Imagens de Dinossauros feitas pelo homem antigo

Todas as imagens foram retiradas do site

http://www.genesispark.com/genpark/ancient/ancient.htm

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Biologia com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

97 respostas a Imagens de Dinossauros feitas pelo homem antigo

  1. Pedro diz:

    Fanatismo é um estado mental patológico onde a pessoa está
    sujeita a enxergar apenas aquela porção da realidade que
    corrobore as suas crenças infundadas, varrendo para debaixo
    do tapete montanhas e montanhas de fatos que as contradizem.

    O fanático inverte e subverte não só a lógica e o bom senso,
    mas até mesmo a própria realidade objetiva.

    Algumas características do fanático:

    1 – A intensidade com que ele dedica
    ao seu sistema de crenças. Comportamento compulsivo.

    2 – Hábito de “pinçar” em um texto, ou em um discurso,
    ou em uma conversa, apenas os detalhes que lhe interessam
    como uma defesa psicológica contra a compreensão do todo.
    O fanático é alguém que sempre enxerga a árvore e nunca
    a floresta.

    3 – O fanático jamais “dá o braço a torcer”, jamais admite
    que cometeu um erro, mesmo quando a sua posição é insusten-
    tável. Teimosia.

    4 – Discurso ilógico, inconsistente, sistematicamente
    sofismático e falacioso. O fanático tem uma capacidade
    ilimitada para absorver contradições.

    5 – Agressividade contra fatos e pessoas que ameacem o
    seu sistema de crenças infundadas. Tende a demonizar
    qualquer ser humano solidário que se apiede de sua
    lastimável condição psíquica e tente ajuda-lo, geralmente
    enquadrando-o ( sem nenhum fundamento ) em esteriótipos
    que ele considere pejorativos como ateu, comunista,
    homossexual, torcedor do time adversário, ou qualquer outra
    coisa que permita odia-lo com mais facilidade.

    6 – Intuição invertida da Lei das Probabilidades. O
    fanático é alguém capaz de desprezar uma convergência
    enorme de evidências indicando uma conclusão de probabilidade
    colossal enquanto supervaloriza indícios de probabilidade ínfima.
    Ele, comumente, se utiliza do altamente improvável para refutar o
    esmagadoramente provável. E esse é um dos sintomas mais
    conclusivos no diagnóstico de um quadro de fanatismo.

    Um exemplo hipotético dessa fascinante característica:

    Suponha que, por alguma razão muito doida, relacionada
    com o sistema de crenças infundadas responsável pelo
    próprio fanatismo, algum indivíduo esteja psicologicamente
    perturbado a ponto de ter necessidade de crer que o
    passado pré-histórico do homem é retratado fielmente
    pelo desenho animado dos Flinstones. E que tudo que está
    descrito nos livros de paleontologia e arqueologia,
    resultado do trabalho de milhares de pesquisadores
    durante séculos ao redor do mundo inteiro, corroborado
    por uma quantidade incalculável de evidências e aceito
    consensualmente por toda a comunidade científica mundial,
    seja apenas uma fábula, quando na verdade a vida do
    homem no Paleolítico teria sido igual a de Barney, Fred
    e Vilma.

    Evidentemente tal pessoa não pode estar em plena posse
    de suas faculdades mentais. Somente um estado alterado
    de percepção, semelhante ao induzido pela ingestão de
    chá de cogumelo de zebu, poderia levar alguém a
    interpretar como fábula toda a literatura científica
    enquanto interpreta como ciência o que ele lê nas
    histórias em quadrinhos.

    Olhar para este homem é ver alguém que perdeu
    completamente o senso de ridículo.

    No entanto, a fim de sustentar o seu delírio,
    tal indivíduo teria que supor a existência de
    uma gigantesca conspiração mundial formada
    por cientistas, arqueólogos, paleontólogos,
    curadores de museus, instituições de pesquisa,
    talvez a média e os governos, apenas com o
    objetivo de destruir a crença religiosa de
    algumas pessoas. O fato de que muitos destes
    cientistas não vivem em países cristãos não é
    percebido pelo fanático, pois ele imagina que
    a Ciência é apenas mais uma religião e que seu
    objetivo é roubar os fiéis da sua igreja.

    Jamais passaria pela cabeça de um fanático que
    a última preocupação de um cientista é com a
    bíblia. Ele não entenderia que a ciência é um
    corpo de conhecimentos integrados cujo objetivo
    é dar suporte teórico ao desenvolvimento tecnológico,
    do qual depende todo o poder econômico, político
    e estratégico do mundo. É um negócio de trilhões
    e que não pode cometer enganos, não pode errar.

    Para manter a sua tese estapafúrdia o fanático imagina que
    os geólogos, os biólogos, os físicos, os astrônomos,
    os matemáticos, trabalham apenas para afastar os
    homens da palavra de Deus e que talvez façam parte de
    alguma irmandade secreta satânica. O seu entendimento
    está tão turvado pelo fanatismo que ele não enxerga
    que um geólogo usa seus conhecimentos para encontrar
    gás e petróleo, e que este é um negócio de bilhões de
    euros. O fato deste conhecimento negar que a Terra
    tenha 6000 anos e que dinossauros tenham vivido há
    pouco tempo é interpretado como conspiração, e o
    fato deste mesmo conhecimento ser incrivelmente bem
    sucedido na prospecção de petróleo e outros minerais
    é interpretado como coincidÊncia, ou talvez ele simplesmente
    procure não pensar muito nisso…

    Até porque, se pensasse, ele não saberia explicar porque
    “geólogos” criacionistas não encontram petróleo, cobre ou
    níquel, ou porque toda a Física que nos mostra o quão antigo
    é o universo é a mesma Física que serve de base para uma
    infinidade de tecnologias altamente complexas e que funcionam
    com precisão, ao passo que toda a Física criacionista reunida
    não tem sequer uma única patente registrada. Ele não saberia
    responder porque desde que surgiu a Teoria da Evolução a Biologia
    deu um salto gigantesco e com ela também a medicina, enquanto a
    teoria criacionista até hoje não pôde ser usada para produzir uma
    única vacina. Lógica e fanatismo não se misturam.

    Para este fanático continuar aceitando que homens e dinossauros
    viveram juntos ele tem que negar os vários métodos de datação,
    que são muitos, e todos se corroboram mutuamente, ele precisa
    rejeitar todo o conhecimento geológico e geofísico atual,
    ele precisa negar a teoria das placas tectônicas e suas pequenas
    evidências como terremotos, maremotos e vulcões, precisa
    desconsiderar toda a Paleontologia, a Arqueologia e os avanços
    da genética também. Ele precisa aceitar uma teoria nova e
    absurda sobre formação de fósseis, dizendo que estes se formam
    rapidamente, muito embora nenhum “cientista” criacionista
    tenha até hoje reproduzido o processo em laboratório.
    O mesmo vale para teorias absurdas sobre formação rápida
    de petróleo, carvão e gás. Com o agravante de que estes processos
    além de não serem reproduzidos ( deveriam, já que são rápidos ),
    é um fato inegável que ninguém parece estar ficando rico usando
    teorias criacionistas para encontrar estes valiosos recursos naturais.
    O fanático teria ainda de lidar com a estranheza de animais modernos
    convivendo com dinossauros e explicar como zebras e antílopes
    não foram dizimadas por dinossauros carnívoros. Zebras e gnus
    estão bem adaptados para fugir de leões, mas não de um tiranossauro
    rex. Um triceratops está bem adaptado para se proteger de outros
    dinossauros, mas não para caçar gazelas. Um fanático acharia
    uma explicação maluca para existirem muitos fósseis de
    dinossauros estraçalhados por outros dinossauros, mas nunca
    ninguém encontrou um fóssil de zebra ou canguru morto por um
    dinossauro. Ele teria que explicar como a flora do período
    jurássico pode ter existido junto com a flora e o clima a que
    estão adaptados os animais modernos. O fanático teria que lidar
    também com o fato de que existem tantos fósseis de animais extintos,
    já que a Terra passou por vários eventos de extinção em massa ao
    longo dos 4,5 bilhões de anos de existência, que não haveria espaço
    para que todos estes seres convivessem juntos, muito menos para
    coloca-los todos dentro do barquinho de Noé. Para pôr homens e
    dinossauros juntos ele teria que entender como a luz de estrelas a dez
    bilhões de anos-luz já nos alcança, ou como o decaimento radiotivo
    mudou e porque mudou. Ele teria que explicar como a Pangea se
    separou tão rapidamente e como os inúmeros asteroides que atingiram
    nosso planeta, e cujas crateras são encontradas em toda a parte,
    não foram registrados pelos homens muito embora cada um deles
    deveria ter extinguido a vida humana se tivessem colidido quando
    já estivéssemos aqui…

    Ele teria que considerar todas estas IMPROBABILIDADES simultaneamente
    e ainda mais um trilhão de outras. Ao passo que se considerarmos que
    dinossauros foram extintos há 65 milhões de anos todas estas coisas
    se explicam e se encaixam perfeitamente, de maneira muito mais lógica,
    natural, e de acordo com todas as evidênciais, o que também explicaria
    o fato de 99,9% das pessoas com conhecimento científico acreditarem
    nelas.

    Porém, contrapondo tudo isto, o que o fanático oferece como
    evidência? Uma pedrinha representando um inca cavalgando um
    triceratops como se fosse um peão de rodeio.

    A vontade de acreditar do fanático é tamanha que ele
    põe na internet uma figura com um homem montando um
    tricerátops de 30 toneladas como se fosse um cavalinho,
    com o sugestivo título de “Embaraçosa para Evolucionistas”,
    e sequer se dá ao trabalho de fazer uma pesquisa para
    checar de onde veio.

    Se tivesse feito, em dois minutos ele teria sabido que
    estas pedrinhas são uma fraude – já desmascarada há mais de 40
    anos – com o objetivo de tirar dinheiro de turistas trouxas
    que vão ao Machu Pichu tentar estabelecer contato com
    civilizações extra-terrenas.

    Com um mínimo de cuidado e um pouquinho menos de credulidade
    ingênua, o fanático teria evitado o que no final das contas
    seria um embaraço para ele, e não para os evolucionistas.

    Mas um outro atributo do fanático é não aprender nunca.
    Depois de passar por esta vergonha e este constrangimento
    ele finalmente percebe o quão inocente ele foi e que coisas
    como estas devem ser encaradas com o mesmo ceticismo que
    você dispensaria a alguém que alegasse possuir um chifre
    de unicórnio lilás??!! Claro que não! O que um verdadeiro
    fanático faria em seguida seria exibir mais duas ou três
    fotografias muito suspeitas sem referências precisas sobre
    a origem, novamente sem ter o cuidado de pesquisar antes,
    uma delas a de um tiranossauro rex que poderia ter sido
    entalhada com canivete na semana passada.

    A disposição de um fanático para agarrar qualquer coisa
    que pareça uma confirmação do seu implausível
    sistema de crenças é tanta que, se bem trabalhada, é
    possível vender para ele até terrenos na Lua. A
    maneira como sua mente perturbada trata desigualmente
    o peso das provas e consegue ver o praticamente irrefutável
    como impossível e o quase impossível como certo, dá uma
    medida acurada do nível de fanatismo envolvido no processo.

    Se todas as pinturas, gravuras, esculturas,
    jóias, adornos, artesanatos, relatos e textos
    encontrados pela arqueologia fazendo referência
    a animais fossem empilhados formariam uma montanha
    da altura do Pão de Açúcar. Porém se dessa montanha
    fosse retirado o material que pudesse ser interpretado
    como uma referência a dinossauros mal encheria uma
    caixa de sapatos. E ainda assim o que vc veria nesta
    caixa seriam objetos de procedência não comprovada
    e muito duvidosa ou coisas que só “forçando muito
    a barra” para torna-las evidências de dinossauros.
    Coisas como relatos de monstros, de dragões, ou
    interpretar uma referência bíblica à serpente como
    se estivesse falando de dinossauro, como eu já vi
    o vigarista Adauto Lourenço fazer.

    O fanático é alguém capaz de colocar essa caixa de
    sapatos em um prato da balança e o resto da montanha
    no outro e na sua imaginação ver a balança pender
    para o lado da caixa de sapatos. Na própria bíblia
    o fanático pode ver referências claríssimas, sem
    nenhuma ambiguidade, a carneiros, cabras, bodes,
    cobras, peixes,baleias, camelos, jumentinhos, gado em geral,
    leões, cachorros, ursos, gafanhotos e até singelas pombas,
    mas nada, nem uma palavra sequer, descrevendo um
    dinossauro.

    O que é inconcebivelmente improvável levando em
    consideração que um tiranossauro rex
    de quarenta metros de comprimento e altura de
    um edifício de cinco andares deveria ter chamado
    muito mais atenção do que uma simples pombinha.

    Dá para imaginar alguns destes gigantes carnívoros
    destruindo aldeias, devastando as criações de gado,
    matando seres humanos, levando o pânico a populações.

    Porém muitos eram vegetarianos, o que deve ter sido
    um flagelo também para os primeiros agricultores.

    Que incrível tecnologia primitiva o homem não teria tido
    que desenvolver para se proteger destes verdadeiros
    monstros. Por outro lado como teria sido útil poder
    usar os ossos, a pele, e as presas destes aniamis
    para construir abrigos, armas, ferramentas e todo
    tipo de coisa. Artefatos como estes deveriam estar
    lotando museus de todo o mundo.

    Mas não, enquanto arqueólogos já encontraram milhares
    de minúsculas pontas de flecha, não acharam nenhum
    fêmur de triceratops usado como ferramenta, ou mesmo
    para golpear a cabeça de um inimigo.

    A civilização egípcia se estabeleceu há 5000 anos, o
    que na ótica de um criacionista Terra Jovem é logo
    depois da criação do mundo. Deixaram dezenas de
    milhares de hieróglifos retratando praticamente todos
    os tipos de animais que eles conheciam, mas não há um
    único caractere, adorno, estátua, imagem, papiro sobre
    dinossauros. E ainda que alguém aparecesse com um fragmento
    de argila e uma inscrição egípcia borrada, afirmando
    tratar-se de um pterodáctilo, qualquer pessoa minimamente
    inteligente deveria desprezar este objeto considerando que o impacto
    que a existência destes bichos teriam na vida do homem,
    fariam deles o assunto do dia, todos os dias, durante os 3 mil anos
    em que durou o Antigo Egito. Portanto os egípcios
    não iriam produzir apenas um único fragmento de barro
    em 30 séculos referindo-se a dinossauros enquanto
    encheram as paredes dos seus templos com imagens de
    águias, falcões, crocodilos, hipopótamos, e mais todo
    tipo de bicho. ( Todo tipo menos dinossauros! )

    E no entanto nem mesmo este único fragmento de barro
    existe.

    Mas um fanático seria alguém que visse nesse pedacinho
    de barro uma prova irrefutável de que agricultores
    egípcios durante 3 mil anos araram seus campos lado a lado
    com estegossauros e brontossauros. Um fragmento de argila,
    o qual ele sequer teria o cuidado de checar a procedência,
    pesaria mais que o raciocínio lógico e toda a esmagadora
    evidência em contrário. Já a pessoa normal enxergaria
    apenas uma patética fraude risível.

    Incrivelmente é raríssimo encontrar um fóssil de águia
    ou antílope, porém animais como estes estão retratados
    aos milhões ao longo da história da humanidade. E isso
    desde a pré-história. Sobre animais comuns há uma
    quantidade incalculável de registros pré-históricos e
    das primeiras civilizações ( Isso há mais de 5 mil anos ),
    mas dinossauros, ao contrário, temos uma quantidade
    avassaladora de fósseis e nenhum registro. Porque só
    um fanático é capaz de acreditar que se registros
    houvessem eles seriam tão escassos e duvidosos.

    Pois este impossível silêncio sobre os ruidosos dinossauros
    não é apenas de hebreus e egípcios, mas de hititas,
    sumérios, babilônios, persas, assírios, fenícios,
    maias, incas, astecaz, antigos gregos, cretenses,
    chineses, hindus, polinésios, aborígenes australianos,
    tribos africanas, indígenas da América do Norte e do Brasil.

    No Brasil há um lugar onde vc literalmente tropeça
    em fósseis. É impossível andar dez metros sem dar
    uma topada em uma costela de tiranossauro ou em
    uma mandíbula de tricerátops. Também há muitas
    pinturas rupestres de homens primitivos que,
    no devaneio de um Terra Jovem, teriam coabitado
    com estes animais. Nessas figuras impressionantes
    você pode ver cenas cotidianas da vida destes
    primeiros brasileiros com muita nitidez. Lá estão
    retratadas as coisas que os impressionavam: o sol,
    a lua, as estrelas, os animais que caçavam e que
    eles viam. Mas adivinhe… nada de dinossauros!

    Nada de dinossauros por toda a parte. Bichos como
    estes teriam, obrigatoriamente, que ter sido a
    maior causa de espanto, admiração, culto e temor
    por parte da humanidade. Teríamos que ter interagido
    profundamente com eles, quiséssemos ou não.

    E o pior é que nós sabemos pela quantidade avassaladora
    de fósseis que estes animais não foram raros. Que eles
    existiram em grande quantidade por toda a Terra.

    Portanto se alguém me pede para definir o que é um
    fanático eu respondo:

    Fanático é qualquer pessoa que chegou até a esta linha
    desse texto sem se convencer que dinossauros foram
    criaturas que viveram há mais de 60 milhões de anos e
    que meia dúzia de figuras que os retratem comtemporâneos
    de humanos só podem ser enganos ou fraudes ridículas.

  2. Mats diz:

    Como é que esse testamento refuta o que os antigos viram e desenharam?

  3. ELIVAN diz:

    SE PEDRO É CÉTICO OU ATEU NÃO SEI NEM PRETENDO SABER,MAS TUDO QUE ELE DIZ TEM LÓGICA E DÁ CERTINHO PRA ELE MESMO E PARA OS QUE PENSEM COMO ELE. ELES É QUE NÃO QUEREM VER OU MELHOR ACEITAR O QUE ESTÁ DIANTE DELES,ELES SÃO COMO FILHOS QUE NEGAM E ASILAM SEUS PAIS SÓ PELO FATO DE ACHAREM QUE JÁ SABENDO TUDO,CONHECEM A VERDADE E NÃO PRECISAM MAIS DE SEUS PAIS EPARA ESTES AQUELES (SEUS PAIS) ESTAVAM OU ESTÃO ERRADO.

  4. Carlos Sergio diz:

    MEIA DÚZIA DE FIGURAS? enganos ou fraudes ridículas?

    O fanatismo científico também cega!

    http://www.genesispark.org/genpark/ancient/ancient.htm

  5. Raúl diz:

    Acho que o Pedro já disse tudo, literalmente…

    Fanáticos!

    Que o vosso fanatismo vos faça bom proveito.

  6. Mats diz:

    Pedro e Raul,
    Não há “fanatismo” nenhum em se aceitar as evidências que confirmam a posição que afirma a co-existência entre humanos e dinossauros.

    Tens alguma explicação mais plausível para as imagens, ou vais continuar a não aceitar as evidências?

  7. “Acho que o Pedro já disse tudo, literalmente…”

    Como se tivesses lido o testamento que ele deixou…

  8. Raúl diz:

    Li sim e devo dizer que acho brilhante. Sendo que o seu comprimento é um elemento importante na demonstração.

    E tu também leste, que eu conheço-te, tal como o Pedro te conhece, ele escreveu sobreti, também, até mesmo aquela parte final que diz:

    “Fanático é qualquer pessoa que chegou até a esta linha
    desse texto sem se convencer que dinossauros foram
    criaturas que viveram há mais de 60 milhões de anos e
    que meia dúzia de figuras que os retratem comtemporâneos
    de humanos só podem ser enganos ou fraudes ridículas.”

    Ou não foi, fanático?

    P.S. – Pedro, tiro-te o chapéu, o teu post é brilhante e, paradoxalmente, de tão longo, resume bem o que se passa neste blog. Muito obrigado!

  9. Acho que fanático é mais aquele que faz um copy paste de 10 páginas word tirado de um site qualquer, mesmo sabendo que ninguém o irá ler.

  10. Mats diz:

    Raúl,

    “Fanático é qualquer pessoa que chegou até a esta linha
    desse texto sem se convencer que dinossauros foram
    criaturas que viveram há mais de 60 milhões de anos e
    que meia dúzia de figuras que os retratem comtemporâneos
    de humanos só podem ser enganos ou fraudes ridículas.”

    Por outras palavras, fanáticos são todos aqueles que não aceitam as evidências da co-existência entre humanos e dinossauros, certo?

  11. Beowulf diz:

    “Acho que fanático é mais aquele que faz um copy paste de 10 páginas word tirado de um site qualquer, mesmo sabendo que ninguém o irá ler.”

    Como o Jónatas Machado, por exemplo!?

    E se o copy-paste tiver menos que 10 páginas, como tu fazes?

  12. Como o do Pedro, por exemplo.

  13. 3-D Max diz:

    Engraçado não, os cientistas ja estão tão enrolados com uma mentira sem pé nem cabeça que admitir que estavam errados poderia até ser letal para eles.

  14. Maurício diz:

    gostei, bom trabalho desse site aí, vou traduzir.

  15. cleber diz:

    isso é ridiculo.as pessoas falam o que nao sabe.é povo sem morau.nao acreditem nisso.

  16. Paulo diz:

    Ahn… Mostre ao mundo uma UNICA evidencia comprovada e comprovavel da co-existencia de homens e dinossauros e seu lugar entre os genios – e talvez ate deuses porque isto seria um milagre – estara garantido. Mais um detalhe. Gracas aos avancos proporcionados pela “mentira sem pe nem cabeca” a expectativa de vida humana dobrou ao longo dos ultimos cem anos. Qual foi a contribuicao que as “verdades absolutas” trouxeram a humanidade?

  17. Mats diz:

    Paulo,

    Ahn… Mostre ao mundo uma UNICA evidencia comprovada e comprovavel da co-existencia de homens e dinossauros e seu lugar entre os genios – e talvez ate deuses porque isto seria um milagre – estara garantido.

    O que é uma “evidência comprovada e comprovável” na tua visão do mundo?

    Mais um detalhe. Gracas aos avancos proporcionados pela “mentira sem pe nem cabeca” a expectativa de vida humana dobrou ao longo dos ultimos cem anos. Qual foi a contribuicao que as “verdades absolutas” trouxeram a humanidade?

    Apenas o universo, a ordem lá presente, a inteligibilidade do universo, e a capacidade humana em compreender o mesmo. Oh, não esquecendo a riqueza, diversidade e complexidade do mundo biológico.

    O que é que o “evolui porque evolui” e o “Deus não existe” trouxeram à humanidade, para além dos gulags, Treblinka e os milhões de abortos feitos um pouco por todo o mundo?

  18. Paulo diz:

    Ok, Mats. Evidencia comprovada e comprovavel… Se voce apresentar registros fosseis de seres humanos (apenas um seria suficiente) e de um dinossauro com a mesma idade (se voce ou qualquer outra pessoa quiser contestar os metodos de datacao, apresente suas evidencias de que os mesmos estao errados. Os milhoes de pesquisadores que os adotam irao lhe agradecer, talvez voce ganhe ate mesmo outro premio Nobel) me convenco. Com todo o respeito, voce esta sugerindo que as conquistas cientificas ao longo de milenios foram obtidos de que forma? De onde vem a compreensao ate agora adquirida do Universo? Da biblia??? Se a propria igreja catolica afirmava ha meros 500 anos que o Sol girava em torno da Terra e as pessoas que ousaram afirmar o contrario foram queimadas… E com relacao a este comentario:
    “O que é que o “evolui porque evolui” e o “Deus não existe” trouxeram à humanidade, para além dos gulags, Treblinka e os milhões de abortos feitos um pouco por todo o mundo?”
    Ja ouviu falar da idade das trevas, fogueiras da inquisicao e coisas do genero? Foram feitas por quem e em nome de quem?? Mas nao e isto que invalida a sua crenca, Mats. Afirmar isto seria o mesmo que colocar a culpa dos atentados de 11 de setembro nos avioes. A crenca religiosa historicamente e responsavel por algumas das passagens mais sombrias da historia da humanidade, mas nem por isso podemos afirmar que a culpa e da crenca em deus, mas sim do uso que pessoas inescrupulosas fazem da mesma. Alias, Treblinka, Dachau, Auschwitz e outros campos de concentracao foram a expressao das ideias de um dos maiores tiranos da historia, e que – acredite se quiser – se apoiou em “insipiracao divina” para justificar as barbaridades que cometeu. Mas este fato isolado nao aconteceu por causa da religiao. Foi apenas foi a justificativa. Lamentavel mesmo foi a omissao da igreja catolica a ascencao de Hitler ao poder, entre outras coisas porque representava uma conveniente resistencia ao avanco do Bolchevismo – isto e um fato historico ao alcance de qualquer um, basta saber ler e ter um pouco de boa vontade. O problema e que os fundamentalistas nao negam apenas a evolucao, mas toda a ciencia, a mesmo que nos proporcionou a tecnologia que estamos utilizando neste exato instante. Apenas pense um pouco, Mats. Garanto a voce que se deus existe, e exatamente isto que ele espera de nos.
    Um Abraco,
    Paulo
    Obs.: Continuo aguardando aquela evidencia, lembra? Homens e dinossauros contemporaneos.

  19. DIOGÊNIO diz:

    Prezados colegas, e caro colega Pedro.

    É incrível como a IGNORÂNCIA associada com a petulância de um ser humano que acha que possui compêndio argumentativo, para através de meia dúzia de palavrinhas “difíceis” e jargões indutivos (do tipo: é “óbvio”, é “claro”, é “evidente”) que não intimidam ninguém, possa tentar induzir os mais simples ao erro. Não é a toa que os antigos já afirmavam que a mentira é a maior arma do desespero, mentiras como esta que o colega ignorantemente, diga-se de passagem, afirmou acerca da famosa pedra de Cuzcu, que diferentemente desta falácia mentirosa, que mostra a natureza do caráter do afirmante, teve sua idade confirmada por todos os testes de datação laboratorial (termo-luminescência, Carbono 14 etc) inclusive passou, com louvor, pelos testes de fraude química, diferentemente, por exemplo, do famoso homem de Java e o homem de Piltdown (FRAUDES COMPROVADAS PELA PROPRIA CIENCIA), e para não dizer que eu vim aqui só de ” blá, blá, blá”, diferentemente do colega, trouxe o link da informação supracitada, para ninguém dizer que eu estou manipulando a opinião alheia:[http://www.evoluindo.biociencia.org/piltdown.htm] .
    Ora, não afirmo tudo isso só por ter um conhecimento na área, embora minha área de especialidade original não seja exatamente essa, mas sim por que acho hilário um sujeito patentemente leigo na área, tentar colocar como base fatual algo que não é fatual. Queria de lembrar querido amigo, que EM TERMOS CIENTIFICO, primeiro cria-se uma HIPOTESE, depois da hipótese, mediante algumas predições, é formulado uma TEORIA, uma vez a teoria passando pela experimento cientifico se torna uma verdade cientifica, e é exatamente por isso que a suposta “teoria da evolução” nunca vai deixar de ser uma teoria, pois quando esta é submetida ao experimento científico ela não passa. E porque não passa? por que na verdade, fizeram uma caridade com a teoria evolucionista, colocando-a como teoria, sendo que a pobrezinha, não passa de uma hipótese, pois suas predições não se concretizaram satisfatoriamente. Uma entre as várias provas disso, é questão da coluna geológica (uma das bases evolucionistas), simplesmente, essa coluna , que segundo evolucionistas deveria indicar cada período geológico da Terra, não obedece, em nenhuma região do planeta Terra, essa suposta ordem (Proterozóico, mezozóico, cenozoico etc), pelo contrário, somente em 1/3 das áreas escavadas no máximo 15 a 20% da suposta coluna aparece na tal “ordem correta”, colocar isso como evidencia é um insulto a qualquer ser humano dotado de um mínimo de inteligência! Outra evidencia da fraude evolucionista é a maneira como esse fósseis são achados, a grande maioria é encontrada em regiões de rocha sedimentada e com muita lama, isso indica a forma como eles morreram ( não precisa ser muito inteligente pra saber que eu estou falando de uma “causa mortis” causada por asfixia em função de um grande volume de água) além de explicar por que em muitas escavações geológicas vc encontra fósseis de arvores de cabeça pra baixo ( a não ser que o colega creia que há milhões de anos as arvores cresciam de ponta cabeça kkk), inclusive em algumas áreas como no colorado (EUA) existem “saltos geológicos” de quase 100 MILHOES DE ANOS! Então das TRES uma colega: ou vc quer chamar todos aqui nessa “sala” de trouxas, ou vc é um completo ignorante no assunto, ou as duas coisas (que é o que acho mais provável). Além do mais falar que qualquer evidência que indique a convivência entre homens e dinossauros é desprezível, mostra que o colega é só mais uma vitima de uma pequena elite intelectual que diz pra todos nós no que devemos acreditar, o que devemos fazer e como devemos viver, só lamento muito por isso, e pelo fato de vc não enxergar que é tão “fanático” quanto os que vc condena, a única diferença é que colega está no outro extremo. Pouca gente sabe que existem uma série de outras teorias cientificas que explicam paulatinamente, e de forma incontrariável, cada ponto acerca da origem jovem da Terra e da convivência humano-jurássica de uma forma não somente coerente mas muito mais convincente do que o desvario evolucionista (como a teoria das hidroplacas, a Teoria da decrescência psicossomatica do homem etc) , porém isso não é contado nem na mídia, nem na escola nem em nenhum outro lugar, sabe por que? Por que não interessa a eles, é mais interessante manter as pessoas pensando e acreditando naquilo que vc quer para utiliza-las como massa de manobra (massa essa da qual VOCE, caro amigo, faz parte).

    Para finalizar, eu não deveria mas vou esclarecer alguns pontos acerca de suas colocações ridículas e ingênuas contra a convivência humano-jurássica:

    1 – Talvez o seu nível de abstração mental não tenha notado isso, mas seria interessante vc entender que uma coisa são pinturas ruprestes que não existem, outra completamente diferente é quando querem nos fazer crer que não existem ( não seria o primeiro caso dentro do mundo cientifico), tendo em vista que informações totalmente contrárias a essa já foram divulgadas no meio acadêmico, porém abafadas pelos fanáticos evolucionistas no tocante ao conhecimento da grande massa. Muitos paleontólogos, meu querido, dizem o contrário, mas mesmo que não dissessem, vamos raciocinar um pouquinho pra variar? Vamos? Ainda que não existisse pintura ou indicação alguma de dinossauros nas manifestações artísticas dos primitivos, isso não significa em hipótese alguma, que seja descartável a possibilidade de convivência, já o contrário é totalmente diferente. Isto posto por que, eles pintavam aquilo que, por questões de crença ou impressionismo pessoal ou coletivo, lhes interessava! Registravam, portanto , aquilo, que por ser diferente, ou por ter um significado “sacro”, movia-os ao registro pictográfico. Ora, evidente, suponhamos, apenas um exemplo: Se na minha cidade tem um monte de dragões de comodo, mas de repente aparece do nada um pequeno coelho, aquele pequeno animal até então muito raramente visto, se torna o alvo das atenções, mesmo que não seja algo muito espantoso aos olhos da maioria, isso é comum!! A Ausência de pinturas não descaracterizam a convivência ou a coexistência, mas a presença delas são um ponto de altíssima relevância e para profunda análise e reflexão, pois são indicativos revolucionários. No tocante a isso temos vários fatos esclarecedores, como por exemplo a seguinte reportagem que, embora tendenciosa ao criacionismo, merece, sim, uma atenção especial no seu informativo. Veja:

    com o título original “The Japanese Carcass: A Plesiosaur – type Mammal” A review of the evidence”, o “Creation Science Movement”, entidade britânica congênere à nossa Sociedade Criacionista Brasileira, publicou um livreto de autoria de Malcolm Bowden, fazendo uma análise crítica das evidências sobre a carcaça do animal marinho que foi “pescado” em 1977 na costa da Nova Zelândia pelo navio pesqueiro japonês Zuiyo Maru. Breve comentário sobre o assunto foi publicado na Folha Criacionista número 16 do mês de novembro de 1977, logo após ter sido noticiado pela imprensa o acontecimento. Os Editores obtiveram em março de 1994, mediante a colaboração do Dr. Heitor Gurgulino de Souza, então Reitor da Universidade das Nações Unidas, em Tóquio, uma folha de selos comemorativos do evento, cuja cópia vem publicada em outro local deste número da Revista Criacionista. A Revista Criacionista obteve permissão para a reprodução da tradução da publicação do “Creation Science Movement”, que sem dúvida enriquece bastante este número dedicado basicamente à questão dos chamados “dinossauros”. …Mais uma vez, não me baseio em bla, bla, bla, dou referencias. O proprio selo comemorativo feito pelo Japão pode ser visto no link (www.scb.org.br/fc/RCNum68Artigos.htm). Muitos ignorantes tentam desmerecer a descoberta através de conjecturas hilárias, de que não seria um Plessiossauro, embora as fotos da carcaça seja impressionamentemente iguais ao de um plessiossauro.

    Essa é uma das evidencias, temos várias outras. Na Africa temos o seguinte caso:

    “talvez a mais emocionante perspectiva no mundo do criacionismo científico seja a possibilidade de que ainda existam dinossauros vivendo em florestas remotas do planeta. A Teoria da Evolução e a sua correspondente necessidade de longas eras de desenvolvimento evolutivo seriam fortemente pressionadas a se acomodarem à existência de um dinossauro vivo. É o que aconteceria com o Mokele-mbembe, criatura que alguns cientistas acreditam ser um dinossauro saurópodo sobrevivente.”

    Evidencias existem aos montes, meu caro, o grande problema é o mascaramento que existe em relação a elas, não só pela hipocrisia cientifica, como também fácil manipulação de alguns individuos, que ainda se acham “intelectuais” por isso. Existem 3 tipos de pessoas no mundo: os removíveis (mais de 95% da população) que são a massa de manobra, os irremovíveis, ou seja, os que não se dobram diante de qualquer idéia que a maioria afirma ser “a verdade”, e os removedores, que são os formadores de opinião, esses dois ultimos correspondem a menos de 5% do total. A grande questão é: com quem estou lidando? As evidencias apontam para pseudointelectual, faz parte do mesmo grupo que a grande maioria dos mortais faz: Os removíveis. Mesmo alguém, como eu, que possuo instrução na área, conheço a a teoria evolucionista e a idéia Darwiniana de um ancestral comum entre homens e macacos, fico constrangido com a displicência e leiguismo de muitas pessoas.

    2.cada uma das mais de 30 trilhões de células do nosso corpo, possui um material genético, chamado DNA, que possui 2 nanometros de espessura e 1, 5 m de altura, se enfileirássemos esses 30 trilhões de linhas de DNA, poderíamos ira a lua e voltar cerca de 500 mil vezes. Isto mostra a complexidade do ser humano. Que processo poderia fazer com que um ser unicelular extremamente simples, mesmo em “milhões e milhões”, se tornar algo da magnitude complexa que nós somos? Mutação? Ah, ah! Nunca se observou mutações gerarem resultado positivo, pelo contrário, o que temos observado em laboratório, é que mutações SEMPRE tem efeitos negativos. Não existe processo mutagênico provável para esse tipo de coisa, e é por isso que natureza não efetua mutações, isto por que as mesmas se mostrara, até hoje, prejudiciais. Esquecem-se também do fato que a teoria da evolução viola uma série de leis cientificas e naturais, como a lei da biogênese (somente vida pode gerar vida) e a lei da entropia (também conhecida como a lei do caos)
    Nosso design inteligente sugere um arquiteto.

    3.Existem alguns caras-de-pau, que ainda se sustentam na “meia verdade” de que geneticamente falando temos 99,4% de nossas combinações idênticas a do macaco, o que esses engraçadinhos não sabem, é que das 20.000 (vinte mil) combinações, somente 97 foram analisadas e comparadas, isto é, menos de 0,5 % , do total!!!!! E querem dizer que somos parecidos, então faz o seguinte Pedro, já que é tão parecido assim,por que você não casa com uma chimpanzé, e aí depois vc me fala a diferença tá bom querido???? Aguardo retornos, à altura, ok?

    Que Deus os abençoe!!!!

    http://darwinismo.wordpress.com/2008/02/09/imagens-de-dinosauros-feitas-pelo-homem-antigo/#comment-3453

  20. Paulo diz:

    Querido dioGenio.
    Vamos fazer o seguinte exercicio. Apresente uma UNICA evidencia de alguma fraude, citacao fora de contexto ou mesmo afirmacoes falaciosas e/ou desonestas (leia-se Adauto Lourenco e companhia) feita por algumas destas sociedades criacionistas e tudo o que voce menciona no seu texto se aproximara um pouco do metodo cientifico. A ideia e simples, se voce nao o fizer, obviamente estara omitindo a verdade, e se o fizer vera que isto nao em nada compromete sua argumentacao. Ou seja, a utilizacao de recursos fraudlentos acontece em qualquer area, e nao tem nada a ver com o que esta sendo discutido (alias, procure se informar melhor, porque algumas desta “fraudes” mencionadas por voce nao foram identificadas como fraudes). Se voce nao sabe, ha inumeras denuncias de fraudes da evolucao apresentadas adivinhe por quem… Isso mesmo, por cientistas ou simplesmente pessoas comprometidas com o metodo cientifico. Mas ha tambem inumeras evidencias que dao validade a teoria. Uma, por exemplo, que e primariamente simples de se confirmar, e a conhecida crescente resistencia de alguns micro organismos aos antibioticos. Voltando ao assunto, apresente uma UNICA (veja bem, unica, umazinha apenas) evidencia da existencia deste projetista e creio que voce tera seu lugar assegurado na galeria de ganhadores de premios Nobel. E simplesmente insano negar milenios de ciencia. Nao e questao de fe. As teorias cientificas aceitas para a descricao do mundo e do universo sao plenamente testaveis e refutaveis, o que significa que sao passiveis de correcoes, aperfeicoamento e assim por diante. Embora voce afirme com seguranca invejavel, e com certeza motivado pela fe, que tudo e “apenas” uma teoria, isto simplesmente nao e verdade. Ha abundancia de evidencias a disposicao de qualquer um, leigo ou nao, basta ter a boa vontade de abrir um livro. A maior parte da fisica envolvida envolvida no Big-bang, por exemplo, esta ao alcance de todos, e lhe garanto que qualquer um capaz de expressar uma ideia como voce fez e capaz de entende-la. Ha muitos outros equivocos na sua argumentacao, mas refuta-los um por um seria simplesmente muito trabalho, e voce certamente iria contra-argumentar com as conhecidas hipoteses que ja foram (algumas ha seculos) simplesmente descartadas, e algumas – pasme – por alguns destas organizacoes que defendem estas ideias de DI, criacionismo cientifico e similares, existindo mesmo um “manual” do que nao deve ser dito quando defendendo estas ideias. E de novo sem nos afastarmos do assunto ha uma pergunta que ja fiz a inumeros religiosos, e acredite, nunca vi uma resposta objetiva, do tipo sim ou nao… Voce acreditaria em tudo que esta escrito na biblia se a fonte fosse outra qualquer? Ou seja, se voce lesse um livro qualquer, ou alguem te contasse que o homem veio de uma estatua de barro, uma mulher de sua costela, um homem levou 100 anos para construir um navio de madeira sozinho e colocou um casal de CADA UM dos animas existentes neste navio, etc, etc… voce tomaria isto como verdade absoluta?
    Se voce quer refutar as teorias correntes, faca-o, desde que munido de argumentos testaveis. Caso contrario, sua argumentacao caira no vazio, para nao dizer no ridiculo. Se no entanto voce defender sua fe reconhecendo (e adimitindo) que acredita por uma questao de fe, a coisa muda de figura. Cada um acredita no que achar mais conveniente e isto simplesmente tem que ser respeitado, simples assim. Mas negar ciencia com fe nao se aplica.
    Abracos,
    Paulo

  21. Paulo diz:

    Desculpem o erro de digitacao, nao e fraudlento, e sim fraudulento.

  22. Paulo diz:

    Deveria ter revisado meu texto antes, leia-se admitindo em lugar de adimitindo.

  23. Mats diz:

    Paulo,
    Voltas a bater na mesma tecla. En~tão as evidências históricas sober a co-existência entre os humanos e dinossauros não te chega?

  24. Paulo diz:

    Mats,
    Como ja mencionado antes, apresente ao mundo uma UNICA evidencia e a conversa esta encerrada. Voce e que tem que apresentar a evidencia, lembra? E apresentar esta UNICA evidencia nao tem que ser a minha humilde pessoa. Submeta a sua hipotese ao escrutinio cientifico como tantos outros cientistas o fizeram. Se houverem evidencias que a sustentem, meus parabens. Mudo de opiniao no ato. Mas enquanto isto nao acontece, repito. Pense um pouco. Se deus existe, e exatamente isto que ele espera de nos.
    Paz…
    Paulo

  25. Mats diz:

    Paulo,
    Não estás a seguir o que te estou a dizer. Todas aquelas imagens presentes por todo o mundo não são suficientes para vêres que os humanos co-existiram com os dinosasuros?

    Já viste as imagens a que este post está a apotnar? O que é que te parece? Achas que todas aquelas imagens foram falsificadas?

  26. Manuel diz:

    Resposta: Sim!
    :-)

  27. Manuel diz:

    E se não foram as respostas…. foram as interpretações!
    :-)

  28. Manuel diz:

    Bom… a verdade é que humanos e dinossáurios coexistem… por via das aves!
    :-)

  29. Manuel diz:

    Mais alguma dúvida inteligente?
    :-)

  30. Mats diz:

    (Quem é que deixou a porta do Júlio de Matos aberta?)

    Manuel, não percebi a tua “resposta”. Sim, aceitas as evidencias da co-existência entre o homem e os dinossauros?

  31. Manuel diz:

    Ok, admitamos que os homens (e as mulheres também!) e os dinossáurios coexistiram e coexistem (nomeadamente por via das aves, que são dinossários!).

    Então, agora que já resolvemos este mistério, provem lá que humanos e trilobites coexistiram!
    :-)

    Quando provarem esta, passaremos para as amonites, os arqueciatos, os corais tabulados, os rudistas, graptólitos, a fauna de Ediacara, as plantas calamites, as… etc, etc.
    :-)

    Não sei quem deixou a porta do Julio de Matos aberta… mas uma coisa é certa, não te deviam ter deixado sair de lá!
    :-)

  32. Gino diz:

    Gentil.

    Tudo foi mudado para que a historia não tivese o registros dos seres extras terrestres que estiveram no paneta terra, eles estiveram junto com os Dinussaurus, e partiram antes do choque de um outro planeta com a terra.
    Logo apos um grande choque no universo, passaram milhoes de anos na era
    do gelo, ate que na africa o continente que deu horigens aos primatas pre historicos, que são nossos parentes ai vem a teoria da evolucão humana, mais homens ou formigas são do ponto de vista da forma que os enxergamos, se exterminase as formiga vc acabaria com uma evolucão dos insetos que ja dominaram o mundo antes dos dinossaurus, bem antes dos extras terrestres.

  33. Gino:
    “Tudo foi mudado para que a historia não tivese o registros dos seres extras terrestres que estiveram no paneta terra, eles estiveram junto com os Dinussaurus, e partiram antes do choque de um outro planeta com a terra.
    Logo apos um grande choque no universo, passaram milhoes de anos na era
    do gelo, ate que na africa o continente que deu horigens aos primatas pre historicos, que são nossos parentes ai vem a teoria da evolucão humana, mais homens ou formigas são do ponto de vista da forma que os enxergamos, se exterminase as formiga vc acabaria com uma evolucão dos insetos que ja dominaram o mundo antes dos dinossaurus, bem antes dos extras terrestres.”

    Isto, é para rir ou para chorar?

    Que barbaridades são estas?

    Um planeta que choca com o nosso e que não deixa vestígios de extraterrestres terem estado entre nós… mas tu sabes que eles cá tiverem mesmo sem os vestígios! És incrível. Já agora, onde está o Nibiru? E o Elvis? E os golfinhos mágicos no oceano no interior da terra que, para ti, deve ser ôca e tem um continente, um oceano e seres!

  34. Gino diz:

    Gentil.,

    A qui na America do Sul temos alguns vestigios da dos Dinos, principalmente no nordeste do brasil, fosseis ja foram recuperados, enquanto no Peru a indicios dos extras terrestres na cultura MAIA. De grande relevancia nos pensamos que eram os Deuses astronautas?

    Quanto a ELvis segundo a revista Rollins Stones ,., ELVIS Ñ MORREU….

  35. Desculpa lá mas para além dos erros graves de ortografia que apresentas, também não divulgas nada bem as tuas ideias. ninguém quer saber das tuas teorias com uma escrita dessas.

    Tu acreditas em tudo o que te dizem só porque te dizem. Já por aí não tens credibilidade nenhuma. Se a revista Rolling Stones disser que os donuts vêm de marte num autocarro verde porque sim, tu acreditas.

    extraterrestes na cultura maia? E porque? Porque não eram terrestres?

  36. Gino diz:

    Gentil.,

    Desculpe, vc deve ler o livro ou assistir documentarios no discovery chanel, ou se exercitar indo visitar um Observatorio, vc esta com a mesma ideia do seculoXV que a terra acaba alem do mar..
    Aprende quem quer, acredita quem puder…….
    Ou vc achas que os humanoides são unico no universo…
    Sera que o mesmo Deus criou os Homens para povoar o asteroide chamado Terra e os outros planetas estão vazios…….

    Nao confunda, Elvis Ñ Morreu, com Elvis Presley….

  37. Mais igno que tu não deve existir..

    Desde quando é que a terra é um asteróide?? Fazes-me rir!

    Sim, elvis tá a voar no espaço sideral onde a temperatura ronda os 272 graus negativos, a radiação mata as células, não há oxigénio, etc… Mas ele tá lá! ninguém vê, ninguém sabe, é impossível mas tu sabes! Deves ter um caso com ele não? só tu é que sabes que ele anda aí.

    Acho que devias… sei lá, ir para um hospital. Há tratamentos para isso pah

  38. Gino diz:

    Gentil.,

    O Planetoide povoado por seres humanoides indiferente, Logo urge, como resposta uma libertacão Social e Planetaria. Vou resumir, a agressão sistematica a terra que desetrutura o equilibrio, ameacado pelas depedracões dos Humanos, A terra sob opressão.
    E hora de proceder a uma aproximacão, como libertar os Humanos em termos coletivos, os povos humilhados, humildes, culturas despresadas e a pobresa dos povos, seu seres que estão sob risco da exticão, se opressão dos Seres envolve a propia terra, devemos cuidar sistematicamente enquanto seres humanos do Planeta Terra ou vamos acabar no Asteroide chamado terra vagando pelo infinito.
    Entens Elvis ñ Morreu…………

  39. Primeiro ponto, a tua escrita é… impresseptível. Cheia de erros de sintase e de semântica. Assim, pareces um puto de 10 anos a escrever ideias idiotas.

    Segundo ponto, “vamos acabar no Asteroide chamado terra vagando pelo infinito.”. Explica-me como. Vamos acabar no astróide?? Vamos a voar até lá com asinhas, é? LOLOL

    Terceiro ponto, “Entens Elvis ñ Morreu”. Pois não, ele até vinha “no ano 2000, nun Cadilac cor-de-rosa a distribuir chocolates” Isto dito pelos fãs, lunáticos e videntes. Mas que palhaçada que tu és pah…

    Quarto ponto, vamos conversar sobre coisas sérias?

  40. Gino diz:

    Gentil., D, Cardina

    … Gostas de Julgar…de apontar dedo…..

  41. Gino diz:

    Gentil.

    NIGUEM TEM O DIREITO DE ME JULGAR, A NÃO SER EU MESMO
    EU ME PERTENCO E DAS MINHAS IDEIAS QUE FACO O QUE BEM ENTEDER.

    Sou conservado em espirito mente e alma…..

    Boa sorte….meu amigo….

  42. É verdade mas estar a julgar ideias científicas por ideias da treta não é muito normal… Acho eu!

    Quero ter uma conversa científica com “amigos” criacionistas e vem um tótó dizer que vamos para um asteróide morar, que há seres debaixo da terra e que o elvis anda por aí a voar… Isso podes dizer, mas noutros blogues para conversas dessas

  43. Gino diz:

    Gentil., Vc esta certo…. de detonar…O Astreroide chamado terra e para pensar.

    Vou sser simples ai vai para o amigo.

    >>> A INVEJA LEVA A CRITICA>>>>>>>

  44. Podes ser mais específico??

    Se eu dissesse que “o número 9 é feliz”, percebias? O que pensavas de mim? Pois bem, é o que pensam de ti.

    Sê explícito

  45. Mats diz:

    Gino, por incrível que pareça, eu vou ficar do lado do Dário. Não estás a fazer sentido nenhum.

  46. Gino diz:

    Gentil.,,
    As antenas estão atentas, sou atrevido e resumo.

    >A terra esta povoada por muitas racas inteligente, algumas pessoas estão percebendo que devem defender os humanos e a terra de serem extintos, acabar com a pobresa e fundamental para libertar os povos e a terra.
    Se os povos ñ atentar primeiro para a libertacão social no planeta, vamos acabar sistematicamente com a vida do planeta terra., estaremos vagando como um asteroide.<<

  47. Fogo, oh Mats… Não percebo nada do que este “ser estranho” está para aqui a escrever. Tem uma escrita horrível! Será que aprendeu a escrever há 10 dias e está radiante e, então, começa a escrever à maluca, sem regras de sintase nem de semântica??

    Olha Gino, queres um dficionário? Assim, vês as palavras que queres escrever e escreves como no dicionário. Consegues ser mais conciso? Mais correcto na tua escrita? É que ninguém te percebe.

    Acho que o que queres dizer é o seguinte:

    As pessoas não se preocupam com o estado ecológico do planeta nem com a pobreza. Sendo assim, iremos passar um “mau bocado”, com temperaturas elevadas e com extrema pobreza. Isso levará a um estado social, político, económico e financeiro bastante grave, o que provocará uma desordem global gravíssima.

    É isto? Vês como se escreve? É assim… TXARAMM!!

  48. michel_henriq diz:

    é evidencia? elas foram publicadas em que periodico cientifico???

  49. Gino diz:

    Gentil.,

    Ao inves de preocupar-se com a escrita deveria entender queesse papo de ecologia e o discurso de pessoas que ~estão se limitando a querer um planeta limpo so para elas, devem se preocupar primeiro com fome do planeta, ela e que causa o males mais profundos no planeta.Tens que se libertar da hipocresia, Gentil.

  50. Gino diz:

    Gentil.

    Vc deve se bom pra cachorros….

  51. “Vc deve se bom pra cachorros….”

    Em primeiro lugar, aqui é para respeitar as pessoas. Se este não é o teu espaço e não gostas de ser respeitado, respeita, pelo menos, os outros e vai-te embora. Os insultos não fazem parte de um bom empenho social, mas sim de uma pessoa doente. És doente?

    Segundo lugar, se queres começar um debate com seriedade estou pronto. Mas retira o que disseste e pede desculpa

  52. Gino diz:

    Gentil.,,
    Tues Sapiens sapiens, nao sejas idota em adotar essa postura , assim vc se coloca acima de tudo e todos.

    > Eres lo que lees>>>

  53. Sim sim, é isso mesmo.

    Mas volto a repetir porque parece que não percebes.

  54. Gino diz:

    Gentil.,
    Tens que provar.. tu es so m3rda por excelencia.
    Fica poe ai a falar so

  55. Mats, impõe respeito no teu blog.

    Tens aniamizinhos a escrever. Este blog é para haver uma conversação e não gente idiota a ser mal educada. Já viste o nível daquele utilizador? Não consegue entrar no debate e faz disto, só perde é a razão.

  56. Mats diz:

    Gino,
    Ataques pessoais não vão ser tolerados neste blog. Se voltas a usar essas qualificações, vou ter que te banir.
    Respeita as pessoas. Este é o primeiro e último aviso.

  57. O Gino é um bom exemplo de como quando não se quer acreditar em Deus, passa-se a acreditar em qualquer coisa.

  58. Não, quando não se quer pensar, acredita-se em qualquer coisa. Ele não acredita na ciência, porquê? Porque não quer pensar nisso, nem em deus, mas sim numa teoria sem fundamento, a meter os pés pelas mãos e, ainda por cima, com uma linguagem (quer de sintase, quer de semântica) e linha de pensamento ridículos. É como os cromos que acreditam em OVNIS, ou no Nibiru, ou que a Terra é ôca.

  59. Paulo diz:

    Voces vao acabar sendo processados pelo SHP (Sindicato dos Humoristas Profissionais) por exercicio ilegal da profissao. Misturaram tudo. De dinossauros convivendo com seres humanos a choques interplanetarios, com uma pitada de “Eram os Deuses Astronautas?”. E com isto, os doutores negam milenios de ciencia. A mesma ciencia que proporciona a tecnologia da qual estamos usufruindo neste exato instante. E por favor, nao me venham com evidencias cientificas para estorias (assim mesmo, com “e”) biblicas. Ja pensaram na quantidade de religioes, deuses e mitos que existem? Por que cargas d’agua o “nosso” e o certo?? O mesmo se aplica aos OVNIs. Apresentem UMA evidencia de sua existencia a prova de fraude. Entre milhoes de ralatos, nao existe um unico a prova de fraude. Existem, sim, fenomenos (ainda) nao explicados. Mas isto nao significa que estamos sendo visitados por intelegencias alienigenas. Parece com o nosso deus. O deus das lacunas. Se algo nao tem (ainda) uma explicacao racional, entao so pode ter sido obra de deus… Ja perceberam que a medida que o nosso conhecimento racional avanca, explicacoes divinas perdem espaco? Meio assim, como nao quer nada, pensem um pouco sobre isso. De qualquer forma, nao se pode julgar a crenca de ninguem, cada um acredita no que quiser. O que nao se deve fazer e negar, sem conhecimento de causa, a ciencia. Isto e uma ofensa ao conhecimento, e a sua propria inteligencia. E simplesmente uma questao de bom senso. Ha cientistas serios que mantem a sua fe, mas dificilmente veremos um deles defendendo lendas como Adao e Eva, arca de Noe ou coisas do genero. E para finalizar, proponho o seguinte exercicio de imaginacao. Qual seria o principal icone da igreja se o instrumento de tortura e execucao tivesse sido uma forca ou mesmo um garrote, e nao uma cruz?
    Abracos a Todos (assim mesmo, com “T” maisculo)

  60. Paulo diz:

    Comentario feito por mim mesmo em outro blog, reproduzo porque gostaria de saber a opinao de voces.
    “Uma pergunta rapida e rasteira…Voces acreditariam que o Homem foi criado a partir de um sopro em uma figura de barro, uma Mulher foi criada a partir de uma costela deste ser, que uma cobra falante ofereceu a eles o fruto do pecado, que um casal de todos (TODOS) os animais existentes (inclusive dinossauros) foram socados em uma arca, que toda a humanidade daquela epoca foi extinta, etc, etc…, e que ainda por cima o ser que fez isto nos ama, se isto nao estivesse escrito na biblia?? Em resumo, e com estes argumentos repetidos ad nauseum que milenios de ciencia sao negados?? De que forma exatamente as escrituras, livros sagrados e assemelhados contribuiram, apenas para citar um exemplo, com o aumento da expectativa de vida humana nos ultimos cem anos?? Como pode? Com todo o respeito, como e que pode? De novo. Apresentem uma UNICA evidencia de um unico milagre e havera uma conversao em massa, comecando por mim mesmo. Mas enquanto isto nao acontece, vamos ler e estudar um pouco. Nao deixem que conceitos equivocados comprometam o nosso compromisso com o conhecimento. Nos nao estaremos contribuindo em nada ao progresso da nossa especie disseminando lendas arcaicas e/ou negando, sem conhecimento de causa e algumas vezes desonestamente, os avancos cientificos duramente conquistados ao longo de milenios.”.
    Mais Abracos.

  61. MVR diz:

    E com isto, os doutores negam milenios de ciencia. A mesma ciencia que proporciona a tecnologia da qual estamos usufruindo neste exato instante.

    E quem te disse que a ciência está sempre certa em tudo? E será que a pessoa que fabricou o meu monitor e o meu PC precisava de ser evolucionista para as coisas rodarem direito?

    E por favor, nao me venham com evidencias cientificas para estorias (assim mesmo, com “e”) biblicas.

    Mas como é que sabes que são Estórias? Se as evidências corroboram, então é porque não são apenas estorinhas.

    O curioso do pensamento cético é: A história bíblica, que tem evidências que lhe corroborem, é mito, mas a evolução de peixe a palhaços, que tem evidências Contrárias, e irrefutáveis, é verdade absoluta.

    O mesmo se aplica aos OVNIs. Apresentem UMA evidencia de sua existencia a prova de fraude.

    Não somos nós que acreditamos em OVNIs. São os céticos :)

    O que nao se deve fazer e negar, sem conhecimento de causa, a ciencia. Isto e uma ofensa ao conhecimento, e a sua propria inteligencia. E simplesmente uma questao de bom senso.

    Mas se é o que as evidências mostram, então não é científico crer na evolução.

    Qual seria o principal icone da igreja se o instrumento de tortura e execucao tivesse sido uma forca ou mesmo um garrote, e nao uma cruz?

    A cruz não é ícone da igreja, a menos que tu esteja a confundir com o catolicismo.

  62. MVR diz:

    Uma pergunta rapida e rasteira…Voces acreditariam que o Homem foi criado a partir de um sopro em uma figura de barro,

    A ciência diz isso mesmo, que a composição humana é bem parecida com a do barro, podes não ver barro a se tornar gente, mas podes ver gente a virar barro, a voltar para a terra como terra.

    uma Mulher foi criada a partir de uma costela deste ser

    A ciência também sabe que podemos clonar animais utilizando apenas alguma células, uma vez que todas as células do corpo possuem material genético, mas disso tu já sabes… Imagino que não há poucas células numa costela.

    que uma cobra falante ofereceu a eles o fruto do pecado

    A ciência também sabe que vários animais podem falar, se ensinados. Até mesmo no youtube podes ver animais a falar. Então, isso não configura prova contrária.

    que um casal de todos (TODOS) os animais existentes (inclusive dinossauros) foram socados em uma arca

    Depende, se fores contar o número de espécies de hoje, após milênios de diferenciação, ou pior ainda, se fores utilizar o conceito de espécie de Lineu (Que viveu no século 18) para determinar quantos animais foram na Arca, além de estar errado, vai encontrar resultados realmente impossíveis.

    E pelo “socados” vejo que ainda deves achar a arca um barquinho como naqueles livros infantis, girafas com as cabeças para fora, etc…

    que toda a humanidade daquela epoca foi extinta

    Epa, tu acreditas que um meteoro matou todos os dinossauros (?!?!) então não deverias encontrar barreiras para acreditar na extinção de pessoas…

    Agora, deixa te explicar: Isso tudo que tu apontou acima se chama Espantalho, ou seja, tu ridicularizou os fatos e escondeu/esqueceu informação essencial, talvez por má vontade mesmo. Criou a tua própria versão da criação.

  63. Adim diz:

    Segundo o texto biblico foi Lucifer (Satanás, Diabo) que falou com Eva usando a serpente, o animal não falou por si mesmo, existindo Deus e existindo um Diabo, porque o relato biblco seria absurdo?

    O engraçado é que os ateus não tem o direito de zombar desse texto biblico.

    Não são os ateus que acreditam que as coisas acontecem sozinhas, magicamente, apos milhões de anos?
    São os ateus que acreditam em evolução, mutações aleatorias que dão asas olhos e super-cerebros aos seres vivos?
    O que imperde o surguimento de ´´outra especie“ de animal falante?

    O que impede uma raça de serpentes ou outros animais evoluirem tal como ocorreu com o ser humano, assim criando a capacidade de falar?
    Seguindo o raciocinio da teoria da evolução daqui a milhões e anos poderemos ver um mundo cheio de animaizinhos falantes igual aos dos desenhos animados.

    Isso sim, são estorias com “e”.

  64. Me perdoe o autor mas vou usar um de seus exemplos para expressar minha impressão sobre seus argumentos. Se fizéssemos uma lista de todas as suas alegações teríamos uma maior que o Pão de Açucar mas se buscarmos alguma que realmente tenha um fundo científico sólido que comprove realmente algo do que acredita, talvez, não tenhamos nem para encher uma caixa de sapato. Por favor, comprove algo do que contesta explicando cientificamente a impossibilidade científica real do que alegam os cientistas criacionistas. Agora, por favor, não se aproprie das descobertas científicas como sendo sua e não dos criacionistas. Isso é uma mensagem tendênciosa que pretende criar uma linha divisória entre ciência e criacionismo. Ora, os cientistas estão se tornando criacionistas porque o avanço da ciência está esclarecendo a impossibilidade de diversas teorias anteriormente ditas como verdadeiras. Isso não é contradizer “estudiosos, cientístistas, matemáticos, ao longo do tempo”, e sim, mostrar cientificamente que os conhecimentos atuais permitem uma análise mais apurada. Aconselho ao autor um estudo mais apurado das novas descobertas científicas e que aplique a si mesmo os conceitos a respeito de Fanatismo para se permitir pelo menos à dúvida que pode levá-lo aos estudos que esclareçam realmente teses que defende. Expressões como “Chá de cogumelo de Zebú”, por exemplo, classifica bem o nível de conhecimento empírico aplicado em seus argumentos.

  65. Rodrigo diz:

    Alguém parou pra pensar que os caras podiam ter achado algum esqueleto de dinossauro?? Quem sabe talvez estivessem escavando e achassem um fóssil, como não podiam mediar a idade, decidiram que ele existia de verdade… Igual ao mito do Grifo, “Os grifos são possíveis confusões de fósseis de Protoceratops, dinossauros ceratopsídeos que viviam na Mongólia.” [http://descubranarnia.wordpress.com/2007/10/25/mitos-e-criaturas-grifo/] E podem buscar por outras fontes, isso se confirma, logo eu não duvido que os antigos confundissem fósseis, e os representassem ^^

  66. Ale diz:

    Chamaram de fanáticos aqules que acreditam no criacionismo, e de pessoas que não usam de inteligência, dá uma olhadinha nessa lista.

    Conheça alguns dos grandes nomes do criacionismo:

    Biografias publicadas em números da edição brasileira do periódico “Ciencia de los Orígenes”, tradução da SCB

    ADAM SEDGWICK

    Nasceu em Yorkshire, Inglaterra. Era o terceiro filho de um pároco da Igreja Anglicana. Foi grandemente influenciado pela bondade e pureza de vida de seu pai, como também por seu cristianismo tolerante e pragmático. Recorda que o pai detestava a escravidão. Sedgwick em 1804 entrou para o “Trinity College” de Cambridge, foi nomeado tutor de alunos em 1810, e sete anos mais tarde foi-lhe conferida a “Ordem de Santidade”. Em 1818 foi nomeado Professor de Geologia da Universidade de Cambridge, e mesmo que lhe faltasse instrução formal em geologia logo se aperfeiçoou nesta ciência, e em 1829 chegou a ser presidente da Sociedade Geológica de Londres.

    ALLAN SANDAGE

    Teve desde sua infância uma fascinação pelas estrelas e pelo funcionamento do mundo. Era uma criança religiosa, que freqüentava a Igreja Metodista enquanto seus pais dormiam. Obteve seu Bacharelado em Física na Universidade de Illinois (EUA) em 1948, e fez seu doutorado em Física no Instituto de Tecnologia da Califórnia. Posteriormente fez o pós-doutorado na Universidade de Princeton.

    C. EVERET KOOP

    Foi cognominado o médico de família da América, quando completou seu mandato de Ministro da Saúde dos Estados Unidos, exercido de 1981 a 1989. Anteriormente, por 35 anos havia sido cirurgião chefe do Hospital Infantil de Filadélfia, notável por seu êxito em reparar defeitos em bebês prematuros e defeituosos. No transcurso de seu primeiro ano no Hospital Infantil, pouco a pouco foi se apercebendo do que significava ser cristão. “Como uma pessoa cuja educação e experiência me haviam dado completa fé na ciência, cheguei a compreender uma verdade mais elevada”.

    DONALD E. KNUTH

    Possivelmente seja o cientista da computação mais conhecido atualmente. Ele desenvolveu o software TeX e a Metafont, que têm sido adotados por cientistas em todo o mundo, e são usados comumente hoje nos textos técnicos. Na introdução do seu livro The TeXbook, diz: “Caro leitor, este é um manual do TeX, um novo sistema de tipografia que tenta criar bons livros – especialmente os que contêm muita matemática”.

    JAMES DWIGHT DANA

    É considerado por alguns como o geólogo americano de vanguarda do século dezenove. De 1838 a 1842 foi geólogo e mineralogista da Expedição Exploradora no Pacífico que cartografou as ilhas e escreveu as monografias dos crustáceos e corais daquela área. Foi editor da revista científica American Journal of Science. Escreveu um Manual de Geologia que serviu de consulta para quase todo geólogo norte americano e foi um texto básico para duas gerações de estudantes na Yale University.

  67. maisa diz:

    ola a todos…
    acho que todo autor escreve o que acha que esta correto.
    julgar qual seu modo de pensamento não seria o mais correto..
    sim devemos expressar o nosso porem não ridicularizando o alheio…
    o que acha disso reynaldo
    ja parou para pensar que interessante se o autor fosse vc…

  68. Reynaldo diz:

    Cara Maísa. Perdoe-me se passei a idéia de estar ridicularizando o artigo alheio, não era essa a minha intenção. Na verdade, pensava eu estar argumentando de forma a levar o autor a reconhecer que suas idéias não estão baseadas em fundo científico atual. Muita coisa está sendo descoberta e mesmo assim trabalhamos com um senso comum baseados em conhecimentos ultrapassados. Sem discordar da microevolução, a Teoria da Evolução (que o senso comum ignora ser só uma teoria), por exemplo, caiu por terra a muito tempo com descobertas atuais de ossos de ancestrais (da cadeia evolutiva), vivendo na mesma época. Esse fato foi inclusive noticiado pela TV aberta, o que não é muito comum. Mas, existem outros muito mais elucidativo, que estão levando alguns países a adotar a teoria criacionista como parte do currículo pedagógico. Mesmo assim, existem pessoas refutando e, o que me levou a escrever desse modo (citando partes do texto) foi mostrar que as alegações estavam baseadas em senso comum. Já pensei como o autor, me dei o benefício da dúvida e se ainda não elevei o criacionismo de teoria para fato, pelo menos uma conclusão já cheguei, não existe nada comprovado cientificamente que nos dê a certeza dos fatos defendidos pelo autor.

  69. Sérgio Sodré diz:

    Probe Noé que teve, sozinho com a ajuda da família, de construir uma arca colossal para nela caberem casais de todos os dinosauros (um da cada espécie), incluindo os simpáticos e pacíficos tiranosaurus rex e diversos “monstros” de longos pescoços e caudas que pesavam dezenas de toneladas….
    Ou será que o homem sempre soube imaginar monstros reptilíneos e sempre logrou observar restos fóseis de enormes ossos e dentaduras?
    Talvez seja de abandonar o disparate de ver o Genesis como revelação divina e perceber que esse texto se inspira em histórias mais antigas sobre criação do mundo escritas em cidades da Mesopotâmia e que relatam dilúvios e muitas outras histórias que Abrão lá aprendeu e copiou para “inpingir” aos nómadas com os quais passou a viver…

    • Reynaldo Braga Floriano diz:

      Você já chegou a pesquisar o tamanho dos fósseis de filhotes dos maiores dinossauros que se conhece? Pesquise e se surpreenda.

  70. Sérgio Sodré diz:

    Abraão aprendeu em Ur e os sacerdotes de Ur não foram inspirados por Deus. Se lerem a Bíblia na versão interconfessional e em português corrente perceberão que cada texto é uma construção a partir de textos mais antigos de diversas épocas e contextos históricos. Não são “ditados” de Javé. É ler as introduções de natureza histórica a cada livro do antigo testamento e também do novo.

  71. Sérgio Sodré diz:

    Já agora, a Bíblia que eu refiro afirma que Deus mandou Noé fazer uma arca com 150 metros de comprimento, 25 de largura e 15 de altura. Não dá para lá caber quase nada!!!… Já foram identificados dinossauros quase com 120 metros e outros de éspecies semelhantes com dinensões pouco menores. Punha um casal dos de 120 metros e lá se ia a arca ao fundo…. não chegava a preocupar-se com a alimentação desses monstros.
    A Bíblia é meramente alegórica e simbólica, passa uma mensagem, não é para se seguir literalmente…
    Os defundos dinossauros são milhões de anos mais antigos que o mais antigo homem. Nunca se encontraram.

  72. Reynaldo Braga diz:

    Caro Sérgio
    Compreendo suas dúvidas, também pensei assim, durante 36 anos de vida. Mas vou lhe passar uma teoria para que você pense sobre. Por favor, leve a palavra teoria ao pé da letra porque tem teoria que, apesar de ter pontos totalmente obscuros e errados (comprovadamente) é tido como verdade.

    Antes, vamos falar de tamanho de dinossauros, os maiores, verdade, chegavam a 30 metros (Superssauro) mas o seu filhote tinha menos de 1 metro ( o Rex tinha 0,5 m), mas podemosaté pensar em ovos, mais fáceis de transportar. O tempo que se chegava de filhote a adulto ainda é mistério, mas podemos aceitar a hipótese durante algum tempo, esses animais podiam ser até menores que alguns animais adultos que conhecemos hoje.

    Como colocar animais numa arca, alimentá-los, conter os ímpetos, limpá-los, etc. Bom, estudos de simulação do ambiente produzido por uma arca, onde 2 dos 3 pavimentos ficariam submersos, escuro e com baixa temperatura. As condições são semelhantes as que podem levar um animal a um estado de hibernação, com pouca atividade organica.

    Por último, já pensou levar todos os animais que conhecemos hoje e antigamente numa arca daquele tamanho? Pois aí gostaria de fazer uma observação sobre sua fonte bíblica interconfessional e em português corrente. Busque os estudos baseados nas línguas originais e verá que tudo indica que não foram muitos os animais, mas o suficiente para com os genes corretos para gerar, por meio da microevolução, às diferentes espécies.

    Sérgio, por favor, não leve esse comentário como um desrespeito as suas idéias mas sim como hipóteses para ajudá-lo a ver que nessa área as afirmações são perigosas.

    Quanto a Bíblia, como disse, só fui lê-la realmente, depois de 36 anos de família tradicional católica, que tem Salmos aberto na sala, sem nunca ter conferido o que ela diz. Tive a graça de conhecer estudiosos que consideram as línguas originais dos textos e seus reais significados e, testemunho, sua sabedoria é divina. Não carece de complementos ou explicações como Livro de Mórmon, Evangelho Segundo Allan Cardec, Profecias da Ellen B. Dorian, e outras revelações que se propõe a interpretá-la com uma visão profética particular que cada um desses grupos recebe.

    Ela é pura e autosuficiente. E se você se der a chance de lê-la sem buscando só o que está escrito, e ciente do poder infinito de Deus, terá todas as respostas para as suas dúvidas e, mais do que isso, muita paz em saber que não está preso a teorias que dão possíveis explicações mas não lhe dão nenhum significado para tal.

  73. Sérgio Sodré diz:

    Dizem que é ridiculo dizer que o homem se assemelha aos grandes símios primatas como ele. Mas, o que é verdadeiramente rídiculo é imaginar um Deus semelhante ao homem. Um Deus criador ou gerador de todo o Universos (ou Universos) semelhante a este pequeno homem que vive neste planeta, isso não incomoda. O homem semelhante a outro primata que também aqui vive, que vive na realidade junto a nós, isso gera horror.
    É puro PECADO de ORGULHO, é pura arrogância humana.

    Já agora, porque falam apenas de dinossauros vivendo com os homens antigos? E então as esfinges de leões com cara humana? e os touros alados também de cabeça humana? é vê-los em grandes estátuas, é vê-los no Museu Britânico… Os antigos representavam-nos, logo também viviam com eles não é assim? Por que não?

  74. Mats diz:

    Sodré,

    Dizem que é ridiculo dizer que o homem se assemelha aos grandes símios primatas como ele.

    Não.

    Dizemos que é ridículo dizer que nós e os macacos temos um parente comum.

    Mas, o que é verdadeiramente rídiculo é imaginar um Deus semelhante ao homem.

    Nós cristãos não dizemos que Deus é Semelhante ao homem, mas sim que o homem foi feito à Imagem de Deus. Enquanto que Deus eleva a condição humana, a teoria da evolução põe-no ao nível dum macaco.

    É puro PECADO de ORGULHO, é pura arrogância humana.

    Não é arrogância dizer que é denegrante dizer que nós temos parente comum com os animais.

    Já agora, porque falam apenas de dinossauros vivendo com os homens antigos?

    Porque é a verdade.

    E então as esfinges de leões com cara humana? e os touros alados também de cabeça humana? é vê-los em grandes estátuas, é vê-los no Museu Britânico… Os antigos representavam-nos, logo também viviam com eles não é assim? Por que não?

    Não há razões para pensar nisso.

  75. Sérgio Sodré diz:

    “com o título original “The Japanese Carcass: A Plesiosaur – type Mammal” A review of the evidence”, o “Creation Science Movement”, entidade britânica congênere à nossa Sociedade Criacionista Brasileira, publicou um livreto de autoria de Malcolm Bowden, fazendo uma análise crítica das evidências sobre a carcaça do animal marinho que foi “pescado” em 1977 na costa da Nova Zelândia pelo navio pesqueiro japonês Zuiyo Maru. Breve comentário sobre o assunto foi publicado na Folha Criacionista número 16 do mês de novembro de 1977, logo após ter sido noticiado pela imprensa o acontecimento. Os Editores obtiveram em março de 1994, mediante a colaboração do Dr. Heitor Gurgulino de Souza, então Reitor da Universidade das Nações Unidas, em Tóquio, uma folha de selos comemorativos do evento, cuja cópia vem publicada em outro local deste número da Revista Criacionista. A Revista Criacionista obteve permissão para a reprodução da tradução da publicação do “Creation Science Movement”, que sem dúvida enriquece bastante este número dedicado basicamente à questão dos chamados “dinossauros”. …Mais uma vez, não me baseio em bla, bla, bla, dou referencias. O proprio selo comemorativo feito pelo Japão pode ser visto no link (www.scb.org.br/fc/RCNum68Artigos.htm). Muitos ignorantes tentam desmerecer a descoberta através de conjecturas hilárias, de que não seria um Plessiossauro, embora as fotos da carcaça seja impressionamentemente iguais ao de um plessiossauro.”

    Isto é incrível! Lembro-me prefeitamente de ter visto este caso na televisão, a carcaça PARECIA vagamente um plessiossauro. Mas os pescadores deitaram-na ao mar. Uma análise científica das fotos revelou que era o resto decomposto de um tubarão-baleira e todo o processo de decomposição foi explicado e publicado em livro (que eu acabei por ler).

    Encontra-se uma grande carcaça no oceano…Agora vejam qual o tipo de pessoa que logo vê ser um plessiossauro e a que entende deverem ser restos de um grande peixe ou baleia existente actualmente e tenta perceber o processo de decomposição… Qual é a efectivamente racional? Qual é a que cai no rídiculo?
    Já agora, também dão à costa cadáveres de monstruosos polvos (vi alguns fotos nos jornais) que a “fé” científica revelou serem pedaços de gordura de cadáveres de baleias….
    E também gostaria de saber, se possível, qual a fé criacionista relativamente ao muito visto “monstro” do Loch Ness (agora menos visto desde que a fé científica revelou que o meio ambiente do lago não suporta alimentar tais seres e os sonares nada detectaram).

  76. Mats diz:

    Sodré,
    Espero que não estejas a afirmar que UM erro demonstra que TODAS as imagens que os antigos viram, as histórias que contaram e tudo o mais, estão erradas. É isso?

    Em relação ao monstro do Loch Ness: eu pessoalmente não tenho evidências que confirmem que é uma espécie de dinossauro. Felizmente, a minha posição de que o homem antigo viu aquilo que nós chamamos dinossauros não depende de dois casos isolados.

    Vê bem as imagens que está no link do post, e põe de lado a tua fé em Darwin. Põe a seguinte pergunta a ti mesmo: “Se os seres humanos realmente co-existiram com os dinossauros, o que é que seria de esperar das evidências?”

    Vais ver que o que seria de esperar é EXACTAMENTE o que nós temos hoje em dia: livros antigos que falam neles, figuras representativas, estruturas de dinossauro encontradas em impressionante estado de preservação e histórias que falam da interacção desses animais com os humanos. Ou seja, temos tudo o que qualquer boa teoria deveria ter (evidências).

    A tua hipótese, por outro lado, depende de interpretações que nós sabemos serem infundadas (a crença no decaimento constante das estruturas radioactivas).

  77. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    O decaimento das estruturas radioactivas não precisa de ser constante basta ser incompatível com 6000-7000 anos. Não é lícito agarrar algumas dificuldades ou menor precisão em teorias científicas para logo inferir que estão erradas e que está correcta uma explicação não científica como a da Biblia (ou dos mitos da criação sumérios e acádios por ela plagiados).
    Pegar em alguns cristãos fundamentalistas com títulos universitários e colocá-los a criticar as teorias e experiências científicas da grande massa e dos maiores nomes da comunidade científica não configura uma alternativa válida…

  78. Mats diz:

    Sodré,

    O decaimento das estruturas radioactivas não precisa de ser constante basta ser incompatível com 6000-7000 anos.

    Se a tua principal testemunha não é fiável, então as suas declarações são duvidosas. O facto dos “milhões de anos” serem o resultado de métodos que nós sabemos não serem fiáveis é uma evidência forte a favor da Bíblia.

    Não é lícito agarrar algumas dificuldades ou menor precisão em teorias científicas para logo inferir que estão erradas

    Mas eu não estou a agarrar algumas dificuldades em teorias científicas, mas sim nos vossos métodos de datação (que não são científicos). E esta dificuldade não é algo menor dentro da vossa cosmovisão, mas algo absolutamente fundamental. Se o decaimento não é feito à mesma taxa, e se os vossos métodos dependem dum decaimento constante, então é óbvio que esse método nunca vai ser fiável.

    e que está correcta uma explicação não científica como a da Biblia (ou dos mitos da criação sumérios e acádios por ela plagiados).

    Mas como é que a explicação Bíblica pode ser “não científica” se é a única que está de acordo com as evidências? Melhor, o que a Bíblia pode não ser uma teoria científica, mas os dados científicos estão de acordo com o que a Bìblia diz, portanto, não vejo qual é o problema dos evolucionistas.

    Pegar em alguns cristãos fundamentalistas com títulos universitários e colocá-los a criticar as teorias e experiências científicas da grande massa e dos maiores nomes da comunidade científica não configura uma alternativa válida

    Felizmente que a ciência não é uma actividade que dependa de consensos mas de evidências.

  79. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    Portanto queres dizer que há métodos de datação científicos que asseguram de modo fiável ou mesmo evidente (como dizes) que o Universo, a Terra, a vida, enfim tudo o que existe tem no máximo entre 6000 a 7000 anos…

  80. Clayton Luciano diz:

    Mats:

    1 – Interpretando popr ajustes, tanto a Bíblia, o Alcorão, ou o desenho do Pica Pau jamais erram.

    2 – Qual é o método da Bíblia mesmo?

  81. Mats diz:

    Sodré,

    Portanto queres dizer que há métodos de datação científicos que asseguram de modo fiável ou mesmo evidente (como dizes) que o Universo, a Terra, a vida, enfim tudo o que existe tem no máximo entre 6000 a 7000 anos…

    Quero dizer que as evidências científicas estão de acordo com uma Terra com uma idade na casa dos milhares e não na casa dos milhões.

  82. Mats diz:

    Clayton,

    1 – Interpretando popr ajustes, tanto a Bíblia, o Alcorão, ou o desenho do Pica Pau jamais erram.

    Ok. Chama um muçulmano ou um defensor do Pica Pau e conversamos. Tu não és nenhum deles.

    2 – Qual é o método da Bíblia mesmo?

    O método usado na análise de qualquer evento histórico.

  83. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    Portanto os dados científicos permitem uma deriva dos continentes em 6000-7000 anos (continuam a deslocar-se mas apenas centimetros por anos, portanto desde o tempo em que só havia um continente, passaram muitos milhões de anos… aliás houve um só continente mais de uma vez). Ou será que também não aceitam que os continentes se movem?
    A transformação de algas e outros organismo em petróleo é um processo de 6000-7000 anos?
    A criação de rochas por lentos processos de sedimentação levaram menos de 6000-7000 anos a se formarem?

    “as evidências científicas estão de acordo com uma Terra com uma idade na casa dos milhares e não na casa dos milhões.” Sendo assim, as teses de doutoramento de qualquer cientista que se preze devem revelar tal evidência. Vou estar com mais atenção nas minhas visitas a museus, visualização de programas científicos, livros escolares, etc…

  84. julio cesar diz:

    Bom. Então quer dizer que se, por acaso, a nossa espécie deixar de existir, alguns extraterrestres invadirem nosso planeta após a nossa extinção e estes encontrarem, em nossos quadros ou computadores, desenhos de dinossauros, a lógica desse post indica que, através da “evidência”, esses extraterrestres poderam supor que nós, humanos, vivemos lado a lado com dinossauros.

    Se for assim, ótimo. Grande ciência.


    [["Julio César" ou "Káká, seria mais honesto se tu mantivesses o mesmo nick em todos os teus comentários, senão as pessoas não sabem com quem estão a falar. -- Mats]]

  85. Mats diz:

    Sodré,

    Portanto os dados científicos permitem uma deriva dos continentes em 6000-7000 anos

    Sim. Não te esqueças do Dilúvio há cerca de 4,500 anos atrás. Esse evento mudou a geologia terrestre de forma drástica.

    Ou será que também não aceitam que os continentes se movem?

    Aceitamos. Aliás, se eu fosse investigar mais profundamente, provavelmente encontraria um criacionista na génese da descoberta do movimento dos continentes. Acontece com frequência os não-cristãos querem usar um área científica contra os cristãos quando essa mesma disciplina cientifica recebeu um impulso determinante devido ao trabalho científico de criacionistas (Mendel com a genética, Newton com as leis da inércia, Maxwell com o electromagnetismo, etc).

    A transformação de algas e outros organismo em petróleo é um processo de 6000-7000 anos?

    Menos até. Experiências científicas feitas em laboratórios mostraram que não são precisos “milhões de anos” para o petróleo se formar. Os evolucionistas já sabem disto há anos, mas pelos vistos nunca te disseram.

    A criação de rochas por lentos processos de sedimentação levaram menos de 6000-7000 anos a se formarem?

    Mas quem diz que foram “lentos processos” és tu.

    “as evidências científicas estão de acordo com uma Terra com uma idade na casa dos milhares e não na casa dos milhões.”

    Sendo assim, as teses de doutoramento de qualquer cientista que se preze devem revelar tal evidência.

    Só aquelas teses que se baseiam em métodos de datação que não funcionam.

    Vou estar com mais atenção nas minhas visitas a museus, visualização de programas científicos, livros escolares, etc…

    Faz perguntas e vais ver que vais chegar à verdade. Se só aceitares o que os evolucionistas te dizem, nunca vais chegar lá. Questiona as crenças subentendidas e testa-as à luz da ciência.

  86. Mats diz:

    Sodré,

    Eis aqui uma pequena lista de evidência científicas que contradizem a noção dos “milhões de anos”.

    Evidence for a Young World
    by Dr. Russell Humphreys, Ph.D., ICR associate professor of physics

    Pega nesta informação, e questiona os evolucionistas.

  87. Reynaldo Braga Floriano diz:

    Prezados. Pelo lado científico, o que vemos é cada vez mais cientistas sérios aceitando a possibilidade de uma teoria criacionista ( lembrem-Prezados. Pelo lado científico, o que vemos é cada vez mais cientistas sérios em todo o mundo aceitando a possibilidade de uma teoria criacionista e muita descoberta de falhas em estudos que há anos são divulgados, o que, pelo menos, coloca-os no patamar de TEORIA, também. Ou não? Deixou de ser teoria?

    Assisti uma palestra no ITA de um cientista criacionista e, testemunho, como as hipótese eram fundamentadas e a platéia formada por estudiosos e cientistas sérios, não houve contestação de que era uma Teoria, embora muitos defendessem outra Teoria . Conversei na semana passada com um pesquisador da Unesp, na área de genoma, ele repetiu uma frase que não me lembro de quem, mas disse: o grande problema da teoria da evolução é que todos acham que a entendem. Ah, o criacionista do ITA falou muito de microevolução, tem gente que pensa que criacionista não acredita em nenhum tipo de evolução.

    Bom mas ciência a parte, gostaria, já que se citou muitas vezes na discução a Bíblia, falar um pouco sobre ela, ou melhor, sobre a, que podemos chamar de, TEORIA CONSPIRATÓRIA DA BÍBLIA. Já vi muitas. Por ex: a Bíblia foi criada para dar autenticidade para um povo que não existia oficialmente ( os judeus); que no Concílio de Nicéia estabeleceu-se os livros de acordo com as doutrinas católicas, o poder da época. Que tudo não passou de uma imitação de histórias antigas e aí tem um fato interessante, muitas dessas teorias se baseiam na data de nascimento de Jesus, tida como 25 de dezembro.

    Faço uma pausa para falar dessa última porque a base disso é interessante e demonstra como as suposições nascem. Bom, acontece que em nenhum lugar da Bíblia, está escrito que o nascimento de Jesus é dia 25 de dezembro. A comemoração do Natal nessa data foi instituida pela igreja católica para coincidir com a comemoração pagã do Deus do Sol, dia que marcava o início do solstício no oriente. E aí tem um monte de personagem histórico, representante da luz, do sol, do dia, em muitas das mitologias e lendas antigas. Pesquisem sobre.

    Mas voltando aos MANIPULADORES BÍBLICOS, há quem interessaria a manipulação desse que é o mais famoso livro do mundo? Aos judeus? À igreja? Aos evangélicos?

    Quem lê a Bíblia descobre de cara que, embora os Judeus sejam o Povo de Deus, são eles os mais prejudicados em toda a história. Estão em pecado, afastados de Deus, são considerados os responsáveis pela morte de Cristo, perderam a terra, foram espalhados pelo mundo, não terão paz, até que reconheçam que Jesus Cristo era o messias pedido. Se eu fosse judeu manipulando a Bíblia teria mudado alguma coisa dessas afirmações, não acham?

    Segunda hipótese é que teria sido manipulada pela igreja, que representou o principal poder na Idade Média. Mas, que coisa estranha, apesar de ter manipulado o livro, não o divulgou. Poucos tinham acesso e suas revelações eram passadas por intermédio de um interpréte. Fui Católico 36 anos e, até poucos anos, nunca tinha visto fiéis carregando Bíblias nas missas. Já que havia manipulação, não era melhor distribuir e incentivar o seu uso?

    Se quiser se surpreender ainda mais, vá até Exodo 20, leia os 10 mandamentos. Veja se bate com o que você aprendeu no catecismo, com seus pais ou os padres. Por que a Igreja não aproveitou e mudou na escrita para “Amar a Deus sobre todas as coisas”, frase isolada retirada de Marcos 12.28. Por que não mudaram isso?

    Bom, então para quem interessaria modificar a Bíblia? Quem incentiva a leitura desse livro? Hum…a suspeita recai sobre os Evangélicos tradicionais (aqueles que tem só a Bíblia como fonte). Esses sim tiram, da própria Bíblia, que Ela é a Palavra de Deus e que o crente deve “meditar sobre ela dia e noite”. Pronto, ou seja divulgam o tempo todo, doam Bíblias no mundo todo, colacam as em hotéis, hospitais, até morrem por ela, nos países onde não existe liberdade religiosa. Acreditam e pregam tudo que ela diz. Estranho, não? Mas, infelizmente, para a Teoria da Conspiração, não existiam ainda na época das decisões sobre o que ia na Bíblia.

    Quem será o manipulador?

  88. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    “Experiências científicas feitas em laboratórios mostraram que não são precisos “milhões de anos” para o petróleo se formar.”
    O petróleo existe em camadas situadas entre 2200 a 4500 metros de profundidade. Todavia, as algas que o originaram viviam nas águas pouco profundas de lagos e oceanos entre 300 e 30 milhões de anos atrás. Foram forças tectónicas ocorridas durante milhões de anos que puxaram o material orgânico morto para as grandes profundidades e criaram grandes pressões. Mas claro, estou a esquecer os efeitos (que parece que tudo explicam) do dito Dilúvio. É verdade que a água é vital para a deriva dos continentes…, agora que a própria deriva decorra do inexistente dilúvio planetário…

  89. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    Leio com frequência a vossa evocação do imortal cientista cristão Newton em textos sobre a evolução. Mas confesso que não percebo bem porquê. É que não passava pela cabeça do grande Newton que a Terra e muito menos o Universo tivessem 6000-7000 anos! como “calculou” o arcebispo Armaghy James Ussher em 1654. Parece até que a “Criação” teria ocorrido na tarde anterior ao domingo a 23 de Outubro de 4004 a.C.
    A posição de Newton era que a Terra deveria ter 50.000 anos. Não teve coragem nem conhecimentos para mais, mas bem percebeu que a leitura literal da Biblia estava pura e simplesmente errada! E é isso o que importa. Era uma mente aberta à ciência e não fechada pela religião. Era contemporâneo de Ussher mas não era um obscurantista.

  90. Mats diz:

    Sodré,

    Leio com frequência a vossa evocação do imortal cientista cristão Newton em textos sobre a evolução. Mas confesso que não percebo bem porquê.

    Para mostrar o quanto a ciência moderna deve aos criacionistas.

    É que não passava pela cabeça do grande Newton que a Terra e muito menos o Universo tivessem 6000-7000 anos!

    Tens alguma evidência para isso?

    como “calculou” o arcebispo Armaghy James Ussher em 1654. Parece até que a “Criação” teria ocorrido na tarde anterior ao domingo a 23 de Outubro de 4004 a.C.

    Está mais perto da verdade do que aquela que se baseia em métodos não científicos e dão idades na ordem dos milhões.

    A posição de Newton era que a Terra deveria ter 50.000 anos.

    Mostra as evidências.

    Não teve coragem nem conhecimentos para mais, mas bem percebeu que a leitura literal da Biblia estava pura e simplesmente errada!

    Por isso é que defendia a Terra Jovem!

    E é isso o que importa. Era uma mente aberta à ciência e não fechada pela religião.

    Era uma mente aberta à ciência DEVIDO à sua religião. Sabias que o Newton escreveu mais sobre Teologia Cristã do que de ciência? De certo que nunca te tinham dito isto.

    Era contemporâneo de Ussher mas não era um obscurantista.

    Nenhum cientista criacionista era “obscurantista”.

  91. Sérgio Sodré diz:

    A referência aos 50.000 anos de Newton que eu consultei está em Christopher Potter “Você está aqui – uma história portátil do universo” julgo que é edição de 2010 (tenho o livro em casa mas agora estou fora). Potter é formado em história e filosofia da ciência e editor de obras científicas.

  92. Mats diz:

    Portanto isso é o que Potter afirma que o criacionista Newton acreditava?

  93. O texto desse tal de Pedro é uma das coisas mais ríduculas que eu já na minha vida. Primeiro, ele passa o texto inteiro dando lições sobre fanatismo e termina dizendo que fanático é quem não aceita que os dinossauros viveram a 60 milhões anos. Ou seja, fanático é quem não concorda com ele. Depois, o sujeito fala que há um consenso entre os cientistas em relação ao dinossauros, quando não há consenso nenhum. Não são os autores desse excelente blog que acham que há uma conspiração por parte de toda comunidade científica. Não! São os própios cientistas que estão em desacordo entre si. Mas, como o próprio autor do hilariante texto falou, o fanático só leva em conta aquilo que confirma sua crença, daí que o tal de Pedro só considera os cientistas que são a favor do evolucionismo e da crença que os dinossauros viveram a 60 milhões de anos. Mas a melhor do hilariante comentário é aquele em que em que o tal Pedro, homem aberto, tolerante, livre de qualquer fanatismo,associa a validade das pesquisas científicas com a quantidade de dinheiro envolvida nelas (kkkkkkkkk). Enfim, o autor do hilariante comentário passa o tempo todo se contradizendo, inclusive quando ele diz que o fanático só pega das coisas que lhe interessa e que o fanático tem enorme capacidade de absorver contradições. Ora, se o fanático só pega das coisas o que lhe interessa, então, como ele pode ter capacidade para ” absorver contradiçoes”? O problema é que o tal Pedro não quer entender que o que ele chama de ” absorver contradições” é a capacidade de resolver aparentes contradições, que não são contradições, são apenas paradoxos e que essa capacidade é uma das principais funções da inteligência. No entanto, fica a dúvida, afinal para o Pedro, o fanático é aquele que só pega das coisas o que lhe interessa ou o que tem capacidade para absorver contradições? O texto todo é uma manifestação de autoconsciência deficiente na medida em que ele pretende ensinar sobre fanatismo ao mesmo tempo que afirma coisas que mostra que ele é um fanático pelo evolucionismo. Assim, em termos pscológicos, o tal Pedro pode ser diagnosticado como sendo um idiota, que é precisamente o adjetivo que se dá a pessoa desprovida de autoconsciência.

  94. Eliza diz:

    Cadê as fotos?

  95. Então o cara ( Pedro) faz aquele “resumão” e diz que o “fanático” faz de tudo para que sua tese seja aceita. Perai! Ele, de certo estava falando de si mesmo! Que mente tão egoísta meu caro Pedro. rs

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s