As mentiras do evolucionista Haeckel

E disse Deus: Façamos o homem à Nossa imagem, conforme à Nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
Génesis 1:26

O zoólogo alemão Ernst Haeckel é, provavelmente, mais famoso por defender a teoria da evolução através do argumento de que as criaturas recapitulam o seu passado evolutivo durante o seu desenvolvimento embrionário. Desde os tempos de Darwin que os livros reiteram que as primeiras fases dos embriões, incluindo os embriões humanos, possuem pequenas bolsas que reflectem a fase evolutiva mais parecida com um peixe.

Actualmente, este crença evolutiva está totalmente desacreditada pela ciência, para além de se ter descoberto que os gráficos do evolucionista ateu Haeckel eram parcialmente falsos. A isto acrescenta-se o facto dum novo vídeo online feito a partir de scans 3-D à cara do bebé em desenvolvimento vir a enterrar de modo permanente o falso argumento de Haeckel.

O embriólogo evolucionista Michael Richardson, juntamente com os seus colegas, largaram uma bomba no conceito predominante conhecido como “recapitulação embrionária“. Num artigo técnico de 1997, Richardson comparou os desenhos de Haeckel com fotografias reais dos mesmos embriões .1 A comparação revelou que os gráficos de Haeckel eram falsos.

O relatório de Richardson revelou que, de modo a organizar a informação de forma a que os embriões parecessem mais semelhantes nas fases iniciais do desenvolvimento, Haeckel omitiu certas partes dos membros, alterou e escolheu os embriões de certas criaturas.2

Uma vez que Haeckel teve que manipular os dados de modo a que estes se conformassem à teoria da evolução, é seguro afirmar que os embriões – incluindo os humanos – não repetem o seu “passado evolutivo” durante o seu desenvolvimento.

No entanto, e sem surpresa algum, os livros escolares não foram actualizados à medida que a ciência revelava as mentiras de Haeckel. Por exemplo, na edição de 2007 do popular livro universitário de Sylvia Mader, não só está presente uma ilustração muito parecida com a de Haeckel, como também se encontra por lá uma explicação em torno das bolsas embrionárias – por vezes chamadas de “fendas branquiais” por parte dos evolucionistas – e como a sua presença alegadamente é evidência em favor da teoria da evolução.

Mader escreveu:

A dada altura do desenvolvimento, todos os vertebrados possuem uma cauda pós-anal, ao mesmo tempo que exibem bolsas da faringe [inglês: “pharyngeal”]… Nos seres humanos o primeiro par de bolsas torna-se nas amígdalas ao mesmo tempo que o terceiro e quarto par tornam-se no timo e nas glândulas paratireóides. Porque é que vertebrados terrestres desenvolveriam e modificariam tais estruturas tais como as bolsas da faringe que perderam a sua função original? A explicação mais provável é a de que os peixes são ancestrais de outros grupos de vertebrados.3

Mas como é que Mader sabe que tais bolsas “perderam a função original”? Claramente ela não sabe; ela apenas afirma isso tendo como base a sua fé na teoria da evolução – e não tendo como base as observações científicas. Ela lista até as funções cruciais que as bolsas têm no desenvolvimento humano. Uma vez que as bolsas estão organizadas em dobras e possuem funções conhecidas, não há razões científicas para suspeitar que elas reflectem algum tipo de “passado evolutivo.” 3

Um novo vídeo online da New Scientist TV, capturado a partir da união de scans feitos durante o primeiro trimestre da gravidez, mostra a transformação espantosa destas bolsas para a cara humana e para a cabeça. As bolsas não revelam qualquer tipo de perda de funções, passado ou presente.

De facto, o subtítulo do vídeo declara:

Um olhar mais atento à animação revela que a face forma-se a partir de 3 características que rodopiam até se ajustarem, encontrando-se no filtro, o sulco acima do lábio superior. A transformação ocorre com precisão exacta e os atrasos podem resultar numa fissura labial ou palatina.4

Esta precisão exacta requereu um Designer Engenhoso na sua génese.

* * * * * * *

No seu zelo de promover a mitologia evolutiva, Haeckel alimentou os seus leitores com gráficos fraudulentos de embriões. O zelo dos adoradores de Darwin perpetuou esta mentira por mais de um século.

Hoje, não só os seus gráficos de embriões são “uma das falsificações mas famosas da História“, como se sabe agora que todas as bolsas e uniões do embrião humano são totalmente funcionais, temporizadas de forma precisa, e organizadas de forma intrincada.5

Os dados não-adulterados fornecem-nos a informação correcta: durante o seu desenvolvimento, os embriões dos seres humanos não recapitulam o seu passado evolutivo . Eles passam, sim, por uma transformação coordenada, harmoniosa e engenhosamente precisa – algo que contradiz a noção da mesma ser o efeito de forças aleatórias

Fonte

Referencias

  1. Richardson, M.K. et al. 1997. There is no highly conserved embryonic stage in the vertebrates: implications for current theories of evolution and development. Anatomy and Embryology. 196 (2): 91-106.
  2. van Niekerk, E. 2011. Countering Revisionism—part 1: Ernst Haeckel, fraud is proven. Journal of Creation. 25 (3): 89-95.
  3. Mader, S. 2007. Biology, 9th ed. New York: McGraw-Hill, 97.
  4. Ceurstemont, S. First animation reveals how a face forms in the womb. New Scientist TV. Posted on newscientist.com July 4, 2012, accessed July 11, 2012.
  5. Pennisi, E. 1997. Haeckel’s Embryos: Fraud Rediscovered. Science. 277 (5331): 1435. See also Jonathan, M. The Recapitulation Myth. Evolution News. Posted on evolutionnews.org June 29, 2010.

About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

23 Responses to As mentiras do evolucionista Haeckel

  1. vidoroso says:

    Muito provavelmente algum devoto evolucionista irá deixar um comentário do tipo “a evolução é uma ciência em construção e à medida que novas informações chegam a teoria vai sendo aperfeiçoada.”, ou seja: não tem como eles estarem errados. A epistemologia evolucionista é de uma flexibilidade espantosa. Na realidade nem tem como ser diferente, pois não há, nesta cosmovisão, uma verdade ou um padrão absolutos, há apenas uma interminável evolução em direção a lugar nenhum. Terreno fértil para a prática do ilusionismo científico. Sem dúvida a Evolução é o arcabouço “religioso” do materialismo-ateísta.

    Like

    • jephsimple says:

      Eu realmente não espero nada de evolucionistas ateus fundamentalistas,ideologistas… Eles não enxergam um palmo de seu nariz ,a ciência deles não ultrapassa um palmo do nariz deles ,a ciência deles não tem nada ,não espero que eles reconheçam isto ,eles não tem esta coragem,ou não tem esta capacidade.

      Eu não espero que eles reconheçam as picaretagem de Haeckel eu espero coisas como esta >>> Jerry A. Coyne não se sente envergonhado. Ele defende os desenhos de Haeckel. Coyne escreveu: “Haeckel foi acusado, em grande parte injustamente, de ter falsificado alguns desenhos de embriões iniciais para fazê-los parecer mais semelhantes do que eles realmente são. Apesar disso, não devemos jogar fora o bebê junto com a água do banho.”[24] O “bebê” é a teoria de Darwin, que Coyne defende teimosamente, a despeito da evidência.
      [[24]Coyne, Why Evolution Is True, p. 78, notas.].

      Como previsto,estes ateus evolucionistas fundamentalistas e ideologistas não exergam um palmo além de seu nariz …o que esperar da ciência deles?[se não o título de ciência]NADA…

      Eles não tem uma hipótese testável …eles não tem capacidade de testar as suas próprias hipóteses,ou eles não podem testa-lá e não tem capacidade de recochecer isto.Não são capazes de reconhecer uma fraude como esta [me refiro ao dogmáticos,religiosos],eles não iriam reconhecer qualquer inviabilidade de sua [pfff] teoria.

      O que esperar de alguem que defende a nescessidade de duas mutações num periodo de 100 milhões de anos e uma ancestraliedade de apenas 7,5 milhões de anos? .

      Eu não acredito que eles possuam capacidade de raciocínio [me refiro aos dogmáticos,religiosos]…eles não tem cinto pra segurar suas calças largas,estão com a mão na cabeça ,mas não descobriram a própria vergonha e estão sorrindo .

      Like

    • eia says:

      vidoroso,

      “a evolução é uma ciência em construção e à medida que novas informações chegam a teoria vai sendo aperfeiçoada.”

      Precisamente. Como toda a ciência aliás. Olhe para a Teoria da Gravidade, que já passou de uma força criada pela massa dos objectos (Teoria Mecânica de Newton), a uma consequência da deformação do espaço-tempo (Teoria da Relatividade de Einstein) e que agora é uma interacção de partículas com um campo de Higgs (Teoria Quântica). E cada uma destas explicações radicalmente diferentes para a força gravítica foi revista várias vezes.

      A ciência está em permanente evolução, ao contrário da maioria das religiões, cuja fonte de conhecimento (os livros sagrados) já foram escritos há muito tempo.

      Like

      • Marco Túlio says:

        A QUESTÃO É QUE AS LEIS DE NEWTON, COPERNICO, GALILEU, JOULE SÃO BASEADAS NAS LEIS DA NATUREZA.

        O DARWINISMO É SOMENTE UMA TEORIA BASEADA NO ACHISMO, SEM NENHUMA COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA. É POR ISSO QUE É A FARSA DA HUMANIDADE. UMA CIENCIA SEM PROVAS, HAHAHA

        Like

  2. Darcy says:

    “A dada altura do desenvolvimento, todos os vertebrados possuem uma cauda pós-anal…”

    Por falar em Haeckel, Coyne e “evoilusionismo”, aqui um artigo traduzido do Dr. Wile:

    “…a idéia de que os embriões humanos têm caudas temporárias durante o seu desenvolvimento embrionário foi totalmente desacreditada na literatura científica”.

    http://lerpracrer.wordpress.com/2012/05/23/nao-seres-humanos-nao-tem-cauda/

    Bom dia!

    Like

  3. Clayton Luciano says:

    Os criacionistas exploram da Teoria da Evolução os pequenos pontos controversos que a compõe, assim como em toda teoria existe,uma que ciência é isto conclusão por probabilidades,ao contrário da religião que conclui por certeza, dogma, fadismo.

    Like

    • Clayton Luciano says:

      Apesar de que talvez não seja possível falsear o dogma, então em termos de raciocínio seja possível que o dogma esteja correto.

      Like

  4. jonas says:

    Os evolucionistas são mestres em marketing pois conseguem vender “gato por lebre” .A sua famigerada teoria não passa nem pelo princípio básico de cientificidade que é a observação aliada a experimentação,a isto chamamos de falseabilidade.Mas a grande “marketagem” dos evolucionistas é confundir “alhos com bugalhos”,onde a ciência através da experimentação(teoria da gravidade,relatividade,fisica quântica,biologia molecular,genética molecular e tantos outros) angaria resultados fabulosos tornando o Universo mais compreensível é misturada a fantasia da Evolução,que de científica não tem nada (não passa pelo crivo da falseabilidade).

    A religião darwinista é dogmática e perseguidora,não deixando que os dados verdadeiramente relevantes no campo da Biologia e Genética tenham uma cosmovisão preconceituosa e distorcida do fatos.

    Like

  5. Roberto p carvalho says:

    Darwin 30 anos de experiências para criar a teoria , compre os livros , Darwin e Dawkins e evolua . Mais do que responder às críticas dos criacionistas à evolução, Dawkins explica por que quase todas elas partem de perguntas erradas. É o caso de um diálogo imortal (e hilário) que ele reproduz entre uma criacionista e o evolucionista britânico J. B. S. Haldane. A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”. Haldane retruca: “Mas, madame, a sra. mesma fez isso. E em apenas nove meses”.

    Like

    • Lucas says:

      Darwin 30 anos de experiências para criar a teoria

      “Criar” ou copiar?

      compre os livros , Darwin e Dawkins e evolua .

      Os livros de Dawkins podem ser boa propaganda em favor do ateísmo, mas em termos de ciência, parece que eles não valem nada.

      Como por exemplo?

      Mais do que responder às críticas dos criacionistas à evolução, Dawkins explica por que quase todas elas partem de perguntas erradas.

      É o caso de um diálogo imortal (e hilário) que ele reproduz entre uma criacionista e o evolucionista britânico J. B. S. Haldane. A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”. Haldane retruca: “Mas, madame, a sra. mesma fez isso. E em apenas nove meses”.

      Esse tipo de “resposta” só poderia ter sido dito a quem não entendia de ciência porque qualquer estudante de biologia sabe que cada espermatozóide é composto por MUITAS células. Logo, o evolucionista Haldane mentiu para essa mulher (assumindo que esse diálogo chegou mesmo a acontecer, o que duvido muito), o que é normal entre os evolucionistas (e perfeitamente de acordo com a sua fé).

      Like

      • Ana Silva says:

        Lucas:

        “Qualquer estudante de biologia sabe que cada espermatozóide é composto por MUITAS células”

        “Espermatozóide: Célula sexual masculina, constituída por cabeça, peça intermediária e cauda ou flagelo. É na cabeça que se encontra o acrossoma e o núcleo haploide, ou seja, com n cromossomas (23, no caso humano). A cauda permite a grande mobilidade que caracteriza esta célula e que lhe permite a deslocação ao encontro do óvulo.”
        (http://www.infopedia.pt/$espermatozoide)

        O espermatozóide é um gâmeta, é uma célula especial constituída por apenas uma cópia de cada cromossoma. Aquando da fecundação com o óvulo forma-se uma célula com duas cópias de cada cromossoma, o zigoto ou ovo.

        Portanto J. B. S. Haldane não mentiu: todas as pessoas resultam de uma única célula, o zigoto, formada após a fecundação (fusão de um óvulo e um espermatozóide).

        Like

      • Lucas says:

        Portanto J. B. S. Haldane não mentiu: todas as pessoas resultam de uma única célula, o zigoto, formada após a fecundação (fusão de um óvulo e um espermatozóide).

        A Ana está a confundir a célula que é formada, com a composição individual do Espermatozóide e do óvulo (= zigoto).A célula única que é formada na fecudação é gerada com a união entre o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.

        Logo, dizer que o ser humano provém só de uma célula equivalendo isso com a alegação de que toda a vida tambem provém duma única célula, é uma comparação totalmente errada por parte do evolucionista Haldane. Repito, eu tenho a certeza absoluta que Haldane sabia que não havia relação nenhuma entre uma e a outra.

        Mesmo que o espermatozóide e o óvulo só tenham uma célula individualmente em toda a sua composição, isso dá no mínimo duas células. O facto de, em união, formarem uma única célula não anula que ambas as células originam a célula de onde é formada o ser hunano.

        Pior ainda, Haldane mentiu porque o zigoto tem em si toda a informação necessária para o desenvolvimento do ser humano em crescimento, enquanto que a forma de vida unicelular que os evolucionistas acreditam que originou toda a vida biológica existente na Terra não tinha essa informação.

        A equivalência de Haldane só resulta quando não se tem conhecimento do que os evolucionistas realmente dizem que aconteceu.

        Like

      • Roberto p carvalho says:

        o criacionista que criou o museu criacionista usa a evolução para reduzir quantidade animais na arca de Noe . todos animais evolução apartir da arca.

        Like

      • Lucas says:

        o criacionista que criou o museu criacionista usa a evolução para reduzir quantidade animais na arca de Noe . todos animais evolução apartir da arca.

        De que forma é que ele “usa a evolução” para “reduzir” a quantidade na arca de Noé?

        Like

      • Ana Silva says:

        Lucas:

        Desculpe Lucas, mas até parece que está a desconversar. Defende ou não, Lucas, a sua frase original, de que “esse tipo de “resposta” só poderia ter sido dito a quem não entendia de ciência porque qualquer estudante de biologia sabe que CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”?

        É que SÓ depois do meu comentário é que o Lucas passou de “cada espermatozóide é composto por MUITAS células” para “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”

        O espermatozóide e o óvulo são, cada um, uma só célula. De certa forma pode-se dizer que são células “incompletas”, visto que apenas contem metade do material. Um novo ser humano só é possível a partir de uma célula, o zigoto, que resulta da “junção” de um espermatozóide com um óvulo.

        A ORIGEM de cada pessoa é o zigoto, porque sem zigoto formado não há nova pessoa.

        “Dizer que o ser humano provém só de uma célula equivalendo isso com a alegação de que toda a vida também provém duma única célula, é uma comparação totalmente errada por parte do evolucionista Haldane.”

        Dizer que “o ser humano provém só de uma célula” não é equivalente a “alegar que toda a vida também provém duma única célula” e, de acordo com o relato de Roberto Carvalho, não foi o que Holdane fez:

        Diz Roberto Carvalho: “A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”. Haldane retruca: “Mas, madame, a sra. mesma fez isso. E em apenas nove meses”.

        Ou seja o que Haldane diz à mulher é que é possível obter-se uma pessoa a partir de uma única célula, e que isso acontece em 9 meses. Haldane limita-se a responder ao comentário da mulher.

        A falha não é de Haldane, que respondeu que é possível obter um ser humano a partir de uma célula, mas da mulher que formulou mal a pergunta: Foi a mulher e não Haldane que primeiro utilizou a expressão “célula”.

        Já agora….

        O Lucas defende que Haldane devia ter dito “Mas, madame, a sra. mesma fez isso, mesmo embora essa célula tenha origem em duas outras células. E em apenas nove meses”? Teria Haldane estado mais perto da verdade assim?

        Ou seria melhor para o Lucas que Haldane tivesse respondido: “Tem muita a razão, minha senhora. Mesmo a senhora não resulta propriamente de uma só célula, mas de uma célula que resulta da junção de duas células. E são necessários nove meses inteirinhos para conseguir isso”?

        Note-se que mesmo assim Haldane não estaria a ser “verdadeiro”, porque na verdade não são necessários apenas nove meses para “a senhora fazer isso” mas a idade completa da pessoa mais o tempo de gestação (que deverá ser de 9 meses, mais duas semanas, menos duas semanas).

        Portanto, imaginando que a senhora tivesse 50 anos, dois meses e cinco dias quando fez o comentário a Haldane, e a mesma senhora tivesse resultado de uma gravidez que chegou a termo, a resposta mais correcta que Haldane poderia dar seria:

        “Tem muita a razão, minha senhora. Mesmo a senhora não resulta propriamente de uma só célula, mas de uma célula que resulta da junção de duas células. E foram necessários cinquenta anos, onze meses e cinco dias, mais ou menos duas semanas, para conseguir isso”

        Claro que para dar tal resposta mais cientificamente correcta Haldane tinha primeiro de quebrar as regras de etiqueta, ao perguntar previamente a idade da senhora o seu tempo de gestação.

        Like

      • Lucas says:

        Desculpe Lucas, mas até parece que está a desconversar. Defende ou não, Lucas, a sua frase original, de que “esse tipo de “resposta” só poderia ter sido dito a quem não entendia de ciência porque qualquer estudante de biologia sabe que CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”? É que SÓ depois do meu comentário é que o Lucas passou de “cada espermatozóide é composto por MUITAS células” para “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”

        Não há contradição entre as duas frases.

        “Dizer que o ser humano provém só de uma célula equivalendo isso com a alegação de que toda a vida também provém duma única célula, é uma comparação totalmente errada por parte do evolucionista Haldane.”

        Dizer que “o ser humano provém só de uma célula” não é equivalente a “alegar que toda a vida também provém duma única célula” e, de acordo com o relato de Roberto Carvalho, não foi o que Holdane fez:

        Diz Roberto Carvalho: “A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”. Haldane retruca: “Mas, madame, a sra. mesma fez isso. E em apenas nove meses”.

        Tal como eu já disse, a “célula única” já tinha dentro de si toda a informação necessária para a formação do ser humano. Logo, não há qualquer tipo de equivalência entre uma a outra visto que uma célula (zigoto) contém toda a informação necessária, mas a tal célula mitológica que os evolucionistas pensam que existiu não tem. O que a senhora quis dizer, que o Haldane compreendeu mas não respondeu como um cientista honesto faria, é “Não acredito que toda a informação necessária presente nas formas de vida que actualmente existem se tenham originado a partir duma célula única, que não tinha essa tal inforamação”.

        Um cientista honesto (o que exclui a maior parte dos cientistas evolucionistas) diria algo do tipo “É algo que ainda estamos a tentar saber como ocorreu” ou algo assim. Mas o que o evolucionist Haldane fez foi atirar areia para os olhos da mulher, e evitar a questão principal: a origem da informação genética.

        Já agora….

        O Lucas defende que Haldane devia ter dito “Mas, madame, a sra. mesma fez isso, mesmo embora essa célula tenha origem em duas outras células. E em apenas nove meses”? Teria Haldane estado mais perto da verdade assim?

        Ver em cima.

        Ou seria melhor para o Lucas que Haldane tivesse respondido: “Tem muita a razão, minha senhora. Mesmo a senhora não resulta propriamente de uma só célula, mas de uma célula que resulta da junção de duas células. E são necessários nove meses inteirinhos para conseguir isso”?

        Bastava ter dito que ele também não sabe como isso a aconteceu (uma célula obter do nada toda a informação para gerar um ser humano complexo).

        Like

    • Ana Silva says:

      Lucas:

      “Não há contradição entre as duas frases.”

      Desculpe?

      Não há contradição entre…

      “CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”
      e
      “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”?

      Desculpe, Lucas: para o Lucas QUANTAS células têm um espermatozóide? E quantas células tem um óvulo?

      Segundo Roberto Carvalho “A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”.

      O Lucas equivale isso a :”“Não acredito que toda a informação necessária presente nas formas de vida que actualmente existem se tenham originado a partir duma célula única, que não tinha essa tal informação”

      Porquê?

      O que Haldane queria dizer é que é um ser humano completo, que em caso raros pode chegar a passar dos 100 anos de vida, tem origem numa única célula.

      Pessoalmente desconfio que Haldane estava a ser irónico. O Lucas decidiu que ele tem de ser mentiroso. Para isso cria uma história escabrosa (em todos os sentidos indicados na Infopédia (http://www.infopedia.pt/pesquisa-global/escabroso) para poder defender a sua opinião de que ser “mentiroso” “é normal entre os evolucionistas (e perfeitamente de acordo com a sua fé)”

      Cada qual tem direito à sua opinião.

      Mas já agora…

      Chamou-me “evolucionista” num comentário anterior Lucas, acho que em vários comentários até. Na verdade foi uma espécie de acusação, “vocês, evolucionistas”. Quer isso dizer que, como ponto de partida e sem me conhecer pessoalmente, o Lucas me considera “mentirosa”?

      Mais ainda, Lucas, a acusação de “evolucionistas” é atirada a torto e direito em vários comentários em que responde a pessoas que não concordam consigo, Quer isso dizer, Lucas, que considera “mentirosos” todos aqueles que não partilham a sua “cosmovisão”?

      Like

      • Lucas says:

        “Não há contradição entre as duas frases.”

        Desculpe?

        Não há contradição entre…

        “CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”
        e “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”?

        Desculpe, Lucas: para o Lucas QUANTAS células têm um espermatozóide? E quantas células tem um óvulo?

        Repito, não há contradição entre as duas frases. Não sei qual é o seu stress.

        Segundo Roberto Carvalho “A mulher diz a Haldane que simplesmente não podia acreditar que, mesmo em bilhões de anos, se pudesse “ir de uma célula única a um complicado corpo humano”.

        O Lucas equivale isso a :”“Não acredito que toda a informação necessária presente nas formas de vida que actualmente existem se tenham originado a partir duma célula única, que não tinha essa tal informação”

        Porquê?

        Porque só nesse contexto a frase da senhora faz sentido.

        O que Haldane queria dizer é que é um ser humano completo, que em caso raros pode chegar a passar dos 100 anos de vida, tem origem numa única célula.

        Certo, mas como eu já disse, essa tal “única célula” é bem diferente da tal ainda-por-se-confirmar célula que alegadamente é a célula da qual descendem todas as formas de vida.

        Pessoalmente desconfio que Haldane estava a ser irónico. O Lucas decidiu que ele tem de ser mentiroso. Para isso cria uma história escabrosa (em todos os sentidos indicados na Infopédia (http://www.infopedia.pt/pesquisa-global/escabroso) para poder defender a sua opinião de que ser “mentiroso” “é normal entre os evolucionistas (e perfeitamente de acordo com a sua fé)”

        Eu sou levado a considerar a hipótese de mentira descarada de Haldane como a mais acertada, e não a sua falta de conhecimento científico.

        Mas já agora…

        Chamou-me “evolucionista” num comentário anterior Lucas, acho que em vários comentários até. Na verdade foi uma espécie de acusação, “vocês, evolucionistas”. Quer isso dizer que, como ponto de partida e sem me conhecer pessoalmente, o Lucas me considera “mentirosa”?

        Se a Ana defende que o ADN não é um sistema de informação, ou que toda a vida existente no mundo procede duma célula única, ou que animais terrestres evoluíram para baleias, eu sou levado a escolher entre desinformada ou mentirosa. Normalmente, os cisntistas evolucionistas é que têm uma taxa superior de mentirosos, enquanto que os evolucionistas entre a população são, sim, apenas inocentes desinformados.

        NO seu caso, até ver, eu não lhe chamaria de mentirosa mas de desinformada.

        Mais ainda, Lucas, a acusação de “evolucionistas” é atirada a torto e direito em vários comentários em que responde a pessoas que não concordam consigo, Quer isso dizer, Lucas, que considera “mentirosos” todos aqueles que não partilham a sua “cosmovisão”?

        Todas as pessoas que defendam a teoria da evolução estão a propagar uma mentira. Resta saber que é uma mentira deliberada ou uma mentira repassada. E, em relação ao termo “evolucionistas”, eu uso quando eu vejo que se ajusta à pessoa. Ou a Ana fica ofendida por ser chamada de evolucionista?

        Like

      • Ana Silva says:

        Lucas:

        “Repito, não há contradição entre as duas frases. Não sei qual é o seu stress.”

        Sem “stress”, Lucas. Apenas continua sem explicar PORQUÊ. Volto a repetir:
        – ou “CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”;
        – ou “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”

        Resumindo: para o Lucas um espermatozóide é UNICELULAR ou um espermatozóide é MULTICELULAR?

        Em quê que ficamos?

        É que com tanta retórica o Lucas esqueceu-se de responder a ESTA pergunta.

        “Porque só nesse contexto a frase da senhora faz sentido.”

        Segundo a sua cosmovisão, Lucas, segundo a sua cosmovisão.

        “A Ana defende que o ADN não é um sistema de informação.”

        Não, eu não defendo isso. Existe informação no DNA senão não havia proteínas. O que eu NÃO defendo é que não é possível existir nenhuma alternativa possível a o DNA ter sido obra de um designer inteligente.

        Mais ainda, o facto de o DNA poder ser obra de um designer inteligente não põe em causa a evolução. Na verdade existem vários mecanismos propostos que em conjunto, pelo menos em teoria, permitiriam que uma célula semelhante a uma bactéria se pudesse tornar numa célula mais complexa e até num ser multicelular.

        Aconselho-lhe Lucas, se conseguir encontrar a versão portuguesa num alfarrabista, a ler o livro “Microcosmos: Four Billion Years of Evolution from Our Microbial Ancestors”, de Lynn Margulis e Dorion Sagan.

        “NO seu caso, até ver, eu não lhe chamaria de mentirosa mas de desinformada.”

        A sério? Que simpático (e condescendente) da sua parte.

        Nem sei como responder a tal nível de sensibilidade. Talvez seja resposta suficiente dizer que desde que fiquei a conhecer melhor o movimento criacionista nunca mais me passou pela cabeça classificar os criacionistas como “mentirosos”, nem propriamente “desinformados”. “Selectivos”, talvez.

        “Ou a Ana fica ofendida por ser chamada de evolucionista?”

        Fico. Fico até bastante, porque não sei o que essa expressão quer dizer e PRINCIPALMENTE porque o Lucas a usa SEMPRE de uma forma pejorativa (mais uma vez segundo todos os significados apresentados na Infopédia, http://www.infopedia.pt/pesquisa-global/pejorativo).

        O Lucas espera que uma pessoa não fique ofendida quando lhe são chamados nomes feios? Ou gosta que lhe façam isso a si?

        Surpreende-me aliás que faça essa pergunta. Lucas. Pensava já lhe ter respondido várias vezes, SEMPRE que lhe peço que não me chame esse nome. E faço isso desde o tempo em que o Lucas tinha apenas um alter-ego (o Mats) e um blog no blogger (há muitos anos portanto). Ainda não tinha percebido?

        No entanto (e desculpe a minha condescendência) eu considero que a “má-educação” que o Lucas por vezes demonstra é uma consequência de falta de argumentação. Por isso não a valorizo. O meu objectivo é o debate de ideias e conceitos, não “bate-bocas”.

        Portanto e retomando: Tem alguma argumentação mais concreta que dizer que “Todas as pessoas que defendam a teoria da evolução estão a propagar uma mentira”?

        Like

      • Lucas says:

        “Repito, não há contradição entre as duas frases. Não sei qual é o seu stress.”

        Sem “stress”, Lucas. Apenas continua sem explicar PORQUÊ. Volto a repetir:
        – ou “CADA espermatozóide é composto por MUITAS células”;
        – ou “o espermatozóide e o óvulo que, individualmente, têm mais células para além daquela que transmitem.”

        Resumindo: para o Lucas um espermatozóide é UNICELULAR ou um espermatozóide é MULTICELULAR?

        Ana, o flagelo usado pelo espermatozóide tem alguma célula dentro de si ou não?

        “Porque só nesse contexto a frase da senhora faz sentido.”

        Segundo a sua cosmovisão, Lucas, segundo a sua cosmovisão.

        Segundo o que se está a debater.

        “A Ana defende que o ADN não é um sistema de informação.”

        Não, eu não defendo isso. Existe informação no DNA senão não havia proteínas. O que eu NÃO defendo é que não é possível existir nenhuma alternativa possível a o DNA ter sido obra de um designer inteligente.

        Tantas negativas. Ou seja, a Ana defende que é possível que o sistema de informação em código presente no ADN seja o efeito de algo que não Uma Mente Inteligente?

        Mais ainda, o facto de o DNA poder ser obra de um designer inteligente não põe em causa a evolução.

        Se Deus criou o ADN, então claramente isso está em oposição à versão oficial da teoria da evolução.

        “NO seu caso, até ver, eu não lhe chamaria de mentirosa mas de desinformada.”

        A sério? Que simpático (e condescendente) da sua parte.

        Não tenho alternativa. Não creio que a Ana seja mentirosa.

        “Ou a Ana fica ofendida por ser chamada de evolucionista?”

        Fico. Fico até bastante, porque não sei o que essa expressão quer dizer

        Evolucionista = aquele que acredita na teoria da evolução.

        e PRINCIPALMENTE porque o Lucas a usa SEMPRE de uma forma pejorativa (mais uma vez segundo todos os significados apresentados na Infopédia, http://www.infopedia.pt/pesquisa-global/pejorativo).

        Um evolucionista a ser identificado como tal por um criacionista é um termo “pejorativo”?

        O Lucas espera que uma pessoa não fique ofendida quando lhe são chamados nomes feios? Ou gosta que lhe façam isso a si?

        Chamar um evolucionista de “evolucionista” é chamar-lhe “nomes feios”? Acho que a Ana está a exagerar um bocado.

        Surpreende-me aliás que faça essa pergunta. Lucas. Pensava já lhe ter respondido várias vezes, SEMPRE que lhe peço que não me chame esse nome.

        Eu tenho uma vaga ideia da Ana falar nisso, mas nunca me passou pela cabeça que você ficasse ofendida por eu lhe identificar como uma mulher que se coloca do lado das teses-base da teoria neo-darwiniana.

        E faço isso desde o tempo em que o Lucas tinha apenas um alter-ego (o Mats) e um blog no blogger (há muitos anos portanto). Ainda não tinha percebido?

        Lembro-me vagamente.

        No entanto (e desculpe a minha condescendência) eu considero que a “má-educação” que o Lucas por vezes demonstra é uma consequência de falta de argumentação. Por isso não a valorizo. O meu objectivo é o debate de ideias e conceitos, não “bate-bocas”.

        Portanto e retomando: Tem alguma argumentação mais concreta que dizer que “Todas as pessoas que defendam a teoria da evolução estão a propagar uma mentira”?

        Se alguém defende (inocentemente ou não) que 2 + 2 = 7, essa pessoa está a propagar uma mentira ou não? Quer seja conscientemente ou não, a frase “as pessoas que defendem que 2 + 2 = 7 estão a propagar uma mentira” estão correctos.

        Like

      • Ana Silva says:

        Lucas:

        “Ana, o flagelo usado pelo espermatozóide tem alguma célula dentro de si ou não?”

        Não, Lucas, não tem. O flagelo pertence ao espermatozóide.

        O flagelo do espermatozoide é impulsionado por um conjunto de mitocôndrias estrategicamente colocadas no início da cauda para produzir a energia necessária para o espermatozoide se mover. Mas uma mitocôndia é um organito celular, não é uma célula com direito próprio.

        Era a isso que se estava a referir?

        “Se Deus criou o ADN, então claramente isso está em oposição à versão oficial da teoria da evolução.”

        Porquê? A hipotética criação de DNA por um designer inteligente não põem em causa o processo de evolução, porque a criação de DNA (um acontecimento único) não põem em causa os processos que contribuem para a evolução como a selecção natural, a selecção sexual ou a deriva genética. Ou o Lucas propõem que um designer inteligente inventou o DNA em diversas ocasiões diferentes?

        “Ou seja, a Ana defende que é possível que o sistema de informação em código presente no ADN seja o efeito de algo que não Uma Mente Inteligente?”

        O DNA ser obra de uma mente (designer) inteligente é uma hipótese possível, porque não? No entanto, para ser estudada como uma hipótese científica é obrigatório responder a um conjunto de perguntas, como por exemplo:
        – Como é que o designer construiu o primeiro DNA?
        – Porquê que o designer escolheu o DNA como o sistema de informação para todos os seres vivos?

        “Evolucionista = aquele que acredita na teoria da evolução.”

        Bem, Lucas, isso é uma questão de semântica e de interpretação.

        Pessoalmente eu não “acredito” em nenhuma teoria científica. Eu apenas avalio se essa teoria científica explica ou não os fenómenos naturais e se há alguma teoria científica alternativa que explique melhor. A minha avaliação, tudo ponderado, é que a teoria da evolução é, até ver, a teoria científica que melhor explica os fenómenos científicos. Volto a referir, ATÈ VER. Se aparecer uma teoria científica melhor que a evolução eu descarto a teoria da evolução.

        “Um evolucionista a ser identificado como tal por um criacionista é um termo “pejorativo”?”

        Não é para si, Lucas? A sério? Olhe que até parece, sinceramente. Aliás poderei, se quiser, vasculha o seu blog para lhe dar exemplos dos termos pejorativo que o Lucas, em particular, se lembra de usar quando se refere aos “evolucionistas”.

        Pessoalmente acho é pejorativo quando o Lucas chama aos evolucionistas “mentirosos” e outros termos ainda mais carinhosos, de que o Lucas se vai lembrando.

        Ou, assim por acaso, o Lucas gosta que lhe chamem “mentiroso”?

        “Chamar um evolucionista de “evolucionista” é chamar-lhe “nomes feios”? Acho que a Ana está a exagerar um bocado.”

        Volto a perguntar: o Lucas gosta que lhe chamem “mentiroso”?

        “Se alguém defende (inocentemente ou não) que 2 + 2 = 7, essa pessoa está a propagar uma mentira ou não? Quer seja conscientemente ou não, a frase “as pessoas que defendem que 2 + 2 = 7 estão a propagar uma mentira” estão correctos.”

        Isso não é uma resposta directa, Lucas, isso é fugir à pergunta que lhe fiz:
        – Tem alguma argumentação mais concreta que dizer que “Todas as pessoas que defendam a teoria da evolução estão a propagar uma mentira”?

        Like

      • Lucas says:

        “Ana, o flagelo usado pelo espermatozóide tem alguma célula dentro de si ou não?”

        Não, Lucas, não tem. O flagelo pertence ao espermatozóide.

        O flagelo do espermatozoide é impulsionado por um conjunto de mitocôndrias estrategicamente colocadas no início da cauda para produzir a energia necessária para o espermatozoide se mover. Mas uma mitocôndia é um organito celular, não é uma célula com direito próprio.

        Ok. Correcção aceite.

        “Se Deus criou o ADN, então claramente isso está em oposição à versão oficial da teoria da evolução.”

        Porquê?

        Porque a versão oficial da teoria da evolução defende que as formas de vida são o efeito de nada mais que as forças da natureza (sem nenhuma intervenção inteligente em parte alguma do processo).

        A hipotética criação de DNA por um designer inteligente não põem em causa o processo de evolução, porque a criação de DNA (um acontecimento único) não põem em causa os processos que contribuem para a evolução como a selecção natural, a selecção sexual ou a deriva genética. Ou o Lucas propõem que um designer inteligente inventou o DNA em diversas ocasiões diferentes?

        Selecção natural, selecção sexual, ou deriva genética operam sobre informação que já existe. Esses mecanismos não são evidência em favor da mitológica evolução das espécies.

        Segundo: o propósito expresso da teoria da evolução é o de falsificar a noção do Criador, logo, “Deus operou através da evolução” é uma contradição. Por isso é que eu disse “a versão oficial” da teoria da evolução (a que só depende dos fenómenos que vocês chamam de “naturais”, embora nunca tenham sido vistos a operar na natureza da maneira como vocês dizem que operaram no passado distante).

        “Ou seja, a Ana defende que é possível que o sistema de informação em código presente no ADN seja o efeito de algo que não Uma Mente Inteligente?”

        O DNA ser obra de uma mente (designer) inteligente é uma hipótese possível, porque não?

        Não é hipótese “possível”; é a única que está de acordo com o conhecimento científico actual.

        No entanto, para ser estudada como uma hipótese científica é obrigatório responder a um conjunto de perguntas, como por exemplo:
        – Como é que o designer construiu o primeiro DNA?
        – Porquê que o designer escolheu o DNA como o sistema de informação para todos os seres vivos?

        “Para ser estudada” é uma coisa; dizer que é obra de design é outra. Tal como vimos no exemplo da estátua, é possível saber que algo é obra de design sem saber “como foi que o designer construiu a estátua” e nem “porque é que ele escolheu um tipo de material e não outro?”.

        “Evolucionista = aquele que acredita na teoria da evolução.”

        Bem, Lucas, isso é uma questão de semântica e de interpretação. Pessoalmente eu não “acredito” em nenhuma teoria científica.

        A Ana acredita que a teoria da evolução é uma teoria “científica” e a Ana acredita na teoria que você acredita ser “científica”.

        “Um evolucionista a ser identificado como tal por um criacionista é um termo “pejorativo”?”

        Não é para si, Lucas? A sério? Olhe que até parece, sinceramente. Aliás poderei, se quiser, vasculha o seu blog para lhe dar exemplos dos termos pejorativo que o Lucas, em particular, se lembra de usar quando se refere aos “evolucionistas”.

        Então a Ana sente-se ofendida por ser identificada com um nome que está de acordo com o que você acredita? Isso é o mesmo que eu sentir-me “ofendido” por ser chamado de criacionista.

        Pessoalmente acho é pejorativo quando o Lucas chama aos evolucionistas “mentirosos” e outros termos ainda mais carinhosos, de que o Lucas se vai lembrando.

        Se eles afirmam que a vida é o efeito de forças naturais, eles são mentirosos. Não há meio termo. Tal como eu disse, resta saber se são mentirosos conscientes ou inconscientes.

        “Chamar um evolucionista de “evolucionista” é chamar-lhe “nomes feios”? Acho que a Ana está a exagerar um bocado.”

        Volto a perguntar: o Lucas gosta que lhe chamem “mentiroso”?

        Se eu estiver a mentir, não me importo. Além disso, já me chamaram coisas piores por ser criacionista.

        “Se alguém defende (inocentemente ou não) que 2 + 2 = 7, essa pessoa está a propagar uma mentira ou não? Quer seja conscientemente ou não, a frase “as pessoas que defendem que 2 + 2 = 7 estão a propagar uma mentira” estão correctos.”

        Isso não é uma resposta directa, Lucas, isso é fugir à pergunta que lhe fiz:
        – Tem alguma argumentação mais concreta que dizer que “Todas as pessoas que defendam a teoria da evolução estão a propagar uma mentira”?

        Essa é mais do que suficiente. Se a Ana não está satisfeita, não é problema meu. Quem defende a teoria da evolução é um mentiroso (ou mentirosa). Resta saber se o faz por maldade ou por inocência (desconhecimento).

        Like

      • Ana Silva

        Li uma palavra em uma frase sua que me chamou a atenção:

        “”” O flagelo do espermatozoide é impulsionado por um conjunto de mitocôndrias estrategicamente colocadas (…) “””

        Segundo a tua visão (pressuposição Naturalista), o acaso tem a capacidade de elaborar uma estratégia? Como?

        Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s