Embriões de marsupial desenvolvem-se de modo totalmente distinto dos outros vertebrados

A edição de 2011 do livro escolar Biology escrito pelo evolucionista Ken Miller alega:
Os padrões semelhantes do desenvolvimento embrionário fornecem evidência suplementar para a tese de que os organismos originaram-se após um ascendente comum.
(p. 469)

Mas o que é que acontece quando tipos de organismos supostamente similares possuem padrões de desenvolvimento muito diferentes uns dos outros? Será que isso seria uma evidência contra a ascendência comum?

De facto, pesquisadores estão a descortinar diferenças vincadas no desenvolvimento dos vertebrados.

Um anúncio recente da ScienceDaily (30/11/2010), “Marsupial Embryo Jumps Ahead in Development,” declara:

Pesquisadores da “Duke University” descobriram que o programa de desenvolvimento executado pelo embrião de marsupial avança segundo uma ordem diferente da ordem seguida por virtualmente todos os outros vertebrados.

Os membros estão num sítio diferente durante o tempo todo” afirmou Anna Keyte, pesquisadora que executou este projecto como parte da sua dissertação de doutoramento. “Eles iniciam o desenvolvimento antes de quase todas as estruturas do seu corpo.”

Os biólogos tem-se entretido com a noção do desenvolvimento dos membros ser iniciada pelos sistemas de órgãos que aparecem primeiro, mas este estudo mostra que os membros dos marsupiais começam o desenvolvimento sem tal incentivo.

O livro escolar de Miller alega também que: “Os mesmos grupos de células embrionárias desenvolvem-se segundo a mesma ordem e seguindo padrões semelhantes de modo a produzirem muitos tecidos e órgãos homólogos nos vertebrados.” (p. 469).

Será que os evolucionistas (como Miller) olharão para estas descobertas recentes como “curiosidades” a não levar em conta, ou como dados que contradizem os seus argumentos em favor da descendência comum? Para todos aqueles dispostos a testar a descendência comum, o que os pesquisadores descobriram – em relação ao desenvolvimento embrionário dos marsupiais – está em conflito com os argumentos em favor da mesma descendência comum apresentada aos alunos por livros como os do evolucionistas Miller.

Conclusão:

Se a semelhança no desenvolvimento era evidência a favor da teoria da evolução, então a falta de tal semelhança deveria ser evidência contra a teoria da evolução. Mas como todos sabemos, os evolucionistas não se regem pelas mesmas leis da lógica e da ciência que o resto do mundo se rege.

O facto da ciência (mais uma vez) refutar as suas pretensões é apenas evidência da nossa falta de imaginação. E alem disso, há demasiada maldade neste mundo, portanto Deus não existe. Se existe, Ele nunca faria o marsupial da forma como está. Só pode ser resultado de evolução mesmo. É apenas uma questão de nós investigarmos melhor os “relacionamentos evolutivos” entre os diversos vertebrados.

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Biologia, Religião and tagged , , . Bookmark the permalink.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s