Darwinismo, Eugenismo e Racismo

A fundadora da organização “Planned Parenthood” era uma firme crente na teoria da evolução, e ela pôs isso em práctica na sua organização.

Eis aqui o que ela pensava sobre o desenvolvimento humano:

“É reportado que o Aborigine Australiano , a espécia mais baixa da familia humana, apenas um pouco acima do que os chimpazés em relação ao desenvolvimento cerebral, tem tão pouco auto controle sexual que só as autoridades policiais o conseguem prevenir de obter gratificação sexual em público”.[11]

O video em baixo mostra que, ainda hoje, a organização que ela fundou (Planned Parenthood) continua a acreditar que certas “raças” de pessoas não estão suficientemente evoluídas.

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Não classificado com as etiquetas , , . ligação permanente.

107 respostas a Darwinismo, Eugenismo e Racismo

  1. Joaquim Coelho diz:

    Sejamos honestos.
    Racismo e teorias eugénicas existem desde sempre.
    A teoria da evolução faz uma constatação, não emite juízos de valor ou aconselhamentos sobre atitudes éticas. O ´prório Darwin indica que a cultura e a eduação do ser humano são importantes e que o dever de proteger o mais fraco faz parte da raça humana.

    Mas deixemos vejamos a história do racismo e os leitores que tirem as suas conclusões:

    “Racismo – Crença segundo a qual as capacidades humanas são determinadas pela raça ou grupo étnico, muitas vezes expressa na forma de uma afirmação de superioridade de uma raça ou grupo sobre os outros. Pode manifestar-se como discriminação, violência ou abuso verbal.

    O racismo surge na Cultura Ocidental, ligado a certas concepções sobre a Natureza Humana que justificaram a discriminação dos seres humanos, tendo em vista a sua exploração.

    Até ao fim da Idade Média (século XV), a discriminação era feita com base em dois tipos de argumentos: os baseados na cultura e os apoiados na condição social.
    Os Gregos apoiaram-se sobretudo o primeiro tipo de argumentos. Sentiam-se superiores em relação aos outros povos porque se achavam mais cultos.
    Durante o Império Romano e na Idade Média, preponderam as discriminações baseadas na condição social. Os nobres na Idade Média, por exemplo, eram reconhecidos como superiores em relação aos outros grupos sociais, porque gozavam de certos privilégios que haviam herdado ou lhes fora atribuído por um Rei. Estes e outros privilégios estabeleciam uma hierarquia entre os seres humanos, fazendo com que uns fossem reconhecidos como superiores aos outros.
    A Natureza da Escravatura
    Hoje está muito difundida a ligação entre racismo e escravatura, de tal forma que tendemos a pensar que o racismo acabou por gerar a escravatura, que não corresponde à verdade. Até ao século XVII, tanto um branco como um negro podiam ser vendidos como escravos. Na Antiguidade Clássica houve grandes debates sobre a Escravatura, nomeadamente se escravos eram-nos por natureza (tese racista) ou por condição social. No primeiro caso partia-se do princípio que tinham uma natureza diferente dos outros seres humanos; no segundo caso, a sua natureza era idêntica, mas o que mudava era apenas a sua condição social, devido às causas mais diversas (guerras, dividas, raptos, etc).
    Na antiga Grécia, filósofos como Platão e Aristóteles ( séc.IV e III a.c.), procuraram fundamentar a escravatura em aspectos particulares da natureza humana dos escravos. A sua argumentação racista que estava contudo longe de ser aceite. A escravatura era em geral entendida como um acto de violência do mais forte sobre o mais fraco. Esta era a concepção que predominou entre os romanos.
    Uns, por nascimento, pertenciam ao grupos dos poderosos, ou se haviam imposto pela força.
    Outros, por nascimento ou pelas circunstâncias haviam-se tornado escravos de outros (pela guerra, por exemplo).
    Apesar desta consciência que a escravatura se fundava na violência, nem por isso deixava de ser aceite e defendido.
    A Bíblia, o livro de judeus e cristãos, não a condena a escravatura. Quando ao racismo, as posições são mais equivocas. O Cristianismo, por exemplo, defendia inicialmente que todos os homens eram filhos de um mesmo Deus não se distinguindo quando à sua natureza, mas sim quando à sua condição social.
    Maomé, o profeta do Islamismo, não condenou a escravatura, possuindo e comercializando inclusive escravos. Facto que tendeu a favorecer a aceitação da escravatura entre os muçulmanos. Em todo o caso estes não reconhecem distinções raciais, mas apenas religiosas.
    Em resumo, podemos dizer que até ao fim da Idade Média, admitia-se que todos os homens podiam ser livres ou escravos, não estando esta condição inscrita na sua natureza. A discriminações eram justificadas por diferenças culturais, e sobretudo por diferentes condições sociais entre os indivíduos. Até ao século XIX continua a achar-se NATURAL uns nascessem destinados a trabalhar (pela sua condição social) e outros a viverem à sua custa.
    .
    Nascimento do Racismo
    As primeiras concepções racistas modernas surgem em Espanha, em meados do século XV, em torno da questão dos judeus e dos muçulmanos. Até então os teólogos católicos limitavam-se aqui a exigir a conversão ao cristianismo dos crentes destas religiões para que pudessem ser tolerados. Contudo, rapidamente colocam a questão da “limpieza de sangre” (limpeza de sangue). Não basta convertê-los, “limpando-lhes a alma”, era necessário limpar-lhes também o sangue. Só que acabam por chegar à conclusão que este uma vez infectado por uma destas religiões, permaneceria impuro para sempre. A religião determina a raça e vice-versa. No século XVI esta concepção é estendida ao Indíos e Negros. Nenhuma conversão ou cruzamento destas raças, afirma o espanhol Frei Prudêncio de Sandoval, é capaz de limpar a sua natureza inferior e impura. A única cura possível, nestes casos, é o extermínio. Entre Sandoval e Adolfo Hitler existe uma linha de continuidade de ideias e práticas racistas (J.H.Jerushalmi).

    Ainda no século XVI, como refere Hannah Arendet, surgirá na França uma outra concepção racista que será retomada por outros ideologos racistas mais recentes. François Hotman sustenta então que existia na França duas raças diferentes: a dos nobres e da do povo. A primeira, de origem germânica, era a raça dos fortes e conquistadores. A segunda, a dos vencidos e antigos escravos. Trata-se de uma argumentação que procura sustentar em termos rácicos o poder e a supremacia da nobreza em toda a Europa.
    A questão da violência em que assentava a escravatura, será um dos principais argumentos utilizados utilizados entre os séculos XVI e XVIII para a condenar.

    Teorias Racistas Contemporâneas
    As teorias contemporâneas racistas surgem no século XVIII. Os cientistas do tempo esforçaram-se por identificar e classificar as diferentes raças. Umas são consideradas inferiores (em especial a raça negra) e apenas uma é assumida como superior (a raça branca europeia). A escravatura é recusada entre brancos, mas aceitável para os negros. Montesquieu, na sua célebre obra – O Espírito das Leis-, tem dificuldade em aceitar que os negros possam ser considerados seres humanos.

    No século XIX, as teorias racistas conhecem um enorme desenvolvimento.
    Superioridade da raça “ariana”. Em 1854, o diplomata francês Arthur de Gobineau publicou um livro acerca da “Desigualdade das raças Humanas”, onde defendia que a raça “ariana” era superior a todas as outras, embora contivesse algumas “impurezas” devido a misturas com raças inferiores. Em 1899, o germano-inglês H.S.Chamberlain, publica um livro onde defende que a raça “ariana”, conduzida pelos povos germânicos, haveria de salvar a civilização cristã europeia do seu inimigo, o “judaismo”.
    Com base nesta ideia se desenvolverá na Alemanha, as teorias racistas que Adolfo Hitler (morto em 1945) será o principal executor e que levaram ao extermínio e a escravização das raças que considerava “inferiores” (judeus, árabes, negros, ciganos, etc) e outros seres humanos considerados degenerados (homossexuais,deficientes,etc).
    Darwinismo Social. A teoria sobre a geração e evolução das espécies de Charles Darwin, trouxe elementos novos para a fundamentação da desigualdade entre os homens. Com base nestas ideias originou-se o chamado darwinismo social que defendia o direito natural dos mais “fortes”, governarem os mais “fracos”.
    Desde finais do século XIX, baseados em supostas teorias científicas procurou-se fundamentar a superioridade de uns povos sobre os demais. As últimas descobertas sobre o ADN foram concludentes sobre a falsidade deste tipo de argumentos.
    Um dos últimos regimes políticos que se baseou nesta distinção racial foi a África do Sul. O sistema do Apartheid, foi instituído entre 1948 e 1991, envolvendo a separação entre as diferentes “raças”, no que respeitava à propriedade, residência, casamento, trabalho, educação, religião e desporto.Este sistema tem origem nas práticas segregacionistas dos colonos holandeses seguidas desde o século XVII nesta região de África. O sistema só terminou oficialmente em 1994, quando nas eleições multipartidárias de Abril, Nelson Mandela se tornou no primeiro presidente negro deste país e no chefe de um governo multirracial. “

    Gosto

  2. Mats diz:

    Nada disso, Joaquim. O Darwin “profetizou” que num futuro muito próximo, em tempo medido em séculos, as raças civilizadas exterminariam as raças inferiores. É um bocado complicado não se deduzir daí que o Darwin era racista.

    Sim, é verdade que teorias eugénicas e racismo sempre existou. Mas também é verdade que teorias evolucionistas sempre existiram (desde o tempo dos antigos gregos).

    É um bocado difícil separar a eugénica da teoria da evolução quando a definição de eugenismo é “a auto-evolução do Homem”.

    Gosto

  3. alogicadosabino diz:

    joaquim delgado, é sempre bom ler sobre História mas para a próxima não descarregues a wikipedia toda :)

    por acaso neste assunto de darwinismo, racismo, discriminação do mais fraco, prefiro não falar para não estar a poder cometer juízos errados…

    mas reconheço que provavelmente muitas “limpezas étnicas” podem muito bem ter-se apoiado no pensamento da sobrevivencia do mais apto.

    Gosto

  4. Joaquim Coelho diz:

    alogicadosabino

    Não costumo usar a Wiki sem validação. E este texto não é da wiki.
    Para além disso está aqui na integra para que todos possam ler e tirar as suas conclusões, pois resumos são sempre tendenciosos.

    Mas vocês só me deram razão.
    O evolucionismo não é uma causa do racismo ou eugenismo. (Será uma desculpa, sem dúvida, como o foi o antijudaismo em maior grau)
    O evolucionismo diz aquilo que todos sabemos de forma empirica: na natureza o mais forte sobrevive, o mais fraco morre ( seja individualmente seja em grupo).

    A partir daqui infirmar que então se deve exterminar outras raças ou espécies só porque podemos, é de uma simplicidade e loucura extrema.
    E aí entra a moral etica de quem o faz.
    É por isso que temos de ter cuidado com xenofobias, e antis qualquer coisa.
    Se a teoria do evolucionismo não existisse, o nazismo e holocauto, o racismo, o eugenismo, teriam acontecido na mesma.
    Aliás já no inicio do seculo passsado um grupo alargado de cientistas, com base na recentes descobertas genéticas, alertou para a impossibilidade de atribuir caracteristicas como superior ou inferior com base na raça. (Nenhum racista faz caso disso). Cada um vai buscar aquilo que acha que justifica os seus preoconceitos e ideias.

    Na teoria cientifica do evolucionismo, não há qualquer presunção do “deve” ser feito, mas a simples constatção do “acontece”.
    Usá-la para outros efeitos é errado e não serve de base de sustentação para nada, porque estamos a aplicar o “deve”.

    Darwin afirmou que na raça humana o principio da solidariedade e protecção do mais fraco, influenciava grandemente a selecção natural no humano. E realçava que assim devia ser.
    Não sei se ele era ou não racista, mas acredito que sim, já que praticamente todos os brancos vitorianos o eram.

    Mas o que um cientista é , (ateu, cristão, muçulmano, comunista, fascista, português, americano) não afecta ou invalida uma teoria cientifica. Se essa for falsa, pode levar tempo, mas a ciência acabrá por a por de lado, porque é essa a função básica da ciência: questionar tudo, mesmo o que está dado como certo.

    Sabino:
    Quando afirmas: mas reconheço que provavelmente muitas “limpezas étnicas” podem muito bem ter-se apoiado no pensamento da sobrevivencia do mais apto.

    As limpezas etnicas tiveram sempre como causa racismo e xenofobia , misturado com interesses politico/economicos, ou o contrário. O ataque aquele que é diferente é sempre muito popular quando se trata de arranjar bodes expiatórios. É fácil mover multidões quando se apontam esses como os culpados seja do que for.
    Aquilo que dizes “da sobrevivencia do mais apto” será nalguns casos, quanto muito, a desculpa, e a tentativa de justificar cientificamente (aliás falsa).

    No Ruanda, por exemplo, não me parace que qualquer dos interveniebtes conhecesse Darwin ou a sua teoria. O mesmo para a maioria da população alemã e dos paises de leste onde se cometeu o holocausto. Nessa altura a evolução não era popualr fora dos meios académicos e creio que não era ensinada nas escolas (só nas Universidades).

    Neste blog que eu pensava que se iria discutir as evidências e provas (ou não) quer do criaccionismo, quer do evolucionismo. No entanto aquilo que vejo é um ataque baixo ao evolucionismo, não por ele ser falso do ponto de vista cientifico.
    Mais tipo: o evolucionismo é o culpado do racismo, do nazismo, do holcausto, etc. (Claro que isto é falso e absurdo, mas mesmo que fosse verdade, não negaria a sua existência e evidência que é o que está em causa).
    Até vi aqui escrito barbaridades como esta: alguns cristãos deixaram-se enganar pelo evolucionismo e por isso cometeram essas barbaridades.
    (Provavelmente o padre Franciscano que na croácia foi comadante do campo de concentração onde se matou dezenas ou centenas de milhares de pessoas (muitos, cristão ortodoxos que se recusaram a converter ao cristianismo) era evolucionista. Tudo isto, com o apoio do bispo de Zagreb ao regime croata. Se calhar o bispo também era evolucionista. Tal como toda a hierarquira superior protestante que apoiou Hitler e o nazismo)
    Como se a mioria deles nos anos 30 conhecesse sequer os estudos de Darwin.
    Este reduccionismo simples e até por vezes simplório aqui demonstrado é no minimo de má fé. Hitler que era um leitor compulsivo, embora assistemático, usava o mesmo metodo: extrair aquilo que apoiava o que já pensava e rejetar sem pensar o resto.

    Gosto

  5. tal como disse, prefiro não falar sobre este tema, por não saber o que realmente ia no coração das pessoas

    Gosto

  6. dayane diz:

    afff minha gente pra q colocar um texto dese tamanho pra explicar uma coiseca

    Gosto

  7. João Vasco diz:

    Só uma curiosidade:

    Sabiam que Hitler era criacionista?

    http://scienceblogs.com/dispatches/2006/08/hitler_the_creationist.php#more

    Gosto

  8. Mats diz:

    Sabiam que Hitler era criacionista?

    Era só o que faltava…Não só os cristãos devem justificadamente responder pelos seus erros (cruzadas, inquisição) mas agora temos que responder pelos erros dos ateus.

    Hitler foi um evolucionista, e isso é afirmado por criacionistas e por evolucionistas:

    “The German Fuhrer, as I have consistently maintained, is an evolutionist; he has consciously sought to make the practice of Germany conform to the theory of evolution”. – Sir Arthur Keith, ‘Evolution and Ethics’, Putnam, New York, 1947, p. 230.

    Para ser justo, Sir Arthuer Keith continua e diz:

    “He has failed, not because of the theory of evolution, but because he has made three fatal blunders in its application.”

    Gosto

  9. alogicadosabino diz:

    “Só uma curiosidade:

    Sabiam que Hitler era criacionista?”

    cá está mais um exemplo de fundamentalismo ateísta pffff

    Gosto

  10. João Vasco diz:

    Hitler não era ateu.
    Era crente e queria perseguir os ateus.
    Disse-o várias vezes.

    Além disso, ele era criacionista. E não é opinião de outras pessoas, mas do próprio.
    Ele mesmo disse que o homem nunca poderia ter um antepassado comum com os macacos. Está tudo no texto que aconselhei.
    Hitler era mesmo criacionista.

    Claro que muitos “evolucionistas” não sabem disto. Eu próprio apenas descobri há poucos anos.

    Mas eu não acho que os cristãos devam responder pelos erros de Hitler.
    Mas devem pensar duas vezes antes de dizer que a teoria da evolução esteve por trás da doutrinha nazi. Sendo Hitler criacionista, essa alegação cai por terra.

    Gosto

  11. alogicadosabino diz:

    “Está tudo no texto que aconselhei.
    Hitler era mesmo criacionista.

    que fixe… o matts tambem deu um texto. Eu tambem ja li em vários textos que ele ateu. E também já li textos que dizia que era cristão. E agora? Vou acreditar em quem? Neste momento pego na Palavra de Deus e leio o seguinte versículo: “Portanto, pelos seus frutos os [quem realmente é de Deus] conhecereis.” (Mateus 7:20). E depois de ler o versículo penso: “humm… realmente, as acções que ele cometeu não parecem ser nada de quem ama a Deus”. Sim, porque acreditar até os demónios acreditam e estremecem (Tiago 2:19)… amar é que é mais difícil

    Sendo Hitler criacionista, essa alegação cai por terra.

    Acho que há uma clara diferença entre dizer ser e realmente ser… se o hitler se dizia cristão então foi um daqueles cristãos não-praticantes… porquê? Por isto

    Gosto

  12. João Vasco diz:

    sabino:

    Tu podes achar que Hitler não era cristão. ok. Também não era ateu.
    Como chamas a alguém que acredita em Deus mas que tem um comportamento maldoso?
    O que importa é que se Hitler sempre afirmou ser criacionista, então a alegação de que a teoria da evolução está por tras da doutrina nazi cai por terra.

    Sobre outro assunto que eu li no teu blogue: se surgissem homens com mais do que dois braços isso mostraria que a teoria da evolução estava certa?

    Gosto

  13. Joaquim Coelho diz:

    «(…) hoje eu acredito estar a agir de acordo com a vontade do Criador Todo Poderoso: ao defender-me contra o Judeu, estou a lutar pela obra do Senhor» – Adolf Hitler, Mein Kampf

    «Eu sou agora como dantes um Católico e sempre o serei.» – Adolf Hitler, numa carta ao general Gerhard Engel, em 1941

    «Uma campanha contra o “movimento ateu” e um apelo ao apoio católico foram lançados pelas forças de Adolf Hitler.» – Associated Press, 23 de Fevereiro de 1933

    As palavras na boca de quem as disse.

    A minha opinião é que Hitler era religioso, crente, criacionista e cristão, mas nem católico nem protestante nem de nehuma Igreja.
    A sua visão megalomona e o seu sonho de uma Alemanha dominadora faziam com que rejeitasse as Igrejas por serem potenciais rivais e obstaculos.
    O seu sonho era criar uma Igreja Unificada Alemã apenas dependente do estado alemão e não do Vaticano ou hierarquias protestantes.
    Sonha fazer o mesmo que fez Henrique VIII quando “criou” a igreja Anglicana (também ela cristão, criacionista mas não católica).

    No entanto, e tenho de ser honesto, Hitler em várias fases da sua vida mostrou sinais de descontentamento com a cristandade e de total aversão ás igrejas.
    Pelo que admito que não seja considerado propriamente um cristão.
    Mas que eu conheça nunca apoiou o ateismo ou fez afirmações que dessem a entender essa sua posição.

    Gosto

  14. Mats diz:

    João
    Sabias quem era o escritor favorito do Hitler? Friedrich Nietzsche. Quando do seu encontro com Mussolini, Hitler presenteou-o com uma cópia de um dos livros do Nietzsche. O Nietzsche, como sabes, era um fervoroso anti-cristão e ateu. Porque é que um “cristão” iria presentear a outro líder um livro de um ateu, onde este ateu ataca o cristianismo?

    Quanto às referências a Deus e Cristo no livro de Hitler. Tens que te pôr no espaço histórico da altura em que foram escritos. No princípio Hitler não foi tão fortemente anti-cristão como foi no fim. No princípio, uma vez que ele até vivia (ou viveu) numa zona da Alemanha fortemente católica (Baviera) ele aspergiu tons cristãs sobre os seus livros.

    Tudo mudou quando tornou-se “Fuhrer”. Os cristãos foram mandados para campos, presos, mortos, torturados, igrejas perseguidas, etc, etc. Isto tudo são dados históricos. Curiosamente, os cristãos que mais facilmente acreditaram nas teorias eugénicas e Hitler foram os cristãos evolucionistas.

    Agora, que tipo de coisas é que Hitler disse quando se tornou líder inconstestado?

    Vê por ti próprio:

    The book Hitler’s Secret Conversations 1941-1944 published by Farrar, Straus and Young, Inc.first edition, 1953, contains definitive proof of Hitler’s real views. The book was published in Britain under the title, _Hitler’s Table Talk 1941-1944, which title was used for the Oxford University Press paperback edition in the United States.

    All of these are quotes from Adolf Hitler:

    Night of 11th-12th July, 1941:

    National Socialism and religion cannot exist together…. The heaviest blow that ever struck humanity was the coming of Christianity. Bolshevism is Christianity’s illegitimate child. Both are inventions of the Jew. The deliberate lie in the matter of religion was introduced into the world by Christianity…. Let it not be said that Christianity brought man the life of the soul, for that evolution was in the natural order of things. (p 6 & 7)

    10th October, 1941, midday:

    Christianity is a rebellion against natural law, a protest against nature. Taken to its logical extreme, Christianity would mean the systematic cultivation of the human failure. (p 43)

    14th October, 1941, midday:

    The best thing is to let Christianity die a natural death…. When understanding of the universe has become widespread… Christian doctrine will be convicted of absurdity…. Christianity has reached the peak of absurdity…. And that’s why someday its structure will collapse…. …the only way to get rid of Christianity is to allow it to die little by little…. Christianity the liar…. We’ll see to it that the Churches cannot spread abroad teachings in conflict with the interests of the State. (p 49-52)

    19th October, 1941, night:

    The reason why the ancient world was so pure, light and serene was that it knew nothing of the two great scourges: the pox and Christianity.

    21st October, 1941, midday:

    Originally, Christianity was merely an incarnation of Bolshevism, the destroyer…. The decisive falsification of Jesus’ doctrine was the work of St.Paul. He gave himself to this work… for the purposes of personal exploitation…. Didn’t the world see, carried on right into the Middle Ages, the same old system of martyrs, tortures, faggots? Of old, it was in the name of Christianity. Today, it’s in the name of Bolshevism. Yesterday the instigator was Saul: the instigator today, Mardochai. Saul was changed into St.Paul, and Mardochai into Karl Marx. By exterminating this pest, we shall do humanity a service of which our soldiers can have no idea. (p 63-65)

    13th December, 1941, midnight:

    Christianity is an invention of sick brains: one could imagine nothing more senseless, nor any more indecent way of turning the idea of the Godhead into a mockery…. …. When all is said, we have no reason to wish that the Italians and Spaniards should free themselves from the drug of Christianity. Let’s be the only people who are immunised against the disease. (p 118 & 119)

    14th December, 1941, midday:

    Kerrl, with noblest of intentions, wanted to attempt a synthesis between National Socialism and Christianity. I don’t believe the thing’s possible, and I see the obstacle in Christianity itself…. Pure Christianity– the Christianity of the catacombs– is concerned with translating Christian doctrine into facts. It leads quite simply to the annihilation of mankind. It is merely whole-hearted Bolshevism, under a tinsel of metaphysics. (p 119 & 120)

    9th April, 1942, dinner:

    There is something very unhealthy about Christianity (p 339)

    27th February, 1942, midday:

    It would always be disagreeable for me to go down to posterity as a man who made concessions in this field. I realize that man, in his imperfection, can commit innumerable errors– but to devote myself deliberately to errors, that is something I cannot do. I shall never come personally to terms with the Christian lie. Our epoch Uin the next 200 yearse will certainly see the end of the disease of Christianity…. My regret will have been that I couldn’t… behold .” (p 278)

    Etc, etc, etc
    .
    Espero que isto confirme que Hitler não era um cristão na altura em que matou milhões, mas sim um evolucionista, tal como o evolucionista Sir Arthur Keith disse.

    Gosto

  15. Mats diz:

    Joaquim,

    Mas que eu conheça nunca apoiou o ateismo ou fez afirmações que dessem a entender essa sua posição.

    O facto e andar a espalhar o livro do ateu Nietzsche não conta?

    Gosto

  16. Joaquim Coelho diz:

    “O facto e andar a espalhar o livro do ateu Nietzsche não conta?”
    O que Hitler relevava em Nietzsche era o conceito de super-homem.
    E olha que a influência de Nietzsche sobre Hitler era bem pequena como já te mostrei na discussão que tivemos há tempos sobre o tema.
    Nietzsche foi um dos maiores detractores do anti-semitismo, chegando a cortar relações com a irmã por ter casado com o líder de um movimento anti-semita.
    Nietzsche numero um contra o anti-semitismo, Hitler numero no anti-semitismo, isto não conta ?
    Para mim conta tanto o que dizes como o que relato acima. Nada se pode inferir com certeza.

    No entanto recordo-te que Hitler em 1941, já na altura do Holocauto disse isto: «Eu sou agora como dantes um Católico e sempre o serei.» – Adolf Hitler, numa carta ao general Gerhard Engel, em 1941.
    Em 1941 também Hitler emite a maior diatribe contra o Cristianismo, não a religião, note-se.
    Quando uma pessoa diz uma coisa e o contrario não é fácil destrinçar o seu interior, e Hitler foi uma dessas pessoas.
    Hitler sempre acreditou na divina providência, ele afirma-o quando sobrevive ao atentado à sua vida em 39.
    Durante o seu reinado A União dos sindicatos profere um discurso em que afirma que “ Cremos que há um senhor Deus nos céus que nos criou.” ..“E cremos que este Senhor Deus nos enviou Adolfo Hitler”.
    A maioria dos perpetradores dos crimes do regime nazi eram católicos e protestantes e provavelmente desconheciam o evolucionismo.
    Hitler obrigava-os a assinar uma carta em que renunciavam à obediência às estruturas hierárquicas das Igrejas, mas não às convicções religiosas.
    O comandante dos campos de extermínio de Sobibor e Teblinka, e antes responsável pela morte de deficientes e “associais” e a sua mulher eram católicos praticantes e devotos. Quando a mulher se confessou a um padre a contar o facto ele disse que era normal naqueles tempos que isso acontecesse.
    E não esqueças que as ligações nazismo/religião existiram noutros locais como na
    ultra conservadora e cristã Croácia.

    Por isso ligar as práticas nazis ao cristianismo ou ao ateísmo ou ao evolucionismo é treta e não leva a nada.
    A historia é muito mais complexa que isso e ramifica-se por todos os lados: ateus, religiosos, evolucionistas, criacionistas, etc, etc têm culpas nos horrores nazis.
    Do outro lado o mesmo: : ateus, religiosos, evolucionistas, criacionistas, etc, etc, lutaram heroicamente contra o nazismo.

    O tema é demasiado complexo para se poder dizer: é isto ou é aquilo.
    Temos os dois razão, não temos os dois razão.

    Gosto

  17. alogicadosabino diz:

    “Como chamas a alguém que acredita em Deus mas que tem um comportamento maldoso?”

    maldoso aqui pode ter uma definição muito vasta. Perante Deus, eu sou maldoso. “Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que faça o bem” (Romanos 3:10/11). Agora, aos nossos olhos, entre roubar um pacote de chiclas do Jumbo e mandar matar milhares de pessoas há, naturalmente, consequências diferentes.

    “Sobre outro assunto que eu li no teu blogue: se surgissem homens com mais do que dois braços isso mostraria que a teoria da evolução estava certa?”

    lol… não me digas que não notaste que essa parte do texto era em tom irónico? Tens exemplos de homens com mais de 2 braços? vais-me mostrar um frekazóide?

    Gosto

  18. João Vasco diz:

    «Agora, aos nossos olhos, entre roubar um pacote de chiclas do Jumbo e mandar matar milhares de pessoas há, naturalmente, consequências diferentes.»

    Ok.
    Tu pecas e és cristão.
    Mas há quem peque tanto que, mesmo acreditando em Deus, tu achas que não é cristão.
    Onde está a fronteira?

    «lol… não me digas que não notaste que essa parte do texto era em tom irónico? Tens exemplos de homens com mais de 2 braços? vais-me mostrar um frekazóide?»

    Se uma mutação fizesse com que um homem nascesse com 4 braços, isso seria um exemplo de informação nova no ADN?

    E acrescento outra pergunta: tu dizes que um lagarto (fémea) ter um filho pato seria um aumento de informação. Mas qual seria o aumento de informação mais pequeno que poderíamos observar? Ou seja, entre as várias coisas que poderiam nascer de um ovo de um lagarto, qual seria a mais parecida com um lagarto que te levaria a concluir “houve aumento de informação”. Um lagarto com mais patas? Com o dobro do tamanho? Com uma pena? Com pelos? Há alguma?
    E num ser humano? Qual o bebé mais parecido com um ser humano que te levaria a concluir que houve aumento de informação devido a uma mutação? Mais braços? Mais dedos? Pelos azuis? Uma cauda? Uns olhos que pudessem ver mais longe? Um cérebro maior? Não se poder reproduzir com outros seres humanos?

    Gosto

  19. alogicadosabino diz:

    “Mas há quem peque tanto que, mesmo acreditando em Deus, tu achas que não é cristão.
    Onde está a fronteira?”

    a diferença está no arrependimento. reconhecer que se errou e pedir perdão.

    “Se uma mutação fizesse com que um homem nascesse com 4 braços, isso seria um exemplo de informação nova no ADN?”

    não necessiariamente porque o ser humano já tem informação no ADN para braços.

    “Mas qual seria o aumento de informação mais pequeno que poderíamos observar?”

    não sei! quando souberes um exemplo de aumento de informação que codifique novas funções e estruturas diz-me sff.

    Se eu visse uma cauda de um animal num ser humano chamar-lhe-ia aberração da natureza e não consequência de evolução. é o caso do homem-árvore

    Gosto

  20. João Vasco diz:

    «a diferença está no arrependimento. reconhecer que se errou e pedir perdão.»

    Como tu não sabes se ele pediu…
    Mas isso é irrelevante. Arrependido ou não, ele era criacionista.

    «não sei! quando souberes um exemplo de aumento de informação que codifique novas funções e estruturas diz-me sff.»

    Eu já dei esse exemplo.
    Está aqui:

    http://ktreta.blogspot.com/2007/06/penicilina.html

    Uma bactéria que graças a uma mutação no ADN que aumentou a informação ficou com novas funções e estruturas.

    Gosto

  21. Tiago diz:

    “não necessiariamente porque o ser humano já tem informação no ADN para braços.”

    O ser humano nest tem informação para a criação de 2 braços, se lhe nascerem mais 2 braços funcionais era informação nova porque implicaria um funcionamento diferente do corpo humano.

    “não sei! quando souberes um exemplo de aumento de informação que codifique novas funções e estruturas diz-me sff.”

    Eu até já te dei o exemplo da lactase nos humanos e da resistência nas bactérias mas tu és teimoso Sabino, pedes, recebes o que pediste e voltas a pedir mais do mesmo. Vais dizer que uma pessoa tolerante á lactose é freak?Ou que as bactérias também o são por terem mais informação e serem mais resistentes?

    Gosto

  22. alogicadosabino diz:

    João Vasco:

    “Como tu não sabes se ele pediu…”

    se pediu e foi sincero fico feliz… vou estar com ele… como humano que sou, não acredito. Até porque segundo me consta ele suicidou-se

    “Uma bactéria que graças a uma mutação no ADN que aumentou a informação ficou com novas funções e estruturas.”

    não vou chover no molhado… o Matts ja está a falar disto contigo. Tu não aceitas o que ele diz, não irias aceitar o que eu iria dizer. Hei-de fazer post.

    Tiago:

    “O ser humano nest tem informação para a criação de 2 braços, se lhe nascerem mais 2 braços funcionais era informação nova porque implicaria um funcionamento diferente do corpo humano.”

    pff… ele já tinha informação para braços e cresceram-lhe 4 braços… porque não lhe cresceram asas em vez de braços?

    “Eu até já te dei o exemplo da lactase nos humanos e da resistência nas bactérias”

    qt a resistencia nas bacterias -> quando perder tempo a falar disto não vai ser pra ficar em caixa de comentário… farei post

    qt à lactase nos humanos -> já ouvi falar… mas não tenho conhecimento para discutir isto. No entanto, também já li papers negando que isso seja exemplo de evolução… poderei fazer post futuro tb

    Gosto

  23. João Vasco diz:

    «não sei! quando souberes um exemplo de aumento de informação que codifique novas funções e estruturas diz-me sff.»

    Pediste-me para dar o exemplo e eu dei.

    «não vou chover no molhado… o Matts ja está a falar disto contigo. Tu não aceitas o que ele diz, não irias aceitar o que eu iria dizer. Hei-de fazer post.»

    ok. Coloca aqui a referência para o post, depois.

    Gosto

  24. João Vasco diz:

    «“O ser humano nest tem informação para a criação de 2 braços, se lhe nascerem mais 2 braços funcionais era informação nova porque implicaria um funcionamento diferente do corpo humano.”

    pff… ele já tinha informação para braços e cresceram-lhe 4 braços… porque não lhe cresceram asas em vez de braços?»

    Se crescessem dizias que era uma aberração.

    O que é que precisava de acontecer para dizeres que tinha sido aumento de informação?

    Gosto

  25. Mats diz:

    Joaquim

    Por isso ligar as práticas nazis ao cristianismo ou ao ateísmo ou ao evolucionismo é treta e não leva a nada.

    Claro que leva. Leva-nos a vêr que ideias têm consequências. Se tu acreditas que a vida humana tem tanto valor como a a vida de um primata, ou se acreditas que pessoas com uma certa côr da pele são “superiores” do que as outras com outra côr da pele, então isso têm consequências. Tu pessoalmente até podes nem acreditar nisso, mas isso não invalida que outra pessoas que, como tu, não acreditavam em Deus, usaram a teoria da evolução como justificação “científica” para os seus desejos malignos.

    Eu posso te falar, por exemplo, no OTa Benga. Ota era um africano que foi trazido para o museu de St Louis. Mas……ele era visto como o “missing link”; e como tal foi posto numa jaula com macacos. Mais tarde na sua vida, o Ota suicidou-se.

    Sim, ele foi posto numa jaula com animais por causa da teoria da evolução.

    Tu não gostas da ligação que existe entre o darwinismo e o holocausto/racismo porque és um fervoroso defensor da darwinismo. Muito bem. Uma vez que o és, tens que viver com as consequências disso, tal como nós os cristãos temos que carregar as vergonhas da inquisição e das cruzadas.

    Tu não podes lançar fora aquilo que é a consequência logica de crenças ateistas.

    Assume as responsabilidaes da tua visão do mundo.

    Gosto

  26. João Vasco diz:

    «Tu não gostas da ligação que existe entre o darwinismo e o holocausto/racismo»

    Existe uma ligação bem mais forte entre o holocausto/nazismo e o criacionismo, visto que o próprio hitler era criacionista.

    Gosto

  27. Mats diz:

    João,
    O facto de ele publicitar livro de um ateu, dizer que odiava o cristianismo, e dizer que havia raças inferiores e superiores, coisa que contradiz o criacionismo, não servem de evidência?

    Night of 11th-12th July, 1941:

    National Socialism and religion cannot exist together…. The heaviest blow that ever struck humanity was the coming of Christianity.

    Gosto

  28. Joaquim Coelho diz:

    Tretas Matts

    É evidente que tudo pode ser usado para o bem ou o mal.
    As bombas provam isso.
    É óbvio que existiram pessoas que usaram argumentos “cientificos” para impingirem a eugenia.

    No entanto as descobertas cientificas são amorais, são constatações de factos.
    O uso que se lhe dá depende dos homens.

    Tal e qual como com a religião.
    Não é ser religioso que é bom ou mau, é o que se é capz de fazer em seu nome.

    E não venhas com as tretas do nazismo e evolução, porque ficas bem pior.
    A igreja protestante aliou-se a Hitler.
    Os protestantes estavam em todas as estruturas Hitlerianas, desde as SS ao EG de exterminio. A maioria destes desconhecia a teoria da evolução.
    Já nos anos vinte a comunidade cientuifica emitiu um documento.

    Não há um único livro histórico que tenha lido, e li centenas, que dê importância á evolução na geneses do holocauto. é referido como desculpda usada por alguns colaboradores de Hilter, nunca dele.
    A comunidade cientifca alemã não fez apologia das teorias de Hitler com base na evolução. Nada. Só delirios para desculpar ou minorizar culpas recalcadas.

    Aquilo que não se pode negar na genese do holocausto é o “ateista” sentimento anti-semita da maioria da população alemã da epoca (como sabemos era maioritáriamente ateia e evolucionista).

    Já percebi que és antes partir que dobrar, mas és como o Jonatas no KTreta, que quando fala de Dawrin só mete água.

    Em resumo.

    Não há ligação directa entre evulocionismo e nazismos e suas praticas.
    Há utilizações esparsas, por poucos nazis, e não fundamentadas cientificamente do evolucionismo para justificar o eugenismo nazi.

    Há profundas ligações entre sentimentos anti-semitas (de origem religiosa) e o exterminio dos judeus.

    Gosto

  29. Joaquim Coelho diz:

    Errata:

    Já nos anos vinte a comunidade cientuifica emitiu um documento.

    Falta:
    um documento onde rejeitava a que se pudesse avaliar de forma cientifica as raças humanas como superior ou inferior.

    Gosto

  30. Joaquim Coelho diz:

    Claro que o caso OTa Benga foi um grosseiro e absurdo erro de um ou mais cientistas. Há muitos mais na história da ciência.
    Mas todos eles são cometidos por humanos com o desejo de sobressair.
    E é a própria ciência que corrige isso.

    Não é a teoria que está errada é a interpretação que alguns fazem dela. Como em tudo aliás.

    Gosto

  31. Joaquim Coelho diz:

    Matts adivinha quem escreveu isto:

    “A maldita anti-semitaria”

    “Não há entre uma fúria vingativa e anti-semita e eu próprio qualquer reconciliação possível”

    “Conduzo uma guerra implacável contra o anti-semitismo – que é uma das doenças mais mórbidas da autocontemplação estúpida e muito pouco justificada, do Reich Alemão”

    “Há que benção é um judeu no meio do gado alemão… É isto que se subestimou, senhores anti-semitas”

    “Um canalha cuspindo a bílis e o veneno como o anti-semita berlinense Senhor Duhring … O Senhor Duhring subverte a ciência.”

    Pois quem escreveu isto foi Nietzsche, esse que usas a propaganda de um seu livro por Hilter como prova de que Hitler era ateu. Com a tua lógica eu posso concluir que se Hitler promovia quem escreveu estas frases então Hitler é certamente um violente anti anti-semita. Um grande defensor dos judeus.
    Certo Matts ?

    No outro lado temos: “o espírito desta ultima ratio da mentira é o judeu ainda uma vez mais, três vezes ele próprio”. Paulo de Tarso. Mais conhecido por São Paulo.

    Vamos a outra grande influência de Hitler e muito promovido por ele: Richard Wagner e escritor de “Cristandade e Heroísmo”

    ….. a de uma divina piedade derramada sobre todo o género humano.
    Esta é a única e crucial, diferença entre as ideias wagnerianas de 1881 e as hitlerianas de 1933.
    Matts, poderei então afirmar que Hitler por promover o ardente cristão Wagner é um cristão ?

    Afirmas ainda que o Hitler que escreveu “a minha luta” e onde há imensos trechos a encominiando o cristianismo, é diferente daquele que ordenou o holocausto e outros massacres.
    Aceito que possa ter alterado de alguma forma a sua visão dos cristãos. Mas só isso.

    Enquanto cristão declarado preconizava já o anti semitismo e diferença de raças (ariana superior) e todos os métodos que viria a usar. Na minha luta está já dito de forma mais ou menos directa o que Hitler pretendia fazer com os judeus e as raças “inferiores”
    Assim que teve poder desencadeou uma violenta repressão dos direitos dos judeus e fez imensas leis restringindo os direitos destes.
    No seu livro não há uma única referência a Darwin, mas há imensas a Cristo.
    Isto tudo na sua fase cristã.

    Penso Matts que perante estes dados continuar a afirmar que a teoria da evolução esteve na base das atrocidades nazis é mesmo querer tapar o Sol com uma peneira.

    Deixo aqui um link sobre o cristianismo e Hitler.
    Não o validei e li com grande reserva o que diz.
    Mas mostra que com os mesmos dados pode-se concluir coisas opostas – eles: é cristão / tu: é ateu (a meu ver as duas erradas)

    http://www.jcrelations.net/pt/?item=2720

    Gosto

  32. João Vasco diz:

    Não consigo comentar no teu blogue

    Gosto

  33. João Vasco diz:

    Mats,

    Já que gostas de citações, vamos ver o que é que tens a dizer sobre estas:

    «Assim, nós assumimos a luta contra o movimento ateísta, e não apenas com algumas declarações teóricas: nós eliminámo-lo»
    Adolf Hitler, discurso em Berlim, 24 de Outubro de 1933.

    «Escolas laicas não podem alguma vez ser toleradas porque escolas dessas não têm instrução religiosa; uma instrução moral sem fundação religiosa é construída no ar; consequentemente toda a formação de carácter deve ser assente na fé»
    Adolf Hitler, discurso de 26 de Abril de 1933.

    «Imbuídos do desejo de garantir para o povo alemão os grandiosos valores religiosos, morais e culturais enraízados nas duas confissões cristãs, nós abolimos as organizações políticas mas fortalecemos as instituições religiosas»
    Adolf Hitler, discurso no Reichstag, Berlim, 30 de Janeiro, 1934.

    «Porque os seus interesses [da Igreja] não podem deixar de coincidir com os nossos na luta contra os sintomas de degenerescência no mundo de hoje, na nossa luta contra a cultura bolchevique, contra o movimento ateísta, contra a criminalidade e na nossa luta por uma consciência de comunidade na nossa vida nacional». Adolf Hitler, discurso em Koblenz, 26 de Agosto de 1934.

    Um artigo publicado no jornal Lansing State Journal (Lansing, Michigan) de 23 de Fevereiro de 1933 dá conta das intenções do nazismo em combater o ateísmo, via uma campanha contra o «movimento sem Deus».

    Alguns discursos de Hitler, recheados de cristianismo, podem ser encontrados aqui. A colecção completa, incluindo as citações reproduzidas, pode ser apreciada em «The Speeches of Adolf Hitler», April 1922-August 1939, Vol. 1 of 2, Oxford University Press, 1942.

    Isto tudo sem contar com as citações em que além de anti-ateísta, Hitler se mostra criacionista, conforme mostrei naquele site anterior.

    Sabes que ele pintava? Pintava presépios e Jesus com Maria. Um Jesus ariano, claro. Se quiseres ainda consigo encontrar os vários quadros que ele pintou com motivos religiosos.

    Gosto

  34. João Vasco diz:

    Mats:

    Eu quis pôr a lista de sites com as citações acima descritas para confirmares, mas isto não me aceita esse comentário, não sei porquê.

    Gosto

  35. João Vasco diz:

    Já percebi que posso fazer comentários, desde que não tenham nenhum site de intenet. Saberão qual é a causa deste problema?

    Gosto

  36. Mats diz:

    João,
    Pelos vistos não viste nada daquilo que mandei, em relação à visão que o Hitler tinha do Cristianismo.
    Pois bem, aqui fica só uma para veres o que é que Hitler pensava do Cristianismo:

    National Socialism and religion cannot exist together…. The heaviest blow that ever struck humanity was the coming of Christianity.

    Segundo, as citações do Hitler são mais uma luta contra o ateísmo comunista do que contra o evolucionismo. Se não me engano, eu aqui não disse que o Hitler fosse ateu. Talvez fosse. Talvez não. O que ele declaradamente foi é um evolucionista, crente de que havia raças superiores (mais evoluídas) do que outras. Isto, obviamente, contradiz a Bíblia que diz que DE UM SÓ HOMEM veio toda a raça humana.

    Portanto, este crente evolucionista, enquanto mandava Judeus para os campos da morte, não estava a lêr Génesis ou Romanos, mas sim Nietzsche e Darwin, tal como ele próprio disse.

    Assumam os vossos erros e parem de sacudir a água do capote.

    Gosto

  37. Mats diz:

    Joaquim,

    Um documento onde rejeitava a que se pudesse avaliar de forma cientifica as raças humanas como superior ou inferior.

    Portanto, Darwin estava errado ao considerar os africanos e o aborígenes como raças inferiores?
    Sabes que durante os Jogos Olímpicos de 1936 Hitler recusou-se a saudar o campeão Jesse Owen. Adivinha porquê?

    Gosto

  38. Mats diz:

    Joaquim,

    Claro que o caso Ota Benga foi um grosseiro e absurdo erro de um ou mais cientistas.

    “Um ou mais” ?!! E todos os australianos que foram mortos em nome da “ciência” (evolucionismo) ? Foi obra de “um ou mais” cientisas?
    O caso de Ota Benga é um exemplo claro do que a filosofia darwinista causou nos africanos, e nos australianos.

    Há muitos mais na história da ciência. Mas todos eles são cometidos por humanos com o desejo de sobressair. E é a própria ciência que corrige isso.

    Foi cometido por humanos que, ao pensarem que a evolução tinha acontecido, perseguiram africanos e australianos. Não te esqueças de dizer o PORQUÊ de esses humanos agirem como agiram.

    Não é a teoria que está errada é a interpretação que alguns fazem dela. Como em tudo aliás.

    Curiosamente, foi a mesma interpretação que o fundador da teoria fez.

    Gosto

  39. João Vasco diz:

    Mats,

    Desculpa lá, mas no site que te mostrei estão lá várias citações do Hitler a dizer que não acredita na teoria da evolução, no homem sendo primo próximo do macaco, etc…

    Cristão ou não, Hitler era um criacionista.

    Gosto

  40. João Vasco diz:

    A menos, claro, que suspeites que as citações estão fora do contexto, etc…

    Mas se vais por esse caminho, a tua forma de argumentar terá de mudar bastante…

    Gosto

  41. Mats diz:

    João,

    Uma vez que o Hitler disse que o Cristianismo era a pior coisa que já tinha acontecido à humanidade, é difícil de acreditar que ele era um criacionista.
    Mais, uma vez que ele acreditava na superioridade racial, coisa que o cracionismo nega (uma vez que todos os serems humanos vieram de um homem (Adão)), mas que a evolução aceita (Darwin considerava a raça africa inferior), então é mais lógico dizer-se que Hitler era um evolucionista.

    E mais, segundo a tua lógica, se os criacionistas são, no fundo no fundo, evolucionistas, então Hitler, que tu dizes ser um criacionsita, também era um evolucionista.
    Em que é que ficamos?

    Gosto

  42. João Vasco diz:

    «E mais, segundo a tua lógica, se os criacionistas são, no fundo no fundo, evolucionistas, então Hitler, que tu dizes ser um criacionsita, também era um evolucionista.»

    Era um evolucionista que não acreditava an selecção natural.

    Quanto ao cristianismo, ele pode ter falado contra o cristianimo umas tantas vezes, e falado a favor outras tantas, mas não é preciso ser cristão para ser criacionista: há maior percentagem de criacionistas entre os islâmicos que entre os cristãos, só para dar um exemplo. Onde há menor percentagem de criacionistas é entre os cientistas, e não é coincidência…

    Gosto

  43. João Vasco diz:

    «E mais, segundo a tua lógica, se os criacionistas são, no fundo no fundo, evolucionistas, então Hitler, que tu dizes ser um criacionsita, também era um evolucionista.»

    Era um evolucionista que não acreditava an selecção natural, como vários criacionistas.

    Quanto ao cristianismo, ele pode ter falado contra o cristianimo umas tantas vezes, e falado a favor outras tantas, mas não é preciso ser cristão para ser criacionista: há maior percentagem de criacionistas entre os islâmicos que entre os cristãos, só para dar um exemplo. Onde há menor percentagem de criacionistas é entre os cientistas, e não é coincidência…

    Gosto

  44. Joaquim Coelho diz:

    Matts não respondeste , a voltas a insistir :
    Responde a isto:
    (… lê o post anterior sobre Nietzche…)
    Pois quem escreveu isto foi Nietzsche, esse que usas a propaganda de um seu livro por Hilter como prova de que Hitler era ateu. Com a tua lógica eu posso concluir que se Hitler promovia quem escreveu estas frases então Hitler é certamente um violente anti anti-semita. Um grande defensor dos judeus.
    Certo Matts ?

    E dizes:
    Uma vez que o Hitler disse que o Cristianismo era a pior coisa que já tinha acontecido à humanidade, é difícil de acreditar que ele era um criacionista.

    Porquê, pode ser Judeu Ou Islâmico ou outra coisa qualuer (como igreja crista unificada alemã). Quase todas as crenças têm um mito da criação.

    Continuas: Mais, uma vez que ele acreditava na superioridade racial, coisa que o cracionismo nega (uma vez que todos os serems humanos vieram de um homem
    Por aqui não te safas, no evolucionismo descendemos todos de uma forma originária de vida.

    A sociedade protestante da vitoriana do tempo de Darwin era muito mais racista que ele. o capitão do barco em que viajou Darwin altamente religioso e foi ate pregador, era muito mais racista. Defendia a escravatura e Darwin era opositor dela. Fui expulso da cabine do capitão por ser contra a escravatura.

    E não deturpres as palavras. Darwin nunca disse que os Africanos eram inferiores. Disse que as tribos de selvagens (de qualquer continente) estavam menos evoluidas que a civilização Ocidental.
    Segundo o nosso conceito ocidental de desenvolvimento, não concordas com eles ?

    Se eu disser que muitas tribos da Papua Nova Guiné estão segundo o conceito ocidental muito pouco evoluidas e que devido às pressões globalizadoras têm tendência a desaparecer se não mudarem o estilo de vida , estou a ser racista e a mentir ?

    Ou Matts mais coerencia e menos cegueira só ajudam.

    Gosto

  45. Mats diz:

    João,

    «E mais, segundo a tua lógica, se os criacionistas são, no fundo no fundo, evolucionistas, então Hitler, que tu dizes ser um criacionsita, também era um evolucionista.»

    Era um evolucionista que não acreditava an selecção natural.

    Mas era um evolucionista.

    Quanto ao cristianismo, ele pode ter falado contra o cristianimo umas tantas vezes,

    Umas várias “tantas vezes”, diga-se de passagem.

    e falado a favor outras tantas, mas não é preciso ser cristão para ser criacionista:

    Mas é preciso acreditar-se na igualdade das raças para se ser um criacionsita coerente. A Bíblia diz que TODOS OS SERES HUMANOS são descendnetes de um homem e uma mulher. É ridículo ser-se racista com alguém que é da tua família. POrtanto, o criacionismo refuta o racismo, enquanto que o darwinismo, nas palavras do próprio Darwin, “sabe” que há raças inferiores (africanos, australianos, etc) e raças superiores (caucasianos).

    há maior percentagem de criacionistas entre os islâmicos que entre os cristãos

    Depende da tua definição de “Criacionismo”. Até hoje, ainda não vi um unico muçulmano que acredita que Deus fez o mundo em 6 dias, tal como o Livro do Génesis diz. Não quer dizer que não haja: eu ainda é q não vi.
    Segundi, o Criacionismo Bíblico é totalmente distinto dos outros “cracionismos”.

    Onde há menor percentagem de criacionistas é entre os cientistas, e não é coincidência…

    Entre os cientistas e entre os assassinos em série. Não é coincidência. Jeffrey Dahmer, um assassino em série, disse que ele sempre acreditou na teoria da evolução, e como tal, não via problema nenhuma em matar outros seres humanos.

    Gosto

  46. Mats diz:

    Joaquim,

    Matts não respondeste , a voltas a insistir :
    Responde a isto:
    (… lê o post anterior sobre Nietzche…)
    Pois quem escreveu isto foi Nietzsche, esse que usas a propaganda de um seu livro por Hilter como prova de que Hitler era ateu.

    Não, eu usei o link entre o Nitzsche e o Hitler como forma de se vêr que o Hitler estava longe de ser um cristão.

    Com a tua lógica eu posso concluir que se Hitler promovia quem escreveu estas frases então Hitler é certamente um violente anti anti-semita. Um grande defensor dos judeus.
    Certo Matts ?

    Nem por isso. Tu pareces ser de opinião que, se alguém defende um livro de um certo escritor, então a pessoa defende TUDO o que esse escritor disser. O Hitler suportava a tendência do “Super homen” que o Nitzsche defendia, e os ataques que Nitzsche fazia ao cristianismo. Isso não quer dizer que Hitler e Nitzsche estavam de acordo em tudo.

    E dizes:
    Uma vez que o Hitler disse que o Cristianismo era a pior coisa que já tinha acontecido à humanidade, é difícil de acreditar que ele era um criacionista.

    Porquê, pode ser Judeu Ou Islâmico ou outra coisa qualuer (como igreja crista unificada alemã).

    Então se era um judeu ou muçulmano, o que é que isso tem a ver com a criacionismo Bíblico, tal como os cristãso a defendem? Porque é que tentas pô-lo debaixo da luz de Cristo, quando, segundo as tuas próprias palavras, ele poderia ser de qualquer religião teísta?

    Quase todas as crenças têm um mito da criação.

    Sim, até os ateus tem o seu mito da criação (evolução).

    Continuas: Mais, uma vez que ele acreditava na superioridade racial, coisa que o cracionismo nega (uma vez que todos os serems humanos vieram de um homem
    Por aqui não te safas, no evolucionismo descendemos todos de uma forma originária de vida.

    Isso, na melhor das hipóteses, mostraia que somos todos descendentes da mesma forma de vida, mas não mostraria que estamos todos ao mesmo nível da evolução.
    Aliás, o próprio Darwin foi claro nisso:

    At some future period not very distant as measured by centuries, the civilised races of man will almost certainly exterminate and replace the savage races throughout the world. At the same time the anthropomorphous apes…will no doubt be exterminated. The break between man and his nearest Allies will then be wider, for it will intervene between man in a more civilised state, as we may hope, even than the Caucasian, and some ape as low as the baboon, instead of as now between the Negro or Australian and the gorilla

    A sociedade protestante da vitoriana do tempo de Darwin era muito mais racista que ele. o capitão do barco em que viajou Darwin altamente religioso e foi ate pregador, era muito mais racista. Defendia a escravatura e Darwin era opositor dela. Fui expulso da cabine do capitão por ser contra a escravatura.

    Contra a escravatura, mas a favor da superiodade racial.

    E não deturpres as palavras. Darwin nunca disse que os Africanos eram inferiores. Disse que as tribos de selvagens (de qualquer continente) estavam menos evoluidas que a civilização Ocidental.
    Segundo o nosso conceito ocidental de desenvolvimento, não concordas com eles ?

    Vê a citação em cima.

    Se eu disser que muitas tribos da Papua Nova Guiné estão segundo o conceito ocidental muito pouco evoluidas e que devido às pressões globalizadoras têm tendência a desaparecer se não mudarem o estilo de vida , estou a ser racista e a mentir ?

    Se disseres que o seu desaparecimento se deve ao facto de eles serem de uma raça inferior, então estás a ser racista, tal como Darwin.

    Gosto

  47. Tiago diz:

    “A Bíblia diz que TODOS OS SERES HUMANOS são descendnetes de um homem e uma mulher.”

    Como é que explicas que tenham surgido pessoas de outras raças ?

    “Entre os cientistas e entre os assassinos em série. Não é coincidência. Jeffrey Dahmer, um assassino em série, disse que ele sempre acreditou na teoria da evolução, e como tal, não via problema nenhuma em matar outros seres humanos.”

    Pois claro até porque não há registo de que algum dia um criacionista tenha cometido um crime, só os evolucionistas é que cometem. Ai os sacanas evolucionistas da Inquisição!!

    Gosto

  48. Mats diz:

    Tiago,

    “A Bíblia diz que TODOS OS SERES HUMANOS são descendnetes de um homem e uma mulher.”

    Como é que explicas que tenham surgido pessoas de outras raças ?

    Quando Deus criou as formas de vida, Ele criou-as com imensa variabilidade genética.

    “Entre os cientistas e entre os assassinos em série. Não é coincidência. Jeffrey Dahmer, um assassino em série, disse que ele sempre acreditou na teoria da evolução, e como tal, não via problema nenhuma em matar outros seres humanos.”

    Pois claro até porque não há registo de que algum dia um criacionista tenha cometido um crime, só os evolucionistas é que cometem.

    NInguém disse que só os evolucionistas e cometem crimes.

    Ai os sacanas evolucionistas da Inquisição!!

    As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos.

    Gosto

  49. Tiago diz:

    “Quando Deus criou as formas de vida, Ele criou-as com imensa variabilidade genética.”

    Mas explica aí como é que as outras raças surgiram supondo que no início eram só duas pessoas de uma raça, Será que Deus é racista e criou primeiro apenas uma raça para depois criar as outras?

    “Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas.”

    Hitler era cristão e acreditava numa raça superior tal como Deus a tinha criado no início e sem as misturas raciais.Evolucionista? Não.

    Mostra-me onde diz que José Estaline, Hitler e Mao Tse Tung eram evolucionistas por favor!

    Gosto

  50. alogicadosabino diz:

    “Mas explica aí como é que as outras raças surgiram supondo que no início eram só duas pessoas de uma raça, Será que Deus é racista e criou primeiro apenas uma raça para depois criar as outras?”

    o racista és tu. Essa terminologia não existe para Deus. O homem é que criou essa palavra e conceito. Se o preto é um extremo, o branco também o é. Se os olhos em bico são um extremo, os olhos “normais” também o são. Agora depende de que lado do racismo te pões.

    Deus disse 6 vezes que a sua criação era muito boa. “E viu Deus que era muito bom”. Disse-o a respeito do ser humano. Logo, é de concluir que o código genético era muito bom. De qualquer modo, o mesmo problema se põe para a Evolução. Ah… mutações. E os cristãos é que têm as respostas fáceis :)

    Gosto

  51. Tiago diz:

    Então tu concordas que houve evolução ao nível do ser humano que lhe permitiu adaptar-se melhor ao seu ambiente, sem intervenção divina.
    Houve alterações na criação de Deus, que era tão boa que não permaneceu constante mas teve que sofrer alterações.

    Gosto

  52. Joaquim Coelho diz:

    As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos

    Matts para de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos.
    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era ateoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.

    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem darwin era conhecido.
    As mortes não forma por motivos de superioridade mas um massacre global, sem distinções, em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo) era sinonimo de ser executa.
    Em vez de qandares a ler sites brasileiros malucos lê mas é a história.

    Fo…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.

    Já vi que não é possivel falar correctamente nesta treta de blog que 90% das vezes ou mente, ou inventa, ou descontextualiza ou delira.

    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.

    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo sou …

    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso cheve do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.

    Mais de 90% dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar que a mioria dos que comandaram e xecutaram o holocausto eram religiosos.
    Até assassinos em série existiram entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.

    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.

    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.

    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).

    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos forma os culpados, nem o cristianismo.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é amis pura mentira.

    Faz um teste: pergunta no muindo Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.

    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (de treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.

    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são terroristas. E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.

    Ufa.

    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo junta fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  53. Joaquim Coelho diz:

    As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos

    Matts para de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos.
    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era ateoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.

    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem darwin era conhecido.
    As mortes não forma por motivos de superioridade mas um massacre global, sem distinções, em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo) era sinonimo de ser executa.
    Em vez de qandares a ler sites brasileiros malucos lê mas é a história.

    Fo…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.

    Já vi que não é possivel falar correctamente nesta treta de blog que 90% das vezes ou mente, ou inventa, ou descontextualiza ou delira.

    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.

    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo sou …

    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso cheve do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.

    Mais de 90% dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar que a mioria dos que comandaram e xecutaram o holocausto eram religiosos.
    Até assassinos em série existiram entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.

    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.

    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.

    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).

    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos forma os culpados, nem o cristianismo.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é amis pura mentira.

    Faz um teste: pergunta no muindo Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.

    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (de treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.

    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são terroristas. E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.

    Ufa.

    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo junta fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  54. Joaquim Coelho diz:

    As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos

    Matts para de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos.
    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era ateoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.

    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem darwin era conhecido.
    As mortes não forma por motivos de superioridade mas um massacre global, sem distinções, em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo) era sinonimo de ser executa.
    Em vez de qandares a ler sites brasileiros malucos lê mas é a história.

    F…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.

    Já vi que não é possivel falar correctamente nesta treta de blog que 90% das vezes ou mente, ou inventa, ou descontextualiza ou delira.

    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.

    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo passo a ser…

    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso chefe do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.

    Mais de 90% dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar com segurança que masi de metade dos que comandaram e executaram o holocausto eram religiosos.

    Até um assassino existiu entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.

    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.
    O teorico do estado (ultrareligioso ) apresentou a regra dos 3 terços: 1 terço expulsos, 1 terço conertidos, 1 terço eliminados)
    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.

    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).
    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos os os religiosos foram os culpados, nem o cristianismo ou a religião.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse, a ecolução não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é a mais pura mentira.

    Faz um teste: pergunta no muido Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.

    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (da treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.

    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são criacionistas (no Irão a evolução foi proibida nas Universidades e substituida pelo criacionismo do Corão que vale tanto como o teu). E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.

    Ufa.
    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo juntos fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  55. Joaquim Coelho diz:

    Não consigo colocar posts. Este é um teste.

    Gosto

  56. Joaquim Coelho diz:

    Matts dizes:
    “As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos”

    Matts pára de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos. Deixa de usar a técnica de Goebels.

    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era a teoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.
    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem Darwin era conhecido.
    As mortes não foram por motivos de superioridade mas um massacre global, para substituir uma geração por outra já politizada pelos khemers. Em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo), religioso ou apenas que usasse oculos, era sinonimo de ser executado.
    Em vez de andares a ler sites brasileiros paranoicos lê mas é a história.

    F…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.

    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.

    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo passo a ser…

    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso chefe do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.

    Mais de 90% dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar com segurança que masi de metade dos que comandaram e executaram o holocausto eram religiosos.

    Até um assassino existiu entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.

    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.
    O teorico do estado (ultrareligioso ) apresentou a regra dos 3 terços: 1 terço expulsos, 1 terço conertidos, 1 terço eliminados)
    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.

    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).
    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos os os religiosos foram os culpados, nem o cristianismo ou a religião.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse, a ecolução não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é a mais pura mentira.

    Faz um teste: pergunta no muido Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.

    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (da treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.

    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são criacionistas (no Irão a evolução foi proibida nas Universidades e substituida pelo criacionismo do Corão que vale tanto como o teu). E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.

    Ufa.
    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo juntos fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  57. Joaquim Coelho diz:

    Matts dizes:
    “As pessoas que cometeram a inquisição não eram evolucionistas, que eu saiba. Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas. Isto para não falar do Mat Tse Tung, ou od José Estaline e outros tantos evolucionistas famosos”

    Matts pára de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos. Deixa de usar a técnica de Goebels.

    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era a teoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.
    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem Darwin era conhecido.
    As mortes não foram por motivos de superioridade mas um massacre global, para substituir uma geração por outra já politizada pelos khemers. Em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo), religioso ou apenas que usasse oculos, era sinonimo de ser executado.
    (continua por não conseguir inserir tudo nest post)

    Gosto

  58. Joaquim Coelho diz:

    Matts para de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos.
    Porraa que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era ateoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.

    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem darwin era conhecido.
    As mortes não forma por motivos de superioridade mas um massacre global, sem distinções, em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo) era sinonimo de ser executa.
    Em vez de qandares a ler sites brasileiros malucos lê mas é a história.

    F…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.

    Já vi que não é possivel falar correctamente nesta treta de blog que 90% das vezes ou mente, ou inventa, ou descontextualiza ou delira.

    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.

    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo passo a ser…

    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso chefe do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.

    Mais de 90% dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar com segurança que masi de metade dos que comandaram e executaram o holocausto eram religiosos.

    Até um assassino existiu entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.

    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.
    O teorico do estado (ultrareligioso ) apresentou a regra dos 3 terços: 1 terço expulsos, 1 terço conertidos, 1 terço eliminados)
    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.

    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).
    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos os os religiosos foram os culpados, nem o cristianismo ou a religião.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse, a ecolução não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é a mais pura mentira.

    Faz um teste: pergunta no muido Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.

    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (da treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.

    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são criacionistas (no Irão a evolução foi proibida nas Universidades e substituida pelo criacionismo do Corão que vale tanto como o teu). E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.

    Ufa.
    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo juntos fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  59. Joaquim Coelho diz:

    Matts para de dizer parvoices e mentiras. Só revelas “ignorância” consciente e pensas que podes enganar todos.
    Porra que já chateias.
    Então não se está a ver que as crianças e adolescentes analfabetos do Camboja que mataram milhões sabiam o que era ateoria da evoluçaõ.
    Estaline evolucionista, Pol Pot evolucionista, Mao evolucionista, então onde estão os historiadores que afirmam isso.
    E os milhões de analfabetos que os seguiram também eram.
    No camboja agricola e analfabeto provavelmente nem darwin era conhecido.
    As mortes não forma por motivos de superioridade mas um massacre global, sem distinções, em que ser intelectual ou até apenas professor (os unicos que ventualmente saberiam o que era evolucionismo) era sinonimo de ser executa.
    Em vez de qandares a ler sites brasileiros malucos lê mas é a história.
    F…. Matts interna-te. Ainda deve haver umas vagas no Júlio.
    Já vi que não é possivel falar correctamente nesta treta de blog que 90% das vezes ou mente, ou inventa, ou descontextualiza ou delira.
    Bolas que isto dá cabo até da paciência de um santo.
    Pronto desabafei, agora podes catalogar-me de intolerante fanatico ateista.
    Contigo passo a ser…
    Vai ver a história e lê a entrevista do religioso chefe do campo de concentração de Sobibor e Treblinka antes de dizeres tolices.
    Mais de 90 por cento dos alemãos eram bastante religiosos, pelo que se pode extrapolar com segurança que masi de metade dos que comandaram e executaram o holocausto eram religiosos.
    Até um assassino existiu entre os Franciscanos na Croácia.
    O chefe do maior campo de concntração e exterminio na Cracia era frade.
    Os ultra-cristãos sérvios implementaram um regime de medo e assassinio à escala do Holocausto, para eliminar os não cristãos e que não se convertessem.
    O teorico do estado (ultrareligioso ) apresentou a regra dos 3 terços: 1 terço expulsos, 1 terço conertidos, 1 terço eliminados
    O presidente Croata que implementou esta treta era Ultra Cristão. Foi apoiado pelo bispo de Zagreb. E até o papa o recebeu e benzeu.
    Os protestantes foram os maiores apoiantes de Hitler, incluindo a quase totalidade da hierarquia (houve algumas honrosas excepçoes).
    Apesar de tudo isto eu não afirmo que os cristãos os os religiosos foram os culpados, nem o cristianismo ou a religião.
    E vens tu com as tretas do evolucionismo ser responsavel. Mesmo que fosse, a ecolução não deixava de ser verdade. O evolucionismo é a melhor explicação para a vida na Terra, do inicio até agora. Façam os homens o que fizerem com uma verdade ela não passa a mentira.
    Agora o que dizes sobre a evolução é a mais pura mentira.
    Faz um teste: pergunta no muido Ocidental qual a percentagem de pessoas que sabe o que é a teoria da evolução. O que explica e quais os seus principios básicos e se lhe atribui importância. Se 25% souberem já me surpreende. Agora recua 75 anos, para uma altura em que não era ensinada nas escolas.
    E acredites ou não a grande maioria dos executores dos massacres que falas eram religiosos e provavelmente criacionistas (da treta de cristo ou outra qualquer). Mas não mataram por isso.
    Os talibas são criacionistas, os terroristas islamicos são criacionistas (no Irão a evolução foi proibida nas Universidades e substituida pelo criacionismo do Corão que vale tanto como o teu). E estes matam em nome de um Deus e não por poder ou ideologia politica.
    Ufa.
    Pronto já estou mais calmo, desculpa lá mas tanta cegueira e fanatismo juntos fez-me saltar a tampa.

    Gosto

  60. alogicadosabino diz:

    “Então tu concordas que houve evolução ao nível do ser humano que lhe permitiu adaptar-se melhor ao seu ambiente”

    sem dúvida… todos nós fazemos isso, adaptamo-nos ao nosso ambiente

    “sem intervenção divina”

    a intervenção divina ocorreu na criação… e era perfeita, até entrar o pecado no mundo.

    “Houve alterações na criação de Deus, que era tão boa que não permaneceu constante mas teve que sofrer alterações.”

    Não era a criação que era má, o pecado é que fez a criação original deteriorar-se quando entrou no mundo. A situação inicial alterou-se. O dilúvio tambem alterou a situação climática.

    Diz na biblia: “E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação.” (Actos 17:26).

    Gosto

  61. Tiago diz:

    “sem dúvida… todos nós fazemos isso, adaptamo-nos ao nosso ambiente”

    Acabaste de admitir que houve evolução, espero que tenhas consciência disso.

    “a intervenção divina ocorreu na criação… e era perfeita, até entrar o pecado no mundo.”

    Sacana do pecado! Se tivessem chamado o Super-Homem, ele tinha-lhe dado uma sova de tal ordem que nem se atreveria a entrar..

    Gosto

  62. Joaquim Coelho diz:

    Matts

    As falsidades, deturpações, descontextualizações, delírios que roçam o lunático (aliás eu começaria a ficar preocupado com o futuro da minha saúde mental se escrevesse tais coisas) sobre a evolução, Darwin e hipotéticas relações com ditadores não vão ficar sem resposta.

    Como não quero recorrer ao teu método copy/paste de sites lunáticos brasileiros e criacionistas , irei escrever um texto detalhado que irá levar algum tempo.
    Depois coloco-o on-line e referencio-o aqui.

    Estas técnicas propagandísticas na senda de Goebels são já o apanágio dos novos soldados da fé. Na sua cruzada trocaram a espada pelo engano, leitura parcial fora do contexto, e interpretação como lhes convém dos escritos de outros.

    Para já deixo apenas algumas perguntas e exemplos:

    1. Será que quem chacinou os índios sul-americanos em nome de suas altíssimas Majestades Católicas reis de Espanha eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    2. Será que os imigrantes católicos e protestantes que levaram a cabo a chacina dos índios norte americanos eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria ?

    3. Será que Hitler que tantos excertos escreveu em defesa da religião, da criação, e anti-ateismo no seu Mein Kampf e onde em simultâneo defendia a raça “superior” ariana e as práticas anti-semitas que viria a por em prática assim que criou as condições para isso era já evolucionista e o fez em nome dessa teoria?

    4. Será que o cristianíssimo Richard Wagner autor do Cristandade e Heroísmo cujo pensamento quase não diferia do de Hitler e que foi muito mais que Nietzsche um efectivo influenciador de Hitler era evolucionista e o fez em nome dessa teoria ?

    5. Será que o cristão Franz Stangl (e cuja esposa extremamente religiosa e ao corrente do que se passava chegou a confessar-se ao um padre que lhe replicou ser normal naqueles tempos conturbados isso acontecer) responsável do programa T-4 (“eutanásia” de deficientes e associais), comandante dos campos de extermínio de Sobibor e Treblinka onde foram chacinadas mais de um milhão de pessoas, era evolucionista e o fez em nome dessa teoria?

    6. Será que a população Alemã na sua esmagadora maioria católica e protestante que apoiou Hitler e nunca manifestou oposição visível (na fase em que abertamente propagava o cristianismo e a criação) quando ele em 1933 promulgou a desjudaização da Alemanha, a expulsão dos cargos públicos, a proibição de casamentos mistos, a estrela amarela para identificar judeus, em 1941, etc, etc, eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    7. Será que os executores Holocausto, na sua maioria oriundos de uma população profundamente religiosa (católicos e protestantes) numa época em que a teoria da evolução era conhecida de uns poucos e o que não era ensinada nas escolas, eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    8. Será que os autores de assassínios, violações, torturas dos regimes ditatoriais da América do sul e outros (Ex: Chile, Guatemala, equador, Uruguai, Portugal, Espanha, etc) eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    9. Será que Saddam Hussein que massacrou 5000 curdos com armas químicas em 1988 e cometeu os mais horríveis crimes era evolucionista e o fez em nome dessa teoria?

    10. Será que Bush que depois de uma conversa com Deus invadiu o Iraque provocando a morte de mais 100.000 pessoas e mais de um milhão de feridos e criou Guantanamo à revelia do mais elementar direito internacional onde se torturava era evolucionista e o fez em nome dessa teoria?

    11. Será que os soldados dos USA que torturam iraquianos eram evolucionistas ?

    12. Será que os Hutus e apoiantes (de realçar que vários padres forma condenados por colaboração alguns a prisão perpetua e pelo menos um à morte) perpetuadores da chacina de um milhão de Tutsis em 1994 eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    13. Será que o clérigo protestante que assassinou “em nome de Deus” segundo as suas palavras, a tiro um médico de uma clínica de abortos era evolucionista e o fez em nome dessa teoria?

    14. Será que os terroristas que se fazem explodir matando imensos Israelitas incluindo crianças são evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    15. Será que os israelitas que ripostam matando indiscriminadamente culpados e inocentes incluindo crianças são evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    16. Será que os terroristas que mataram mais de 3000 americanos no 11 de Setembro em Nova Iorque e mais de duas centenas em Madrid eram evolucionistas e o fizeram em nome dessa teoria?

    Podia continuar por muitos mais pontos. O caso exemplar pelas suas características da chacina provocada pelos croatas na II Guerra fica para outro post.

    Eu apenas tenho que responder a estas perguntas: será que quem fez estas ignomínias era criacionista ? Nalguns casos sim , noutros não.

    Será que o fizeram em nome do criacionismo ou da religião ? Em todos os casos não.

    Espero a tua resposta.

    Gosto

  63. Joaquim Coelho diz:

    Matts um exemplo das técnicas depuratórias dos criacionistas fundamentalistas na sua cruzada como soldados da fé na mão do seu guru e persecutor em Portugal, e de que o Matts é fã incondicional :Jonatas Machado .

    Jonatas Machado refugiado no nick Perspectiva afirmou:
    Charles Darwin achava que os programas de vacinação eram contrários à lei da selecção natural e que mais tarde ou mais cedo as raças africanas deveriam ser exterminadas pelas civilizações mais avançadas.

    Se quiser citações, diga que eu coloco “no ar”.

    Respondi:

    Agora tenho de lhe chamar MENTIROSO com todas as letras em maiúsculas.
    Diz: “Charles Darwin e que mais tarde ou mais cedo as raças africanas deveriam ser exterminadas pelas civilizações mais avançadas.”
    Isto é mentira: Darwin dizia que devido á civilização Ocidental estar mais desenvolvida e melhor preparada para os desafios da altura que as “tribos selvagens” (não só africanas) estas acabariam inevitavelmente por desaparecer.
    Você distorce isto até à mentira insinuando que Darwin incentivava e apoiava o extermínio destas pessoas. Isto é falso, até porque Darwin achava que a entreajuda e solidariedade com os mais fracos eram uma obrigação da espécie humana.
    Na palavras dele só se pode ler, que ou mudavam ou desapareciam.
    Infelizmente provou-se que tinha razão. Actualmente tribos a viverem de forma ancestral são poucas e tendem a desaparecer.

    Mais uma vez se demonstra a sua ma fé na deturpação dos textos e palavras de outros.
    Quanto há vacinação coloque aqui o link para eu ver.
    De qualquer forma, a ser verdade, não foi o único, quando foi descoberta a vacinação as igrejas opuseram-se com o pretexto que as epidemias eram uma vontade de Deus tal como a sua cura.

    Jonatas Machado replicou:
    Um anónimo diz que a Perspectiva Criacionista mente sobre o racismo de Darwin.

    Nada como dar a palavra ao próprio Darwin.

    Eis as suas palavras:

    “With savages, the weak in body and mind are soon eliminated; and those that survive commonly exhibit a vigorous state of health.

    We civilised men, on the other hand, do our utmost to check the process of elimination;

    we build asylums for the imbecile, the maimed and the sick;

    we institute poor laws;

    and our medical men exert their utmost skill to save the life of everyone to the last moment.

    There is reason to believe that vaccination has preserved thousands who, from a weak constitution, would formerly have succumbed to smallpox.

    Thus the weak members of civilised society propagate their kind.

    No one who has attended to the breeding of domestic animals will doubt that this must be highly injurious to the race of man.

    It is surprising how soon a want of care, or care wrongly directed, leads to the degeneration of a domestic race; but, excepting in the case of man himself, hardly anyone is so ignorant as to allow his worst animals to breed.

    The aid which we feel impelled to give to the helpless is mainly an incidental result of the instinct of sympathy, which was originally acquired as part of the social instincts, but subsequently rendered in the manner previously indicated more tender and more widely diffused.

    Nor can we check our sympathy, even without deterioration in the noblest part of our nature … We must, therefore, bear the undoubtedly bad effects of the weak surviving and propagating their kind.

    Charles Darwin, The Descent of Man, 2nd Ed., pp. 133–134, 1887)

    Então, anónimo evolucionista. Ainda acha que estavamos a mentir?

    Não há nada como consultar as fontes primárias.

    Eu respondi:

    Mantenho que MENTE e agora valido que intencionalmente.

    A frase que indica não diz nada do que você disse, o que diz é:
    “Nos selvagens com o corpo e/ou a mente fracos eles rapidamente são eliminados, aqueles que sobrevivem são fortes e saudáveis.

    Traduzindo: constata que nos povos sem medicina e sem tratamento aqueles que apresentam doenças morrem rápida e naturalmente por não serem tratados, aqueles que sobrevivem são os mais fortes e resistentes às doenças e propagam essa resistência às gerações futuras, estamos no contexto da selecção natural. Na natureza acontece a cada instante.

    Você diz “”Charles Darwin e que mais tarde ou mais cedo as raças africanas deveriam ser exterminadas pelas civilizações mais avançadas.”
    Impressionante como conclui/traduz isso a partir da frase “Nos selvagens com o corpo e/ou a mente fracos eles rapidamente são eliminados, aqueles que sobrevivem são fortes e saudáveis”

    Se a conjugar-mos com o texto seguinte, dá exactamente o contrário: que os “selvagens” se fortificam e os “civilizados enfraquecem”

    Caramba que isto é que é meter água

    Depois Darwin constata que na sociedade ocidental actual os médicos salvam as pessoas fracas. Afirma que a vacinação permite a propagação de pessoas não resistentes à doença e que isso vai enfraquecer também a raça humana.
    Afirma que com o tempo vai fazer que em média a raça humana esteja mais fraca.

    Darwin faz constatações científicas, que sabemos serem verdades, mesmo você não terá a coragem de dizer que são falsas. Não faz considerações de ordem ética e moral e no fim diz:
    Temos, pois, de suportar os efeitos do mau, sem dúvida, os mais fracos sobrevivem e propagam a sua espécie.
    Para ele é inevitável que tal aconteça.
    Noutros textos Darwin defende a protecção dos mais fracos e a solidariedade com eles.

    Nunca defende que se deixe a selecção natural actuar nestes casos. Apenas constata que isso enfraquece o ser humano.
    Admito que no caso da vacinação, uma leitura sem atender a que se trata um texto científico que analisa e constata factos pode resultar numa interpretação de recusa da vacinação.
    Eu não leio assim.

    Por isso, como vê, quando coloca os textos originais é desmascarado:

    Não extraio deste uma apologia da não vacinação mas uma constatação de que pode contribuir para o não fortalecimento do ser humano.

    Gosto

  64. Joaquim Coelho diz:

    Ah, e até hoje o Jonatas Machado ficou calado apesar de ter comentado vários outros posts posteriores.

    Isto passou-se no KTreta aqui:

    https://www.blogger.com/comment.g?blogID=29251019&postID=6178772623599916308

    Gosto

  65. Joaquim Coelho diz:

    Para terminar só falta o prometido post sobre a Croácia na II Guerra mundial.

    A Croácia aliou-se a Hitler durante a II Guerra.
    Os croatas Ustaze ficaram tristemente célebres pela sua crueldade e massacres perpetrados.

    O cristão católicoAnte Pavelić foi o líder e fundador do movimento nacionalista e fascista croata (o famigerado Ustaze) e o líder do Estado Independente da Croácia. Foi o principal organizador do Holocausto na Croácia, no qual se estima terem sido assassinados entre seiscentos mil e um milhão de sérvios, judeus, ciganos e prisioneiros políticos, entre 41 e 45. Quando se aliou a Hitler Pavelić tratou da “purificação” do seu país,
    Seguiu fórmula de seu deputado e cristão Mile Budak: “matar um terço, exilar um terço e converter o outro terço” da população sérvia ao Catolicismo.

    Finda a guerra, com a derrota das forças fascistas, Pavelić fugiu para a Áustria e depois para a Itália, onde beneficiou do encobrimento pelo Vaticano e o apoio dos elementos da Ratline, que se dedicavam à protecção de criminosos de guerra fascistas, escondendo-os e ajudando-os a fugir da Europa.
    Ante Pavelić fugiu então para a Argentina com a ajuda do padre católico e oficial Ustaše bem como operacional Ratline, Krunoslav Draganović. Aquando da sua chegada a Buenos Aires, fundou um movimento político sucessor dos Ustaše juntamente com outros fugitivos croatas fascistas, agora perseguidos por crimes de guerra. Foi conselheiro de segurança do ditador argentino Juan Domingo Perón.

    O sacerdote e mais tarde bispo de Zagreb Alojzije (santificado por Roma) foi um apoiante incondicional deste demente Ante Pavelic.

    Alguns dados interessantes sobre este bispo e da croácia:

    1934(28/5) Stepinac é nomeado bispo de Nikopsis e Arcebispo-ajudante de Zagreb. É o mais jovem bispo em todo o mundo

    1937(7/12) Após a morte do Arcebispo de Zagreb, Stepinac sucede-lhe no cargo.
    1941(10/4) Stepinac apresenta as suas felicitações ao general Kvaternik, que acaba de proclamar -com a aprovação expressa do líder do conservadorismo croata, Vladimir Macek(4)- o Estado Croata Independente(3). Os jornais de Zagreb intimam todos os sérvios (católicos ortodoxos) a abandonar a cidade “nas próximas 12 horas”. Avisa-se que quem esconder sérvios “será abatido”(4).
    1941(14/4) Stepinac abençoa Pavelic.
    1941(4) Macek, líder do Partido Camponês Católico (conservadores croatas com um programa separatista) pede aos croatas para apoiarem a Croácia fascista e “obedecerem a todas as suas leis”.
    1941(28/4) Numa carta pastoral, Stepinac convida o clero croata a apoiar a ditadura ustachi, e a cumprir os seus “deveres para com o Estado croata independente”(4). Recomenda um “Te Deum” para agradecer a “Deus” pelo estabelecimento do estado croata fascista, e visita Pavelic pessoalmente para o abençoar(3).

    1941(Páscoa) O governo croata publica uma lei legalizando as conversões forçadas ao catolicismo romano. Deve notar-se que o estado croata foi organizado no modelo do regime nazi. Contudo, o princípio unificador não era aqui racial, mas sim religioso. Aos não-católicos era permitida a escolha entre a morte e a conversão ao catolicismo romano. Stepinac aceitou estas conversões adentro da I.C.A.R..
    1941(5) Stepinac é nomeado membro do parlamento croata (3).
    1941(15/5) Stepinac escreve uma circular a todas as paróquias croatas apelando a que estas aceitem as conversões forçadas à fé católica romana(4).
    1941(18/5) Ante Pavelic, ex-terrorista e agora Presidente da Croácia, é recebido por Pio 12.
    1941(2/6) Milovan Zanitch (ministro do Interior) declara: “esta terra é para nós e para mais ninguém. Não há meios que não usaremos para fazer este país verdadeiramente nosso, e limpá-lo de todos os sérvios ortodoxos”(4).
    1941(15/6) Pavelic consegue que o seu estado-fantoche seja admitido no Pacto do Eixo. As pretensões de Mussolini a anexar a Dalmácia ficam frustradas, pois Hitler intercede a favor de Pavelic. Na mesma ocasião, Pavelic afirma que se ocupará do “problema judaico” de “forma radical e segundo a ordem alemã”.
    1941(28/6) Visita oficial de todos os bispos croatas a Pavelic, conduzida por Stepinac. As vítimas mortais dos crimes dos ustacha são já, nesta altura, muito numerosas(3).
    1941(10/7) Glaise Von Hosternau, enviado especial da Alemanha nazi a Zagreb, fala horrorizado do “tratamento absolutamente desumano inflingido aos sérvios que vivem na Croácia” e confessa-se “embaraçado” perante “a fúria cega e sangrenta dos ustacha”(6).
    1941(13/7) Mile Budak (ministro da Educação ustacha) declara que “o movimento ustachi é baseado na religião”.
    1941(16/7) Stepinac escreve ao ministro da Justiça especificando as condições necessárias para que uma conversão seja aceite pela sua Igreja: que os conversos não vivam em união livre, que o não façam por interesse, e que não sejam membros da intelligentzia ortodoxa(3).
    1941(22/7) Mile Budak -ministro da Educação e católico devotado- declara: “para as minorias, temos três milhões de balas”; “mataremos uma parte dos sérvios, deportaremos outra, e os restantes serão convertidos ao catolicismo [romano]“(3).
    1941(17-20/11) Conferência episcopal, presidida por Stepinac. Nos documentos finais, assinados pelo arcebispo, homenageia-se o governo ustacha, reclama-se que as conversões à fé católica romana sejam efectuadas apenas por sacerdotes, e pede-se a libertação dos judeus convertidos ao catolicismo, mas apenas destes(3). O princípio de que se efectuem conversões forçadas não é criticado.
    1941(26/11) Ante Pavelic agradece aos sacerdotes da I.C.A.R. croata por haverem “inculcado os nossos primeiros soldados do Estado Independente da Croácia com um espírito íntegro, de alta moralidade e respeito por Deus, bem assim como com o destemor e a coragem necessários para enfrentar o inimigo externo e interno” (5). (Pavelic era católico e confessava-se regularmente).
    1942(20/1) Stepinac anuncia numa carta aos padres da sua paróquia que foi nomeado capelão militar do Exército Croata Ustacha. Muitos sacerdotes católicos fizeram efectivamente parte da administração (cerca de 700(6)), e vários participaram em atrocidades(4). Nomeadamente, um padre fransciscano (Miroslav Filipovic) chegou a ser comandante do campo de Jasenovac(6). Este padre nunca foi excomungado pelo Vaticano. Outros altos dignitários da I.C.A.R. colaboraram entusiasticamente com o fascismo croata. Entre estes, o mais notório foi o arcebispo de Saravejo Ivan Saric, ustachi desde 1934, que foi ao ponto de dedicar poemas a Pavelic e escreveu, argumentando em seu favor, que “a luta contra o demónio não pode ser conduzida de uma maneira nobre”(7).
    1943(5) Stepinac escreve a Maglione (secretário de Pio 12): “[o governo ustacha] é contra o aborto…uma ideia de médicos judeus e ortodoxos…proibiu as publicações pornográficas, que eram também dirigidas sobretudo por judeus e ortodoxos… é encarniçadamente anti-comunista, e promulgou decretos contra a blasfémia. Quer educar cristãmente os soldados, introduziu a educação religiosa nos liceus, e aumentou os ordenados dos padres. Eminência, se os croatas reagiram violentamente, deploramos e condenamos esse facto. Mas está fora de dúvida que esta reacção foi causada pelos sérvios, que violaram todos os direitos do povo croata durante 20 anos de vida comum”(3).

    1944(8/5) Stepinac informa Pio 12, num documento oficial, das 244 000 conversões de Sérvios ao catolicismo romano que já haviam sido efectuadas.

    Alguns padres franciscanos e de outras ordens correlatas participavam dessas atrocidades pessoalmente. Um deles, frade Miroslav Filipović (do mosteiro de Petrićevac), que entrou para o movimento Ustaša em 6 de fevereiro de 1942, num brutal massacre de 2.730 sérvios moradores de vilas próximas, sendo 500 destes crianças. Ele foi excomungado de sua ordem e teve sua prisão decretada. Filipović então tornou-se chefe da Guarda do campo de concentração de Jasenovać, e era apelidado “Fra Sotona”.

    Agora vejamos o que fez, entre outros, Fra Sotona em Jasenovac:
    “From August 1941 to April 1945, hundreds of thousands of Serbs, Jews, and Romas, as well as anti-fascists of many nationalities, were murdered at the death camp known as Jasenovac. Estimates of the total numbers of men, women and children killed there range from 300,000 to 700,000. And yet, despite the scale of the crimes committed there, most of the world has never heard of Jasenovac.”

    Para quem estiver interessado aqui fica em detalhe o que foi Jasenovac e os massacres lá cometidos ás ordens do Fra.

    Instituto de Pesquisa Jasenovac

    http://www.jasenovac.org/index.php

    Interessante também o que dizem alguns evangélicos (mas claro para variar com dados deturpados). O exemplo de meias verdades ditas como verdades:

    “Uma mãe forçada a segurar a bacia que recebia o sangue de seus quatro filhos, quando suas gargantas foram cortadas em Konsinj.
    Uma mãe grávida tendo o bebê arrancado do seu útero e no lugar deste sendo colocado um gato, no campo de Jasenovac.
    1.360 prisioneiros tendo suas gargantas cortadas, numa só noite, pelo sádico Peter Brzica, aluno do Colégio Franciscano de Siroc Brijeg, Herzegovina, durante um tenebroso concurso de cortadores de gargantas, também em Jasenovac.
    Desmembramentos, degolamentos, coroas de espinho, facas graviso especializadas em cortar gargantas, colares feitos de línguas e olhos humanos, confinamento de prisioneiros, em quartos cheios de sangue até os joelhos, e 10 mil outras atrocidades coordenadas pelo Arcebispo católico romano, Aloysius Stepinac, o qual “rezou” na abertura do Parlamento Croata, em fevereiro de 1942, pedindo que “o Espírito Santo descesse sobre as afiadas facas ustashis (exército católico de guerrilha ou Ação Católica).
    Todas as guerras do planeta têm sido arquitetadas pela Ordem Jesuíta e muitas atrocidades têm sido cometidas pela Ordem Franciscana, ambas defendendo sua pobreza, humildade e bondade. Na Iugoslávia, os franciscanos se distinguiram em milhares de atrocidades contra os sérvios ortodoxos, principalmente contra o seu clero.”

    Quem ainda perante tantas barbaridades tiver estômago para sorrir aqui fica o link destas confissões evangélicas: (Leiam para ver do que são capazes nas suas guerras contra outros cristãos)

    http://www.cacp.org.br/catolicismo/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1105&menu=2&submenu=8

    Então Matts mais uma cambada de evolucionistas e ateus, não ?
    Se quiseres mais é só dizeres.

    Espero em duas três semanas ter desmontado toda a tua teoria da conspiração evolucionista, nazi, e ateia.

    Gosto

  66. alogicadosabino diz:

    “Ah, e até hoje o Jonatas Machado ficou calado apesar de ter comentado vários outros posts posteriores.”

    às vezes não vale a pena responder.

    Gosto

  67. Joaquim Coelho diz:

    às vezes não vale a pena responder.

    Exacto quando não há argumentos nada a fazer.

    Está aqui preto no branco:

    Joantas afirma que Charles Darwin diz “que mais tarde ou mais cedo as raças africanas deveriam ser exterminadas pelas civilizações mais avançadas”

    Quando confrontado com a origem dessa afirmação, coloca a seguinte frase de Darwin:

    “Nos selvagens com o corpo e/ou a mente fracos eles são rapidamente eliminados, aqueles que sobrevivem são fortes e saudáveis”

    Extraordinário como Jonatas transmuta a frase de Darwin no que ele afirma.
    Bem mais dificial do que um dinossauro originar um pardal, não Sabino ?

    Gosto

  68. Mats diz:

    Tiago:

    Mas explica aí como é que as outras raças surgiram supondo que no início eram só duas pessoas de uma raça, Será que Deus é racista e criou primeiro apenas uma raça para depois criar as outras?

    Quando Deus criou os primeiros seres humanos (Adão e Eva), Ele criou-os com uma grada variabilidade genética. Com o passar do tempo, informação foi sendo perdida e começoçu a haver mais especialização e especificação. Isto é bem evidente nos africanos e nos nórdicos.

    “Mas as que cometeram o Holocausto, ou as que puseram mais de 2 milhões de pessoas em campos de concrentração, no Cambodja, eram evolucionistas.”

    Hitler era cristão e acreditava numa raça superior tal como Deus a tinha criado no início e sem as misturas raciais.Evolucionista? Não.

    Nenhum verso da Bíblia fala em raças superiores.
    Segundo, o próprio Darwin disse que num tempo futuro as raças “civilizadas” (brancos) exterminariam as raças selvagens (negros, e australianos).

    Mostra-me onde diz que José Estaline, Hitler e Mao Tse Tung eram evolucionistas por favor!

    Outra vez?

    Hitler:

    Sir Arthur Keith’s observation of Hitler: ‘The German Fuhrer … consciously sought to make the practice of Germany conform to the theory of evolution’ (Arthur Keith, Evolution and Ethics, Putnam’s, New York, 1949, p. 230).)

    Stalin:

    The world’s worst mass-murderer studied at Tiflis (Tbilisi) Georgia, theological college. A friend later said Stalin became an atheist after reading Darwin. He was expelled from the college at 19 because of his revolutionary connections. After understanding that evolution provided no basis for conscience or morals, he felt free to torture and murder to whatever extent he chose to achieve his communist goals.

    Mao Tse Tung:

    In fact, Raymond Hall, in his article “Darwin’s Impact” [Creation 27(2) Mar-May '05] states that Mao was known to have regarded Darwin and radical evolutionist Huxley as his two favorite authors.

    Gosto

  69. Mats diz:

    Tiago:

    Então tu concordas que houve evolução ao nível do ser humano que lhe permitiu adaptar-se melhor ao seu ambiente, sem intervenção divina.

    Não houve evolução nenhuma, mas sim recombinação ou perda de informação QUE JÁ EXISTIA.

    Houve alterações na criação de Deus, que era tão boa que não permaneceu constante mas teve que sofrer alterações.

    A Criação de Deus foi alterada do seu propósito original graças ao pecado do homem. Pelos vistos nunca leste nada sobre a Teoria da Criação.

    Gosto

  70. Mats diz:

    João,

    “Só tens duas hipóteses:
    1. Ou foram criados como gatos logo desde o princípio

    2. Ou vieram daquilo que não era um gato.”

    Se tu tiveres um prato de arroz e comeres um grão por mês, tu vais fazer com que o prato passe de cheio a vazio.
    No entanto, em cada mês o prato vai estar praticamente tão cheio/vazio como no mês anterior. Não existirá nenhum mês em que tu possas dizer: o prato passou de cheio a vazio.
    Como é que é possível que em nenhum mês o prato passe de cheio a vazio, e no entanto o prato passe de cheio a vazio?
    A resposta está no facto do processo ser gradual.

    João, ninguém duvida que os evolucionistas acreditem que um dinosauro se transformou numa áve. O problema é que não há evidências. Tu podes dizer quantas vezes quiseres “gradual gradual gradual”. Nós queremos evidências.
    Quais são as evidências científicas, refutáveis, empiricamente verificáveis que um dnosauro se transromou (gradualmente) numa áve?

    Dei-te o exemplo das gaivotas para te mostrar que uma espécie está neste momento a transformar-se em três espécies. Mas como o processo é gradual, as filhas das gaivotas A, B e C são indistinguíveis dos seus pais. São diferentes, mas a diferença é muito pequena. Como no prato de arroz do exemplo.
    Nas bactérias o processo é muito mais rápido, por outro lado, e podes ver bactérias de um determinado tipo a originar bactérias de outro tipo. Tu dizes: “ah, mas continuam bactérias”. Pois, mas se a transformação de dinossauro para gaivota fosse tão rápida que tu a pudesses ver, tu poderias sempre dizer “sim, mas são animais à mesma”.

    Eu espero que tu não estejas a usar a variação genética como evidência para a conversão de um dinosauro numa áve. Já foi dito aqui, e citei-te um evolucionista, a dizer que uma coisa não suporta a outra. Já foi dito também que,.ao nível informacional, não evidência nenhuma que suporte essa crença. Ao nível lógico, a transfoermação de um dinossauro 100% terreste numa áve maioritariamente voadora é, no mínimo, ridícula.

    «Especies de……….gaivotas? E como é que surgiu a primeira gaivota?»

    Especies de………gaivotas? Não.
    Quando forem novas espécies, deixam de ser gaivotas, como é óbvio.

    Passam a ser o quê?

    Nessa altura quero ver que desculpa é que os criacionistas vão inventar… Infeleizmente faltam várias centenas de anos, acho que quando isso acontecer a moda do criacionismo já terá passado.

    Pois, escondes a tua transformação debaixo do manto do tempo. Lembras-te daquilo que o teu video disse em relação à evidências que não são testáveis e falsificáveis? Tu estás a cair nesse erro. A tua desculpa é “Demora muito tempo, e por isso é que não vêmos a acontecer!”
    Pois, mas isso já não é problema meu. Se a tua teoria não pode ser empiricamente verificada, então não está ao mesmo nível da termodinâmica, da relatividade, da electricidade, etc.

    «Mesmo hoje em dia há pessoas de etnias dferentes (africanos) que usam o português misturado com os seus próprios dialectos. Nos seus vocabulários a ordem das palavras (em português) é alterada, e mesmo a gramática é alterada, no entanto não os vejo com problemas a comunicar»

    Uma coisa parece estranha de acreditar à primeira vista, mas para ti parece simples porque observas a realidade e vês que isso acontece. Eu acho que tens razão: isso é perfeitamente possível.

    É possível na linguagem.

    Os cisntistas dizem o mesmo a respeito dos sistemas que crês não poderem surgir, desde as asas até ao olho.

    Os evolucionistas podem dizer o que quiserem. O que nós queremos é evidências. Quais são as evidências que as asas podem evoluir de escamas de lagartos, ou o que quer que seja? Há algum fóssil que mostra asas a evoluirem?

    Coisas que são complicadas de imaginar como podem ter surgido gradualmente, mas que os fósseis dão a resposta.

    Não, não dão. Esse é que é essa. Os fósseis apresentadas pelos darwinistas não suportam a crença de que os dinosauros evoluiram para pássaros. Eles nem estão de acordo nas suas teorias (arboreal ou cursorial).

    O olho parecia-me algo que eu não imaginava como pudesse ter surgido gradualmente. Depois vi um documentário sobre isso, e vi várias formas de vida, e sistemas intermédios, que mostram como uma coisa aparentemente muito difícil, acaba por ser simples de entender como aconteceu.

    É sempre a mesma ilusão.
    João, deixa-me dizer isto de forma simples: foste enganado!. O que te mostraram foram olhos FUNCIONAIS, e com diferentes níveis e complexidade. Depois inventaram uma história em como olhos que funcionam HOJE evoluiram para olhos que funcionam HOJE.
    Tenta lembrar-te do documentário. Lembras-te de eles apontarem para seres vivos com olhos diferentes aos nossos, e dizer que esse olhos são “transicionais”? Mas como é que eles podem ser transicionais se AINDA ESTÃO CÁ ? Transicionais de quê para quê ?!!!
    É a mesma ilusão que usam sempre, bolas.

    «Segundo, os evolucíonistas acreditma, sim, que a evolução aconteceu, mas não há acordo sobre o modo. Os gradualistas estão em oposição aos punctuistas»
    Qualquer dos lados crê que a evolução foi muito gradual, ao ponto de ter demorado milhões de anos.

    Sim, mas não há acordo no mecanismo “gradual”. Uns dizem que é tão rápido que raramente deixa evidências (punctuistas), mas outros dizem que “há evidências” (gradualistas ortodoxos.

    « que eu quero saber é que força natural produziu a primeira bactéria, e quais são as evidências que confirmem isso.»
    Aconselhei-te um filme no youtube sobre esse tema. O filme é muito incompleto, mas se tu quiseres MESMO ler sobre isso, posso procurar uns bons livros para te aconselhar a esse respeito.

    Já li alguns, e não estou convencido.

    «Depende do que chamas de raizes. No entanto, se fossem raízes funcionais, tal como as plantes têm, e se se visse que esse homem/mulher não tinha informação para isso no corpo. seria uma boa evidência para o aumento de informação genética.»

    O Sabino é que me deu uma notícia de um homem que tinha raízes.
    O pai desse homem/mulher não tinham esse problema, portanto, assumindo que concordas que o ADN humano não tem lá “informação” para raizes, parece que foi uma mutação que causou isto.
    Se verificares que as raízes são funcionais, admitirás que isso quer dizer que ocorreu aumento de informação no ADN devido a uma mutação?

    Até prova em contrário, e se se confirmar que são raízes funcionais, tal como as plants têm, e se os pais não tiverem essa informação no genoma, então, é nova informação.

    Gosto

  71. Mats diz:

    Joaquim,
    A questão não era “os cristãos são 100% inocentes”, mas “os maiores assassinos do século 20 eram ateus que fundamentaram as suas doutrinas em muitas filosofias, incluindo a teoria da evolução.
    Tu, em vez de lidares com esse ponto, enches o blog de coisas que nenhum cristão duvida, nomeadamente, que os cristãos estiveram envolvidos em muitas coisa más e falsas. Por exemplo, hoje em dia há crsitãos que pensam que a evolução e a Bíblia estão de acordo.

    Mas olha, Joaquim, enquanto que como cristão, eu posso te mostrar a Bíblia e dizer “Vês? O Senhor Jesus nunca mandou matar ninguém, nem deu ordens que usassem esse método de evangelismo”.
    Quando vamos à evolução, ao comunismo, e ao nazismo, nós vêmos que há links directos e lógicos. Eu acho que tu podes vêr isso.
    Pensa assim: se Deus não existe, e isso é o que a teoria da evolução significa, quem é que dita as leis morais? Porque é que achas que a teoria da evolução é tão areciada entre os círculos ateus?

    Os ateus comunistas que mataram milhões fizeram-no porque acreditavam que, uma vez que Deus não existia, eles poderiam fazer as leis que bem entendiam.

    Gosto

  72. alogicadosabino diz:

    “Não houve evolução nenhuma, mas sim recombinação ou perda de informação QUE JÁ EXISTIA”

    reparei agora que a minha resposta pode ser escorregadia. à pergunta do Tiago eu respondi “sim, houve evolução a niovelo do ser humano no que toca à adaptação”.

    Tenho de ter mais cuidado quando uso a palavra evolução, posso ser mal entendido. Eu referia-me a “evolução” no seu significado semântico natural (ex: um puto de 5 anos evoluir a tocar guitarra, ao fim de 3 anos; um bébé crescer ao fim 10 anos). Esqueci-me que quando os evolucionistas usam a palavra evolução é sempre referindo-se a transformação de um peixe para animais terrestres.

    Mas respondeste bem Mats.

    Gosto

  73. Joaquim Coelho diz:

    evangélico Matts dizes
    “Os ateus comunistas que mataram milhões fizeram-no porque acreditavam que, uma vez que Deus não existia, eles poderiam fazer as leis que bem entendiam”

    Isto é absurdo. A esmagadora maioria dos executores dessas moertes acreditavam em Deus e desconheciam a evolução.
    Não tentes simplificar o que é complexo.
    Mete na tua cabeça pré-formatada pela biblia que nos casos que apontas a responsabilidade não é nem da religião nem do ateismo, muito menos do evolucionismo.
    Existem um conjunto complexo de motivos e por vezes quer a religião quer teorias cientificas são usadas como justificação devido a inrterpretaçãoes erroneas. Mas nem as estruturas religiosoas nem a comunidade cientifica no seu geral apontavam que esse seria o caminho a seguir.

    E digas o que disseres evangélico Matts (enquanto tratares as pessoas por ateu passo a tratar-te por evangélico) se formos ver cotas partes de responsavilidade a religião tem uma superior ao evolucionismo: o anti-semitismo cristão.

    Não consegues arranjar uma única citação de Hitler a falar da teoria da evolução.
    Vês imensas a falar de religião, a maioria pró, algumas contra.
    Não encontras uma única citação a favor do ateismo e encontras várias.

    Hitler e a quase totalidade dos seus principais colaboradores provinham de familias cristãs convictas.
    A quase totalidade da população Alemão e Austraica eram protestantes ou católicos e desconheciam o que seria a teoria da evolução. Foi nesta população que Hilter recruotu os executores dos massacres e foi esta população que na maioria o apoiou e permitiu que acontecesse o que aconteceu.
    O Holocausto judaico aconteceu muito por causa do anti-semitismo vinculado pelos cristão desde S. Paulo.

    Evangélico Matts, é isto que a quase totalidade dos historiadores mundiais diz.

    evangélico Matts
    Os ateus comunistas que mataram milhões fizeram-no pelos mesmos motivos que os evangélicos e católicos que mataram milhões.

    Os comunistas mataram para impor um regime e mataram todos os que consideravam um impecilho incluindo padres e clérigos.
    O motivo não foi o acreditar ou não em Deus foi o facto de eles considerarem que os religiosos eram um obstaculo à sua politica.

    Raras forma as situações em que ateus mataram apenas e exclusivamente devido à religião.

    O contrário já não foi assim tão raro.

    Isto evangélico Matts, porque se atribuires ao ateismo as mortes de Estaline e Pol-Pot entre outros, então eu tenho de atribuir à religião as mortes efectuadas em todo o mundo ao londo da histórias por responsabilidade de lideres que professassem qualquer religião. Como todos os reis, todos os presidentes americanos, todos os ditadores da américa latina.

    E evangelico Matts, isto é verdadeiramente falso. Mas para os dois lados.

    Gosto

  74. João Vasco diz:

    Mats:

    «O problema é que não há evidências. Tu podes dizer quantas vezes quiseres “gradual gradual gradual”. Nós queremos evidências.»

    O Gradual serve para explicar porque é que o teu argumento contra a evolução está errado.

    Tu pedes evidências. Há muitos livros e artigos cheios de evidências. Há toneladas de evidências.
    Eu já te falei de algumas, mas ando a centrar-me numa: as mutações podem causar aumento de informação. Vou falar mais sobre este assunto mais à frente.

    «Já foi dito aqui, e citei-te um evolucionista, a dizer que uma coisa não suporta a outra.»

    Cerca de 3 vezes (uma delas nos comentários no blogue do Ludwig) já citaste textos de autores que aparentavam dizer o contrário daquilo que eles afirmam.
    Já te disse que só confiarei nas tuas citações se tiveres lido o original.

    «Os evolucionistas podem dizer o que quiserem. O que nós queremos é evidências. Quais são as evidências que as asas podem evoluir de escamas de lagartos, ou o que quer que seja? Há algum fóssil que mostra asas a evoluirem?»

    Há montes de evidências.
    Se quiseres saber mais detalhes sobre estes assuntos, posso procurar e aconselhar-te uns livros. Mas peço-te que não me dês esse trabalho se não tencionares genuinamente lê-los.

    «e dizer que esse olhos são “transicionais”? Mas como é que eles podem ser transicionais se AINDA ESTÃO CÁ ? Transicionais de quê para quê ?!!!»

    A transição dos olhos acho que começa num ser mto pequenino que tem uma célula que detecta se há luz ou não (esse ser ainda existe). Já não me lembro bem da continuação, mas existe literatura sobre isso. Se estiveres disposto a ler, posso procurar alguns textos a esse respeito. Na verdade acho que existe um video no youtube só dedicado a explicar essa transição.

    «Já li alguns, e não estou convencido.»

    Que bom que já leste alguns. Então em vez de perguntares algo tão geral como “como é possível que tenha surgido vida do nada?”, já podes fazer perguntas mais específicas face às alegações do livro que tenta explicar a origem da vida. Se essas questões forem muito técnicas, sugiro que as faças ao Ludwig, que -estou convencido- terá todo o gosto em esclarecer-te.

    «Até prova em contrário, e se se confirmar que são raízes funcionais, tal como as plants têm, e se os pais não tiverem essa informação no genoma, então, é nova informação.»

    Achas que todos os seres humanos têm informação sobre raízes do ADN, ou que Adão tinha essa informação; ou que as raízes não são funcionais? Ou que a notícia do Sabino é uma evidência a favor da evolução?

    Gosto

  75. João Vasco diz:

    Mats:

    «O problema é que não há evidências. Tu podes dizer quantas vezes quiseres “gradual gradual gradual”. Nós queremos evidências.»

    O Gradual serve para explicar porque é que o teu argumento contra a evolução está errado.

    Tu pedes evidências. Há muitos livros e artigos cheios de evidências. Há toneladas de evidências.
    Eu já te falei de algumas, mas ando a centrar-me numa: as mutações podem causar aumento de informação. Vou falar mais sobre este assunto mais à frente.

    «Já foi dito aqui, e citei-te um evolucionista, a dizer que uma coisa não suporta a outra.»

    Cerca de 3 vezes (uma delas nos comentários no blogue do Ludwig) já citaste textos de autores que aparentavam dizer o contrário daquilo que eles afirmam.
    Já te disse que só confiarei nas tuas citações se tiveres lido o original.

    «Passam a ser o quê?»
    Os nomes das espécies são os homens que dão. Quando surgirem duas novas espécies, não sei que nome é que vão encontrar para as designar.

    «Lembras-te daquilo que o teu video disse em relação à evidências que não são testáveis e falsificáveis? »

    Lembro-me. Disse que o facto de uma teoria ser testável NÃO quer dizer que tu tenhas de repetir o evento que ela explica (até pode ser uma teoria que prevê que duas galáxias estão em colisão – e isso não é muito fácil de repetir), mas sim que todos têm de ter acesso às evidências em que te baseaste para propor a teoria, sejam experiências, sejam observações.
    As experiências em que a teoria da evolução por selecção natural está baseada são repetíveis, e os fósseis, e outras observações podem ser observados por todos.
    A teoria da evolução por selecção natural é falsificável, porque tu podes ver a informação a aumentar nas bactérias, como já te expliquei.
    A teoria não foi baseada em nenhuma experiência não repetível. Claro que explica fenómenos não “reptíveis”, como imensa ciência (aliás, a história é uma ciência), mas explica-os através de evidências testáveis.

    «Os evolucionistas podem dizer o que quiserem. O que nós queremos é evidências. Quais são as evidências que as asas podem evoluir de escamas de lagartos, ou o que quer que seja? Há algum fóssil que mostra asas a evoluirem?»

    Há montes de evidências.
    Se quiseres saber mais detalhes sobre estes assuntos, posso procurar e aconselhar-te uns livros. Mas peço-te que não me dês esse trabalho se não tencionares genuinamente lê-los.

    «e dizer que esse olhos são “transicionais”? Mas como é que eles podem ser transicionais se AINDA ESTÃO CÁ ? Transicionais de quê para quê ?!!!»

    A transição dos olhos acho que começa num ser mto pequenino que tem uma célula que detecta se há luz ou não (esse ser ainda existe). Já não me lembro bem da continuação, mas existe literatura sobre isso. Se estiveres disposto a ler, posso procurar alguns textos a esse respeito. Na verdade acho que existe um video no youtube só dedicado a explicar essa transição.

    «Já li alguns, e não estou convencido.»

    Que bom que já leste alguns. Então em vez de perguntares algo tão geral como “como é possível que tenha surgido vida do nada?”, já podes fazer perguntas mais específicas face às alegações do livro que tenta explicar a origem da vida. Se essas questões forem muito técnicas, sugiro que as faças ao Ludwig, que -estou convencido- terá todo o gosto em esclarecer-te.

    «Até prova em contrário, e se se confirmar que são raízes funcionais, tal como as plants têm, e se os pais não tiverem essa informação no genoma, então, é nova informação.»

    Achas que todos os seres humanos têm informação sobre raízes do ADN, ou que Adão tinha essa informação; ou que as raízes não são funcionais? Ou que a notícia do Sabino é uma evidência a favor da evolução?

    Gosto

  76. João Vasco diz:

    Mats,

    Sobre o “aumento de informação”: a teoria da evolução postula que tu tinhas uma bactéria, e ela foi aumentando de informação.
    Qual foi o passo imediato a seguir à bactéria, sabes? Sabes o que a teoria diz sobre isso?
    Acreditas que esse passo é possível?

    Gosto

  77. Mats diz:

    João,

    Sobre o “aumento de informação”: a teoria da evolução postula que tu tinhas uma bactéria, e ela foi aumentando de informação.
    Qual foi o passo imediato a seguir à bactéria, sabes? Sabes o que a teoria diz sobre isso?

    Tal como tudo o resto, depende do evolucionista a quem tu perguntares.

    Gosto

  78. João Vasco diz:

    Mats,

    Vamos supor que há um evolucionista que diz que uma das primeiras mudanças foi uma bactéria tornar-se capaz de fazer a fotosíntese.
    Tu dirias: tudo bem, isso não é nova informação, a informação já lá estava.
    Ou dirias: impossível, não é possível que uma bactéria que não faz fotosíntese possa algum dia gerar descendência com essa capacidade.

    Preciso de saber isto, para entender o que queres dizer quando dizes que não é possível aumentar a informação.

    Gosto

  79. Mats diz:

    João,

    «O problema é que não há evidências. Tu podes dizer quantas vezes quiseres “gradual gradual gradual”. Nós queremos evidências.»

    O Gradual serve para explicar porque é que o teu argumento contra a evolução está errado.

    Não, não está. Tu tens um problema enorme a resolver, certo? O facto de dizeres que fizeste o problema “aos poucos” não resolve a complexidade do problema. Pior, tal como Huxley avisou a Darwin que o gradualismo poderia trazer problemas à teoria, tu agora tens que dizer como é que um pássaro viveu com %0% da asa, ou com 40% do pulmão, ou o que quer que seja, antes de estar totalmente formado.
    Portanto, o gradualismo apenas acentou o problema. Por isso é que alguns evolucionistas abandonaram ogradualismo clássico (Gould, Eldridge, etc).
    Digo-te mais, os maiores ataques (ou grande parte deles) que o gradualismo sofre, são feitos por evolucionistas.

    «Já foi dito aqui, e citei-te um evolucionista, a dizer que uma coisa não suporta a outra.»
    Cerca de 3 vezes (uma delas nos comentários no blogue do Ludwig) já citaste textos de autores que aparentavam dizer o contrário daquilo que eles afirmam.
    Já te disse que só confiarei nas tuas citações se tiveres lido o original.

    Seja como quiseres. As evidências estão lá, e a citações estão lá. Tal como o povo diz, podemos levar um cavalo a água, mas não o podemos obrigar a beber. Podemos mostrar as evidências as darwinistas, mas não os podemos obrigar a acreditar.

    «Os evolucionistas podem dizer o que quiserem. O que nós queremos é evidências. Quais são as evidências que as asas podem evoluir de escamas de lagartos, ou o que quer que seja? Há algum fóssil que mostra asas a evoluirem?»

    Há montes de evidências. Se quiseres saber mais detalhes sobre estes assuntos, posso procurar e aconselhar-te uns livros. Mas peço-te que não me dês esse trabalho se não tencionares genuinamente lê-los.

    Provavelmente já li os artigos que tens em mente, e quase de certeza que são totalmente não realistas. Não que tenha lido mutos (não li), mas a lógica darwinista é quase sempre a mesma.

    «e dizer que esse olhos são “transicionais”? Mas como é que eles podem ser transicionais se AINDA ESTÃO CÁ ? Transicionais de quê para quê ?!!!»

    A transição dos olhos acho que começa num ser mto pequenino que tem uma célula que detecta se há luz ou não (esse ser ainda existe).

    Exactamente. Se ainda existe, e funciona para o propósito o qual foi feito, o que te faz pensar que está em processo de evolução? Incrível! Agora usam-se animais vivos como evidência que os olhos evoluiram.

    Já não me lembro bem da continuação, mas existe literatura sobre isso. Se estiveres disposto a ler, posso procurar alguns textos a esse respeito. Na verdade acho que existe um video no youtube só dedicado a explicar essa transição.

    Eye evolution? Vou procurar.

    «Já li alguns, e não estou convencido.»

    Que bom que já leste alguns. Então em vez de perguntares algo tão geral como “como é possível que tenha surgido vida do nada?”, já podes fazer perguntas mais específicas face às alegações do livro que tenta explicar a origem da vida. Se essas questões forem muito técnicas, sugiro que as faças ao Ludwig, que -estou convencido- terá todo o gosto em esclarecer-te.

    Fazer-se a pergunta “como é que a vida surgiu do nada” é altamente relevante.

    «Até prova em contrário, e se se confirmar que são raízes funcionais, tal como as plants têm, e se os pais não tiverem essa informação no genoma, então, é nova informação.»

    Achas que todos os seres humanos têm informação sobre raízes do ADN, ou que Adão tinha essa informação; ou que as raízes não são funcionais? Ou que a notícia do Sabino é uma evidência a favor da evolução?

    Ainda não vi no que te estás a basear, mas tenho a certeza absoluta que o que quer que tenha acontecido 1)Não é informação nova e 2)Nao suporta a teoria da evolução.
    Mas gostaria de vêr o artigo em qeu te baseaste.

    Gosto

  80. Mats diz:

    João,

    Vamos supor que há um evolucionista que diz que uma das primeiras mudanças foi uma bactéria tornar-se capaz de fazer a fotosíntese.
    Tu dirias: tudo bem, isso não é nova informação, a informação já lá estava.
    Ou dirias: impossível, não é possível que uma bactéria que não faz fotosíntese possa algum dia gerar descendência com essa capacidade.

    Preciso de saber isto, para entender o que queres dizer quando dizes que não é possível aumentar a informação.

    Já tinha dito isso. Aparcerem asas onde não havia informação para asas, aparecerem olhos, pulmões, orgãos reprodutivos onde não havia informação.
    Uma bactéria que “aprenda” a fazer a fotosíntese é um milagre.

    Imagina um máquina que converta a luz do sól em trabalho e/ou nutrientes aparecer do nada, o que é que dirias?

    Gosto

  81. Tiago diz:

    Mats, pedi-te para me arranjares provas de que Hitler, Stalin e Mao eram evolucionistas, o que é tu me arranjas ? Três citações de uns maçaricos a dizer que eles são evolucionistas.

    Hitler: “… I am convinced that I am acting as the agent of our Creator. By fighting off the Jews. I am doing the Lord’s work.”
    “I am now as before a Catholic and will always remain so.”
    “Anyone who dares to lay hands on the highest image of the Lord commits sacrilege against the benevolent Creator of this miracle and contributes to the expulsion from paradise.”

    Epah sim senhor tratar Deus por criador é de um evolucionismo tremendo!!

    Quanto a Stalin e Mao tu no máximo podes dizer que eram ateus e isso não prova que sejam evolucionistas. Além disso Stalin aboliu a religião quando esta se meteu no caminho dele para depois a restaurar,

    Gosto

  82. Tiago diz:

    ” Então tu concordas que houve evolução ao nível do ser humano que lhe permitiu adaptar-se melhor ao seu ambiente, sem intervenção divina.

    Não houve evolução nenhuma, mas sim recombinação ou perda de informação QUE JÁ EXISTIA.”

    E como é que tu sabes que só houve recombinação e perda, e não ganho?
    E mesmo recombinação é evolução, se tu tens um puzzle desmontado e o constroís( recombinas as peças) ficas com uma informação NOVA e possivelmente FUNCIONAL.

    Gosto

  83. Joaquim Coelho diz:

    “Além disso Stalin aboliu a religião quando esta se meteu no caminho dele para depois a restaurar”

    Pois é Tiago.

    O problema é que querem tanto acusar a totalidade dos ateus que nem olham á logica.

    Estaline foi interno num colégio religioso e devido à austeridade e disciplina ficou traumatizado. Tornou-se ateu mas não descartou a disciplina e autoritarismo do colégio. No minimo um fracasso do ensino religioso.

    Quando chegou a o poder e porque viu na Igreja um forte perigo para o seu regime, pela influencia que tinha nas pesoas, resolveu acabar com ela, como com tantas outras instituições não religiosas.
    Como era ateu não teve qualquer problema de consciência para com a religião. Esta a unica ligação possivel do ateismo de Estaline com a violência que exerceu sobre a Igreja. Não foi em nome de principios ideológicos ateistas que o fez mas para acabar com opositores. Tal como fez com ateus opositores.
    A prova disso, é que quando a igreja lhe deu jeito, para manter os russos unidos na guerra com Hitler, voltou a permitir o surgimento da Igreja, tendo mesmo incentivado-o.

    Matts
    Os excertos que dás apenas constam do site oficial do criacionismo e não dão mais informação.
    Mete aí fontes originais onde eles foram sacar isso para a gente poder analisar. Como não tenho qualquer dúvida que os criacionistas desse site usam a mentira como arma, não acredito em nada do que lá leio sem primeiro validar com as fontes originais.

    Mas o dr. Raymond Hall (sobre o qual não consegui achar nada) , que escreveu o texto de onde sacaste as citações (a omissão da fonte onde foste será intencional ou mero descuido) fala sobre todas as ligações que dizes e não cita uma única fonte (pelo menos que eu tenha visto). Extraordinário.

    Mais extraordinário ainda é a história de Estaline. Com que então foi num colégio teológico que leu Darwin ou em casa dos altamente religiosos pais.
    Sem confirmação nem fontes variadas esta história só dá para rir.
    É como dizer que os padres estudam o evolucionismo no seu “curso”.

    Gosto

  84. Joaquim Coelho diz:

    Citações há muitas e para todos os gostos. É preciso é validá-las e apresentar provas e fontes que as confirmam com relativa segurança.
    Não o faço neste caso, a minha intenção é mostar que para tudo há citações.

    Cá ficam as citações sobre stalin/evoluição.
    Eu escolha a seguna :-) :-) :-)

    Stalin rejected neo-Darwinian evolution in favor of Lamarckism.
    Mendeleyev’s “periodic system of elements” clearly shows how very important in the history of nature is the emergence of qualitative changes out of quantitative changes. The same thing is shown in biology by the theory of neo-Lamarckism, to which neo-Darwinism is yielding place. (Stalin 1906, 304)
    More specifically, Stalin rejected the ideas of August Weismann, a 19th-century German biologist, in favor of Trofim Lysenko, a pseudoscientist who based his ideas on Lamarckism. Weismann, who accepted Darwin’s theory of evolution, disproved Lamarckism and proposed that germ cells pass on hereditary information; his work was an early variant of the modern evolutionary synthesis which unites evolutionary theory with genetics. Stalin appointed Lysenko head of the Academy of Agricultural Sciences of the Soviet Union, where he had great political power. (Rossiannov 1993)

    Stalin and Lysenko rejected evolution and genetics for ideological, not biological, reasons. (Stalin was quite ignorant of science in general.) The class struggle of Marxism contradicts the individual competition implied by natural selection. More importantly, genetics, implying that traits were fixed at birth, contradicted the ideal of moulding and improving traits. Stalin proclaimed genetics a capitalist pseudo-science.

    Stalin was, first and foremost, a Marxist dictator, far above any allegiance he might have had to any theories concerning the origin of species, whether Lamarckian or Darwinian. Stalin distrusted scientists as being prone to free-thinking. Though his persecution of biologists and biology were particularly egregious (causing appalling damage to Soviet agriculture), he imprisoned and killed thousands of scientists and engineers from all fields.

    Oppression and murder have been used as tools of statecraft long before Darwin published his work.

    There is no evidence that Darwin’s work was used as a justification for oppression and murder. Stalin doubtless accepted Newton’s theory of gravity, but creationists do not claim that Newton’s theory should be suppressed because Stalin believed it.
    References:
    Rossianov, Kirill. 1993. Stalin as Lysenko’s Editor: Reshaping Political Discourse in Soviet Science, Configurations – Volume 1, Number 3, Fall 1993, pp. 439-456, The Johns Hopkins University Press. Online at

    Stalin, Josef V. 1906. Anarchism or Socialism? In Collected Works, vol. 1, Moscow: Foreign Languages Publishing House, 1954.

    Gosto

  85. João Vasco diz:

    Mats:

    «Digo-te mais, os maiores ataques (ou grande parte deles) que o gradualismo sofre, são feitos por evolucionistas.»

    Às vezes parece que ignoras o que eu escrevo.
    TODOS os evolucionistas acreditam que a evolução foi gradual.
    Uns acreditam que foi mais gradual que outros – como não sou especialista, não sei quem tem razão – mas creio que as evidências já resolveram grande parte do debate a que te referias. Mas todos os intervenientes do debate, mesmo os que estavam contra os gradualistas, acreditavam que a evolução foi um processo muito gradual.

    «Podemos mostrar as evidências as darwinistas, mas não os podemos obrigar a acreditar.»
    Até agora, com as tuas citações, por 3 vezes deste-me evidências que não posso confiar nas citações dos blogues criacionistas. Isto não foi nada de novo, visto que já tinha deparado com vários casos desse género.
    Mostraram-te as evidências disso, mas como dizes: não podemos obrigar a acreditar.

    «Exactamente. Se ainda existe, e funciona para o propósito o qual foi feito, o que te faz pensar que está em processo de evolução? Incrível! Agora usam-se animais vivos como evidência que os olhos evoluiram.»

    Lembras-te no exemplo das gaivotas? Tens uma espécie, e ao fim de uns anos esperas ter várias?
    É a mesma coisa: tinhas um animal com uma célula que detectava a luz e depois esse animal deu origem a várias espécies. Em muitas delas em vez de uma célula já tinhas várias, e noutra continuou a existir só uma célula.
    Essa outra ajuda-nos a entender a evolução do olho.

    «Fazer-se a pergunta “como é que a vida surgiu do nada” é altamente relevante.»
    É relevante, e a resposta da ciência é complexa.
    Se conheces a resposta da ciência, podes ter dúvidas face a questões particulares dessa resposta. Se são muito técnicas, não serei a pessoa certa para tas responder. Por isso aconselho-te a perguntares ao Ludwig.

    «Ainda não vi no que te estás a basear, mas tenho a certeza absoluta que o que quer que tenha acontecido 1)Não é informação nova e 2)Nao suporta a teoria da evolução.
    Mas gostaria de vêr o artigo em qeu te baseaste.»

    O artigo foi o Sabino que me aconselhou. Eu achei interessante. Podes pedir-lhe?
    De qualquer forma, imagino que tenhas a certeza que não existiu nova informação – é revelador. Mas aquilo que te perguntei é diferente: porque é que alegas que não é informação nova?
    Porque estás convencido que todos os seres humanos têm essa informação no seu genoma? Ou porque estás convencido que essas raizes não poderiam de forma alguma ser úteis? Ou por outra razão?

    «Uma bactéria que “aprenda” a fazer a fotosíntese é um milagre. »
    Ok, então se uma bactéria sem essa habilidade reproduzisse e reproduzisse, e a certa altura algum descendente tivesse essa habilidade, tu dirias que tinha havido um milagre? Ou admitirias que tinha sido encontrado um aumento de informação devido a mutações?

    Gosto

  86. alogicadosabino diz:

    ehpa vocês são reformados ou quê? Não fazem mais nada da vida a não ser andar na net? Fica um gajo 5 horas sem vir aqui e já tem de ler 5 comentários em forma de testamentos :O

    “Epah sim senhor tratar Deus por criador é de um evolucionismo tremendo!!”

    com muita pena minha… infelizmente, hoje em dia, há quem acredite num Deus criador e na Evolução. Por isso, a tua ironia não é válida.

    “E como é que tu sabes que só houve recombinação e perda, e não ganho?”

    bem tu também nunca viste um animal terrestre a ir viver para a água em forma de baleia mas também acreditas nisso e defendes veementemente.

    “E mesmo recombinação é evolução, se tu tens um puzzle desmontado e o constroís( recombinas as peças) ficas com uma informação NOVA e possivelmente FUNCIONAL”.

    Recombinação é evolução? Fazer combinações com coisas que já existem é criar algo de novo? pfff
    O exemplo do puzzle é fraco. Montas o puzzle e tens uma imagem… voltas a desmontá-lo, a montá-lo e tens a mesma imagem. E assim sucessivamente.

    Gosto

  87. Mats diz:

    João,

    «Digo-te mais, os maiores ataques (ou grande parte deles) que o gradualismo sofre, são feitos por evolucionistas.»

    Às vezes parece que ignoras o que eu escrevo.
    TODOS os evolucionistas acreditam que a evolução foi gradual

    Então, mais uma vez, vejo que a ta definição de gradual é muita lata. Eu também poso dizer que a Criação fio gradual. Só que só demorou 6 dias!

    Uns acreditam que foi mais gradual que outros – como não sou especialista, não sei quem tem razão –

    Eu também não sou especialista, mas sei quem tem razão: Nenhum deles.

    mas creio que as evidências já resolveram grande parte do debate a que te referias.

    Isso é que era bom. Ainda há dois anos, num debate entre o Dr Srteven Meeyr, d Discovery institute, o Dr Peter Ward disse que ele era um punctuísta! ele depois disse que o registo fóssil mostra os mesmos organismso durante m,ilhões de anos, e depois em camadas mais fininhas, vêm-se os fósseis intermédios. Agora pergunta-me: qual é a sua profissão principal? Paleontólogo. Lembras-te do qeu te disse em relação à divisão entre os biólogos gradualistas e os paleontólogos puntuístas? Ora, aí tens mais um exemplo.

    Se estas interessado em vêr até one vai esse cisma, tenta encontrar na net as coisas que Dawknis (gradualista) disse sobre Gould (punctuísta) e vice versa. Digo-te, é muito revelador. É mais ou menos o que se passa entre os que defendem a evolução arboreal e a cursorial (dinosauros para áves).
    Ambos fazem ataques científicos importantes contra a teoria oposta. O que nenhum dos lados entende (ou quer entender) é que estão AMBOS certos

    «Exactamente. Se ainda existe, e funciona para o propósito o qual foi feito, o que te faz pensar que está em processo de evolução? Incrível! Agora usam-se animais vivos como evidência que os olhos evoluiram.»

    Lembras-te no exemplo das gaivotas? Tens uma espécie, e ao fim de uns anos esperas ter várias?
    É a mesma coisa: tinhas um animal com uma célula que detectava a luz e depois esse animal deu origem a várias espécies. Em muitas delas em vez de uma célula já tinhas várias, e noutra continuou a existir só uma célula.
    Essa outra ajuda-nos a entender a evolução do olho.

    Deus do céu….. !
    Quando vejo “explicações” dessas fico estupefacto. Sabes o que iso me faz lembrar? Histórias da carochinha.
    Então tu falas de uma célula a transformar-se em duas, e achas que isso de algma forma resolve a evolução da visao? eu sei que não querias dar uma explicação exaustiva, mas deves saber, e se calhar, melhor que muitos, que o sistema de visão é bem mais compelxo do que uma célula passar a ser um conjunto de duas células. E a captação dos fotões? E a interacção química? E “zoom”? E os sistema de auto-reparação?
    Olha, Sir Duke Elder escreveu um livro que se chama “The Eye and Evolution”. Nesse livro, segundo o Dr David Menton (médico), o Duke practicamente diz que ninguém tem a menor ideia em como o sistema de visão evoluiu. E mais, ele diz que, se alguém não quiser perder tempo em especulação, é escusado falar-se sobre a evolução da vista, porque parece que nujnca se vai saber como é que um sistema como aquele evoluiu.

    Tu já estudas-te com funciona a visão? Eu já ouvi um médico a falar sobre isso, e posso te dizer que é absolutamente impressionante. O nível de design, e especificidade presente neste sistema que todos nós temos é verdadeiramente (e literalmente) de bradar aos Céus.
    Eu sinceramente não entendo porque é que as pessoas negam o óbvio, e inventam milhentas teorias só para negar o Criador.
    Enfim….

    «Fazer-se a pergunta “como é que a vida surgiu do nada” é altamente relevante.»
    É relevante, e a resposta da ciência é complexa.

    E a resposta da evolução ?

    «Ainda não vi no que te estás a basear, mas tenho a certeza absoluta que o que quer que tenha acontecido 1)Não é informação nova e 2)Nao suporta a teoria da evolução.
    Mas gostaria de vêr o artigo em qeu te baseaste.»

    O artigo foi o Sabino que me aconselhou. Eu achei interessante. Podes pedir-lhe?
    De qualquer forma, imagino que tenhas a certeza que não existiu nova informação – é revelador. Mas aquilo que te perguntei é diferente: porque é que alegas que não é informação nova?

    Isso leva-nos para outro campo: a teoria da informação. Segundo o Dr Werner Gitt, não existe nenhuma força material capaz de, pr si só, gerar informação nova. Segundo, por razões Bíblica também. A criação acabou no sexto dia. O que tem havido desde aí é Deus a sustentar a natureza que Ele criou. Por essa duas razões ( muito mais), eu estou 100% seguro que o exemplo que usas não é de “informação nova”, mas de recombinção de informação que já exista.

    Porque estás convencido que todos os seres humanos têm essa informação no seu genoma?

    Qual informação? Raízes?

    Ou porque estás convencido que essas raizes não poderiam de forma alguma ser úteis? Ou por outra razão?

    É simples. Para que é que servem as raízes? Para além de outras coisas, obter nutrientes do solo, certo? Os humanos precisam disso? Não. Porquê? Nós obtemos nutrientes de outras formas.
    Uma vez que os seres humanos são o resultado da Mente de Deus, há coisas que nós podems esperar e outras que não, mesmo sabendo que o mundo em que vivemos vive sob o jugo do pecado.

    «Uma bactéria que “aprenda” a fazer a fotosíntese é um milagre. »
    Ok, então se uma bactéria sem essa habilidade reproduzisse e reproduzisse, e a certa altura algum descendente tivesse essa habilidade, tu dirias que tinha havido um milagre?

    Sim.

    Ou admitirias que tinha sido encontrado um aumento de informação devido a mutações?

    Milagre.

    Gosto

  88. Mats diz:

    Tiago,
    Eu sinceramente não quero estar a repetir-me vezes e vezes sem conta, e acho que não é isso que tu queres.

    ” Então tu concordas que houve evolução ao nível do ser humano que lhe permitiu adaptar-se melhor ao seu ambiente, sem intervenção divina.

    Não houve evolução nenhuma, mas sim recombinação ou perda de informação QUE JÁ EXISTIA.”

    E como é que tu sabes que só houve recombinação e perda, e não ganho?

    Como é que eu sei qeu houve ganho, uma vez que até hoje, os Darwinistas ainda não mostraram nenhuma mutação que produza mais informação?
    Mais, como a criação acabou logo a seguir ao 6º dia da criação, nenhuma nova informação vai aparecer.
    Mais uma vez, a ciência e a Bíblia estão de acordo

    E mesmo recombinação é evolução,

    Não, não é.

    se tu tens um puzzle desmontado e o constroís( recombinas as peças) ficas com uma informação NOVA e possivelmente FUNCIONAL.

    Isso não é exemplo para a evolução uma vez que seria um ser inteligente a arrangar as peças de forma organizada e funcional. Nós sabemos que os seres inteligentes são capazes de fazer isso, mas não sabemos de força natural, não-guiada, não-pessoal, não-inteligente capaz de fazer isso.

    Gosto

  89. Tiago diz:

    “bem tu também nunca viste um animal terrestre a ir viver para a água em forma de baleia mas também acreditas nisso e defendes veementemente.”

    Sabes o que são anfíbios?

    “Recombinação é evolução? Fazer combinações com coisas que já existem é criar algo de novo? pfff”

    Se combinarmos materais que existem e construirmos um veiculo com esses materiais que nos permita viajar para a lua num segundo não é uma coisa nova?
    Se calhar já tens um em casa?

    Gosto

  90. Mats diz:

    Tiago,
    Existe alguma diferença entre amfíbios e baleias? Quais? Ou é tudo igual?

    Gosto

  91. Tiago diz:

    Só perguntei porque o Sabino tem tanta dificuldade a imaginar um animal que viva tanto na terra e na água que obviamente não deve conhecer anfíbio nenhum.

    Gosto

  92. alogicadosabino diz:

    “Se combinarmos materais que existem e construirmos um veiculo com esses materiais que nos permita viajar para a lua num segundo não é uma coisa nova?
    Se calhar já tens um em casa?”

    “Se combinarmos”… bom ponto. Mas a evolução é um processo impessoal, não direccionado por ninguém. Porque não me dás exemplos de foguetões, programas de software, telefones, carros, qualquer coisa, a surgir sem assistência externa?

    “Só perguntei porque o Sabino tem tanta dificuldade a imaginar um animal que viva tanto na terra e na água que obviamente não deve conhecer anfíbio nenhum.”

    hum… aqui se vê a inconsistência do evolucionista. Aqui reconheces que há animais que vivem debaixo da agua e na terra. Aquando do meu post sobre o Archaeopteryx, onde mostrei que, tal como ele, ainda hoje existem aves com caracteristicas tanto das proprias aves como de repteis, já não consideraste este facto e continuaste a dizer que ele não é um pássaro. Isto apesar de até proprios evolucionistas o dizerem. E ainda têm a lata de dizer que os cristãos só aproveitam o que lhes cheira.

    E eu nunca disse que não acredito que um animal possa viver tanto na agua como na terra. Apenas disse que o processo em que um animal que só vive em terra ganha capacidade de respirar debaixo de agua (como é o que dizem da evolução da baleia) é impossível. E vice-versa.

    Gosto

  93. João Vasco diz:

    Mats:

    «Então, mais uma vez, vejo que a ta definição de gradual é muita lata. Eu também poso dizer que a Criação fio gradual. Só que só demorou 6 dias!»

    Mas todos os “evolucionistas” concordam que esse processo durou milhões de anos.

    «Eu também não sou especialista, mas sei quem tem razão:»

    Este comentário é interessante.

    «Então tu falas de uma célula a transformar-se em duas, e achas que isso de algma forma resolve a evolução da visao? eu sei que não querias dar uma explicação exaustiva, mas deves saber, e se calhar, melhor que muitos, que o sistema de visão é bem mais compelxo do que uma célula passar a ser um conjunto de duas células. E a captação dos fotões? E a interacção química? E “zoom”? E os sistema de auto-reparação?»

    Mas tu querias que eu falasse sobre esses assuntos todos?
    Esses assuntos todos são estudados, e conhecidos. No entanto, mesmo que eu fosse um especialista na matéria, não ia escrever um comentário de 500 páginas para te explicar isso tudo.
    Há livros que te explicam isso, podes procurar e ler.
    Eu apenas te falei, de forma muito geral, no início do processo.
    O problema dos criacionistas é que querem respostas simples, mas estes assuntos são complexos.

    «E a resposta da evolução ?»
    Sim. Não existe outra científica actualmente.

    «Por essa duas razões ( muito mais), eu estou 100% seguro que o exemplo que usas não é de “informação nova”, mas de recombinção de informação que já exista.»

    Quando eu perguntei isso, não queria saber que razões tens para dizer que não existe informação nova, mas sim que razões é que tens para dizer que esse exemplo não cabe na definição que terás – que nunca me apresentaste – de informação nova.

    Tu dizes que confias no não-sei-quantos que diz que não pode haver informação nova, mas nem sequer explicas o que isso quer dizer.
    Diz-me de uma meneira objectiva o que é que quer dizer “informação nova”, sff.
    O problema das definições que tens dado, é que elas nunca sao muito claras e objectivas.

    «É simples. Para que é que servem as raízes?»

    Ok: dizes que as raizes não são informação nova porque nos são inúteis.
    Portanto acreditas que mutações possam trazer coisas novas (como raizes) desde que sejam inúteis, certo?

    «Ou admitirias que tinha sido encontrado um aumento de informação devido a mutações?

    Milagre.»

    Então se eu te mostrasse um caso que coubesse na tua definição de aumento de informação, continuarias a dizer que as mutações não aumentam a informação, existem é milagres frequentes.
    Ok…

    Gosto

  94. Tiago diz:

    ““Se combinarmos”… bom ponto. Mas a evolução é um processo impessoal, não direccionado por ninguém. Porque não me dás exemplos de foguetões, programas de software, telefones, carros, qualquer coisa, a surgir sem assistência externa?”

    Lá estás tu a desviar o assunto, o que eu queria dizer é que o facto de recombinares material que já existe não significa que não vá dar origem a algo novo e funcional.

    “Aqui reconheces que há animais que vivem debaixo da agua e na terra.”

    Alguma vez eu disse o contrário?

    “já não consideraste este facto e continuaste a dizer que ele não é um pássaro.”

    Isso é porque ele possui todo o conjunto de características que não permitem que se lhe chame de ave.

    “Apenas disse que o processo em que um animal que só vive em terra ganha capacidade de respirar debaixo de agua (como é o que dizem da evolução da baleia) é impossível.”

    Mas é impossível porquê? Quais são as características que o tornam impossível??

    Gosto

  95. alogicadosabino diz:

    “o facto de recombinares material que já existe não significa que não vá dar origem a algo novo e funcional.”

    aqui depende no que te estás a basear. Se estás a falar com base na ciencia experimental sim eu concordo. Agora se estás a aplicar isto para a ciencia das origens não está provado. Já fizeram experiencias com as drosofilas, a mosca da fruta, uma vez que elas se reproduzem rapidamente e pode-se observar muitas gerações futuras. O maximo que conseguiram foi que elas dessem origem a moscas. Muitas delas com defiencias geneticas.

    “Isso é porque ele possui todo o conjunto de características que não permitem que se lhe chame de ave.”

    Os pássaros chamados hoatzins tambem têm características de répteis e, no entanto, continuam a ser aves. Mas isto eu já abordei num post só para ti. Não vou tocar nas mesmas teclas.

    “Mas é impossível porquê? Quais são as características que o tornam impossível??”

    olha o que os evolucionistas dizem acerca de como teriam surgido as baleias e os golfinhos: “Supõe-se que há cerca de 50 milhões de anos atrás, uma espécie de gato pré-histérico (Mesonychidea), começou a passar mais tempo na água à procura de alimento, e que eventualmente se transformou para melhor se adaptar a esse novo meio ambiente. O regresso à água, trouxe benefícios significantes para os carnívoros terrestres. Os animais marinhos eram uma nova fonte alimento inexplorada.”

    Por outras palavras isto é o seguinte: Um dia, uma espécie de gato pre-historico não encontrou alimento em terra e foi procurar à agua. Mais tarde, aventurou-se mais um bocadinho e foi mais fundo, até que por fruto de transformações milagrosas, conseguiu passar a viver debaixo de agua.

    Pá, não consigo acreditar nisto. Isto é ridículo. Devo ser eu que sou maluco por não acreditar que um animal que vivia em terra foi caçar na água e ganhou a habilidade de respirar debaixo dela. Se Deus é um mundo de fantasia isto é o quê? Isto só é visto em filmes. Não tenho fé para ser ateu. Eles falam nisto como como se fosse uma coisa normalíssima: “o regresso à água trouxe grandes benefícios. É, de facto, uma coisa normal um gato ir viver para baixo de agua.

    Que características tornam isso impossível? Experimenta colocares debaixo de água um gato ou um cão ou outro animal que só viva na terra. Vê o que acontece. Faz o vice-versa com os peixes.

    Gosto

  96. Tiago diz:

    “Os pássaros chamados hoatzins tambem têm características de répteis e, no entanto, continuam a ser aves.”

    E voam?

    “Pá, não consigo acreditar nisto. Isto é ridículo.”

    Não é assim tao ridiculo, seria dificil de conceber se não houvessem animais anfíbios que conseguem viver nos 2 ambientes (água e terra). Provavelmente estes antigamente cingiam-se apenas a um dos ambientes e agora têm a capacidade de habitar nos dois.

    Gosto

  97. Mats diz:

    Tiago,

    Só perguntei porque o Sabino tem tanta dificuldade a imaginar um animal que viva tanto na terra e na água que obviamente não deve conhecer anfíbio nenhum.

    Os anfíbios não são evidência para a transformação de um dinosauro para um passaro.

    Gosto

  98. Tiago diz:

    “Tiago,

    Só perguntei porque o Sabino tem tanta dificuldade a imaginar um animal que viva tanto na terra e na água que obviamente não deve conhecer anfíbio nenhum.

    Os anfíbios não são evidência para a transformação de um dinosauro para um passaro.”

    Que comentário desnecessário, estamos a falar de de animais que ganharam capacidade de viver na água e tu só para tentares desviares o assunto mandas um bitaite que sai fora da conversa.
    Dentro do tópico dos anfíbios faz todo o sentido falar em animais que ganharam capacidade de viver em terra ou na água.

    Gosto

  99. Mats diz:

    Tiago,

    “Os anfíbios não são evidência para a transformação de um dinosauro para um passaro.”

    Que comentário desnecessário, estamos a falar de de animais que ganharam capacidade de viver na água e tu só para tentares desviares o assunto mandas um bitaite que sai fora da conversa.
    Dentro do tópico dos anfíbios faz todo o sentido falar em animais que ganharam capacidade de viver em terra ou na água.

    Ganharam, ou foram criados já com essa capacidade? Sabes que aprender a nadar não é uma tarefa fácil.

    Gosto

  100. Mats diz:

    João Vasco,

    «Então, mais uma vez, vejo que a tua definição de gradual é muita lata. Eu também poso dizer que a Criação foi gradual. Só que só demorou 6 dias!»

    Mas todos os “evolucionistas” concordam que esse processo durou milhões de anos.

    Pois concordam, só que não concordam com o processo.

    «Então tu falas de uma célula a transformar-se em duas, e achas que isso de algma forma resolve a evolução da visao? eu sei que não querias dar uma explicação exaustiva, mas deves saber, e se calhar, melhor que muitos, que o sistema de visão é bem mais compelxo do que uma célula passar a ser um conjunto de duas células. E a captação dos fotões? E a interacção química? E “zoom”? E os sistema de auto-reparação?»

    Mas tu querias que eu falasse sobre esses assuntos todos?
    Esses assuntos todos são estudados, e conhecidos. No entanto, mesmo que eu fosse um especialista na matéria, não ia escrever um comentário de 500 páginas para te explicar isso tudo.
    Há livros que te explicam isso, podes procurar e ler.
    Eu apenas te falei, de forma muito geral, no início do processo

    .
    Concordo contigo que não é em 10/15 minutos que se explicam coisas que podem demorar uma vida para aprender. No entanto, não creio que falar da divisão de células é de alguma forma um princípio de explicação.

    «E a resposta da evolução ?»
    Sim. Não existe outra científica actualmente.

    Depende da tua definição de “ciência”.

    «Por essa duas razões ( muito mais), eu estou 100% seguro que o exemplo que usas não é de “informação nova”, mas de recombinção de informação que já exista.»

    Quando eu perguntei isso, não queria saber que razões tens para dizer que não existe informação nova, mas sim que razões é que tens para dizer que esse exemplo não cabe na definição que terás – que nunca me apresentaste – de informação nova.

    Tu dizes que confias no não-sei-quantos que diz que não pode haver informação nova, mas nem sequer explicas o que isso quer dizer.
    Diz-me de uma meneira objectiva o que é que quer dizer “informação nova”, sff.
    O problema das definições que tens dado, é que elas nunca sao muito claras e objectivas.

    São mais qeu claras: informação nova ~, no contexto biológico, a meu vêr, implica, simplesmente, informação que não existia no genoma: olhos onde não havia informação, orelhas, aparelho respiratório, etc, etc.

    «É simples. Para que é que servem as raízes?»

    Ok: dizes que as raizes não são informação nova porque nos são inúteis.

    Não foi isso que eu disse. O que eu digo é que as tais raízes têm que ser o resultado de acréscimo de informação. Se a informação não estava lá, e agora está, então é nova inforação.

    Portanto acreditas que mutações possam trazer coisas novas (como raizes) desde que sejam inúteis, certo?

    Não.

    «Ou admitirias que tinha sido encontrado um aumento de informação devido a mutações?
    Milagre.»
    Então se eu te mostrasse um caso que coubesse na tua definição de aumento de informação, continuarias a dizer que as mutações não aumentam a informação, existem é milagres frequentes.
    Ok…

    O aumento de informação seria real mas seria um milagre. Mas há exemplos disso ou não?

    Gosto

  101. Salomão diz:

    Sabido disse:

    “mas reconheço que provavelmente muitas “limpezas étnicas” podem muito bem ter-se apoiado no pensamento da sobrevivencia do mais apto.”

    As “limpezas” são feitas, isso sim, em nome da religião e da hegemonia política e étnica. O evolucionismo darwinista surgiu em meados do séc XIX, a maioria das limpezas étnicas (por exemplo, o massacre e a expulsão dos judeus de Portugal) deram-se nos milhares de anos de história humana antes disso. Foram apoiadas na ideia da “sobrevivência do mais apto”? Mataram-se os judeis por questões evolucionistas?… Passaram-se à espada os Mouros da Península, após a reconquista, por ideias darwinistas? E as limpezas étnicas na Bósnia e no Ruanda? Evolucionismo ou ódio étnico e religioso? Ora… Tá-se mmo a ver, né?

    Gosto

  102. Mats diz:

    Salomão,
    A perseguição dos cristáos aos judeus não foi po motivos étnicos ms por motivos ideológicos. A perseguição dos evolucionistas aos judeus durante a segunda guerra mundial era étnico. Os judeus eram vistos como sub-humanos e não como criaturas de Deus, como a Bíblia diz.

    Gosto

  103. Salomão diz:

    Ok, point taken! Vou corrijir a minha afirmação: Os judeus em Portugal foram exterminados pelos cristãos por motivos ideológicos!

    Depreende-se da tua correcção que, se são motivos ideológicos, então já há fundamento para os cristãos limparem o sebo aos judeus.

    Por favor, que evolucionistas mataram judeus na IIWW? Que movimento evolucionista geria os campos de concentração? As Waffen Evolutionen Brigaden?! Existiria um partido Nacional Evolucionista?! Que tem a barbárie nazi a ver com o evolucionismo?

    Misturar alhos com bugalhos para lançar poeira para os olhos da gente pode parecer eficaz, mas revela uma pobreza de argumentação confrangedora.

    Pelos vistos, os judeus eram criaturas de deus apenas nos campos de concentração da IIWW… No Portugal de 1506 eram carne para as fogueiras dos cristãos. Por motivos ideológicos, claro está. Ou teriam sido os evolucionistas do séc XVI que atearam as piras no Largo de São Domingos?…

    * * *

    A propósito, aqui vai a citação do dia:

    “The folkish-minded man, in particular, has the sacred duty, each in his own denomination, of making people stop just talking superficially of God’s will, and actually fulfill God’s will, and not let God’s word be desecrated. For God’s will gave men their form, their essence and their abilities. Anyone who destroys His work is declaring war on the Lord’s creation, the divine will.”

    Hitler, em “Mein Kampf“ , Volume 2, Capítulo 10.

    Gosto

  104. Tati diz:

    Hitler era ligado ao ocultismo e se aproveitou do Cristianismo fazendo deturpações dele. Criava até mesmo o seu próprio “culto”, rituais, etc. Por incrível que pareça, ele tinha ideias com influencias da cabala. Assim como na cabala, defendia-se o judeu com uma “alma judaica”, enquanto os não-judeus não a tinham e o “povo judeu” era o “povo escolhido”, Hitler disse apenas que esse povo era o “povo ariano” e baseou-se não em um conceito de alma mas de sangue, pureza de sangue.

    sites judaicos

    http://www.pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/666892/jewish/Parte-10-A-Alma-Judaica.htm

    Gosto

  105. jefferson diz:

    Desde que existe seres humanos sapos são sapos e baleias são baleias,a unica probabilidade de algum ser vivo virar baleia aqui, estilo pokemom,são os próprios anfíbios…mas cá entre nós os tais anfíbios não iriam querer encarar os tubarões que estão no topo da cadeia alimentar,fora os outros milhares de predadores existentes nos oceanos.
    Essa evolução possui propriedades mágicas …realmente daria um belo filme da walt disney!

    Gosto

  106. Amigo me desculpe mais esta tudo errado principalmente sobre a escravidão de africanos por arabes islamicos, já nessa época era por racismo e a escravidão se dava por vieis racial. Posteriormente os europeus herdaram esse modelo de escravidão por viés racial. Do século VII ao século XIV os arabes escravisaram mais de 10 milhões de africanos.

    Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s