Pais “ateu” do centro-norte da Europa avança com canibalismo

Uma das consequências do abandono europeu das suas raízes judaico-cristãs é a crescente proliferação de ideologias que foram mantidas fora da normalidade durante séculos. Deve ser por isso que as ideologias não-Bíblicas (islão, hinduísmo, ateísmo, evolucionismo, comunismo, socialismo, aborcionismo, homossexualismo) tem os cristãos como inimigos públicos número um. Enquanto a população tiver uma forte fé naquilo que o Deus da Bíblia diz, essas ideologias dificilmente vão ganhar adeptos.

Entra o canibalismo.

À medida que os esquerdistas e os seus “idiotas úteis” (dentro e fora das igrejas) continuam a atacar os tabus, a glorificar os selvagens e divagar nos seus mais perversos caprichos no nome da “tolerância” e da “diversidade”, seria uma questão de tempo até isso degenerar até ao barbarismo puro. Se dúvida alguma há em relação a isso, basta olhar para a Europa, lugar que os secularistas de todo o mundo tentam emular.

Em Berlim, um restaurante para canibais lançou uma campanha online requisitando “doadores” de partes corporais e tentando requisitar os serviços de um cirurgião “de mente aberta” como forma de celebrar o multiculturalismo:

O restaurante alega ser inspirado no “canibalismo compassivo” da tribo brasileira Waricaca. O site explica:

Nós vemos o banquetear como um acto espiritual, onde o espírito e a força da criatura consumida é oferecida aos convidados.

Se os provocadores muçulmanos que estão a construir uma mesquita no local onde as torres gémeas caíram devido ao ataque executado por muçulmanos (chamada de “Ground Zero Mosque”) podem exigir tolerância religiosa, porque não dar a mesma tolerância religiosa a quem quer praticar o canibalismo? Desde que eles não sejam cristãos, toda a “liberdade religiosa” é permitida.

Esta não é a primeira vez que o canibalismo é alvo de notícias em Berlim. No ano de 2006, Armin Meiwes foi condenado a prisão perpétua por ter comido Jurgen Brandes. Convém dizer que este último ofereceu-se para o menu:

O canibal cortou o pénis de Brandes e comeu-o depois de o ter cozinha com alho, sal e pimenta. Ele continuou a comer o corpo durante os meses seguintes. Quando ele foi finalmente preso. Meiwes já tinha comido cerca de 20 kilos do cadáver.

Não é de admirar que os esquerdistas americanos tenham inveja dos europeus “sofisticados”. Estes últimos estão sempre um passo adiantados. Em decadência, claro está.

Depois do auto-destrutivo comportamento homossexual ter sido normalizado, provavelmente o canibalismo vai-se juntar à necrofilia e à pedofilia como as novas fronteiras dos “direitos civis” ou dos “direitos humanos“. Se tu não gostas disto, então prepara-te para ser catalogado de “canibofóbico”.

O nosso futuro multicultural

About Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
This entry was posted in Antropologia, Pecado, Sociedade and tagged , . Bookmark the permalink.

21 Responses to Pais “ateu” do centro-norte da Europa avança com canibalismo

  1. Nuno Dias says:

    mas tu não compreendes ou não queres compreender?
    O quanto contraditório será uma liga vegetariana promover o consumo de carne?

    Like

  2. Não é verdade…é apenas campanha dos vegetarianos.

    Não é de muito bom gosto mas é eficaz.

    Like

  3. Mats says:

    Nuno,
    Não entendi. De que forma é que isso refuta o que o texto mostra?

    Like

  4. O canibalismo normalmente não tem a ver com o consumo de carne humana para sobrevivência.

    O que é lógico. Graças ao nosso neocortex tornamo-nos muito mais difíceis de caçar que muitas espécies com maior valor calórico. Uma tribo que se fiasse na caça a humanos para jantar ia passar muita fome.

    As tribos que ainda praticam canibalismo assim como os nossos antepassados que o faziam fazem-no por motivos religiosos.

    Comer a carne do antepassado ou do inimigo não é feito para saciar a fome mas para cumprir um ritual de respeito pelo antepassado ou para absorver a alma e as habilidades do mesmo.

    Há tribos no pacifico que, por respeito ao antepassado, tem de comer uma pequena parte dos genitais depois de ele morrer. Fazem-no com grande repugnância chegando alguns a fazer batota e simularem que comem. Este ritual tem um significado mágico-religioso.

    Estas práticas foram sendo abandonadas com a evolução da sociedade. Restos de humanos e neardentais indicam claramente que o canibalismo era comum em quase todas as regiões do mundo em épocas muito remotas. Repara que já na bíblia e noutros livros mais antigos o canibalismo nem era referido. Isso parece indicar que já não era uma preocupação nessa época.

    Ficaram restos destas práticas ancestrais em ditos como :

    – ainda os comemos! Foste comido!

    Na religião católica ficou um resto destas práticas na hóstia e vinho que se transformam em corpo e carne de Cristo.

    Não é já um canibalismo ritual, não se como de facto carne humana ou sangue, mas ritualiza-se simbolizando.

    A transubstanciação é, para os crentes, um verdadeiro acto de canibalismo. A carne e o sangue (bleg!) transformam-se mesmo em carne e sangue.

    Claro que nós sabemos que isso é treta e o vinho continua vinho e a hóstia continua feita de pão. É uma mera superstição.

    Ora sendo o canibalismo uma prática eminentemente religiosa parecia mais lógico serem grupos religiosos a reivindicar o direito, ao abrigo da liberdade religiosa, de praticar alguma forma de canibalismo.

    Não me parece que haja algum grupo que o tenha feito.

    Mesmo a igreja católica penso que nunca teve tal ideia e nunca quis passar do canibalismo ritualizado a canibalismo mesmo.

    A medicina medieval e mesmo na renascença ainda tinha restos e mesmo práticas canibais.

    Eram relativamente comuns medicamentos conterem sangue ou mesmo carne humana.

    Like

  5. Mats says:

    João,
    Se fosses convidado, irias comer a este “restaurante”?

    Like

  6. Adalberto Felipe says:

    Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde. A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis.
    Genêses 9:2-3

    Like

  7. adalberto:

    Isto não era uma referencia a carne humana. Os judeus ortodoxos continuam a comer apenas carne de animais bem sangrados.

    Na época em que foi escrito o VT já o canibalismo não era praticado na zona há muito tempo. Daí não ser uma preocupação.

    De qualquer maneira é curioso constatar que a tradição católica, muito mais tardia, tem esta referencia ritualizada ao canibalismo (vinho e pão que e transformam em sangue e carne)

    Pode parecer algo de péssimo gosto .Como o habitante do pacifico sul que come parte do cadáver do antepassado.

    Imagino o horror com que o missionário católico via esta prática e depois ia transubstanciar pão e vinho numa missa.

    Se calhar para os habitantes do pacifico sul a ideia de beberem o sangue e comerem a carne dum desconhecido seria tão ou mais nojenta.

    Like

  8. Mats says:

    João,
    A Eucaristia é um símbolo de um evento passado, e não uma práctica canibal. Ou será que pensas que todos os Domingos os católicos comem carne humana?

    Além disso a crença de que quando a Bíblia Hebraica foi escrita o canibalismo já tinha terminado não é verdade. Provavelmente até aos dias de hoje ainda há canibais.

    A questão do post é mostrar quão baixo uma cultura pode descer à medida que via rejeitando o que a Bíblia diz. Primeiro foi a homossexualidade, agora o bestialismo e no futuro será a pedofilia e o canibalismo. Bem, num futuro bem próximo.

    Like

  9. A Eucaristia é a ritualização simbólica dum acto antropófago. No acto ritualizado simula-se. O crente crê que o pão e o vinho se transubstanciam.

    E olha que sociedades com muito pouca influência cristã : a Coreia do Sul e o Japão conseguem atingir patamares de bem estar e tolerância iguais aos nossos. Eu sei que em relação à ética sexual ainda tem algum trabalho pela frente : igualdade de sexos e alguma homofobia.

    Em Israel também se atingem patamares de tolerância até mais avançados que o europeus. Israel foi dos primeiros países do mundo a distribuir a pílula anticoncepcional e a ter um programa de controlo de natalidade.

    Como vês a falta de cristianismo não é por si só sinónimo de ditadura, atropelos aos direitos humanos ou repressão.

    E na Europa os países que até apresentam os melhores indicadores de bem estar e de tolerância (Noruega, Suécia, Holanda e Dinamarca) tem também a maior percentagem de não cristãos.

    O cristianismo foi de facto muito importante na modelagem do pensamento europeu. No entanto atribuir a democracia, direitos humanos, liberdade e tolerância apenas ao cristianismo é muito redutor

    Like

  10. Mats says:

    João,

    A Eucaristia é a ritualização simbólica dum acto antropófago. No acto ritualizado simula-se. O crente crê que o pão e o vinho se transubstanciam.

    No acto simula-se com SÍMBOLOS e não com carne e sangue verdadeiros. NO canibalismo usa-se carne e sangue verdadeiros.

    E olha que sociedades com muito pouca influência cristã : a Coreia do Sul e o Japão conseguem atingir patamares de bem estar e tolerância iguais aos nossos.

    O Japão só começou a abrir-se ao ocidente depois dos EUA os ter totalmente derrotado na 2ª Guerra. Se não fosse a vitória dum país ocidental sobre eles, provavelmente estariam tão ditaturiais como eram antes da guerra. A Coreia do Sul é outro país que recebeu muito da cultura ocidental. Aliás, a Coreia do Sul é, se não me engano, o 3º país do mundo que mais missionários cristãos envia ao mundo (a seguir dos EUA e do Brasil).

    Como vês a falta de cristianismo não é por si só sinónimo de ditadura, atropelos aos direitos humanos ou repressão.

    Aparentemente, deve ser porque à medida que a Europa avança com o ateísmo, os cristãos vão sendo mais e mais perseguidos (ofensa aos Direitos Humanos e repressão) e coisas ridículas como sexo com animais vão avançando.

    E na Europa os países que até apresentam os melhores indicadores de bem estar e de tolerância (Noruega, Suécia, Holanda e Dinamarca) tem também a maior percentagem de não cristãos.

    Estas também são os países onde há maior procura de sexo com animais. Coincidência?

    O cristianismo foi de facto muito importante na modelagem do pensamento europeu. No entanto atribuir a democracia, direitos humanos, liberdade e tolerância apenas ao cristianismo é muito redutor

    A que é que tu atribuis o sucesso da cultura ocidental senão ao judaico-cristianismo?

    Like

  11. O Judaico-cristianismo foi um dos muitos factores que nos levaram ao desenvolvimento.

    Juntamente com a cultura islâmica, romana, grega, egípcia, das tribos bárbaras, a cultura indiana, chinesa e tantas outras.

    No entanto, como vês, há culturas com pouca influência cristã igualmente tolerantes, democratas e centradas no homem e no seu desenvolvimento.

    O facto de admitirmos que o Islão trouxe à Europa um desenvolvimento técnico, filosófico e cultural – sem o saber islâmico dificilmente haveria descobertas – isso não significa que actualmente uma visão islâmica ou cristã seja a mais adequada. Tiveram a sua época.

    E repara que tens imensa dificuldade em explicares o que é que tu achas que países como a Holanda, Bélgica, Suécia, Dinamarca, Portugal, Espanha, etc e etc teriam de fazer para agradar à vontade de Deus. Que legislação deveriam mudar ?

    Os próprios crentes não conseguem definir qual a vontade de Deus. Como é que queres que quem não esteja afiliado numa religião particular entenda ?

    Já viste a confusão que era se o estado fosse pedir parecer a grupos religiosos para legislar sobre o divórcio ?

    Os católicos diriam que nunca, os protestantes que em certos casos..

    E a interpretação teológica está sempre a mudar com a evolução da sociedade. Portanto basta esperarmos algum tempo para que a interpretação religiosa esteja de acordo com a moral actual.

    Like

  12. Lennon carvalho says:

    Só é um absurdo correlacionar esse evento com o ateísmo de alguma forma, como se fosse conseqüência do mesmo em algum nível. Religiões em todo o mundo já promoveram isso e independente de ser “ritual” ou não, envolve a morte de uma pessoa de maneira “justificada”. Então o autor dessa materia peca fortemente nesse ponto, e faz-se entender como uma “degeneração natural” ou consequente da atuação do ateismo, o que é ridiculo, no minimo!
    A noticia é um fato, mas sua conclusão é um absurdo, e isso tambem é fato!

    Like

  13. Sérgio Sodré says:

    Argumentação patética que ignora a integração de praticamente todos os países na ONU com a consequente subscrição dos Direitos do Homem de 1948.

    O descaramento com que os ditos critãos lavam as mãos de responsabilidades próprias na decadência do Ocidente brada aos céus….. a culpa é sempre dos outros…

    Like

  14. Mats says:

    Sodré,

    Argumentação patética que ignora a integração de praticamente todos os países na ONU com a consequente subscrição dos Direitos do Homem de 1948.

    De que forma é que isso refuta o facto dos países mergulharem no barbarismo à medida que abandonam o cristianismo?

    O descaramento com que os ditos critãos lavam as mãos de responsabilidades próprias na decadência do Ocidente brada aos céus…..a culpa é sempre dos outros…

    Mas o Cristianismo não tem que tomar responsabilidade por coisas que não promulga. Vocês anti-cristãos é que lutam para que o Cristianismo seja removido da vida pública e vida política. Muito bem. Isso é que está a acontecer na Europa com os maus efeitos que todos podemos ver.

    A culpa da decadência do Ocidente é daqueles que lutam para destruir o Cristianismo, a ideologia que elevou o Ocidente para níveis nunca dantes visto.

    Like

  15. Sérgio Sodré says:

    Mats,
    alguma vez o Ocidente foi mais imponente do que durante o Império Romano, antes dele ser minado pelos comunistas cristãos que ofereciam “a outra face” em vez de enfrentar os bárbaros sem contemplações…. puros subversivos decadentistas…. degeneraram… até que a conversão dos bárbaros germânicos veio fazer ressurgir o guerreiro puro e nobre na figura do cruzado… o guerreiro do Ocidente sob o disfarce de um cristianismo militar e não já um cristianismo de escravos sem eira nem beira subversivos que trairam a Civilização por dentro….
    (é mesmo para chocar…).

    Like

  16. Anselmo Melo says:

    Alguns links estão levando a páginas inexistentes e comprometendo o teor do post.Existe como dar uma conferida neles?Estou lendo cuidadosamente e pretendo divulgar o post.Por favor me avise quando estiver revisado.
    Grato.
    Pr. Anselmo Melo

    Like

  17. Nelson says:

    Típico de cristão fanático, matéria mentirosa e desonesta, vc só faz as pessoas se distanciar das religiões. Se tem que mentir para ganhar adeptos, então os não cristãos são os que estão certos…

    Like

  18. Gian says:

    Canibalismo na espécie humana é destruir um ser humano devorando-o. Na Eucaristia não destruímos Cristo devorando-o . Você é um quadrupede? ou um ser humano para fazer silogismo tão absurdo?

    Like

  19. Gian says:

    Complementando a Eucaristica não simboliza nada. Ela È a Substância do Divinissimo Corpo e Sangue de Cristo. Ela È a Carne do Deus-Vivo, Aquele que È. O Sacrificio de Cristo na cruz não ficou no passado, ele é o maior acontecimento da história, ele é acima e transcende a história, ele é Atual.

    Like

  20. sandro santos says:

    Isso ainda acontece??? tipo não sei porque ainda existe aldeias e índios vivendo iguais a animais, se o mundo está cada vez mais evoluídos, agora canibalismo pra mim sempre vai ser uma porcaria

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s