O sétimo dia da criação ainda está a decorrer?

Por Andrew S. Kulikovsky

O repouso de Deus mencionado em Hebreus 4:1-11 tem sido usado por um certo número de criacionistas “progressistas” (1,2) como “evidência” de que a Bíblia pode ser harmonizada com os milhões de anos postulados pelos evolucionistas/uniformistas. Devido ao facto desta passagem Bíblica conter uma citação de Génesis 2:2, o repouso de Deus tem sido equivalido com o 7º dia da Criação.

Levando em conta que Deus tem estado a repousar da Sua obra criativa desde o tempo da criação, é alegado que o sétimo dia ainda está a decorrer, e como tal, o sétimo dia não é um dia de 24 horas.

Estes mesmos criacionistas progressistas alegam posteriormente que, se o sétimo dia não é um dia literal de 24 horas, então os outros seis dias também não são dias de 24 horas. No entanto, este argumento fundamenta-se numa exégese deficiente e numa rejeição total do contexto histórico e literal, e desde logo, está fundamentalmente errado.

O Repouso de Deus: O que é?

ExodoA noção do “descanso” de Deus é mencionada pela primeira vez em Hebreus 3:11, e faz parte duma citação de Salmos 95:7-11 relativa à descrença dos Israelitas depois destes terem saído do Egipto (3:18). Deus puniu-os ao não lhes permitir entrar qualquer adulto com mais de 20 anos (excepto Calebe e Josué) de entrar no Seu “repouso” (Números 14:28-35), que era a Terra de Canaã, a Terra Prometida.

Em Hebreus 4:1, o autor declara que a promessa de entrar no descanso de Deus ainda está de pé, no entanto nos versos 2-3a fica bem claro que ele está agora a falar no Reino de Deus e não em possuir a Terra Prometida. Devido a isto, a “Terra Prometida” é colocada como um tipo de reino, e ambos podem ser referidos como o “descanso de Deus”.

Em Hebreus 4:4, o autor cita Génesis 2:2 para salientar o ponto de que o convite para entrar no “repouso” de Deus não só tem estado lá desde o tempo do Êxodo, mas na verdade, tem existido desde a criação do mundo.

A palavra Grega traduzida para “descansou” é kate&pausen (katepausen), verbo indicativo aoristo activo – o mesmo verbo usado na tradução Septuagint de Génesis 2:2 para causar o Hebraico tbo@#$;y,IwA (wayyishbot), um waw-consecutivo imperfeito. (4) É importante notar que o entendimento primário de katepausen é um de parar de actividade laboral e dar entrada a um momento de pausa.

Os dois léxicos Gregos mais respeitados dão as definições de ‘(causar a que) pre, terminar,’ (5) ‘colocar um ponto final no trabalho, resultando num período de descanso.’ (6) O Hebraico wayyishbot também tem um entendimento semelhante:: ‘parar, desistir, descansar’ (7) ou ‘parar, stop….parar de trabalhar.’ (8) De facto, a forma exacta deste verbo é traduzida como “parou”  Josué 5:12 e Jó 32:1. Note-se também que a frase proposicional  “de toda a Sua obra.” Deus não só “parou” ou “descansou”, mas parou/descansou de toda a Sua obra.

No Grego Bíblico, o aoristo é geralmente usado em referência a um evento sem no entanto dizer alguma coisa específica sobre a sua natureza ou sobre a sua duração. (9) No entanto, no modo indicativo, o aoristo normalmente indica um tempo passado. Logo, tendo como base a gramática de Génesis 2:2 na LXX [Septuagint] e de Hebreus 4:4, tudo o que se pode dizer com toda a certeza em relação a estes repouso é que Deus repousou no 7º dia, e este foi no passado.

Só pela gramática, é impossível determinar quanto tempo durou este repouso, ou se o mesmo ainda decorre. A natureza específica deste repouso tem que ser determinado pelo contexto. Logo, uma vez que Deus parou a Sua actividade criadora no passado, e Ele nunca mais voltou a criar, é perfeitamente justo concluir que Deus ainda está a repousar d Sua actividade criadora.

Note-se no entanto, que o aorista indicativo pode ter um entendimento ingressivo; isto é, o foco está no início da acção ou na entrada num determinado estado. (10) Dado que Deus ainda está a repousar da Sua actividade criadora, o autor de Hebreus bem como os tradutores da LXX parecem colocar o seu foco no facto de que no 7º dia “…Deus começou a repousar.”

Note-se também que o Hebraico wayyishbot, um waw-consecutivo imperfeito, pode ter um significado semelhante. (11) Logo, o repouso de Deus pode ser visto como um longo período de tempo que começou no 7º dia da criação, e não como algo equivalente ao 7º dia. (12) Saliente-se que esta referência à Criação confirma que o autor foi para além dos eventos de Êxodo, e que o que ele tem em vista agora é o Reino de Deus.

Entrando no Repouso de Deus.

Hebreus 4:3 deixa bem claro que aqueles que acreditarem, entrarão no repouso de Deus, e este conceito é falado mais uma vez nos versículos 9-11. O versículo 11 tem duas importantes características gramaticais, mas infelizmente este versículo é traduzido de maneira infeliz nas versões inglesas. O primeiro elemento de interesse é a relação entre  ei0selqw_n (eiselthòn = ‘ter entrado’) e kate&pausen, especialmente no que toca à sua temporização.

Kate&pausen é um aorista activo indicativo, denotando uma acção (ou o início duma acção) no tempo passado. Ei0selqw_n é um aorista particípio activo aorista, e desde logo, herda o seu tempo do verbo principal (13), que é o caso com kate&pausen. Isto é ressalvado nas traduções NASB

Porque aquele que entrou no Seu repouso tem ele mesmo repousado da sua obra.

Esta rendição certamente que é a reflexão mais acertada do tempo de “entrada” e “repouso”. (14)

A outra característica gramatical é a inclusão da palavra “fez” na segunda cláusula. Embora a palavra “fez” não se encontre no texto em si, tal como indicado pelo itálico na versão do Rei Jaime (KJV), ela pertence lá. A inserção dum verbo “entendido” é ocorrência comum no Grego, e este fenómeno, conhecido como elipse, normalmente ocorre quando há cláusulas que são conjuntas.

O verbo em falta na segunda cláusula é entendido como sendo o mesmo verbo usado na primeira cláusula. Neste caso, é entendido que o verbo kate&pausen (katepausen) que, tal como previamente salientado, é um aorista indicativo activo denotando uma acção (ou princípio duma acção) no tempo passado.

Logo, traduções tais como NIV, NASB, NRSV, RSV, e NKJV estão correcta ao traduzir como “…tal como Deus fez em relação ao Seu…”. Mais uma vez, é uma palavra entendida, e não uma palavra acrescentada. O Grego e o Inglês têm uma gramática muito diferente, e como tal, uma tradução literal palavra-a-palavra normalmente não é a mais acertada, e em alguns casos, nem sequer é possível.

Tendo como base o que está em cima, o verso 10 é melhor traduzido como, “porque qualquer pessoa que entrou no repouso de Deus, repousou em relação ao seu trabalho tal como Deus repousou em relação ao Seu.”. As pessoas que acreditam que entrarão no repouso de Deus, irão cessar de fazer o seu trabalho tal como Deus repousou d Seu (4:9-10).

Isto não quer dizer que Deus não tem estado a trabalhar de forma alguma visto que o Senhor Jesus Cristo, que é 100% Deus e 100% Homem, não só sustém de forma contínua a Sua criação (Col 1:16-17), como afirmou que o Seu Pai está sempre a trabalhar. Em vez disso, a conclusão da criação marca o ponto final do todo magnífico. Leon Morris escreve:

Não há nada a acrescentar ao que Deus fez, e Ele entrou num repouso desde o tempo da criação – um repouso marcado pelo conhecimento de que tudo o que Ele fez era muito bom. (Génesis 1:31). Do mesmo modo, nós temos que pensar no repouso como a satisfação que chega da realização, da finalização duma tarefa, do exercício da criatividade. (15)

Há também um sentimento de que entrar no Reino de Deus implica um cessar das obras individuais e descansar com segurança no que Cristo fez. (16). De facto, o Próprio Senhor Jesus falou do repouso das almas dos homens. (Mateus 11:28-30).

Conclusão:

O “repouso” em Hebreus claramente se refere ao Reino de Deus. Este tipo de repouso foi aludido logo no momento da criação, bem como no tempo do Êxodo. Em parte alguma do Texto o repouso é equivalido com o 7º dia da criação,  e em parte alguma existe algum tipo de dado gramatical ou contextual que sugira esse tipo de equivalência. Logo, a alegação dos criacionistas “progressistas” de que o 7º dia ainda está a decorrer não tem qualquer tipo de fundamento exegético, o que faz desta alegação uma posição sem qualquer tipo de valor para uma criação com dias não-literais.

~ ~ http://bit.ly/1JA6NHT

Notas:

1 Ross, H. N., Creation and Time, NavPress, 1994, Colorado Springs, CO, USA.
2 Stoner, D. W., A New Look at an Old Earth, Harvest House, Eugene, OR, USA, 1997.
3 The Septuagint was a Greek translation of the OT composed in ca. 250 BC, which was in widespread use by Jews outside Israel in NT times.
4 Kautzsch, E., Gesenius’ Hebrew Grammar, 2nd ed, p. 133, translated by Cowley, A. E., Oxford University Press, Oxford, 1910, explains this as: “…progress in the sequence of time, is regularly indicated by a pregnant and [in Hebrew, the letter waw] (called waw consecutive)…’
5 Bauer, W., Gingrich, F. W. and Danker, F. W., A Greek-English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature, Chicago: University of Chicago Press, 1979.
6 Louw, J. P. and Nida, E. A., Greek-English Lexicon of the New Testament based on Semantic Domains, New York: United Bible Societies, 1988, 1989.
7 Brown, F., Driver, S. R. and Briggs, C. A., The Brown-Driver-Briggs Hebrew and English Lexicon, Hendrickson, 1996.
8 Holladay, W. L. A Concise Hebrew and Aramaic Lexicon of the Old Testament, Grand Rapids, Michigan: Eerdmans, 1988.
9 See Wallace, D.B., Greek Grammar beyond the Basics, Zondervan, Grand Rapids, Michigan, p. 554, 1996.
10 Wallace, Ref. 9, p. 558.
11 The waw-consecutive imperfect can also have an ingressive sense. See Waltke, B. K. O’Connor, M., An Introduction to Biblical Hebrew Syntax, Winona Lake, Indiana: Eisenbrauns, 1990, p. 554.
12 See for example Ellingworth, P., The Epistle to the Hebrews, NIGTC, Eerdmans, Grand Rapids, Michigan, p. 249, 1993.
13 Wallace, Ref. 9, pp. 614-615.
14 The NIV, although usually very reliable, is a bit too ‘free’ here, as is the liberal and ecumenist NRSV.
15 Morris, L. and Burdick, D.W., Hebrews and James, Expositors Bible Commentary, Zondervan, Grand Rapids, Michigan, p. 41, 1996.
16 Morris and Burdick, Ref. 15, p. 43.

About Lucas

"E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque Eu sou contigo, diz o Senhor, para te livrar." (Jeremias 1:19)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

18 Responses to O sétimo dia da criação ainda está a decorrer?

  1. Anderson says:

    A questão que fica é: Como entrar nesse descanso de Deus, que é o Reino de Deus?
    “9 Portanto, resta um repouso para o povo de Deus.
    10 Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus das suas.
    11 Esforcemo-nos, pois, por entrar naquele descanso, a fim de que ninguém caia, segundo o mesmo exemplo de desobediência.” Hb 4:9-11

    O povo que saiu do Egito não creu que poderiam entrar na terra de Canaã. Com exceção de Josué e Calebe, por causa da incredulidade, não entraram mesmo em Canaã 40 anos depois que espiaram a terra a primeira vez.
    O repouso final para o povo de Deus é no céu, no Reino de Deus, porém, se quisermos chegar lá, não podemos seguir o mesmo exemplo de desobediência do povo, que foi segundo a sua incredulidade. Temos de ser firmes em seguir o exemplo que Deus nos deixou, e descansar no sétimo dia da semana a fim de que, seguindo este exemplo, descansemos ao final na “Canaã celestial” onde, por sinal, o sábado também terá um papel de destaque.
    “22 Porque, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o SENHOR, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.
    23 E será que, de uma Festa da Lua Nova à outra e de um sábado a outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR.” Is 66:22,23

    Veja que se o descanso do sétimo dia durasse para sempre, por que este versículo o vincula a um ciclo semanal ou lunar? Mesmo no céu a semana vai existir.

    Não é a toa que satanás tem se empenhado muito para fazer-nos crer em mandamentos de homens que tiram Deus de nossas vidas. Ele ataca especificamente o mandamento do sábado pois este é o único mandamento da lei de Deus que diz que Deus é o Criador de todas as coisas, de toda a vida. Se crermos que a obediência a este mandamento, por amor ao Senhor Jesus, não tem importância e que pode ser mudado por homens então tiramos de Deus a soberania sobre a criação da semana e damos autoridade a homens.

    Vejam que Deus nos alertou que isso aconteceria:
    “25 Proferirá palavras contra o Altíssimo, magoará os santos do Altíssimo e cuidará em mudar os tempos e a lei; e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, dois tempos e metade de um tempo.” Dn 7:25
    E veio em 321 DC a instituição do domingo como dia santo, quando para Deus não é, mais tarde, em meados do século XVI veio a teoria da Evolução. Vejam que aos poucos satanás foi nos fazendo esquecer de Deus e colocando o homem no centro das atenções, autossuficiente, quando não o é.
    Se esquecermos daquilo que Deus nos pediu para lembrar “lembra-te do dia de sábado para o santificar” (Ex 20:8) nos colocamos no grupo dos descrentes, os que acham que Deus não criou, ou acham que Deus não tem poder para fazer todo o Universo em milésimos de segundo. Deus fez em uma semana não porque não tinha poder para fazer mais rápido, mas fez para a humanidade.
    “27 E acrescentou: O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado;” Mc 2:27

    Logo, cristãos, vocês são chamados a fazer como Cristo fez Lc 4:16, como os apóstolos fizeram At 17:2, 18:4, como as mulheres que seguiam Cristo fizeram Lc 23:56, como fizeram os profetas Is 8:19,20, 56:1-8, Ez 20:12,20, e como fizeram Adão e Eva no Éden Gn 2:1-3; obedecendo o chamado de Deus Ap 14:6,7 para a verdadeira adoração a Único e Soberando Rei do Universo, a Jesus Cristo, o Senhor.

    Abraços,

    Like

  2. Saga says:

    Ficar olhando o grego é ir no ponto errado (muitas coisas do hebraico bíblico não podem ser traduzidas com perfeita exatidão para o grego, então alguns pontos se perdem durante a adaptação), o importante é o hebraico que descreve uma ação iniciada (o descanso) mas não finalizada, pois o verbo está no imperfeito, o que implica num descanso (um sábado) que não acabou, onde se nota que não veio a ser noitinha e veio a ser manhã no caso do Dia 7. Matts não deveria se preocupar tanto com isso, pois não chega a apoiar a evolução, mesmo que fossem 7 dias de 10 mil anos, não tem como encaixar a cronologia evolucionária dentro disso, só os dinossauros eles dizem que tem 65 milhões de anos! O dia sétimo não é tão longo, vai apenas até o proposito de Deus ser completado.

    Like

  3. Saga says:

    “O repouso final para o povo de Deus é no céu, no Reino de Deus, porém, se quisermos chegar lá”
    Lembrando que repouso quer dizer sábado,então o colega está dizendo “o sábado” final do povo de Deus será no céu. O sábado semanal era uma sombra das realidades vindouras que representava o descanso maior que alcança seu fim no reino de Deus.

    “seguindo este exemplo, descansemos ao final na “Canaã celestial” onde, por sinal, o sábado também terá um papel de destaque. “22 Porque, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante de mim, diz o SENHOR, assim há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.23 E será que, de uma Festa da Lua Nova à outra e de um sábado a outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o SENHOR.” Is 66:22,23”

    Você tá dizendo que a Nova Terra fica no céu? E que o céu marca o tempo de acordo com os ciclos e fases da lua terrestre? A Nova Terra fica no céu e os Novo Céu fica aonde?

    (Quanto ao Matts, os adventistas devem té-lo questionado algumas vezes se como criacionista, e ainda mais CYE, se não deveria ser um fiel e destemido sabatista, afinal o sabatismo é a homenagem literal as 24h do última dia criativo.)

    Like

    • Anderson says:

      “Lembrando que repouso quer dizer sábado,então o colega está dizendo “o sábado” final do povo de Deus será no céu. O sábado semanal era uma sombra das realidades vindouras que representava o descanso maior que alcança seu fim no reino de Deus.”

      O sábado semanal não era sombra das coisas que iriam vir porque não foi instituído após o pecado (Gn 3), quando o plano de salvação de Deus foi posto em prática. O sábado foi instituído antes disso (Gn 2:1-3), então todos os demais “sábados” que eram feriados, festas, assim como todo o ritual do santuário terrestre, o qual exemplificava, na prática, o sacrifício vindouro de Jesus pela humanidade, o cordeiro de Deus (João 1:29), foram abolidos com a cruz.
      A obediência ao quarto mandamento da lei de Deus determina se você adora ao Deus Criador (Ex 20:11, Ez 20:12,20) ou não. Inclusive, outros dias da semana, como o domingo, estão associadas à adoração pagã. Domingo é considerado o dia do sol, e se você adora as coisas criadas, ao invés do Criador, tu transgrides o segundo mandamento da lei de Deus (Ex 20:4,5), a qual foi escrita pelos Seus próprios dedos, em tábuas de pedra, para que nunca fosse apagado. E o pecado, o qual te afasta de Deus, é a rebelião, ou a transgressão dos Seus mandamentos (1 Jo 3:4, Tg 2:10-12).
      Tanto é que, o sábado, exemplificando o descanso do reino de Deus, e o selo de Deus que Ele usará para identificar seu povo, pois este mandamento é o sinal entre Ele e o Seu povo Ez 20:12,20, Ap 7:3,4, Hb 8:10. Tal como Deus solicitou aos israelitas no Egito que marcassem as portas com o sangue do cordeiro pascal para que o anjo da morte não entrasse nas suas casas, também hoje Deus faz uso de Seu selo para identificar aqueles que serão libertos da opressão do opressor, e deste mundo de pecado.
      Veja que tanto é assim que Jesus falou para os cristãos de Sua época: “20 Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado;” Mt 24:20, e veja que isso, a destruição de Jerusalém e do templo, aconteceu décadas depois. O que reforça o que Ele mesmo disso sobre a lei:
      17 Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.
      18 Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.
      ” Mt 5:17,18

      “Você tá dizendo que a Nova Terra fica no céu? E que o céu marca o tempo de acordo com os ciclos e fases da lua terrestre? A Nova Terra fica no céu e os Novo Céu fica aonde?”

      O novo céu e a nova terra serão aqui mesmo, na Terra. Porém, uma Terra renovada tal qual feita na criação de Deus. O céu na Bíblia não é o que conhecemos pelo sentido da palavra mas é o lugar da habitação de Deus.
      1 Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
      2 Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.
      3 Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.
      4 E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.
      5 E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.
      ” Ap 21:1-5

      O que eu disse é que no céu o sábado existirá, e isso é lógico vindo de um Deus em que “17 Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.” Tg 1:17

      Abraços,

      Like

      • Cícero says:

        Prezado,
        mas onde vemos Jesus ou os apóstolos ordenando de forma específica a guarda do SÁBADO no NT? – lembrando que os mandamentos se resumem em dois cfe. Jesus disse: amarás a Deus e amarás ao próximo. Lc 10:27.
        Nada contra quem guarda o sábado, porém, isso jamais deve ser condição pra salvação e outras bençãos aqui na terra.
        “Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.” Rm 14:5.

        Like

  4. Raul says:

    Mats
    Queria saber o que você tem contra: evolucionistas teístas, criacionistas progressistas (que é o meu caso), criacionistas da Terra antiga, etc. Não sei de onde tirou que vai pro Inferno quem não é CTJ, Jesus, por exemplo, condenou os fariseus quando eles iam apedrejar a mulher adúltera. O que isso nos mostra? Não pode condenar alguém por não aceitar as tuas ideias, e caso esse alguém estiver errado, corrija e o coloque no trilho certo.

    Cícero
    Realmente, não sei nem de onde tiraram que a marca da besta é o Domingo também.

    Like

  5. Anderson says:

    Prezado irmão Cícero,

    “mas onde vemos Jesus ou os apóstolos ordenando de forma específica a guarda do SÁBADO no NT? – lembrando que os mandamentos se resumem em dois cfe. Jesus disse: amarás a Deus e amarás ao próximo. Lc 10:27.”

    Precisava Jesus ou os apóstolos falarem sobre algo que era tão óbvio em sua cultura e sociedade judaica? Seria necessário falarem, penso eu, se isso estivesse incorreto. O sábado não foi ordenado teoricamente pois já por séculos (ou milênios) os judeus guardavam este dia, o sétimo dia, conforme ordena a “Lei de Moisés”, o pentateuco, portanto, uma vez que isso não era ponto de debate, o que se tornou alvo das admoestações e advertências não foi o dia de guarda e sim a forma como se guardava o dia. O que levou ao embate do legalismo VS amor a Deus.
    No Novo Testamento você não vai encontrar “guarde o sábado” mas encontra muitos exemplos de Jesus, Apóstolos e seguidores praticando o mandamento, conforme já expus em alguns versículos na publicação anterior.
    Note que Cristo, em Mt 24:20, ordenou aos cristãos que orassem para que a fuga não fosse no sábado, e isso era um evento futuro.
    Então, pra mim, se não Bíblia não tem nada que diga que o sábado foi abolido ou mudado o dia de guarda por quem tem autoridade para isso, Jesus, então continuo guardando os mandamentos de Deus, conforme Ele, Jesus, também guardou e conforme os santos guardam (Ap 14:12; 12:17).

    Obs.: Os mandamentos resumidos que Cristo passou também estão no contexto do VT, onde também estava em vigor todas as leis que Deus ordenou ao povo dEle. Veja DT 6:5 e Lv 19:18.

    “Nada contra quem guarda o sábado, porém, isso jamais deve ser condição pra salvação e outras bençãos aqui na terra.
    “Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.” Rm 14:5.”

    Eu também não tenho nada contra alguém que guarda outros dias, porém Deus ordenou a guarda de um dia, o sétimo dia (Ex 20:8-11).
    O versículo de Rm 14:5 não trata de dia de guarda. Leia do verso 1 ao 6 e você verá que o dia que Paulo está comentando ali é o dia que se escolhe fazer jejum. E ele estava tratando desse problema na igreja porque na cultura judaica da época, além de muitas outras ordenações da liderança religiosa que tornavam a vida dificultosa, também era ordenado que o jejum fosse feito determinado dia da semana para que fosse diferente do dia que os outros, de outras vertentes religiosas faziam. Logo, ele ali explica que não faz diferença o dia em que você “come ou não” desde que o faça para Deus.

    Que Deus lhe abençoe,

    Like

    • Saga says:

      “O sábado semanal não era sombra das coisas que iriam vir porque não foi instituído após o pecado (Gn 3), quando o plano de salvação de Deus foi posto em prática. O sábado foi instituído antes disso (Gn 2:1-3), então todos os demais “sábados” que eram feriados, festas”

      Sem dúvida que vimos uns 324 servos de Deus guardando o sábado nas escrituras antes do Êxodo no Egito, são exemplos irrefutáveis.

      Os outros sábados, quando relacionados ao número sete, tem o mesmo objetivo, aludir ao descanso de Deus.

      “A obediência ao quarto mandamento da lei de Deus determina se você adora ao Deus Criador (Ex 20:11, Ez 20:12,20) ou não. Inclusive, outros dias da semana, como o domingo, estão associadas à adoração pagã. Domingo é considerado o dia do sol”

      E o sétimo dia da semana é o dia de saturno.

      “lei de Deus (Ex 20:4,5), a qual foi escrita pelos Seus próprios dedos, em tábuas de pedra, para que nunca fosse apagado. E o pecado, o qual te afasta de Deus, é a rebelião, ou a transgressão dos Seus mandamentos (1 Jo 3:4, Tg 2:10-12)”

      2 Cor 3:3 Porque vós sois demonstrados ser carta de Cristo, escrita por nós, como ministros, inscrita, não com tinta, mas com espírito dum Deus vivente, não em tábuas de pedra

      Hebreus 9:4 Este continha um incensário de ouro e a arca do pacto, toda recoberta de ouro, na qual havia o jarro de ouro com o maná e a vara de Arão, que brotara, e as tábuas do pacto

      Pergunta de que pacto. As tábuas de pedra são as tábuas do pacto, de que pacto, pacto com quem?

      2 Cor 3: 6-11 – 6 Quem deveras nos habilitou adequadamente para sermos ministros dum novo pacto, não dum código escrito, mas de espírito; pois o código escrito condena à morte, mas o espírito vivifica. 7 Além disso, se o código que administra a morte e que foi gravado com letras em pedras veio a existir em glória […] glória que havia de ser eliminada, 8 por que não deve a administração do espírito ser com muito mais glória? 9 Porque, se o código que administrava a condenação era glorioso, muito mais abundará com glória a administração da justiça. […] 11 Pois, se aquilo que havia de ser eliminado foi introduzido com glória, muito mais glória teria aquilo que permanece.

      “E o pecado, o qual te afasta de Deus, é a rebelião, ou a transgressão dos Seus mandamentos (1 Jo 3:4”

      É, é porque estes são os mandamentos que João tinha em mente, os mandamentos das tábuas do pacto, vejam só como ele citou que falava desses mandamentos:
      (1 João 3:23) Deveras, este é o seu mandamento, que tenhamos fé no nome do seu Filho Jesus Cristo e que estejamos amando uns aos outros, assim como ele nos deu mandamento.

      Talvez sejam o décimo primeiro e o décimo segundo das tábuas do pacto. (Será que o dizimo e a dieta vegana são o décimo terceiro e o décimo quarto?)

      “Tanto é que, o sábado, exemplificando o descanso do reino de Deus, e o selo de Deus que Ele usará para identificar seu povo, pois este mandamento é o sinal entre Ele e o Seu povo Ez 20:12,20, Ap 7:3,4”

      Apocalipse 7:3 Não façais dano nem à terra, nem ao mar, nem às árvores, até depois de termos selado os escravos de nosso Deus nas suas testas. 4 E ouvi o número dos selados: cento e quarenta e quatro mil

      Então os 144 mil são aqueles que guardam o sábado?

      2 Cor 1:21, 22 – Mas, quem garante que vós e nós pertencemos a Cristo e quem nos ungiu é Deus. Ele pôs também o seu selo sobre nós e nos deu o penhor daquilo que há de vir, isto é, o espírito, em nossos corações.

      Sempre pensei que o selo dos cristãos era o espírito santo. Mas deve ter algum texto mencionando o selo cristão como sendo o sábado semanal, só falta acha-lo.

      São tantas afirmações fatais com base em textos tão claros e fartos dizendo exatamente o que nosso amigo diz.

      Ezequiel 20:12 E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles, para que soubessem que sou eu, Jeová, quem os santifica.

      Obviamente que eles eram os cristãos eleitos né, ou não? O que diz o verso seguinte omitido pelo nosso amigo?

      Ezequiel 20:13 Mas eles, os da casa de Israel…

      Ora

      Ezequiel 20:10-13 10 Por isso os [quem?] fiz sair da terra do Egito e os [quem?] levei ao ermo. E passei a dar-lhes os meus estatutos; e dei-lhes a conhecer as minhas decisões judiciais, para que o homem que continuar a cumpri-las também continue a viver por meio delas. E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles [quem?], para que soubessem que sou eu, Jeová, quem os santifica. Mas eles, os da casa de Israel [ah tá], rebelaram-se contra mim no ermo.

      Obviamente que o sinal que Deus deu aos israelitas no Êxodo era de serem um povo que a partir de então iria fazer o que sempre fizeram desde a criação e que todos os outros povos gentios devem guardar também, assim é uma marca exclusiva que ele deu após o Êxodo, é um ótimo sinal de quem alguém é judeu, a guarda do sábado, afinal ninguém mas faz isso além deles, certo? Da próxima vez o sinal de Deus com Israel poderia ser dar a todos eles um par de braços, assim será fácil ver quem é o israelita pactuado com Deus, se tiver dois braços é porque este é o sinal!

      (Ezequiel menciona meus SÁBADOS, sábados no plural inclui todo o sistema de sábados e não apenas o sétimo dia da semana, os sábados eram o sinal)

      “Veja que tanto é assim que Jesus falou para os cristãos de Sua época: “20 Orai para que a vossa fuga não se dê no inverno, nem no sábado;” Mt 24:20, e veja que isso, a destruição de Jerusalém e do templo”

      No sábado os portões de Jerusalém eram fechados e era estipulada uma distância limitada que a pessoa poderia caminhar, era assim para todos os habitantes da cidade.

      “O que reforça o que Ele mesmo disso sobre a lei: “17 Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. 18 Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.” Mt 5:17,18”

      Ele cumpriu a lei e os profetas ou ainda estão sem cumprimento?

      “O novo céu e a nova terra serão aqui mesmo, na Terra. Porém, uma Terra renovada tal qual feita na criação de Deus”

      Agora eu me confundi mesmo, mas parece no caso céu e terra serão a mesma coisa.

      “O que eu disse é que no céu o sábado existirá”
      Aí os anjos deixarão de trabalhar? Mas é o céu que fica na Terra.
      O sábado existirá, e a lua nova também….
      Sobre a Nova Jerusalém, ela é uma cidade voadora feita de ouro ou é a noiva de Cristo?

      “No Novo Testamento você não vai encontrar “guarde o sábado” mas encontra muitos exemplos de Jesus, Apóstolos e seguidores praticando o mandamento, conforme já expus em alguns versículos na publicação anterior”

      Tirando que não apenas viviam em Israel mas estavam sob o Pacto da Lei.

      “Note que Cristo, em Mt 24:20, ordenou aos cristãos que orassem para que a fuga não fosse no sábado, e isso era um evento futuro.”
      Evento futuro, numa cidade israelita.

      “Jesus, então continuo guardando os mandamentos de Deus, conforme Ele, Jesus, também guardou e conforme os santos guardam (Ap 14:12; 12:17)”

      O termo mandamentos não é usado como sinônimo do decálogo, na verdade, em hebraico ou grego a expressão “Dez MANDAMENTOS” não existe, você conhece esse termo porque é assim que está escrito na tradução de Almeida. Dizer que “os mandamentos de Deus” são simplesmente o decálogo é um erro de amador.

      “Os mandamentos resumidos que Cristo passou também estão no contexto do VT, onde também estava em vigor todas as leis que Deus ordenou ao povo dEle. Veja DT 6:5 e Lv 19:18”

      Que não fazem parte do decálogo, embora sejam parte da Torá. De toda forma crer no Filho de Deus é um mandamento, e não faz parte nem das Tábuas e nem da Lei, e não deixa de ser um mandamento divino também.

      ““Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.” Rm 14:5.” […] O versículo de Rm 14:5 não trata de dia de guarda. Leia do verso 1 ao 6 e você verá”

      E o povo de Ezequiel 20:12,20 devem ser os discípulos de Cristo, é ler do 10 ao 27 que você verá.

      O contexto de Rm 15:1-6 também menciona se os fracos na fé comem carne ou fazem dieta vegetariana. Realmente trata de certo legalismo que deixava os irmãos em dúvida, mas é uma bola fora citar que todos os dias são iguais, sendo que não são.

      Anderson,
      Deus lhe abençoe, e sempre leve em conta a diferença de exegese para eisegese.

      Sobre o Shabat: ligar o dia da criação, os sábados mosaicos e o descanso no reino de Deus dentro do Reino Messiânico é dar todo um colorido e significado ao Sétimo Dia, tornando o conceito de Sábado incrivelmente significativo e abrangente a toda escrituras de Gênesis a Apocalipse, fazendo do Descanso de Deus algo especial cheio de significado e representatividade PROFÉTICA, já falar meramente de um dia simples de 24 horas em que Deus descansou, parou e o resto das pessoas deve descansar por 24 h também como MERO memorial torna algo muito pequeno, sem sentido profético, uma parte da Lei sem sentido maior que se relacione ao Reino de Cristo Jesus e a sua vinda. Fica preso ao Gênesis e não tem sentido Apocalíptico, fica preso as leis condenatórias de Moisés e não aponta para a salvação graciosa de Cristo.

      (Sobre o domingo católico, é perder todo sentido de vez, pois o descanso divino, é ligado sempre ao número sete, sétimo dia, sétimo ano, sétimos anos vezes sete, o número um, ou o primeiro dia nada tem a ver com todo o modelo bíblico que liga o descanso a modelos cronológicos de sete)

      Like

      • Anderson says:

        Prezado irmão Saga,

        Vamos aos teus questionamos e afirmações…

        “Sem dúvida que vimos uns 324 servos de Deus guardando o sábado nas escrituras antes do Êxodo no Egito, são exemplos irrefutáveis.
        Os outros sábados, quando relacionados ao número sete, tem o mesmo objetivo, aludir ao descanso de Deus.”

        Os servos de Deus guardaram o sábado por toda a história desse mundo e quando falamos de abolição de “ordenanças” não se refere ao sábado semanal pois este não era sombra das coisas que haveriam de acontecer (Cl 2:16,17), visto que o sacrifício expiatório de Cristo só foi necessário após a entrada do pecado no mundo.

        “E o sétimo dia da semana é o dia de saturno.”

        Porém dito por pagãos depois da criação. O título original permanece apesar dos apelidos outros que colocam no objeto, assim como tu não perde seu nome original usando o apelido “Saga”.

        “2 Cor 3:3 Porque vós sois demonstrados ser carta de Cristo, escrita por nós, como ministros, inscrita, não com tinta, mas com espírito dum Deus vivente, não em tábuas de pedra
        Hebreus 9:4 Este continha um incensário de ouro e a arca do pacto, toda recoberta de ouro, na qual havia o jarro de ouro com o maná e a vara de Arão, que brotara, e as tábuas do pacto
        Pergunta de que pacto. As tábuas de pedra são as tábuas do pacto, de que pacto, pacto com quem?
        2 Cor 3: 6-11 – 6 Quem deveras nos habilitou adequadamente para sermos ministros dum novo pacto, não dum código escrito, mas de espírito; pois o código escrito condena à morte, mas o espírito vivifica. 7 Além disso, se o código que administra a morte e que foi gravado com letras em pedras veio a existir em glória […] glória que havia de ser eliminada, 8 por que não deve a administração do espírito ser com muito mais glória? 9 Porque, se o código que administrava a condenação era glorioso, muito mais abundará com glória a administração da justiça. […] 11 Pois, se aquilo que havia de ser eliminado foi introduzido com glória, muito mais glória teria aquilo que permanece.”

        Veja que todos os textos citados devem ser entendidos no contexto amplo das Escrituras. Paulo era um judeu, suas cartas aos Hebreus e aos da igreja de Corinto tinham seus propósitos específicos.
        Como judeu convertido ao cristianismo ele tinha em sua mente bem o que pensava um judeu não convertido. Por muito tempo, o povo judeu, especialmente a liderança eclesiástica, tinha pela obediência estrita aos mandamentos o caminho da salvação, e isso era um erro, visto a salvação é unicamente pela fé Ef 2:8,9.
        Ele, Paulo, tentou em suas cartas convencer os leitores que a lei não era para ser obedecida com este objetivo, pois se assim o fosse traria morte.
        A questão principal é que a Lei, que foi escrita pelos dedos de Deus, e está em tábuas de pedra dentro da Arca da aliança é um pacto eterno de Deus com o seu povo, porém a obediência a esta Lei Moral deve ser feita não por legalismo mas por amor a Cristo Jesus.
        Isso João completou dizendo:
        4 Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.
        5 Aquele, entretanto, que guarda a sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele:
        6 aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou.
        7 Amados, não vos escrevo mandamento novo, senão mandamento antigo, o qual, desde o princípio, tivestes. Esse mandamento antigo é a palavra que ouvistes.
        ” 1Jo 2:4-7

        Veja o que Paulo diz mais a frente em 2 Co 3:15,16
        15 Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.
        16 Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado.
        ” 2 Co 3:15,16

        É o mesmo que João estava dizendo.
        Não é possível você obedecer a Deus, em temor a Ele, pelo motivo errado, e sim pelo amor a Deus. Enquanto Paulo fala de um véu que está sobre o coração deles é por que eles não foram aperfeiçoados no amor de Deus, que é Jesus.
        Logo, ele, Paulo, diz que quando alguém se converte ao Senhor Jesus, o véu lhe é retirado. Não para ver nova lei mas para entender o que a lei significava, que era o amor a Deus e o amor ao próximo Lv 19:18 e Dt 6:5.
        Antes disso, a lei era um instrumento de morte porque é impossível para nós, pecadores, obedecermos a lei perfeitamente. Porém, é desejo de Deus que nos esforcemos para sermos perfeitos.

        1 Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido.
        2 Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e praticamos os seus mandamentos.
        3 Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos
        ;…
        ” 1 Jo 5:1-3

        E Jesus diz: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” João 14:15

        “É, é porque estes são os mandamentos que João tinha em mente, os mandamentos das tábuas do pacto, vejam só como ele citou que falava desses mandamentos:
        (1 João 3:23) Deveras, este é o seu mandamento, que tenhamos fé no nome do seu Filho Jesus Cristo e que estejamos amando uns aos outros, assim como ele nos deu mandamento.

        Talvez sejam o décimo primeiro e o décimo segundo das tábuas do pacto. (Será que o dizimo e a dieta vegana são o décimo terceiro e o décimo quarto?)”

        Mas ter fé em Jesus e amar ao próximo anula o resto da lei?
        Deixo que Paulo o responda: “31 Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei.” Rm 3:31

        Na Bíblia a Lei Moral tem 10 mandamentos (Ex 20), que tem vigência eterna pois assim Deus é, e se Ele é Eterno como achar que mudaria quaisquer dos Seus princípios morais? Não mudaria. (Ml 3:6)
        Porém existem outras leis que Deus deu em determinado contexto histórico e cultural, umas que ainda servem e, outras, que não se aplicam mais.
        Analise as Escrituras e veja que o dízimo foi devolvido por Abraão (pai da fé), perdurou por todo o AT, tanto que em Ml 3:8-10 Deus acusa o povo de roubá-lo nos dízimos e nas ofertas, e Jesus, no NT, indica que deveríamos fazer isso.
        23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” Mt 23:23
        Quanto à dieta vegetariana, estude Daniel 1 e verá que Deus abençoará sua saúde tal como abençoou a daquele Seus servos se assim proceder. Embora que, em alguns contextos, seja difícil a sobrevivência sem o uso da carne. Então, nesse caso, ore a Deus e peça orientação para saber o que comer.

        “Apocalipse 7:3 Não façais dano nem à terra, nem ao mar, nem às árvores, até depois de termos selado os escravos de nosso Deus nas suas testas. 4 E ouvi o número dos selados: cento e quarenta e quatro mil
        Então os 144 mil são aqueles que guardam o sábado?
        2 Cor 1:21, 22 – Mas, quem garante que vós e nós pertencemos a Cristo e quem nos ungiu é Deus. Ele pôs também o seu selo sobre nós e nos deu o penhor daquilo que há de vir, isto é, o espírito, em nossos corações.
        Sempre pensei que o selo dos cristãos era o espírito santo. Mas deve ter algum texto mencionando o selo cristão como sendo o sábado semanal, só falta acha-lo.
        São tantas afirmações fatais com base em textos tão claros e fartos dizendo exatamente o que nosso amigo diz.
        Ezequiel 20:12 E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles, para que soubessem que sou eu, Jeová, quem os santifica.
        Obviamente que eles eram os cristãos eleitos né, ou não? O que diz o verso seguinte omitido pelo nosso amigo?
        Ezequiel 20:13 Mas eles, os da casa de Israel…
        Ora
        Ezequiel 20:10-13 10 Por isso os [quem?] fiz sair da terra do Egito e os [quem?] levei ao ermo. E passei a dar-lhes os meus estatutos; e dei-lhes a conhecer as minhas decisões judiciais, para que o homem que continuar a cumpri-las também continue a viver por meio delas. E também lhes dei os meus sábados, para se tornarem um sinal entre mim e eles [quem?], para que soubessem que sou eu, Jeová, quem os santifica. Mas eles, os da casa de Israel [ah tá], rebelaram-se contra mim no ermo.
        Obviamente que o sinal que Deus deu aos israelitas no Êxodo era de serem um povo que a partir de então iria fazer o que sempre fizeram desde a criação e que todos os outros povos gentios devem guardar também, assim é uma marca exclusiva que ele deu após o Êxodo, é um ótimo sinal de quem alguém é judeu, a guarda do sábado, afinal ninguém mas faz isso além deles, certo? Da próxima vez o sinal de Deus com Israel poderia ser dar a todos eles um par de braços, assim será fácil ver quem é o israelita pactuado com Deus, se tiver dois braços é porque este é o sinal!
        (Ezequiel menciona meus SÁBADOS, sábados no plural inclui todo o sistema de sábados e não apenas o sétimo dia da semana, os sábados eram o sinal)”

        Vamos considerar sempre o contexto amplo da Bíblia e você verá que de forma alguma omiti a Verdade.
        Primeiro, 144 mil são os selados mas não os considere literalmente 144 mil, pois no verso 9 diz que é uma multidão que não se podia contar.
        O selo é o Espírito de Deus porém te pergunto: Tem o Espírito Santo aqueles que agem em desobediência a Deus? Qual é a função do Espírito Santo? O que Ele faz quando habita verdadeiramente em nós?
        8 Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo:” João 16:8
        Se o Espírito Santo tem o papel de convencer do pecado, e o pecado é a transgressão da Lei de Deus (1 Jo 3:4) então aquele que tem o Espírito Santo irá procurar se adequar às normas de Deus. Não concorda?

        Um outro ponto que o amigo deixou passar é que, aquele que no VT, quisesse fazer parte do povo de Deus deveria fazer o que?
        48 Porém, se algum estrangeiro se hospedar contigo e quiser celebrar a Páscoa do SENHOR, seja-lhe circuncidado todo macho; e, então, se chegará, e a observará, e será como o natural da terra; mas nenhum incircunciso comerá dela.
        49 A mesma lei haja para o natural e para o forasteiro que peregrinar entre vós.
        ” Ex 12:48,49
        Deveria guarda a mesma lei, correto?
        E veja que nesta lei havia o sábado, e a guarda do sábado agradava a Deus no VT. Certo?
        2 Bem-aventurado o homem que faz isto, e o filho do homem que nisto se firma, que se guarda de profanar o sábado e guarda a sua mão de cometer algum mal.
        3 Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que eu sou uma árvore seca.
        4 Porque assim diz o SENHOR: Aos eunucos que guardam os meus sábados, escolhem aquilo que me agrada e abraçam a minha aliança,
        5 darei na minha casa e dentro dos meus muros, um memorial e um nome melhor do que filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.
        6 Aos estrangeiros que se chegam ao SENHOR, para o servirem e para amarem o nome do SENHOR, sendo deste modo servos seus, sim, todos os que guardam o sábado, não o profanando, e abraçam a minha aliança
        ,
        7 também os levarei ao meu santo monte e os alegrarei na minha Casa de Oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar, porque a minha casa será chamada Casa de Oração para todos os povos.
        ” Is 56:2-8

        Logo, a aliança era não só para o povo israelita mas para todo aquele que se achegava para adorar ao mesmo Deus deles, correto?
        Acontece que o conceito de israelita não é literal na Bíblia. Todo aquele que quiser fazer parte do povo de Deus é considerado israelita.
        6 E não pensemos que a palavra de Deus haja falhado, porque nem todos os de Israel são, de fato, israelitas;
        7 nem por serem descendentes de Abraão são todos seus filhos; mas: Em Isaque será chamada a tua descendência.
        8 Isto é, estes filhos de Deus não são propriamente os da carne, mas devem ser considerados como descendência os filhos da promessa.

        25 Assim como também diz em Oséias: Chamarei povo meu ao que não era meu povo; e amada, à que não era amada;
        26 e no lugar em que se lhes disse: Vós não sois meu povo, ali mesmo serão chamados filhos do Deus vivo.
        27 Mas, relativamente a Israel, dele clama Isaías: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.
        ” Rm 9:6-8;25-27

        Então, israelista é um sinônimo para povo de Deus, e não um sinônimo para nascido dentro da nação de Israel, isso no NT porque no VT, após ser circuncidado, você se tornava israelita literalmente, hoje a circuncisão é a do coração.
        25 Porque a circuncisão tem valor se praticares a lei; se és, porém, transgressor da lei, a tua circuncisão já se tornou incircuncisão.
        26 Se, pois, a incircuncisão observa os preceitos da lei, não será ela, porventura, considerada como circuncisão?
        27 E, se aquele que é incircunciso por natureza cumpre a lei, certamente, ele te julgará a ti, que, não obstante a letra e a circuncisão, és transgressor da lei.
        28 Porque não é judeu quem o é apenas exteriormente, nem é circuncisão a que é somente na carne.
        29 Porém judeu é aquele que o é interiormente, e circuncisão, a que é do coração, no espírito, não segundo a letra, e cujo louvor não procede dos homens, mas de Deus.

        “No sábado os portões de Jerusalém eram fechados e era estipulada uma distância limitada que a pessoa poderia caminhar, era assim para todos os habitantes da cidade.”

        Certo, por isso aqueles que guardavam o sábado seriam aniquilados pelo exército romano se a invasão fosse neste dia. Agora, por que a recomendação de orar para não ser esse dia? Por que ele não indicou outro dia? Ele estava falando para os judeus ou para os cristãos?

        “Ele cumpriu a lei e os profetas ou ainda estão sem cumprimento?”

        Ele cumpriu a lei. Toda a lei cerimonial que apontava para o Seu sacrifício vindouro, quando aconteceu, Ele cumpriu.
        Ele cumpriu também porque obedeceu os preceitos de Seu Pai, inclusive os mandamentos da Lei Moral.
        10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.” João 15:10

        Mas o céu e a terra já passaram para que a lei perdesse um “til ou um i”?
        A lei cerimonial tinha data de validade, a lei Moral é Eterna e não é a toa que foi gravada em tábuas de pedra e colocada DENTRO da Arca da Aliança, enquanto a lei cerimonial foi colocada ao lado.
        4 Então, escreveu o SENHOR nas tábuas, segundo a primeira escritura, os dez mandamentos que ele vos falara no dia da congregação, no monte, no meio do fogo; e o SENHOR mas deu a mim.
        5 Virei-me, e desci do monte, e pus as tábuas na arca que eu fizera; e ali estão, como o SENHOR me ordenou.
        ” Dt 10:4,5
        24 Tendo Moisés acabado de escrever, integralmente, as palavras desta lei num livro,
        25 deu ordem aos levitas que levavam a arca da Aliança do SENHOR, dizendo:
        26 Tomai este Livro da Lei e ponde-o ao lado da arca da Aliança do SENHOR, vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti.
        ” Dt 31:24-26

        Cristo não só obedeceu como reafirmou e deu novo significado, não novo de surgimento mas de conhecimento do povo: o Amor. (Mt 5)

        “Agora eu me confundi mesmo, mas parece no caso céu e terra serão a mesma coisa.”

        Serão a mesma coisa.
        Como eu disse, céu é o lugar da habitação de Deus e Deus irá se mudar para a Terra, então a Terra se tornará o céu. E a Terra em si será purificada de todo o pecado, sendo aqui que estará a cidade santa, a Nova Jerusalém, onde estarão os salvos. (Ap 21)

        “Aí os anjos deixarão de trabalhar? Mas é o céu que fica na Terra.
        O sábado existirá, e a lua nova também….
        Sobre a Nova Jerusalém, ela é uma cidade voadora feita de ouro ou é a noiva de Cristo?”

        Cristo disse: “11 Ao que lhes respondeu: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair numa cova, não fará todo o esforço, tirando-a dali?
        12 Ora, quanto mais vale um homem que uma ovelha? Logo, é lícito, nos sábados, fazer o bem.
        ” Mt 12:11,12
        Não vamos confundir, portanto, sábado com dia sem trabalho. É dia de fazer o bem, de trabalhar para Deus, dia de adoração, dia exclusivo para comunhão com Deus.

        A Nova Jerusalém é uma cidade de ouro e pedras preciosas. Leia Ap 21 e 22 para você entender se tratar de uma cidade real que vai ocupar um espaço na terra, segundo os especialistas nas medidas bíblicas, correspondente ao estado de São Paulo/Brasil.

        “Tirando que não apenas viviam em Israel mas estavam sob o Pacto da Lei.”

        Paulo guardou o sábado em território pagão. At 18:1-4
        Por que ele faria isso se ele mesmo disse que não estava mais sob a tutela da lei? Aliás, a que ele ele se referia?

        “Evento futuro, numa cidade israelita.”

        Sim, e onde Jesus ordenou a guarda de outro dia na Bíblia? Em Lc 4:16 diz que ele foi a sinagoga segundo o costume dele mesmo e não porque era o costume judaico.

        “O termo mandamentos não é usado como sinônimo do decálogo, na verdade, em hebraico ou grego a expressão “Dez MANDAMENTOS” não existe, você conhece esse termo porque é assim que está escrito na tradução de Almeida. Dizer que “os mandamentos de Deus” são simplesmente o decálogo é um erro de amador.”

        De fato não se limitam aos dez mandamentos, são mais abrangentes. Porém, a ênfase de Deus para nós é o aspecto moral, o caráter. Pois é o caráter a única coisa que levaremos daqui da terra para a vida posterior.

        “Que não fazem parte do decálogo, embora sejam parte da Torá. De toda forma crer no Filho de Deus é um mandamento, e não faz parte nem das Tábuas e nem da Lei, e não deixa de ser um mandamento divino também.”

        Sim, concordo. Embora que a “ suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem.” Ec 12:13
        Curioso Salomão não ter dito “isto é dever de todo israelita”…

        “E o povo de Ezequiel 20:12,20 devem ser os discípulos de Cristo, é ler do 10 ao 27 que você verá.”

        São do povo de Deus, no VT chamados de povo de Israel.
        É um grande erro separar o Deus do VT de Jesus Cristo, afinal, Eles são um só. “30 Eu e o Pai somos um.” João 10:30
        Jesus já existia antes, Ele é o Pai da Eternidade, Deus Forte (Is 9:6), ele apenas encarnou para vir à terra. Por que acha que Cristo, que participou da confecção das tábuas dos mandamentos, iria mudar alguma coisa se Ele é Deus Todo-Poderoso, Onisciente, Onipresente e Onipotente?
        Será que Ele não sabia que o povo não guardaria seus mandamentos? Ou será que Ele sabia que mesmo com a maioria desprezando Sua palavra Ele ainda encontraria um remanescente fiel ao final da história?
        Se ele sabia que não adiantava instituir o sábado, por que ao invés de morrer na Cruz para pagar o preço dos nossos pecados, Ele não simplesmente mudou a lei para algo mais fácil?

        “O contexto de Rm 15:1-6 também menciona se os fracos na fé comem carne ou fazem dieta vegetariana. Realmente trata de certo legalismo que deixava os irmãos em dúvida, mas é uma bola fora citar que todos os dias são iguais, sendo que não são.”

        Leia Romanos 15:1-6 em conjunto com 1 Co 8. São cartas escritas em tempos muito próximos e tratam do mesmo tema.
        Na verdade, a debilidade dos que comiam vegetais aí não é porque eles acreditavam que os vegetais era a dieta ideal estipulada por Deus mas sim porque eles tinham medo de comer carnes sacrificadas à ídolos.

        “Sobre o Shabat: ligar o dia da criação, os sábados mosaicos e o descanso no reino de Deus dentro do Reino Messiânico é dar todo um colorido e significado ao Sétimo Dia, tornando o conceito de Sábado incrivelmente significativo e abrangente a toda escrituras de Gênesis a Apocalipse, fazendo do Descanso de Deus algo especial cheio de significado e representatividade PROFÉTICA, já falar meramente de um dia simples de 24 horas em que Deus descansou, parou e o resto das pessoas deve descansar por 24 h também como MERO memorial torna algo muito pequeno, sem sentido profético, uma parte da Lei sem sentido maior que se relacione ao Reino de Cristo Jesus e a sua vinda. Fica preso ao Gênesis e não tem sentido Apocalíptico, fica preso as leis condenatórias de Moisés e não aponta para a salvação graciosa de Cristo.”

        É no sábado que foi terminada a criação de Deus, o paraíso. Não dá para ligar o paraíso do início com o paraíso que os salvos vão herdar?
        Não é para lembrar de Deus e de Sua criação, do Seu poder que descansam no sábado os sabatistas? O que fazem aqueles que não guardam dia nenhum? Será que ficam achando que Deus é impotente para criar a Terra em 6 dias literais?
        Quanto mais o é para ressuscitar-nos dentre os mortos então…

        “Anderson,
        Deus lhe abençoe, e sempre leve em conta a diferença de exegese para eisegese.”

        Obrigado Saga, que Deus lhe abençoe a ti e a tua família também.

        Like

    • Cícero says:

      Prezado irmão Anderson,

      Meu entendimento (e creio de muitíssimos cristãos) é o seguinte sobre essa questão, baseado também em alguns textos que tu mencionou:
      “Note que Cristo, em Mt 24:20, ordenou aos cristãos que orassem para que a fuga não fosse no sábado, e isso era um evento futuro”.

      Sim, por ser um evento futuro durante a Grande Tribulação é bem possível que a Igreja (cristãos salvos) não esteja mais aqui, sendo Arrebatada aos céus.
      Tal evento ocorrerá em Israel onde obviamente e naturalmente há uma enorme quantidade de judeus legalistas ainda observadores do sábado.

      “Então, pra mim, se não Bíblia não tem nada que diga que o sábado foi abolido ou mudado o dia de guarda por quem tem autoridade para isso, Jesus, então continuo guardando os mandamentos de Deus, conforme Ele, Jesus, também guardou e conforme os santos guardam (Ap 14:12; 12:17).”

      Jesus cumpriu toda a Lei por nós, somente Ele foi capaz disto. Então somos salvos por fé por sua obra, cumprindo Ele (o único homem) essa Lei julgadora culminando na sua morte como cordeiro conforme determina essa mesma Lei.
      Os mandamentos citados em Ap 14:12; 12:17 se resumem nos dois conforme Jesus declarou em Lc 10:27 dando ênfase ao amor, e não expressando particularidades da Lei Mosaica.

      “Os mandamentos resumidos que Cristo passou também estão no contexto do VT, onde também estava em vigor todas as leis que Deus ordenou ao povo dEle. Veja DT 6:5 e Lv 19:18.”

      Exato, como tu mesmo dizes: “…ordenou ao povo dEle” – sim, aos judeus daquela época.
      A repetição de Cristo no NT agora para TODOS (agora incluindo gentios), seria o principal e basicamente sobre a “Lei” do AMOR e tudo que possa advir deste atributo nos relacionamentos pessoais e com Deus do cristão. E sinceramente não creio que a observância da guarda de um dia específico seja um ato de amor necessário. (mas também não posso julgar a vossa fé). Pra mim TODOS os dias devem ser “dados” ao Senhor.

      “Eu também não tenho nada contra alguém que guarda outros dias, porém Deus ordenou a guarda de um dia, o sétimo dia (Ex 20:8-11).”

      Entendo mais uma vez, mandamento específico para os judeus da época do VT, mandamento que não se repete no NT.

      “O versículo de Rm 14:5 não trata de dia de guarda. Leia do verso 1 ao 6 e você verá que o dia que Paulo está comentando ali é o dia que se escolhe fazer jejum”

      Pelo contexto de todo o capítulo 14, já no verso 1 vemos que trata de outros assuntos, ainda que o assunto do alimento seja o principal.
      “Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas“.(outras versões diz opiniões).
      Assim como os versos: 7 ao 13 e do 17 ao 19 podemos entender que trata de assuntos relacionados a toda vida do cristão e não somente sobre comida.

      Veja, creio perfeitamente que vocês estão salvos e irão pro céu. O caminho é estreito, apenas vocês estreitaram mais… (questão de fé pessoal creio).
      Mas pergunto: Para vocês, os cristãos que não guardam o sábado estão salvos e irão pro céu?

      Na paz de Cristo.

      Like

      • Anderson says:

        Olá irmão Cícero,

        Aprecio bastante diálogos com cortesia cristã e espero que cada um de nós possamos crescer em entendimento e sabedoria, a fim de fazer a vontade de Deus e estarmos prontos para a breve volta do Senhor Jesus.
        Vamos lá, eu vou tentar aprofundar mais, claro, de acordo com o que acredito pois creio também que esta fé está de acordo com a fé bíblica.
        Não é com intuito de forçar ninguém a ter a mesma fé, pois Deus não força ninguém a nada. É no entanto, missão do cristão, ir e pregar o evangelho do Reino a toda nação, tribo, língua e povo, e que seja feito para honra e glória de Deus.

        Meu entendimento (e creio de muitíssimos cristãos) é o seguinte sobre essa questão, baseado também em alguns textos que tu mencionou:
        “Note que Cristo, em Mt 24:20, ordenou aos cristãos que orassem para que a fuga não fosse no sábado, e isso era um evento futuro”.
        Sim, por ser um evento futuro durante a Grande Tribulação é bem possível que a Igreja (cristãos salvos) não esteja mais aqui, sendo Arrebatada aos céus.
        Tal evento ocorrerá em Israel onde obviamente e naturalmente há uma enorme quantidade de judeus legalistas ainda observadores do sábado.

        Amigo, deu pra notar que você crê no arrebatamento pré-milenismo, um evento que acontecerá segundo a interpretação dispensacionalista (futurista) da profecia.
        Veja, isso não é verdade. Não haverá arrebatamento de uma parte enquanto outra parte permanece viva aqui, muito menos arrebatamento secreto.
        Primeiro ponto, a grande tribulação é um evento pelo qual vai passar o povo de Deus, os salvos.
        Olha o que dizem os profetas:
        1 Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma.
        2 Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar,
        3 dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus.
        4 Então, ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel:

        9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos;
        10 e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação.
        11 Todos os anjos estavam de pé rodeando o trono, os anciãos e os quatro seres viventes, e ante o trono se prostraram sobre o seu rosto, e adoraram a Deus,
        12 dizendo: Amém! O louvor, e a glória, e a sabedoria, e as ações de graças, e a honra, e o poder, e a força sejam ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém!
        13 Um dos anciãos tomou a palavra, dizendo: Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram?
        14 Respondi-lhe: meu Senhor, tu o sabes. Ele, então, me disse: São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro,
        ” Ap 7:1-14

        Esse primeiro texto que escreveu João nos diz algumas coisas importantes sobre esse evento. Primeiro, Israel é o mesmo que “nações, tribos, povos e línguas”, pois engloba toda a gama de salvos, os quais foram selados.
        Isso porque no verso 4 se vê a figura dos 144 mil, e depois, no verso 9, grande multidão que ninguém podia enumerar, numa mesma visão em que ele primeiro “ouviu” e depois ele “viu”.
        A segunda coisa importante é que houve uma progressão cronológica no trecho. No verso 1 tu vê que a ação de Deus é de proteção sobre os que estão “na terra”, visto que os elementos citados ali são da Terra (árvore, mar, terra).
        Porém, depois que os 144 mil se transformam em grande multidão, eles não estão mais na Terra, e sim no Céu, “em pé diante do trono e diante do Cordeiro”.
        E o detalhe de tudo isso é que esses mesmos que foram da Terra ao Céu, são os que “vêm da grande tribulação”. Logo, os salvos estarão aqui quando este período chegar, e isso também é afirmado pelo profeta Daniel:
        1 Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro.
        2 Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.

        Nesse texto se verifica que Miguel (Jesus) irá se levantar no “tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até aquele tempo”, mas nesse tempo será salvo o povo de Deus. Logo, o tempo de angústia fará parte da vida dos cristãos verdadeiros dos últimos dias sim.
        Pois nesse tempo, nossa fé será purificada, estaremos totalmente dependentes de Deus, e assim que devemos entrar no Céu, tal como “esta criança” que se assentou no colo de Cristo, em total confiança e dependência.

        Os que não serão salvos nesse período, não ficarão vagando pela terra, eles irão morrer. Veja o que diz a Palavra do Senhor:
        18 O teu proceder e as tuas obras fizeram vir sobre ti estas coisas; a tua calamidade, que é amarga, atinge até o próprio coração.
        19 Ah! Meu coração! Meu coração! Eu me contorço em dores. Oh! As paredes do meu coração! Meu coração se agita! Não posso calar-me, porque ouves, ó minha alma, o som da trombeta, o alarido de guerra.
        20 Golpe sobre golpe se anuncia, pois a terra toda já está destruída; de súbito, foram destruídas as minhas tendas; num momento, as suas lonas.
        21 Até quando terei de ver a bandeira, terei de ouvir a voz da trombeta?
        22 Deveras, o meu povo está louco, já não me conhece; são filhos néscios e não inteligentes; são sábios para o mal e não sabem fazer o bem.
        23 Olhei para a terra, e ei-la sem forma e vazia; para os céus, e não tinham luz.
        24 Olhei para os montes, e eis que tremiam, e todos os outeiros estremeciam.
        25 Olhei, e eis que não havia homem nenhum, e todas as aves dos céus haviam fugido.
        26 Olhei ainda, e eis que a terra fértil era um deserto, e todas as suas cidades estavam derribadas diante do SENHOR, diante do furor da sua ira
        .
        ” Jr 4:19-26

        Está é uma visão profética do profeta Jeremias sobre o tempo após Deus ter derramado o cálice da Sua ira preparado, sem mistura (com misericórdia) sobre o mundo rebelde.
        Isto está relacionado com o que acontece em Ap 15 e 16, pois no início está o seguinte:
        1 Vi no céu outro sinal grande e admirável: sete anjos tendo os sete últimos flagelos, pois com estes se consumou a cólera de Deus.” Ap 15:1

        Se você ler todos os 2 capítulos vai notar que Deus vai derramar seus flagelos e muitos irão morrer. E isso acontecerá antes da volta de Jesus. E os que sobrarem, sabe o que dirão?
        15 Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes
        16 e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro,
        17 porque chegou o grande Dia da ira deles
        ; e quem é que pode suster-se?
        ” Ap 6:15-17

        Logo, não vai sobrar ninguém que fique em pé na terra, pois os salvos, tal como João falou estarão de pé diante de Deus, após terem sobrevivido, pela ajuda Divina, com fé, ao tempo da tribulação. O que confirma o apóstolo Paulo:
        16 Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro;
        17 depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor
        .
        ” 1 Te 4:16,17

        E, além disso, podemos comprovar ainda mais esse ponto de vista, considerando o que acontece com Satanás na volta de Jesus.
        6 Então, ouvi uma como voz de numerosa multidão, como de muitas águas e como de fortes trovões, dizendo: Aleluia! Pois reina o Senhor, nosso Deus, o Todo-Poderoso.
        7 Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou,
        8 pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.
        9 Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus.
        ” Ap 19:6-9

        1 Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente.
        2 Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos;
        3 lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo.
        ” Ap 20:1-3

        Veja que na progressão, após iniciar-se o Reino de Deus e os salvos chamados à ceia das bodas do Cordeiro, um anjo lançou Satanás no abismo. Essa expressão “abismo” remonta ao início da criação do mundo, quando a terra era sem forma e vazia e não havia ninguém, tal como viu Jeremias em sua visão.
        2 A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.” Gn 1:2
        O que significa que a prisão de Satanás é circunstancial e não literal. Ele simplesmente não vai ter ninguém para tentar nesse período.

        Logo, amigo Cícero, abandone essa crença no arrebatamento secreto e no pré-milenismo. O evento da volta de Jesus é visível, audível, se dará com os salvos e culminará na destruição dos ímpios.
        Não há razão para crer, com base na Bíblia, que o juízo se dará apenas em Israel ou para o povo judeu. O povo judeu, como respondi ao Saga, não é aquele que nasce judeu mas aquele que o é de coração, seguindo ao mesmo Deus, o Deus de Israel.
        Se fosse apenas para Israel, por que Deus irá fazer com que todos os vejam?
        7 Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém!” Ap 1:7

        Jesus cumpriu toda a Lei por nós, somente Ele foi capaz disto. Então somos salvos por fé por sua obra, cumprindo Ele (o único homem) essa Lei julgadora culminando na sua morte como cordeiro conforme determina essa mesma Lei.
        Os mandamentos citados em Ap 14:12; 12:17 se resumem nos dois conforme Jesus declarou em Lc 10:27 dando ênfase ao amor, e não expressando particularidades da Lei Mosaica.

        Acontece que a lei não é Moisaica, a lei é de Deus. A única parte da Bíblia inteira que Deus escreveu com o Seu próprio dedo foram as tábuas dos mandamentos.
        Não existe no texto de Apocalipse nenhuma intenção do amor de resumir a lei de Deus em amor a Deus e amor ao próximo. Pelo contrário, se você ler o livro de forma ampla verá que muitos serão condenados por serem transgressores dessa Lei.
        8 Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.” Ap 21:8

        Num ponto eu concordo contigo, nós devemos confiar unicamente nos méritos de Cristo, pela fé somos salvos, não por nossas obras Ef 2:8,9.
        Porém, pode alguém ter fé em Deus e viver como um ímpio?
        Se não, quais são os parâmetros que distinguem um cristão dos infiéis?
        Nossas obras, por mais falhas, defeituosas, insuficientes e sujas que sejam, mostram a que senhor nós pretendemos servir.
        O resumir a Lei em amor a Deus e amor ao próximo não significa abolir a lei, assim como resumir um texto não significa apagar o original.
        Podes tu amar a Deus sem praticar aquilo que agrada a Ele? Podes tu amar tua namorada/esposa sem demonstrações de amor? Podes tu amar o próximo sem estender a mão para ajudá-lo na dificuldade?
        Sobre isso falou Tiago da seguinte forma:
        21 Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma.
        22 Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
        23 Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural;
        24 pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência.
        25 Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.
        ” Tg 1:21-25
        10 Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.
        11 Porquanto, aquele que disse: Não adulterarás também ordenou: Não matarás. Ora, se não adulteras, porém matas, vens a ser transgressor da lei.
        12 Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela lei da liberdade.
        ” Tg 2:10-12

        17 Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta.
        18 Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me essa tua fé sem as obras, e eu, com as obras, te mostrarei a minha fé.
        19 Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios crêem e tremem.
        20 Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as obras é inoperante?
        21 Não foi por obras que Abraão, o nosso pai, foi justificado, quando ofereceu sobre o altar o próprio filho, Isaque?
        22 Vês como a fé operava juntamente com as suas obras; com efeito, foi pelas obras que a fé se consumou,
        Tg 2:17-22

        Portanto, amigo, nesse ponto digo-lhe, dizer que ama a Deus e não guardar os Seus mandamentos é o mesmo que ter uma fé sem obras, que é morta.
        E aqui estamos falando de Deus, se você quer falar de Jesus, então tem de considerar Deus pois Eles são um só.
        30 Eu e o Pai somos um.” João 10:30
        E se Eles são Um, então Jesus é coautor das tábuas dos mandamentos, e quando Ele falou para guardar os mandamentos dEle, então isso inclui o sábado também. Não a toa Ele, Jesus, falou:
        27 E acrescentou: O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado;
        28 de sorte que o Filho do Homem é senhor também do sábado.
        ” Mc 2:27,28

        Exato, como tu mesmo dizes: “…ordenou ao povo dEle” – sim, aos judeus daquela época.
        A repetição de Cristo no NT agora para TODOS (agora incluindo gentios), seria o principal e basicamente sobre a “Lei” do AMOR e tudo que possa advir deste atributo nos relacionamentos pessoais e com Deus do cristão. E sinceramente não creio que a observância da guarda de um dia específico seja um ato de amor necessário. (mas também não posso julgar a vossa fé). Pra mim TODOS os dias devem ser “dados” ao Senhor.

        Quando tu entregas tua vida a Deus, de fato todos os dias você O adora.
        Porém, no dia que Deus pediu nós devemos cessar nosso trabalho secular pois é um dia santo, um dia abençoado, um repouso solene. Gn 2:1-3, Is 58:13
        Quanto a Deus ter ordenado ao Seu povo, que na época era o povo de Israel, não devemos tomar a Bíblia e isolar o trecho do contexto amplo das Escrituras.
        No NT Paulo esclarece o conceito de israelita, ou seja, o que percente ao povo de Israel. Ele diz:
        6 E não pensemos que a palavra de Deus haja falhado, porque nem todos os de Israel são, de fato, israelitas;
        7 nem por serem descendentes de Abraão são todos seus filhos; mas: Em Isaque será chamada a tua descendência.
        8 Isto é, estes filhos de Deus não são propriamente os da carne, mas devem ser considerados como descendência os filhos da promessa.

        25 Assim como também diz em Oséias: Chamarei povo meu ao que não era meu povo; e amada, à que não era amada;
        26 e no lugar em que se lhes disse: Vós não sois meu povo, ali mesmo serão chamados filhos do Deus vivo.
        27 Mas, relativamente a Israel, dele clama Isaías: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.
        ” Rm 9:6-8;25-27

        Então, quando lemos na Bíblia “povo de Israel” devemos crer que a Palavra direcionada a este povo inclui a mim e a você.
        Lembra que eu expliquei acima que em Ap 7 em um trecho é dito que são selados somente das doze tribos de Israel e depois isso é relacionado com uma multidão que ninguém podia contar de todas as nações, povos, tribos e línguas?
        É claro, temos contextos culturais e históricos diferentes. Nem tudo que valia para eles vale para nós. Porém, a Lei Moral é Eterna, porque Deus é Eterno, e o sábado está nesta Lei.
        Lei do Amor é a Lei dos Mandamentos entendida da maneira correta, pois não vejo as duas como excludentes mas sim complementares.
        Afinal, é impossível amar ao próximo mentindo para ele, certo? Matar também não… Tampouco furtando dele… etc.
        E é possível amar ao Único Deus, Soberando e Verdadeiro, tendo outros deuses? Idolatrando? Dizendo em vão Seu Santo Nome? Profanando Seu Santo dia?
        Mas é perfeitamente possível amar obedecendo a Deus como um filho que ama ao pai o obedece.

        “Entendo mais uma vez, mandamento específico para os judeus da época do VT, mandamento que não se repete no NT.”

        Acredito que esse ponto tenha sido esclarecido acima. Porém o mandamento se repete em forma prática, pois no contexto cultural em que foram escritos os evangelhos e as cartas era totalmente desnecessário dizer o óbvio. Todos guardavam o sábado.
        Lc 23:56 diz que as mulheres que seguiam Jesus descansaram no sábado conforme o mandamento, em At 17:2 e At 18:4 Paulo guarda o sábado em situações distintas, em Lc 4:16 Jesus, segundo o costume dEle, vai para a igreja.
        Em contrapartida não há nenhum texto que diga que o sábado não é santo, ou que estipule outro dia da semana como santificado.

        Pelo contexto de todo o capítulo 14, já no verso 1 vemos que trata de outros assuntos, ainda que o assunto do alimento seja o principal.
        “Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas“.(outras versões diz opiniões).
        Assim como os versos: 7 ao 13 e do 17 ao 19 podemos entender que trata de assuntos relacionados a toda vida do cristão e não somente sobre comida.

        Sim, mas quanto ao ponto de distinguir “dia”, o foco de Paulo era o ato de comer. Na explicação ele fala da vida cristã para reforçar o ponto de que tanto faz comer ou não em determinado dia, ou seja, o dia de jejum.
        Leia Rm 14 junto com 1 Co 8 pois tratam do mesmo tema. Isso trará mais luz ao entendimento de ambas as cartas.

        “Veja, creio perfeitamente que vocês estão salvos e irão pro céu. O caminho é estreito, apenas vocês estreitaram mais… (questão de fé pessoal creio).
        Mas pergunto: Para vocês, os cristãos que não guardam o sábado estão salvos e irão pro céu?”

        Não tenho como determinar isso.
        O que sei é que Deus é Amor, infinito em misericórdia e que perdoa os tempos de ignorância. At 17:31
        Por ignorância muita gente vai para o Céu sem ter guardado dia nenhum, até mesmo sem nem ter lido a Bíblia.
        Nós, no entanto, que estudamos Sua Palavra e temos um conhecimento maior, também temos exigência maior da parte de Deus.
        42 Disse o Senhor: Quem é, pois, o mordomo fiel e prudente, a quem o senhor confiará os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo?
        43 Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim.
        44 Verdadeiramente, vos digo que lhe confiará todos os seus bens.
        45 Mas, se aquele servo disser consigo mesmo: Meu senhor tarda em vir, e passar a espancar os criados e as criadas, a comer, a beber e a embriagar-se,
        46 virá o senhor daquele servo, em dia em que não o espera e em hora que não sabe, e castigá-lo-á, lançando-lhe a sorte com os infiéis.
        47 Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites.
        48 Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.
        Lc 12:42-48

        Portanto, se de alguma forma entendeste que teu caminho pode não estar correto, vê que, em tempo, mude de direção.
        E digo isso com sinceridade de quem quer vê-lo no Céu.

        Na paz de Cristo.

        Amém, fique com Deus, amigo.

        Like

      • Cícero says:

        Irmão vc disse tudo:
        “nós devemos confiar unicamente nos méritos de Cristo, pela fé somos salvos, não por nossas obras Ef 2:8,9.”

        Quero ser salvo como Paulo, quando o Senhor disse: “a minha graça te basta”. Para Paulo um judeu, a graça bastava, então pra mim um gentio, muito mais ainda!

        “Mas cremos que seremos (nós judeus) salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também (gentios).” At 15;11.

        Aos gentios no Concílio de Jerusalém além da salvação por fé, por graça ficou recomendado somente:
        ” Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus. Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue. Porque Moisés, desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas.” At 15:19-21.
        Tu divides a Lei Mosaica da Lei de Deus? mas de quem Moisés recebeu a inspiração e instruções pra escrever o Pentateuco? diz-se “Lei Mosaica” porque simplesmente foi escrita por Moisés resultando na Lei de Deus para os judeus.
        A tábua que Deus escreveu foi destruída, e foi escrita novamente por um homem falho e pecador – Moisés.

        Note que Paulo (assim como Jesus) não recomendaram a guarda do sábado ou outros aspectos da lei (como dízimos, circuncisão etc), mas simplesmente iam aos sábados nas sinagogas porque era o dia dos judeus legalistas ensinarem em suas reuniões sobre o AT; tendo oportunidade então de pregarem aos judeus sobre a Nova Aliança da fé, da graça.
        Lembremos que Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os profetas; não vim para revogar, vim para cumprir” (Mt 5.17). O Filho de Deus está afirmando que veio a este mundo para cumprir a Lei (somente Ele fez isso) com todas as suas 613 disposições, ordenanças e proibições. Ele realmente cumpriu todas elas, pelo que está escrito: “…o fim da lei é Cristo” (Rm 10.4, Cl 2.14). Ele conduziu a Lei ao seu final; ela está cumprida. Por que Ele o fez? Encontramos a resposta quando lemos o versículo inteiro: “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo <aquele que crê” (Rm 10.4). Jesus cumpriu a Lei para todos, mas Sua obra é eficaz apenas para todo aquele que crê.

        Paulo, inclusive traz uma palavra duríssima aos que querem ser salvos seguindo a Lei ou misturando com a fé/graça, chamando-os de malditos…!
        Gálatas 3:10
        “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.”
        Gálatas 3:13
        “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;”!
        Gálatas 5:4
        Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído“.

        É claro que eu não o considero maldito, pois sei que vc é salvo pela fé (ainda que inclua a guarda do sábado, isso é sua fé particular que nos encaixamos em Rm 14;1).

        Na paz de Cristo.

        Like

  6. Saga says:

    É muita coisa escrita aí, daria muito trabalho ler e responder tanta coisa. Faz assim, entrem aqui: https://plus.google.com/u/0/communities/105741059231807148914

    Que aí evita de floodar o blog do Matts

    Like

  7. Anderson says:

    Irmão Cícero,

    Vou lhe responder mais uma vez mas de forma diferente. Ao invés das respostas, vou lhe perguntar e você então busque nas Escrituras e creia nela, porque é examinando as Escrituras que tu encontrarás a vida eterna e o testemunho de Jesus. João 5:39

    Quero ser salvo como Paulo, quando o Senhor disse: “a minha graça te basta”. Para Paulo um judeu, a graça bastava, então pra mim um gentio, muito mais ainda!”
    “Mas cremos que seremos (nós judeus) salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também (gentios).
    ” At 15;11.

    Mas a graça de Cristo Jesus torna o comportamento cristão aleatório, sem padrão, de conformidade com a cultura ou modos de sua própria sociedade? Jd 4
    Paulo considerava a Lei de Deus algo ruim? Deus tiraria algo bom de nossas vidas? Rm 7:11-14
    Será que o cristão pode ser chamado cristão se não for discípulo de Cristo, ou seguidor de Seus ensinamentos? João 15:10
    É Jesus Deus ou não? João 10:30, 1 Re 8:61
    Deus (Jesus) erra? Sl 18:30, Jó 37:16

    Aos gentios no Concílio de Jerusalém além da salvação por fé, por graça ficou recomendado somente:
    ” Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus. Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue. Porque Moisés, desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas.” At 15:19-21.
    Tu divides a Lei Mosaica da Lei de Deus? mas de quem Moisés recebeu a inspiração e instruções pra escrever o Pentateuco? diz-se “Lei Mosaica” porque simplesmente foi escrita por Moisés resultando na Lei de Deus para os judeus.
    A tábua que Deus escreveu foi destruída, e foi escrita novamente por um homem falho e pecador – Moisés.

    Em At 15:19-21 é dito que Moisés seria lido nas sinagogas, será que lá só tem para os gentios a orientação de se abster de contaminações dos ídolos, da prostituição e do que é sufocado e do sangue? Ex 20:1-17
    Alguém que conhece a Deus e aceita o Salvador Jesus de imediato já conhece toda a Palavra de Deus ou isso é um crescimento contínuo? Pv 4:18, Ef 4:12,13
    O que era de se esperar que os gentios, recém-convertidos, fizessem ao conhecer toda o “Moisés” lido nas sinagogas? Ex 12:19, At 17:11
    Você não se considera um ex-gentio e agora um membro do povo de Deus, chamado na Bíblia e povo de Israel? Rm 9:6-8;25-27

    Obs.: Moíses era pecador sim porém as tábuas dos mandamentos foram novamente escritas em pedra pelo dedo de Deus. E mesmo sendo pecador, Moisés era amigo de Deus, um profeta de Deus, e falava ao povo o que Deus lhe ordenava, nada diferente, senão não seria profeta dEle. Is 8:19,20
    16 Pelo que os filhos de Israel guardarão o sábado, celebrando-o por aliança perpétua nas suas gerações.
    17 Entre mim e os filhos de Israel é sinal para sempre; porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, e, ao sétimo dia, descansou, e tomou alento.
    18 E, tendo acabado de falar com ele no monte Sinai, deu a Moisés as duas tábuas do Testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.
    ” Ex 31:18
    19 Logo que se aproximou do arraial, viu ele o bezerro e as danças; então, acendendo-se-lhe a ira, arrojou das mãos as tábuas e quebrou-as ao pé do monte;” Ex 32:19
    1 Então, disse o SENHOR a Moisés: Lavra duas tábuas de pedra, como as primeiras; e eu escreverei nelas as mesmas palavras que estavam nas primeiras tábuas, que quebraste.” Ex 34:1

    Note que Paulo (assim como Jesus) não recomendaram a guarda do sábado ou outros aspectos da lei (como dízimos, circuncisão etc), mas simplesmente iam aos sábados nas sinagogas porque era o dia dos judeus legalistas ensinarem em suas reuniões sobre o AT; tendo oportunidade então de pregarem aos judeus sobre a Nova Aliança da fé, da graça.

    Ok, e por que em momento nenhum Jesus, os apóstolos ou os profetas falaram algo ou fizeram algo para alertar que o sábado, ou a lei já não mais valiam? (Falo da Lei Moral, e não cerimonial [lei de Moisés])
    Jesus, sim, orientou, por exemplo, a devolvermos os dízimos. Mt 23:23
    A Bíblia relata que o costume era de Jesus. Lc 4:16 Tu é quem dizes ser por causa dos judeus. Quem está com a razão?

    Lembremos que Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os profetas; não vim para revogar, vim para cumprir” (Mt 5.17). O Filho de Deus está afirmando que veio a este mundo para cumprir a Lei (somente Ele fez isso) com todas as suas 613 disposições, ordenanças e proibições. Ele realmente cumpriu todas elas, pelo que está escrito: “…o fim da lei é Cristo” (Rm 10.4, Cl 2.14). Ele conduziu a Lei ao seu final; ela está cumprida. Por que Ele o fez? Encontramos a resposta quando lemos o versículo inteiro: “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo <aquele que crê” (Rm 10.4). Jesus cumpriu a Lei para todos, mas Sua obra é eficaz apenas para todo aquele que crê."

    Se ele cumpriu todas as 613 disposições, por que Ele foi crucificado? Mc 15:3
    Fim = Final ou Fim = Finalidade é o que diz em Cl 2:14?
    Se é o fim de final, por que Paulo recomenda “honrar pai e mãe” ainda, dizendo ser isso um mandamento? Ef 6:1,2
    Se uma lei foi cumprida até o final e há separação entre esta lei e a Lei Moral (Eterna), qual foi a lei que Jesus cumpriu até o final? Hb 9; João 1:29, Mt 27:50,51

    Paulo, inclusive traz uma palavra duríssima aos que querem ser salvos seguindo a Lei ou misturando com a fé/graça, chamando-os de malditos…!
    Gálatas 3:10
    “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.”
    Gálatas 3:13
    “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;”!
    Gálatas 5:4
    “Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído“.

    Paulo era judeu, ele sabia o que pensavam os líderes religiosos do povo: salvação pelas obras de obediência da Lei. Porém, Paulo mesmo guardava a Lei, e admoestava a todos a guardarem a Lei. Qual é pra você a diferença entre o legalismo farisaico e salvação pela Graça? Alguém que é salvo pela graça vive como um ímpio?
    Rm 9:30,31; Ef 2:8,9; Rm 1:5; Rm 15:18; Rm 16:26; Gl 2:2; Ef 2:2,3; Ef 5:5,6; Cl 3:5-9; 1 Pe 1:1,2

    É claro que eu não o considero maldito, pois sei que vc é salvo pela fé (ainda que inclua a guarda do sábado, isso é sua fé particular que nos encaixamos em Rm 14;1).”

    Sem problemas, Cícero. Se está na Palavra de Deus e é advertência contra mim, tomarei isso com humildade de coração sabendo que Deus é Pai que educa e que me ama. Hb 12:5,6
    Mas o convido a fazer o mesmo, pois no diálogo podemos crescer em conhecimento e saber o que é a Verdade que irá nos libertar. João 8:32

    Contacte-me através do e-mail “andersonfc77 at gmail dot com” para continuarmos conversando, se for da tua vontade.

    Na paz de Cristo.

    Amém, que a graça e a paz de Jesus sejam contigo e com tua família.

    Like

    • Cícero says:

      Mas a graça de Cristo Jesus torna o comportamento cristão aleatório, sem padrão, de conformidade com a cultura ou modos de sua própria sociedade?

      Bem, eu não disse que o cristão deve andar e se conformar com este mundo perdido.
      Somos salvos pela nova lei, pacto – que se refere a fé, a graça que Paulo enfatiza. Mas naturalmente isso não é licença para pecar. Inclusive o decálogo é repetido no NT de forma direta ou com alguma variação,… mas justamente exceto um que não se repete, que seria a guarda do sábado.

      Em At 15:19-21 é dito que Moisés seria lido nas sinagogas, será que lá só tem para os gentios a orientação de se abster de contaminações dos ídolos, da prostituição e do que é sufocado e do sangue?

      Os judeus naturalmente não adotavam o Cristianismo e seguiam a Lei e o AT guardando o sábado e tendo seus cultos nesse dia, mas nem para os cristãos neófitos nem para os antigos é ordenado obedecer o 4º mandamento especificadamente.

      Obs.: Moíses era pecador sim porém as tábuas dos mandamentos foram novamente escritas em pedra pelo dedo de Deus.

      Não. Deus escreveu novamente por intermédio do dedo de Moisés.
      “Disse mais o Senhor a Moisés: Escreve estas palavras; porque conforme ao teor destas palavras tenho feito aliança contigo e com Israel. E esteve ali com o Senhor quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras da aliança, os dez mandamentos.” Ex 34:27,28.

      Ok, e por que em momento nenhum Jesus, os apóstolos ou os profetas falaram algo ou fizeram algo para alertar que o sábado, ou a lei já não mais valiam? (Falo da Lei Moral, e não cerimonial [lei de Moisés])

      Jesus aos olhos dos judeus, quebrou o sábado curando enfermos e comendo junto com os apóstolos algo que supostamente não deviam. Pois o sábado é submisso ao homem, e não o contrário. Jesus vê o homem e não o sábado.

      Jesus, sim, orientou, por exemplo, a devolvermos os dízimos. Mt 23:23
      A Bíblia relata que o costume era de Jesus. Lc 4:16 Tu é quem dizes ser por causa dos judeus. Quem está com a razão?

      O costume dos judeus (Jesus também era um) era aprender nos sábados o judaismo, por isso Jesus ia aos sábados pregar que era o Messias prometido no AT com muitos sinais sendo sábado ou não.

      Quanto ao dízimo, (não sou contra quem dá) mas deveria ser algo espontâneo e liberal cfe. diz 2Co 9:7 e não uma OBRIGAÇÃO mensal compulsória forçada.
      Muitos ainda entendem que o dízimo estaria vinculado à salvação, quando na verdade, esta é efetuada unicamente pela fé, pela graça – Ef 2:8.
      E não vemos nenhum mandamento direto da entrega do dízimo no NT. Não vemos Jesus, Pedro, Tiago, João, Paulo entregarem dízimos ou ordenando tal prática.
      A passagem de Mt 23:23 como suposta base no NT, está ligada diretamente aos fariseus e escribas cumpridores da lei da qual Jesus ainda estava em vida terrena, sendo o dízimo um elemento da lei que dura até a morte/ressurreição do Messias, adentrando a Aliança da Graça.

      Se ele cumpriu todas as 613 disposições, por que Ele foi crucificado? Mc 15:3 Fim = Final ou Fim = Finalidade é o que diz em Cl 2:14? Se é o fim de final, por que Paulo recomenda “honrar pai e mãe” ainda, dizendo ser isso um mandamento? Ef 6:1,2

      Sem derramamento de sangue não há remissão de pecados. Jesus foi o cordeiro morto desde a fundação do mundo cfe. determina a Lei finalizando a Lei com sua morte expiatória.
      Os 10 mandamentos se repetem de uma forma ou outra, exceto justamente o 4º.

      Paulo era judeu, ele sabia o que pensavam os líderes religiosos do povo: salvação pelas obras de obediência da Lei. Porém, Paulo mesmo guardava a Lei, e admoestava a todos a guardarem a Lei.

      ??Onde Paulo guardava a Lei – no caso o sábado – e ordenava tal prática??

      Mas o convido a fazer o mesmo, pois no diálogo podemos crescer em conhecimento e saber o que é a Verdade que irá nos libertar. João 8:32

      Eu creio que fui liberto da escravidão pelo poder da Verdade de Cristo, mas sem elementos do judaísmo.

      Saudações cristãs!

      Like

      • Anderson says:

        Amigo Cícero,

        Já lhe ofereci meu e-mail para continuarmos conversando sobre isso lá. Não acho que é “flood” o nosso debate mas tem gente que está incomodada.
        Logo, em respeito a esses peço novamente que me contacte pelo endereço “andersonfc77 at gmail dot com” a fim de que possamos continuar.

        Abraços,
        Anderson.

        Like

      • Cícero says:

        Olá Anderson,
        Este email não está passando.

        Like

  8. Anderson says:

    Oi Cícero,

    Não sei se fui claro, é que eu não coloquei o e-mail da forma certa pois um “robô” pode passar aqui e pegá-lo para me mandar spam, então codifiquei de forma que o “at” é uma @ e o “dot” é um ponto. Tire os espaços e acredito que funcione.

    Abraços!
    Anderson.

    Aproveitando, não é restrito apenas ao Cícero esta conversa. Convido a todos os que quiserem conversar sobre este ou outro tema Bíblico a me mandar um e-mail. É uma alegria para mim falar de Jesus pra você!
    Agradeço ao Mats pelo espaço que aqui me foi concedido.
    Acredito que a discussão sobre o sábado do sétimo dia tem tudo a ver com o tempo do fim. É o “ponto final” entre o criacionismo bíblico e o evolucionismo darwinista e por isso insisti em falar sobre isso aqui, afinal pode ser aquilo que no final vai fazer a diferença para a nossa salvação.

    Um abraço a todos!

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s