Formigas matemáticas

Será que as formigas sabem contar? Parece que sim.

Quando formigas exploradoras deparam-se com uma fonte de alimento, elas levam-na para a colónia. Se o item é demasiado bom mas demasiado grande para ser transportado – apesar da força das formigas -, a exploradora regressa ao ninho e volta com ajuda.

O interessante deste procedimento é que, segundo alguns cientistas, as formigas fazem uma avaliação do trabalho que vai ser despendido e regressam ao local onde se encontra o item com a ajuda suficiente para a missão, mas nada mais do que isso.

Um cientista cortou um gafanhoto morto em 3 bocados: o segundo bocado era duas vezes maior que o primeiro, e o terceiro bocado era duas vezes maior que o segundo. Posteriormente, ele deixou os três pedaços em locais que ele sabia que seriam percorridos pelas formigas exploradoras. Ele observou como cada um dos pedaços foi descoberto e inspeccionado pela formiga-batedora antes dela regressar à colónia.

Quando a formiga voltou ao local com reforços, o cientista contou o número de formigas que operavam em cada um dos pedaços. O pedaço mais pequeno tinha 28 formigas em seu redor e o segundo pedaço tinha 44 formigas. Quantas formigas julgas que trabalhavam para transportar o terceiro e o maior pedaço? Se disseres 88 – que é o dobro de 44 – falhas por um. Havia precisamente 89 formigas em redor do terceiro pedaço.

Somos forçados a concluir que habilidades matemáticas fazem parte do conjunto de capacidades que as formigas possuem dentro de si.

Fonte

* * * * * * *

Do ponto de vista evolutivo/naturalista/ateu, capacidades matemáticas em insectos “primitivos” não fazem sentido nenhum, mas dentro da visão Bíblica das nossas origens estas capacidades são perfeitamente normais e esperadas.

Se – como demonstram a Bíblia e a ciência – as formas de vida foram construídas para sobreviver, faz sentido que Deus tenha capacitado os animais com características que aumentem as suas capacidades de sobrevivência.

Essencialmente, o que as formigas fazem é o que o Criador diz em Lucas 14:28:

Pois, qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?

Elas fazem uma avaliação do trabalho à sua frente, e voltam para a sua colónia com essa informação. Quando regressam ao sítio onde se encontra a fonte de alimento, elas fazem-se acompanhar por uma força suficiente para a função.

Nada mais, e nada menos.

Sem dúvida que para o evolucionista comum isto é mais uma evidência dos poderes “criativos” das forças da natureza, mas para o resto da população mundial, a operacionalidade neste insecto é um óbvio testemunho para o Génio Criativo de Deus. Que pena que os evolucionistas coloquem mais peso na sua filosofia naturalista do que no que a ciência realmente demonstra.


About Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
This entry was posted in Biologia and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

10 Responses to Formigas matemáticas

  1. Carlo says:

    Não entendi porque no sentido evolutivo a capacidade matemática das formigas não faz sentido. Isso apenas mostra que elas estão mais aptas a sobreviver, já que seus gastos com esforços são bastante eficientes, tanto que sobreviveram até os dias de hoje.

    A ciência não é perfeita e não nega uma possibilidade da existência divina, mesmo a evolução humana pode ter sido totalmente separa de outros primatas e isso não derruba o que a ciência diz.

    Like

    • Mats says:

      Não entendi porque no sentido evolutivo a capacidade matemática das formigas não faz sentido.

      Porque forças não inteligentes não conseguem gerar sistemas com capacidade de executar funções matemáticas.

      Isso apenas mostra que elas estão mais aptas a sobreviver, já que seus gastos com esforços são bastante eficientes, tanto que sobreviveram até os dias de hoje.

      Então a evidência de que elas evoluíram é o facto delas existirem. Boa “lógica”.

      A ciência não é perfeita e não nega uma possibilidade da existência divina

      Claro que não. Aliás, sem Deus, nunca seria possível fazer ciência.
      Para além disso, ninguém está a criticar a ciência, O que está a ser feito é a usar a ciência para mostrar como a teoria da evolução não faz sentido nenhum.

      , mesmo a evolução humana pode ter sido totalmente separa de outros primatas e isso não derruba o que a ciência diz.

      Não houve nenhum “evolução humana”.

      Like

    • Carlo says:

      Mats,

      elas existirem não é a prova, mas outras espécies deixaram amostras de que podem ter evoluído e sendo a natureza uma para todos, pode-se inferir algo parecido para as outras espécies do planeta. A única prova que temos certeza é que as espécies mais aptas são as que sobrevivem.

      E outra, mesmo o criacionismo não exclue a possibilidade da evolução das espécies e sendo os próprios seres humanos animais é possível estarmos inclusos nisso.

      Like

    • jephsimple says:

      “A única prova que temos certeza é que as espécies mais aptas são as que sobrevivem.” …

      Desculpa Carlos,mas isso é tautologia,raciocínio circular … as espécies que sobrevivem são as mais aptas …pq as mais aptas sobrevivem … Pq são mais aptas ?Pq sobrevivem!… Pq sobrevivem?Pq são mais aptas!

      Não é assim que as coisas funcionam no “mundo” genético … que tipo de informação genética restrita a matéria sem cognição,sem antevidência,sem direcionamento, daria esta capacidade para as formigas?Mutações aleatórias?O tempo? …

      Oras,acreditar nisto é acreditar em milagres absurdos …tanto quanto se esperarmos bilhões de anos podemos chegar até a lua apenas pulando.

      Acham que Deus é um ser mitológico …mas toda mitologia que os evolucionistas ateus acusam ser usada pelo Criacionismo e TDÍsmo os evolucionistas inferem ao tempo e as mutações [é um tu quoque legal] …São poderes mágicos que criam coisas aleatóriamente com a impressão que foram criados propositalmente.

      Like

  2. Dalton says:

    Novamente, mais uma espécie equipada com tudo o que precisa pra sobreviver. Evidência para o criacionismo/DI.

    Por outro lado, é extremamente conveniente que as formigas tenham todo esse aparato para sobreviver segundo a proposta evolucionista, uma vez que tal capacidade deveria ser distribuída ao acaso.

    Like

    • Carlo says:

      Porém, o que impede que isso tenha sido distribuído ao acaso?
      Seria bem improvável mas nem um pouco impossível.

      Da mesma forma, o criacionismo não é impossível, porém talvez ele não tenha ocorrido exatamente da mesma forma como defendem. Eu imagino que são dois pontos de vista não excludentes.

      Like

  3. Douglas says:

    Maravilhoso…

    Like

  4. jonas says:

    A inteligência permeia todos os Reinos da natureza.Veja o comportamento das plantas ou seja,o comportamento inteligente das mesmas em relação as trocas experimentadas no ambiente em que crescem e se desenvolvem.

    As implicações em todos estes comportamentos,quer das formigas ou plantas ou outros seres,são de cunho teleológico.
    Nas células eucarióticas,os mecanismos usados para a sua sobrevivência e reprodução são conceituadas como de uso de uma “Engenharia Natural” segundo Shapiro.

    Não vejo que as probabilidades matemáticas assumam que o acaso é suportável científicamente,quando a questão é a Vida, e esta conjugada pela Informação complexa e especificada,que determina a “plasticidade” dos seres,para responderem da forma adaptativa as agruras do meio.

    Like

  5. Dalton says:

    @Carlo
    Porém, o que impede que isso tenha sido distribuído ao acaso?
    Seria bem improvável mas nem um pouco impossível.

    O que impede é, basicamente, a extrema improbabilidade das formigas terem desenvolvido esta habilidade pra sobreviver, tornando-as equilibradas com o ecossistema, basicamente como qualquer espécie que conhecemos. Ou seja, é alegado que elas, assim como todas as espécies de animais e vegetais adquiriram seus atributos via distribuição aleatória; por outro lado somos apresentados a um mundo extremamente equilibrado, e que continuaria assim se não houvesse interferência de homens.
    E isso é uma coincidência absurdamente difícil de engolir. Beira mais o impossível do que o improvável.

    Da mesma forma, o criacionismo não é impossível, porém talvez ele não tenha ocorrido exatamente da mesma forma como defendem. Eu imagino que são dois pontos de vista não excludentes.

    No criacionismo/DI, estes seres foram criados dessa exata forma, e esses atributos foram lhe dados para lhes dar aptidão a sobreviver. A única “impossibilidade” aqui é aceitarem a conclusão de tal teoria.

    E os dois pontos de vista são excludentes, uma vez que o DI/criacionismo divulga sobre algo que foi criado propositalmente, enquanto que a evolução fala sobre o aleatório. Se é aleatório, então não é proposital no tocante à sua configuração final, portanto os pontos de vista são excludentes. Se quiseres colocar Deus na equação, poderia mostrar se há algum propósito para a evolução dentro da Bíblia, já que tudo que Deus faz ele faz com propósito.

    Like

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s