É a abiogénese irrelevante para a teoria da evolução?

Por Jeff Miller, Ph.D.

A Lei da Biogénese diz que na natureza, a vida só pode surgir proveniente de outra vida do mesmo tipo (Miller, 2012). Devido a isso, segundo as evidências científicas a abiogénese (isto é, a vida a surgir de material sem vida) é impossível. Como é que, então, uma teoria ateísta como a evolução darwiniana pode ser considerada aceitável?

Existe uma tendência crescente entre os evolucionistas de tentar evitar o problema da abiogénese alegando que a teoria da evolução não está de maneira nenhuma relacionada com a origem da vida, mas é sim uma teoria que começa com a vida já existente – e explica a origem das espécies a partir da forma de vida original. No entanto, esta posição esperançosa é um esforço para evitar a consequência lógica da Lei da Biogénese.

Historicamente, os evolucionistas reconheceram que a abiogénese é uma pressuposição fundamental inerente à teoria da evolução, e intuitivamente ela deve ter acontecido. Em 1960, o fisiologista evolutivo G.A. Kerkut listou a abiogénese como primeira suposição numa lista de suposições não-provadas sobre as quais assenta a teoria da evolução:

A primeira suposição é a de que coisas sem vida deram origem a material com vida, isto é, a geração espontânea ocorreu (Kerkut, 1960, p. 6).

A teoria da evolução é uma tentativa de explicar a origem das espécies através de meios naturais – sem Criação sobrenatural. Logicamente falando, a menos que se queira conceder a existência de Deus e subscrever ao evolucionismo teísta como forma de explicar a origem da vida (posição que já se mostrou ser insustentável, cf. Thompson, 2000), a abiogénese deve ter ocorrido no princípio como forma de dar início ao processo da evolução Darwiniana. A abiogénese é requerida pela evolução como um ponto de partida.

Para além disso, o geólogo evolucionista ateu, Robert Hazen, que recebeu o seu doutoramento em Harvard, admitiu que ele assume que a abiogénese ocorreu. Na sua palestra com o nome Origins of Life, ele diz:

Nesta palestra eu faço a suposição inicial de que a vida surgiu através de algum processo natural. Proponho que a vida surgiu como resultado duma sequência de eventos que são completamente consistentes com as leis naturais da Física e da Química. (2005).

Mais uma vez, a teoria da evolução é uma tentativa de explicar a vida através de processos naturais, e a abiogénese tem que ser associada à teoria.

Hazen continuou declarando que ao fazer esta suposição, ele está a agir “da mesma forma que a maioria dos cientistas age” (2005). Faz sentido que os evolucionistas ateus admitam a sua crença na abiogénese uma vez que sem esta, não há ponto de partida para a evolução ateísta. No entanto, muitos evolucionistas não querem publicamente admitir tal crença uma vez que não existe qualquer tipo de suporte científico para ela; é uma fé cega, um dogma religioso.

É verdade também que os ateus usam o termo “evolução” como uma palavra abrangente, que engloba todos os modelos naturalistas que se focam nas nossas origens – incluindo a origem do cosmos. Uma simples busca pelos termos “evolução cósmica” ilustra esta alegação.

Consideremos, por exemplo, o título do site do astrofísico da Universidade de Harvard Eric Chaisson: “Evolução Cósmica: Do Big bang até a Humanidade” (2012). Consideremos também os comentários do historiador principal da NASA, Steven Dick:

A evolução cósmica começa . . . com a formação das estrelas e a formação de sistemas planetários, e procede . . . para a vida primitiva e complexa, culmina com a inteligência, tecnologia e astrónomos . . . a contemplar o universo . . . Esta história da vida no universo, do nosso lugar nele, é conhecida como evolução cósmica (2005).

Se o ateísmo é verdadeiro (isto é, se Deus não existe), na mítica história de Steven Dick o Universo deve ter evoluído do nada para o tudo e a abiogénese deve ter ocorrido algures pelo meio. Portanto, a abiogénese é um fenómeno fundamental e implícito da teoria da evolução. Os criacionistas apenas usam os termos dos evolucionistas ateus da mesma maneira que eles o usam.

A verdade dos factos é que, não é possível dar início a um estudo das Ciências Naturais ou Biologia – disciplinas que são intimamente conectadas à teoria da evolução pela maioria da comunidade científica – sem primeiro estudar a origem de tal vida que alegadamente evoluiu duma organismo unicelular para as várias formas de vida presentes actualmente na Terra.

De forma quase unânime, os livros escolares das Ciências Naturais e de Biologia incluem uma discussão da biogénese, da abiogénese (ironicamente, discute-se o trabalho de Pasteur, Spallanzani, e Redi, que refutaram a teoria da abiogénese), e uma extensa discussão da teoria da evolução como se todas fizessem parte do mesmo corpo de doutrina.

Mas o estudo da vida – Biologia – tem que ter um ponto de partida. Portanto, os próprios evolucionistas estabelecem ligação entre o problema da abiogénese com a teoria da evolução. Se a comunidade evolucionista deseja separar o estudo da Biologia do estudo da teoria da evolução – uma posição que eu recomendo fortemente – então os evolucionistas podem colocar as suas cabeças na areia e ignorar o problema da abiogénese. Mas a distinção da teoria da evolução com a origem da vida não será feita enquanto os evolucionistas não separarem a teoria da evolução da Biologia.

A verdade dos factos é que a abiogénese permanece intimamente ligada à teoria da evolução como uns dos pilares fundamentais do ateísmo, e é aí que ela vai ficar. As duas encontram-se intimamente ligadas; ou elas subsistem juntas ou ambas vão abaixo. Chegou a hora do naturalista ser mais frontal e admitir que a sua crença religiosa na teoria da evolução baseia-se na aceitação cega dum fenómeno que contradiz as evidências cientificas: a vida a surgir como resultado das forças naturais (e não como efeito do Poder criativo de Deus).

“Muito tenho que dizer e julgar de vós, mas Aquele que Me enviou é Verdadeiro; e o que Dele tenho ouvido, isso falo ao mundo.”  João 8:26

REFERÊNCIAS

Chaisson, Eric (2012), “Cosmic Evolution: From Big Bang to Humankind,” Harvard College Observatory, https://www.cfa.harvard.edu/~ejchaisson/cosmic_evolution/docs/splash.html.

Dick, Steven J. (2005), “Why We Explore: Our Place in the Universe,” NASA, http://www.nasa.gov/exploration/whyweexplore/Why_We_13.html.

Hazen, Robert (2005), Origins of Life, audio-taped lecture (Chantilly, VA: The Teaching Company).

Kerkut, George A. (1960), The Implications of Evolution (London: Pergamon).

Miller, Jeff (2012), “The Law of Biogenesis,” Reason & Revelation, 32[1]:2-11, January, http://www.apologeticspress.org/apPubPage.aspx?pub=1&issue=1018&article=1722.

Thompson, Bert (2000), Creation Compromises (Montgomery, AL: Apologetics Press).

Copyright © 2012 Apologetics Press, Inc. All rights reserved.

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Biologia com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

25 respostas a É a abiogénese irrelevante para a teoria da evolução?

  1. realm diz:

    “A Lei da Biogénese diz que na natureza, a vida só pode surgir proveniente de outra vida do mesmo tipo (Miller, 2012). Devido a isso, segundo as evidências científicas a abiogénese (isto é, a vida a surgir de material sem vida) é impossível. Como é que, então, uma teoria ateísta como a evolução darwiniana pode ser considerada aceitável?”

    O título completo em inglês é “On the Origin of Species by Means of Natural Selection, or the Preservation of Favoured Races in the Struggle for Life”.

    A seleção natural de Darwin não propõe explicar a origem da vida. Não é o foco do estudo do Darwin na sua obra. Só porque vocês repetem a mesma coisa sempre (vira e mexe vocês cometem o mesmo erro) não quer dizer que está correto. De onde vocês tiram essas ideias?

    Notícia recente: http://www.medicaldaily.com/articles/13227/20121121/scientists-reveal-single-gene-difference-between-humans.htm

    Gosto

    • Azetech diz:

      Realm

      A seleção natural de Darwin não propõe explicar a origem da vida. Não é o foco do estudo do Darwin na sua obra. Só porque vocês repetem a mesma coisa sempre (vira e mexe vocês cometem o mesmo erro) não quer dizer que está correto. De onde vocês tiram essas ideias?

      Leste o texto? Percebeste que a crença evolucionista não se limita exclusivamente em Darwin?
      Por exemplo a crença na Evolução cósmica, química e estelar não fazem parte do escopo de sua doutrina, porém ambas englobam a fé na evolução.

      Agora, independentemente de Darwin, a abiogênesis ainda continua uma grande barreira para FÉ naturalista que possuem. Por mais que tentem NEGAR ou fugir da questão, este FATO nunca será apagado.

      Gosto

  2. Na verdade a abiogenese é verdadeira.
    Deus criou Adão do pó da terra ( abiogenese), e com certeza outros seres antes deles.
    Mas isso não quer dizer que a abiogenese possa ser reproduzida em laboratório.
    No caso da evolução (sem Deus), a abiogenese se fosse verdadeira, teria que ser reproduzid em laboratório, o que não acontece.
    Isso deixa os ateus em péssimos lençóis. Azar o deles.

    Gosto

  3. joao melo de sousa diz:

    A abiógene foi uma grande descoberta. Se bem que os cientistas já desconfiassem que seres complexos como ratos e pulgas não surgiam por geração espontânea os recém descobertos micróbios já eram outra guerra. Ainda não se sabia quão complexa é uma simples célula e a questão era pertinente : será que estes micróbios podiam surgir por geração espontânea ?

    Descobriu-se que não .

    Isto levava a outra questão fascinante:

    Se os seres vivos são constituídos por compostos orgânicos e estes apenas são produzidos por seres vivos e não há abiogenese como é que pode ter surgido o primeiro ser vivo ?

    Miller conseguiu em laboratório produzir aminoácidos sem um ser vivo.

    A questão que se levantava era se a produção de compostos orgânicos sem a presença de seres vivos era um fenómeno de laboratório ou se na natureza isso ocorria naturalmente?

    Nos últimos anos tem-se descoberto inúmeros compostos orgânicos no espaço.

    A questão até me parece ter pernas para andar:

    Sabendo que aminoácidos surgem naturalmente sem a presença de seres vivos o que poderá acontecer se um aminoácido a dado passo dos seu crescimento se partir em dois e esses dois em quatro ?

    Temos as características dum ser vivo : crescimento e reprodução.

    Aplicando as regras da selecção natural : erro de cópia e adaptação ao meio temos uma população de aminoácidos a evoluir.

    Repara que a teoria da evolução só aparece depois da população existir. Antes disso é só química.

    Gosto

    • Azetech diz:

      João Melo

      Aplicando as regras da selecção natural : erro de cópia e adaptação ao meio temos uma população de aminoácidos a evoluir

      Regras de seleção natural (erro de cópia e adaptação ao meio ) para AMINOÁCIDOS, fazendo-os evoluir…. O_o !!!?????
      Aminoácidos possuem ADN para permitir erro de cópia? Aminoácidos possuem VIDA para precisar se adaptar ao meio?
      Cada uma que aparece……. ¬¬

      Gosto

      • jephsimple diz:

        A evolução química ao acaso,aleatoriamente,sem projeto é muito mais complexa dq este seu simplismo … eu chamaria este seu simplismo de magia …afinal existe algo eterno que antecede todas as coisas [incluindo o DNA], mesmo que esse algo fosse o nada [literalmente] seria eterno, se for outra coisa é eterno [excluindo claro Deus,na filosofia materialista, naturalista] e este algo causou todas as demais coisas , como sabemos que forças impessoais são irracionais, não possuem qqr nível de inteligência e cognição , então esse efeito que essa causa eterna causou o causou por pura magia !

        É a magia do “relojoeiro cego” que atua desde sempre , desde que lhe deu na teia , afinal ele não possui passado[princípio]; existe desde sempre! Em Algum tempo estava somente “ele”.

        Eu entrei em um blog de um ateu,certa vez, mas diferente dos ateus que estou acustumado a ver, este e os frequentadores deste blog eram contra ficar discutindo teísmo, querer se defender através da ciência, enfim a corriqueira retórica ateísta, ou melhor neo ateísta.

        http://inversismo.wordpress.com/2011/04/24/contra-o-ateismo-niilista/

        Eu eu penso q estes ateus não andam por este caminho, pq este caminho vai leva-los a uma causa logicamente e INEVITAVELMENTE eterna! Uma causa suficiente, nescessária que causou todas as coisas.Essa causa é Deus pela sua própria definição, pelo seus próprios efeitos visiveis [materia vísível,inclusive ao microscópio] e invisíveis [como alguma lei da física,como a gravidade por exemplo]

        Gosto

  4. joao melo de sousa diz:

    Azetech :

    Para que uma população se reproduza só é necessário que….se reproduza.

    Os aminoácidos são moléculas com uma grande capacidade de se ligarem entre si, por processos químicos, das mais variadas maneiras. São a base dos seres vivos.

    Se um determinado tipo de aminoácido, que sabemos agora que ocorrem espontaneamente na natureza, no seu processo de crescimento que faz juntando outros aminoácidos ou outro tipo qualquer de moléculas, tiver uma ligação menos forte que as outras pode partir por aí. Os aminoácidos são as peças Lego da natureza. Tem uma enorme capacidade de se combinaram entre si formando moléculas enormes.

    Isto iria criar dois aminoácidos com extremos livres (isto simplificando muito a coisa) capazes de captar moléculas iguais (as que me encaixam nos seus pontos livres) e replicar o inicial.

    Isto é uma população de seres vivos: crescem (tem um determinado tipo de metabolismo) e reproduzem-se.

    Claro que de momento são meras conjecturas. Não sabemos se as moléculas precursoras da vida foram aminoácidos ou não. Certamente concordas comigo que estes são os principais suspeitos.

    O meu comentário foi só para demonstrar que a abiógenese e o aparecimento de moléculas orgânicas na natureza não são um problema para a ciência.

    Claro que se podia ter resolvido tudo quando surgiram as dificuldades com um universal:

    - Foi Deus nem vale a pena pensar mais.

    Agora não percebo o que isto tem a ver com fé.

    Um crente perante esta plasticidade dos aminoácidos pode, muito legitimamente, pensar quão maravilhoso é o seu Deus que permitiu que uma molécula destas surgisse espontâneamente e permitisse a variedade de seres vivos.

    Agora concluir com neste post:

    Como não há abiogénese de seres completos logo é impossível a vida ter começado sem que tenham surgido já prontos e feitos seres complexos duma forma sobrenatural.

    É que é grossíssimo disparate, não é ?

    Gosto

    • Azetech diz:

      João Melo

      O que fizeste em teu comentário foi uma simples explanação de como funciona a cabeça de quem possui FÉ nas forças milagrosas organizadoras as cegas da “Mãe Natureza”, “Pai Tempo” e o “Filho Sorte” onde os mesmos possuem papéis distintos, gerando um mecanismo cego e direcionado (sendo uma contradição) que faz TODAS as coisas, sendo elas inanimadas ou orgânicas, evoluírem.
      Com outras palavras, infere uma magia a uma mão invisível CEGA que faz as coisas se organizarem e desenvolverem na soma da Natureza, Tempo e Sorte.Estes “deuses” podem fazer qualquer coisa (Qualquer coisa mesmo)

      Mesmo TODOS sendo cegos, eles interagem entre si, gerando um propósito comum para TUDO: EVOLUÇÃO , que a grosso modo significa (Desenvolvimento).
      São desajeitados, deselegantes, mas sempre atingem o objetivo: A ORDEM e a VIDA.
      Louvado sejam eles pois nos criaram. Exaltado sejam seus poderes infinito, pois criam TUDO e Glorificado sejam eles, pois NÓS somos seus filhos e parte de vossas essências. Amem…. O_o!!!!

      Percebes? Dizes não crer em Deus mas no que crê és em OUTROS deuses, no caso a “Mãe Natureza”, o “Pai Tempo” e o “Filho Sorte”

      Como cheguei a esta conclusão? Simples, apenas lendo nas “entre-linhas” de seu comentário abaixo:

      Se um determinado tipo de aminoácido, que sabemos agora que ocorrem espontaneamente na natureza, no seu processo de crescimento que faz juntando outros aminoácidos ou outro tipo qualquer de moléculas, tiver uma ligação menos forte que as outras pode partir por aí. Os aminoácidos são as peças Lego da natureza. Tem uma enorme capacidade de se combinaram entre si formando moléculas enormes.

      Frases chaves:
      º “aminoácidos são as peças Lego da natureza”
      º “seu processo de crescimento”
      º “Tem uma enorme capacidade de se combinaram entre”

      A “Mãe Natureza” tem em si a inerência de se constituir em formatos de “peças” funcionais, com um propósito CEGO de se combinarem.
      O “Pai Tempo” tem em si, a capacidade de gerar o processo de crescimento para conseguir combinar CEGAMENTE as “Peças de lego”.
      Porém como ambos são cegos, é aí que entra o “Filho Sorte” onde pela sua inerência possui a capacidade de fazer a natureza (peças) pelo tempo, combinando as peças entre si.
      Como tanto a Mãe como o Pai são cegos, eles recorrem a ajuda ao “Filho Sorte” que é a ação e conclusão

      Com isso, percebo que na verdade a tua fé Naturalista Darwinista é um Panteísmo enrustido (Acho que isso daria um post, eim Mats ? ;-) )

      Além disso, percebemos um equivoco de tua parte ao insinuar que TODOS aminoácidos foram gerados pela “Mãe Natureza” através do “Pai Tempo” pelo “Filho Sorte”. (Conhecido como Geração espontânea)
      Estes deuses não criaram os aminoácidos espontaneamente, e sabe porque? Pelo seguinte motivo:

      1º Dizes que aminoácidos vieram do espaço (alguns aminoácidos canhotos em meteoritos ricos em carbono) se formaram espontaneamente. Só pelo fato de vir do espaço, não significa que os mesmo formaram-se espontaneamente. Então diante deste dilema, como se prova que aminoácidos CANHOTOS (Lembre-se desta palavra) se criaram pelas forças cegas da “Mãe Natureza” através do “Pai Tempo” pelo “Filho Sorte” ? Simples, empiricamente.
      Então é aí que entra a experiência Miller.

      Bom… antes de falarmos da experiência dele, devemos identificar a diferença entre os Aminoácidos.
      Para leigos, QUALQUER aminoácido faz parte da vida. Isso não é verdade.

      Todas as formas de vida que conhecemos utilizam somente versões CANHOTAS dos aminoácidos para elaborar as proteínas (da mesma forma que as letras do alfabeto podem ser arranjadas de inúmeras formas para criar as palavras, cerca de 20 aminoácidos são combinados para criar milhões de diferentes proteínas.)
      Os aminoácidos podem ser criados em dois formatos diferentes, um dos quais é o espelho do outro. Uma dessas formas é virada para a direita e a outra para a esquerda – daí a referência aos aminoácidos canhotos.
      A vida funciona muito bem com os aminoácidos canhotos, mas não mostra nenhuma predileção pelos aminoácidos DESTROS e menos ainda por qualquer espécie de mistura entre os dois tipos.

      Agora retornando a experiência de Miller, o que concluímos?

      Falaremos um pouco da experiência:
      Stanley Miller utilizou sua INTELIGÊNCIA, muito ESTUDO e FERRAMENTAS científicas (Tubos de ensaios, eletricidade, elementos químicos, gases, etc…) para elaborar uma “MAQUINA” de transformar inorgânico em vida.
      Nada aconteceu pelo acaso. Ele PENSOU, ELABOROU e CONSTRUIU uma ferramenta para o tal. Após esta “MÁQUINA” estar construída, ele, sem NENHUMA EVIDÊNCIA ou COMPROVAÇÃO, declarou por FÉ, que o ambiente presente dentro daquela “Máquina” era supostamente o mesmo do ambiente primitivo. Assim como muitos creem que o Olimpo, Multi-versos, Valhala, Purgatório etc, sejam reais e existentes, alguns creram que aquele suposto ambiente também foi real e existente (Nada contra a fé de ninguém, cada um crê no que quiser).

      Bom… após a experiência, qual foi o resultado? UM FRACASSO para sua ideia central, enterrando de vez sua fé, sua esperança e seu proselitismo a “terra primitiva conforme presente no tubo de ensaio” e na “abiogêneses” providos pela Mãe Natureza, Pai Tempo e Filho Sorte (Geração espontânea)

      Te explicarei porque:

      1º Ele utilizou os materiais errados
      2º Ele utilizou condições erradas
      3º Ele teve o resultado errado

      1º Miller simulou uma suposta atmosfera de METANO e AMÔNIA SEM OXIGÊNIO.
      A Amônia não poderia estar presentes em grandes quantidades porque se decomporia com a luz ultra-violeta (Que seria mais forte com a ausência do Ozônio que é composto por 3 moléculas de OXIGÊNIO)
      O Metano se existisse em grande quantidade, seria encontrado nos sedimentos de argila. Analisando a argila, não foi encontrado o metano sugerido.
      O oxigênio, se NÃO existisse, não seria encontrado em rochas profundas. Porém cavando fundo encontramos rochas OXIDADAS, comprovando uma atmosfera RICA em Oxigênio
      A atmosfera REAL (Rica em Oxigênio) comprovada pelas evidências, refutaria de início a atmosfera fictícia de Miller crida por FÉ. Sua experiência seria invalidada logo de princípio.

      2º Miller utilizou uma fagulha elétrica para combinar as moléculas de gás.
      O Problema é que a mesma fagulha que mistura os aminoácidos, a SEPARA , destruindo muito mais do que criando.
      Como bioquímico, conhecendo este problema, Miller TRAPACEOU (como sempre ocorre no meio Naturalista), rodeando os gases e prendendo as moléculas que queria, utilizando os compartimentos de sua “Máquina”. (Em formatos de cápsulas)
      Como a atmosfera sugerida no suposto planeta primitivo não possuía compartimentos e seleções INTELIGENTES e PROPOSITAIS dos gases, esta TRAPAÇA que ele fez já refutaria toda tua experiência.

      3º Para fechar com “chave de ouro”, mesmo depois de uma pressuposição de um ambiente primitivo ERRADO e com técnicas TRAPACEIRAS, ele chegou ao grand finale que o afundou de vez.
      Como vimos acima, SOMENTE aminoácidos CANHOTOS são são utilizados pela vida. Os aminoácidos DESTROS IMPEDEM a produção da vida.
      O resultado de Miller gerou alguns aminoácidos canhotos, mas também gerou aminoácidos DESTROS , que IMPEDIAM a vida.
      Este fato destruía a fé no ambiente primitivo conforme a FÉ de Miller.

      Continua…..

      Gosto

      • Azetech diz:

        Continuando…..
        Com isso, percebemos que a questão da abiogêneses pelo modelo proposto dos naturalistas, é um problema INSOLÚVEL para os mesmos, contradizendo o que o João afirmou: “O meu comentário foi só para demonstrar que a abiogêneses e o aparecimento de moléculas orgânicas na natureza não são um problema para a ciência (Vide Cientistas crentes na geração espontânea).”
        Esta questão é sim um problema ENORME para esta FÉ. A não ser que pense pelo lado positivo, pois a verba direcionadas para cientistas naturalistas ao TENTAR elaborar uma vida através da geração espontânea, será ETERNA, pois a vida NÃO SE ORIGINOU SOZINHA (comprovada empiricamente). Se quiser ter uma aposentadoria segura e um salário vitalício, seja um cientista naturalista “pesquisando” sobre a abiogênesis :-)

        Depois de encerrado o tópico 1, demonstrando que aminoácidos canhotos encontrados em meteoritos NÃO PROVAM que surgiram por geração espontânea, somados também com a experiência fraudulenta de Miller, com resultados desastrosos (Para esta fé), demonstra que o comentário do João onde diz:
        “Se um determinado tipo de aminoácido, que sabemos agora que ocorrem espontaneamente na natureza ”
        é ERRÔNEO e EQUIVOCADO.
        Repito, o Fato de haver aminoácidos canhotos em alguma meteoros NÃO COMPROVAM que o mesmo surgiu espontaneamente, conforme tua FÉ declara. Precisará demonstrar EMPÍRICAMENTE. (Algo que Miller NÃO CONSEGUIU fazer)

        2º O João se esquece que aminoácido NÃO COMPÕE a Vida, mas sim gera PROTEÍNAS essenciais para formar a vida.
        O DNA é produzido por proteínas. Muitas delas são geradas por aminoácidos. Porém, um detalhe muito importante, existe 75 proteínas que FORMAM o DNA (ADN) que são formados APENAS pelo DNA .
        E agora? Quem veio primeiro? As 75 proteínas que formam o DNA ou o DNA que formaram as 75 proteínas?
        Como se explica, pelo modelo de fé Naturalista Ateísta Panteísta a origem deste DILEMA?

        Como vimos João, teus argumentos são fundamentados em tua FÉ. A REALIDADE é bem diferente do que professa.

        Vejo também outro equivoco de tua parte na frase:

        Foi Deus nem vale a pena pensar mais.

        Achas mesmo que quem crê em Deus, simplesmente diz esta frase e encerra os estudos?
        Invertendo esta frase poderia dizer o seguinte a respeito do teus irmãos de fé:
        “Foi a geração espontânea, nem vale a pena pensar mais.”
        É isso que ocorre? pelo fato de crerem na geração espontânea chegam a este veredicto?
        ERRADO.
        Assim como vós, que creem na geração espontânea, tentam ENTENDER como ela (geração espontânea) criou a vida e o universo, nós teístas, tentamos entender como DEUS criou o universo e a vida.
        Tua visão é muito simplória e parcial. Novamente ela NÃO REMETE as fatos.

        Gosto

  5. Ana Silva diz:

    Mats:

    Confesso que após ter lido o post não consegui entender de que forma a abiogénese está forçosamente ligada á Evolução, e porque é que a segunda exige a primeira. Resolvi então ler o texto original e continuei sem perceber porquê.

    O post refere “A abiogénese é requerida pela evolução como um ponto de partida.” Mas nunca explica porquê.

    O post apresenta o testemunho de três cientistas, como uma confirmação de que toda a comunidade científica acredita que “A abiogénese é requerida pela evolução como um ponto de partida.” Mas o próprio post indica que um dos destes cientistas refere “Eu faço a suposição inicial […]. [Eu] proponho […]”. Ou seja ele está a apresentar a SUA opinião pessoal, à qual tem todo o direito.

    Imaginando que a abiogénese não existiu (e, pessoalmente, penso que não é possível confirmar com os conhecimentos actuais), existem alternativas para o aparecimento da primeira célula que podem ser aceites, mesmo que não seja possível prova-las cientificamente. A primeira célula poderia ser fruto da acção de um designer inteligente ou ter uma origem não terrestre (como por exemplo ser trazida por um meteorito), entre várias outras possibilidades.

    A verdade é que a Evolução só pode actuar quando existe mais de uma célula a “competir” pelos recursos do meio ambiente. Sendo assim, a ocorrência ou não de abiogénese não afecta de todo a validade da Evolução como teoria científica.

    Gosto

    • jephsimple diz:

      “Sendo assim, a ocorrência ou não de abiogénese não afecta de todo a validade da Evolução como teoria científica.”

      Essa é minha posição, houve abiogenese, caso contrario os seres vivos, ou que seja um, seria um ser eterno que depois gerou todos os demais seres vivos, enfim se o universo que vivemos nem sempre existiu, a vida nem sempre existiu …então é MUITO ÓBVIO que houve abiogenese.

      Mas para nós é impossivel que isso foi por acidente, ou seja , as moléculas simplesmente randomicamente se organizaram e se transformaram num código específico e sofisticado…e por sinal TODOS os seres vivos possuem este código, adaptado ou não eles possuem mesmo que existam individuos deficientes nesta mesma população sempre haverá individuos com a informação perfeita, com sistemas de decodificação, tradução, transcrição, controle, economia, duplicação, controle de duplicação e etc e etc e etc …vai muito alem desse mundinho simplista de competição [ existe mesmo competição, mas para informação codificada isto é irrelevante!].

      Existem seres vivos neste planeta e sabemos empiricamente que eles existem por conta do código DNA …

      Os evolucionistas ateístas dizem sem evidências, que todos os seres vivos passaram a existir apartir de seres mais simples [que nem são tão simples assim],posso refrescar-lhe a memória, já citei Shapiro , ele demonstrou a complexidade dos seres unicelulares.

      Então as espécies se originaram segundo a magia evolucionista a partir de um ser parecido com o luca.

      E de onde veio o luca?

      Oras bolas, aí que entra a evolução química , a raíz de um evento que supostamente procedeu milhões de anos depois do inicio deste universo, assim aleatoriamente,por acaso surgiu o código DNA consequentemente surgiu por acaso o “luca” depois o “luca” ou os “lucas” deu origem por acaso, aleatoriamente aos restantesa dos seres vivos que conhecemos hoje.

      Estamos diante de um tempo pré estabelecido, temos que encaixar de forma lógica, matemática e provável todos os eventos > bem simplista >>> Início do universo >>> evolução do universo >>> evolução química >>> evolução do luca até as mais variadas formas de vida.

      Como testamos,reproduzimos que todos os seres vivos são produtos de uma forma “simples” de vida? Que após supostos bilhões de anos mudou para as demais formas de vida , de forma lenta e gradual (?) de forma aleatória, por processos estocásticos internos e externos?

      Agora podes mergulhar em histórias imaginárias , sem considerar a lógica, a matemática e as evidências.

      Gosto

    • Azetech diz:

      Ana Silva

      Pelo que entendi do texto, assim como a teoria evolutiva como um todo, a abiogêneses é ligada a evolução química e não a biológica proposta por Darwin. Darwin apenas inferiu uma ideia, e baseado nesta ideia, cientistas (na maioria Naturalistas) a inferiram para outros Âmbitos que extrapolam o campo biológico (Astros e Elementos químicos)
      Segundo estes cientistas, o mesmo fator que se aplica a vida (Evolução), também ocorrem no universo.
      Com outras palavras, eles transmitem a ideia que tanto a vida, como planetas, como os elementos químicos, estão a evoluir. (O João explanou bem em seu último comentário, qual é a visão de mundo para quem compartilha esta fé)
      A Abiogêneses então é um “Elo-Perdido” entre a evolução química e biológica (Sendo então, uma “pedra nos Sapatos” de cientistas que professam a crença evolucionista). Creio eu, ser exatamente este ponto que os textos do Mats abordam

      existem alternativas para o aparecimento da primeira célula que podem ser aceites, mesmo que não seja possível prova-las cientificamente. A primeira célula poderia ser fruto da acção de um designer inteligente

      Só uma observação neste teu comentário: o design encontrado na vida (DNA, Motores celulares, mecanismos do tudo ou nada, etc..) ou no universo (leis com precisões matemáticas, sintonia fina, princípios antrópicos, etc..) são comprovados empiricamente no meio científico. Isso é uma unanimidade entre TODOS cientistas, sendo eles darwinistas ou não. A divergência ocorre apenas na afirmação do design aparente (inferindo a geração espontânea) ou o design real (inferindo a um designer).

      ou ter uma origem não terrestre (como por exemplo ser trazida por um meteorito), entre várias outras possibilidades.

      Mas concordas comigo que esta alternativa é, literalmente, jogar o problema para o espaço? Algum lugar a vida teve de começar a existir e de algum ponto o inorgânico teve de se tornar orgânico.

      A verdade é que a Evolução só pode actuar quando existe mais de uma célula a “competir” pelos recursos do meio ambiente. Sendo assim, a ocorrência ou não de abiogénese não afecta de todo a validade da Evolução como teoria científica.

      Esta definição é para a evolução biológica proposta por Darwin e não a evolução como um todo. Para a evolução como um todo a abiogêneses é sim um problema Insolúvel para o sistema de crença fundamentada na evolução (Sendo ela cósmica, estelar, química e biológica)

      Gosto

  6. CrocoPato diz:

    Não vou comentar sobre este post específico, mas não existe nenhum outro local onde possa dar a minha opinião. Este texto poderá ser longo e serve apenas para eu perceber melhor a mentalidade das pessoas que acreditam assim tão cegamente que a Terra tem 6500 anos e que Deus criou o Homem à sua imagem.

    A teoria de Darwin trata da origem das espécies (através de métodos de seleção natural), não trata de maneira alguma da origem da vida, nem do Universo. Mas sim das espécies e da diversidade destas. Não percebo o porquê de se meter aqui todas e quaisquer teorias, especialmente a questão da origem da primeira célula viva e da origem do universo para desacreditar a teoria da evolução. Acreditam mesmo que a teoria do big bang surgiu para tentar provar Darwin certo? E que os cálculos indicam todos para que o universo tenha cerca de 14.5 biliões de anos? A matemática também está na conspiração para provar Darwin certo?

    Também não percebo o facto dos criacionistas procurarem infinitamente por problemas e controvérsias em aspectos da teoria da evolução e que isso prova que a Terra foi criada em 6 dias há 6500 anos. Que lógica tem isto?

    Depois, aceitam que existem evidências para a micro-evolução, mas continuam a dizer que foi tudo criado em 6 dias há 6500 anos. Isto não é um pouco contraditório? O que eram os individuos que deixaram os fósseis que conhecemos hoje como hominídeos? Australopitecos, homo-erectus, etc. Porque não há registos deles a conviver com humanos? Dizem que o DNA é prova de um criador devido à sua complexidade, mas os Homens também possuem este DNA, o que leva a crer que se há micro-evolução em outras espécies, também a houve com o Homem, já que os mecanismos são idênticos. Se o Homem é especial e à imagem de Deus, porque tem este os mesmo mecanismos dos restantes seres vivos? Como podem alegar que a terra foi criada há 6500 anos, que noé pôs as espécies primordiais que existiam na altura no barco, que estas evoluíram dentro de cada espécie, excepto o Homem, que sempre foi igual a Adão, criado no 6º dia? Tudo isto não é contraditório quando colocado na mesma frase? É que geralmente gostam de separar temas, consoante convém, mas visto assim…

    Pensam que por terem mais capacidade de argumentação que alguns comentadores contra a vossa teoria, que vos dá razão e sentem que venceram. Mas parece-me que esses comentadores e argumentos, assim como os vossos contra-argumentos não provam nada. Especialmente quando se trata de argumentos baseados em versos da bíblia. Por exemplo, a bíblia diz em Salmos 104:5 que Deus colocou a Terra nas suas fundações e não pode ser movida. Mas agora sabe-se que a Terra move em torno do Sol, sem a mínima sombra de dúvida. Daqui não se tira que a bíblia não tem credibilidade? Isto tudo, novamente, a ver com a vossa sensação de que provam que a criação aconteceu porque este ou aquele comentador disse algo ao qual responderam. Basta ir ver TODOS os criacionistas populares, para ver as coisas ridículas que estes dizem. Hovind: Existia uma camada sólida de gelo por cima da atmosfera e Deus descongelou-a e fez o dilúvio e os pólos gelados. Hovind filho: usa uma analogia entre as moedas encontradas num cofre de um naufrágio e a data do naufrágio em si, dizendo que para saber a idade de alguma coisa temos de ver as evidÊncias que têm uma idade mais curta. Esta é tão estupida que nem consigo bem explicar. Ray Comfort: Bananas modernas provam que a evolução não ocorreu porque estas cabem na mão de Homens e os chimpazés as descascam pelo fundo. VenomFangFX (youtuber): Grand Canyon poderia ter-se formado em 5 minutos durante o dilúvio. Querem argumentos mais ridículos que estes?

    Ainda misturam a teoria da evolução, com o ateísmo e com a falta de moralidade. A maioria dos bispos católicos e anglicanos não são ateus e apoiam a evolução. Incluindo o papa! E que tem a evolução biológica a ver com falta de moralidade? A suécia é o país com mais ateus do mundo ocidental e também é um dos que tem a melhor qualidade de vida. Não se houve dizer que eles andam lá todos a roubar e a matar-se.

    E agora, vamos supor que de facto existe design inteligente por trás da vida. O que indica que é o Deus da bíblia que é essa inteligência? E o que diz que essa inteligência não pôs tudo a andar e nunca mais veio ver o que se passava. Ou essa inteligência participa em todas e quaisquer reacções que ocorrem no universo, incluindo as que são feitas por homens quando estão a testar algo.

    @Ana
    Pelo que li em outros artigos e em comentários, parece-me que este blog gosta de pegar em citações fora de contexto e usar o argumento da autoridade, ou seja fulano importante ateu disse que ou fulano criacionista disse que. Não percebem o conceito de opinião e hipótese e que só evidências importam.

    @jephsimple
    “E de onde veio o luca?”
    Argumento da ignorância: Não sei logo foi criado por um ser sobrenatural.
    Sabes que o cristianismo pregava que a Terra era plana? E que a Lua tinha a sua própria luz, como o Sol? E que a Terra era o centro do Universo? Tudo isso eram coisas que as pessoas desconheciam, então era tudo obra de Deus até que pessoas curiosas quiseram perceber o quê, porquê e como. Foi difícil publicar esses achados, porque a Igreja temia que isso pusesse o seu negócio em causa.

    @Mats
    “Se o ateísmo é verdadeiro (isto é, se Deus não existe)[...]”
    O ateísmo é real, assim como o teísmo é real. Existem pessoa teístas e existem pessoas ateias. Estás a dizer que Deus não existe?

    Se me lembrar de mais algum comentário geral, voltarei a publicar. Desejo a todos muitas felicidades na vossa vida.

    Gosto

    • Azetech diz:

      CrocoPato

      Este texto poderá ser longo e serve apenas para eu perceber melhor a mentalidade das pessoas que acreditam assim tão cegamente que a Terra tem 6500 anos e que Deus criou o Homem à sua imagem.

      Prezado, como afirmas que NÓS somos os que creem cegamente? Por acaso não és TU que crê cegamente nos mitológicos “milhões” de anos assim como amebas que viram humanos? Com comprovas que o cego não és tu? Pela FÉ?

      Acreditam mesmo que a teoria do big bang surgiu para tentar provar Darwin certo?
      Não. O Big Bang é uma fé professada a mais de 3000 anos atrás pelos hindus (Bindu Visphot) Há 3000 anos atrás Darwin nem “pensava” em nascer.

      E que os cálculos indicam todos para que o universo tenha cerca de 14.5 biliões de anos?

      Quais cálculos? Por um acaso os conhece por completo como funciona sua elaboração?
      Ou simplesmente acata cegamente pois combina com tua fé?

      A matemática também está na conspiração para provar Darwin certo?
      Quem disse que a matemática prova Darwin? Qual é a lógica que utilizaste para esta afirmação?

      Depois, aceitam que existem evidências para a micro-evolução, mas continuam a dizer que foi tudo criado em 6 dias há 6500 anos. Isto não é um pouco contraditório?

      Não. Porque seria contraditório? Adaptação dos seres, assim como sua diversidade entre raças, são realizados a curtos prazos (O que foi comprovado empiricamente pela ciência). Ja a mítica macro-evolução, segundo a fé, levaria bilhões de anos para ocorrer.
      A adaptação é um fato verificado. A Macro-evolução é uma crença baseada em FÉ.

      O que eram os individuos que deixaram os fósseis que conhecemos hoje como hominídeos? Australopitecos, homo-erectus, etc.
      Eram animais extintos.

      Porque não há registos deles a conviver com humanos?
      Quem disse que não há registro? Por um acaso utilizas as colunas geológicas? Então neste mesmo raciocínio pergunto: porque também não há registros dos fósseis VIVOS (Celacanto, Tuatara, etc..) convivendo com humanos?
      Percebes? Mesmo não havendo registros destes fósseis com os humanos NAS MESMAS CAMADAS ESTRATIGRÁFICAS, não significam que não foram contemporâneos.

      Dizem que o DNA é prova de um criador devido à sua complexidade, mas os Homens também possuem este DNA, o que leva a crer que se há micro-evolução em outras espécies, também a houve com o Homem, já que os mecanismos são idênticos

      Ora, mas quem disse que o fator (Adaptação – Micro-evolução) que levaram os animais a se diferenciarem em raças de acordo com sua habitação não ocorreu com os homens? Esqueceste que existem homens brancos, negros, asiáticos, etc.. ?

      Se o Homem é especial e à imagem de Deus, porque tem este os mesmo mecanismos dos restantes seres vivos?

      O homem é especial pois possui ALMA que é comprovado pela essência da RAZÃO que o mesmo possui. De TODOS os seres criados na terra, o único ser que possui a RAZÃO é o Homem, pois é o UNICO que é a imagem e semelhança de Deus.
      Agora invertendo a pergunta, se de acordo com a fé darwinista, um macaco, um galho de árvore, uma barata e o homem são iguais, porque SOMENTE O HOMEM possui a RAZÃO ?

      podem alegar que a terra foi criada há 6500 anos, que noé pôs as espécies primordiais que existiam na altura no barco, que estas evoluíram dentro de cada espécie, excepto o Homem, que sempre foi igual a Adão, criado no 6º dia?

      Quem disse EXCETO o homem? A bíblia deixa claro que o homem sofreu as mesmas consequências de TODOS animais. Isso o levou a viver menos (MUITO menos), diminuir sua capacidade física, tornar-se carnívoros, e serem susceptíveis a doenças.
      Tua afirmação: “Homem, que sempre foi igual a Adão” é errônea e equivocada.

      Tudo isto não é contraditório quando colocado na mesma frase?

      Como vimos até agora a contradição está em TI pelo teu DESCONHECIMENTO das escrituras. A contradição não esta nela e nem nas evidências.
      O problema de vós, crentes naturalistas, é ACHAR que conhecem a bíblia. Como a conhecerão se REJEITAM o espírito que dá o entendimento?

      Pensam que por terem mais capacidade de argumentação que alguns comentadores contra a vossa teoria, que vos dá razão e sentem que venceram.

      Prezado, a questão não é vencer ou perder. a questão é crer na VERDADE ou na pseudo-verdade.
      A Verdade SEMPRE prevalece. E por mais que tente encobri-la com névoas de dúvidas, no final, ela SEMPRE aparece.

      Mas parece-me que esses comentadores e argumentos, assim como os vossos contra-argumentos não provam nada.

      Não provam pois os AMBOS são fundamentados em FÉ (Pressuposições).
      Tú é que decides no que vai crer embasado nos argumentos propostos.

      Por exemplo, a bíblia diz em Salmos 104:5 que Deus colocou a Terra nas suas fundações e não pode ser movida. Mas agora sabe-se que a Terra move em torno do Sol, sem a mínima sombra de dúvida.

      Olha, há controvérsias sobre esta “certeza”.
      Primeiro: deves concordar comigo, que pela “credibilidade” cientifica de se ALTERAR e não AFIRMAR NADA com certeza, se ajustando a toda hora e muitas vezes contradizendo, o que supostamente é uma “certeza” hoje, amanhã não será.
      No passado, por exemplo, acreditava-se pela ciência que a terra era plana. Hoje não.

      Hoje se CRÊ, pela ciência e pelo conhecimento MÍNIMO do universo, que oo planeta também está a girar em torno dos astros. E amanhã? Quem garante?
      Hoje não se sabe os limites do universo, porém se comprova o padrão CIRCULAR que possui.
      Até na crença do Big bang, afirma-se que a suposta energia estava a rodar em seu eixo.
      Porém pergunto, e se um dia descobrir-se TODA amplitude do universo e identificar que seu centro é EXATAMENTE aqui, nosso planeta? e se descobrir que na verdade é o UNIVERSO INTEIRO que está a girar em volta da terra? (pois a mesma seria o “eixo”)
      A ideia da Terra girar em torno de outros astros seria desmistificado e se tornaria LENDA assim como a terra PLANA.
      Bom… isso é uma HIPÓTESE que acho válida. Não tenho como provar, mas acho válida.
      Então a tua afirmação: “sem a mínima sombra de dúvida” é ANTICIENTÍFICA e embasado em FÉ, pois na ciência, deves concordar comigo, NÃO HÁ CERTEZAS

      Segundo: A passagem não é bem desta maneira que explanaste.
      O versículo é relatado desta forma: “5. Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum.” (João ferreira de almeida) e “5. Ele firmou a terra sobre os seus fundamentos para que jamais se abale;” (versão internacional)

      Mesmo utilizando por estas duas traduções, percebemos que a SUA interpretação não se enquadra em NENHUMA delas.
      A Palavra é clara ao afirmar que o planeta Terra está firme em sua ROTA, e não disperso sem rumo algum.
      Há estações do ano, dia e noite, movimento de rotação e translação (independente se é a Terra que efetua o movimento ou o UNIVERSO TODO em volta dela).
      O detalhe, prezado que esta revelação é tão sublime que a palavra de Deus pode ser entendida tanto para quem cria em uma terra plana e fixa como para quem a conhece hoje. Deus inspirou sua palavra para TODOS os povos, em TODAS as eras, SEM PRECISAR de atualizações.

      Daqui não se tira que a bíblia não tem credibilidade?
      Como vimos, embora deseje isso, NÃO. A credibilidade abalada neste caso foi a TUA por não entender o que as escrituras estavam a revelar, e pronunciar “interpretações” errôneas.

      Isto tudo, novamente, a ver com a vossa sensação de que provam que a criação aconteceu porque este ou aquele comentador disse algo ao qual responderam.

      Hum….não vejo assim.

      Basta ir ver TODOS os criacionistas populares, para ver as coisas ridículas que estes dizem.

      TODOS??? O_o??
      Quantos cientistas criacionistas acha que existe? 3? 4?
      Para afirmar TODOS, generalizando como um todo, percebo que, assim como não possui conhecimento sobre a bíblia, também não possui conhecimento sobre o Criacionismo. É lamentável…

      Hovind: Existia uma camada sólida de gelo por cima da atmosfera e Deus descongelou-a e fez o dilúvio e os pólos gelados.[...] Ray Comfort: Bananas modernas provam que a evolução não ocorreu porque estas cabem na mão de Homens e os chimpazés as descascam pelo fundo. VenomFangFX (youtuber): Grand Canyon poderia ter-se formado em 5 minutos durante o dilúvio. Querem argumentos mais ridículos que estes?

      Primeiro: Hovind, Ray Comfort, etc..: são apenas um HOMENS falhos, assim como Darwin como o próprio EINSTEIN.
      Por um acaso achas que naturalistas não erram? que são super-Homens” todos perfeitos?
      Naturalistas não só erram como falam coisas ridículas e também TRAPACEIAM.
      Quer que te refresque a memória?

      Segundo: A Bíblia não relata nada sobre gelo, nada sobre bananas e nada sobre Grand Canyon. A minha certeza é NELA e não em homens. Com isso então sigo aquele ditado: “O que a bíblia não diz com clareza, não afirmamos com certeza”

      Terceiro, está a utilizar dois pesos e duas medidas? No meio ciêntífico nunca ouviste falar de HIPÓTESES?
      Se um naturalista faz uma hipótese, por mais RIDÍCULA que seja, Vos crentes neles dizem: Ele está estudando. Agora se um cientista criacionista faz o mesmo dizes: Que ridículo.
      Lamentável…

      Ainda misturam a teoria da evolução, com o ateísmo e com a falta de moralidade.
      A maioria dos bispos católicos e anglicanos não são ateus e apoiam a evolução.

      E??? Se alguns homens creem em evolução dirigida, ou generalizam ateus com imorais, o que isso tem a haver com a BÍBLIA?

      A suécia é o país com mais ateus do mundo ocidental e também é um dos que tem a melhor qualidade de vida.

      E também os maiores níveis de suicídio.
      Mesmo que seja um pais rico, ateu e com uma taxa de suicídio alto, o que isso tem a haver com a Bíblia?

      O que indica que é o Deus da bíblia que é essa inteligência?

      Fora a credibilidade bíblica assim como sua criação e permanência (tornando-a ÚNICA) , profecias concretizadas ao PE DA LETRA, Ressurreição de Cristo, Cristianismo primitivo e atos de Cristo ainda hoje de modo PESSOAL, mudando vidas, o que indica é a fé.

      Sabes que o cristianismo pregava que a Terra era plana? E que a Lua tinha a sua própria luz, como o Sol? E que a Terra era o centro do Universo? Tudo isso eram coisas que as pessoas desconheciam, então era tudo obra de Deus até que pessoas curiosas quiseram perceber o quê, porquê e como. Foi difícil publicar esses achados, porque a Igreja temia que isso pusesse o seu negócio em causa.

      Terra plana? Lua tinha própria luz como o sol? Cristianismo pregava isso? Nas palavras de quem? Cristo? Paulo? João? Mateus? Lucas? De onde é tua acusação? Por um acaso não está, pelo seu desconhecimento, a confundir cristianismo com catolicismo, está? Confundindo ensinamentos de Cristo com ensinamentos de pessoas que SE DIZIAM (Falsamente) ser em nome de Cristo?
      A respeito da Terra NÃO SER o centro do universo como comprovas? por um acaso consegues ver o UNIVERSO TODO e identificar empiricamente que o mesmo não se encontra no centro? Ou simplesmente CRÊ POR FÉ, no que a TEORIA (crença) do Big Bang diz?
      Por gentileza, poderia comprovar teu argumento sem utilizar a falácia do apelo ridículo? Consegues PROVAR que a Terra REALMENTE não está no centro? Como?

      Gosto

      • CrocoPato diz:

        “Prezado, como afirmas que NÓS somos os que creem cegamente? Por acaso não és TU que crê cegamente nos mitológicos “milhões” de anos assim como amebas que viram humanos? Com comprovas que o cego não és tu? Pela FÉ?”
        Começas mal. Onde eu disse que era a favor da evolução, contra a criação, a favor dos milhões de anos ou contra os 6500? Não consegues ler o meu texto de um ponto agnóstico? Por exemplo, seu eu fosse um dos que tem dúvidas, achas que eram estes argumentos, na maioria ad hominem, que me fariam escolher qual seria a situação mais plausível? E se te sentes “ofendido” com as minhas palavras, que em nada tinham essa intenção, então meu caro, devias relaxar mais.

        “Não. O Big Bang é uma fé professada a mais de 3000 anos atrás pelos hindus (Bindu Visphot) Há 3000 anos atrás Darwin nem “pensava” em nascer.”
        Isto trata-se de manipulação das minhas palavras. Sabes bem o que queria dizer, e se achas que consegues convencer alguém com esse argumento, estás enganado. Eu não conheço essa “fé” hindu se que falas, mas não era denominada big bang. A teoria do Big Bang, aquela que é o modelo da origem do universo mais plausível, segundo a comunidade científica, só surgiu no séc XX por Lemâitre. Desde aí, muitos físicos e matemáticos estiveram envolvidos nos detalhes e nos cálculos envolvidos para validar esta teoria. A minha questão baseou-se numa afirmação que vi neste blog, num artigo ou comentário de um de vós que defende o criacionismo, onde é dito que os “milhões de anos” surgiram somente e apenas para apoiar os militantes evolucionistas.

        “E que os cálculos indicam todos para que o universo tenha cerca de 14.5 biliões de anos?” -> “Quais cálculos? Por um acaso os conhece por completo como funciona sua elaboração?
        Ou simplesmente acata cegamente pois combina com tua fé?”
        Primeiro, parece-me que me enganei no valor. Queria dizer ~13.75 biliões (americanos, ou seja ~13.750.000.000 anos).
        Eu não sou matemático nem físico. Agora, diria que a quantidade de pessoas que ganha prémios Nobel e são consideradas mentes brilhantes na nossa era não andam por aí a pregar mentiras. Estarás a dizer que a maioria (senão toda) da comunidade de físicos e matemáticos andam a forjar resultados, e validando entre eles esses erros, só para apoiar os milhões de anos? Podes chamar de fé o facto de aceitar o que a maioria dos cientistas estuda e divulga. O Hubble era ateu militante e forjou as suas descobertas, que levaram ao estudo cosmológico moderno, porque queria apoiar a evolução? É esse o vosso ponto? Posso esclarecer mais, se tiveres dúvidas no que perguntei.

        “Quem disse que a matemática prova Darwin? Qual é a lógica que utilizaste para esta afirmação?”
        Esta questão tem a mesma explicação que o ponto anterior. Em que os milhões de anos surgiram para apoiar a evolução, porque esta só é possível com tempo. Se a matemática usada nos cálculos da física (e cosmologia), aponta para milhões/biliões de anos, também faz parte da conspiração?

        “Depois, aceitam que existem evidências para a micro-evolução, mas continuam a dizer que foi tudo criado em 6 dias há 6500 anos. Isto não é um pouco contraditório?” -> “Não. Porque seria contraditório?” -> “Eram animais extintos.”
        As evidências para micro-evolução de espécies maiores pode ser observada em fósseis, onde se percebe um rearranjamento na estrutura do esqueleto por exemplo. Porque consideras que os hominídeos são simplesmente animais extintos e não são evoluções de uma espécie que culmina no homo-sapiens? Se para os animais funciona de uma forma, porque do australopiteco para o homo-sapiens não funciona da mesma forma? Ou só consideram micro-evolução em seres microscópicos, plantas ou aquela que é efetuada de forma controlada, num laboratório ou como os pombos que Darwin estudou?
        “Quem disse que não há registro? Por um acaso utilizas as colunas geológicas?” -> Estava mesmo a referir-me a registos escritos. O cuneiforme surgiu há ~5000 anos e antes disso haveriam pinturas rupestres. Ou isto é também considerado como fazendo parte da conspiração do Darwin?

        “O homem é especial pois possui ALMA que é comprovado pela essência da RAZÃO que o mesmo possui”
        Isso é a tua opinião e a tua fé, baseada somente na tua fé. Não há nenhuma prova da existência da alma, ou que implicações isso teria, muito menos que esta é a origem do que chamas razão.
        “é o UNICO que é a imagem e semelhança de Deus.”
        Novamente, isto é somente baseado em crenças.

        “Agora invertendo a pergunta, se de acordo com a fé darwinista, um macaco, um galho de árvore, uma barata e o homem são iguais, porque SOMENTE O HOMEM possui a RAZÃO?”
        Eu não disse que eram iguais, e segundo a teoria da evolução essas espécies diferenciaram-se algures no tempo. Relativamente À tua pergunta, não sei. Isso prova o quê? Que foi Deus que fez assim?

        “A Verdade SEMPRE prevalece. E por mais que tente encobri-la com névoas de dúvidas, no final, ela SEMPRE aparece.”
        Esse era o meu ponto na questão da autoridade. Por muito que este ou aquele digam isto ou aquilo, somente as evidências interessam. E quando há evidências esmagadoras, em diversos campos da ciência não relacionados no sentido de uma teoria (estou a referir-me aos milhões de anos e não à evolução em si) e há tão poucas para além de um livro escrito há uns milhares de anos para uma possível concorrente, diria que a verdade está na que tem mais evidências, mesmo que esta não explique tudo tintim por tintim.

        “Olha, há controvérsias sobre esta “certeza”. [...]”
        Não vou entrar nessa discussão irrelevante para aqui. Novamente a pegar em coisas que são ditas e distorcendo de forma a fazer um ataque ao meu intelecto, e sentires que ganhaste qualquer coisa…

        “A passagem não é bem desta maneira que explanaste.”
        A questão é essa, não há interpretações 100% certas ou 100% erradas, não podes dizer que a minha interpretação é errada, se não concorda com a tua. A minha interpretação é que a Terra foi posta em fundações e nunca se irá mover destas. Seria o que uma criança normal que desconhecesse qualquer religião interpretaria desse texto.
        A título de curiosidade, como interpretas Isaías 30:26?

        “TODOS??? O_o??”
        Sim todos os POPULARES, aqueles que aparecem como “frontmen” do criacionismo. Aqueles que a maioria das pessoas que não saibam pesquisar artigos “científicos” encontram se tiverem interesse no assunto. Vão ao youtube e procuram por criacionismo na língua delas e encontram as pessoas que referi. Para além que eu não disse “cientistas criacionistas”.

        “Primeiro: Hovind, Ray Comfort, etc..: são apenas um HOMENS falhos, assim como Darwin como o próprio EINSTEIN.”
        A questão aqui é que há uns que dizem que têm a revelação divina (Hovind, Comfort, etc) e outros que não referem as suas crenças ou descrenças…

        “A minha certeza é NELA e não em homens.”
        No entanto a bíblia foi escrita por homens. Homens que também se diziam ter a revelação divina. Notas algum padrão?

        “Se um naturalista faz uma hipótese, por mais RIDÍCULA que seja, Vos crentes neles dizem: Ele está estudando.”
        Errado. Suponho que a maioria das pessoas (incluindo eu) nem ouve falar dessas hipóteses ridículas se estas não tiverem qualquer tipo de base. E sim, quando um tipo criacionista diz que a banana é a prova de que a evolução não acontece, então é ridículo.

        “E??? Se alguns homens creem em evolução dirigida, ou generalizam ateus com imorais, o que isso tem a haver com a BÍBLIA?”
        Onde está a referência à bíblia na minha questão?

        “Fora a credibilidade bíblica assim como sua criação e permanência (tornando-a ÚNICA)[...] Ressurreição de Cristo, Cristianismo primitivo”
        Conheço pelo menos um povo religioso que não concordaria contigo. Para além de que essas afirmações são apenas baseadas na tua fé e na própria bíblia…

        “Cristianismo pregava isso? Nas palavras de quem?”
        Realmente eram os bispos e outros pregadores da igreja católica que espalhavam isto. Mas sabes que o cristianismo saiu do império romano. E que a igreja católica foi a primeira instituição a espalhar o cristianismo, juntamente com os factos que referi. Juntamente com os mesmos argumentos de que só eles tinham a revelação divina.

        “Por gentileza, poderia comprovar teu argumento sem utilizar a falácia do apelo ridículo? Consegues PROVAR que a Terra REALMENTE não está no centro? Como?”
        Qual seria a alternativa? Que todo o Universo se movimentaria em torno da Terra? Mas as luas de Júpiter rodam em torno de Jupiter, e este roda em torno do Sol… A teoria da gravidade e as leis do movimento de Newton conseguem prever a posição futura dos astros do Sistema Solar. Estás a insinuar que essas leis estão erradas? Mas como disse, eu não sou cientista, mas vai perguntar isso a algum físico, pode ser que ele tenha uma resposta melhor.

        Agora um a-parte, qual a vossa posição sobre a velocidade da luz, da constante de Hubble e sobre o método do “red-shift” que o Hubble usou para calcular as distâncias de galáxias.

        Gosto

  7. Azeteck e Jef….

    Tenham calma com a ciência. As descobertas cientificas não aparecem quando nós cremos. Muitas vezes demoram muito anos e por vezes não se consegue mesmo um resultado.

    O problema da origem da vida é extremamente complexo. Podemos fazer um enorme progresso em pouco tempo ou demorar imenso.

    Para já o que é que se sabe ?

    A experiência de Miler foi um marco importante. Foi um sucesso porque permitiu responder a uma questão importante :

    É possível compostos orgânicos, nomeadamente aminoácidos, serem gerados espontaneamente a partir de simples reacções químicas ou é necessário um ser vivo pré-existente com a sua complexidade para o fabricar?

    A resposta é que, pelo menos nas condições da experiência, podemos afirmar que sim.

    Ficamos sem saber se há outras condições capazes de gerar aminoácidos.

    Naquelas é certo.

    Sabemos que no espaço há produção de aminoácidos e outros compostos orgânicos.

    Qual a sua origem ?

    Não sabemos. Sabemos é que em qualquer lugar em que surjam condições idênticas será de esperar que surjam aminoácidos.

    Haverá outros ?

    Agora como se dá o salto de aminoácidos para passarinhos já é pedir muito em tão pouco tempo.

    A resposta pode vir muito rapidamente, demorar muito tempo ou nunca vir de todo.

    Isto já é um notável progresso. O futuro ?

    Bom podemos extrapolar pelo passado….

    Lord Kelvin fez uma demonstração muito coerente da impossibilidade de algo mais pesado que ar, sem ser um ser vivo, pudesse voar. Quinze anos depois os aviões tinham um papel importante na primeira guerra mundial.

    Nos tempos da experiência de Miler se alguém afirmasse que era possível clonar um animal como um mamute ou mastodonte congelados há 30.000 anos era internado.

    Há dez anos atrás não passava pela cabeça de ninguém que num fóssil de dezenas de milhões anos pudesse existir material orgânico detectável.

    Neste ultimo caso esta descoberta pode levar a parte nenhuma: o material residual está de tal modo degradado que pouca ou nenhuma informação se pode retirar ou…..daqui a dez a dez anos é mera rotina mapear o genoma de fósseis até 150 milhões de anos e um desafio maior os de 300 milhões.

    A ciência é assim. Umas vezes rápida outras não chega a parte nenhuma.

    E reparem que cada nova descoberta carrega consigo muitas mais perguntas.

    Falando só só da experiência de Miler:

    Houve uma altura na terra que as condições eram aquelas?

    Será que há outras condições, até na terra actual, em que surjam aminoácidos?

    Será que os compostos orgânicos podem ser transportados através do espaço ?

    A beleza da ciência está na procura de respostas e na quantidade de novas questões que são levantadas.

    Desejo a todos um bom fim de semana (o que resta dele) e um motivo de reflexão:

    Há 150 anos não sabíamos a constituição das estrelas, a que distância estavam, como funcionavam, o tempo que a luz delas demorou a chegar a nós. Os fósseis que conhecíamos, todos juntos, se calhar não enchiam o museu de história natural de NY, não sabíamos da constância da velocidade da luz, datar a terra ou o universo, nada do adn e por aí fora.

    Neste curto espaço de tempo datamos artefactos, eu que o diga, com carbono 14 com a mesma facilidade com que atravessamos um oceano a 900 quilómetros por hora, conseguimos mapear códigos genéticos de humanos e não só mortos há 30 mil anos. Poderíamos até – pelo menos teoricamente – clonar Tutank Amon, um neardental ou um mastodonte…

    Agora é preciso é paciência estas coisas não caiem do céu…..Há quantos anos se anda à procura duma teoria que compatibilize a relatividade com a mecânica quântica ?

    Leiam mais artigos cientificos e menos artigos de opinião de criacionistas da terra jovem. Alguns são divertidos mas, até à data, não produziram qualquer conhecimento. Só ruído…

    Gosto

    • Azetech diz:

      João Melo
      Tenham calma com a ciência. As descobertas cientificas não aparecem quando nós cremos. Muitas vezes demoram muito anos e por vezes não se consegue mesmo um resultado.
      Ora, mas não estamos irados com a CIÊNCIA , pelo contrário, gostamos dela. É pela ciência que nos aproximamos mais de Deus.
      O nosso problema é com a PSEUDO-CIÊNCIA, que pela ideologia filosófica naturalista, nos traz atrazo científico.

      O problema da origem da vida é extremamente complexo. Podemos fazer um enorme progresso em pouco tempo ou demorar imenso.

      hehehe o problema é de vocês (Naturalistas) e não nosso (Criacionistas). Nós sabemos sua origem e quem originou olhando para as EVIDÊNCIAS. Vos não sabeis da origem e muito menos o que originou, mesmo possuindo as evidências. (Na verdade não é que não sabem, negam)

      Para já o que é que se sabe ?
      A experiência de Miler foi um marco importante. Foi um sucesso porque permitiu responder a uma questão importante :
      É possível compostos orgânicos, nomeadamente aminoácidos, serem gerados espontaneamente a partir de simples reacções químicas ou é necessário um ser vivo pré-existente com a sua complexidade para o fabricar?
      A resposta é que, pelo menos nas condições da experiência, podemos afirmar que sim.

      Miller fez um caldo venenoso pois continha aminoácidos canhotos e DESTROS. Um aminoácido destro IMPEDE que a vida se forme.
      Ele também o fez em uma “MÁQUINA” que havia COMPARTIMENTOS que separava as moléculas para não serem destruídas pelas MESMAS fagulhas que a criava.
      Com outras palavras Miller fez uma MÁQUINA de criar ALGUNS aminoácidos.,e só.
      As condições da experiência diferem ao extremo da natureza, por isso NÃO PROVA que o mesmo pode gerar aminoácidos espontaneamente. (A não ser que exista um planeta VIVO com inteligência, e compartimentos que separe as moléculas)

      Ficamos sem saber se há outras condições capazes de gerar aminoácidos.
      Naquelas é certo.

      Então prezado , aquelas circunstâncias envolvia-se uma “MAQUINA” com cápsulas (Para Ativar as fagulhas APENAS nas moléculas inorgânicas, e depois de algumas criadas separa-las em outro local) e inteligência

      Não acredito que mesmo diante das evidências ainda queres comparar aquelas circunstâncias ARTIFICIAIS com um suposto ambiente NATURAL. Seguindo esta lógica posso afirmar que em um ambiente como uma linha de montagem de veículos, carros podem se formar.
      Acho que não entendeste ainda o que foi o experimento de Miller.
      Em suma ele produziu ARTIFICIALMENTE aminoácidos. ARTIFICIALMENTE e NATURALMENTE há “anos luz” de diferença.

      Sabemos que no espaço há produção de aminoácidos e outros compostos orgânicos.

      Como assim SABEMOS que há PRODUÇÃO??? Não sabemos referente a sua PRODUÇÃO. Só Sabemos que HÁ aminoácidos PRONTOS em outros lugares do espaço.
      A evidência foram de aminoácidos canhotos encontrados em meteoritos e não evidência de sua PRODUÇÃO.

      Sabemos é que em qualquer lugar em que surjam condições idênticas será de esperar que surjam aminoácidos

      Neste ponto eu concordo contigo. Se houver um onde no espaço, que haja um cientista, tubos de ensaio para SEPARAR em compartimentos as moléculas (Pois se a mesma fagulha que forma moléculas inorgânicas em aminoácidos, atingirem os aminoácidos criados, elas serão DESTRUÍDAS e inteligência para a seleção dos materiais, certamente um caldo VENENOSO composto de aminoácidos canhotos e DESTROS serão formados.
      Agora, como os aminoácidos CANHOTOS são formados SOZINHOS…… é outra história..

      daqui a dez a dez anos é mera rotina mapear o genoma de fósseis até 150 milhões de anos e um desafio maior os de 300 milhões.

      Não sabe como anseio por isso. Quando a luz vem a algo nebuloso, a verdade é exposta. Quando mapearem estes fósseis, a teoria evolutiva será enterrada juntamente com os mitológicos milhões de anos.
      Nenhum EQUIVOCO ou falsa fé sobrevive diante das evidências.

      Leiam mais artigos cientificos e menos artigos de opinião de criacionistas da terra jovem. Alguns são divertidos mas, até à data, não produziram qualquer conhecimento. Só ruído…

      HAHAHAHAHAHA leiam mais artigos “científicos” e menos artigos de opinião de criacionistas? HAHAHAHAHAHA alguns são divertidos, não produzem conhecimento, só ruido?? HAHAHAHAHAHA

      Perdoe-me pela onomatopeia, mas não aguentei…
      Teu desespero ficou evidente agora prezado. O fato de tentar “calar” o criacionismo com analogias torpes (Criacionismo=Pseudo-Ciência, Naturalismo=Ciência) e incentivos para não efetuar sua leitura, lendo apenas artigos naturalistas, só demonstra a preocupação, pelo qual possui, referente a fragilidade de sua fé.

      Teu desespero é tão grande que o faz visitar sites criacionistas, tentando (sem sucesso) fazer uma pregação ao naturalismo e a pseudo-ciência.

      O darwinismo assim como as falsas doutrinas estão repletas de falhas, e pelos avanços científicos, estas falhas estão ficado evidentes, chegando a ser INSUSTENTÁVEIS.
      Atitudes radicais, como por exemplo dos NEO-Ateístas, são sinais de uma crença AMEAÇADA, beirando para teu fim.
      Achas mesmo que o criacionismo produz ruído? Eu afirmo que não apenas ruido mas um TORMENTO ENORME.

      Tu és a evidência disso, prezado. O Criacionismo BÍBLICO incomoda e MUITO. Incomoda tanto que o faz dispor de tempo, como tentativa (sem sucesso) de refuta-la.
      Se de fato fosse apenas um ruido sem importância, tu, assim como teus irmãos, simplesmente não ligariam. Tua visita neste sitio não existiria assim como este comentário. Simplesmente viveria tua vida, ignorando nossas opiniões. Porém não é o que acontece, não é mesmo?

      Gosto

  8. atenção que eu não digo que ruído como o mats faz não é útil. È óptimo que pessoas como ele contestem tudo. seja qual for o método usado . Até porque é assim que a ciência avança.

    Ele lê – em diagonal – um texto traduzido por alguém cuja boa fé não é das melhores.

    Trunca o que é de truncar, altera o que acha que não lhe convém, e conclui – muito sabiamente – o que quer e lhe apetece. De acordo com a sua mundivisão, cuja se perder, vai ser o diabo.

    Ele quer querer que é assim.

    Que Deus lhe permita ser assim feliz.

    Uma leitura literal ( Bem aventurados os…) e uma felicidade plena assim.

    Não tente é fora da bem aventurança – que lhe deveria chegar- partir para tirar de César o que é de César…

    Gosto

    • Azetech diz:

      João Melo
      Ele lê – em diagonal – um texto traduzido por alguém cuja boa fé não é das melhores.
      Trunca o que é de truncar, altera o que acha que não lhe convém, e conclui – muito sabiamente – o que quer e lhe apetece. De acordo com a sua mundivisão, cuja se perder, vai ser o diabo.

      É mesmo? ONDE?
      Consegues então, provar tua acusação e refutar os argumentos apresentados, pelos supostos argumentos “originais” sem a suposta “deturpação” realizadas pelos “desonestos” CRIACIONISTAS?

      Percebes que fiz isso contigo referente a falsa impressão que estava tentando transmitir da experiência de Miller assim como a suposta formação de aminoácidos canhotos no espaço.

      Também o fiz com a Ana, referente as supostas “Certezas” das técnicas de datações radiométricas (em rochas e na atmosfera)

      Consegues embasar então, racionalmente, tua acusação citando os supostos pontos adulterados?

      Gosto

  9. Azetech diz:

    CrocoPato

    Começas mal. Onde eu disse que era a favor da evolução, contra a criação, a favor dos milhões de anos ou contra os 6500?

    Em apenas 3 palavrinhas nesta frase, demonstraste:
    “Este texto poderá ser longo e serve apenas para eu perceber melhor a mentalidade das pessoas que acreditam assim tão cegamente que a Terra tem 6500 anos e que Deus criou o Homem à sua imagem.

    “…assim tão cegamente…” é um termo pejorativo. Se de FATO fosse neutro, como afirmas, não o utilizaria.

    Não consegues ler o meu texto de um ponto agnóstico?

    Pela colocação pejorativa, a única impressão que transmitiste é de ser um ATEU. Se deseja ser neutro, seja neutro em tuas palavras. Pelo que vemos, teu suposto agnosticismo tente ao naturalismo.

    Por exemplo, seu eu fosse um dos que tem dúvidas, achas que eram estes argumentos, na maioria ad hominem, que me fariam escolher qual seria a situação mais plausível?

    “seu eu fosse dos que tem dúvidas” … Fosse?? Por um acaso não és?? Se de fato tivesse uma posição agnóstica NEUTRA, esta frase deveria se permaneceria no PRESENTE.

    Se de fato fosse neutro referente ao naturalismo e criacionismo, como mesmo deste a entender nesta frase: “Onde eu disse que era a favor da evolução, contra a criação, a favor dos milhões de anos ou contra os 6500″, com certeza não traria uma certeza como uma suposição (… se eu FOSSE…)
    Isso só demonstra que toma partido sim, e o partido, somado com o termo pejorativo, é pela posição naturalista.

    E se te sentes “ofendido” com as minhas palavras, que em nada tinham essa intenção, então meu caro, devias relaxar mais.

    Mas eu estou relaxado. Se te sentes “ofendido” com minha forma “seca” de falar, relaxe, não tenho a intenção de ofender.

    Isto trata-se de manipulação das minhas palavras. Sabes bem o que queria dizer, e se achas que consegues convencer alguém com esse argumento, estás enganado.

    E quem disse que me preocupo em te convencer? Naturalistas não querem ser convencidos, mas sim SE CONVENCER. Pelo teu argumento pejorativo e pelo seu questionamentos a bíblia e NENHUM questionamento a teoria evolucionária assim como a abiogêneses (mesmo com as falhas que as mesmas possuem), ficou claro tua intenção, e aprender ou analisar, não faz parte do escopo.

    . Eu não conheço essa “fé” hindu se que falas, mas não era denominada big bang.
    Pois se conhecesse saberia. A fé hindu baseia seu mito de criação com o Bindu Vipshot que significa LITERALMENTE “explosão de um ponto”.
    Está certo que o insinuar que a teoria do Big Bang é um plágio do hinduísmo, só porque os hindus criam na mesma ideia que a teoria propõe, a 3000 anos ANTES, seria tão falacioso quanto afirmar que a bíblia é um plágio de crenças anteriores, apenas por possuir algumas similaridades, não é mesmo ?

    A teoria do Big Bang, aquela que é o modelo da origem do universo mais plausível, segundo a comunidade científica, só surgiu no séc XX por Lemâitre.

    Segundo a comunidade científica?? Sério mesmo que crês em uma suposta unanimidade?
    Para questão de origens, Não há unanimidade, mas sim divergências. Teoria das cordas, Big Crunch,, teoria do “nada”, multiverso, origem sobrenatural, fazem parte do escopo de crenças dos cientistas.
    Estão esta tua frase “mais plausível, segundo a comunidade científica” é utópica, não refletindo a realidade.

    Desde aí, muitos físicos e matemáticos estiveram envolvidos nos detalhes e nos cálculos envolvidos para validar esta teoria.

    Fisicos e matemáticos que creem nesta proposta, tentaram (sem conseguir) validar este modelo de fé. Físicos e matemáticos são céticos referente a esta crença, tentam provar outros modelos. Atkins, por exemplo, tenta provar pelos seus cálculos (o que acho muito insano) que NADA existe. Segundo ele NADA existia no passado e NADA existe hoje. A única diferença é que hoje temo os NADA organizado O_o!!!!

    A minha questão baseou-se numa afirmação que vi neste blog, num artigo ou comentário de um de vós que defende o criacionismo, onde é dito que os “milhões de anos” surgiram somente e apenas para apoiar os militantes evolucionistas.

    Os “milhões de anos” não surgiu para APENAS apoiar os militantes evolucionistas. Ufologistas também possuem esta crença. Os hindus também possui esta crença. Os “milhões de anos”, a meu ver, é um equivoco científico, que por embasar estas doutrinas, tenta se manter. Porém quem não possui a fé naturalista, hinduísta, “ufologista”, e outras religiões que se baseia nesta crença, não crê nesta proposta de fé.

    Queria dizer ~13.75 biliões (americanos, ou seja ~13.750.000.000 anos).
    Eu não sou matemático nem físico. Agora, diria que a quantidade de pessoas que ganha prémios Nobel e são consideradas mentes brilhantes na nossa era não andam por aí a pregar mentiras.

    Argumentum ad verecundiam e Argumentum ad populum ao mesmo tempo? Sinto lhe dizer mas falácias não convencem quem não possui uma fé embasada por crenças em longas.
    Pergunto novamente: quais são estes supostos cálculos que “comprovam” uma suposta terra “antiga”? Tu a conheces ou deixa simplesmente se levar por estas duas falácias?
    Devo ressaltar que Nobel e Quantidade de opiniões, sem PROVAS, não valem NADA.
    O mundo todo pode achar que a terra é plana, e as autoridades também. Porém se não PROVAREM, seus argumentos não possuem valor.

    Estarás a dizer que a maioria (senão toda) da comunidade de físicos e matemáticos andam a forjar resultados, e validando entre eles esses erros, só para apoiar os milhões de anos?

    Números, por favor. Se afirmas que a maioria, senão TODA a comunidade de físicos e matemáticos apoiam a ideia de um planeta “idoso”, qual fonte utilizas? Existiu algum censo abrangendo todos cientistas formados?
    Agora referente a resultados “forjados”, quem disse que TODOS são iguais e unânimes? Onde está a evidência que TODOS chegaram a cálculos exatamente iguais?

    Podes chamar de fé o facto de aceitar o que a maioria dos cientistas estuda e divulga.

    SIM. Se mesmo que TODOS fossem unânimes (o que não são), e mesmo assim possuíssem uma teoria sem comprovação, ela não deixaria de sair do campo da fé.
    O que demonstra se um argumento é fato ou crença não é a quantidade de pessoas que a professa, mas sim se a mesma é ou não comprovada empiricamente.

    O Hubble era ateu militante e forjou as suas descobertas, que levaram ao estudo cosmológico moderno, porque queria apoiar a evolução?

    Quais descobertas? o afastamento do universo? achas que criacionistas não aceitam o fato dele estar se afastando? Se enganas amigo. O Afastamento do universo além de NÃO PROVAR que ele surgiu de uma explosão de um ponto, enquadra-se perfeitamente aos modelos bíblicos.

    Se a matemática usada nos cálculos da física (e cosmologia), aponta para milhões/biliões de anos, também faz parte da conspiração?

    Quais cálculos da física e cosmologia? Poderia ser mais específico para debatermos sobre CADA uma delas melhor?

    As evidências para micro-evolução de espécies maiores pode ser observada em fósseis, onde se percebe um rearranjamento na estrutura do esqueleto por exemplo

    “micro-evolução”, é adaptação dos seres. Esta adaptação pode variar-se em RAÇAS.
    Porem mesmo formando-se as raças, a informação genética de sua espécie continua a mesma, SEGUNDO sua espécie. Com outras palavras, um peixe, mesmo variando em raças, CONTINUA sendo peixe.

    Porque consideras que os hominídeos são simplesmente animais extintos e não são evoluções de uma espécie que culmina no homo-sapiens?
    Ora, porque sou cético a fé darwinista. Eu duvido desta fé assim como duvidas que o homem foi formado da terra por Deus.

    Se para os animais funciona de uma forma, porque do australopiteco para o homo-sapiens não funciona da mesma forma?

    Pelos RESQUÍCIOS de fósseis deste suposto ser extinto (que não chegam a 10% de sua estrutura total) descobriu-se que o Australopitecos Afarensis é 100% Primata. O homem é 0% primata. Porque achas que são da mesma espécie? O Gorila e o homem são das mesmas espécies? Uma mulher pode ser mãe de um chimpanzé? Não entendo porque achas que cremos que estes animais e humanos são “primos”. Especiação e adaptação é totalmente diferente desta suposta mudança que está a insinuar.

    Ou só consideram micro-evolução em seres microscópicos, plantas ou aquela que é efetuada de forma controlada, num laboratório ou como os pombos que Darwin estudou?

    Não. Consideramos todos os tipos básicos (Baramins) que possuem sua espécie diversificada em forma de raças. Cremos que Deus criou os tipos básicos ISOLADOS, com a capacidade de se adaptar ao meio ambiente.

    Estava mesmo a referir-me a registos escritos. O cuneiforme surgiu há ~5000 anos e antes disso haveriam pinturas rupestres. Ou isto é também considerado como fazendo parte da conspiração do Darwin?

    Vamos pelo início. COMO se prova que o cuneiforme possui ~5000 anos? Como se chega a esta conclusão. Quais são os cálculos, as técnicas, os métodos, etc.. Este foi meu ponto.

    Isso é a tua opinião e a tua fé, baseada somente na tua fé. Não há nenhuma prova da existência da alma, ou que implicações isso teria, muito menos que esta é a origem do que chamas razão.

    Ora mas é claro que é minha fé. Tua pergunta foi direcionada a minha fé: “Se o Homem é especial e à imagem de Deus, porque tem este os mesmo mecanismos dos restantes seres vivos?”
    Quando citaste “Deus” e questionaste o motivo pelo qual os homens diferem-se dos animais, tua pergunta foi referente a minha fé. Porque responderia de outro modo?

    Relativamente À tua pergunta, não sei. Isso prova o quê?
    Prova que a tua fé é incapaz de responder o que minha fé responde. Então com isso, não consegues comprovar que a a razão NÃO É a evidência da alma, pois nem mesmo sabe a origem da razão.

    Esse era o meu ponto na questão da autoridade. Por muito que este ou aquele digam isto ou aquilo, somente as evidências interessam. E quando há evidências esmagadoras, em diversos campos da ciência não relacionados no sentido de uma teoria (estou a referir-me aos milhões de anos e não à evolução em si) e há tão poucas para além de um livro escrito há uns milhares de anos para uma possível concorrente, diria que a verdade está na que tem mais evidências, mesmo que esta não explique tudo tintim por tintim.

    Está a confundir um ponto importante. Estas supostas “abundância” de evidências para a terra “anciã” e a suposta “escassa” evidência para a terra jovem, é embasado em TUA explicação para a mesma evidência, e não para a evidência em si.
    Com outras palavras, as evidências que temos para corroborar a Terra jovem SÃO AS MESMAS que as evidências que possui para “corroborar” tua Terra idosa, porém com EXPLICATIVAS DIFERENTES.
    Por exemplo: segundo tua fé, crê que as colunas estratigráficas, e os fósseis encontrados nela, simbolizam TEMPO. As MESMAS evidências, segundo a nossa, simboliza enchente global RÁPIDA e extinção em massa.
    Percebes? O detalhe está nas PRESSUPOSIÇÕES das evidência e não nelas em si.
    Caso duvides, faço um desafio:
    Cite UMA evidência que refute a terra jovem (Detalhe, eu disse EVIDÊNCIA e não EXPLICAÇÃO dela)

    Sim todos os POPULARES, aqueles que aparecem como “frontmen” do criacionismo. Aqueles que a maioria das pessoas que não saibam pesquisar artigos “científicos” encontram se tiverem interesse no assunto. Vão ao youtube e procuram por criacionismo na língua delas e encontram as pessoas que referi. Para além que eu não disse “cientistas criacionistas”.

    A pergunta prevalece. TODOS?? Acha que cientistas criacionistas não são populares? Como chegaste este veredicto? Qual é tua fonte?

    A questão aqui é que há uns que dizem que têm a revelação divina (Hovind, Comfort, etc) e outros que não referem as suas crenças ou descrenças…

    E???

    No entanto a bíblia foi escrita por homens. Homens que também se diziam ter a revelação divina. Notas algum padrão?

    Não. Não há nenhum padrão em homens de Hoje, com os autores inspirados por Deus.
    Nenhum destes homens de hoje que falam FALSAMENTE em nome de Deus possui o que homens que falavam VERDADEIRAMENTE em nome de Deus… seus SINAIS.
    Sabe quais são? MILAGRES, REVELAÇÕES e PROFECIAS.
    Achas que é só se dizer inspirado por Deus, e pronto… podes começar a escrever a bíblia?
    Não é assim que funciona, prezado. Se não tiver os sinais, serão apenas pessoas rejeitadas.

    Errado. Suponho que a maioria das pessoas (incluindo eu) nem ouve falar dessas hipóteses ridículas se estas não tiverem qualquer tipo de base.

    Não? Quer algo mais ridículo do que falar que uma EXPLOSÃO trouxe ordem? Quer algo mais ridículo do que falar que ACASO gera informação? Quer algo mais ridículo do que crer que LAMA pode se transformar em VIDA em um ambiente ESTÉRIL ? Quer algo mais ridículo do que falar que o tempo criou olhos e cérebro a uma AMEBA, transformando-a em GENTE?
    Presado, o que chama de “realidade” eu chamo de ridículo. porém o que eu chamo de REALIDADE tu chamas de ridículo. Isso ocorre pois temos visões de mundo completamente oposto. O que para ti é normal, a mim é anormal. E o que para mim é normal a ti é anormal.
    Com isso, o que achas ou deixa de achar o que é ridículo ou não….. a mim não há o menor valor.

    Onde está a referência à bíblia na minha questão?
    Creio que ao citar: “bispos católicos e anglicanos que apoiam a evolução.” inferiu-se indiretamente a bíblia, não é?

    Conheço pelo menos um povo religioso que não concordaria contigo. Para além de que essas afirmações são apenas baseadas na tua fé e na própria bíblia…
    Então empatamos, pois também não concordo com o livro “Origem das espécies” e a macro-evolução também é fundamentado em fé.

    Mas sabes que o cristianismo saiu do império romano.
    Sabe-se? Pelo que saiba o Cristianismo saiu do judaísmo, foi elaborado por Cristo e anunciado pelos apóstolos. Roma entrou na história 300 anos depois. (esqueceste das perseguições romanas contra os cristãos?)

    E que a igreja católica foi a primeira instituição a espalhar o cristianismo, juntamente com os factos que referi.
    Não. Já existiam cristãos anterior e porterior a igreja romana. Porem TODAS eram perseguidas por eles (como os Anabatistas e Valdences)

    Juntamente com os mesmos argumentos de que só eles tinham a revelação divina.

    Bom.. eles poderiam falar o que quizer, porém onde estão os SINAIS de Deus para comprovar seus argumentos?

    Qual seria a alternativa? Que todo o Universo se movimentaria em torno da Terra? Mas as luas de Júpiter rodam em torno de Jupiter, e este roda em torno do Sol… A teoria da gravidade e as leis do movimento de Newton conseguem prever a posição futura dos astros do Sistema Solar. Estás a insinuar que essas leis estão erradas? Mas como disse, eu não sou cientista, mas vai perguntar isso a algum físico, pode ser que ele tenha uma resposta melhor.

    Não entendeste minha pergunta. Se TODAS as leis de TODO UNIVERSO estivesse fundamentado sobre a TERRA como saberia? Se todos os movimentos que observamos fosse provocados pelo movimento de TODO UNIVERSO, e não da Terra? como refutaria?
    Por exemplo, sobre nossa óptica aqui da terra, o universo TODO está a rodar sobre a terra. Porém pergunto, como se sabe que a nossa óptica NÃO É A REAL?
    Por isso acho minha hipótese válida, mesmo que não consiga comprova-la (devido a este motivo chamo-a de hipótese)

    Agora um a-parte, qual a vossa posição sobre a velocidade da luz, da constante de Hubble e sobre o método do “red-shift” que o Hubble usou para calcular as distâncias de galáxias.

    Ora, ela demonstra um universo “gigantesco”, o que mais poderia demonstrar?
    Porém que fique claro que demonstrar um universo gigante, não significa que não foi criado ao mesmo tempo com uma idade aparente.
    Agora sobre o “Red e Blue-shift”, como ficaria sua posição ao analisar que as galáxias distantes (Vermelho) e as próximas (Azul) serem PARECIDAS e já FORMADAS com a mesma idade? segundo tua crença as vermelhas não deveriam parecer “Jovens”?

    Gosto

  10. Luiz diz:

    Criacionistas creem que todos os tipos de cachorros se originaram de um casal de cachorros, vindo da arca.
    Evolucinistas creem que todos os tipos de seres vivos (árvores, homens, bactérias, tubarões, escorpiões etc.) se originaram de uma única de célula.

    Se a origem da vida fosse apenas de causas naturais materiais, então seria muito simples ressuscitar um morto (assim como se faz com um carro, ou uma máquina), pois tudo o que é “necessário” (toda a estrutura material e organizada) já está ali apenas esperando para ser “religado”.

    Gosto

  11. Luiz diz:

    Azetec,
    Sobre o geocentrismo, parece que há cientistas que desacreditam no heliocentrismo. Há alguns vídeos de modelos do geocentrismo no youtube (https://www.youtube.com/watch?v=CNjJZBpFekk). Eu, pessoalmente, tenho dúvidas quanto ao heliocentrismo, considerando verdadeiras as escrituras, tuda a criação gira em torno de Deus e do homem. À luz disso, faz muito mais sentido o modelo geoestacionário do que o helicocentrico.
    O que aconteceu com o modelo geocêntrico é o mesmo que os evolucionistas tentam fazer com o criacionismo: modificam a ciência toda para não admitir uma causa superior e um propósito.
    Mas, até quando?

    Gosto

    • Carlos diz:

      Levando em conta que o movimento de um corpo só se dá em relação a outro, então temos um universo rodando em volta da Terra, olhando de onde olhamos.
      E se luas giram em torno de Júpiter que giram em torno do Sol, estas luas não estão também girando em torno do Sol? Então no que as luas de Júpiter girarem em torno deste mudaria um universo girando em torno da Terra?
      Colocando-se a Terra como um referencial fixo temos todo o resto se movendo ao redor. Agora o que me diz qual o referencial que é certo fixarmos ou não?

      Gosto

  12. Elaboratus diz:

    Mats,
    A abiogénese não é tão somente necessária ao evolucionismo, mas também é necessária ao criacionismo bíblico, então ambas são incorretas perante a ciência?

    Gosto

    • Lucas diz:

      A abiogénese não é tão somente necessária ao evolucionismo, mas também é necessária ao criacionismo bíblico, então ambas são incorretas perante a ciência?

      O criacionismo Bíblico não depende da tese que defende a noção da vida biológica ter-se criado a ela mesma.

      Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s