/ refutado, até aqui neste blog (por mim e por outros) e o Mats sabe-o.

        Like

      • Lucas says:

        «evidências não-religiosas» – Evidências científicas? Quais?

        Aquelas que são levantadas por cientistas ateus ou cientistas não-religiosos contra a teoria da evolução.

        Like

      • Maria Teodósio says:

        «cientistas ateus ou cientistas não-religiosos contra a teoria da evolução.» Um exemplo?

        Like

      • Lucas says:

        «cientistas ateus ou cientistas não-religiosos contra a teoria da evolução.»

        Um exemplo?

        Atheist Thomas Nagel branded a ‘heretic’ for daring to question Darwinism | http://bit.ly/1sfcWBO

        Atheists attack Darwinian evolution in new book | http://exm.nr/1jrN6aX

        Ateu Critica Darwinistas Dogmáticos | http://bit.ly/WcW3dW

        Jerry Fodor e Massimo Piatelli juntam-se à lista de hereges | http://bit.ly/1rbw0Rf

        Like

      • jephsimple says:

        Maria,

        “Evidências científicas? Quais? Estas 13? Mais que explicado/ refutado, até aqui neste blog (por mim e por outros) e o Mats sabe-o

        O caso do peixe elétrico te passou de largo?

        A explosão cambriana te passa de largo?

        Não teres sequer uma evidência para evolução cega, não dirigida te passa de largo?

        Sei … vossa ciência está pautada em usar bastante a imaginação, para concluíres que vosso aparelho cognitivo é produto de acidentes químicos/físicos.

        Nem te esquenta em falsear isso. Está devidamente falseado sabe-se lá aonde. Em vossa imaginação com certeza!

        Like

      • JPM says:

        Atheist Thomas Nagel branded a ‘heretic’ for daring to question Darwinism | http://bit.ly/1sfcWBO

        Atheists attack Darwinian evolution in new book | http://exm.nr/1jrN6aX

        Ateu Critica Darwinistas Dogmáticos | http://bit.ly/WcW3dW

        Jerry Fodor e Massimo Piatelli juntam-se à lista de hereges | http://bit.ly/1rbw0Rf

        Portanto, 2 exemplos de filósofos?

        Vou tentar encontrar o contacto de algum dos meus professores da faculdade de Engenharia para lhes perguntar o que acham do argumento cosmológico de Kalam…

        Like

      • Miguel says:

        Atheist Thomas Nagel branded a ‘heretic’ for daring to question Darwinism | http://bit.ly/1sfcWBO
        Atheists attack Darwinian evolution in new book | http://exm.nr/1jrN6aX
        Ateu Critica Darwinistas Dogmáticos | http://bit.ly/WcW3dW
        Jerry Fodor e Massimo Piatelli juntam-se à lista de hereges | http://bit.ly/1rbw0Rf

        Portanto, 2 exemplos de filósofos?

        Exemplos de ateus a atacar a teoria da evolução, algo que a Maria Teodósia aparentemente não sabia. Fica difícil afirmar que a rejeição da teoria da evolução é religiosamente motivada quando muitos dos críticos da mesma nem têm crença religiosa.

        Para além disso, se vais rejeitar a tese de que o que estes ateus dizem é inválido só porque não são biólogos, então nos Cristãos vamos rejeitar todas as opiniões em relação a Deus de quem não tem qualificações em Teologia.

        Liked by 1 person

      • JPM says:

        Para além disso, se vais rejeitar a tese de que o que estes ateus dizem é inválido só porque não são biólogos, então nos Cristãos vamos rejeitar todas as opiniões em relação a Deus de quem não tem qualificações em Teologia.

        A questão é que referiste cientistas ateus e na verdade são filósofos.

        Eles têm direito à sua opinião, como tu tens à tua em relação aos temas que entenderes e eu à minha nas mesmas condições, mas apenas se trata de isso, de opiniões. Existem campos de estudo distintos em todas as áreas do conhecimento. Existem ciências exatas e ciências humanas. É óbvio que cada um pode ter a sua opinião sobre os campos de estudo que bem entender, mas diria que, pelo menos nas ciências exatas, que é os artigos/estudos dos especialistas em determinada matéria tenham mais peso que as opiniões dos filósofos. É a minha opinião.

        Já agora tens alguma formação em teologia (curiosidade honesta). E os restantes comentadores assíduos?

        Like

      • Lucas says:

        A questão é que referiste cientistas ateus e na verdade são filósofos.

        Massimo Piatelli-Palmarini é cientista e ateu e crítico da teoria da evolução.
        http://dingo.sbs.arizona.edu/~massimo/

        Já agora tens alguma formação em teologia (curiosidade honesta). E os restantes comentadores assíduos?

        Não.

        Liked by 1 person

      • «Maria Teodósia» Espero que tenha sido engano… Mas se escrever o meu nome, escreva coma deve ser. Senão, eu passo a inventar nomes para os outros, também.

        [[Foi engano- Mats]]

        Like

      • Quanto aos “ateus contra a TE”, eu queria exemplos de cientistas ateus (note-se bem, cientistas) e de argumentos científicos (com evidencias). O que eu vi foi um par de filósofos (com uma contribuição de um cientista de uma área pouco relevante para o tema), a dizerem disparates e, para além disso, o Livro do Fodor e do Piattelli-Palmarini é pro-evolução. Apenas questiona como a evolução ocorreu (eles parecem uma espécie de neo-lamarckistas) (1).

        1. http://whyevolutionistrue.wordpress.com/2010/05/06/futuyma-reviews-what-darwin-got-wrong/

        Like

      • Lucas says:

        Quanto aos “ateus contra a TE”, eu queria exemplos de cientistas ateus (note-se bem, cientistas)

        Massimo Piatelli-Palmarini é cientista e ateu e crítico da teoria da evolução.

        http://dingo.sbs.arizona.edu/~massimo/

        e de argumentos científicos (com evidencias).

        Vai ler o que eles dizem contra a teoria da evolução e vê lá as evidências não-religiosas que eles listam (ou ele, neste caso).

        O que eu vi foi um par de filósofos (com uma contribuição de um cientista de uma área pouco relevante para o tema)

        Pois é, quando um cientista ateu critica a teoria da evolução, ele tem que ser duma área que só aceita cientistas que acreditam na teoria da evolução. Se por acaso ele é biólogo mas criacionista também não conta. Tem que ser biólogo, e evolucionista e mesmo assim, tem que se ver bem (não vá ele ter um vizinho criacionista, o que invalida logo os seus argumentos científicos contra a teoria da evolução).

        a dizerem disparates e, para além disso, o Livro do Fodor e do Piattelli-Palmarini é pro-evolução. Apenas questiona como a evolução ocorreu (eles parecem uma espécie de neo-lamarckistas) (1).

        “Apenas”? Isso é o cerne da teoria da evolução. Esses ateus colocam em causa os mecanismos que vocês já avançaram até agora, embora eles acreditem que a evolução “deve ter ocorrido”.

        Mas o que tu e os outros evolucionistas têm que aceitar é que as críticas à vossa teoriazinha da evolução não tem que ser fundamentada na religião. Qualquer pesoa – ateus incluídos – claramente vêem que os mecanismos avançados são insuficientes.

        Like

      • «ele tem que ser duma área que só aceita cientistas que acreditam na teoria da evolução.» Quê?!
        Quanto ao resto, sim, apenas. Não contesta a ancestralidade comum, nem o facto da evolução em si, por exemplo, que é uma das coisas que mais chateia os criacionistas. Mas eles não estão correctos, segundo os cientistas da área (e segundo estudos que eles nem devem ter consultado)

        Like

      • Lucas says:

        «ele tem que ser duma área que só aceita cientistas que acreditam na teoria da evolução.»

        Quê?!

        Vocês só aceitam argumentos científicos contra a teoria da evolução se forem feitos por quem acredita na teoria da evolução.

        Quanto ao resto, sim, apenas. Não contesta a ancestralidade comum, nem o facto da evolução em si, por exemplo, que é uma das coisas que mais chateia os criacionistas.

        “Só” contesta o mecanismo que supostamente causou a evolução. Ou seja, não sabem como aconteceu, mas aconteceu. Porque sim.
        Quem coloca em causa o mecanismo evolutivo, coloca em causa a versão oficial da teoria da evolução.

        Mas eles não estão correctos, segundo os cientistas da área (e segundo estudos que eles nem devem ter consultado)

        Cientistas da área que acreditam na teoria da evolução. Não te esqueças dessa parte.

        Like

    • jephsimple says:

      “Todas a evidências elencadas no texto não passam de farofa criacionista, e já foram devidamente refutadas, em público no julgamento de Dover. ”

      Eu ouço dizer que ID e criacionismo são infalsificáveis, e seria esse um dos motivos para descarta-los como teoria científica.

      Agora o Renato está a nos dizer que as evidências do criacionismos foram DEVIDAMENTE REFUTADAS em um tribunal. [tribunal …essa é boa … hahahahaha :D?…]

      Agora fiquei muito, mas muito curioso para ver os testes científicos, a hipótese falseável, as evidencias que devidamente refutaram criacionismo e/ou o ID.

      “Ensinar criacionismo em aulas de ciência é crime na maioria dos países laicos.”

      E pq ensinam TCE [Teoria das Criações da Evolução, vulgo TE] nas aulas de ciências?

      Ou não sabes quantas cousas a evolução criou? Duvidas das capacidades CRIATIVAS da evolução?

      Liked by 1 person

      • Renato says:

        Onde isso é ensinado??? No Brasil não é. Mesmo em escolas mantidas pela igreja.

        Like

      • Renato says:

        As 12 “evidências” elencadas no texto foram devidamente refutas. A existência de um criador é a única hipótese não falseável na teoria criacionista. Todas as demais são falseáveis.

        Vejam o vídeo do julgamento de Dover e testemunhem a cara do Behe quando o Dawkins refuta a Complexidade Irredutível usando uma ratoeira e depois desmonta o exemplo do mecanismo do flagelo.

        Aliás, alguém aqui nesse blog viu na íntegra o julgamento??? Recomendo que assistam!!!

        Like

    • Renato

      Todas a evidências elencadas no texto não passam de farofa criacionista, e já foram devidamente refutadas, em público no julgamento de Dover.

      Proibição não é refutação, é CENSURA (restrição da liberdade e do conhecimento, normalmente exercida por um regime ditatorial).

      Deverias conhecer muito bem o conceito de “refutação” antes de proferir as suas “pérolas” em público.

      Liked by 1 person

      • jephsimple says:

        Eles não mudam o discurso.

        Gostaria de ver um evo, um!… Mostrando evidencias para evolução cega, não dirigida = ATP sintase [por exemplo]

        evolução cega, não dirigida = cérebro,mente,razão

        Quando que tal hipótese foi testada e falseada? Quando???

        Liked by 1 person

    • jephsimple says:

      Renato

      “Onde isso é ensinado??? No Brasil não é. Mesmo em escolas mantidas pela igreja.”

      Se fazendo de desentendido?

      Você não assiste nada sobre os seres vivos? Não lê livros de biologia evolutiva? Não lê papeis?

      Por que os que acusam ID e criacionismo de religião ou pseudocientífico, estão sempre a inferir poderes criativos a evolução.

      Então vós ensinais a criação em vossos papeis, livros didáticos. Mas ao invés do criador ser um ser consciente, inteligente, racional, vcs atribuem como agente criador a evolução unida ao papai tempo.

      Liked by 1 person

    • jephsimple says:

      O mais ridículo é vossas refutações serem baseadas em dados imaginários, de esperança.

      http://www.evolutionnews.org/2014/07/a_key_inference087761.html

      Liked by 1 person

    • jephsimple says:

      9. O aparecimento abrupto no registo fóssil
      Essa é a mais ridícula alegação sua, um puro delírio…

      Dizer que a explosão cambriana está resolvida ou foi devidamente demonstrada como harmoniosa com vossa fantasia evonaturalista é uma das maiores mentiras que alguém já disse ao visitar este blog.

      A explosão cambriana deu origem à moderno filos animais em apenas 20 milhões de anos – um piscar de “olhos geológicos”.

      http://www.evolutionnews.org/2014/07/so_explaining_t087771.html

      Liked by 1 person

    • Mais ainda, Thomas Nagel não “rejeita a teoria da evolução”, ele apenas acha que não explica tudo (em particular, aquilo que ele chama de “consciência”).
      «Fica difícil afirmar que a rejeição da teoria da evolução é religiosamente motivada quando muitos dos críticos da mesma nem têm crença religiosa.» A rejeição da teoria da evolução é na maioria dos casos, motivada pela religião, o que não quer dizer que haja raras excepções (mas note-se que Nagel não rejeitou a teoria da evolução para explicar a maioria das observações e que os outros autores não rejeitam o facto da evolução). .

      Like

      • Lucas says:

        Mais ainda, Thomas Nagel não “rejeita a teoria da evolução”, ele apenas acha que não explica tudo (em particular, aquilo que ele chama de “consciência”).

        Mas vocês acham que explica tudo, e isso confirma o que eu disse: existem pessoas não-religiosas que rejeitam a teoria da evolução como explicação pervasiva para o que ocorre no mundo.

        «Fica difícil afirmar que a rejeição da teoria da evolução é religiosamente motivada quando muitos dos críticos da mesma nem têm crença religiosa.»

        A rejeição da teoria da evolução é na maioria dos casos, motivada pela religião, o que não quer dizer que haja raras excepções

        Muito bem. Não te esqueças que tu mesma admites que rejeitar alegações evolutivas nem sempre é feito por motivos religiosos.

        (mas note-se que Nagel não rejeitou a teoria da evolução para explicar a maioria das observações e que os outros autores não rejeitam o facto da evolução). .

        Mas eu não disse o contrário. O que eu digo é que argumentos contra a teoria da evolução nem sempre são feitos por motivos religiosos, algo que vocês evolucionistas não aceitam.

        Like

      • «Existem pessoas não-religiosas que rejeitam a teoria da evolução » – Não, pelo que li, a sua ideia era mostrar que não aceitam a teoria da evolução em si.
        «Muito bem. Não te esqueças que tu mesma admites que rejeitar alegações evolutivas nem sempre é feito por motivos religiosos.» Na maioria dos casos, como eu já disse, outras vezes é por ignorância.

        Like

      • Lucas says:

        «Existem pessoas não-religiosas que rejeitam a teoria da evolução »

        – Não, pelo que li, a sua ideia era mostrar que não aceitam a teoria da evolução em si.

        Eles rejeitam a versão da teoria da evolução que é imposta nas universidades e nas escolas. Até pode ser que defendam outro tipo de “evolução”, mas a versão oficial, segundo estes ateus, tem falhas graves. Isso é algo que tu não aceitas.

        «Muito bem. Não te esqueças que tu mesma admites que rejeitar alegações evolutivas nem sempre é feito por motivos religiosos.»

        Na maioria dos casos, como eu já disse, outras vezes é por ignorância.

        És livre para acreditar que é por “ignorância”. O que interessa é que saibas que argumentos contra a teoria da evolução nem sempre são religiosamente motivados.

        Like

      • – Relativamente a isto: «…pelo que li, a sua ideia era mostrar que não aceitam a teoria da evolução em si.»

        Like

      • jephsimple says:

        “…pelo que li, a sua ideia era mostrar que não aceitam a teoria da evolução em si.»”

        Parece que todos estes assim como nós,duvidam das capacidades criativas de processos aleatórios, desgovernados, cegos, sem direção, sem objetivos reais. Frente aos dados reais [e não imaginários] que qualquer pessoa de Q.I razoável pode ter acesso.

        Se vossa posição se baseia em tais processos o método científico exige que a mesma seja passível de teste e ser falsificável. O que é difícil para alguns, e pela nossa experiencia a maioria tem dificuldade de entender e praticar a ciência dessa forma.

        Estão mais preocupados em Deus não existir [É a agenda a ser cumprida a todo custo] do que seguirem as evidências onde quer que elas levem dentro da investigação.

        Liked by 1 person

  8. jephsimple says:

    Boa noite Saga…😀

    Fico grato por sua resposta.

    Peço desculpa pelo longo texto também.

    Bom,

    Como eu disse, isso cabe discussão, um debate teológico [Embora, eu não seja teólogo]

    E não estou afirmando de forma indubitável. Enfim estou aberto sim para outras interpretações…

    Inclusive você falou muito bem…

    Mas veja, claramente existe um corpo físico composto das mesmas [ainda que propriedades específicas que diferem os organismos] propriedades que compõem os outros seres vivos.E todos os seres vivos se expressam de uma forma mapeável.

    Esse corpo é o que alimentamos também com propriedades físicas. É verdade que inevitavelmente alimentamos nossa alma quando alimentamos nosso corpo.

    Porem existe algo que alimenta a nossa alma e esse alimento não tem como principal o físico, e sim amor,fraternidade e etc … Também alimentamos nossa alma com ódio, desejos e etc…

    Mas ainda devemos alimentar nosso espírito, e a forma de alimentar o espírito é absorvendo informação, e se nos alimentamos da palavra de Deus nosso espírito está pronto para vencer as tentações.

    Mas também podemos contaminar nosso espírito , enfraquece-lo, se ficarmos a ler pensamentos humanos e colocar as Escrituras de lado.

    A saúde da nossa alma depende da saúde de nosso espírito.

    “E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1Ts 5.23

    _____________________________________________________________________________

    Deus faz um distinção precisa “Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”.Hb 4.12

    Outra distinção da alma e do corpo : “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo.” Mateus 10:28

    A diferença do corpo físico…

    “E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção” (1Co.15.50).

    “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
    Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
    Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.”

    1 Coríntios 15:51-53

    Somos corpo alma e espírito, e essa é nossa unidade ímpar. Enfim tanto corpo alma e espírito são eternos.

    O corpo tem de ser transformado, a alma tem de ser salva. O espírito é a essência racional divina, também é eterno .

    Deus se comunica com os homens através da razão, e a razão da sua palavra. Isso eu me refiro ao salvífico; isso também me refiro no sentido do homem possuir a capacidade de entender a salvação e poder aceita-la ou rejeita-la essa rejeição se dá de corpo alma e espírito.

    “Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens SÃO INDESCULPÁVEIS” Romanos 1:20

    “E a condenação é esta: Que a LUZ VEIO ao MUNDO, e os homens AMARAM mais as trevas DO QUE A LUZ, porque as suas obras eram más.”

    João 3:19

    Eu posso ver claramente nesses versículos que o homem possui uma capacidade racional dada por Deus para imprimir, advogar seu livre arbítrio, e tal capacidade está em seu espírito que posteriormente atingira ou não sua alma e seu corpo frente ao futuro eterno.

    _____________________________________________________________________________

    Obviamente que apenas a nossa unidade não é suficiente para alcançar a salvação:

    Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.
    Romanos 8:9

    Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus.
    Romanos 8:14

    O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.
    Romanos 8:16

    Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
    João 3:3

    Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
    João 3:5

    Enfim tudo isso está sendo comunicado para nós visto que possuímos um espírito que pode compreender tais palavras.

    Enfim, qualquer pessoa pode entender que para entrar no reino de Deus é necessário nascer de novo, é necessário ter o Espírito de Cristo.

    O fato da pessoa receber essa comunicação do Espírito de Deus, não implica em que ela vá entrar no Reino ou receber o Espírito. Mas não implica em que ela não possui capacidade espiritual suficiente para entender essa comunicação salvífica, vista que ela também é composta de espírito. Porem os restantes assuntos espirituais, o próprio desenvolvimento da salvação, ela não pode entender se não nascer do Espirito, por isso tão pouco poderá entrar nele.

    Por fim finalizo esse brevíssimo texto, frente a um assunto que exige um debate minucioso dizendo que não estou afirmando de forma indubitável.

    E desculpa se em alguma parte não pude ser compreendido.

    Like

  9. Darcy says:

    Caros Jephsimple e Saga,

    Saga: “Os termos mente, coração, alma e espírito estão inter relacionados e não cabe aqui nesse espaço uma analise completa de todos usos bíblicos caso a caso”

    Jephsimple: “Como eu disse, isso cabe discussão, um debate teológico [Embora, eu não seja teólogo]
    E não estou afirmando de forma indubitável. Enfim estou aberto sim para outras interpretações…”

    Nessa questão, há, de fato, muito ensino que se diz “bíblico”, mas seu fundamento é estranho à Bíblia e mais ligado à filosofia e ao paganismo grego. Não posso deixar de recomendar este estudo (e o livro inteiro):

    http://www.verdadeonline.net/textos/cap3-ivimortal.htm

    Abraços!

    Like

    • jephsimple says:

      Boa tarde Darcy!
      😀 Quanto tempo! Rsrsrsrs…

      Obrigado pela indicação, vou ter que arrumar tempo para ler . Li um pouco e é muito bom.

      E como eu disse, cabe um debate minucioso, para que não haja um erro de interpretação no que se é afirmado… Como por exemplo eu julgo o ser humano ser triuno e não trino.

      Like

  10. TGSTK says:

    Vou utilizar essa postagem como referência nas minhas aulas de Evolução para os alunos.
    Será um bom exercício para eles desmistificarem tais alegações.

    Like

    • Lucas says:

      Cuidado para não teres problemas com a lei visto que citar blogues e sites não-evolucionistas costuma trazer problemas aos cientistas e professores não-evolucionistas.

      Like

    • jephsimple says:

      “Será um bom exercício para eles desmistificarem tais alegações.”

      Alem dos inúmeros exemplos de design postados neste blog.[Daria um bela de uma lista]

      Leve isto a seus alunos:
      “The scientists speculate that these giant viruses evolved from cells (becoming simpler), but since the DNA doesn’t actually match any living cells, they suggest that perhaps “at some point, the dynasty on Earth was much bigger…” So, even though evolutionary theory says that all of life evolved from a common ancestor, becoming more and more complex and diverse, the existence of these giant viruses makes these scientists suggest the opposite scenario.That makes sense because it is in accord with some of what we observe today ”

      http://www.aitse.org/giant-viruses-just-scratching-the-surface/

      Like

  11. jephsimple says:

    Maria Teodósio

    E o ribossoma? Resolvido? Ou os evos estão trabalhando para provar sua evolução cega, não guiada através de n “processos” imaginários?

    “NASA e Georgia Tech juntaram-se para fazer uma animação curta-metragem realmente tediosa sobre a evolução do ribossoma, postado no site da NASA Astrobiology Revista.”

    Qualquer evo pode ver a animação no link.

    http://www.evolutionnews.org/2014/07/imagine_how_it3087611.html

    Like

  12. jephsimple says:

    Escorpiões são arquitetos mestres, de acordo com uma nova pesquisa.

    “As tocas feitas por escorpiões seguem um design muito sofisticado… …”[Sério? Não me diga?]

    “O projeto era comum a todos os escorpiões de tocas estudados, o que sugere que a construção de toca em escorpiões evoluiu pela seleção natural para satisfazer as necessidades fisiológicas dos animais.”
    http://www.sciencedaily.com/releases/2014/07/140710161525.htm&usg=ALkJrhg2_W1C_3BW80LkXeabP5AKX44ppg

    Além da metafísica… E; onde é que os tais processos aleatórios,cegos, desgovernados, acidentais não intencionais se encaixam? Nos mortos? Todos os organismos mortos, extintos, fornecem as devidas evidências prol processos aleatórios, acidentais?

    É correto dizer que todos os escorpiões que fizeram de forma diferente morreram, deixando apenas aqueles que de alguma forma, acidentalmente evoluíram para fazer desta forma? o.O

    Liked by 1 person

  13. jephsimple says:

    As mudanças nos seres vivos são produto de mutações aleatórias + SN?

    É tudo isso que a posição evo tem para se apoiar e sustentar sua posição?Frente aos poderes criativos dessa mesma evolução?

    Mutações aleatórias … Isso é tudo que temos no mundo real provocando mudanças?

    Phys Vida Rev. 2013 Set; 10 (3) :287-323. doi: 10.1016/j.plrev.2013.07.001. Epub 2013 Jun 8.

    Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade de Chicago, GCIS W123B, 979 E. 57th Street, Chicago, IL 60637, EUA. Endereço Eletrônico: http://www.huffingtonpost.com/james-a-shapiro.

    “The genome has traditionally been treated as a Read-Only Memory (ROM) subject to change by copying errors and accidents.In this review, I propose that we need to change that perspective and understand the genome as an intricately formatted Read-Write (RW) data storage system constantly subject to cellular modifications and inscriptions.Cells operate under changing conditions and are continually modifying themselves by genome inscriptions.These inscriptions occur over three distinct time-scales (cell reproduction, multicellular development and evolutionary change) and involve a variety of different processes at each time scale (forming nucleoprotein complexes, epigenetic formatting and changes in DNA sequence structure).Research dating back to the 1930s has shown that genetic change is the result of cell-mediated processes, not simply accidents or damage to the DNA.This cell-active view of genome change applies to all scales of DNA sequence variation, from point mutations to large-scale genome rearrangements and whole genome duplications (WGDs).This conceptual change to active cell inscriptions controlling RW genome functions has profound implications for all areas of the life sciences.”

    A evolução é um conceito religioso que parece ser imune a prova em contrário.

    Liked by 1 person

  14. jephsimple says:

    Mais apoio ao ID natural, ou seja ID pode ser encontrado COM MUITA FACILIDADE na natureza. Até cego vê ,hehehehe,😀 ; só os evos que necessitam de manter suas esperanças.

    “O sistema de fotossíntese das plantas é a mais elaborada [em nanoescala] máquina biológica da natureza.Ela converte a energia da luz com eficiência inigualável de mais de 95 por cento em comparação com os 10 a 15 por cento das atuais tecnologias solares artificiais.

    Fotossistema II é o motor da vida.Ele realiza uma das reações mais exigente em termos energéticos conhecidos pela humanidade, a divisão da água, com notável facilidade e eficiência.”

    Maquina biológicaaaaaaa????? AAAAAArrrrrrgggg !!!! Não seria “maquina biológica”????

    “Para capturar essa eficiência em tecnologia de energia solar, é preciso primeiro resolver a ciência básica da fotossíntese pela compreensão da química por trás de seu processo de conversão ultra-eficiente de energia na natureza.”

    Hááááá´… 😛 Mas não basta entendermos que é tudo desordem e bagunça, e acidentes, e acaso, e sorte e aleatoriedade e buuummm = tecnologia avançada, ultra-eficiente feita com notável facilidade, notável facilidade? [ isso não dói nem um pouco no ouvido de um evo!!!!!!!!!!!?????]

    Esses evos [os fundamentalistas] realmente acham que estão fazendo ciência séria ???

    http://phys.org/news/2012-07-scientists-key-secrets-photosynthesis.html

    Liked by 1 person

  15. jephsimple says:

    Já ouvi o argumento de que se dermos bastante tempo, ele é suficiente para explicar a diversidade biológica…

    “Ao contrário da crença popular, nem todos os grupos de animais continuaram a evoluir fundamentalmente novas morfologias ao longo do tempo. A maioria realmente alcançou sua maior diversidade de formas (disparidade) de forma relativamente cedo em suas histórias.”

    http://phys.org/news/2013-07-scientific-evolution.html

    Então evo, não se iluda que tens tanto tempo a seu favor, mesmo que fossemos generosos e lhe dessemos bilhões de anos; ainda assim terias um problema.

    Liked by 1 person

  16. Quanto a si, Jephsimple, nada do que disse passou ao lado. Mas não traz problema para a TE. Só não quero discutir mais consigo. Por outras palavras, é você que me tem passado ao lado.

    Like

    • jephsimple says:

      “Mas não traz problema para a TE.”

      Isso porque você já falsificou e nos forneceu muitas evidências para evolução cega. [Ou será que a Maria é uma evolucionista teísta?]

      Uma vez que a TE não está preocupada com evidencias, e ser uma “teoria” cheia de erros e equívocos[inclusive a filogenia], mas nem evidências ou erros são um problema para vós…

      Isso já nos é suficiente pra entender que essa “teoria” não é falsificável.

      Enfim vocês não precisam fornecer evidências para processos cegos, basta que vcs se reúnam e alegam que vossa fantasia, vossa imaginação é ciência, sem a necessidade de passar pelos critérios científicos.

      Como o Mats disse, seja um evolucionista ateu que acredita na evolução e vc não entrará em atrito com essa crença… Isso é muito lógico, muito imparcial, muito justo,muito honesto e de uma nobre ciência.

      Like

    • jephsimple says:

      “nada do que disse passou ao lado”

      Ficarei curioso para ver os excelentes trabalhos científicos apoiando a evolução CEGA, DESGOVERNADA de algum organismo [sabe-se la qual] para um peixe elétrico, ops um não , vários…

      Oras parece que alguns [BIÓLOGOS] evos não estão convencido das capacidades criativas de processos desgovernados, acidentais, aleatórios, cegos.

      Se duvidas, como o que eu citei, bem vinda ao time dos céticos do neo darwinismo,darwinismo,materialismo reducionista… Ou então podes continuar crendo na TCE [Teoria das Criações da Evolução, vulgo TE(com n explicações e x processos de A a Z]

      Like

    • jephsimple says:

      Engraçado…

      Você está querendo se apoiar em algo que julgas racional [evonaturalismo] e julgas [deduzo] a religião, a TDI e criacionismo como irracionais.

      Mas quer desmerecer os argumentos de pensadores formados por que eles não possuem tanta fé quanto vc,mesmo que esses pensadores se declaram ateus. Já se os tais argumentassem em favor da TCE para ti já estava bom.

      E ainda disse pra mim : Um criacionista falando para outro.

      Então todos os que discordam da evolução não possuem nenhum argumento valido.

      Isso é fácil para ti pois nenhum crente na evolução vai duvidar da evolução…Exceto se ele for honesto e começar exercer o ato de questiona [ Vide o caso do peixe elétrico, uns fingem que está tudo bem,outro admite que sua posição defende certos processos que não estão de acordo com os dados reais]

      Like

  17. Augusto Paiva says:

    Há séculos o homem procura saber donde vem, quem é e para onde vai; explicar a vida pelas relações de causalidade de Bacon: posta a causa, é posto o efeito; variada a causa, varia o efeito; tirada a causa, desaparece o efeito. A intuição, diz Bergson, ”é o conhecimento super-intelectual: diz a verdade por dentro; é a faculdade de conhecer do filósofo; é o último esforço do ”élan vital”, imensa corrente vital fonte dos seres; hoje é fraca; amanhã será a faculdade superior do homem”. A intuição da existência de um Ser Supremo, por exemplo, é inata em todos os homens. O microcosmo, di-lo a ciência moderna, tem analogia com o macrocosmo. O universo não é obra do acaso, que é cego, tonto, desarmônico. Em tudo há uma harmonia admirável, a ”harmonia preestabelecida” leibnitziana, num moto-contínuo, que nós não sabemos compreender nem fazer. Deve haver, pois, um legislador. Se o acaso fosse lei, não haveria ciência. Só nestes 100 anos é que começamos a perscrutar, com lentes agudíssimas, as galáxias do infinito (macrocosmo) e os nêutrons, elétrons e pósitrons do átomo (microcosmo). Os físicos experimentam hoje, até, aplicar as leis da astronomia, procedendo como Newton com o sistema solar. Só nestes últimos 100 anos é que os grandes pensadores são filósofos-cientistas: físicos, químicos, astrônomos, biologistas, fisiologistas, psicólogos. Os antigos pairavam numa ginástica mental, procurando explicar da corda bamba do método dedutivo a essência de todas as coisas. Hoje não se nega ”A PRIORI”. Estuda-se, observa-se, manejando o bisturi indutivo, em frente à complexidade de um fenômeno, quer seja material, quer seja psicológico. Voltaire, no ”Dicionário Filosófico”, zomba sarcasticamente da metafísica: (”Dois homens conversam; um fala muito e muito alto, sem saber bem o que diz; o outro não entende nada; isto é metafísica”…). Hoje a ciência já procura, depois de repelir os fenômenos metafísicos, dar-lhes explicação natural, científica. A ciência levanta, cada dia, o véu que oculta os segredos da natureza. Descobriram-se as ondas hertzianas, o rádio, etc. – traço científico explica o que nos parece apenas metapsíquico no dizer de alguns cientistas como Carrel no famoso livro ”O Homem, esse Desconhecido’’. O mundo mecânico que conhecemos (átomos, elétrons, estrelas, planetas, animais, micróbios, reações químicas, calor, eletricidade), talvez não passe de uma parte mínima da realidade. Outras forças de ordem completamente diferente, se agitam sem dúvida em torno de nós. Talvez jamais cheguemos a conhecer tais forças, e nossos descendentes tão pouco. Mas isso não é razão para negá-las. A força da atração, a força magnética, as correntes de alta frequência, as ondas hertzianas, os raios ultra-violeta e infra-vermelhos, o ultra-som, etc., passam completamente despercebidos aos nossos sentidos, mas nem por isso negamos sua existência. Mas alguns cientistas procuram logo afastar a idéia de Deus dos seus estudos, negando-Lhe a interferência na vida humana. Alguns, a maioria, são crentes, rezam com fervor às escondidas, mas têm ”respeitos humanos”, porque é uma inferioridade confessar a sua fé perante alguns perus* da ciência universitária oficial, esquecendo-se da frase de Santo Agostinho: ”Credo, quia absurdum non credere”. (* há homens que traçam círculos em torno de si; dentro dele está toda a ciência; fora dele estão todos errados. E não saem do círculo… Como perus.) Eu acredito absolutamente em Deus, e a razão e a realidade me fazem crer n’Ele.

    Like

  18. jephsimple says:

    “Historical contingency and its biophysical basis in glucocorticoid receptor evolution”

    http://www.nature.com/nature/journal/vaop/ncurrent/full/nature13410.html

    Ao invés de se falsificar a evolução apela-se para imaginação, ou seja, um conjunto extraordinariamente sortudo extremamente improvável de mudanças específicas.[Isso pq trata-se de acidentes]

    Será que isso foi levado a algum tribunal, será que foi esclarecido que os evos se baseia em cenários, dados imaginários ao invés de dados observáveis? Oras, se usarem os dados observáveis refuta-se a evolução.

    Mas não é sobre ciência, nem sobre evidências, dados reais, e sobre “matar” Deus, “matar” a religião [mais especificamente o cristianismo]

    Qual vai ser o evo que vai vir aqui e publicar as evidências para os acidentes produtores de maquinas moleculares complexas superiores as dos designers humanos?

    Liked by 1 person

    • Jephsimple, dedico-lhe: “Obsessed”, Mariah carey – https://www.youtube.com/watch?v=H1Yt0xJKDY8.

      Mas deixo algum esclarecimento sobre o artigo (mais para as outras pessoas):
      «“Historical contingency and its biophysical basis in glucocorticoid receptor evolution” – http://www.nature.com/nature/journal/vaop/ncurrent/full/nature13410.html» – Qualquer conjunto de mutações é improvável na mesma, mas as mutações (e o seu acumular) são inevitáveis. E se não surgisse “aquela” função, outra que servisse na altura era muito provável que aparecesse. A evolução é praticamente inevitável* com o passar do tempo. E nem todas as mutações são estritamente necessárias (só duas, pelo que li, o que até o Michael Behe concordaria que está dentro do “limite evolutivo” que ele inventou, a não ser que mude de estratégia para salvar a sua causa desesperada) (1).

      *Nota: A não ser que ocorra extinção, mesmo em situações em que se usa o termo “fóssil vivo”, há evolução, só que as mudanças não são tão significativas, e isso é mais a nível morfológico que molecular.

      1. http://phys.org/news/2014-06-evolution-rare-chance-events-molecular.html (via: http://sensuouscurmudgeon.wordpress.com/2014/06/20/our-existence-is-improbable-therefore/)

      Like

      • Miguel says:

        Qualquer conjunto de mutações é improvável na mesma, mas as mutações (e o seu acumular) são inevitáveis.

        O que não é “inevitável” é répteis a evoluírem para pássaros.

        E se não surgisse “aquela” função, outra que servisse na altura era muito provável que aparecesse.

        “Se não chover, vai fazer sol.”

        A evolução é praticamente inevitável* com o passar do tempo.

        Só se por “evolução” tu tiveres em mente algo como “variação genética” (algo amplamente observado e de acordo com o criacionismo Bíblico). Agora, se por evolução tu tens em mente algo como “répteis evoluíram para pássaros”, ainda tens um longo caminho a andar para provar esta alegação.

        Tudo depende da definição que tu usas (o que pode explicar o porquê de ser tão importante forçar o evolucionista a definir a palavra “evolução”).

        Like

      • jephsimple says:

        Eu nunca neguei “evolução”.

        Vou repetir pela milésima vez, DI não é anti evolução, a tecnologia pode evoluir ao longo do tempo, isso não segue que se trata de evolução desgovernada, cega, sem objetivos reais a produzir toda a tecnologia humana.

        O mesmo seria pro seu caso.

        A não ser que seja uma evolucionista teísta [O Behe é, salvo engano meu]

        Estou enganado ou você está afirmando que mutações aleatórias dão origem a novos sistemas funcionais até então inexistente, como um órgão elétrico por exemplo [até então inexistente segundo a posição evo]?

        É isso?

        Ou nem é assim, não é apenas o aleatório, acidental , a ocorrer.

        Trechos:”As plantas que não fazem cianeto têm exclusões em seus genomas nos locais onde os genes necessários normalmente seriam encontradas. Não é que o gene sofre mutação; ele está totalmente ausente.”

        “Normalmente, uma eliminação como esta seria prejudicial”, disse Olsen. “Mas quando esses genes são excluídos, a planta é favorecida em certos ambientes, e por isso esta metamorfose é mantida. É por isso que vemos tantas vezes este polimorfismo em populações naturais. ”
        https://news.wustl.edu/news/Pages/27062.aspx

        Mesmo se for ou não tudo aleatório eu recordo que o próprio DNA possui técnica de correção…. E …. E muito mais.

        Like

      • jephsimple says:

        Links interessantes!!!

        Aliás eu conheço este link específico do phys.

        Quanto ao outro, sugiro que todos lembrem-se disso:

        “Nossa existência é realmente improvável, o que não é surpresa para ninguém que entenda a evolução. ”

        Isso também não é surpresa para tribunais? Isso está nos livros didáticos?Nas universidades?

        Vamos esclarecer melhor para quem não entendeu:

        Quando o evo diz que a vida é realmente improvável, ele não quis dizer a vida em si, afinal realmente existe vida…

        O que um evo diz que não lhe é surpresa é que a evolução é realmente improvável.

        Mas ele não vai colocar em causa a evolução… Mas sim a vida.

        Seria isso um fanatismo religioso?

        Bom, como não existe nenhum Designer dos sistemas vivos… então ficamos com a melhor [?] explicação. A própria ilusão de designer deve ser produto de algumas mentes que evoluíram para imaginar que existe um designer da vida.

        Agora vou citar biologia de sistemas:
        Lander AD (2004) um cálculo de Propósito. PLoS Biol 2 (6): e164. doi: 10.1371/journal.pbio.0020164
        Publicado em: 15 de junho de 2004

        http://www.plosbiology.org/article/info:doi/10.1371/journal.pbio.0020164

        E agora

        “Systems Biology as a Research Program for Intelligent Design”
        David Snoke

        Abstract

        Opponents of the intelligent design (ID) approach to biology have sometimes argued that the ID perspective discourages scientific investigation. To the contrary, it can be argued that the most productive new paradigm in systems biology is actually much more compatible with a belief in the intelligent design of life than with a belief in neo-Darwinian evolution. This new paradigm in system biology, which has arisen in the past ten years or so, analyzes living systems in terms of systems engineering concepts such as design, information processing, optimization, and other explicitly teleological concepts. This new paradigm offers a successful, quantitative, predictive theory for biology. Although the main practitioners of the field attribute the presence of such things to the outworking of natural selection, they cannot avoid using design language and design concepts in their research, and a straightforward look at the field indicates it is really a design approach altogether.

        http://bio-complexity.org/ojs/index.php/main/article/view/BIO-C.2014.3/BIO-C.2014.3

        Snoke diz: Há duas razões principais pelas quais o movimento biologia de sistemas tem surgido. A primeira é que a biologia permanece firmemente como um campo empírico, e os dados exigem cada vez mais uma abordagem de design. … A abordagem de biologia de sistemas está avançando porque ele levou a previsões quantitativas bem sucedidas, e isso é suficiente para a maioria dos biólogos, embora alguns expressaram desconforto com sua linguagem teleológica….

        A segunda razão pela qual o bom paradigma de design em biologia de sistemas floresceu é que existe uma longa história em biologia e medicina de esperar que cada parte dos sistemas vivos tenham uma função.

        Snoke também diz: Todo um grupo de jovens cientistas está sendo treinado para “pensar como engenheiros” quando se olha para os sistemas biológicos, usando termos explicitamente relacionados com os conceitos de design de engenharia: projeto, propósito, as compensações ideais para múltiplos objetivos, informações, controle, tomada de decisão, etc. Esta abordagem é amplamente vista como uma teoria de previsão bem-sucedida, e quantitativa da biologia.

        Like

      • Mats, sim, a evolução de “répteis para pássaros” não era inevitável (tanto quanto sei), o acumular de alterações genéticas numa população ao longo do tempo é que é. Mas isso é Red Herring.

        Jephsimple, não percebeu o recado, pois não? Ou passou-lhe ao lado?

        Like

      • Lucas says:

        o acumular de alterações genéticas numa população ao longo do tempo é que é.

        Todo o criacionista sabe que mutações acumulam numa população mas nenhum deles é evolucionista. Logo, a vossa definição baseia-se em algo que toda a gente concorda.

        Ou isso, ou tens que definir “evolução” duma forma que a distingue das outras teorias.

        Like

      • jephsimple says:

        “Jephsimple, não percebeu o recado, pois não? Ou passou-lhe ao lado?”

        Não te esqueça que um evo diz que não lhe é surpresa é que a evolução é realmente improvável.

        Eu devo agradecer por isso, me surpreendeu, é de uma honestidade…

        E o ID está pronto para fornecer evidências, como >* robô quase biológico< [* http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=robo-quase-biologico&id=010180140716#.U8l_cJRdVUg%5D, e acredito que o evonaturalismo está pronto pra usar sua imaginação, quando a quantidade de evidências são escassas, imaginação é o que mais conta…

        De certo que ciência exige hipótese testável, falseável… Não vai cair no conto de que isso é irrelevante.

        Like

      • jephsimple says:

        “o acumular de alterações genéticas numa população ao longo do tempo é que é.”

        Ei Maria, o que você quer dizer com alterações genéticas? Não seria a mesma coisa que alteração aleatória, acidentes, erros genéticos não né?

        Uai [como dizem os mineiros por aqui] Só podes compreender genes pela lupa do ID!

        Por que vc utiliza tal linguagem?

        Ficas a falar de código, informação … Você mesmo fica se utilizando de algo que não crê que existe!

        Quanta incoerência!

        Oras, os genes são compostos por ADN, que codifica a informação necessária para que as células vivas possam produzir proteínas. Nos seres humanos, esta relação verifica-se através de características hereditárias, tais como a cor do cabelo ou dos olhos. Nos microorganismos, como as bactérias e leveduras, as características genéticas manifestam-se como características bioquímicas, tais como a capacidade de se desenvolverem num determinado tipo de açúcar e não noutro.

        Por exemplo, o trabalho desenvolvido pela Amgen envolve o ADN. “O nosso principal interesse reside nas proteínas – as moléculas trabalhadoras da célula. As proteínas têm uma variedade de funções dentro do organismo. As hormonas funcionam como mensageiros celulares, enquanto o citoesqueleto compõe os componentes estruturais. As enzimas funcionam como mediadores do metabolismo celular e os anticorpos e linfoquinas são os componentes principais da resposta imunitária do corpo.

        Dada a sua importância biológica, as proteínas podem ser excelentes candidatos a medicamentos, quando aproveitamos as suas funções naturais. Os genes, na forma de ADN, são as nossas instruções básicas na criação de proteínas de interesse.”

        Os evos não explicam nada … pelo amor de Deus!

        Like

      • «Ou isso, ou tens que definir “evolução” duma forma que a distingue das outras teorias.» – Eu defini de uma maneira útil ao tema das mutações. Se quisesse discutir a evolução de baleias ou pássaros, por exemplo, teria que definir de uma maneira útil a esse tema, mas não era disso que se estava a falar.

        Like

      • Lucas says:

        «Ou isso, ou tens que definir “evolução” duma forma que a distingue das outras teorias.»

        – Eu defini de uma maneira útil ao tema das mutações.

        Então segundo a tua definição de “evolução”, basta que haja uma mutação para haver “evolução”. Supostamente isto não está de acordo com o criacionismo (porque só a teoria da evolução defende que os seres sofrem mutações; antes de Darwin, ninguém sabia disso).

        Se quisesse discutir a evolução de baleias ou pássaros, por exemplo, teria que definir de uma maneira útil a esse tema, mas não era disso que se estava a falar.

        Só confirma que a palavra “evolução” tem o entendimento que o evolucionista quiser que ela tenha.

        Like

      • «“Jephsimple, não percebeu o recado, pois não? Ou passou-lhe ao lado?” – Não te esqueça que um evo diz que não lhe é surpresa é que a evolução é realmente improvável.» Não era esse recado.

        Liked by 1 person

      • jephsimple says:

        “Não era esse recado.”

        Não estou nem um pouco preocupado com seu recado, vc mandou dois links pra mim na tentativa de responder ao link que eu postei, na tentativa de esclarecer [?] alguma coisa. mas os tais links não respondem nada… muito pelo contrário …Mostram a que pé encontra-se essa hipótese paupérrima chamada de teoria …

        Qualquer coisa que vc falar sobre a evolução [sabe-se lá o que é que dizes quando dizes evolução] eu vou responder… E sempre vou dizer que não tens uma evidência sequer para evolução cega, desgovernada, até seus biólogos ficam surpresos com o poder criativo de um processos definido como desgovernado, cego, sem direção, acidental, aleatório, sem inteligencia envolvida. A saber tais processos sequer criar órgão elétrico uma única vez.

        O remédio é tapar os ouvidos para problemas óbvios contra essa posição.

        Like

      • jephsimple says:

        E aí Maria???!!!!

        Considerando que sabemos EXATAMENTE o que é um código [Exemplo: um código é simplesmente um conjunto de elementos. Por exemplo, A={0,1} é
        um código composto pelas palavras 0 e 1. A motivação para a utilização de códigos
        pode ser a mais variada, mas, estará normalmente associada a pelo menos uma das
        seguintes necessidades:
        1) Criptografia (SSL, etc).
        2) Compressão de informação (zip, JPG, MPEG, etc).
        3) Evitar a deterioração de informação (Hamming, etc)

        O DNA codifica ou não informação? Esse pessoal da engenharia genética? Não seriam uns idiotas ao escreverem que:

        “A introdução de fragmentos de DNA contendo genes de interesse numa célula, só culminará na reprodução da mensagem genética de tal gene, se este estiver contido num vetor de clonagem apropriado. Tais vetores contém sequências de regulação importantes para que a maquinaria celular possa “ler” e “ler corretamente” a informação contida no gene. Os vetores que são responsáveis por este processo, podem ser plasmídios, vírus e outros, também manipulados geneticamente. Como os plasmídios são sequências circulares de DNA, que se reproduzem de forma autónoma e são elementos genéticos extracromossómicos, tornaram-se portanto, ideais para a transmissão de informação genética.”

        Tem muitas áreas biológicas precisando de sua sabedoria sem igual Maria! explica-lhes que não existe mensagem [vai lá saber o que significa mensagem] não existe informação genética a ser transmitida !

        Tambem temos mais idiotas a falarem sobre o código [engraçado que eles não são da turma do ID e nem da turma criacionista]

        Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

        “Código genético é a relação entre a sequência de bases no ADN e a sequência correspondente de aminoácidos, na proteína. Ele é equivalente a uma língua e é constituído basicamente por um dicionário de palavras, a tabela do código genético e por uma gramática, correspondente às propriedades do código, que estabelece como a mensagem codificada no material genético é traduzida em uma sequência de aminoácidos na cadeia polipeptídica.

        O código genético forma os modelos hereditários dos seres vivos. É nele que está toda a informação que rege a sequência dos aminoácidos codificada pelo encadeamento de nucleotídeos. Estes são compostos de desoxirribose, fosfato e uma base orgânica, do tipo citosina, adenina, guanina ou timina.”

        Mas claro né Maria! Nem devemos levar tal informação a sério pois podemos traduzir esse texto com descrições específicas do surgimento [via biogênese] e funcionalidade de um ser vivo a reações de moléculas uma com as outras.[Poderia nos elucidar sobre a ATP Sintase]

        Simplificando tudo : não existe design nenhum, código nenhum, informação nenhuma, tão somente os biólogos estão como idiotas a ficar dando nomes [como se faz para designs] para o que acontece dentro dos seres vivos…quando podíamos dizer para nossos filhos: É tudo reação química, uma molécula a reagir com a outra … Olha para os seres vivos… o que são? Moléculas a reagir com as outras… Vê o peixe elétrico? Pois é não existia peixes elétricos… mas moléculas a reagir com as outras criaram órgãos elétricos …

        Isso vai bater na cabeça… O cérebro … hummm …é o produto de moléculas a reagir uma com as outra…

        Por que essas pessoas perdem seu tempo , dinheiro com algo tão simples de se explicar , da forma mais científica possível, mais fria?

        Pq não dizer para todos : Ei, psiu? Você é um amontoado de moléculas que reagem uma com as outras… ok?

        Like

  19. jephsimple says:

    Cara acabei de ler esse artigo e um certo estase tomou conta de mim .

    “O que é surpreendente é que o órgão elétrico surgiu independentemente seis vezes ao longo da história evolutiva”, diz Lindsay Traeger”

    Ou seja, não é surpreendente que causas aleatórias, desgovernadas, acidentais, cegas produzam efeitos específicos seis vezes?Já era surpreendente produzir órgão elétrico de forma tão eficiente uma única vez, mas não , seis é muito melhor que um !

    Já não estou mais chamando a evolução de “teoria da evolução”, mas sim de Teoria das Criações da Evolução com a abreviação TCE.

    E eu faço isso pelo motivo de assistir canais como Nat Geo, Animal Planet e Discovery, e em certos programas eles falam descaradamente que a evolução criou isso, criou aquilo.

    Agora eu tenho o science daily ensinando “criacionismo” naturalista :”Our study demonstrates nature’s CREATIVE powers and its parsimony, USING the same genetic and developmental tools to INVENT an adaptive trait time and again in widely disparate environments. By learning how nature does this, we may be able to manipulate the process with muscle in other organisms and, in the near future, perhaps use the tools of synthetic biology to create electrocytes for generating electrical power in bionic devices within the human body or for uses we have not thought of yet.”

    http://www.sciencedaily.com/releases/2014/06/140626141652.htm

    Processos desgovernados, acidentais, aleatórios, cegos existem apenas no imaginário evonaturalista.

    Eles olham para o mundo real e o que podem concluir, declarar, confessar é :

    Isso é surpreendente!

    Isso deve passar de largo pelos Fãs incondicionais de Darwin…

    Liked by 1 person

  20. Marcelo says:

    Eu tenho a impressão de ter lido alguém pedindo nomes de cientistas contrários à TE. Foi isso mesmo? Será que tem gente que ainda ignora a lista dos dissidentes de Darwin?
    http://www.discovery.org/scripts/viewDB/filesDB-download.php?command=download&id=660

    Like

    • jephsimple says:

      É bem mais cômico!

      Tem uma lista com biólogos evolucionistas ateus que defendem a TE que são contra a TE?

      Parece que isso que alguém quer…Me dê um circulo redondo por favor!

      Like

  21. William Tael says:

    1) Esse primeiro tópico já se aleija todo, pois informação não é exclusividade mental.
    Informação pode ser qualquer pedaço de matéria ou energia no universo.
    Não faz diferença se há alguém analisando a informação, ela continuará existindo.
    Por acaso você diz que sua casa não existe mais, após ter saído para lanchar? Claro que não.

    2) A origem da vida não tem nada a ver com evolução, pois evolução é o processo que faz com que um ser vivo passe suas informações genéticas para sua prole e daí por diante (modificando-se mais e mais de acordo com necessidades comuns). O documentário “O que Darwin Não Sabia” mostra claramente a evolução, em curto período, das mariposas brancas que estavam ameaçadas pela fuligem que deixava as árvores em preto (fazendo delas alvos fáceis para predadores).

    3) Os besouros bombardeiros são besouros e, como de costume, são insetos que se reproduzem rapidamente e em grande número. Fazendo assim com que falhas de DNA defeituoso matassem muitos insetos, mas não todos, dando uma margem de acerto (e isso se chama seleção natural), mas não vejo como isso seria uma evidência contra a evolução.

    4) A velha falácia do “meio olho”. Não é assim que funciona a evolução de um ser.
    Não existe meio olho, assim como não existe meia asa de morcego, pois os membros não são gerados um por cada vez e sim seguindo o padrão de sua espinha dorsal, que cresce do meio e para os lados.
    Assim como o primeiro olho não surgiu pela metade, mas sim como um buraco que se fecha em formato de cúpula e deixa apenas um pequeno “esfíncter” para passagem de luz (isso não acontece apenas por ser benéfico, mas porque a carne das pálpebras não consegue se conectar a ela mesma e fechar-se totalmente em áreas cicatrizadas ou cobertas de pele).

    5) A segunda lei da termodinâmica só se aplica a ambientes isolados. E sabemos que a Terra não está isolada do Sol e das forças da natureza. A Terra recebe raios de Sol e isso interfere (e muito) em reações químicas ao ar livre. Inclusive, essa falácia da 2ª lei… é mais velha que eu.

    6) Apenas uma falácia hipotética e incoerente sobre um assunto sem evidências.

    7) Apenas uma falácia de quem acha que somos os únicos no universo.

    8) Simplesmente não temos como saber se realmente a vida não existiria caso o universo tivesse forças naturais diferentes. Ninguém pode prever todas as variáveis. Nenhum cientista pode dizer com certeza que o universo é perfeito. Quem garante que a vida não daria um jeito de aparecer em um universo diferente?
    Temos vida, aqui na Terra, que sobrevive em arsênico!

    9) Esse cara viajou nessa.

    10) Esse cara só pode viver no século 15, pqp, viu. O córtex pré-frontal e a amígdala (do cérebro) são responsáveis pela racionalidade e emoções. Próxima!

    11) Golfinhos possuem linguagem (pesquise!).

    12) A reprodução assexuada só funciona em seres de menor porte (tipo galinhas e plantas), e nosso “galho” genealógico é muito distante do dos animais de reprodução assexuada.

    13) Na bíblia, o Sol é criado depois da Terra, e isso é fisicamente ilógico.

    Like

    • jephsimple says:

      Apenas mentes criam informação .

      Quer que acreditemos que informação surge por acaso???

      Like

      • WilliamTael says:

        Informação só é definida como tal por seres que raciocinam, mas se algo existe antes da existência de tal ser, essa algo é como se fosse uma “informação” que ainda não foi definida como tal, mas que pode ser absorvida por um ser racional.

        Like

    • harmo1979 says:

      “Na bíblia, o Sol é criado depois da Terra, e isso é fisicamente ilógico.”

      Por que seria fisicamente ilógico, sendo que parte de um ponto inicial(Deus) para um agrupamento e formação ordenada(2 LEI DA TERMODINÂMICA)?

      Me explique esse seu “fisicamente ilógico”, por favor, Sem palavrões

      Like

      • WilliamTael says:

        Para começo de conversa, a 2ª lei da termodinâmica se resume em: “A quantidade de entropia de qualquer sistema isolado termodinamicamente tende a incrementar-se com o tempo, até alcançar um valor máximo”.
        Nota-se que a lei fala de um “sistema isolado”, coisa que um universo ou sistema solar não é, pois várias partículas interagem umas com as outras até se aglomerarem.
        A entropia funciona nesse caso, mas o número de partículas é tão grande que não temos como perceber visualmente esse efeito.

        Compare a aglomeração de partículas (que formam estrelas e depois planetas) com farinha na superfície da água.
        Sei que há muitas diferenças entre espaço sideral e Terra, mas o princípio é o mesmo.
        A farinha se aglomera em seu centro ou onde houver mais flocos, gerando densidade e atração gravitacional onde há maior concentração, que se propaga em um espaço que apenas parece vazio (nesse caso a água).
        No caso da água, há muitas variantes que podem acelerar ou desacelerar esse processo (a gravidade da Terra é uma delas), mas o resultado acaba sendo o mesmo; você obtém um aglomerado de farinha em um determinado ponto.

        No espaço, esse processo (no surgimento de estrelas) seria mais demorado, pois começaria a partir de partículas que seriam atraídas pela própria massa, sem sofrer atração gravitacional da Terra (como no exemplo da farinha).

        Os motivos para que planetas não possam surgir antes de suas respectivas estrelas são:
        1. Os elementos que formam os planetas não podem ser criados neles mesmos;
        2. O fato de a estrela ser sempre maior e mais antiga que seus planetas (exceto em casos de planetas ejetados de seu sistema solar);
        3. Não há planetas ao lado de estrelas que ainda estão se formando.

        Like

    • jephsimple says:

      William Tael,

      Informação só é definida como tal por seres que raciocinam, mas se algo existe antes da existência de tal ser, essa algo é como se fosse uma “informação” que ainda não foi definida como tal, mas que pode ser absorvida por um ser racional.

       

      Você falou e não refutou : Apenas mentes criam informação .

      Quer que acreditemos que informação surge por acaso???

      Depois, não estou falando sobre uma descrição, estou falando sobre criação (Informação Prescritiva).

      Sugiro que leias (é bem dinâmico, curto de fácil entendimento): A Vida e a Informação

      Like

      • WilliamTael says:

        Acho que você está colocando dificuldade onde não existe.
        Pelo que entendo de informação e pelo que pesquisei sobre, tudo aquilo que pode ser quantizado, discutido, debatido, notado, enfim, detectado por um ser racional (no caso atual, um humano), é informação.
        A “coisa” só se transforma em informação quando há quem possa detectá-la, caso contrário, essa “coisa” continua existindo, mas sem ser absorvida como informação.

        Se eu acredito que informação surge por acaso? Sim, pois não descobrimos se existe algo ou alguém nos dando (criando) informação propositalmente.

        Se você estiver se referindo ao universo inteiro surgindo do nada… bem… eu digo apenas que não temos provas de que o universo surgiu do nada e nem que foi criado por “algo” pensante. Quer perguntar se eu sei o que há no fundo de um buraco negro também?

        Like

    • jephsimple says:

      Willam Tael,

       

      Acho que você está colocando dificuldade onde não existe.

      Não, não estou… Você está falando sobre um conceito bem trivial de informação…

       

      Agora se você realmente quer pegar o meu ponto você pode começar com Perspectivas em Ciência da Informação e você também pode tentar Design Inteligente como Teoria da Informação

      A partir daí você pode começar fornecer evidências, argumentos razoáveis para suas crença de que a informação pode surgir por acaso, sem uma mente, sem intenção, planejamento, objetivo.

       

      Pelo que entendo de informação e pelo que pesquisei sobre, tudo aquilo que pode ser quantizado, discutido, debatido, notado, enfim, detectado por um ser racional (no caso atual, um humano), é informação.

      Isso é um conceito típico de informação descritiva, e não é esse tipo de informação que estou falando.

      Assim, se você ler sobre Perspectivas em Ciência da Informação, então você pode entender que a coisa é um bocadinho mais complexa… Eu sei que o Texto é longo, mas o conceito de informação é realmente oposto a trivialidade.

      A “coisa” só se transforma em informação quando há quem possa detectá-la, caso contrário, essa “coisa” continua existindo, mas sem ser absorvida como informação.

      Novamente, estás a confundir alho com bugalhos, não existe transformação alguma, apenas uma descrição.

      Se eu acredito que informação surge por acaso? Sim, pois não descobrimos se existe algo ou alguém nos dando (criando) informação propositalmente.

      Informação não surge por acaso… O sol poderia, por hipótese ter surgido por acaso, mas a descrição sobre o sol não pode surgir por acaso… Mesmo a informação descritiva, que pode ser considerada trivial em comparação com a informação prescritiva é um conceito metafísico.

      Daí informações existem apenas em mentes, mesmo que essa informação seja a descrição de algo que hipoteticamente surgiu por acaso.

       

      Se você estiver se referindo ao universo inteiro surgindo do nada…

      Estou falando de informação biológica, que não se enquadra em informação descritiva… Universo é um outro ponto.

      Eu digo apenas que não temos provas de que o universo surgiu do nada e nem que foi criado por “algo” pensante.

      O universo surgir do nada é um completo absurdo, boa sorte na procura por evidências.

      Já ele ter sido criado por uma mente, pode se buscar por pistas; embora nosso método possa não ser tão adequado para investigar as origens, uma vez que habitamos entre o físico e o metafísico, nossos equipamentos físicos não podem interagir com o metafísico, apenas a nossa mente.

      Like

      • WilliamTael says:

        Não estou dizendo que o universo surgiu do nada (afinal eu não sei), mas ao dizer que ele foi criado por algo ou por alguém, essa explicação cai automaticamente em um paradoxo de criação, pois se para tudo existe uma origem detectável, então até o criador foi criado por alguém ou alguma coisa… ou… advinha… surgiu do nada.
        Nem eu e nem você temos a resposta final sobre isso.

        Sobre metafísica… bem… eu ainda me pergunto pra quê existe tal palavra, pois se a metafísica é algo que está além da física, então a metafísica seria um estudo sem assunto para ser estudado.
        A não ser que todo metafísico presunçosamente afirme que determinada coisa está “além da física” antes mesmo de ter uma confirmação unânime.
        Até hoje nunca se foi documentado um paradoxo que funcione no mundo real e não apenas na filosofia. No dia que isso acontecer, aí sim vou passar a considerar a metafísica como algo plausível.

        P.S: Esse texto (ou essa bíblia) sobre Perspectivas em Ciência da Informação, que você me passou, é exageradamente extenso.
        Uma das melhores coisas na matemática, nas ciências naturais e nos estudos científicos em geral é que eles podem ser resumidos de forma majestosa e simples (E=MC² por exemplo), coisa que esse texto poderia ter feito, mas não fez.
        A maioria das pessoas se sente incapaz de contradizer textos argumentativos tão grandes e talvez seja por isso que o autor do texto não resumiu o ponto principal do texto.
        Já imaginou se eu lesse aquilo tudo só para no final perceber que perdi meu tempo lendo algo que ou não fazia sentido ou já refutei?
        Não pense que é por mera preguiça que não li o texto, pois já li maiores, mas é que costumo me deparar com textos extensos demais e com pouquíssima informação relevante.

        Em um sistema de comentários devemos ser objetivos em nossos argumentos.
        Você provavelmente não iria gostar se eu lhe indicasse um livro para cada argumento que considero importante para mim, certo?

        Like

      • Lucas says:

        Não estou dizendo que o universo surgiu do nada (afinal eu não sei), mas ao dizer que ele foi criado por algo ou por alguém, essa explicação cai automaticamente em um paradoxo de criação, pois se para tudo existe uma origem detectável, então até o criador foi criado por alguém ou alguma coisa… ou… advinha… surgiu do nada.

        Nem tudo precisa duma “origem detectável”, mas sim, “tudo o que tem INÍCIO tem uma causa adequada”.

        Mats

        Like

      • jephsimple says:

        Willam Tael,

        Você falou muito e não explicou nada.Há um cálculo matemático que prova que energia e matéria poderiam surgir do nada.

        Não, eu não falei muito, imagino que você poderia aprender muito com os links, para ter noção do que estou falando, a respeito de informação. O próprio link : A Vida e a Informação já seria de bom tamanho.

        Vou te dar a ultima possibilidade de entender do que estou falando, e não se fala mais nisso ok?

        Assiste esse vídeo, ele é bem dinâmico e de fácil aprendizado, fornecendo o conceito bem básico de informação:

        Há um cálculo matemático que prova que energia e matéria poderiam surgir do nada.

        Que baboseira… E você acreditou?

        Que parte do: “do nada nada surge” você não consegue entender? Ex nihilo nihil fit

        O fato dos materialistas não conseguirem sustentar uma causa natural (sabe-se lá o que eles querem dizer com causa natural) para as aberrações do mundo quantico não sevem para afirmar que do nada surgem partículas… Oras bolas se do nada surgem partículas do nada pode surgir todas as coisas… Inclusive 2 bilhões de reais eu meu quarto e pode surgir 1 trilhão de universos 1 bilhão de vezes maiores que o nosso emum segundo.

        Depois ultilizam-se de filosofia barata de buteco e falam baboseiras atraás de baboseiras.

        ,strong>Nenhum desses que você citou é considerado um paradoxo.

        “Dualismo, “não localidade” , tempo, espaço, realidade física.”

        O paradoxo não seria as partes, seria um todo.

        Boa sorte na sua teoria que explique essas coisas sem apelar para conceitos abstratos, metafísica, baseando-se pura e simplesmente no materialismo filosófico. Diga para nós se o tempo é finito ou infinito, se o espaço é finito ou infinito, se a realidade fisica existe para alem da vossa mente.

        Vamos ver se consegues provar que dentro de vossa filosofia materialista esse universo não é cheio de incríveis aberrações.

        Onde você viu uma falácia no que eu falei?
        Eu apenas disse que o autor do texto não foi suscinto em explicar sua tese, mas eu não disse que a tese dele está errada por causa disso.

        Faz mais um pouquinho de força que você acha…

        Like

    • jephsimple says:

      Willam Tael,

      Não estou dizendo que o universo surgiu do nada (afinal eu não sei), mas ao dizer que ele foi criado por algo ou por alguém, essa explicação cai automaticamente em um paradoxo de criação, pois se para tudo existe uma origem detectável, então até o criador foi criado por alguém ou alguma coisa… ou… advinha… surgiu do nada.

      Nem eu e nem você temos a resposta final sobre isso.

      Tem uma resposta final que não é minha, mas que transcende a mim …

      Do nada … surge nada, nada surge do nada, no nada não há nada e nunca haverá nada, no nada haverá nada… Nada e nada são as mesmas coisas, e sempre serão o mesmo nada.

      O próprio nada seria uma causa (IMPOSSÍVEL) metafísica… A causa do universo e da vida é em ambos os casos metafísica… O próprio universo limita entre o físico e o metafísico, entre a física clássica e um sistema quântico.

      Assim, não é preciso usar o método científico, estudar muito, para excluir o nada como causa do que quer que seja, o nada não é causa adequada para qualquer coisa, o nada é causa adequada para nada.

      Sobre metafísica,

      A nosso conversa ocupa tanto o físico quanto o metafísico… Eu não posso interagir racionalmente com a mera matéria, eu só posso me comunicar racionalmente com aqueles que possuem natureza com propriedades metafísicas específicas, como consciência e subconsciência, por exemplo.

       

      Até hoje nunca se foi documentado um paradoxo que funcione no mundo real e não apenas na filosofia. No dia que isso acontecer, aí sim vou passar a considerar a metafísica como algo plausível.

      Dualismo, “não localidade” , tempo, espaço, realidade física.

       

      P.S: Esse texto (ou essa bíblia) sobre Perspectivas em Ciência da Informação, que você me passou, é exageradamente extenso.
      Uma das melhores coisas na matemática, nas ciências naturais e nos estudos científicos em geral é que eles podem ser resumidos de forma majestosa e simples (E=MC² por exemplo), coisa que esse texto poderia ter feito, mas não fez.

      _______________________________________
      ________________________________________________________________
      Perspectivas em Ciência da Informação
      On-line version ISSN 1981-5344
      Perspect. ciênc. inf. vol.12 no.1 Belo Horizonte Jan./Apr. 2007
      http://dx.doi.org/10.1590/S1413-99362007000100012
       

      ……………………………………………………………………………………………………………………………………..

      O conceito de informação1 [1 Tradução do capítulo publicado no Annual Review of Information Science and Technology. Ed. Blaise Cronin. v. 37, cap. 8, p. 343-411, 2003, autorizada pelos autores.]

      ……………………………………………………………………………………………………………………………………….

       

       

      Rafael CapurroI; Birger HjorlandII

      IProfessor de Ciência da Informação e Ética da Informação na Universidade de Ciências Aplicadas de Stuttgart
      IIRoyal School of Library and Information Science – Copenhagem

       

      ________________________________________________________________

      ________________________________________________________________

       

      Pra mim isso foi um dos piores ad hominem que eu já vi em minha vida, é sério, e sem querer ser desrespeitoso, mas apenas externar minha opinião sobre esse seu parecer do artigo. E nem dá pra levar a sério o que você falou, pelas referências do texto, pelo conteúdo do texto, pelo tema discutido.

      Mesmo o sentido trivial de informação não se enquadra em conceitos simples… Mas eu forneci um artigo dinâmico e objetivo sobre a informação aqui discutida então se você quer evitar se aprofundar no tema, mas entender meu ponto, tente entender o artigo A Vida e a Informação… Isso é para meu ponto específico sobre INFORMAÇÃO BIOLÓGICA, agora sobre o conceito geral de informação, infelizmente é algo muito mais complexo e não dá pra ficar escrevendo aqui sobre o conceito de informação, o máximo que posso fazer é indicar fontes relevantes e não minha opinião pessoal e mesmo formação para falar e explicar esse conceito.

      A maioria das pessoas se sente incapaz de contradizer textos argumentativos tão grandes e talvez seja por isso que o autor do texto não resumiu o ponto principal do texto.

      O ponto do texto era sobre Ciência da Informação e não o conceito de informação , embora intrincados, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O conceito de informação que Willam Dembski (sim teórico do ID) pode ser visto em Design Inteligente como Teoria da Informação … E de fato é um conceito complexo (o texto também é extenso sim), e portanto é impossível ser trivial…

      Like

      • William Tael says:

        Você falou muito e não explicou nada.
        Há um cálculo matemático que prova que energia e matéria poderiam surgir do nada.
        Leia um pouco sobre isso aqui:
        http://hypescience.com/como-ter-um-universo-inteiro-do-nada/

        Se uma informação é possível de ser entendida, então ela pode ser resumida sim.
        Você é que está com preguiça para resumir o que entendeu sobre ciência da informação naquele artigo.
        Se uma informação fosse tão difícil de ser entendida, não saberíamos para que serve o LHC sem termos PhD em física antes (não literalmente, por favor!).

        Onde você viu uma falácia no que eu falei?
        Eu apenas disse que o autor do texto não foi suscinto em explicar sua tese, mas eu não disse que a tese dele está errada por causa disso.

        Like

      • William Tael says:

        Nenhum desses que você citou é considerado um paradoxo.

        Like

    • jephsimple says:

      Willam Tael,

      Você falou muito e não explicou nada.Há um cálculo matemático que prova que energia e matéria poderiam surgir do nada.

      Não, eu não falei muito, imagino que você poderia aprender muito com os links, para ter noção do que estou falando, a respeito de informação. O próprio link :A Vida e a Informação já seria de bom tamanho.

      Vou te dar a ultima possibilidade de entender do que estou falando, e não se fala mais nisso ok?
      Assiste esse vídeo, ele é bem dinâmico e de fácil aprendizado, fornecendo o conceito bem básico de informação:

      Há um cálculo matemático que prova que energia e matéria poderiam surgir do nada.

      Que baboseira… E você acreditou?

      Que parte do: “do nada nada surge” você não consegue entender? Ex nihilo nihil fit vem a calhar.

      O fato dos materialistas não conseguirem sustentar uma causa natural (sabe-se lá o que eles querem dizer com causa natural) para as aberrações do mundo quântico não sevem para afirmar que do nada surgem partículas… Oras bolas, se do nada surgem partículas, do nada pode surgir todas as coisas… Inclusive ,2 bilhões de reais eu meu quarto e pode surgir 1 trilhão de universos 1 bilhão de vezes maiores que o nosso em um segundo.

      Depois ultilizam-se de filosofia barata de buteco e falam baboseiras atrás de baboseiras.

      Nenhum desses que você citou é considerado um paradoxo.

      “Dualismo, “não localidade” , tempo, espaço, realidade física.”

      O paradoxo não seria as partes, seria um todo.

      Boa sorte na sua teoria que explique essas coisas sem apelar para conceitos abstratos, metafísica, baseando-se pura e simplesmente no materialismo filosófico. Diga para nós se o tempo é finito ou infinito, se o espaço é finito ou infinito, se a realidade física existe para alem da vossa mente.
      Vamos ver se consegues provar que dentro de vossa filosofia materialista esse universo não é cheio de incríveis aberrações.

      Onde você viu uma falácia no que eu falei?Eu apenas disse que o autor do texto não foi suscinto em explicar sua tese, mas eu não disse que a tese dele está errada por causa disso.

      Faz mais um pouquinho de força que você acha…

      Like

      • William Tael says:

        Pelo jeito você nunca ouviu falar em teoria quântica de campos ou partículas virtuais.
        https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_qu%C3%A2ntica_de_campos
        https://pt.wikipedia.org/wiki/Part%C3%ADculas_virtuais

        Sei que esses links praticamente não dão exemplos para simplificar o entendimento, mas vou tentar exemplificar a teoria quântica de campos da forma que vi em um documentário: pelo que me lembro, uma partícula subatômica surge com uma excitação energética, de origem desconhecida, em um campo que gera essa partícula.
        No caso de elétrons, o campo seria chamado de campo eletromagnético.

        Não adianta comparar objetos visíveis com fenômenos quânticos.
        Exemplos assim só servem para simplificar o entendimento de mecânicas complexas e não para provar o funcionamento da mecânica em si.
        Isso seria fazer o inverso do método científico, que atualmente é:
        1. Coletam-se amostras/evidências;
        2. Criam-se uma ou várias hipóteses para tentar entender a mecânica das amostras;
        3. Eliminam-se as hipóteses que não se sustentarem;
        4. Caso uma ou mais hipóteses continuem firmes, cria-se uma ou várias teorias;
        5. Caso a teoria tenha uma aplicação universal e tenha passado por testes, ela passará também a ser chamada de lei;
        6. Exemplifica-se a teoria de forma comparativa por mera praticidade.

        Inverter essa ordem é o mesmo que querer provar o que se quer, pelos meios que se quer.

        Like

    • jeph simple says:

      Pelo jeito você nunca ouviu falar em teoria quântica de campos ou partículas virtuais.

      Tenho alguma coisa em meu blog aqui: https://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2014/07/24/a-mecanica-quantica-de-campos-o-que-e-real-parte-i/

      E aqui: https://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2014/10/30/a-mecanica-quantica-de-campos-o-que-e-real-parte-ii/

      Só de quebra temos um paradoxo sobre informação.

      Mas uma consideração: O método cientifico é uma ilusão, uma baboseira estúpida e idiota, se o materialismo filosófico for verdadeiro.

      Então, pra mim, um materialista querer falar em método científico e nada é a mesma coisa.

      Like

      • WilliamTael says:

        “O método cientifico é uma ilusão, uma baboseira estúpida e idiota”
        Agora você viajou na maionese mesmo… Afinal, por qual método você descobre a verdade sobre algo na natureza?

        Like

    • jephsimple says:

      Willam Tael,

      ““O método cientifico é uma ilusão, uma baboseira estúpida e idiota”
      Agora você viajou na maionese mesmo… Afinal, por qual método você descobre a verdade sobre algo na natureza?

      Vou te dar a chance de se retratar desse espantalho que criaste descaradamente.Ou você tem problema de dislexia?

      Se queres uma dica do que eu disse vê isso aqui:

      Like

      • JephSimple

        “”Vou te dar a chance de se retratar desse espantalho que criaste descaradamente.””

        E coloque descaradamente nisso. Ele deliberadamente ocultou a sua seguinte fala:
        “”se o materialismo filosófico for verdadeiro.”

        Isso alterou totalmente o sentido de sua frase.

        Com isso, passo a supor que, ou o WilliamTael é um desonesto ou tem problema de interpretação de texto.

        Liked by 1 person

      • WilliamTael says:

        Não entendi o que você quis dizer com “se o materialismo filosófico for verdadeiro.”, por isso ocultei essa parte na citação. Não tive intenção de criar uma falácia do espantalho.

        Fui tentar responder o Diogo Morelli, mas não aparece a opção “reply” abaixo da resposta dele. Talvez seja o login que eu esteja usando (WordPress) ou sei lá.

        Like

      • WilliamTael says:

        Esse vídeo que você passou é aquela velha lenga lenga dos pseudocientistas que inventam malabarismos argumentativos para tentar provar que a religião cristã é a origem da ciência e que todas as outras religiões são de alguma forma ou excluídas dessa ideia ou convertidas a favor da mesma.
        É tão patético ver o palestrante dizendo que a ciência foi “criada na Europa”.
        Kkkkkk! A ciência moderna sim, ferinha, mas ciência pura é qualquer método de se buscar respostas na natureza para questões levantadas pelo ser (mesmo quando buscadas de forma errada).

        O desafio de provar a existência de Deus já foi dado e até hoje, nenhum cristão ou religioso, de qualquer religião, aceitou esse desafio (ou a própria premissa desse desafio).

        Se você alega que Deus existe, você deve provar que ele existe.
        Até que você faça isso, Deus não existe.
        Aí você pode argumentar: “Ah, mas então isso quer dizer que tudo o que desconheço não existe?”.
        O que acontece é o seguinte: como não se sabe se existe algum observador universal, tudo o que desconhecemos realmente não existe para nós.
        Seria ilógico dizer o contrário, pois quem o fizesse só poderia provar o que diz provando a existência daquilo que parecia não existir.

        Por exemplo, seria burrice nos gabarmos por conhecermos mais continentes que os primeiros exploradores, pois não existia ninguém na época deles para contar sobre esses continentes “novos” que eles sequer sabiam que existiam.
        Para os primeiros exploradores, novos continentes não existiam.

        Dizer que Deus não existe e não saber da existência desse Deus dá no mesmo.
        E você só poderá rir de minha escolha quando provar que Deus existe.
        Até lá você só estará acreditando cegamente em algo que tem mínimas chances de existir.

        E nem venha com aquela ideia maluca dos criacionistas de que preciso “provar que Deus não existe”, pois não existe uma forma de “provar que algo não existe”.

        Você por acaso pode provar que não existe vida inteligente em outros planetas?
        Claro que não, pois você teria de viajar cada canto do universo até poder dizer que não encontrou nenhum ser inteligente fora da Terra.
        E ambos sabemos que você não tem esse “poder”.

        Like

      • Willam Tael

        Não entendi o que você quis dizer com “se o materialismo filosófico for verdadeiro.”, por isso ocultei essa parte na citação. Não tive intenção de criar uma falácia do espantalho.

        Ahãm….. sei……

        Like

    • jephsimple says:

      Não entendi o que você quis dizer com “se o materialismo filosófico for verdadeiro.”, por isso ocultei essa parte na citação. Não tive intenção de criar uma falácia do espantalho.

      Ah é mesmo?

      Esse vídeo que você passou é aquela velha lenga lenga dos pseudocientistas que inventam malabarismos argumentativos para tentar provar que a religião cristã é a origem da ciência e que todas as outras religiões são de alguma forma ou excluídas dessa ideia ou convertidas a favor da mesma.

      Eu duvido que você assistiu o vídeo, julgando pelo seu dogmatismo você não suportaria 10 minutos de argumentação sólida, esse seu comentário evidência isso.
      É tão patético ver o palestrante dizendo que a ciência foi “criada na Europa”.
      Kkkkkk! A ciência moderna sim, ferinha, mas ciência pura é qualquer método de se buscar respostas na natureza para questões levantadas pelo ser (mesmo quando buscadas de forma errada).

      Não assistiu ao vídeo, não interessa se a ciência teria nascido entre macacos, evidente que você não conseguiria assistir ao vídeo nem até a metade. É psicológico mesmo.

       

      O desafio de provar a existência de Deus já foi dado e até hoje, nenhum cristão ou religioso, de qualquer religião, aceitou esse desafio (ou a própria premissa desse desafio).

      O desafio mesmo é ter que lidar com tantas baboseiras, espantalhos, ignorância, desonestidade intelectual, mas chega uma hora que você se acostuma, identifica e entende quando vale ou não apena levar um “argumentador” a sério.

       

      Se você alega que Deus existe, você deve provar que ele existe.
      Até que você faça isso, Deus não existe.

       

      Você inventou agora ou aprendeu em algum programa neo ateísta de boteco?
      Aí você pode argumentar: “Ah, mas então isso quer dizer que tudo o que desconheço não existe?”.
      O que acontece é o seguinte: como não se sabe se existe algum observador universal, tudo o que desconhecemos realmente não existe para nós.
      Seria ilógico dizer o contrário, pois quem o fizesse só poderia provar o que diz provando a existência daquilo que parecia não existir.

      Então você estende seu defeito cognitivo, sua ignorância, sua subjetividade as demais pessoas?

       

      Por exemplo, seria burrice nos gabarmos por conhecermos mais continentes que os primeiros exploradores, pois não existia ninguém na época deles para contar sobre esses continentes “novos” que eles sequer sabiam que existiam.
      Para os primeiros exploradores, novos continentes não existiam.

      Que tem a ver alhos com bugalhos?

      Dizer que Deus não existe e não saber da existência desse Deus dá no mesmo.

      Na sua lógica particular, não?
      E você só poderá rir de minha escolha quando provar que Deus existe.
      Até lá você só estará acreditando cegamente em algo que tem mínimas chances de existir.

      Essa é a sua lógica, baseada na sua ignorância, na sua experiência subjetiva, na sua cognição defeituosa.

      E nem venha com aquela ideia maluca dos criacionistas de que preciso “provar que Deus não existe”, pois não existe uma forma de “provar que algo não existe”.

      Mais um argumento que você inventou ou assistiu em programa neo ateísta de boteco?

      Você por acaso pode provar que não existe vida inteligente em outros planetas?
      Claro que não, pois você teria de viajar cada canto do universo até poder dizer que não encontrou nenhum ser inteligente fora da Terra.
      E ambos sabemos que você não tem esse “poder”.

      Não seria melhor você testar seus próprios argumentos pra ver se eles são lógicos, racionais? Reveja suas alegações tente encontrar erros nela; sério, você disse que não se prova inexistência, logo depois você diz que não e pode provar que não existe vida inteligente, faz um esforço e vê se você consegue encontrar prova por contradição(é só uma dica).

      Like

      • WilliamTael says:

        Cara… eu estou chocado com as respostas infantis que você me dá.
        Toda a argumentação sobre “provar a existência de algo” já faz parte do método científico. Eu não inventei nada disso. Isso inclusive é usado em tribunais.
        Então você acha o quê, que qualquer um deve acreditar em Deus simplesmente porque as pessoas acham que ele existe ou porque elas não concordam com teorias científicas? São os cientistas que precisam provar o contrário?!
        Isso é o maior absurdo que já vi!
        Não concordar com esse método é como abdicar-se da lógica.

        Nem o exemplo dos continentes você entendeu.
        Pqp! E ainda diz que estou usando falácia do espantalho?!
        Nem mesmo quando eu disse que eu não havia entendido o “se o materialismo filosófico for verdadeiro” você levou a sério?
        Qual o seu problema? Vai ficar só teorizando sobre o que estou pensando ou vai dar respostas sérias?
        Responda conforme o que eu perguntei do jeito que escrevi e não como você acha que eu pensei ao escrever!
        Isso é ridículo! Em nenhum momento estou tentando advinhar o que você está pensando, pois isso não serve em mensagens de texto!

        E sim, se uma pessoa (A) não sabe que algo (B) (seja um novo continente ou Deus) existe, logo esse B não existe para essa pessoa.
        Por mais que B de fato exista, A só terá motivos para acreditar em B quando souber da existência de B.

        Outro exemplo: um cego em uma sala silenciosa só saberia se há alguém além dele nessa sala se essa pessoa tentasse se comunicar com o cego.
        Até que isso acontecesse, o cego acreditaria que não há mais ninguém ali.
        E você não poderia culpar o cego, poderia?

        Like

    • jephsimple says:

      Cara… design inteligente não faz sentido quando se percebe que não podemos nos adaptar a tudo. Só o fato de que podemos morrer afogados já deixa claro que não fomos desenhados perfeitamente por um “deus criador”.

      Defeito é evidencia contra design, caramba! Não sabia disso! O.o

      Mas como já sei que você vai tentar dizer algo como “Deus nos criou frágeis assim por algum motivo”, então nem adianta perder tempo com esses seus malabarismos argumentativos.

      Se os meus malabarismos argumentativos não forem contra a razão, se sustentarem, então vou continuar um malabarista.😉

      Like

  22. A minha impressão ao ler o texto foi de muito conhecimento bíblico e pouco conhecimento sobre evolução e uma enorme crença de que aceitar a evolução das espécies através da seleção natural é sinônimo de ateísmo.

    Like

    • WilliamTael says:

      Enfim alguém sensato aqui (além de mim).

      Like

    • jephsimple says:

      Olha só Claudair:

      ***********************************************************************
      Mas agora eu vou partilhar esse [Understanding Evolution] artigo evolucionista (Adaptado):

      Porque a seleção natural pode produzir adaptações surpreendentes (e pode é???), é tentador pensar nisso como uma força onipotente, instando organismos, constantemente empurrando-os na direção do progresso – mas a seleção natural não é isso em tudo.

      Em primeiro lugar, a seleção natural não é toda-poderosa; não produz perfeição. Se os seus genes são “bons o suficiente”, você vai ter alguns filhos para a próxima geração – você não tem que ser perfeito. Isto deve ser bastante claro apenas olhando para as populações em torno de nós: as pessoas podem ter genes para doenças genéticas, as plantas podem não ter genes para sobreviver a uma seca, um predador pode não ser rápido o suficiente para pegar sua presa cada vez que ele está com fome . Nenhuma população ou organismo se adapta perfeitamente.

      Em segundo lugar, é mais preciso pensar na seleção natural como um processo e não como uma mão orientadora. A seleção natural é o simples resultado de variação, reprodução diferencial e hereditariedade – é ESTÚPIDA e mecanicista. Ela NÃO TEM METAS; ela NÃO ESTÁ SE ESFORÇANDO PARA PRODUZIR “PROGRESSO“ OU UM ECOSSISTEMA EQUILIBRADO.

      É por isso que “NECESSIDADE“, “TENTATIVA“, e “QUERER (INTENÇÃO)” não são palavras muito precisas quando se trata de explicar a evolução. A população ou indivíduo não “QUER” ou “TENTA” evoluir, e a seleção natural NÃO PODE TENTAR SUPRIR O QUE UM ORGANISMO “PRECISA“. A seleção natural apenas seleciona QUALQUER VARIAÇÃO EXISTENTE numa população. O resultado é a evolução.

      No extremo oposto da escala, a seleção natural, é, por vezes , interpretada como um processo aleatório. Isto também é um equívoco. A variação genética que ocorre em uma população por conta de mutação, é aleatória – mas a seleção age na variação de uma maneira altamente não aleatória: variações genéticas que ajudam a sobrevivência e a reprodução são muito mais propensas a se tornar comuns do que as variantes que não. A seleção natural não é aleatória!

      Por isso, no mundo real, o Design Inteligente se adéqua mais aos dados do que a TE…

      E quando um evo diz que sou ignorante sobre a evolução ele está TOTALMENTE correto… Pois, se existe uma hipótese que violenta a parcimônia, ela se chama teoria da evolução… Complicada!… Quem sabe uns 50 anos de estudo e eu consiga um mestrado basicão.

      *********************************************************************************

      https://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2015/07/13/1640/

      E sim, só falta provar que a seleção natural não é um mecanismo tão estúpido, cego e irracional quanto as mutações… Afinal não há propósito nesse universo.

      E os evos teístas, deístas, panteístas; ou seja lá o que for deveriam fornecer uma evolução não naturalista, que nega qualquer teleologia em seus pressupostos…

      Like

      • WilliamTael says:

        Cara… design inteligente não faz sentido quando se percebe que não podemos nos adaptar a tudo. Só o fato de que podemos morrer afogados já deixa claro que não fomos desenhados perfeitamente por um “deus criador”.
        Mas como já sei que você vai tentar dizer algo como “Deus nos criou frágeis assim por algum motivo”, então nem adianta perder tempo com esses seus malabarismos argumentativos.

        Like

  23. Anderson says:

    WilliamTael,

    Deus não nos criou frágeis e tampouco necessitaríamos nos adaptar a alguma coisa se não fosse a escolha do ser humano se distanciar de Deus, dando lugar ao pecado que distorceu todas as coisas inclusive a nossa genética e a natureza. Isso é uma resposta teológica e não científica mas serve para que você entenda que não pode ser olhar o estado atual das coisas como se fossem sempre assim desde o princípio, isso inclusive cientificamente falando.

    Abraço,

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s