Evolucionistas tentam harmonizar a teoria da evolução com as evidências

Por Brian Thomas

O conhecimento científico tem tido avanços tremendos durante as últimas décadas, especialmente em áreas relativamente novas tais como a biologia molecular, a genómica, e o desenvolvimento embrionário. No entanto, alguns biólogos dizem que a maior parte do que temos aprendido não está explicado de forma adequada pela teoria da evolução convencional. Devido a isto, eles estão em busca de formas alternativas através das quais a evolução pode estar a operar.

HaldaneEm 1942, J. B. S. Haldane avançou com o conceito da “síntese moderna” como mecanismo para a evolução. (1) Frequentemente apresentada nos museus e nos livros escolares como um facto e não como uma teoria, a síntese moderna postula que a evolução procedeu através da selecção de mutantes de dentro duma população. Os descendentes destes mutantes encheram, posteriormente, a população com os seus novos e úteis traços. Pensava-se que, com tempo suficiente, qualquer criatura eventualmente poderia passar a ser um outra criatura qualquer.

Mas a acumulação e a selecção de mutantes não explica certas coisas que os biólogos têm observado. Por exemplo, Alexander Badaev, biólogo da Universidade do Arizona, rastreou mais de 12,000 tentilhões perto de Missoula, Montana, durante mais de uma década, e reparou em mudanças rápidas na forma dos seus bicos.

Um artigo recente no The Scientist salientou que “a única forma através da qual os tentilhões podem sobreviver é se a forma dos seus bicos tivessem mudado rapidamente – demasiado rapidamente para serem o resultado de nada mais que mutações aleatórias.” (2) Os resultados formais de Badaev serão publicados na próxima edição da Philosophical Transactions da Royal Society.

Estes descobertas observadas junto dos tentilhões encontram um paralelo na forma dos bicos vista durante os dias de Darwin nas Ilhas Galápagos. (3)  De facto, em relação às alterações biológicas, muitas evidências têm entretanto acumulando mostrando que elas ocorrem demasiado rapidamente para serem explicadas através duma lenta e gradual acumulação de mutações, tal como requerido pela síntese moderna.(4)

Esta equipa de pesquisadores apurou que a síntese moderna não só falha ao não disponibilizar uma explicação satisfatória para a mudança rápida das características dos animais e das plantas, como falha também ao não explicar os “principais marcos evolutivos” tais como a fotossíntese, o vôo, e a multicelularidade. (2) As alterações súbitas e rápidas que ocorrem durante o desenvolvimento embrionário também resiste a uma explicação fundamentada nas mutações.

Para além disso, a síntese moderna não está de acordo com as observações de que alguns traços não são herdados através dos genes, e desde logo não estão sujeitos a mudanças mutacionais. (5) Em vez disso, estes traços – 100 dos quais foram documentados por Eva Joblanka na Universidade de Tel Aviv – são transmitidos duma geração para a outra através de padrões epigenéticos. (6)

Massimo_PigliucciEm 2008, 16 biólogos foram convidados por Massimo Pigliucci, biólogo e filósofo da Universidade da Universidade da Universidade de New York, para se encontrarem na Áustria como forma de discutirem mecanismos biológicos alternativos que podem ser adicionados à síntese moderna. Eles planeiam publicar as suas ideia num livro técnico com o nome de “Evolution: The Extended Synthesis”.

Embora os biólogos envolvidos tenham sido cuidadosos em reafirmar a sua fé na síntese moderna, insistindo que eles só queriam acrescentar e melhorá-la, os seus esforços inflamaram os seus colegas. Douglas Futuyma (State University de New York) afirmou no The Scientist que a síntese evolutiva já se havia sido estendida a ela mesma. Semelhantemente, Richard Dawkins declarou: “Acho que nós já expandimos a Síntese Moderna.” (2)

Mas as extensões e as expansões à síntese moderna iriam, por definição, fazer com que esses modelos já não fossem os mesmos da síntese moderna. No entanto, nenhum nome novo para o modelo foi avançado para tomar o lugar do antigo nome. De qualquer das formas, extensões e expansões duma modelo fundamentalmente baseado nas mutações não iria explicar o que estes poucos biólogos têm observado.

As mudanças rápidas, a informação não-hereditária, e os conjuntos informacionais que aparecem subitamente, totalmente formados, têm todos a aparência de serem sistemas muito bem regulados que foram arquitectados deliberadamente. Logo, parece que os mecanismos mais importantes por trás das mudanças biológicas foram criados, e só operam dentro dos tipos individuais.

Nenhum destes mecanismos, nem a selecção de mutantes, é capaz de levar a cabo a tarefa hercúlea de criar a miríade de formas de vida observadas hoje em dia, mesmo que assumamos uma população pré-existente como ponto de partida e tempo infindável. Por outro lado, tal tarefa seria trivial para o Deus Omnipotente.

– http://bit.ly/1NYoULO

Referências:
1. Haldane, J. B. S. 1942. Evolution: The Modern Synthesis. London: Allen & Unwin.
2. Grant, B. 2010. Should Evolutionary Theory Evolve? Some biologists are calling for a rethink of the rules of evolution. The Scientist. 24 (1): 25-30.
3. Thomas, B. New Finch Species Shows Conservation, Not Macroevolution. ICR News. Posted on icr.org December 9, 2009, accessed January 25, 2010.
4. Reproducing Early and Often is the Key to Rapid Evolution in Plants. Yale University press release, October 2, 2008, reporting on research published in Smith, S. A. and M. J. Donoghue. 2008. Rates of Molecular Evolution Are Linked to Life History in Flowering Plants. Science. 322 (5898): 86-89.
5. Thomas, B. The Human Methylome: What Do These Patterns Mean? ICR News. Posted on icr.org October 22, 2009, accessed January 25, 2010.
6. Jablonka, E. and G. Raz. 2009. Transgenerational Epigenetic Inheritance: Prevalence, Mechanisms, and Implications for the Study of Heredity and Evolution.Quarterly Review of Biology. 84 (2): 131-176.

About Miguel

"Contempla agora o Beemoth, que Eu fiz contigo, que come a erva como o boi." (Job 40:15)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

18 Responses to Evolucionistas tentam harmonizar a teoria da evolução com as evidências

  1. Também acho que a atual definição de espécie é muito equivocada. Ao que pude perceber por aí, não há unanimidade em relação à definição de “espécie”. Na maioria dos casos é uma definição muito “fechada” por assim dizer, visto que só a cor, tamanho, algumas diferenças morfológicas insignificantes (por exemplo, uma cauda menor) ou localização geográfica já significam uma espécie diferente. Simplesmente isso está errado.

    Like

  2. MissMinie says:

    Este título ainda é mais desonesto do que o original – “tentam harmonizar” não é o mesmo que estender a teoria (e nem essa perspectiva é unânime – de que o que querem que faça parte da extensão da teoria seja assim tão relevante)

    Like

    • jephsimple says:

      MissMinie,

      “tentam harmonizar” não é o mesmo que estender a teoria (…)…

      Oh claro que não, qual o problema né?
      Eles vão estendendo a TE até ele deixar de ser um evento ao acaso, despropositado e aleatório, daqui um pouco se juntam a 3ª Via😉 …

      Veja essa admissão:

      O genoma tem sido tradicionalmente tratado como algo semelhante a Read-Only Memory (ROM) causando mudanças copiando erros e acidentes. Nesta revisão, proponho que nós precisamos mudar essa perspectiva e compreender o genoma como um intrincado formatado Read-Write (RW) sistema de armazenamento de dados, constantemente sujeito a modificações celulares e a inscrições. As células operam sob condições variáveis e estão continuamente modificando-se por inscrições no genoma. Essas inscrições ocorrem em mais de três escalas temporais distintas: reprodução celular, desenvolvimento multicelular e mudança evolutiva; e envolvem uma variedade de diferentes processos em cada escala de tempo (formando complexas nucleoproteínas, formatação de epigenética e mudanças na estrutura de sequência de DNA). PESQUISA DATADA A PARTIR DA DÉCADA DE 1930 MOSTROU QUE A MUDANÇA GENÉTICA É O RESULTADO DE PROCESSOS MEDIADOS POR CÉLULAS, E NÃO SIMPLESMENTE ACIDENTES OU DANOS AO DNA. Este ponto de vista: células-ativas mudando o genoma, se aplica a todas as escalas de variação da sequência de DNA, a partir de mutações pontuais para rearranjos genômicos em larga escala e em todas duplicações de genoma (WGDs). Esta mudança conceitual para inscrições de células ativas que controlam as funções do genoma RW [Read-Write] tem profundas implicações para todas as áreas das ciências da vida.

      Assim, daqui um pouco a TE vai importar o design inteligente mas dizer que apesar dos sistemas biológicos de fato serem inteligentes de uma forma ou de outra, essa inteligência é espontânea, natural e não existe nenhum designer

      a necessidade de negar o designer guia muitos evos, não a ciência, a lógica, a razão!

      Like

      • MissMinie says:

        «Assim, daqui um pouco a TE vai importar o design inteligente mas dizer que apesar dos sistemas biológicos de fato serem inteligentes de uma forma ou de outra, essa inteligência é espontânea, natural e não existe nenhum designer…» – Só especulação sem fundamento.

        Like

      • MissMinie

        * “tentam harmonizar” não é o mesmo que estender a teoria
        – Ela é modificada quase que constantemente para se encaixar nos fatos, ao invés de fornecer uma explicação razoável e que dure por um bom tempo. Está mais do que na hora de criar um modelo bom o suficiente para não precisar mudar o tempo todo, porque o atual é terrível e por isso mesmo nunca pode permanecer por muito tempo.
        Pior ainda, depois de ver o erro, os darwinistas continuam afirmando certas coisas como sendo fato inegável, ao invés de dizer, por exemplo,”é provável” ou “possivelmente.”
        * e nem essa perspectiva é unânime – de que o que querem que faça parte da extensão da teoria seja assim tão relevante
        – Será que não é relevante? Algo me diz que o gradualismo está morto, mas sei lá, deve ser um delírio, afinal ele é um fato inquestionável. E obviamente que não é unânime, porque se tivessem a capacidade de fazer uma boa análise da teoria no seu estado atual a primeira coisa a ser feita seria correr para o laboratório bolar outras teorias.
        * Só especulação sem fundamento.
        – Digo o mesmo que antes: será mesmo?

        Like

    • jephsimple says:

      «Assim, daqui um pouco a TE vai importar o design inteligente mas dizer que apesar dos sistemas biológicos de fato serem inteligentes de uma forma ou de outra, essa inteligência é espontânea, natural e não existe nenhum designer…» – Só especulação sem fundamento.

      Claro.

      Somos um punhadinho de químicos estúpidos, vítimas de erros e danos genéticos; e informação é ilusão, e a TE é tão fato quanto gravidade😀 , ela vai se adaptando a todos os dados contrários, mas vai se mantendo, afinal, é evidente que ela aconteceu…

      Like

      • Jeph

        Se formos apenas um punhado de químicos que surgiram pelo acaso cego, não há razões para confiarmos em nossos próprios pensamentos, e assim não poderíamos afirmar nem que a evolução nem que a gravidade são fatos comprovados. No fim, essa linha de pensamento (de que somos apenas montes de químicos) se destrói a si mesma.

        Like

      • MissMinie says:

        É evidente que a evolução aconteceu. Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser. E depois? É assim que funciona a ciência!

        Like

      • Dalton says:

        “É evidente que a evolução aconteceu. Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser. E depois? É assim que funciona a ciência!”

        É claro que é evidente!
        Todo mundo viu o experimento em que as bactérias E.Coli, depois de 30 anos em observação, se tornaram sardinhas. Colocaram elas até na salada, o gosto era igual ao das sardinhas atuais.
        E o outro experimento, com as moscas da fruta, que durou 100 anos? Os resultados foram tão progressivos que fizeram um filme utilizando-os (se chama A Mosca, literalmente ciência aplicada).
        Como podem negar?
        É evidente que a evolução aconteceu.

        Liked by 1 person

      • MissMinie says:

        Fósseis, análise molecular??

        Like

      • Dalton

        Não. Eles não criaram sardinhas, eles criaram o Tôruk Makto em laboratório. James Cameron deve estar louco!

        Like

    • jephsimple says:

      MissMinie,

      É evidente que a evolução aconteceu. Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser.

      Pois é, são exatamente os mecanismos que evidenciam que a evolução não é evidente, alem dos conceitos da palavra evolução, que por vezes usado de forma desonesta se caracterizam por sofisma, por vezes é ignorância mesmo.

      Quanto aos que preferem o sofisma eles costumam também eliminar as evidências contrárias ao produto evolução. Eles se apercebem de certos artigos; no princípio aceito, que contrariam esse produto (se tivesse tantas evidências como tem de marketing, seria mais fato que o sol), então eles simplesmente descartam a evidência. Como por exemplo esse artigo sobre fósseis.

      Já faz um tempo que cheguei a conclusão que a TE não é sobre ciência, evidências, razão.
      Parafraseando Dr. Hunter, é a religião dirigindo a ciência, e isso é o que importa.

      Like

      • Lucas says:

        É evidente que a evolução aconteceu. Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser.

        A “evolução aconteceu” porque eles definem como “evolução” tudo o que acontece.

        Mats.

        Like

      • Mats

        Se o naturalismo for verdade (não há razão para inferir-se que seja) a evolução é inevitável. Grandiosa és tu, Mãe Natureza! Tu enviaste Teu Filho, Darwin, para salvar-nos desses criacionistas ignorantes!
        Também que é no mínimo ilógico dizer que a evolução aconteceu mas não se sabe como, porque se queremos provar ela devemos ter pelo menos UMA teoria sobre ela.
        Igualmente ADORO quando evolucionistas se desviam do fato de a TE estar mudando constantemente dizendo que “na ciência nada é absoluto,”mas enquanto a teoria deles já se modifica de forma constante há 150 anos, a Primeira Lei de Mendel, por exemplo, não passou por isso, e olha que ela é igualmente antiga.

        Like

  3. dvilllar says:

    MissMinie

    É evidente que a evolução aconteceu.

    É evidente que os evolucionistas acreditam que a evolução aconteceu

    “Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser”

    Quanto aos processos pelos quais supunha-se que ela havia ocorrido, muitos já foram descartados e mais poderão ainda ser.

    “E depois?”

    Recentemente foi acrescentado um novo participante “pré-humano” num galho da sacra árvore de Darwin.

    E depois?

    Não sei.

    “É assim que funciona a ciência!”

    É assim que funcionou e sempre funcionará o evolucionismo.

    Like

    • dvillar

      * Recentemente foi acrescentado um novo participante “pré-humano” num galho da sacra árvore de Darwin.

      E depois?

      Não sei.
      – Está se referindo ao Homo naledi? Nem está 100% clara a identidade da criatura e já foi colocada na árvore evolutiva humana. Irônico, não?

      Like

      • dvilllar says:

        Raul Sjlender Monson

        “Está se referindo ao Homo naledi?”

        É esse mesmo.

        “Nem está 100% clara a identidade da criatura e já foi colocada na árvore evolutiva humana.”

        Os evolucionistas vão encaixá-lo onde for conveniente para o credo.

        E, como nunca deixou de acontecer, os artistas goebbelianos do evolucionismo já tinham a imagem desse novo homem macaco prontinha.

        Like

  4. jephsimple says:

    É evidente que a evolução aconteceu. Quanto aos processos pelos quais ela ocorreu, muitos já foram descobertos e mais poderão ainda ser.

    A “evolução aconteceu” porque eles definem como “evolução” tudo o que acontece.

    Mats.

     

    Se calhar eles aceitam entropia genética e chamam de evolução.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s