Resposta ao João Moedas – Química e Informação

No blog do ateu evolucionista Ludwig Krippahl eu disse o seguinte:

Como é que as moléculas sem inteligência sabem qual é a “configuração certa?

A isto o João Moedas “respondeu”?

“Mats, como é que os átomos sabem qual é a sua posição numa rede cristalina quando um mineral cristaliza?”

Estás a confundir equilíbrio termodinâmico, que é uma consequência da sua composição material, com alinhamento funcional de átomos num cérebro, que é independente da composição material. Lê isto:

It has often been argued by analogy to water crystallizing to ice that simple monomers may polymerize into complex molecules such as protein and DNA. The analogy is clearly inappropriate, however… The atomic bonding forces draw water molecules into an orderly crystalline array when the thermal agitation (or entropy driving force) is made sufficiently small by lowering the temperature. Organic monomers such as amino acids resist combining at all at any temperature, however, much less in some orderly arrangement.” [C.B. Thaxton, W.L. Bradley, and R.L. Olsen, The Mystery of Life’s Origin: Reassessing Current Theories, Philosophical Library, New York, 1984, pp. 119-120.]

Por outras palavras, a analogia a que tu estás a aludir falha devido ao facto das situações não serem análogas. O lógica que tu estás a tentar usar já foi tentada no passado, mas falhou. Um dos cientistas que a promoveu no final dos anos 60 (no seu livro “Biochemical Predestination” – Dean Kenyon) já abandonou esse mito. Ele agora subescreve à teoria do Design inteligente.(Vê o video no fim do post))

Tentares explicar o alinhamento e funcionamento do cérebro aludindo às leis da natureza é o mesmo que tentares explicares o que um livro diz aludindo às leis da natureza. As leis da natureza podem te dizer qual é a composição química do papel e da tinta, mas não dizem absolutamente nada sobre a mensagem que o livro tem.

Semelhantemente, tu podes dizer tudo o que há para dizer sobre a composição química dos átomos que funcionam no cérebro, mas isso não vai explicar a origem do alinhamento, e nem vai explicar a função dos seu alinhamento.

Tendo isto em conta, a tua pergunta é irrelevante para o ponto que eu levantei.

Fica a minha pergunta inicial: “como é que os átomos sem inteligência sabem qual é a configuração certa?”

Do ponto de vista Bíblico (o ponto de vista que está de acordo com as observações) não há complicação nenhuma. Como a biosfera é o resultado do acto Criativo de Deus, do mesmo modo que nós humanos usámos a nossa inteligência para organizar e codificar sistemas, Deus usou a Sua Inteligência Infinita para codificar o ADN. As evidências confirma que o ADN, sendo um código de informação, tem que ter uma Causa inteligente. Tendo em conta a espantosa complexidade do ADN, a Mente que o criou tinha que ser Uma Mente bastante Poderosa e Inteligente, tudo atributos que a Bíblia afirma serem as que Deus possui.

A posição bíblica é confirmada com as evidências, mas a posição ateísta mostra-se, mais uma vez, como uma mitologia mascarada de ciência.

Isaías 44:24
Assim diz o Senhor, teu redentor, e que te formou desde o ventre: “Eu sou o Senhor que faço todas as coisas, que estendo os céus, e espraio a terra por Mim mesmo”

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Bíblia, Biologia, Ciência and tagged , , , . Bookmark the permalink.

1 Response to Resposta ao João Moedas – Química e Informação

  1. Estela says:

    Olá!

    Tenho acompanhado o seu blog que considero muito importante para desmistificar o darwinismo. Os meus parabéns! Vou continuar a acompanhar! 😉

    Abraços
    Estela

    PS- tenho acompanhado também outro blog que critica também o Darwinismo mas não encontrei ele entre seus links de “Criticas ao Darwinismo”. Talvez vc queira acrescentar http://designinteligente.blogspot.com .

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s