Galáxias distantes demasiado maduras para o big bang

“Todas as coisas foram feitas por Ele
e, sem Ele, nada do que foi feito se fez.”
João 1:3

Uma explosão da raios gama atravessou duas galáxias distantes durante o seu caminho até à Terra, iluminando-as de trás para a frente e acrescentando novos dados em torno dos modelos que visam explicar a origem e estrutura do universo.

Imagens do evento espantaram alguns astrónomos evolucionistas uma vez que a composição química destas galáxias aparentemente novas é demasiado madura para se encaixar na teoria do big bang.

Sandra Savaglio, autora principal do estudo, afirma:

Estas galáxias possuem mais elementos pesados do que alguma vez haviam sido observados numa fase tão recente da evolução do universo.

Não estávamos à espera que o universo fosse tão maduro, tão evoluído quimicamente, tão cedo.

Uma das crenças cardinais da doutrina do big bang é que certas estrelas processam elementos leves para elementos pesados. O big bang supostamente produziu apenas os elementos mais leves, hidrogénio e hélio.

Os astrónomos evolucionistas especulam que após “milhões de anos”, nuvens de hidrogénio condensaram e tornaram-se em estrelas. Passados mais alguns milhões de anos, estas estrelas ficaram suficientemente maduras para gerar os elementos mais pesados – aquilo que os astrónomos chamam de “metais”.

Mas não só as estrelas nunca poderiam ser formadas desta forma, como os novos dados contradizem a doutrina do big bang.

Ao contrário da esperada imaturidade e leveza dos elementos galácticos das galáxias mais distantes, segundo os autores, “a imagem emergente é a da propagação generalizada de metalicidade“. Os pesquisadores analisaram as linhas espectrais da explosão da raios gama e as mesmas mostraram que as galáxias por onde os raios haviam viajado continham mais metais que o sol.

As galáxias distantes aparentam ser tão maduras como as galáxias próximas da Terra. É quase como se não houvesse qualquer tipo de distinção temporal entre a formação das galáxias. Por exemplo, galáxias espirais bastante distantes – onde as estrelas estão organizadas em longos braços espirais – aparentam ter atravessado o mesmo tempo de enrolamento espiral como as mais próximas.

Isto é consistente com a posição que defende que o tempo astronómico decorre, ou decorria, a taxas distintas do tempo terrestre (Humphreys, R. How do spiral galaxies and supernova remnants fit in with Dr. Humphreys’ cosmological model? Creation Ministries International. Posted on creation.com, accessed November 17, 2011.) .

Paralelamente, isto está de acordo com a ideia da luz das estrelas não demorar tempo algum a chegar à Terra (Lisle, J. 2010. Anisotropic Synchrony Convention—A Solution to the Distant Starlight Problem. Answers Research Journal. 3: 191-207.)

Os astrónomos frequentemente encontram galáxias com aparência “madura” a grandes distâncias da Terra. Estas galáxias contradizem o big bang no que toca a forma como a natureza as poderia ter construído, tal como quando ela as poderia ter construído.

Fonte

. . . . .

Porque é que estas galáxias aparentem ser tão maduras? O mitológico big bang nunca poderia ter construído estrelas e galáxias, mas sim material igualmente difuso (Coppedge, D. 2007. Inflating the Evidence. Acts & Facts.).

Dado isto, a própria existência de estrelas e galáxias requer uma Causa que vai para além da capacidade das forças da natureza tal como nós as conhecemos hoje. Isto está em perfeito acordo com o que Génesis 1 revela à Humanidade:

NO princípio, criou Deus os céus e a terra.

E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

As evidências científicas estão em perfeita harmonia com Génesis 1, contrariamente ao que muitos “cristãos” laodiceanos defendem. Não há motivos científicos para se imaginar que a linha temporal revelada em Génesis e Êxodo 20:11 está errada. As pessoas que assim defendem, fazem-no à revelia do que Deus e a ciência demonstram.

Mas para esses Deus tem um versículo específico:

Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis se vos falar das celestiais?

João 3:12

Se tu não acreditas no que Deus diz em relação à origem do universo, porque é que acreditas no que Deus diz em relação ao final do universo?

Se não acreditas no que Deus te diz sobre a forma como o universo e a vida surgiram, porque é que acreditas no que Deus te diz sobre o fim do universo e o fim da vida (“Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” – 2 Pedro 3:13) ?

Resumindo, se não acreditas em Génesis, porque é que acreditas no resto da Bíblia? Quem revelou João, Mateus, Lucas e Romanos, também inspirou Êxodo 20:11 e Génesis 1. Se queres ser consistente, tens que subscrever tudo o rejeitar tudo.

Se achas que estás suficientemente qualificado para determinar onde é que Deus estava certo e onde é que Ele estava errado, se calhar tu sabes mais que Ele.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Ciência, Cosmologia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

5 Responses to Galáxias distantes demasiado maduras para o big bang

  1. joao sousa says:

    Bom natal a todos .

    Like

  2. “Resumindo, se não acreditas em Génesis, porque é que acreditas no resto da Bíblia? (…) Se achas que estás suficientemente qualificado para determinar onde é que Deus estava certo e onde é que Ele estava errado, se calhar tu sabes mais que Ele.”

    Falou e disse!

    Like

  3. estudante says:

    Acho que você não entendeu. O Big Bang não teve um centro. Sendo assim, as galáxias mais distantes têm a mesma idade da Via Láctea. E, portanto, estão tão maduras quanto ela. Houve o tempo para que a radiação delas chegasse até nós, mas não podemos esquecer que essa radiação também se expande, o que é perfeitamente compatível com o Big Bang. E não me venha com textos bíblicos.

    Like

  4. Luciano says:

    A teoria da evolução vai contra a 2º lei da termodinâmica.
    A teoria da evolução é balela ensinada no 1º e 2º grau escolar.
    Como nossa mente frágil e limitada insiste em saber o que acontece pelo universo. Existe distâncias, densidade, velocidades diferentes e controversos no universo que contra diz toda essa inútil teoria da evolução.

    Like

  5. Herberti says:

    Estudante escreveu:
    “Acho que você não entendeu. O Big Bang não teve um centro. Sendo assim, as galáxias mais distantes têm a mesma idade da Via Láctea. E, portanto, estão tão maduras quanto ela.”
    Supondo que a cosmologia evolucionista seja a correta, as galáxias do Universo teriam todas a mesma idade no momento presente. Mas sendo a velocidade da luz limitada, quanto mais longe se olhar, mais antigo é o que se está vendo. Assim, as galáxias mais distantes teriam que se mostrar menos “evoluídas”. A postagem mostra que é exatamente isto que não acontece: galáxias muito distantes (e teoricamente mais jovens) tem a mesma aparência das mais próximas (ou mais velhas).
    O mais lógico e óbvio é entender que o Universo surgiu instantaneamente com a mesma aparência que tem agora – o que é coerente com o ato da criação descrito em Gênesis 1:1, e que a expansão cósmica nada tem a haver com big-bang.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s