Qual é a religião oficial das escolas públicas modernas?

Um Senador estadual da Carolina do Sul que deu o seu apoio às medidas que visavam dar liberdade académica aos professores de modo a que estes pudessem tecer críticas cientificas à teoria  da evolução, afirmou que o Cristianismo foi sistematicamente ilegalizado nas escolas públicas e substituído pelo Darwinismo.

Mike Farr representa o Distrito 6 da Carolina do Sul e é membro do Education Oversight Committee do estado. Tal como reportado previamente, em Fevereiro último Fair foi contra a terminologia pró-evolucionista nos padrões de educação científica que foram propostos na altura. Então, em Maio deste ano, Fair militou em favor duma política que iria permitir aos alunos aprender os argumentos a favor e contra a teoria da evolução.

Apesar da previsível oposição dos evolucionistas, Fair não está a recuar da controvérisa criação/evolução; numa coluna publicada pelo The Post and Courier, Fair explicou a sua posição em relação à teoria da evolução, alegando a busca pela verdade cientifica foi alvo dum “estrangulamento” inconstitucional por parte dos tribunais:

A “verdade” tem que se conformar ao Darwinismo ou então ela será rejeitada. Creio que não interessa nada o que se vê com os olhos e o que a nossa mente nos diz.

Qualquer outra coisa que esteja contra o evolucionismo ateísta, ressalvou Faur, é censurada pelas escolas governamentais:

Universo_EvidenciasFazer inferências à melhor informação factual não é permitido se ela apontar para  a religião e não para o ateísmo. Considerar o fine tuning da nossa galáxia um milagre … é uma discussão que não é permitida.

Referindo-se à Primeira Emenda da Constituição Americana, Fair sugeriu que os mais recentes casos legais fizeram uma má interpretação do significado da Establishment Clause:

A Primeira Emenda da Constituição dos EUA proclama: “O Congresso não fará lei alguma em respeito ao estabelecimento de religião, ou proibindo do livre exercício da mesma”. Isto tem precisamente o significado que aparenta.

Segundo Fair, a liberdade religiosa garantida pela Primeira Emenda tem sido progressivamente colocada em causa pelos mais recentes casos legais:

A maioria dos nossos Pais Fundadores promovia a fé Cristã individualmente mas eles concordaram que o governo não deveria estabelecer uma religião estatal financiada pelos contribuintes… No entanto, os tribunais vieram a determinar que as palavras da Constituição querem dizer. Todos os Juízes do Tribunal Supremo fornecem-nos um novo conjunto de “fundadores”.

Acredito que os princípios estabelecidos pelos Fundadores estão a ser removidos da esfera pública por uma séria de decisões estreitas feitas pelo Tribunal Supremo dos Estados Unidos. Fico perturbado com o facto do Tribunal Supremo ter alterado a Constituição através duma série de votos 5 contra 4, claramente à margem dos métodos propriamente estabelecidos para a alteração da nossa Constituição.

Fair cita então vários resultados indesejáveis por parte do Tribunal Supremo, incluindo a proibição da oração em muitos espaços públicos, a promoção do Darwinismo nas escolas públicas, e a exclusão de vários factos que apontam para um Projector Inteligente.

Custa-me acreditar que a inteligência tenha sido declarada inconstitucional dentro das escolas públicas.

Fair alega que os juizes que tomam decisões que contradizem a liberdade religiosa estão a rodear o sistema governamental estabelecido pela Constituição dos Estados Unidos:

Nós temos um processo bem-estabelecido para a alteração da nossa Constituição, e ele garante um debate extenso; mas muitos princípios que são preciosos aos olhos dos Americanos estão a ser colocados de lado pelo activismo judicial.

Fair afirma que o debate evolução/criação é da maior importância visto que a crença em Deus é o fundamento para a moralidade:

Porque é que uma jovem pessoa se iria preocupar com o seu carácter se ela nada mais é que um conglomerado de partículas?

Pelo contrário, o Cristianismo disponibiliza uma base lógica tanto para a moralidade como também para a ciência:

O Cristianismo e a ciência não estão em conflito. O Cristianismo e a fantasia é que estão em conflito.

Fonte: http://bit.ly/1DW70SA

* * * * * * *

Qual é então a religião oficial das escolas públicas? Uma imagem vale por mil palavras…

Darwin Religiao

About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

14 Responses to Qual é a religião oficial das escolas públicas modernas?

  1. bernardopireskuster says:

    Isso lembrou-me instantaneamente do eminente biológo evolucionista de Harvard, Richard Lewontin, que disse:

    “Nós tomamos o lado da ciência apesar da patente absurdidade de alguns de seus construtos, apesar das suas falhas em cumprir muitas das promessas para a saúde e a vida, apesar da tolerância da comunidade científica para histórias sem substância do tipo “foi assim”, porque nós temos um compromisso anterior, um compromisso com o materialismo. E não é que métodos e instituições da ciência nos compelem de alguma forma a aceitar uma explicação material do mundo fenomenal, mas, ao contrário, que nós somos forçados por nossa adesão a priori às causas materiais para criar um aparato de investigação e um conjunto de conceitos que produzam explicações materiais, não importa quão contra-intuitivo, não importa quão mistificante para o não iniciado. Além disso, o materialismo é absoluto, pois não podemos permitir um Pé Divino na porta.” [NY Review of Books, 1/7/1997]

    Like

  2. jephsimple says:

    Ficarei muito interessado em ver os pontos a favor da evolução, principalmente quando essa evolução é CEGA, DESGOVERNADA.

    Por enquanto tudo oque se tem a favor da mesma é um argumento circular (e não evidências ) … Deus, ou algum designer não existe então a evolução édesgovernada, cega… A evolução é desgovernada, cega então não existe um designer…

    Like

  3. jephsimple says:

    Pontos interessantes ID vs evolução naturalista [cega,desgovernada, “ateleológica”]

    °Quando atribuímos design inteligente para máquinas biológicas complexas que precisam de todas as suas peças para trabalhar, nós estamos fazendo o que os cientistas históricos fazem geralmente. Pense nisso como um processo de três etapas: (1) localizar um tipo de causa ativa no presente que rotineiramente produz a coisa em questão; (2) fazer uma pesquisa aprofundada para determinar se ela é a única causa conhecida desse tipo de coisa; e (3) se for, oferecê-la como a melhor explicação para a coisa em questão. (William Dembski and Jonathan Witt, Intelligent Design Uncensored: An Easy-to-Understand Guide to the Controversy, pp. 20-21, 53 (InterVarsity Press, 2010) )

    …Em outras palavras, a nossa experiência comum fornece evidência positiva de apenas um tipo de causa capaz de montar tais máquinas. Não é eletricidade. Não é o magnetismo. Não é a seleção natural trabalhando em variação aleatória. Não é qualquer processo puramente irracional. É a inteligência. . . .

    ° O argumento central de meu livro é que o design inteligente, a atividade deliberada, consciente e racional de um agente explica a origem da informação necessária para produzir a primeira célula viva. Afirmo isso por causa de duas coisas que sabemos de nossa uniforme e repetitiva experiência, que, após Charles Darwin, eu considero ser a base de todo o raciocínio científico sobre o passado. Em primeiro lugar, os agentes inteligentes têm demonstrado a capacidade de produzir grandes quantidades de informação funcional específica (especialmente na forma digital) [-> notar a termos que ele usa aqui]. Em segundo lugar, nenhum processo químico sem direção demonstrou esse poder. Por isso, o design inteligente proporciona a adequada melhor-explicação; mais causal, para a origem da informação necessária para produzir a primeira vida a partir de simples produtos químicos não-vivos. O biólogo da origem da vida precisaria mostrar que alguma causa material não-direcionada tem [[empiricamente] demonstrado o poder de produzir informação biológica funcional para além da orientação ou atividade que uma mente projeta. E o naturalismo não conseguiu fazer isso, em específico os biólogos da origem da vida.[Meyer, Stephen C: Response to Darrel Falk’s Review of Signature in the Cell, SITC web site, 2009.]

    _____________________________________________________________________________

    Pergunta 1: Existe mecanismo viável para gerar a sopa primordial?
    Pergunta 2: Processos químicos não guiados podem explicar a origem do código genético?
    Pergunta 3: Mutações aleatórias podem gerar a informação genética requerida para estruturas irredutivelmente complexas?
    Pergunta 4: Por que a seleção natural luta para fixar características vantajosas nas populações?
    Pergunta 5: O surgimento abrupto de espécies no registro fóssil (Explosão Cambriana) apoia a evolução preconizada por Darwin?
    Pergunta 6: A biologia moderna teve êxito total na produção de uma “Árvore da Vida”?
    Pergunta 7: A evolução convergente fortalece o Darwinismo ou destrói a lógica por detrás da ancestralidade comum?
    Pergunta 8: As diferenças entre os embriões de vertebrados fortalecem ou contradizem as predições de ancestralidade comum?
    Pergunta 9: O neodarwinismo tem êxito em tentar explicar a distribuição biogeográfica de muitas espécies?
    Pergunta 10: O neodarwinismo tem uma longa história de predições inexatas sobre os órgãos vestigiais e o DNA “lixo”?
    Pergunta extra: Por que os humanos mostram muitos comportamentos e capacidades cognitivas que, aparentemente, não oferecem nenhuma vantagem de sobrevivência?

    Like

  4. jephsimple says:

    Obs: as 10 perguntas são via “desafiando a nomenklatura científica”.

    Outra consideração de Stephen Meyer:

    “Essas fontes diferentes de informação epigenética em células embrionárias constitui um enorme desafio para a suficiência do mecanismo neodarwinista. Conforme o neodarwinismo, nova informação, forma, e estrutura surgem da seleção natural agindo sobre mutações aleatórias surgindo em um nível muito baixo dentro da hierarquia biológica — dentro do texto genético. Mas, tanto a formação do plano corporal durante o desenvolvimento embriológico e a principal inovação morfológica durante a história da vida dependem de especificidade de arranjo em um nível muito alto de hierarquia organizacional, um nível que o DNA sozinho não determina. Se o DNA não é totalmente responsável pelo meio que um embrião se desenvolve — para a morfogênese de plano corporal — então as sequências de DNA podem mutacionar indefinidamente e ainda não produzir um novo plano corporal, apesar da quantidade tempo e o número de tentativas mutacionais disponíveis aos processos evolucionários. As mutações genéticas são, simplesmente, a ferramenta errada para o trabalho em questão.” Stephen Meyer, Darwin’s Doubt, p. 281

    Like

  5. jephsimple says:

    A Ciência determinou que a informação biológica é complexa e especificada. Isso não é invenção IDista.

    Estamos bem além da idade de “uma bolha de protoplasma”.

    Aliás Em 1859, Darwin “sobre as origens das espécies …” foi publicado pela primeira vez. Nele Darwin postulou um mecanismo pelo qual projeto poderia ser alcançado sem um designer. Esse mecanismo Darwin chamou de “seleção natural”(aliás trata-se de eliminação). No entanto Darwin, não temos nenhuma evidência para apoiar a sua tese de design sem um designer. Tudo que Darwin tinha era um conceito para o qual ele estava esperando encontrar evidências. Infelizmente ele nunca encontrou e nem tem qualquer outra pessoa nos 155 anos desde que o livro foi publicado pela primeira vez que a tenha encontrado.

    Aliás, também; um tanto controverso entre os opositores do ID, seu argumento de que a seleção natural poderia excluir o designer, seria infalsificável, portanto não se enquadraria na exigência da ciência. Isso claro, porque existem aqueles que dizem que não é possível testar o designer (eu diria indiretamente).

    Não estou dizendo; eu em particular, que a evolução cega, é pseudocientífica, mas sim que o ID explica melhor os dados, e que tal hipótese carece de explicações, a maior parte de seu arcabouço explicativo apela apela para a linguagem ID, e a evolução em si é apenas assumida a priori como causa.

    Like

  6. jephsimple says:

    “Qual é a religião oficial das escolas públicas modernas?”

    Realmente os naturalistas estão preocupados em “EVANGELIZAR” as crianças, afinal pesquisas indicam que crianças são teístas por natureza.

    Via Evolutionnews:

    I just finished reading an article by Kostas Kampourakis and Alessandro Minelli, ” Evolution Makes More Sense in the Light of Development ,” in the journal American Biology Teacher . Here’s an outline of the authors’ argument:

    1. Intuitions of design and of essentialism (the idea that entities have essences) arise during early childhood and persist into adulthood, making evolution seem counterintuitive and difficult to understand. Even though we know evolution is true, childish misconceptions get in the way of students’ acceptance of it.

    2. Evolutionary developmental biology (evo-devo) can help students understand why essences are not fixed (because development can be affected by the environment and eventually evolve), and why organisms are not designed (because they exhibit peculiarities produced by their evolutionary histories).

    3. Evo-devo addresses the problem of macroevolution in terms of “evolvability,” defined as “the capacity of a developmental system to evolve.” The question of how adult form A evolved to adult form B can be answered by realizing that some elements of their developmental processes are common and that minor changes in molecular networks can have significant morphological effects.

    4. In summary, “If it is difficult to conceive how evolutionary change is possible because one cannot understand that changes in ‘essential’ properties are possible or because structures seem to have been designed …, evo-devo helps explain with concrete examples that organisms can change significantly through minor changes in their genomes and acquire new structures in the course of evolution.”

    Note that evo-devo’s “concrete examples” — other than mutations that produce monstrosities such as fruit flies with legs growing from their heads — consist of (a) comparing separate species that differ in a particular morphological feature, (b) identifying differences in the expression of developmental genes correlated with that feature, then (c) concluding that the feature evolved because of changes in the expression of those genes.

    Clear?

    If not, just leave your childish intuitions behind and accept evolution like a grown-up. The rest is easy.

    Hahahaha… Verdade , deixemos nossa intuição infantil para traz e aceitemos a evolução como adultos!😀 kkkkkkk

    Like

  7. dvillar51 says:

    A RELIGIÃO EVOLUCIONISTA

    Para os que desejam adotar essa religião, fica um resumo

    Fundador/Profeta

    Charles Roberto Darwin

    Livro sagradro

    “A Origem das Espécies”

    Novas edições (revistas, modificadas, ampliadas, reduzidas) deixaram o apostolado confuso.

    Darwin, era partidário do lamarckismo.

    Atualmente (26/11/2014) os evolucionistas afirmam que a “lei do uso e desuso” não vale mais. O que vale agora é o Neodarwinismo, que incorporou a genética na confusa crença.

    À boca miúda é dito que o lamarckismo poderá ser reincorporado à fé.

    Profecias

    Darwin fez muitas previsões, mas a maioria não se concretizou.

    Apesar disso, o velhaco Darwin, geralmente tirava o corpo fora e deixava para os futuros apóstolos a tarefa de tornar realidade seus estranhos vaticínios.

    Uma das previsões se confirmou: era sobre uma borboleta, desconhecida na época do mestre.

    O inseto, após ser localizado, recebeu o nome de Xanthopan Morgani PREDICTA.

    Exemplares ainda hoje são cultuados por seguidores.

    Dogmas

    São muitas as verdades do evolucionismo.

    Dois exemplos são suficientes:

    1 – O Evolucionismo é uma Ciência

    Apesar de cômico, esse dogma é o mais traiçoeiro de todos, pois tem desviado muitos da Verdade.

    Portanto, A Bíblia, em conjunto com a Ciência, tem nos guiado e protegido das crendices evolucionistas.

    2 – DNA lixo

    Era a crença na qual existiriam porções do DNA sem utilidade, que se acumularam durante infindáveis mutações ocorridas nos mi/bilhões de anos. Eles chegaram a dar percentuais a essa coisa.

    A Ciência, cujo refinamento apavora os evolucionistas, já provou ser falsa essa crença também.

    Festejos

    Sempre que novas ossadas/”provas” são descobertas ocorrem caríssimas comemorações, ainda que indevidas.

    A festa maior ocorre anualmente em fevereiro, mês do nascimento do mártir fundador Charles Darwin.

    Fanatismo Desenfreado

    Trapaças são o mote do evolucionismo.

    Apenas um exemplo, pois ainda é possível constatá-lo em livros modernos.

    Um desenho fraudulento de Morfogia Embrionária Comparada (Recaptulação), cujo autor foi julgado e condenado há mais de UM SÉCULO, ainda ilustra livros, que induzem principalmente os mais jovens e despreparados a adotarem a fé evolucionista.

    Concílios

    Na Teoria da Evolução mudança é o que não falta.

    Quando novos fatos contradizem suas crenças, os darwinistas reunem-se e criam novas sub-denominações para sua teoria.

    A desculpa invariável é:

    “Somos humildes, estamos a praticar ciência”

    Então, aconselha-se aos NOVIÇOS que tenham a “MENTE ABERTA” e muita paciência, pois o que hoje é verdade, amanhã já não será..

    Fundamentalismo Violento

    Discipulado fanático defende que todas teorias que contradigam o evolucionismo devem ser eliminadas, através da criação de legislação específica, ingerência no ensino público e privado, censura e perseguição sistemática de cientistas discordantes, AINDA QUE ATEUS!!!

    Like

    • jephsimple says:

      Boa síntese! Concordo …

      Os darwinistas tbm ignoram a matemática :

      By DNC:

      Considerando-se a estrutura conhecida do nosso universo:

      Aproximadamente 10^17 segundos se passaram desde o Big Bang.

      A física quântica limita o número máximo de estados que um átomo pode passar é de 10^43 por segundo (o inverso do tempo de Planck, i.e. a menor de todas as unidades de tempo fisicamente significante).

      O universo visível contém cerca de 10^80 átomos.

      Parece razoável concluir que não mais do que 10^140 reações químicas ocorreram no universo visível desde o Big Bang (i.e. 10^17+43+80).

      À luz de tudo isso acima, conclui-se que a evolução precisa ser teoricamente demonstrável dentro de 10^140 transições de estados moleculares.

      Pergunta para Leandro Russovski Tessler e Hamilton Varela responderem:

      Quais publicações científicas com revisão por pares, demonstraram o fato, Fato, FATO da evolução considerando-se as 10^140 transições de estados moleculares necessárias?

      Não percam o tempo precioso de vocês. Como historiador de ciência, eu adianto – desconheço na literatura especializada quem tenha estabelecido o fato, Fato, FATO da evolução com este rigor do contexto de justificação teórica…

      Liked by 1 person

      • jephsimple says:

        Obs: Isso dentro da própria crença deles sobre a origem do universo….

        Agora se o universo é eterno; como devem crer os panteistas…. Então a vida TEM TODO TEMPO DO MUNDO…

        Like

      • dvillar51 says:

        Jeph

        Mas esses são números assustadores!!!

        Sempre tive a curiosidade de entender como os evolucionistas enquadrariam cálculos probabilísticos dentro de suas teorias.

        Houve um debate em que um judeu, não tenho certeza, citou que a probabilidade de se formar um cavalo à moda evolucionista, preencheria de “zeros” um livro de 500 páginas.

        Provavelmente esse é um cálculo bastante impreciso, até generoso para com os evos, pois quanto mais a ciência desvenda o sofisticado design da nano indústria duma “simples” célula, pouco espaço resta às mitologias dos neodarwinistas.

        Tudo indica que o golpe de misericórdia que abaterá a senil Teoria da Evolução será dado pela matemática.

        Like

  8. Tielle says:

    Se é para ensinar religião nas escolas, que ensinem todas as religiões então (ou pelo menos as maiores). Sugiro que tenhamos aulas sobre Islamismo, Hiduísmo, Budismo, Judaísmo, Cristianismo, Espiritismo, Umbanda, Candomblé etc. O que vocês acham da minha proposta? E se não concordam, por que só ensinar o cristianismo e as outras religiões não?

    Like

    • Miguel says:

      Se é para ensinar religião nas escolas, que ensinem todas as religiões então (ou pelo menos as maiores). Sugiro que tenhamos aulas sobre Islamismo, Hiduísmo, Budismo, Judaísmo, Cristianismo, Espiritismo, Umbanda, Candomblé etc. O que vocês acham da minha proposta? E se não concordam, por que só ensinar o cristianismo e as outras religiões não?

      Porque é que um país de maioria Cristã haveria de ensinar outras religiões?

      Like

    • Sou contra o ensino religioso nas escolas (e contra a doutrinação ateísta também). A cada dia que passa, os alunos aprendem cada vez menos, e o nível de formação dos professores é simplesmente um horror. Se as crianças não aprendem a ler e a escrever direito, não aprendem a fazer contas direito, então não se podem ao luxo de fingir que estão estudando esta ou aquela religião. E isto sem considerar a (falta de) qualidade desse ensino religioso… O perigo maior é haver ateus materialistas “lecionando” religião para as crianças e adolescentes, o que seria uma aberração tão grande quanto um marxista ensinando História (sendo que esta aberração já virou norma há muito tempo, infelizmente).

      Like

  9. harmo1979 says:

    Boa Mats, kkkkkkkkkkkkkkkkkk gostei da imagem dos darwinistas venerando o “Deus Darwin” and “elos perdidos”.

    Essa é a religião da ciência: o darwinismo. E realmente é anti-científica

    Aliás, todas as Leis da Física são amplamente favoráveis ao CRIACIONISMO. Se tem um campo da ciência verdadeira que refuta totalmente o darwinismo se chama FÍSICA

    As leis: da mecânica, da termodinâmica, dos movimentos ondulatórios e dos fenômenos eletromagnéticos são leis intactas que dependem EXCLUSIVAMENTE dos fenômenos da natureza e são baseadas e explicadas em fenômenos da natureza. As constantes físicas destas leis permanecem intactas até hoje, por que? Simples, Porque governam este planeta e este universo com uma precisão matemática absurda, permitindo a vida SOMENTE aqui na Terra e a sobrevivência das espécies. Se a natureza e as suas espécies “evoluíssem”, tais leis também teriam que modificar, modificando também suas constantes. Porém, isso NÃO OCORRE!

    Temos várias formas de energia CONHECIDAS hoje na natureza, ao nosso alcance. Nenhuma delas é capaz de explicar ou consegue explicar como um simples DNA foi formado e se mantém estável e funcionando em equilíbrio químico-biológico. Nenhuma energia que temos hoje consegue explicar como um macaco “evolui”.

    Obviamente, tal “energia” necessária para a formação complexa e perfeita do DNA teria de vir de “algum lugar”…………………….

    De onde veio a energia para a “sopa orgânica” evoluir para 1 mísera bactéria? Podemos pegar: radiações de alta frequência, calor, energia de ondas acústicas, etc e JOGAR nesta sopa orgânica e esperá-la “evoluir”. O que vai acontecer com esta sopa é o desaparecimento dela, simples

    As leis matemáticas que regem esse universo são as mesmas que regem a origem do DNA: Deus, a força máxima e infinita deste universo

    Um grande abraço do Brasil

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s