Golfinhos: comunicação especializada permite “diplomacia”

“E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus.”
Génesis 1:20

O que é que acontece quando dois golfinhos nadam rapidamente em direcção ao mesmo pedaço de comida? Sem qualquer tipo de capacidade para anular choques, os golfinho nariz-de-garrafa rapidamente se tornaria nos golfinhos nariz-espalmado (ou pior).

Felizmente, os golfinhos têm uma solução: comunicação especializada. Como é que o “modelo evolutivo” explica (mais) esta espantosa capacidade?

Pesquisadores do “Italian Institute for Research on Bottlenose Dolphins” na Sardenha (Itália) compilaram a mais compreensiva análise (até hoje) das “conversas” entre golfinhos. O estudo foi publicado no livro técnico “Dolphins: Anatomy, Behavior and Threats.

Embora se pensasse anteriormente que os assobios fossem o método de vocalização dominante entre os golfinhos, estas novas descobertas revelam que um conjunto de sons ainda mais importante são “burst-pulsed.” A complexidade destes sinais mais subtis demonstram claramente “a nossa falta de entendimento àcerca da comunicação entre estes mamíferos marinhos.

Quando vários golfinhos se aproximam da mesma fonte de alimento, uma comunicação complicada baseada nos sons “burst-pulsed” assegura que o golfinho dominante recebe a direcção certa e chega à comida sem colisões. Isto já foi chamado de “diplomacia” uma vez que permite que estes mamíferos marinhos evitem conflitos físicos.

Surpreendentemente, os pesquisadores descobriram também que estas formas de comunicação são personalizadas de um golfinho para outro golfinho específico – ao contrário da vocalização humana que pode ser escutada por qualquer pessoa que esteja por perto.

Conclusão:

O “modelo evolutivo” é totalmente desnecessário para explicar a origem deste sofisticado sistema de comunicação.

Em vez de ser o resultado de uma série de transições evolutivas através dos mitológicos “milhões de anos”, os golfinhos são conhecidos apenas como eles são hoje: totalmente equipados, munidos com um sofisticado sistema sonar (integrado nos seus lubrificados corpos hidrodinâmicos) e com capacidades instintivas que lhes permitem entender exactamente o que eles dizem uns aos outros e porquê o dizem.

Certamente que Um Criador Omnipotente merece receber o crédito por ter criado um sistema natural tão extraordinário. Ou será que os crentes nos modelos evolutivos têm explicação melhor (e de acordo com as evidências) que a criação?

“E Deus criou as grandes baleias e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram, conforme as suas espécies; e toda a ave de asas, conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom.” – Génesis 1:21


-Modificado a partir do original-

About these ads

Sobre Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
Esta entrada foi publicada em Biologia com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

6 respostas a Golfinhos: comunicação especializada permite “diplomacia”

  1. jonas diz:

    A questão fundamental é de como surgiu esta Informação, e que não a de Shanonn que não requer significado(mutações e acaso),mas uma Informação complexa e especificada e de forma prescritiva(informação que viencula instruções).
    Há uma tremenda má vontade da Ciência Biologica atual de reconhecer Inteligência e predição na Informação celular.A mordaça da Nomenclatura é real,chegando a perseguição e ostracismo áqueles que tentam discordar.

    Toda esta predição que esta evocada neste post é incompatível com o ensinamento Evolucionoista de Mutação e Seleção,tornando estes mecanismos pífios em relação a magnitude desta Informação Funcional e Prescritiva.
    A Cosmovisão Evolucionista cega a compreensão para que não se perceba que Informação nova só vem de uma mente consciente ou inteligência.A todo instante estamos lidando com esta forma de atuação,através da nossa experiência ordinária e repetitiva.
    Creio que a questão é de que no “mundo ateísta” DEUS Criação,Inteligência,antevidência,Informação são todos descartáveis em detrimento do São Acaso,São Tempo e São Mutações,santos de quinta categoria para as evidências deste post.

    Gosto

  2. jefferson diz:

    Eu vejo um artigo desse e fico de boca aberta…os golfinhos são seres fantásticos.
    É uma pena que os pescadores japoneses mancham o pacífico com o sangue dos golfinhos.

    Gosto

  3. Pedro diz:

    É uma pena mesmo, Jefferson.

    Gosto

  4. Douglas diz:

    Eu fico maravilhado com esta Obra de Engenharia Perfeita, Realmente somente um Criador Inteligente e Onipotente para criar algo tão magnífico.

    Gosto

  5. Douglas diz:

    jonas,
    Muito Bom Comentário jonas.

    Gosto

  6. Gustavo diz:

    Jonas,

    Só acreditamos na evolução porque é baseada em fatos sólidos.

    – Somos todos mutantes (100-200 mutações por pessoa, 4-5 funcionais). Como sabemos? Sequenciamento (É como “ler” todo o DNA).
    – Observamos mutações causando adaptações nos vírus. Tanto que o vírus da gripe se modifica constantemente e todo ano tem vacinações. Sempre tem vírus modificados por aí, como o da gripe suína H1N1.
    -Já observamos o surgimento de novas espécies a partir de híbridos poliplóides.
    -Fósseis intermediários
    -Bactérias se tornam resistentes a antibióticos
    – Filogenia (análise dos DNAs)
    -Homologias não funcionais (a nadadeira da baleia possui dedos de esqueleto, assim como as patas de vertebrados terrestres).
    -Observação de adaptações (Mariposas brancas x pretas; tentilhões)
    -Acidentes congelados (Nervo laríngeo, dedos do panda) incompatíveis com a natureza perfeita que Deus teria criado.
    _______________________________________________

    Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s