O poder oculto da oração

Por Adam Hunter

Mulher_Orando“Vou orar por ti”. Quantas vezes é que dissemos isto a uma pessoa a lidar com a perda ou com uma tragédia? Isto é dito com sinceridade e muitas pessoas podem testemunhar do poder da oração para a cura, para conforto, e até para reverter situações desesperadas. No entanto, para alguém com fé trémula, ou alguém sem fé, as palavras da oração podem parecer um gesto vazio.

No entanto, um artigo recente da “New York Magazine” alega outra coisa.

No texto com o título de “Even Atheists Could Benefit From Praying Every Once in a While,” a escritor Melissa Dahl discute o debate actual levantado pelos tweets de “oração” em resposta a tragédias recentes. Será que se pode provar que a oração tem efeitos tangíveis? A resposta conclusiva a esta pergunta depende do que se está a falar – aqueles que oram, ou aquilo em favor do qual se ora.

Foram feitos estudos que visavam determinar se a oração pode ter algum efeito mensurável na pessoa por que se está a orar, mas estes estudos foram, na melhor das hipóteses, inconclusivos. Dahl escreve:

Até os mais devotos muito provavelmente iriam concordar que as tentativas de se tentar aferir a eficácia a oração são, na melhor das hipóteses, complicadas, e na pior das hipóteses, uma perda de tempo.

Afinal de contas, nem todas as orações são respondidas da forma esperada. Mas, segundo Clay Routledge, professor de psicologia, e falando para a “Psychology Today”, para aqueles que oram, a ciência é sólida: eles exibem um auto-controle mais elevado, menos raiva e menos stress, e são mais susceptíveis de perdoar e de confiar.

Parte disto gira em torno duma parte intrínseca da oração – reverência e humildade. Segundo estudos feitos na Universidade de Califórnia-Berkley, estar em comunhão com Alguém ou algo maior e mais poderoso do que nós – a natureza, Deus, ou as estrelas – tem estado associado a uma felicidade maior e a um bem-estar geral. Dahl cita também um estudo presente na  “Emotions” que faz uma ligação entre os sentimentos de reverência e a redução de factores de risco associados a doenças coronárias e ao cancro.

Isto sugere um terceiro aspecto do poder da oração – para além do seu imensurável efeito que ela tem nos outros, e do comprovado efeito que ela tem em nós, ela prepara-nos para estar prontos para servir os outros em tempos de aflição. Afinal de contas, a oração mantém um estado de espírito positivo e dá-nos força, que nós podemos posteriormente usar quando as pessoas que amamos buscam o nosso apoio.

Se calhar a pergunta “Será que a oração funciona?” tenha que ser modificada para “De que forma é que a oração e ajuda e como é que me ajuda a ajudar as pessoas que eu amo?” Um tweet de oração não pode ser o fim dos nossos esforços.

Todos nós sabemos que a só a oração não resolve os problemas porque também temos que agir. Duma forma misteriosa, uma oração tem o efeito de nos encorajar a levar a cabo essas acções. Usem o poder que é obtido através da oração. Quer tu sejas um crente ou não, todos nós podemos separar um momento para sermos humildes e encontrarmos uma caminho através dos tempos difíceis que estão fora do nosso controlo.

http://bit.ly/1U1b2Sj

Crianças Orar

About Miguel

"Contempla agora o Beemoth, que Eu fiz contigo, que come a erva como o boi." (Job 40:15)
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

7 Responses to O poder oculto da oração

  1. bibá says:

    Bem, também aqueles que meditam – e isso ateus, agnósticos, budistas (e diga-se, até alguns teístas de base cristã) fazem.

    Like

  2. bibá says:

    Não é a “oração” (como normalmente percebida) em si, mas qualquer forma de mantra que ajude à concentração e meditação (há certos tipos de terapia psicológica que fazem uso de várias modalidades: pode ser uma oração cristã por ter mais significado para a pessoa ou porque foi a religião com cresceu ou porque ainda a pratica, pode ser uma espécie de mantra para meditação para um ateu, agnóstico ou budista, pois isso é de origem budista e hindu e para o ateu e o agnóstico será mais apropriado porque não estará a rezar a uma divindade.

    Like

  3. bibá says:

    Só queria esclarecer isto, pois a maneira como está escrito pode dar a entender que se tem que “orar” mesmo no sentido mais comum da palavra.

    Like

  4. Tózinho says:

    Gostei de ler. Obrigado.

    Like

  5. anderson santana says:

    Glória a Deus por este BLOG!!!!!!!!
    —> permaneçam assim.

    Like

  6. Anderson says:

    É lamentável que alguém lute para tentar de toda forma, descredibilizar a ciência. Se você tem mais de 35, só está vivo por causa dela. Pelas vacinas que tomou, pelos exames, medicamentos e cirurgias aos quais já precisou. A ciência não está errada! Está em constante aprendizado e aprimoramento.
    Por mais que você não queira, é beneficiário da ciência. Seu aquecedor pra não passar frio, condicionadores de ar pra não passar calor, os métodos de parto que permitiram que seus filhos não morressem. Até esse blog, site, rede, net… É pura ciência meu amigo. Agora se vc acredita somente em histórias de homens que saem voando aos céus. Tem liberdade pra isso.

    Like

    • Lucas says:

      É lamentável que alguém lute para tentar de toda forma, descredibilizar a ciência.

      A ciência ou a teoria da evolução?

      Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s