Os dinossauros no túmulo do Bispo Bell

As evidências científicas em torno da coexistência entre homens e dinossauros são indisputáveis (Lyons and Butt, 2008). No entanto, a comunidade evolucionista continua a esconder as evidências que contradizem a sua filosofia. O viés extremo que é manifesto por tal negação é auto-evidente – o que alguns qualificam de “cavalier dismissal(Carson, 1984, p. 120).

Os evolucionistas são um curioso e peculiar grupo de pessoas que afirma depositar a sua fé no método científico e nas evidências empíricas ao mesmo tempo que censura os dados que contradizem a sua ideologicamente preciosa teoria da evolução. Os evolucionistas estão tão comprometidos com a sua fé em Darwin que qualquer dado que a contradiz é rejeitado e/ou ignorado.

Eles já decidiram que o seu enquadramento pseudo-científico está certo, e como tal, são totalmente incapazes lançar meras hipóteses que, teoricamente, demonstrariam que a sua teoria está errada. Eles dogmaticamente recusam-se a contemplar a noção dos seres humanos terem visto dinossauros vivos uma vez qyue insistem que os répteis encontravam-se extintos “há milhões de anos” quando o ser humano alegadamente apareceu na Terra.

Mas, como já vimos neste e em muitos outros blogues, uma coisa é o que os evolucionistas alegam, e outra totalmente diferente é aquilo que os dados científicos exibem.

Um exemplo claro da falta de mentalidade científica por parte dos evolucionistas é a sua interpretação das imagens gravadas no túmulo do Bispo Richard Bell (Inglaterra).

No norte da Inglaterra, perto da fronteira com a Escócia, encontra-se a vila com o nome de Carlisle. Cidade com uma história torbulenta, os Romans construíram uma parede através dela, os Vikings invadiram-na, e confrontos bélicos entre escoceses e ingleses ocorreram na mesma. Localizada nesta vila inglesa encontra-se a Catedral medieval, fundada em 1122 pelo Rei Henry I.

No dia 11 de Fevereiro de 1478, Richard Bell foi eleito Bispo da Catedral de Carlisle, onde serviu durante cerca de 17 anos antes de resignar no dia 4 de Setembro de 1495. Morreu em 1496 e, de acordo com costumes britânicos, foi enterrado por baixo do chão do coro da catedral (Priory and Raines, p. xxviii). Actualmente, o túmulo encontra-se coberto por uma carpete como forma de prevenir ainda mais danos às gravuras por parte dos pés dos locais.

O monumento em si está construído de forma elegante. A imagem que se segue foi retirada do livro The History of the County of Cumberland (Hutchinson, 1794, p. 602b):

O latim por baixo do bispo pode ser traduzido da seguinte forma:
Este mármore contém os ossos do Bispo ( . . .) Acima de tudo, ele buscou a Cristo, desprezou o mundo, exigindo as recompensas dos irmãos. (Weston, 2000, p. 62).

Uma tira de bronze fina que percorre em volta da zona exterior da imagem de cobertura exibe as seguintes palavras em latim traduzidas:

Aqui jaz o Reverendo Padre Richard Bell durante algum tempo Bispo de Carlisle que partiu desta vida no 24º dia, no ano do Senhor. Entre todos os devotos que já partiram através da misericórdia de Deus descanse ele em paz perpétua. Amém. (Weston, p. 62).

Entre estas palavras em latim encontram-se gravadas uma cara humana, a Trindade, e cerca de 18 anos – um verdadeiro “jardim zoológico.” Observe-se atentamente estas imagens intrigantes:

Caro evolucionista, repara que todos os animais exibidos em cima são animais perfeitamente reconhecidos como animais reais. Nenhum deles á uma criatura mítica ou imaginária. Mas repara agora em outros 2 animais, gravados no mesmo túmulo e em contacto um com o outro – provavelmente em combate – cujos pescoços aparentemente estão encruzilhados.


O animal da esquerda tem o que parecem ser picos na sua cauda (remanescente de stegosaurids como o Tuojiangosaurus or Kentrosaurus menos as placas). O animal da direita certamente que tem a aparência dum dinossauro. De facto, ele parece ser um sauropod, talvez um Apatosaurus ou um Diplodocus.

Se de facto isto é um dinossauro, então estas imagens dão mais peso à tese que postula a coexistência de humanos com dinossauros. Isto parece demonstrar que os evolucionistas estão errados quando alegam que os dinossauros extinguiram-se 65-70 milhões de anos antes dos humanos terem evoluído.

Paralelamente, isto demonstra que os evolucionistas estão também errados quando insistem que o ser humano nunca viu um dinossauro vivo, uma vez que os primeiros ossos de dinossauro só foram desenterrados a meio do século 19 (altura em que os esqueletos começaram a ser reconstruídos).

Mais importante ainda, isto significa que os humanos e os dinossauros coabitaram a Terra – tal como a Bíblia nos ensina.

A equipa actual que cuida da Catedral de Carlisle nega de modo enfático que dinossauros adornam a tira de bronze do túmulo do Bispo Bell. Eles insistem frontalmente – e querem que se saiba – que não subscrevem a posição que defende que as imagens caracterizam dinossauros. Quando uma porta-voz da Catedral foi questionada para dar a sua opinião em torno da identidade da criatura, ela respondeu que ” . . . a minha proposta mais aproximada, para o que vale, seria a de que a imagem é uma (aceitável) representação dum crocodilo(“Private…,” 2011).

Infelizmente para esta porta-voz, outro animal está caracterizado na tira de metal e o mesmo foi especificamente identificado como um crocodilo:

Se isto é um crocodilo ou não, é questionável uma vez que as caudas dos crocodilos não curvam para baixo e fazem a forma dum “S”. Para além disso, esta criatura está acima do chão – totalmente pouco comum num crocodilo.

De facto, esta criatura tem também a aparência dum dinossauro. Quando as duas imagens são colocadas lado a lado, este animal não se parece nada como os outros dois.

Observe-se que tanto o tamanho como o comprimento dos seus pescoços é totalmente diferente.

Quem são, então, estes 3 animais? Se são dinossauros [como parecem ser], gravados no século 15, então temos aqui evidências conclusivas da coexistência entre humanos e dinossauros

* * * * * * *

Se tu és um evolucionista, ou um crente nos milhões de anos, faz uma pequena pergunta: se não fosse a tua aliança com a teoria da evolução (e/ou com os milhões de anos), terias alguma dificuldade em identificar os dois animais com os pescoços entrelaçados como dinossauros? O que tu fizeste, mentalmente, foi racionalizar as imagens e pensar algo do género “não podem ser dinossauros porque eles não estavam vivos no século 15.

Mas espera lá. Como é que sabes que não estavam vivos? “Ora, porque se estivessem vivos, então a teoria da evolução estaria errada.Exactamente. O que te faz “saber” que as imagens de cima não são descrições de dinossauros não são as imagens em si, mas o viés que tu trazes para a análise das mesmas.

Tu não podes colocar a teoria acima das evidências e enterrar a tua cabeça na areia. Se tu de facto acreditas no método científico, nos dados empíricos, nas observações e nos seus resultados, então tens que começar a ver que os dados disponíveis não se ajustam ao que te ensinaram nas escolas.

A tua outra alternativa é acreditar que padres do século 15 tinham conhecimento suficiente para desenterrar e reconstruir ossos de dinossauro com perfeição suficiente para saber qual era a sua constituição 400 anos antes dos cientistas começarem a fazer o mesmo. Mas essa alegação já foi tratada noutro texto.

E tu, se és um Cristão que acredita nos milhões de anos, tens que te perguntar que outras partes da Bíblia estás disposto a perverter como forma de harmonizar a mitologia dos “milhões de anos” com a Palavra de Deus.

A ciência, a História e a Bíblia claramente demonstram: os homens e os dinossauros viveram lado a lado até há bem pouco tempo.

E de noite saí pela porta do vale, para a banda da fonte do dragão, e para a porta do monturo, e contemplei os muros de Jerusalém, que estavam fendidos, e as suas portas que tinham sido consumidas pelo fogo.

Neemias 2:13

REFERENCIAS

Carson, D.A. (1984), Exegetical Fallacies (Grand Rapids, MI: Baker).

Hutchinson, William (1794), The History of the County of Cumberland (Carlisle: F. Jollie),

Lyons, Eric and Kyle Butt (2008), The Dinosaur Delusion (Montgomery, AL: Apologetics Press).

Priory, Finchale and James Raine (1837), The Charters of Endowment, Inventories, and Account Rolls, of the Priory of Finchale (London: J.B. Nichols).

“Private E-mail” (2011), Carlisle Cathedral, 7 The Abbey, Carlisle, Cumbria, CA3 8TZ, July 11, http://www.carlislecathedral.org.uk.

“Visit Cumbria: Carlisle Cathedral” (no date), http://www.visitcumbria.com/car/carlisle-cathedral.htm.

Weston, David W.V. (2000), Carlisle Cathedral History (Carlisle: Bookcase Carlisle).


About these ads

Sobre Mats

Salmo 139:14 - Eu Te louvarei, porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as Tuas obras
Esta entrada foi publicada em Biologia. ligação permanente.

173 respostas a Os dinossauros no túmulo do Bispo Bell

  1. cvricas diz:

    A insistência dos evolucionistas, resultante de uma fidelidade construída para simples aceitação entre os “sábios” ou autoinclusão no mundo dos “intelectuais” é pura vaidade pessoal, além de uma evidência da necessidade humana de um reencontro com Deus, haja vista a resignação deles a um ensino pseudocientífico para o qual se empenha grande fé para crer, ao ponto de desejarmos que muitos cristãos os imitassem nesse tipo de esforço.

    Gosto

    • José diz:

      Se voce não acredita que os testes feitos e confirmados com base em conhecimentos da física validem que o planeta tem bilhões de anos. Deveria jogar fora seu computador.
      Porque a evolução de ambos se deve aos avanços da física.
      Mas vamos supor por um segundo que sua linha de argumentação estivesse certa e existisse a possibilidade de seres humanos e dinossauros terem coexistido.
      Por qual motivo não temos mais referências? Será que tantas obras e registros não os descreveriam?
      Por que não há mais registros tanto escritos quanto pictóricos?
      Partir de uma conclusão para procurar uma justificativa não é válido como método em nenhum lugar do mundo.
      Ainda mais se tratando de um conjunto de livros que a ICAR adulterou ao seu bel prazer.

      Gosto

  2. Portanto a explicação que te parece mais simples é que no século XV no Reino Unido havia dinossauros.

    É o método criacionista no seu melhor.

    Gosto

    • cvricas diz:

      Prezado João, as gravuras estão lá para provar, pelo menos que a forma dos dinossauros já era conhecida então, fosse por ainda existir alguma espécie em algum lugar, fosse pela memória passada por geração (ões) anterior (es) de alguma extinta em época não muito distante daquela época. Qual é o melhor do evolucionismo para essas gravuras do século XV?

      Gosto

    • Azetech diz:

      Tenho uma proposta melhor, A figura dos dinossauros na verdade foram “escritos” por forças naturais, ao acaso, onde a SORTE o fez parecer com os animais conhecidos por dinossauros.

      É o método naturalista no seu melhor ;-)

      Gosto

  3. eia diz:

    Sendo dinossauros animais imensos, porque é que todas as alegadas referências históricas a estes animais são de tão má qualidade?

    Isto faz lembrar aqueles vídeos de ETs que, sabe-se lá porquê, são sempre de péssima qualidade, muito tremidos, com muito grão, e onde não é possível ver conclusivamente o que quer que seja.

    Animais tão grandes como os dinossauros deveriam ter chamado a atenção da humanidade. Deveriam estar representados em inúmeras obras históricas. O leão não é um animal autóctone da Europa, e no entanto, existem por toda a europa inúmeras estátuas, pinturas e textos históricos que apresentam leões.

    Onde é que estão todas essas referências aos mais colossais animais que este planeta já viu? Será que ninguém reparou neles? Só uma meia dúzia de pessoas é que os conseguia ver?

    E será que o filme Star Wars também prova que os extra-terrestres e as naves espaciais existem?

    Gosto

    • cvricas diz:

      Eia, creio que quando falamos de um passado remoto, em muitos assuntos não podemos evitar alguns devaneios pois só podemos supor, porém a memória de grandes lagartos está na memória de todos os povos da terra e presente na cultura de todas as nações, ainda que com diferentes nomes. Os famosos dragões e os grandes lagartos remetem a dois tipos de animais que coincidem com o beemote e com o leviatã detalhados na bíblia, embora isso não signifique, necessariamente, que só houveram duas espécies sobreviventes ao grande cataclisma que extinguiu quase todos os grandes animais. Mas em todos os casos as gravuras existem e não podem ser ignoradas. Simplesmente existem e precisam ser explicadas. Se a teoria da evolução estivesse sendo escrita agora, e de modo estritamente científico, creio que essas gravuras e os muitos objetos que desafiam a datação convencional estariam sendo melhor estudados.

      Gosto

    • Dalton diz:

      Sim, filosofemos a causa do porque eles não pensarem como a gente e ignoremos a questão em pauta, pois dessa forma refutamos a evidência mostrada.
      Muito pertinente.

      Gosto

    • c diz:

      Eia,
      é possível que esses bichos viviam em regiões muito distantes do homem com fartura de alimentos, no interior da África, Ásia e América; e não tão próximos como os populares leões.

      Gosto

  4. jonas diz:

    Mats!
    Nem tudo está perdido.Quando ateus como o filósofo Thomas Nagel da Universidade de Nova York lança um livro intitulado:”Mente e Cosmos:porque é que a concepção materialista neodarwinista da natureza é quase com certeza falsa”,demonstra que algo “está podre no reino da dinamarca”.
    Vou postar estes comentários do Blog Design Inteligente para ter na íntegra o comentário.

    http://designinteligente.blogspot.com.br/2012/08/ateu-agradece-proponentes-design-inteligente.html#mais

    Gosto

  5. jonas diz:

    Aqui vai uma” bomba de anti-matéria ” contra as muralhas cientificistas!!!

    Gosto

  6. Barros diz:

    Espero que você não se importe, mas vou publicar um texto sobre essa matéria no meu blog. Vou, claro, citar a fonte. Grato

    Gosto

  7. Barros diz:

    A propósito: eu não consegui identificar o porquê da conclusão abaixo. Só porque alguém desenhou a imagem de um dinossauro no túmulo de uma pessoa?

    Se de facto isto é um dinossauro, então estas imagens dão mais peso à tese que postula a coexistência de humanos com dinossauros. Isto parece demonstrar que os evolucionistas estão errados quando alegam que os dinossauros extinguiram-se 65-70 milhões de anos antes dos humanos terem evoluído.

    Gosto

  8. Para quem tiver curiosidade sobre os animais que se imaginava existirem na idade média pode ver este magnifico bestiário;

    http://bestiary.ca/beasts/beastalphashort.htm

    Não me parece que ninguém defenda que tais alimárias existiram fora da imaginação dos autores….

    Gosto

  9. Douglas diz:

    Nao acredito que os ateus evolucionistas desse blog arranjaram desculpinhas e falacias contra essa evidencia… TSC TSC, Somente um recado: Naquele grande dia nao havera desculpa.

    Gosto

  10. Barros diz:

    Se no túmulo do bispo, junto com os desenhos de animais que nós sabemos que existem, houvesse também imagens de smurfs, você iria concluir que os smurfs existem. Ou, pelo menos, já existiram?

    Gosto

    • Mats diz:

      Se houvesse para os smurfs a abundância de evidências que há para coexistência entre homens e dinossauros, então teríamos que seguir as evidências e concluir que sim.

      Mas tu continuas sem explicação para as imagens que lá estão. São todos animais que os seres humanos viram antes do século 19 EXCEPTO os dinossauros? Ou eles já sabiam dos dinossauros antes dos ossos serem desenterrados?

      Se não fosse o vosso preconceito evolucionista, teriam alguma dificuldade em aceitar o que a ciência e a história mostram, e ver que humanos e dinossaros coexistiram?

      Gosto

      • José diz:

        Se não fosse vossa cegueira deliberada e desespero em formular alguma justifica qualquer que não resiste sequer ao escrutínio de um adolescente.
        Veria que suas conclusões estão erradas e aceitaria a infinidade de provas a favor do evolucionismo.

        Gosto

      • Mats diz:

        Veria que suas conclusões estão erradas e aceitaria a infinidade de provas a favor do evolucionismo.

        Indica-me aí uma evidência EMPÍRICA e EXCLUSIVA da teoria da evolução que confirme o que dizes. Não me mostres dados que são aceites por criacionistas. Mostra-me uma única evidência testável, palpável, observável que esteja de acordo com o evolucionismo e que não seja aceite pelos criacionistas.

        Fico à espera

        Gosto

  11. Azetech diz:

    Joao Melo de Sousa

    Para quem tiver curiosidade sobre os animais que se imaginava existirem na idade média pode ver este magnifico bestiário;
    http://bestiary.ca/beasts/beastalphashort.htm
    Não me parece que ninguém defenda que tais alimárias existiram fora da imaginação dos autores….

    Por acaso está a comparar Cachorros, Ave, Morcego, Papa-formigas (conhecido como Tamanduá no Brasil), Raposa, Porco, Urso, Enguia, Golfinho, Peixes e DINOSSAUROS como seres mitológicos? Não ficou claro que estes seres são REAIS?
    No Túmulo do Bisbo Bell não foi ilustrado NENHUM ANIMAL mitológico, mas sim animais REAIS.
    Então neste caso, tua analogia foi errônea, pois se houvesse lá, desenhado por exemplo um “Pegassus” ou “Griffon”, tua analogia teria mais valor. Porém o FATO é que no túmulo estavam desenhados animais REAIS (incluindo os dinossauros) e não seres mitológicos.

    Gosto

  12. Barros diz:

    Primeiro que os desenhos “lembram” um tipo específico de dinossauro, e aqui isso está mais para aquela brincadeira de enxergar coisas na forma das nuvens. Segundo, que “abundância de evidências para a coexistência entre homens e dinossauros” só os crentes conseguem aceitar, justamente porque eles precisam aceitar, de modo que possam continuar acreditando que uma coleção de fábulas é uma descrição da realidade. E, terceiro, quem desenhou aquilo que “lembra” um tipo específico de dinossauro, junto com outros animais, estava enfeirando um sepulcro, sem qualquer pretensão de “deixar uma mensagem” para as gerações futuras, do tipo “Vejam os animais que conviviam conosco, pela época em que o nosso bispo morreu”.

    Mesmo se os desenhos fosse explicitamente de dinossauros, de várias espécies, ao lado de desenhos de cachorros, morcegos e raposas, isso ainda não significaria nada.

    Você deveria começar a se interessar pelos desenhos na tumba do bispo, se lá houvesse uma imagem de uma pessoa segurando um iPad.

    Gosto

    • Mats diz:

      Primeiro que os desenhos “lembram” um tipo específico de dinossauro, e aqui isso está mais para aquela brincadeira de enxergar coisas na forma das nuvens.

      Elas não “lembram” nada; elas são gravuras de dinossauros:

      http://darwinismo.files.wordpress.com/2012/09/103_bispo_bell_dinos.jpg

      Ou tens alguma dificuldade ideológica em ver o que está aí espresso?

      Segundo, que “abundância de evidências para a coexistência entre homens e dinossauros” só os crentes conseguem aceitar, justamente porque eles precisam aceitar, de modo que possam continuar acreditando que uma coleção de fábulas é uma descrição da realidade.

      Se é uma “fábula” a coexistência entre humanos e dinossauros, então é a “fábula” mais de acordo com a realidade.

      Nós podemos virar a mesa e dizer:

      Que “abundância de evidências para a coexistência entre homens e dinossauros” só os ATEUS não conseguem aceitar, justamente porque eles precisam REJEITAR, de modo que possam continuar a aceitar que uma coleção de fábulas é uma descrição da realidade (evolução)

      Vês como é fácil jogar este jogo?
      .

      E, terceiro, quem desenhou aquilo que “lembra” um tipo específico de dinossauro, junto com outros animais, estava enfeirando um sepulcro, sem qualquer pretensão de “deixar uma mensagem” para as gerações futuras, do tipo “Vejam os animais que conviviam conosco, pela época em que o nosso bispo morreu”.

      Tu sabes disso porque ti estavas lá quando o túmulo estava a ser gravado, certo?
      Além disso, ninguém disse que eles estavam a “deixar uma mensagem”, da mesma maneira que quem desenha cães nos seus túmulos ACTUAIS não está a “deixar uma mensagem”. As pessoas que desenharam o túmulo desenharam animais cuja forma corporal eles sabiam.

      Tu tens que harmonizar os dados da ciência com a tua crença que os dinososauro«s desaparecerem milhões de anos antes dos humanos chegarem à Terra.

      Mesmo se os desenhos fosse explicitamente de dinossauros, de várias espécies, ao lado de desenhos de cachorros, morcegos e raposas, isso ainda não significaria nada.

      Significa sim senhor. No mínimo, significa que as pessoas do século em que o túmulo foi feito sabiam da aparência dos dinossauros. É a tua missãol, caso a aceites, explicar donde vinha este conhecimento.

      Você deveria começar a se interessar pelos desenhos na tumba do bispo, se lá houvesse uma imagem de uma pessoa segurando um iPad.

      Tu ainda não percebeste. Os desenhos do túmulo do Bispo não são um problema para mim; sao um problema para ti. Tu é que tens que dar-me explicações. Eu estou perfeitamente satisfeito com a explicação mais frontal e parsimónica:
      Eles desenharam animais com os quais estavam familiarizados, cães, porcos, áves e dinossauros.

      Se tu tens problemas com esta interpretação, tu é que tens que dar uma explicação.

      Agora, se começarmos a encontrar iPads por lá, ficamos a saber que o Steve Jobs era um copião.

      Gosto

  13. Barros diz:

    significa que as pessoas do século em que o túmulo foi feito sabiam da aparência dos dinossauros. É a tua missãol, caso a aceites, explicar donde vinha este conhecimento.

    É você quem está a admitir que o desenho é de um dino. Você e eu podemos olhar para uma mesma nuvem e um dizer que ela se parece com um dinossauro, e o outro que ela se parece com uma hiena.

    Gosto

    • Mats diz:

      É você quem está a admitir que o desenho é de um dino. Você e eu podemos olhar para uma mesma nuvem e um dizer que ela se parece com um dinossauro, e o outro que ela se parece com uma hiena.

      Barros, que animais são estes:

      http://darwinismo.files.wordpress.com/2012/09/103_bispo_bell_dinos.jpg

      ?

      Tu tens algum tipo de bloqueio religioso que te impeça de ver a verdade que se encontra bem à tua frente? Ou estás bem ciente das implicações?

      A tua devoção religiosa à teoria da evolução é admirável. Não queres mesmo aceitar a verdade empírica sob pena de admitires algo que joga contra a tua fé. Pior, ainda dizes que eu é que TENHO que acreditar no que lá está.

      Gosto

  14. Washington da Cruz diz:

    Mats,Um problema para ti:

    http://linksduzao.blogspot.com.br/2008/09/pequenas-esferas-de-3-bilhes-de-anos.html

    Eu,de minha parte, não creio que tais bolas tenham tal idade,porém este é ,como disseste,um problema para ti.Tu é quem tens de dar-nos explicações.Se quiseres,por óbvio!

    E aí,resolves?Seria George Lucas um copião?

    Gosto

    • Mats diz:

      Washington:

      Mats, Um problema para ti:

      http://linksduzao.blogspot.com.br/2008/09/pequenas-esferas-de-3-bilhes-de-anos.html

      Eu,de minha parte, não creio que tais bolas tenham tal idade,

      E fazes bem, porque não têm. Já agora, porque é que não acreditas se os teus métodos de datação dizem que sim? Ou será que os métodos só são válidos se estiverem de acordo com a teoria da evolução?

      porém este é , como disseste, um problema para ti.Tu é quem tens de dar-nos Explicações. Se quiseres, por óbvio!

      Eu teria que dar explicações 1) se eu acreditasse que a Terra tem “milhões de anos”, 2) se eu acreditasse na teoria da evolução e 3) se eu tivesse fé nos métodos de datação evolucionista.

      Como eu não acredito em nenhum desses mitos, o meu sistema de crenças não é abalado por esse achado. Pelo contrário, o facto de encontrarmos artefactos tão complexos e antigos demonstra que o ser humano sempre foi tão inteligente como hoje, ou mais ainda.

      E repara no que a notícia diz:

      “Elas foram retiradas da camada de uma rocha pirofilita e estudadas, após essa análise elas foram datas pela técnica do rádio-isótopo entre 2,8 e 3 bilhões de anos,”

      Ou seja, com base nos mesmos métodos que nós sabemos que não funcionam, eles “dataram” estas bolas.

      Mas obrigado pela notícia visto que a mesma mostra mais uma vez que os métodos de datação evolucionistas são uma anedota ; só os aceitam quando estão de acordo com a teoria. Se não está, rejeitam. Mas não acredites no que eu digo:

      “Elas foram retiradas da camada de uma rocha pirofilita e estudadas, após essa análise elas foram datas pela técnica do rádio-isótopo entre 2,8 e 3 bilhões de anos, ou seja, historicamente isso é impossível já que a vida inteligente neste planeta só se desenvolveu recentemente

      lol

      Tradução: “Não pode ser de humanos porque os humanos ainda não tinham evoluído!”.

      E como é que sabemos que houve evolução? Ora, porque os métodos de datação dizem que sim…

      Ou seja, os métodos confirmam a teoria, excepto quando não confirmam a teoria. Isto demonstra que os métodos de datação são IRRELEVANTES para a teoria da evolução. Vocês já tem fé na teoria ANTES de analisarem os dados.

      Vocês têm que explicar essa fé sem recorrer aos mesmos métodos que vocês demonstram não serem válidos quando contradiz a vossa teoria.

      Gosto

  15. Azetech diz:

    Mats

    Pelo que conheço o Barros, e os posts que escreve no blog dele, é bem capaz de tentar dizer que os dinossauros desenhados no túmulo, na verdade são ILUSÕES de óptica. hehehe
    Tudo para ele, que não faz parte do escopo de fé que possui (Naturalista), é uma ilusão. ;-)

    Gosto

    • Mats diz:

      Azetech,

      Pois, é bem provável que o Barros se contorça para rejeitar os dados da ciência que contradizem a sua fé. Isso é muito comum entre os ateus e principalmente entre os crentes nos milhões de anos (sejam ateus ou não).

      A verdade dos factos é que os humanos sempre viveram lado a lado com os dinossauros, havendo a maior parte destes últimos desaparecido nos últimos séculos. Isto esta perfeitamente de acordo com a Palavra do Criador quando Ele diz que em seis Ele fez os céus, a Terra, os mares e tudo o que neles há.

      O túmulo do Bispo Bell não é um problema para nós Cristãos: o túmulo é uma confirmação do que já acreditamos. Os evolucionistas é que têm que se aperceber que esta sua teoria é um logor de todo o tamanho, e a Bíblia é que tem a verdadeira História das nossa origens.

      Mas esperemos pela resposta do Barros para ver como ele explica a imagem. Vai ser engraçado de observar.

      Gosto

  16. Mats diz:

    A propósito, Barros e Washington, não se esqueçam de passar por este link e fazer uma análise aos vossos normais argumentos contra os dados que contradizem a teoria da evolução.

    Gosto

  17. Cristiano diz:

    É incrivel a capacidade que os religiosos tem de se ater a pequenas “provas”, mesmo que tortas e sem nenhuma garantia, para provar a existência do deus bíblico

    [[ É incrível a capacidade que os religiosos ateus têm de se ater a rejeitar a maior das provas como forma de manter a sua frágil cosmivão intacta. Mas este blogue, e principalmente os Cristão que aqui comentam, estão dispostos ajudar os ateus a deixar de acreditar que o unvierso criou-se a ele mesmo. - Mats]]

    Estou a tanto tempo no blog do Barros tentando que eles me expliquem sem sucesso algumas questões básicas sobre sua crença, mas sem sucesso.

    [[ E o que é que essas "questões básicas" têm a ver com as imagens do túmulo? - Mats]]

    Questões simples como:

    - Onde está o sacrifício de um ser eterno que tem poder sobre o corpo e a dor, ficar morto por míseros 3 dias e depois recussitar para voltar a ser o todo poderoso do universo

    [[ Em lado nenhum, visto que os Cristãos não acreditam nisso. Mas vou-te dar o benefício da dúvida, etu vais-me mostrar os versos da Bíblia que digam exactamente o que disseste:

    1. O "sacrifício do ser Eterno" (e não Dum Corpo Humano)

    2. O sítio onde diz que Ele, como Deus (e não como Homem) deixou de ser Todo Poderoso, e depois voltou a ser Todo Poderoso.

    Mostra-me os versículos que dizem exactamente isto, e veremos como o teu "conhecimento" Bíblico é muito deficiente.

    - Mats]]

    - Qual a relação entre deus e o diabo, já que quando alguém for ao inferno, o diabo aparentemente vai “obedecer” a deus, torturando alguém que fez exatamente o que ele (o diabo) queria, e o que deus não queria, se o diabo odeia tanto deus, imagino que ele (o diabo) quando recebesse alguém que fez o que ele queria, e não o que deus queria, fosse festejado, e não torturado (como quer seu maior desafeto)

    [[ Para começar, se vais fazer uma pergunta, certifica-te que terminas a frase com um ponto de interrogação.

    * Segundo, não há "relação" entre Deus e o diabo no sentido de "parceria", mas sim há uma submissão do diabo ao que Deus deixa que ele faça.

    * Mostra-me aí os versos da Bíblia que o diabo vai para o inferno "torturar" aqueles que fizeram o que ele (o diabo) quer. Vai ser engraçado expor ao leitores do blogue um dos motivos que leva a que muitos sejam ateus: ignorância Bíblica.

    Por enquanto, ficam estas. À medida que fores respondendo ao que te pergunto, vamos avançando. Não fujas às questões.
    - Mats]]

    São questões simples, mas que formam a base de toda a crença no deus bíblico…

    [[ So que não formam, como tu vais ver quando abrires uma Bíblia e procurares o suporte para o que alegaste. - Mats]]

    mas para que responder isso né? Talvez seja mais divertido discutirmos sobre gravuras em uma tumba, mesmo que sejam desenhos horríveis (vide os cães), isso sim é prova suficiente para jogarmos todos os livros de evolucionismo fora, já que fica categoricamente provado (através dessas figuras) que os dinossauros viveram em “comunidade” com os humanos, o que também claramente por hermeneutica comprova toda a bíblia e a existência do deus bíblico…

    [[ O que as imagens de cães, áves, porcos e dinossauros mostram é que as pessoas que as fizeram tinham conhecimentos das mesmas. Para mim, isso não é problemático. PAra tit, sim. Tens alguma explicação para as mesmas? - Mats]]

    Acredito que aqui, um blog onde predonima a hermeneutica, terei essas respostas…

    [[ Não só terás as respostas, como te serão feitas perguntas para testas e revelar o que tu realmente sabes da Bíblia e da ciência. Espero que não fujas, como outros fazem. Se fores respeitador e educado, os teus comentários vão ser aprovados. Se fores demagogo, então já sabes. - Mats]]

    Pelo menos eu já descobri onde o Diogo fica a cada dia mais inteligente…

    [[Bem, se o Diogo fica cada vez mais seguro que o universo não se criou a ele mesmo, e a vida não se criou a ela mesma, então Deus tem que ser Louvado por dar esse entendimento às pessoas. Só faltam os ateus.- Mats]]

    Abraço
    Cristiano

    [[ Não te esqueças de responder às perguntas que te foram feitas.- Mats]]

    Gosto

  18. Cristiano diz:

    Mats

    Vou responder você apenas por educação, pois a mim já basta um Diogo

    Você disse “religiosos ateus”… isso esclarece muita coisa, pelo menos agora já sei de onde o Diogo tira essa idéia de que somos crentes também… Tenho que lembrar que nós éramos como vocês, apenas tivemos coragem de mudar nosso pensamento, assim se fossemos realmente crentes, teríamos continuado a pensar como sempre pensamos, a partir do momento que passamos a considerar outras possibilidades e questionar dogmas definidos a muito tempo, deixamos de ser crentes, assim essa sua frase não se aplica

    Vou perguntou o que essas “questões básicas” têm a ver com as imagens do túmulo?

    Minha respota: Exato, vocês não conseguem enxergar que a lógica de sua crença não passaria em uma prova simples de lógica, assim não me admira em nada que você não tenha entendido

    Então vocês não acreditam no sacrifício? Que legal, assim fica fácil, cada crente pega de sua crença apenas o que seu cérebro é capaz de suportar sem gritar “Isso é uma bobagem”… Vai me dizer agora que nunca ouviu que deus sacrificou seu único filho pela humanidade?????????? Que culto andas frequentando?

    Quanto a verscículos, ficarei lhe devendo, eu tenho certa seletividade com o que leio…

    Quanto ao nosso amigo lá de baixo, você tem certeza que você escreveu: “não há “relação” entre Deus e o diabo no sentido de “parceria”, mas sim há uma submissão do diabo ao que Deus deixa que ele faça.”

    Primeiro: você não respondeu minha pergunta, e segundo: É sério isso, você realmente acredita nisso?????

    Pensei que morando no primeiro mundo já teria passado dessa “fase”, mas ao visto por ai também se acreditam em ilusões…

    Como disse não voltarei a escrever, porque de Diogos já me basta o do blog do Barros… mas foi bom conversar com você…

    Abraços do Brasil
    Cristiano

    Gosto

    • cvricas diz:

      Mats – o Cristiano não representa o Brasil, nação abençoada e cheia de homens de bem que temem e procuram servir a Deus. Somos hospitaleiros, alegres e somos conhecidos por superar as nossas dificuldades com coragem. Muitos de nós compreendemos perfeitamente a existência da “religião” criada pelos ateus medievais que rodearam o Beagle na época em que criam que as moscas das bananas eram criadas espontaneamente. A nós nos basta crer enquanto eles decidiram se orientar por evidências… mas parece que só aquelas que preservam o que seus antecessores escreveram. Ainda perdura a questão das figuras do túmulo que é o escopo deste blog – estão lá! E olha que são apenas uma das muitas outras figuras, gravuras e objetos que mostram a mesma evidência. Deus os ajude!

      Gosto

    • Lord Saga diz:

      As duas perguntas do Cristiano não tiveram nada de bíblicas. E a incapacidade dele de citar versículos em favor do que disse é digna de nota.

      Por outro lado, como desconto ao nosso amiguinho, tem gente que realmente acredita naquilo que ele citou. Então seu conhecimento religioso deficiente sobre a Bíblia deve muito a religiosos ignorantes que apresentaram as doutrinas errôneas em questão como se fossem da Escritura.

      Gosto

  19. Eduardo Araújo diz:

    Mats, eu, também aqui do Brasil, vou comentar esse monte de baboseiras ateístas, primárias até para um ateísta primário.

    Primeiro, é tremendamente engraçado o ateu afirmar que lhe responde “apenas por educação”. Confira-se, a propósito, a “educação” com que ele aborda este blog, com a surrada insinuação de que nós crentes não nos tornamos ateus porque aceitamos cegamente dogmas milenares e não pensamos a respeito.

    Essa presunção – “sou ateu porque questiono” – é uma das maiores imbecilidades que esses prepotentes usam quando tratando com pessoas religiosas, donde se constata o nível subterrâneo de civilidade e capacidade para debater com quem pensa diferente.

    Além disso, não passa de uma tolice subjetiva sem qualquer valor para o debate, tanto que é possível trocar as figurinhas no próprio discurso do ateu. É o que farei, à guisa de exemplo, eu, que já fui ateu e depois de muito pensar e questionar certas “verdades estabelecidas” tornei-me fervoroso crente. Veja:

    - “Tenho que lembrar que eu era como vocês (ateus), apenas tive coragem de mudar o meu pensamento … a partir do momento que passei a considerar outras possibilidades e questionar dogmas ATEÍSTAS definidos (h)a muito tempo, deixei de ser ateu …
    (…)
    … vocês (ateus) não conseguem enxergar que a lógica de sua crença ATEÍSTA não passaria em uma prova simples de lógica, assim não me admira em nada que você não tenha entendido …”

    E por aí, vai .:)

    Adiante, o ateu prossegue desrespeitando a nossa crença, que adviria, segundo ele, de trechos pinçados entre – segundo ele – aquilo que nosso cérebro “é capaz de suportar sem gritar ‘Isso é uma bobagem’”.

    A comédia, aqui, é que é justamente ele, numa atitude típica de antirreligiosos metidos a conhecedores da Bíblia, que extrai fragmentos superficiais, fora de contexto, examina-os à luz do seu ateísmo idiota e posa de entendido da religião mais que os religiosos. A leitura que o sujeito faz da Bíblia é qualquer coisa de bizarra. Aliás, caro Mats, já reparou que os ateus costumam nos chamar de fundamentalistas, sempre que divergimos das “verdades estabelecidas” deles, mas a leitura que eles fazem da Bíblia é, sempre, literal, às vezes ao extremo?

    Quanto ao ateísmo ser uma crença religiosa, isso é tão óbvio, que só com uma mentalidade tacanha, ultrapreconceituosa, intolerante e de diminuto raciocínio é possível ignorar. Não é a toa que até um cético como foi Carl Sagan desdenhava de ateus.

    É uma crença, sim senhor, e religiosa, pois não! Acaso, a sumidade teria como provar que Deus não existe? Então, pronto: no máximo, ele pode afirmar que NÃO ACREDITA que Deus exista. E trata-se de uma afirmação de crença relacionada à religião – conquanto negativa – logo, não deixa de ser uma crença religiosa. Mas vai tentar explicar isso a um indivíduo de mente limitadíssima, cheio de arrogância e intransigência quando o assunto é fé …

    Abraços tupiniquins e escusas pela gramática brasileira, que, sei, não soa bem aos vossos ouvidos (disseram-me, corrija-me se errado for).

    P.S.: para variar, o ateu acredita que primeiro mundo é sinônimo de ateísmo. Pode até valer para os países nórdicos, se bem que para aqueles também valem taxas maiores de suicídio (seriam devidas ao abandono da religião?).

    Gosto

  20. Cristiano diz:

    Eduardo Araújo

    Eu não sou ateu porque questiono, sou ateu porque a sua crença é infantil demais, e mesmo que isso lhe deixe um pouco incomodado, não muda o fato de que ela ainda seja infantil. Apresente os fatos de sua crença a uma criança de 15 anos que nunca tenha sido estuprada mentalmente na infância pela sua religião e você entenderá o tamanho da infantilidade e falta de nexo a qual você faz parte…

    Olhando novamente o seu post, aparentemente você ficou bem irritado, isso prova apenas o que já sabia, você também sabe que sua crença é uma bobagem…

    Quanto ao seu livro sagrado, ele é só mais um dos capitulos dessa piada milenar, nada mais que isso… Eu NÂO QUERO CONHECER o seu livro…

    Saiba que você nunca vai me ver argumentando que você crentes pegam apenas informações da teoria evolucionista “fora do contexto”, isso no mundo real não existe, apenas nesse mundo mágico que vocês escolheram viver, seja como consolo, seja por preguiça intelectual

    E se considerar que os ateus também tem uma crença diminuie a sua frustação por ter que “crer” sem evidências, mesmo que essa evidências sejam infantis, como água virando vinho, ursos despedaçando jovens, arca com todos os bichos do planeta amontoados, pessoas que viveram 900 anos fique a vontade…

    Quanto aos países nórdicos serem ateus, essas vocês tem que engolir… e você realmente acredita que sua argumentação quanto ao índice de suiçidio vale de alguma coisa???

    Desculpe se sua crença não apresenta nada digno de respeito…

    Abraço de seu conterrâneo
    Cristiano

    Gosto

  21. Washington da Cruz:

    Basta uma simples procura na net para ver que as esferas são com uma grande certeza fenómenos naturais…..

    Mats :

    “A verdade dos factos é que os humanos sempre viveram lado a lado com os dinossauros, havendo a maior parte destes últimos desaparecido nos últimos séculos.”

    Queres tu dizer que os criacionistas da terra jovem agora defendem que foi nos últimos séculos que os dinossauros se extinguiram ?

    Que significam estes últimos séculos ? que na idade média havia dinossaurios? na idade moderna ?

    Essa agora é nova.

    Quanto ao desenho no túmulo do bispo:

    Os animais mitológicos dos bestiários , e um desenhador do século XV deveria conhece-los bem – eram considerados animais reais.

    Se vires um bestiário vais ver que há lá muitos animais que tem correspondência com animais realmente existentes e outros não. Todos eles tem associados características morais. São também símbolos.

    Este até me parece um animal de duas cabeças (multiplas cabeças são comuns nos animais dos bestiários) a interagir com outro ( a lutar?).

    Pode até ser parecido com o aspecto que poderiam ter alguns dinos.

    Como evidência que o artista tenha visto dinossaurios parece pequena.

    Já imaginaste a quantidade de representações de Trex, dinossaurios do tamanho de baleias que haveria se tais fossem contemporâneos dos seres humanos ? E a dificuldade de interacção entre humanos e estes gigantes?

    Imagina os Egípcios a construírem as pirâmides e a lutarem com Spinosaurus aegyptiacus…..

    Gosto

  22. Mats diz:

    Que pena que o Cristiano não tenha tido a dignidade de mostrar os versículos Bíblicos que suportem as suas alegações ridículas.

    Bem, a sua passagem não vai deixar saudades.

    Mas como não quero ser intolerante, ficam aqui as perguntas que eu lhe fiz, mas que ele não foi capaz de dar uma resposta:

    Mas vou-te dar o benefício da dúvida, etu vais-me mostrar os versos da Bíblia que digam exactamente o que disseste:

    1. O “sacrifício do ser Eterno” (e não Dum Corpo Humano)

    2. O sítio onde diz que Ele, como Deus (e não como Homem) deixou de ser Todo Poderoso, e depois voltou a ser Todo Poderoso.

    3. Mostra-me aí os versos da Bíblia que dizem o diabo vai para o inferno “torturar” aqueles que fizeram o que ele (o diabo) quer. Vai ser engraçado expor ao leitores do blogue um dos motivos que leva a que muitos sejam ateus: ignorância Bíblica.

    Gosto

  23. Cristiano diz:

    Edurado

    E antes de falar bobagens, procure se informar

    As taxas de suicidios não são maiores nos paises nórdicos… o que seria isso? falta de argumento????

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

    • Eduardo Araújo diz:

      Não, criaturinha prepotente!

      Os países nórdicos estão entre os que possuem altas taxas de depressão e suicídio, segundo a própria OMS. Não escrevi que eles têm as maiores taxas do mundo. Qualquer “criança” de 15 anos – ainda não estuprada pela idiotice ateísta – subentenderá que a comparação foi entre “países de primeiro mundo” e o Brasil, país de onde certos arrogantes afetam estranheza com a religiosidade de um europeu. Poderia ter usado o exemplo do Japão, também de alta ocorrência de suicídios. Ora, não são vocês que usam e abusam da equação falaciosa “ateísmo = riqueza + felicidade”?

      Pelos seus comentários, dá para perceber o quanto você entende de falta de argumentos. Vamos resumir o Cristiano:

      “eu sou ateu … duh … sou incrivelmente inteligente … duh … sou mestre em assuntos científicos .. duh … sou questionador … duh … vocês religiosos só dizem bobagens .. duh … a crença de vocês é infantil … duh … você ficou irritado … duh … ”

      Que bela “argumentação”, hã?

      Gosto

    • Cristiano diz:

      Eduardo,

      Não sou prepotente não… não sou escolhido, não faço parte de nenhuma crença que adora o deus correto não…

      Ficaria mais fácil você provar o seu ponto sobre a taxa de suicídios em países nórdico com um link mostrando esse números, você poderia postá-lo por aqui?

      E já lhe disse piadas não são argumentos… tentar me imputar um ar de “retardado” como você está fazendo me parece falta de argumentos…

      Abraço
      Cristiano

      Gosto

      • Lord Saga diz:

        Resumo do Cristiano feito pelo Eduardo Araujo:

        “Eu sou ateu … duh [Ok]
        … sou incrivelmente inteligente … duh [Ok, ele também se autoelogiou]
        … sou mestre em assuntos científicos .. duh [Ele disse isso?]
        … sou questionador … duh [Ok, ele também fez esse autoelogio]
        … vocês religiosos só dizem bobagens .. duh [Ok, ele disse...]
        … a crença de vocês é infantil … duh [Ok, disse mais de uma vez]
        … você ficou irritado … duh … [Ok]

        -Que bela “argumentação”, hã?-”

        Faltou que ele se metidou a ser um biblista entendido e depois deu pra trás falando que “Não leio a Bíblia não, só leio coisa boa”.

        Ou seja, os comentários dele se resumem basicamente: a elogiar a si próprio e ofender os religiosos e a Bíblia.

        De resto ele admitiu que não entende sobre o assunto que tava dissertando. E olha que o assunto era os desenhos de dinossauros no túmulo do Bispo, ele mudou totalmente de assunto só para desistir depois….

        Gosto

  24. Marcelo diz:

    Eu pensei até em escrever algo, mas o Eduardo já “quebrou as pernas” do ateuzinho de quinta num post brilhante. Parabéns pela lucidez!
    O engraçado é que em qualquer site/blog que você vá, ao se deparar com comentários de ateus, a impressão que se tem é que você está diante de uma mesma pessoa, tamanha a [falta de] estrutura argumentativa. As baboseiras são sempre as mesmas, as falsas dicotomias, as incontáveis falácias etc etc. E o pior é que os famosos manuais de truques neo-ateus nem precisam de atualização, já que eles não mudam o disco. Os caras não dão uma dentro, impressionante! Se apelam para argumentos bíblicos, passam vergonha. Se apelam para argumentos científicos, são obrigados a recorrer a doses generosas de metafísica. Naturalismo? Materialismo? Tsc!!! É uma vergonha, pelo menos pra mim, um camarada desses dizer que algum dia foi cristão!

    Gosto

  25. Cristiano diz:

    Mats

    Desculpe mas infelizemente a crença cristã não tem os requisitos básicos para ser tratada como algo “a se estudar”

    Ela foi criada a um tempo muito remoto, onde a ignorância era o senso comum

    Procurar passagens da bíblia que digam isso ou aquilo, para validar ou invalidar argumentos passará a impressão de que a bíblia tem algum valor para explicar alguma coisa

    O método que fez a humanidade evoluir não passa por um livro escrito por um povo como os hebreus

    Como disse ao Eduardo, você nunca verá um cientista chorando que alguém pegou um pedaço de sua teroria, e “fora do contexto” fez aquilo parecer ridículo… isso só acontece com a bíblia… justamente o livro dizem ter sido inspirado por um deus… se existe um grupo que nunca poderiam usar a palavra “contexto” seriam os crentes, não quando dizem que sua mensagem é a de um deus…

    Desculpe, mas não posso lhe responder suas perguntas, elas só dizem respeito ao mundo da sua crença, que considero um mundo fora da realidade

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

  26. Cristiano diz:

    Mats

    Vocês e outros religiosos cometem um equívoco

    Vocês iniciam todas as discussões com uma premissa, a de que a bíblia é a palavra de um deus

    Antes disso vocês precisam demonstrar que essa premissa é verdadeira. Se o melhor que você consegue fazer para provar que essa premissa é verdadeira é através da fé você não tem nda… infelizmente

    E acredite, a sua crença vende algo muito tentador, de verdade, só que alguma coisa não me cheira bem, não consigo aceitar apenas pela fé…

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

  27. Mats diz:

    Previsivelmente, o Cristiano é incapaz de fundamentar as mentiras que ele disse em relação ao Cristianismo. Isto não é surpresa nenhuma para os Cristãos uma vez que o conhecimento Bíblico da esmagadora maioria dos ateus é uma anedota autêntica. O Cristiano é só o último a embaraçar–se em público.

    Mas esta é a forma de lidar com ateus da aldeia:
    1. Todas as alegações que eles fizeram da Bíblia têm que ser todas fundamentadas. Não passa uma única alegação sua sem que ele cite o verso exacto. Sem misericórdia.

    2. Sempre que ele fugir com o rabo entre as pernas, expor publicamente a sua cobardia para que 1) os Cristãos vejam e 2) o próximo ateu que quiser fazer figura de sabichão saiba que há comentadores que podem acabar com os seus frágeis argumentos (como fez o Eduardo). Mais uma vez, sem misericórdia.

    3. Se algum ateu vem com um genuíno espírito de diálogo, então nós seguimos o normal comportamento Cristão, e explicamos as suas dúvidas. Estes são uma raridade porque a maioria dos ateus realmente pensa que tem argumentos “irrefutáveis”.

    Mas vamos ver a forma como o Cristianismo excusou-se a responder às perguntas que eue lhe fiz, algo que todas as pessoas que o acompanham lhe podem lançar `à cara sempre que ele der uma de “conhecedor” em outros blogues:

    Desculpe mas infelizemente a crença cristã não tem os requisitos básicos para ser tratada como algo “a se estudar”

    Reparem que ele não disse quais são esses “requisitos”; ele anuncia isto, e nós temos que aceitar.

    Ela foi criada a um tempo muito remoto, onde a ignorância era o senso comum

    O militante ateu pertence à escola marxista que realmente acredita que o tempo avança sempre para melhor. O militante ateu Cristiano não faz ideia nenhuma da sabedoria que havia no passado, nem sabe que muitas das coisas que ele toma por segura hoje em dia vem desse mesmo passado que ele diz ser dominado por um senso comum ignorante.

    Procurar passagens da bíblia que digam isso ou aquilo, para validar ou invalidar argumentos passará a impressão de que a bíblia tem algum valor para explicar alguma coisa

    Não, génio. Passará a impressão de que sabes do que estás a falar. Se tu fazes alegações, tens que confirmá-las.

    O método que fez a humanidade evoluir não passa por um livro escrito por um povo como os hebreus

    Note-se que o ateu não disse que método é esse. Se ele disser que foi o método científico, eu pergunto-lhe quem o inventou. Se ele disser que foi Francis Bacon, eu pergunto-lhe qual era a fé de Bacon. O ateu Cristiano não sabe, mas os Cristãos deste blogue estão disponívei para o ajudar.

    Como disse ao Eduardo, você nunca verá um cientista chorando que alguém pegou um pedaço de sua teroria, e “fora do contexto” fez aquilo parecer ridículo… isso só acontece com a bíblia… justamente o livro dizem ter sido inspirado por um deus…

    Note-se que o ateu Cristiano quer invaldar a Bíblia apelando a um evento (?) onde alguém supostamente chorou porque alguém citou a Bíblia fora do contexto. O ateu Cristiano não diz como é que isto é uma evidência contra o Cristianismo. Nós temos que admitir que é porque o Cristiano diz que é.

    Usando a mesma lógica, sempre que um ateu chorar, incapaz de responder a perguntas dum Cristão, podemos concluir que Deus existe.

    se existe um grupo que nunca poderiam usar a palavra “contexto” seriam os crentes, não quando dizem que sua mensagem é a de um deus…

    O ateu Cristiano não diz que “crentes” são esses, mas assumo que sejam os crentes em Jesus. O ateu diz que s Cristãos nunca podem usar a palavra “contexto”. Porquê? Não sabemos. Só sabemos que Cristiano decidiu que essa palavra não pode ser usada pelos Cristãos.

    Desculpe, mas não posso lhe responder suas perguntas, elas só dizem respeito ao mundo da sua crença, que considero um mundo fora da realidade

    E por fim, Cristiano recusa-se a responder às perguntas porque elas dizem respeito ao mundo da minha crença, EXACTAMENTE do que estavamos a falar.

    Ou seja o ateu lança questões em torno da minha fé mas assume coisas que eu não acredito. Eu pergunto-lhe para dar alguma evidência do que diz, ele diz que não responde porque as minhas perguntas – que eram do mesmo teor que as suas afirmações – fazem parte dum mundo que ele não quer falar. Excepto quando fala.

    Vocês e outros religiosos cometem um equívoco

    Vocês iniciam todas as discussões com uma premissa, a de que a bíblia é a palavra de um deus

    Repare-se que o ateu Cristiano, incapaz de responder às perguntas que lhe foram feitas, faz mais um erro e assume que começar uma discussão com uma premissa é uma lógica inválida. O ateu Cristiano não sabe que TODAS as discussões e debates começam com premissas não provadas (e muitas vezes, não prováveis).

    Antes disso vocês precisam demonstrar que essa premissa é verdadeira.

    O ateu Cristiano não percebe mesmo nada de logica e discurso racional. Eu não preciso de provar a veracidade de Bíblia quando a questão não é a veracidade mas o conteúdo.

    Se tu dizes “A Bíblia diz isto”, e eu pergunto “Onde?”, eu não tenho que te provar coisa alguma. E o facto de eu não ter que te proovar nada AGORA, não invalida que tu tenhas quer mostrar onde é que a Biblia diz o que tu dizes que ela diz.

    Entendes, ou não? Nãote esqueças: AUTENTICIDADE é diferente de CONTEÚDO.

    Se o melhor que você consegue fazer para provar que essa premissa é verdadeira é através da fé você não tem nda… infelizmente

    O ateu Cristiano não é capaz de mostrar onde é que eu tentei provar uma premissa com a “fé”.

    Este é o argumento mais esdrúxulo que já vi.

    E acredite, a sua crença vende algo muito tentador, de verdade, só que alguma coisa não me cheira bem, não consigo aceitar apenas pela fé…

    Se o ateu Cristiano acha que há alguma coisa junto dele que não cheira bem, ele que averigue isso. A higiene pessoal de cada um não é da minha conta.

    Gosto

  28. Mats diz:

    Para o caso do ateu Cristiano ter uma mudança de coração, eis aqui as perguntas que lhe fiiz, e das quais ainda espero resposta:

    “tu vais-me mostrar os versos da Bíblia que digam exactamente o que disseste:

    1. O “sacrifício do ser Eterno” (e não Dum Corpo Humano)

    2. O sítio onde diz que Ele, como Deus (e não como Homem) deixou de ser Todo Poderoso, e depois voltou a ser Todo Poderoso.

    3. Mostra-me aí os versos da Bíblia que dizem o diabo vai para o inferno “torturar” aqueles que fizeram o que ele (o diabo) quer. Vai ser engraçado expor ao leitores do blogue um dos motivos que leva a que muitos sejam ateus: ignorância Bíblica.”

    Gosto

  29. Washington da Cruz diz:

    João de Melo:
    Sei que são falsas ou naturais(sem intervenção humana) ,sou cético e ateuzinho de quinta categoria,só vim a este blog a convite do Diogo Azetech.Mas volta ao sítio e repara como os argumentos daqueles que acreditam na teoria astronáutica são semelhantes a estes deste blog.

    O Eduardo diz:”Aliás, caro Mats, já reparou que os ateus costumam nos chamar de fundamentalistas, sempre que divergimos das “verdades estabelecidas” deles, mas a leitura que eles fazem da Bíblia é, sempre, literal, às vezes ao extremo?”
    Caro Eduardo,quem acredita em Terra Jovem,quem acredita no dilúvio universal,quem acredita que o homem conviveu com dinossauros deve ser chamado do quê?Leitura “ipsis literis” quem faz são vocês.

    O Eduardo,meu conterrâneo,também diz:”É uma crença, sim senhor, e religiosa, pois não! Acaso, a sumidade teria como provar que Deus não existe? Então, pronto: no máximo, ele pode afirmar que NÃO ACREDITA que Deus exista. E trata-se de uma afirmação de crença relacionada à religião – conquanto negativa – logo, não deixa de ser uma crença religiosa.”
    Sim Eduardo,já vou orar para as não-fadas,para os não-gnomos,para o não-Thor e para todas as demais divindades e mitos nas quais eu não acredito,pois,como disse,trata-se de uma afirmação de crença relacionada à religião – conquanto negativa – logo, não deixa de ser uma crença religiosa,potanto,assim como você,tenho uma infinidade de outras religiões para cultuar.Haja tempo livre.

    O cvricas diz:”Mats – o Cristiano não representa o Brasil, nação abençoada e cheia de homens de bem que temem e procuram servir a Deus. Somos hospitaleiros, alegres e somos conhecidos por superar as nossas dificuldades com coragem.”
    Conterrâneo,de onde você tirou a idéia desconexa de que todos os ateus não não são hospitaleiros, alegres e nem somos conhecidos por superar as nossas dificuldades com coragem?Será que nossos irmãos espíritas também não são?E os demais irmãos crentes das demais denominações e seitas?Só os cristãos são especiais?

    Atenção para a aula de lógica:
    Premissa maior:
    “Não pode ser de humanos porque os humanos ainda não tinham evoluído!”.
    Premissa menor:
    “E como é que sabemos que houve evolução? Ora, porque os métodos de datação dizem que sim…”
    Conclusão:
    “Ou seja, os métodos confirmam a teoria, excepto quando não confirmam a teoria.”
    Parabéns Mats,quebraste minhas pernas.

    Por último mas não menos importante:
    Mats,compara as bolotas do sítio em questão com a Estrela da Morte e dize-me,Geoge Lucas é ou não é um copião?Maganão ele,não?

    Gosto

    • cvricas diz:

      Washington o Cristiano, depois de uma finalização áspera assinou o texto com um … “Abraços do Brasil”. Não está difícil de perceber. E então? Já que entrou aqui vai acrescentar alguma informação útil sobre as placas do túmulo que é o escopo deste blog?

      Gosto

    • Eduardo Araújo diz:

      Washington, vou lhe responder, mas não sem uma dose de piedade.

      Você, assim como Cristiano e outros “iluminados”, de tanto se iluminarem parecem ter ficado cegos e sequer mostram capacidade básica de interpretar o que outra pessoa escreve. Vamos lá, às suas “geniais” ponderações:

      “Caro Eduardo,quem acredita em Terra Jovem,quem acredita no dilúvio universal,quem acredita que o homem conviveu com dinossauros deve ser chamado do quê?Leitura “ipsis literis” quem faz são vocês”

      Não, senhor Washington. O senhor tem algum problema com leitura ou é excesso de “luz” ateísta, mesmo? Aqui, mesmo, um coleguinha seu (de ignorância prepotente) entrou na seara bíblica mostrando, exatamente, esse “ipsis litteris”. E ele, assim também, os demais ateus doentios, cheios de mimimi antirreligioso, que vivem tentando acossar os crentes. Engraçado que nossas crenças sejam “infantis” até para adolescentes de quinze anos, mas vocês, os paladinos da ciência (hahaha) não deixam a militância estúpida de lado e vivem uma verdadeira obsessão contra o que não têm, contra o que não acreditam … E ainda falam em lógica, em ser racional … Bah!

      E como vocês ficam melindrados quando dizemos que o ateísmo é uma crença. Vale, até, apelar para falácias ridículas, como tratar figuras folcóricas ou mitológicas no mesmo plano de uma divindade transcendente.

      Quanto ao culto, senhor Washington, é claro que o senhor não precisa se preocupar em orar para as suas não-seja lá o que for. O senhor, como os demais ateístas, já cultuam um deus do mesmo nível de um gnomo: o incrivelmente poderoso e autossuficiente deus EU MESMO. Você e o Cristiano rendem-se servilmente a crença nessa divindade. Mas quanto a ela aplica-se bem isso aqui: ”

      apresente os fatos de sua crença em EU MESMO a uma criança de 15 anos (sic) que nunca tenha sido estuprada mentalmente na infância pela crença em EU MESMO e você entenderá o tamanho da infantilidade e falta de nexo a qual você faz parte”

      Gosto

  30. Mats diz:

    Washington

    Atenção para a aula de lógica:
    Premissa maior:
    “Não pode ser de humanos porque os humanos ainda não tinham evoluído!”.
    Premissa menor:
    “E como é que sabemos que houve evolução? Ora, porque os métodos de datação dizem que sim…”
    Conclusão:
    “Ou seja, os métodos confirmam a teoria, excepto quando não confirmam a teoria.”
    Parabéns Mats,quebraste minhas pernas.

    É mais pensamento evolucionista: os métodos de datação confirmam a evolução excepto quando não confirmam.

    Por último mas não menos importante:
    Mats,compara as bolotas do sítio em questão com a Estrela da Morte e dize-me,Geoge Lucas é ou não é um copião?Maganão ele,não?

    Talvez seja. Tanto faz.

    Não sei como é que isto refuta o facto do túmulo ter desenhos de dinossauros. Talvez no próximo comentário.

    Gosto

  31. Washington da Cruz diz:

    “É mais pensamento evolucionista: os métodos de datação confirmam a evolução excepto quando não confirmam.”
    Como posso inferir esta afirmação do teu silogismo?

    “Talvez seja. Tanto faz.”
    “Não sei como é que isto refuta o facto do túmulo ter desenhos de dinossauros. Talvez no próximo comentário”
    Creio que o bispo também era um copião.Talvez fosse.Tanto faz.

    Gosto

    • Mats diz:

      Washington,

      “É mais pensamento evolucionista: os métodos de datação confirmam a evolução excepto quando não confirmam.”
      Como posso inferir esta afirmação do teu silogismo?

      Quem fez o silogismo foste tu.

      “Talvez seja. Tanto faz.”
      “Não sei como é que isto refuta o facto do túmulo ter desenhos de dinossauros. Talvez no próximo comentário”
      Creio que o bispo também era um copião.Talvez fosse.Tanto faz.

      O Bispo copiou quem?

      Gosto

  32. Márcio diz:

    Olá á todos!
    Me atendo exclusivamente aos desenhos como supostas provas incontestáveis da existências de dinossauros concomitantemente com seres humanos.
    Os desenhos não parecem exatamente bem feitos, fiéis às formas originais daquilo que se queria retratar. O desenhista não primou pela qualidade e técnica apurada, percebe-se bem isso em todas as figuras.
    Aves e peixes parecem mais óbvios, devido às próprias peculiaridades de tais animais(qualquer criança consegue desenhar aves e peixes que podem ser identificados facilmente), raposa, porco e urso estão meio confusos, se não houvesse a nomenclatura eu não saberia identifica-los, a enguia poderia ser uma serpente qualquer. Os cães são óbvios.
    Quanto aos supostos dinossauros:
    Na dupla, o da esquerda tem o corpo semelhante aos cães, patas dianteiras e traseiras iguaizinhas aos cachorros retratados. Curioso que a cauda dele na ponta, me parece mais uma cabeça com boca, olho e orelhas voltadas para trás. Ele não possui cabeça do lado certo pois o elemento da direita se sobrepõe à ele. Será que o entalhador errou e quis consertar da forma que pode?
    A figura da direita tem o corpo esquisito, alto no meio, gordo, a cabeça esta borrada, talvez gasta por abrasão, entretanto consegui perceber resquícios de orelhas iguais ao da figura esquerda. As patas traseiras se parecem com as dos mamíferos. Não dá prá identificar o que o ”artista” quis retratar exatamente.
    Quanto ao outro suposto dinossauro. Sinceramente, me pareceu mais um mamífero, não me pareceu um crocodilo, é um tanto gorducho e arredondado. Se aproxima mais de um musaranho ou algo do tipo.

    A única e certa conclusão que se pode tirar dessas figuras é que o entalhador era um péssimo desenhista e só.

    Já ví figuras parecidas com dinossauros, supostamente antigas, mais detalhadas e intrigantes que essas.

    Abraços, felicidades!

    Gosto

  33. Cristiano diz:

    Mats

    Então você acredita que todos os “desenhos” que são encontrados na antiguidades provam que os indivíduos dessa época presenciaram objetos semelhantes aos desenhos?

    Abraço
    Cristiano

    [[ Ainda não vi as respostas às minhas perguntas - Mats]]

    Gosto

  34. Cristiano diz:

    Mats, 3 coisas…

    1ª – Não conheço a bíblia como você, assim como já disse mais de uma vez não posso responder suas perguntas com precisão, as afirmações que fiz sobre ela são apenas baseadas no que ouvi a vida inteira dos religiosos, se essa minha suposição pelo que sempre escutei lhe ofendeu me desculpe…

    [[ Ou seja, entras num blogue Cristão, e começas a fazer alegações sobre as quais não tens o mínimo conhecimento. Muito bem. Pelo menos os outros leitores do blogue já sabem que tu não verificas as coisas que te são ditas. - Mats ]]

    2ª – Vai começar com o jogo do só respondo se me responder? A sua resposta a minha última pergunta é tão reveladora assim a ponto de evitar a resposta óbvia?

    [[ Quem faz alegações tem que as suportar. ]]

    3ª – Qual o motivo das minha últimas mensagens de ontem terem sido preteridas e não publicadas? Não me lembro de colocar nada mal educado, nem ofensivo.

    [[ Demagogia não é bem vinda. Foca-te nos argumentos. ]]

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

  35. Azetech diz:

    Marcio

    “”” Os desenhos não parecem exatamente bem feitos, fiéis às formas originais daquilo que se queria retratar. “””

    Como Você sabe? Por um acaso estava com o autor no momento que ele as desenhou?

    “”” O desenhista não primou pela qualidade e técnica apurada, percebe-se bem isso em todas as figuras.
    Aves e peixes parecem mais óbvios, devido às próprias peculiaridades de tais animais(qualquer criança consegue desenhar aves e peixes que podem ser identificados facilmente), raposa, porco e urso estão meio confusos, se não houvesse a nomenclatura eu não saberia identifica-los, a enguia poderia ser uma serpente qualquer. Os cães são óbvios. “””

    Não concordo. O desenho é bem apurado pelo ESTILO e ÉPOCA pelo qual foi desenhado. Obviamente não compararia aquelas técnicas com as atuais.
    Outra coisa, todos animais descritos lá são FACILMENTE IDENTIFICADOS (Incluindo os dinossauros)
    A sua dificuldade de reconhecimento para alguns deles é devido a não familiaridade com alguns deles. Com outras palavras, você identificou com mais facilidade os peixes e as aves, porque tem mais contato com eles. Já o porco, o urso e a raposa, por não possuir um contato frequente com os mesmos, teve mais dificuldade em identifica-los. Os dinossauros então… nem se fala.

    “”” Quanto aos supostos dinossauros:
    Na dupla, o da esquerda tem o corpo semelhante aos cães, patas dianteiras e traseiras iguaizinhas aos cachorros retratados. Curioso que a cauda dele na ponta, me parece mais uma cabeça com boca, olho e orelhas voltadas para trás. “””

    Qual é o motivo da imensa dificuldade em identificar um desenho tão simples.
    Seria a fé naturalista? Se caso fosse um cético a esta fé, tua visão ficaria confusa? creio eu que não, pois como só não tenho fé em Darwin, reconheço a figura pelo o que ela REALMENTE É, ou seja DINOSSAUROS.

    “”” Será que o entalhador errou e quis consertar da forma que pode? “””

    Creio que não. Não tenho tanta fé ao ponto de acreditar que um “conserto’ de um animal, que supostamente seria um cachorro, poderia tornar-se motivada pela SORTE, impressionantemente semelhante a imagem de dinossauros, que são facilmente identificados.
    A fé em acreditar que SORTE gera coisas, não são compartilhados por cristãos, mas sim por Naturalistas.

    “”” A figura da direita tem o corpo esquisito, alto no meio, gordo, a cabeça esta borrada, talvez gasta por abrasão, entretanto consegui perceber resquícios de orelhas iguais ao da figura esquerda. As patas traseiras se parecem com as dos mamíferos. “””

    Olha, sinceramente não tenho tanta criatividade e FÉ como você para enxergar os desenhos de dinossauros (Que são FACILMENTE IDENTIFICADOS) são desenho de cachorros distorcidos.
    Como percebemos nas ilustrações dos cães, são COMPLETAMENTE diferente destes animais.
    talvés se possuísse uma fé cega em Darwin, enxergaria os dinossauros sendo borrões da natureza, criados pelo ACASO, dando a impressão de dinossauros ;-)

    “””Não dá prá identificar o que o ”artista” quis retratar exatamente.””

    Claro que da, são Dinossauros. Basta olhar para a imagem sem os “óculos” da fé naturalista que facilmente são identificados.

    Se estas figuras estivessem por exemplos, sido feitos nos dias de hoje por uma criança, você JAMAIS duvidaria que seriam dinossauros. O problema é que estas mesma imagens contradizem a tua FÉ.

    “””A única e certa conclusão que se pode tirar dessas figuras é que o entalhador era um péssimo desenhista e só. “””

    Não acho. Existe mais de uma única conclusão, como por exemplo a conclusão que o autor CONHECIA a aparência de dinossauros.

    Somente para a FÉ naturalista, este teu argumento é único. Para quem é cético em relação a ela, existem ALTERNATIVAS.

    “”” Já ví figuras parecidas com dinossauros, supostamente antigas, mais detalhadas e intrigantes que essas. “”

    Isso é que não falta., afinal HUMANOS CONVIVERAM COM ESTAS FERAS.
    Então é comum alguns povos descreverem estes animais em suas obras.

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

    • Márcio diz:

      Diogo.
      Ainda afirmo que os desenhos não primam muito pela perfeição, são minimalistas, só apresentam traços mínimos o suficiente para se poder identificar o que o autor queria. Se não houvesse nomenclatura eu não saberia identificar alguns deles.
      Como só podemos usar o próprio estilo do autor na análise, vejamos:
      No desenho duplo onde há supostamente dinossauros:
      Veja que o da esquerda tem o mesmo estilo do desenho dos cães, o corpo é semelhante, e veja as patas dianteiras, seguem exatamente o mesmo estilo que ele usou nos cães, braços e antebraço unidos em ângulos retos. Nos outros desenhos de mamíferos ele não usa o mesmo padrão para tais membros, só para os cães.
      Ora, se ele queria retratar um cão no desenho da esquerda, como seu parceiro da direita poderia ser um dinossauro? Um dinossauro do tamanho de um cão? (havia-os, mas o contexto do desenho não parece ser esse.)
      É um desenho muito esquisito, aquilo na cauda ainda me parece uma cabeça com boca, olho e orelhas.
      Bom, devido à imprecisão do desenho, creio que a interpretação é um tanto subjetiva e não conclusiva.
      Considero um evidência dúbia.

      Abraços!

      Gosto

  36. Azetech diz:

    Cristiano

    Cristiano… Cristiano… sempre o mesmo Cristiano… hehehehe
    Tanto aqui, como no Blog do Barros, você é o mesmo.

    Porque não encontra argumentos RACIONAIS para refutar os apresentados neste blog?
    Tente provar com evidências que as postagens dos posts são fraudulentas.
    Seja RACIONAL, e não EMOCIONAL.

    Percebo que não conhece NADA de ciência, e seus argumentos em defesa do Naturalismo que professa, são fundamentados puramente em EMOÇÕES.

    Mats

    Perdoe-me pelos meus “colegas” de debate, virem despejar as “sabedorias” deles em seu blog.

    O que acontece, é que a algum tempo (1 ano e meio) tenho debatido no blog do Barros (deusilusão).
    Então, quando conheci o teu blog, e ví teus posts, desafiei alguns deles a debater CIENTIFICAMENTE aqui, pois os mesmos sempre alegaram ser “cientistas”

    Então, em partes, sou responsável (indiretamente) pelos comentários deles.

    Fora o Marcio, não esperava que houvesse “trollagens” por parte de alguns deles.
    Então, devido a isso, peço desculpas.

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

    • Mats diz:

      Diogo,

      Ainda bem que indicaste este blogue aos ateus visto que é uma forma rápida de 1) eles verem como a ciência está contra a sua fé no naturalismo 2) nós Cristãos termos ainda mais evidências do quão baixo uma pessoa pode descer para rejeitar o óbvio: Deus existe.

      Deixa-os vir. Um a um, nós vamos dando cabo deles até que eles se retirem, esmagados pela ciência e pela veracidade da Palavra de Deus.

      Não vale à pena tentar converter estas pessoas: o nosso propósito é falar a verdade para que outros leitores possam ver onde está a razão e onde está o ateísmo.

      Gosto

  37. Cristiano diz:

    Diogo

    O Mats só publica o que interessa ao criacionismo, meu comentário de ontem a noite “não foi aprovado”, assim não há o que discutir nem como discutir, claro que fiz um print de tela com esse comentário “reprovado”, vou colocar a imagem dele lá no blog do Barros… assim como meu último comentário que provavelmente também será “reprovado”

    Assim mesmo que ele insista em não publicar o que escrevi ontem, pelo menos lá as pessoas verão a resposta que dei a vocês, quem sabe lá vocês me respondem…

    A propósito, esse print de tela também estará lá…

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

  38. Data diz:

    Ah, entendi.

    Como o planeta Terra é jovem e tudo foi criado instantaneamente, os dinsauros só podiam ter convivido com os humanos.

    [[ Pelo menos és mais inteligente do que 99% dos ateus que aqui chegam. - Mats]]

    Mas como que ficam Adão e Eva neste caso?

    [[ Ficam como estavam. Se calhar tu é que tens que mostrar como é que a coexistência entre humanos e dinossauros é contra Adão e Eva. ]]

    Gosto

  39. Washington da Cruz diz:

    Diogo,
    Responda racionalmente:quando foi que nós,trollateus,alegamos ser cientistas?
    Agora responda emocionalmente:onde estão Klaus Dona,dotô Adauto e companhia?

    Gosto

  40. Márcio diz:

    Diogo.

    Fora o Marcio, não esperava que houvesse “trollagens” por parte de alguns deles.

    Heim?! Você esperava ”trollagens” de mim????

    Abraços!

    Gosto

  41. Hebert diz:

    O outro cara argumentou de maneira bem besta sobre os desenhos. Um pouco de história da arte faz-nos lembrar que naquela época, os desenhos eram bidimensionais e não os que o faziam, não eram Da Vinci. Como pode-se ver em dezenas de gravuras medievais.

    Gosto

    • Márcio diz:

      O outro cara argumentou de maneira bem besta sobre os desenhos. Um pouco de história da arte faz-nos lembrar que naquela época, os desenhos eram bidimensionais e não os que o faziam, não eram Da Vinci. Como pode-se ver em dezenas de gravuras medievais.

      E isso os torna menos precisos. Certo? Foi o que eu argumentei.

      Abraços!

      Gosto

  42. Hebert diz:

    Álias, Mats, uma dúvida. Por que daibolos a ilustração dos dinossauros é absolutamente semelhante(e para mim, é a mesma) que nesta aqui, de outro post seu? Ao que tudo indica, ela está com um “zoom” e é localizada como sendo encontrada no Peru, as tais “Pedras de Ica”.

    http://darwinismo.files.wordpress.com/2012/07/086.jpg?w=300

    Sério, isso me cheira a evidência montada. É claro que não refuta, ao todo, as evidências em relação a coexistência entre dinos e homens, (como um ótimo post seu em que havia sido encontrado um dinossauro em decomposição!).

    E se possível, iria querer uma imagem bem grande deste túmulo. Eu procurei e as referências faziam alusão ao seu post.

    Gosto

  43. Cristiano diz:

    Mats

    Não havia demagogia em meu comentário. Isso só prova que você está errado e que você é desonesto, publicando apenas o que for conveniente para você ou comentários que você já tenha desenvolvido uma resposta padrão, mesmo que torta, mas que satisfaça o seu ego e de seus amigos de fé. Fica muito cômodo para você passar a impressão aos seus amigos daqui que meu comentário foi removido apenas porque continha demagogia, eles não podem comprovar isso não é?

    Mas fiquei com uma dúvida, demagogia de criacionistas como o Diogo para com os naturalistas pode?

    É Mats… assim fica fácil né… mas eu entendo, a desonestidade intelectual necessária para acreditar no deus bíblico é tão grande que nem percebemos quando usamos da mesma desonestidade com quem não pensa como a gente…

    Me desculpe por ter feito você perder o seu tempo, assim como perdi o meu, você ainda não aprendeu a andar sozinho, nem a aceitar a sua condição humana, você precisa de algo sobrenatural para dar sentido a sua vida… você precisa se sentir especial… então seja feliz em sua ilusão…

    Fique tranquilo que não vou mais incomodar você…

    Cristiano

    Gosto

  44. Cristiano diz:

    Carlos Eduardo

    Não vou mais incomodar o Mats, mas fiquei curioso…

    Em primeiro lugar, gostaria de saber por que as pessoas que tem a mesma opinião do autor podem ser sarcásticas e nós não? Seria a história do “dentro do clube” e “fora do clube”?

    Em segundo, não temos crença no big-bang e na geração espontânea, visto que os cientistas na maioria das vezes podem provar empiricamente muitas das coisas que dizem, apenas aceitamos essaa “teoriaa”, mas claro esperando sempre novos dados que a corroborem ou a mudem, apenas isso. Nisso somos diferentes, vocês já “sabem” como tudo aconteceu. Assim se você não pode colocar elas no mesmo nível.

    Eu consigo explicar para você porque acho sua crença infantil, você conseguiria explicar o que seria a “crença em EU MESMO”. E ainda que consiga, você consegue apontar quais os problemas no EU MESMO sem mencionar sua crença?

    E para fechar, porque antes, quando a igreja tinha o poder de obrigar as pessoas a acreditarem no que ela acreditava, a bíblia era tomada “ipsis literis”? Não seria muita coinscidência a introdução do “contexto” a partir do nascimento da ciência moderna?

    Abraço
    Cristiano

    Gosto

  45. Azetech diz:

    Marcio

    Heim?! Você esperava ”trollagens” de mim????

    Mas é claro que NÃO. você NUNCA “trollou” (exceto por algumas “pitadas” de suas piadinhas infames, que escapam de vez em quando), porque esperaria isso agora?
    Não percebeu a ênfase que coloquei FORA o Marcio
    Quando eu disse FORA, significava que você não estava envolvido. Entendeu?

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

    • Márcio diz:

      Diogo.

      Mas é claro que NÃO. você NUNCA “trollou” (exceto por algumas “pitadas” de suas piadinhas infames, que escapam de vez em quando), porque esperaria isso agora?
      Não percebeu a ênfase que coloquei FORA o Marcio
      Quando eu disse FORA, significava que você não estava envolvido. Entendeu?

      Abraços,

      Diogo.

      A bommmmmmmmmm!!!!!

      É que ficou dúbia a sua frase!

      Obrigado!

      Abraços!

      Gosto

  46. Azetech diz:

    Washington

    Diogo,
    Responda racionalmente:quando foi que nós,trollateus,alegamos ser cientistas?

    Cara, vocês sempre fazem isso. Usam a ciência (de forma deturpada, é claro) para embasar a fé naturalista que possuem.
    Eu só defendi sempre que a “religião” que possuem, NÃO TEM NADA A HAVER com ciência.
    Este blog ILUSTRA muito bem meus pensamentos, pois seus posts são extremamente CIENTÍFICOS.
    Caso duvide de algum dele, porque não tenta refuta-los cientificamente?
    O Mats postou vários assuntos com temas diversos. Escolha um e TENTE refuta-lo, oras bolas.
    Ficar com proselitismo barato, e blasfêmias, não levam a nada.

    Agora responda emocionalmente:onde estão Klaus Dona,dotô Adauto e companhia?

    O que tem a haver uma coisa com outra? Por um acaso,em algum momento, precisei cita-los como fonte neste blog?
    Se houver algum assunto que leve a necessidade de cita-los, eu o farei, como não é o caso, porque deveria faze-lo?

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

  47. Azetech diz:

    Cristiano

    “””Não havia demagogia em meu comentário. Isso só prova que você está errado e que você é desonesto, publicando apenas o que for conveniente para você ou comentários que você já tenha desenvolvido uma resposta padrão, mesmo que torta, mas que satisfaça o seu ego e de seus amigos de fé. Fica muito cômodo para você passar a impressão aos seus amigos daqui que meu comentário foi removido apenas porque continha demagogia, eles não podem comprovar isso não é? “””

    Cristiano, pelo que te conheço, com certeza teu comentário excluído deveria ter sim.
    O Detalhe é que está confundindo o nível deste blog com o outro que está acostumado.
    No “deusilusão”, onde possui posts com nomes: “O anus de deus”, “jesus se masturbava” e assim por diante, comentários chulos eram permitidos. Porém aqui, a conversa é diferente.

    Mas fiquei com uma dúvida, demagogia de criacionistas como o Diogo para com os naturalistas pode?

    Onde houve demagogia em meu comentário? poderia citar?

    É Mats… assim fica fácil né… mas eu entendo, a desonestidade intelectual necessária para acreditar no deus bíblico é tão grande que nem percebemos quando usamos da mesma desonestidade com quem não pensa como a gente…

    Cristiano, você nem mesmo trouxe algo ÚTIL para debater. Quanto te chamei para visitar este blo esperava que viesse com argumentos SÓLIDOS e CIENTÍFICOS, tentando refutar os argumentos apresentados pelo Mats. No lugar disso, você só me fez passar vergonha, pois seus comentários foram muito proselitista.
    Somente o Marcio se salvou, pois pelo menos, tentou refutar o argumento de forma civilizada e racional.

    Me desculpe por ter feito você perder o seu tempo, assim como perdi o meu, você ainda não aprendeu a andar sozinho, nem a aceitar a sua condição humana, você precisa de algo sobrenatural para dar sentido a sua vida… você precisa se sentir especial… então seja feliz em sua ilusão…

    Está vendo só Cristiano. São comentários deste tipo que o expõe ao RIDÍCULO.
    Mesmo que fosse verdade, e que precisássemos disso para crer em Deus, não significaria que ele NÃO EXISTE.
    A necessidade poderia ser apenas um de VÁRIOS CAMINHOS que levaria uma pessoa a SER GRATO e OBEDECER a Deus, que criou TUDO.
    Você cometeu a clássica FALÁCIA GENÉTICA.

    Será que a maioria de seus comentários, sempre terão FALÁCIAS?

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

    • Cristiano diz:

      Diogo

      Primeiro: Você não me conhece
      Segundo: Se esse blog tem um outro nível, porque gosta de se rebaixar no “outro” blog?Já não treinou refutação suficiente?
      Terceiro: Entendo que meus cometários nunca serão úteis para o tipo de debate que interessa a você, que é apenas a comprovação do deus bíblico através da ciência criacionista
      Quarto: Ser grato e obedecer são coisas diferentes. E você faria isso só porque ele teria criado tudo? Essa é sua motivação… já lhe falei algumas vezes, PAZ SEM VOZ NÃO É PAZ, É MEDO…

      Abraço
      Cristiano

      Gosto

  48. Azetech diz:

    Marcio

    “””E isso os torna menos precisos. Certo? Foi o que eu argumentei.”””

    Marcio, sinto muito mas não foi o que argumentou. Você argumentou que o desenho NÃO REPRESENTAVA o que ele estava demonstrando.
    Mesmo se as técnicas de desenhos, antigamente eram INFERIORES aos atuais, isso não significa que não haveria possibilidade de identificar o que eles representavam.
    A imagem é bem nítida e clara, e o que se observa são dois “dragões” (Conhecido atualmente como dinossauros) em luta.
    Somente a tua fé o faz enxergar de modo diferente.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Márcio diz:

      Diogo.

      Marcio, sinto muito mas não foi o que argumentou. Você argumentou que o desenho NÃO REPRESENTAVA o que ele estava demonstrando.
      Mesmo se as técnicas de desenhos, antigamente eram INFERIORES aos atuais, isso não significa que não haveria possibilidade de identificar o que eles representavam.
      A imagem é bem nítida e clara, e o que se observa são dois “dragões” (Conhecido atualmente como dinossauros) em luta.
      Somente a tua fé o faz enxergar de modo diferente.

      Abraços,
      Diogo.

      Você leu o meu último comentário sobre esse assunto?
      Repito:
      ”Como só podemos usar o próprio estilo do autor na análise, vejamos:
      No desenho duplo onde há supostamente dinossauros:
      Veja que o da esquerda tem o mesmo estilo do desenho dos cães, o corpo é semelhante, e veja as patas dianteiras, seguem exatamente o mesmo estilo que ele usou nos cães, braços e antebraço unidos em ângulos retos. Nos outros desenhos de mamíferos ele não usa o mesmo padrão para tais membros, só para os cães.
      Ora, se ele queria retratar um cão no desenho da esquerda, como seu parceiro da direita poderia ser um dinossauro? Um dinossauro do tamanho de um cão? (havia-os, mas o contexto do desenho não parece ser esse.)
      É um desenho muito esquisito, aquilo na cauda ainda me parece uma cabeça com boca, olho e orelhas.
      Bom, devido à imprecisão do desenho, creio que a interpretação é um tanto subjetiva e não conclusiva.”

      Complementando: Os dragões são seres míticos, aparentemente baseados na forma de certos répteis conhecidos por todos.
      Mesmo assim, os entalhes nem se parecem com dragões.

      É assim que vejo criticamente.

      Abraços!

      Gosto

  49. DarthVader diz:

    Cristiano

    você ainda não aprendeu a andar sozinho, nem a aceitar a sua condição humana…

    Falou então Chucky Norris , Grito da filosofia, aprender a andar sozinho?Aceitar sua condição Humana?

    O legal é que vc não explica oque seria e quem ditou oque é ”andar Sozinho” e qual é a nossa ”Condição Humana”??

    Se ”não acreditar em Deus” estiver no manual de ”como ser humano” acho então que não sou tão humano assim…

    Gosto

    • Cristiano diz:

      DarthVader

      Adiantaria eu explicar?

      Mas vai lá… Digamos que a condição humana seria

      1 – Aceitar que somos responsáveis por nossos atos errados, e não atribuí-los a um ser que poderia ter sido destruído por quem tanto nos ama ao se rebelar
      2 – Transformar o sentido de nossa vida nos momentos que vivemos nessa vida, porque não existe outra
      3 – Decidir em conjunto com as pessoas de nossa sociedade o que é melhor para o todo, e não seguir o que supostamente um povo que vivia no deserto recebeu como ordens de uma ser que nunca se provou
      4 – Aceitar que crescemos e não temos mais ninguém olhando para nós, o que cria uma necessidade enorme de sermos honestos, responsáveis e corretos… não por medo de ir para o inferno, mas por que isso minimiza os riscos de acidentes, doenças e todo tipo de desgraça a quem divide o mundo conosco
      5 – E por fim, valorizar todos os esforços de nossos ancestrais, seria muito fácil ser criado… mas nós conquistamos nossa “condição humana”, mesmo porque se fossemos uma criação ela seria muito mal feita…

      Isso lhe parece tarefa para Chuck Norris?

      Abraço
      Cristiano

      Gosto

  50. Washington da Cruz diz:

    Diogo,

    “Cara, vocês sempre fazem isso. Usam a ciência (de forma deturpada, é claro) para embasar a fé naturalista que possuem.”
    Quem usa a ciência é cientista?

    “Eu só defendi sempre que a “religião” que possuem, NÃO TEM NADA A VER com ciência.”
    Esta afirmação contradiz a anterior.Somos ou não somos cientistas?

    “Este blog ILUSTRA muito bem meus pensamentos, pois seus posts são extremamente CIENTÍFICOS.’
    Percebi.

    “Caso duvide de algum deles, porque não tenta refuta-los cientificamente?”
    Com a minha ciência deturpada?

    “O que tem a ver uma coisa com outra? Por um acaso,em algum momento, precisei citá-los como fonte neste blog?Se houver algum assunto que leve à necessidade de citá-los, eu o farei, como não é o caso, porque deveria fazê-lo?”
    Aguardo com ânsia a oportunidade de vê-los citados.

    “Ficar com proselitismo barato, e blasfêmias, não leva a nada.”
    Depende do referencial.Lá no outro blog quem faz proselitismo é você,e bem baratinho por sinal.Com relação a blasfêmias,aqui não as fiz e se as fizesse não seriam blasfêmias para mim pois não comungo da mesma fé que você.

    “No “deusilusão”, onde possui posts com nomes: “O anus de deus”, “jesus se masturbava” e assim por diante, comentários chulos eram permitidos. Porém aqui, a conversa é diferente.”
    Quer que eu exponha os epítetos carinhosos usados por você contra mim no “Deusilusão”.

    Gosto

    • cvricas diz:

      Gente, o desvio do assunto está a milhas de distância e já causando náuseas por causa da propensão à falta de respeito. O embate fé x ciência está nas mais altas camadas acadêmicas envolvendo cientistas renomados de ambos os lados. Se fosse tão intuitivo e elementar como a crueza dos comentário querem sugerir, os debates não passariam das rodas de bar ou de café. Por favor mantenham o respeito, inclusive considerando suas próprias imperícias em convencer quem tem opinião contrária!

      Gosto

  51. Washington da Cruz diz:

    corrigindo o comentário anterior:
    Quem usa a ciência é necessariamente cientista?

    Gosto

  52. Azetech diz:

    Washington
    Quem usa a ciência é necessariamente cientista?

    Não necessariamente. Você pode muito bem usar a ciência CASUALMENTE, não sendo um CIENTISTA (profissional)
    Mas a frase empregada por mim, direcionada a você, foi referente ao NOME da ciência, e não ela em si.

    Esta afirmação contradiz a anterio

    Só porque possui dificuldade em entender, não significa que a frase foi contraditória.

    Com a minha ciência deturpada?

    Pode ser.

    Aguardo com ânsia a oportunidade de vê-los citados.

    Neste blog já existe VÁRIAS citações. Não há necessidade de agusrdar, é só escolher um post.

    Com relação a blasfêmias,aqui não as fiz e se as fizesse não seriam blasfêmias para mim pois não comungo da mesma fé que você.

    Eu sei. O que é blasfêmia para mim, é “benção” a você. Isso mostra o quanto somos diferentes.

    Quer que eu exponha os epítetos carinhosos usados por você contra mim no “Deusilusão”.

    Ora, e eu tenho algo a temer? Se expor os comentários NA INTEGRA, sem deturpa-los (como frequentemente o faz) fique a vontade. A propósito, quando (ou se) for postar, poste também teus “elogios” anteriores as minhas RESPOSTAS.

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

  53. Azetech diz:

    Marcio

    Você leu o meu último comentário sobre esse assunto?
    Mas é claro que li. Li e não concordei. Por isso fiz o comentário de que se A MESMA GRAVURA fosse realizada hoje, por uma CRIANÇA, você não teria tanta criatividade em confundi-la como uma imagem deformada de um cachorro. De primeira deduziria que ela se trata de dois dinossauros.
    O problema é que o contexto das imagens, somadas com tua fé, o faz enxergar algo, que eu não concordo que seja real.

    Como não tenho a tua fé, deduzo ela como o que ela representa, ou seja, dois dinossauros.

    Os dragões são seres míticos, aparentemente baseados na forma de certos répteis conhecidos por todos.
    Mesmo assim, os entalhes nem se parecem com dragões.

    E quem disse que me referi a dragões míticos? Me referi aos dinossauros que, presenciados pelas pessoas, eram conhecidos como dragões ou “feras”. (Pois a palavra dinossauro não existia)

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Márcio diz:

      Diogo.

      Mostrei as gravuras para o meu filho de 09 anos e ele disse à principio que eram dinossauros, depois olhou bem de perto e disse que o da direita era um elefante e o outro um ”canguru antigo” (Rsrsrs! Não sei porque ele achou que era canguru), ele reparou também a cabeça na ponta do rabo.
      Muito bem Diogo. Continue achando que são dinossauros.
      Eu ainda acho que não são evidências conclusivas.

      Encerro por aqui esse assunto.

      Abraços!

      Gosto

  54. DarthVader diz:

    Cristiano

    1 – Aceitar que somos responsáveis por nossos atos errados, e não atribuí-los a um ser que poderia ter sido destruído por quem tanto nos ama ao se rebelar

    E quem disse que atribuímos culpa ao ”ser rebelado”? Se existe livre arbítrio cada um que tome conta de seus atos, O maior inimigo do Homem é ele mesmo.
    _____________________________________________________________
    2 – Transformar o sentido de nossa vida nos momentos que vivemos nessa vida, porque não existe outra

    Amar os outros, fazer o bem ao máximo,estudar a natureza, respeitar cada folego de vida e aproveitar a vida enquanto durar, sim esses são os momentos que deveríamos ter, mas quem provou que não existe outra vida?
    ____________________________________________________________
    3 – Decidir em conjunto com as pessoas de nossa sociedade o que é melhor para o todo, e não seguir o que supostamente um povo que vivia no deserto recebeu como ordens de uma ser que nunca se provou

    Concordo com oque vc disse mas oque tem a ver com ”seguir um povo…”?
    Eu como cristão não sigo em totalidade as leis de Judaicas( apesar de serem instrutivas) pois elas foram feitas para a sociedade daquela época para aquele povo, e debaixo do sacrificio de cristo não preciso mais de tais Leis.

    _____________________________________________________________
    4 – Aceitar que crescemos e não temos mais ninguém olhando para nós, o que cria uma necessidade enorme de sermos honestos, responsáveis e corretos… não por medo de ir para o inferno, mas por que isso minimiza os riscos de acidentes, doenças e todo tipo de desgraça a quem divide o mundo conosco

    Vejo que vc tem uma moral correta, sim devemos ser honestos ,repeitar o próximo e responsáveis para evitar tudo que vc disse no final , isso não refuta a existência de um Criador.

    ___________________________________________________________

    5 – E por fim, valorizar todos os esforços de nossos ancestrais, seria muito fácil ser criado… mas nós conquistamos nossa “condição humana”, mesmo porque se fossemos uma criação ela seria muito mal feita…

    Que esforços?os evolutivos?ou seja agradecer ao acaso..Fácil ser criado?Quem definiu que é fácil ser criado e difícil ser evoluído?
    Somos mal feitos?Se uma simples folha de arvore quebra fótons de luz solar e transforma-os em íons de hidrogênio e o homem nem sequer sabe como, nem reproduzir uma misera célula o homem consegue.
    Parece até que vc nunca abriu um livro de biologia para ver a complexidade da Vida.

    _________________________________________________________

    Bom voltando ao assunto em questão não sei como um pessoa não vê que esta imagem é um dinossauro..

    Gosto

    • Cristiano diz:

      DarthVader

      Você então deve ser o único cristão que não atribui seus erros e mesquinharias (que todos cometemos) ao diabo e sim ao seu livre arbítrio…

      Nada do que disse refuta um criador, mas nada do que vocês alegam prova… então se não conseguimos provar algo, ajamos como se não existisse… garanto que se fizermos isso procurando fazer o melhor ao todo estaremos “no caminho certo”… agora quando você coloca que “deus quer que você o ame acima de todas as coisas” você tira qualquer inteligência superior da jogada…

      Alguém já provou que existe outra vida? Nesse caso devemos aplicar a regra acima novamente… já que não podemos provar, ajamos como se não houvesse…

      Quanto a imagem, uma parece de dinossauro, outra não, mas te faço a mesma pergunta que fiz ao Mats mas ele não quis responder por motivos óbvios…

      “Você acredita que todos os “desenhos” que são encontrados nas antiguidades provam que os indivíduos dessa época presenciaram objetos semelhantes aos desenhos?”

      E ao contrário do que o Diogo disse não tenho raiva de cristãos… nunca tive e nunca vou ter…

      Abraço
      Cristiano

      Gosto

  55. Azetech diz:

    Marcio

    Mostrei as gravuras para o meu filho de 09 anos e ele disse à principio que eram dinossauros, depois olhou bem de perto e disse que o da direita era um elefante e o outro um ”canguru antigo” (Rsrsrs! Não sei porque ele achou que era canguru), ele reparou também a cabeça na ponta do rabo.

    Pois é Marcio,seu filhnho conhece um APATOSSAURO? ou DIPLODOCUS?Somente uma pessoa inexperiente e ingênua enxergaria a figura destes dois seres como canguru ou elefante. Assim como seu filhinho de 9 anos, você também acredita que a imagem são semelhantes a cachorro.
    Seria você também ingênuo ou inexperiente?

    Muito bem Diogo. Continue achando que são dinossauros.
    Eu ainda acho que não são evidências conclusivas.

    Muito bem Marcio, continue achando que a figura são cachorros distorcidos (ou talvez elefantes e cangurus, rsrsrs).
    Como eu conheço um APATOSSAURO e DIPLODOCUS, e não possuo fé na datação naturalista, enxergo as imagens pelo que elas representam, DINOSSAUROS.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

  56. Márcio diz:

    Diogo da Silva Sauro. Rsrsrs!

    Pois é Marcio,seu filhnho conhece um APATOSSAURO? ou DIPLODOCUS?Somente uma pessoa inexperiente e ingênua enxergaria a figura destes dois seres como canguru ou elefante. Assim como seu filhinho de 9 anos, você também acredita que a imagem são semelhantes a cachorro.
    Seria você também ingênuo ou inexperiente?

    Pois é, pois é, pois é! Não subestime a capacidade do meu filho. Rsrs! Eu disse que à princípio meu pequeno identificou as figuras como dinossauros, depois ele analisou-as mais apuradamente e correspondeu-as com canguru e elefante. Talvez faltasse à você um exame mais apurado! Eu já acho que um deles é semelhante a figura de cães do mesmo autor, o outro eu não sei dizer.
    Isso só quer dizer que as figuras são incertas e um tanto subjetivas.

    Abraços!

    Gosto

  57. Washington da Cruz diz:

    Diogo,
    [[Não necessariamente. Você pode muito bem usar a ciência CASUALMENTE, não sendo um CIENTISTA (profissional)
    Mas a frase empregada por mim, direcionada a você, foi referente ao NOME da ciência, e não ela em si.]]
    Ok,Tudo bem.

    [[Só porque possui dificuldade em entender, não significa que a frase foi contraditória.]]
    Eu e minha inveterada dislexia.

    [[Pode ser.]]
    Obrigado!

    [[Neste blog já existem VÁRIAS citações. Não há necessidade de aguardar, é só escolher um post.]]
    Ainda bem que você me avisou,obrigado!

    [[Eu sei. O que é blasfêmia para mim, é “benção” para você. Isso mostra o quanto somos diferentes.]]
    Que bom que reconhece isso.Muitíssimo obrigado!

    [[Ora, e eu tenho algo a temer?Se expuser os comentários NA ÍNTEGRA, sem deturpá-los (como frequentemente o faz) fique a vontade. A propósito, quando (ou se) for postar, poste também teus “elogios” anteriores as minhas RESPOSTAS.]]
    Quem começou com a baixaria foi você e os tais “elogios” empregados por mim, direcionados a você, foram referentes ao seu NOME, e não a você em si.]]

    Gosto

  58. Azetech diz:

    Marcio

    Eu disse que à princípio meu pequeno identificou as figuras como dinossauros, depois ele analisou-as mais apuradamente e correspondeu-as
    com canguru e elefante.

    Pois é Marcio, seu filho enxergou aquelas imagens como Cangurú e elefantes. Você chama isso de analisar apuradamente??
    Está brincando comigo não é mesmo. Nem míope, no escuro poderia identificar aqueles dois dinossauros como Cangurú ou Elefante.

    Talvez faltasse à você um exame mais apurado! Eu já acho que um deles é semelhante a figura de cães do mesmo autor, o outro eu não sei dizer.

    rsrsrsrs se eu tivesse a nível de “apuração” que seu filho e você possuem, talvez identificaria a imagem como duas arvores, ou quem sabe dois Cyborgues do futuro ;-) .

    Isso só quer dizer que as figuras são incertas e um tanto subjetivas

    Marcião, pode ser subjetivo a você, para mim e para muitos, elas são muito precisas e coerentes ao que elas representam.
    Como disse, se estas figuras estivessem sido desenhadas pelo seu próprio filho, na escolinha dele, você nem tentaria elaborar uma subjetividade para o tal. O detalhe é que o contexto que ela se encontra, a tua fé em darwin o faz enxergar “pelos em ovos” vendo coisas onde não existe, como por exemplo cachorros, cangurus e elefantes em uma imagem NÍTIDA de dois dinossauros.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

  59. Azetech diz:

    Washington
    Quem começou com a baixaria foi você e os tais “elogios” empregados por mim, direcionados a você, foram referentes ao seu NOME, e não a você em si.

    Aham…. tá bom…. Quem presenciou nosso debate desde o início no deusilusão, verá por parte de quem os “elogios” foram iniciados.

    A frase: “meu intuito era irrita-lo” não partiu de mim, mas de você. Esqueceu?

    Tu ficaste nervoso pois eu estava a refutar as falácias do seu “irmão” Cristiano.
    Como não possui argumento RACIONAL para defende-lo, apelou para a “trollagem”.

    Mas como disse anteriormente, se quiser um debate SÉRIO, com um nível mais elevado, é só escolher um post do Mat´s e TENTAR refuta-lo.
    Aqui, diferentemente do blog do Barros, possui mais argumentos científicos com suas respectivas fontes.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

  60. Azetech diz:

    DarthVader

    O Cristiano não parece ser uma pessoa ruim. Porém um dos defeitos que mais é explicito nele é o fato de ODIAR cristãos e ODIAR a bíblia e ODIAR Deus.

    Como somos “velhos” oponentes em debates (em outro blog) ele deixou bem claro este sentimento que possui.
    Assim como o pensamento de 99% dos Neo-Ateus, segundo ele, a religião (principalmente a cristã) deve ser erradicada, pois segundo a fé que possui, o Cristianismo é uma DOENÇA.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Cristiano diz:

      Diogo, não tenho raiva de quem é cristão, apenas me incomodo muito com quem é desonesto… se você uma dia me falar que acredita no deus bíblico mas admitir que existem absurdos na bíblia (pode até imputar isso ao livre arbítrio do ser humano, não estará mentindo) poderemos conversar sem problemas… até lá continuarei achando que existe desonestidade intelectual em alguns cristãos…

      Abraço
      Cristiano

      Gosto

  61. Washington da Cruz diz:

    Diogo,

    [[A frase: “meu intuito era irritá-lo” não partiu de mim, mas de você. Esqueceu?]]
    E só por isso você se achou no direito de me vilipendiar(“Tollateu pseudo-sábio com camiseta de banda de blackmetal, CUJO, se empantufa de drogas, imoralidade e prostituição”).Eu ,de minha parte, não me comovi com seus xingamentos,sinceramente não me importei.Mas quem se der ao dispendioso trabalho de pesquisar no “deusilusão” vai entender o porquê do meu sarcasmo em muitos momentos.*

    [[Tu ficaste nervoso pois eu estava a refutar as falácias do seu “irmão” Cristiano.]]
    Não fiquei nervoso,só defendi meu ponto de vista.

    [[Como não possui argumento RACIONAL para defendê-lo, apelou para a “trollagem”.]]
    Eu sei.O que é argumento para mim, é “trolagem” para você. Isso mostra o quanto somos diferentes,graças a Darwin .

    [[Mas, como disse anteriormente, se quiser um debate SÉRIO, com um nível mais elevado, é só escolher um post do Mat´s e TENTAR refutá-lo.
    Aqui, diferentemente do blog do Barros,há mais argumentos científicos com suas respectivas fontes.]]
    Mas estes argumentos são ciência em si ou só o nome da ciência?

    *Detalhes no sítio http://deusilusao.com/2012/07/01/o-imbecilionismo-parte-2/.

    Gosto

  62. Azetech diz:

    Washington

    E só por isso você se achou no direito de me vilipendiar(“Tollateu pseudo-sábio com camiseta de banda de blackmetal, CUJO, se empantufa de drogas, imoralidade e prostituição”).

    Washington, está querendo se fazer de vítima? mesmo depois de todos comentários hostis a minha pessoa? Por um acaso tens memória curta? Deixe, relembra-lo:

    “Que linda confratenização dos cristãos neste blog ateu.Estão realmente à vontade como se estivessem no Genizah.Seria isso falta de bom senso,desonestidade intelectual ou mais um ato falho?”

    “O fato de eu usar ironia não me torna um comediante,é somente um recurso retórico,dos quais o senhor fez entender que possuia grande conhecimento. Obrigado por ter-se chateado,esta era a intenção”

    “Caro Cristiano ,por favor,não afugente o nosso corvo (Diogo) .Ele e o criaturo nos divertem tanto que já merecem o título de ateus honoris causa,com plaquinha e tudo mais.
    Mas não se assuste se dentro em breve ele vier a te questionar como você comprova que ele é um belo de um pregadorzinho de merda através dos métodos científicos, por evidências empiricamente comprovadas,baseadas no irrefutável criaNcionismo científico.”

    Fora teus “carinhosos” apelidos proferidos a minha pessoa:

    “Pai Diogo de pomba gira”, “senhor Diogo Azetech(é da Bayer?”, “Diogo Corvo” e assim por diante.

    Quem acompanhar nosso debate lá, saberá quem é o agente causador da discórdia: http://deusilusao.com/2012/07/01/o-imbecilionismo-parte-2/

    Eu ,de minha parte, não me comovi com seus xingamentos,sinceramente não me importei.

    E quem disse que me comovi com os teus? Se tivesse comovido, estaria a choramingar, como está a fazer agora.

    Mas quem se der ao dispendioso trabalho de pesquisar no “deusilusão” vai entender o porquê do meu sarcasmo em muitos momentos.*

    Teu sarcasmo resume-se a uma única coisa: INTOLERÂNCIA.

    Não fiquei nervoso,só defendi meu ponto de vista.

    Aham… sei… defendeu sim… simplesmente tentou me ridicularizar pois ficou “FURIOSO” a armadilha que Cristiano mesmo se meteu, não conseguindo sair.
    Tua intenção inicial SEMPRE FOI a ridicularização.

    Eu sei.O que é argumento para mim, é “trolagem” para você. Isso mostra o quanto somos diferentes,graças a Darwin .

    Concordo plenamente, em gênero, número e grau. Isso mostra o porque seus “argumentos” são moderados em sítios onde não predomina a fé naturalista.

    Mas estes argumentos são ciência em si ou só o nome da ciência?

    Seria apenas o nome da ciência SE NÃO HOUVESSE EVIDÊNCIAS e ESTUDOS que a embasa-se. Como vemos aqui, não só há estudos como evidencias e fontes para os mesmos.

    Gosto

  63. Mats diz:

    Cristiano:

    Nada do que disse refuta um criador, mas nada do que vocês alegam prova… então se não conseguimos provar algo, ajamos como se não existisse

    Portanto, se tu um dia fores para uma selva, e ninguém te provar que há lá um leão, tu vais “agir” como se não houvesse nenhum leão? Ou vais agir segundo a possibilidade de haver um la na selva?

    Gosto

    • Cristiano diz:

      Mats, sua comparação não faz sentido nenhum

      Estamos falando de seres sobrenaturais, aos quais não há nenhum evidencia…

      [[ Melhor, aos quais TU ACREDITAS que não há "nenhuma evidência". Mas o ponto não é esse. Tu dizes que "como não há evidência, ENTÃO não existe. Usando essa lógica, "como não temos evidências dum leão numa floresta específica, ENTÃO vamos andar pela selva como se não houvesse nenhum leão. É isso? ]]

      leões não se enquadram nisso, eu já vi um leão, eu sei que eles vivem nas selvas…

      [[ Se to fores para África, e te disserem que uma zona específica não tem indícios de existência de leões, mas é possível que existam. O que é que tu fazes?

      A tua escapatória è demonstrares como é que SABES uqe Deus não pode existir. Tens forma de comprovar isso? Se não tens, então o máximo que podes dizer é "não sei se Deus existe". ]]

      Mesmo porque posso então admitir pelo seu raciocínio que o deus do hinduísmo também existe? vide a quantidade de pessoas que acreditam nele?

      [[ Mas eu nunca disse que Deus existe porque há muitas pessoas que acreditam NEle. Se achas que sim, então cita-me. ]]

      Abraço
      Cristiao

      Gosto

      • Cristiano diz:

        Mats

        Eu já entendi seu ponto, está tentando usar a “lógica sem nenhum contexto”, apenas a “lógica pura e simples” para provar seu ponto, sem problemas, mas posso usar esse mesmo procedimento para provar a existência dos outros deuses? O que nos levaria a um problema sério já que todos afirmam que são únicos…

        [[ Tu disseste que a ausência de evidências faz-te ver que Deus não existe. Eu perguntei-te como é que podes concluir da ausência de evidências para a ausência de existência. Dei-te o exemplo do leão na selva para tu vêres que a ausência de evidências não dá apoio para afirmar uma negação (especialmente quando falamos do Omnipresente). Na melhor das hipóteses, a alegada ausência de evidências faz-te dizer "Eu não sei se Deus existe". Mas tu AFIRMAS que Deus não existe. Eu gostaria de saber que dados tens que te façam AFIRMAR a não-existência de Deus, sabendo que a alegada ausência de evidências não chega.

        Compreendes isto, ou não? ]]

        É mais ou menos assim, você me diz quais são as provas que aceita para a existência do deus bíblico, a partir disso eu uso essa “mesma lógica” que você usou, e fez questão de frisar, para provar pelo menos mais dois ou três deuses… topas?

        Fico no aguardo das suas evidências para praticarmos mais um pouco de “lógica”

        Abraço
        Cristiano

        Gosto

  64. Portanto, se tu um dia fores para uma selva, e ninguém te provar que há lá um leão, tu vais “agir” como se não houvesse nenhum leão? Ou vais agir segundo a possibilidade de haver um la na selva?

    Não percebi o argumento.

    Há selvas em que há fortes evidências de existirem leões (no Kénya, por exemplo. Podemos vê-los ver filmes, fotos, ver leões mortos, pegadas, ouvimos os rugidos, há relatos, etc e etc) devemos comportar-nos com a prudência que a muito provável presença de leões aconselha.

    Há selvas em que não há qualquer evidência da existência de leões (o parque natural do Gerês) parece-me inútil tomar precauções contra leões na serra do Gerês.

    Agora se os leões da serra do Gerês forem invisíveis, estiveram para lá da ciência, forem contingentes e não tiverem qualquer efeito mensurável no mundo físico podemos agir como se esses leões não existirem, não é?

    Não podemos demonstrar que leões, T Rex, o Godzila e quejandos metafisicos não existam na serra do Gerês. Não lhe conhecemos é obra ou efeito pelo que podemos – e devemos – agir como se eles não existissem.

    Até me parece simples.

    Gosto

  65. Washington da Cruz diz:

    Diogo,

    [[Quem acompanhar nosso debate lá, saberá quem é o agente causador da discórdia: http://deusilusao.com/2012/07/01/o-imbecilionismo-parte-2/%5D%5D
    Está criando provas contra si mesmo?Torço para que aqueles que realmente se interessarem por essa estultice façam a pesquisa e descubram a verdade.

    [[E quem disse que me comovi com os teus? Se tivesse comovido, estaria a choramingar, como está a fazer agora.]]
    Pois não foi você quem primeiro se queixou dizendo:”Ora, e eu tenho algo a temer?Se expuser os comentários NA ÍNTEGRA, sem deturpá-los (como frequentemente o faz) fique a vontade. A propósito, quando (ou se) for postar, poste também teus “elogios” anteriores as minhas RESPOSTAS.”

    [[Teu sarcasmo resume-se a uma única coisa: INTOLERÂNCIA.]]
    Comovendo-se?

    [[Aham… sei… defendeu sim… simplesmente tentou me ridicularizar pois ficou “FURIOSO” a armadilha que Cristiano mesmo se meteu, não conseguindo sair.Tua intenção inicial SEMPRE FOI a ridicularização.]]
    Você sabia disso desde o início e continuou se expondo?

    [[Concordo plenamente, em gênero, número e grau. Isso mostra o porquê de seus “argumentos” são moderados em sítios onde não predomina a fé naturalista.]]
    Não sou contra a moderação,desde que ela não equivalha à censura irrestrita.Tentei ser comedido em meus comentários e acho que consegui mas, na visão do Mat’s,eu não segui as regras.O blog é do Mat’s e é ele quem decide,já fiz minha reclamação e é o que me basta.

    [[Seriam apenas o nome da ciência SE NÃO HOUVESSE EVIDÊNCIAS e ESTUDOS que as embasasse. Como vemos aqui, não só há estudos como evidências e fontes para os mesmos.]]
    Não entendi nada!Se eu usar só o nome da ciência eu posso dizer qualquer tolice?É isso? Explique-me a assertiva:”Mas a frase empregada por mim, direcionada a você, foi referente ao NOME da ciência, e não a ela em si.”.

    Até.

    Gosto

  66. Azetech diz:

    Washington

    Está criando provas contra si mesmo?Torço para que aqueles que realmente se interessarem por essa estultice façam a pesquisa e descubram a verdade.

    Quem adentrar ao recinto, saberá contra quem as provas se demonstram. Teu estapafúrdio argumento em tentativa de ridicularização, tornou-se como “um tiro no pé”.

    Pois não foi você quem primeiro se queixou dizendo:”Ora, e eu tenho algo a temer?Se expuser os comentários NA ÍNTEGRA, sem deturpá-los (como frequentemente o faz) fique a vontade. A propósito, quando (ou se) for postar, poste também teus “elogios” anteriores as minhas RESPOSTAS.”

    Sofres de dislexia? Afinal de todos argumentos interpretados por ti, pouquíssimos demonstram o sentido real pelo qual representavam.

    Comovendo-se?

    Como disse anteriormente, se o tivesse, estaria a choramingar, assim como tu.

    Você sabia disso desde o início e continuou se expondo?

    Washington, o sitio chama-se “deusilusão” e possui posts como ‘anus de deus”, “Jesus se masturbava” e assim por diante. Porque sugeres uma suposta exposição de minha parte, ao responder teus comentários?
    Por mais que “me rebaixasse” a responder teus “argumentos” (Vide trollagem) , ainda assim, eles seriam “ilustres” ao ambiente que estávamos.

    Não sou contra a moderação,desde que ela não equivalha à censura irrestrita.Tentei ser comedido em meus comentários e acho que consegui mas, na visão do Mat’s,eu não segui as regras.O blog é do Mat’s e é ele quem decide,já fiz minha reclamação e é o que me basta.

    Se tu restringisse apenas aos assuntos, evitando a ridicularização (o que ficou muito claro tua intenção) , não teria teus comentários moderados. O Marcio e o Barros não tiveram.

    Não entendi nada!Se eu usar só o nome da ciência eu posso dizer qualquer tolice?É isso?

    E quem disse que os posts deste sítio são tolices? Só porque o proprietário do mesmo (Mat´s) não compartilha a fé em Darwin e não crê que a SORTE foi responsável por criar a VIDA da ROCHA em um ambiente ESTÉRIL, não significa que os posts apresentados são tolices.

    Se perceberes em todos os posts há evidências e fontes para as evidências (podendo ser verificado por qualquer um).
    Se tem algo CONTRA algum argumento aqui apresentado, tente refutar CIENTIFICAMENTE, oras bolas. -_-
    Não dizes ser o detentor do VERDADEIRO conhecimento científico?
    ENTÃO MOSTRE!

    O Marcio tentou, o Barros tentou, porque não tentas o mesmo? Porque apelas para o “sarcasmo” em teus comentários?

    Explique-me a assertiva:”Mas a frase empregada por mim, direcionada a você, foi referente ao NOME da ciência, e não a ela em si.”.

    O fato de utilizar o nome da ciência, não significa que a representa. este foi meu ponto.

    Abraços,

    Diogo.

    Gosto

  67. Márcio diz:

    E aí pessoal?!
    Um abraço deste gentio gentil à vocês todos, especialmente ao Diogo, que sumiu la do Deusilusão.

    Gosto

  68. jephsimple diz:

    Acabei de ler um artigo indicando a conversão de Darwin e ele [Darwin] diz :

    “Eu era um jovem com idéias informes. Soltava perguntas, sugestões, indagando o tempo todo sobre tudo. Para meu espanto, as idéias se alastraram como fogo. As pessoas fizeram delas uma religião”.

    (Oswald 3. Smith, Litt. D., artigo extraído de Prayer Crusade, publicada por The Little Church by the Sea, mc.) Citado no livro: O que eles disseram a um passo da eternidade, John Myers, pp. 244, Worship Produções, D’Sena Editora.

    Vcs podem conferir aqui o artigo completo, interessante:

    http://dlgrubba.blogspot.com.br/2009/07/darwin-diante-da-morte.html

    Fico feliz por Darwin reconhecer que o “relojoeiro cego” se tornou uma religião ateísta.

    Gosto

  69. Márcio diz:

    Sobre a suposta conversão de Charles Darwin.
    Parece que não é bem assim.

    Fica aqui o link de um artigo com fartas referências e fontes.

    http://ceticismo.net/religiao/grandes-mentiras-religiosas/o-ultimo-testemunho-de-darwin/

    Leiam os dois posicionamentos e tirem suas próprias conclusões.

    Abraços!

    Gosto

    • Mats diz:

      Para o Cristianismo, é irrelevante se Darwin se converteu ou não.

      Gosto

      • Márcio diz:

        Exatamente! Para a ciência também é irrelevante uma suposta conversão de Darwin.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        Concordo ,

        Era apenas uma indicação …

        tem o outro lado dizendo que não passa de mito, mas há outros escritos do próprio Darwin onde ele oscila entre agnoticismo e teísmo [acho que vc já deve saber disto,rs] .

        Mas é bem possivel que ele tenha percebido a cagada que ele fez.

        Caso o contrário, não torna a religião naturalista ateísta apoiada pela ciência.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Jephsimple

        [[[Mas é bem possivel que ele tenha percebido a cagada que ele fez]]]

        Acho que não Jeph. Quando a filha de Darwin morreu, toda e qualquer sombra de teísmo que havia nele, acabou.
        A revolta contra Deus o fez abandonar qualquer resquício a crença, assumindo de vez a fé no ateismo.
        Após este evento, ele entrou em uma profunda depressão, achando que a vida estava no fim. Esta depressão durou cerca de 20 anos. (um pouco demorado para quem acreditava que estava morrendo)

        abraços,

        Diogo.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        Obrigado pelos esclarecimentos, só preciso saber se outras publicações dele, oscilando entre o teísmo e o agnoticismo que são encontradas no diario ou coisa parecida dele foram escritas antes da morte de sua filha,ou depois.

        No mais seria benéfico para ele , corroborando que Deus sem ele é Deus.Com toda certeza.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Com certeza Mats. O fato da suposta conversão dele, seria relevante apenas para ELE, visto que são os homens que precisam de Deus e não Deus dos homens.
        Deus sem Darwin, continua sendo Deus, agora Darwin sem Deus…….. a história é TOTALMENTE diferente.

        Abraços,
        Diogo.

        Gosto

  70. Azetech diz:

    Jeph e Mats

    Como sei que não possuem a fé naturalista (não crendo que amebas viram gente) e assim como eu, possuem a pressuposição para a história da humanidade baseado na bíblia, elaborei uma hipótese e gostaria de saber a opinião de vós sobre o assunto.

    A algum tempo, navegando na internet, deparei com alguns achados arqueológicos, que segundo a fé naturalista, não se enquadravam.
    Pesquisei no Youtube e encontrei um vídeo mais detalhado sobre eles.
    Retirando a parte da EXPLICAÇÃO das evidências que eles inferem aos artefatos (pois parte para uma visão UFO), mas se apegando APENAS na EVIDÊNCIA em sí, levando em consideração os relatos bíblicos, vós acheis que estes artefatos pertencem a humanidade pré-diluviana?
    Veja o vídeo, mas repetindo, descarte as explicações e se atentem apenas as evidências:

    Seriam as arquiteturas piramidais, e arquiteturas megalíticas, presentes no mundo todo, as ferramentas artesanais, as esculturas, a linguagem “pré-sanscrita” e o estilo de construção, ruínas da população mundial que habitou o planeta antes da catástofre global (Dilúvio) ? Seria o crânio diferente, no formato maior que um simples humano, sendo gigantes (Quase 3 metros), evidências arqueológicas dos Nefilins?

    Qual é a opinião de vós sobre o assunto?

    Gosto

  71. Azetech diz:

    Jeph e Mats

    Com exceção da pedra de PIRI Reis, onde creio que foi esculpida pelos remanescentes de Babel (Quando estava se expandindo pelo mundo), creio que o restante dos artefatos eram de períodos pre-diluvianos. O que acham?

    Gosto

  72. Azetech diz:

    Mats e Joseph

    O Que vocês dizem a respeito de meus comentários acima? Postei a algum tempo e vocês ainda não me responderam.

    Gostaria de saber o que pensam a respeito.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

    • Mats diz:

      Azetech,
      Desculpa o atraso.

      Seriam as arquiteturas piramidais, e arquiteturas megalíticas, presentes no mundo todo, as ferramentas artesanais, as esculturas, a linguagem “pré-sanscrita” e o estilo de construção, ruínas da população mundial que habitou o planeta antes da catástofre global (Dilúvio) ?

      Alguma pode ser, mas acho que a maior parte é mesmo do pós-dilúvio.

      Seria o crânio diferente, no formato maior que um simples humano, sendo gigantes (Quase 3 metros), evidências arqueológicas dos Nefilins?

      Sem dúvida; antes do Dilúvio os seres humanos – bem como todos os outras formas de vida – eram bem maiores. Isto é importante porque se usarmos essa crença para a construção da Arca (a medição) isso pode significar que a mesma era ainda maior do que se pensa.

      Mas sem dúvida que éramos maiores no período pré-diluviano.

      Gosto

    • jephsimple diz:

      Desculpe Diogo, eu sempre acompanho este Blog, os artigos e a parte dos comentários …

      Tem periodos do dia que eu não acesso a web, então eu não tinha visto seu comentário, mas como eu sempre acesso regularmente este blog, vou ver os vídeos e dar meu parecer.

      Gosto

  73. Gabriel Orciole diz:

    A ciência e a historia não provam a existência de dinossauros com a humanidade, mas a bíblia sim!!!! Não estou dizendo com isso que a evolução é a mais plausível ou não, estou dizendo que apenas gravuras não são provas ou evidencias de que aconteceu a coexistência entre humanidade moderna e os dinossauros, pois de fato se realmente, a coexistência ocorreu, não teríamos uma quantidade de evidencias muito maior do que temos hoje? Não teríamos gravuras em todos os lugares do mundo, desde cavernas a diversos túmulos ? E a bíblia não falaria mais abertamente sobre isso?
    Para aqueles com poko conhecimento, q continuam insentivando q a criaçao é melhor que a evolução, ou vice-versa, se esquecem que ambas são teorias, e devem ser levadas como tal, da mesma forma que um evolucionista não larga mão de sua teoria, um criacionista também não abre mão de sua teoria.
    A vdd é que a ciência ainda é uma criança de colo. Criacionistas não devem forçar respostas que podem demorar seculos para serem respondidas, apenas porque ele quer mostrar que o que ele segue esta correto!
    A criação tem muito mais pra demonstrar que qualquer outra teoria da vida q exista ou que vá surgir. Enquanto a criação ter mais áreas cinzas que preto e branco, vcs não tem o direito de dizer que o que seguem é vdd e correto, só porque vcs acham que é.
    Não se esqueçam a criação tem mais para provar do que qualquer outra teoria da vida que exista ou vá existir, e enquanto vcs não conseguirem não deveriam ser tão céticos em respeito as outras teorias!

    Gosto

  74. Sodré diz:

    Se as imagens do túmulo fossem de dinossauros vivos ao tempo, então teríamos abundantes imagens dessas por todo o lado na Europa e no resto do mundo. Não seria preciso andar com uma lupa a procurar algo que fizesse lembrar um dinossauro… De momento, estou a ler sobre o império neoassírio que praticamente terminou com o grande Assurbanipal II e todos conhecemos as magníficas enormes estátuas de seres com corpo de touro e cabeça humana que foram recuperadas na capital Ninive… No império seguinte, o neobabilónico, temos representações de dragões nas muralhas da Babilónia, símbolo do deus Marduk… Obviamente que nenhuma destas duas representações artísticas são evidência de que touros de cabeça humana ou que dragões viviam à época na Mesopotâmia….

    Gosto

    • Mats diz:

      Se as imagens do túmulo fossem de dinossauros vivos ao tempo, então teríamos abundantes imagens dessas por todo o lado na Europa e no resto do mundo.

      Boa tentativa de mudar o foco da questão, mas já sabes que não funciona.

      Tenta dar uma explicação para o facto deste túmulo de imagens de animais que só foram (supostamente) escavadas mais de 300 anos DEPOIS do BIspo morrer. Se eles na altura nunca haviam visto aqueles animais, como é que eles os desenharam tão bem?

      A explicação mais lógica, parcimónica e coerente é: eles desenharam-nos assim porque era assim que eles os viam.

      De momento, estou a ler sobre o império neoassírio que praticamente terminou com o grande Assurbanipal II e todos conhecemos as magníficas enormes estátuas de seres com corpo de touro e cabeça humana que foram recuperadas na capital Ninive… No império seguinte, o neobabilónico, temos representações de dragões nas muralhas da Babilónia, símbolo do deus Marduk… Obviamente que nenhuma destas duas representações artísticas são evidência de que touros de cabeça humana ou que dragões viviam à época na Mesopotâmia….

      Mais uma tentativa frustrada de mudar o foco do assunto, mas desta vez eu vou usar a tua lógica contra ti:

      No túmulo do Bispo Bell temos papa-formigas, áves, morcegos, raposas, porcos, ursos, golfinhos, enguias, peixes e . . . . dinossauros. Obviamente que nenhuma destas variadas representações são evidência de que SÓ os dinossauros são coisas imaginadas e todos os outros animais são reais. Ou tens algum critério válido para anular SÓ OS DINOSSAUROS mas aceitar todos os outros?

      Mais uma vez, a tua própria “lógica” é usada contra ti devido a tua fé nos milhões de anos.
      Portanto:
      1. Como foi que eles souberam da estrutura dos dinossauros?
      2. Porque é que todos os outros animais do túmulo são verdadeiros mas só os dinossauros é que não?

      Gosto

      • Sodré diz:

        É simples, não são dinossauros…, mesmo que não seja claro de que animais de trata. Embora não tenha o sítio presente, lembro-me bem de uma representação gravada na pedra, julgo que num templo no Oriente, (a qual já foi apresentada neste blogue segundo me julgo recordar) onde animal parecia mesmo um estegossauro com as “placas” bem gravadas sobre o lombo…, só que o sítio crítico a que me refiro demonstrava que as “placas” eram representações de folhas idênticas às que apareciam noutros pontos gravados do mesmo templo, e o animal seria (se bem me lembro) um búfalo de água (o chifre pareceria o espigão do estegossauro pois cabeça estava virada para trás).
        Ou seja: as aparências iludem e há que seguir a navalha de Ocam (se há búfalos para quê imaginar estegossauros?).
        Estou certo de que sabes de qual figura estou a falar…

        Gosto

      • Mats diz:

        É simples, não são dinossauros

        Isto não são dinossauros?

        mesmo que não seja claro de que animais de trata.

        Mas é bem claro que animais se tratam. O teu viés anti-Criacionista é que te impossibilita de fazer a interpretação lógica e coerente.

        Gosto

  75. Sodré diz:

    Já encontrei… vide estegossauro cambodja

    Gosto

    • Sodré diz:

      “Isto não são dinossauros?” (Mats)

      Um dinossauro com a cabeça no fim da cauda? Parece mais fantasia do que outra coisa….

      Gosto

      • Mats diz:

        Um dinossauro com a cabeça no fim da cauda? Parece mais fantasia do que outra coisa….

        Continua a rejeitar as evidências ao mesmo tempo que defendes que as segues. Qualquer pessoa vê que são dois dinossauros entrelaçados um no outro.

        Mas eu entendo que para alguém que foi enganado com a tese de que os dinossauros viveram há milhões de anos seja difícil aceitar os que os olhos e os dados históricos claramente revelam.

        Gosto

      • Sodré diz:

        “Qualquer pessoa vê que são dois dinossauros entrelaçados um no outro2

        Qualquer pessoa vê que o entrelaçado ocorre no meio do desenho e não nas caudas que estão nas extremidades à direita e à esquerda e que, claramente, uma das caudas termina em cabeça com orelhas ou cornos.

        Gosto

      • Mats diz:

        “Qualquer pessoa vê que são dois dinossauros entrelaçados um no outro2

        Qualquer pessoa vê que o entrelaçado ocorre no meio do desenho e não nas caudas que estão nas extremidades à direita e à esquerda e que, claramente, uma das caudas termina em cabeça com orelhas ou cornos.

        Mesmo que o entrelaçado seja “no meio” (não é), é bem óbvio que são dois dinossauros. Para além disso, o que chamas de “orelhas e cornos” na cauda dum dos dinossauros é bem comum em muitos outros dinossauros.

        E repara que as patas dianteiras do dinossauro à nossa esquerda são menos que as traseiras, o que nos faz ver com certeza que a ponta esquerda é a cauda comum em alguns dinossauros.

        Portanto, o ponto mantém-se:
        1. Por altura da morte do Bispo Bell os locais sabiam da aparência dos dinossauros.
        2. Todos os animais presentes no túmulo são animais reais, menos os dinossauros? Que lógica há por trás disto, senão o preconceito que tu tens de aceitar o facto do ser humano ter visto dinossauros?

        Mas continuam a tentar refutar o que os teus olhos te mostram ao mesmo tempo que vais dando mais e mais evidencias do que Romanos 1:20 diz.

        Gosto

    • jephsimple diz:

      Por falar em parcimônia … Eu fico pesquisando, lendo muito sobre DNA, as vezes leio um sites evolucionistas, semanas atras tropecei no blog do Larry Moran, me surpreendi com a alegação dele de que 99% do DNA humano era lixo [ou seja, sem função conhecida]… Não entendi , aliás não entendo por que biólogos ainda possuem tal crença, e as vezes dou uma raspadinha por aqui e tbm algum defensor do evolucionismo defende o tal “DNA Junk” … Mas quando é que vão entender que isso é apenas mito, possivelmente refutado pela ciência?

      Eis um papel…

      “Defining functional DNA elements in the
      human genome”

      http://www.pnas.org/content/early/2014/04/23/1318948111.full.pdf+html?with-ds=yes

      Ainda é pouco, creio eu que a biologia em si vai encontrar muito mais complexidade, muito mais função, muito mais design, e muito lixo vai ficar para traz.

      O que isso tem a ver com parcimônia? Oras, a previsão do DI de quase duas décadas atras é que seria encontrado função para o declarado “DNA Junk”, óbvio que os fanáticos naturalistas caíram na gargalhada…

      Mas é obvio, se o DNA é um design inteligente então obviamente ele não é lixo… isso é apenas a melhor explicação… Assim como um designer tal qual defendido pelo DI não originaria tanto lixo, não seria tão estupido,não desperdiçaria tanta energia quanto processos não dirigidos,não guiados,sem objetivos …

      Incrível que o resultado é tão contraditório quanto a causa!… evolucionismo naturalista e realidade biológica não casam …

      Agora evo tem que se contorcer em explicações naturalistas para defender como processos cegos, não direcionados, sem objetivos, ao acaso, estocásticos originam incrível complexidade funcional em diferentes níveis, com tamanha precisão…

      As vezes eu tento entender evolução… Ontem mesmo estava a ver no Nat Geo o documentário evo “Triumph Of Life” …

      Mas não consigo alcançar tamanha fé …

      Mas eu sei que não vão jogar a toalha…

      Gosto

  76. Sodré diz:

    Mas será assim tão difícil perceber que se houvesse dinossauros a conviver com o homem até hoje(?) os testemunhos documentais de tais animais ao longo da História teriam de ser em quantidade semelhante ao de leões, touros, elefantes etc… Vocês precisam de andar de lupa para encontrar algo vagamente parecido a um dinossauro, essa é que é a verdade…, e tratam de calar as desmistificações uma vez concretizadas (como o vosso “estegossauro do Cambodja”). O “monstro do Loch Ness” foi outra que já foi para o lixo…

    Gosto

    • Mats diz:

      Mas será assim tão difícil perceber que se houvesse dinossauros a conviver com o homem até hoje(?) os testemunhos documentais de tais animais ao longo da História teriam de ser em quantidade semelhante ao de leões, touros, elefantes etc…

      Mais uma tentativa de mudar o tópico da discussão; eu não disse que os seres humanos convivem com os dinossauros HOJE (embora eu não descarte essa hipótese) ; o que o post diz é que por altura da morte do Bispo Bell, as pessoas desenharam animais que têm a aparência de dinossauros reais. Como é que eles sabiam da sua estrutura e forma quando a descoberta dos seus fósseis só teve início mais de 200 anos depois da morte do Bispo?

      Todos os animais presentes no túmulo são animais verdadeiros. Porque é que se assume que os únicos animais que “não são verdadeiros” são exactamente aqueles que refutam os mitológicos “milhões de anos”?

      Isto comprova que a vossa fé nos milhões de anos não tem fundamento; se por volta do século 15 o ser humano convivia com animais que hoje chamamos de dinossauro, então a vossa “coluna geológica” (que assume que os dinossauros se encontravam extintos há mais de 60 “milhões de anos”) está cientificamente falsificada.

      Tu entendes agora as implicações da imagem para a vossa linha temporal?

      Gosto

  77. Sodré diz:

    A do “papa-formigas” também tem que se lhe diga…, papa-formigas na Inglaterra medieval? Sinceramente…., que eu saiba um animal vagamente semelhante apenas existe na América do Sul, salvo erro.

    Gosto

    • Sodré diz:

      Ligeiro erro da minha parte…O oricteropo é um mamífero africano

      Gosto

    • Miguel diz:

      A do “papa-formigas” também tem que se lhe diga…, papa-formigas na Inglaterra medieval? Sinceramente….,

      Ou seja, o mesmo “argumento” que usas para tentar refutar a existência de dinossauros durante a altura da morte do Bispo (“Sinceramente”) é o mesmo que tentas usar para a existência de papa-formigas no mesmo sítio.

      Mas mesmo que não existissem papa-formigas na Inglaterra, o que conta é que eles sabiam da forma dum – tal como sabiam da forma dos dinossauros.O que tu tens que explicar é como é que eles sabiam da forma dos dinossauros.

      Gosto

      • Sodré diz:

        O que tu tens que explicar é como é que eles sabiam da forma dos dinossauros.(Miguel)

        O que é isso da “forma dos dinossauros”? Havia dinossauros das mais diversas formas e tamanhos. Além disso o homem sempre representou animais mitológicos, inclusive em combinação com animais reais do seu tempo (ex: Babilónia, em que o dragão é representado juntamente com leões e touros…, mas, evidentemente, nos baixos relevos das caçadas feitos em Ninive os guerreiros e reis só caçam leões e touros e nunca dragões/dinossauros inexistentes – vide museu britânico – , porque seria?).

        Gosto

      • Mats diz:

        O que tu tens que explicar é como é que eles sabiam da forma dos dinossauros.(Miguel)

        O que é isso da “forma dos dinossauros”?

        É exactamente isso que a frase diz. Quem pintou os animais sobre o tumulo do Bispo, desenhou animais reais ao lado de dinossauros. Tu tens qyue ser capaz de 1) dizer o porquê de todos os animais lá presentes serem reais MENOS os dinossauros e 2)explicar como é que essas pessoas sabiam da aparência dos dinossauros mais de 200 anos antes deles terem sido desenterrados.

        Gosto

  78. Marcos diz:

    Uma pergunta. Por que estes seres que se parecem mais com dinossauros do que com outros animais são os únicos seres que não foram representados isoladamente como os outros? Ninguém parou para refletir sobre isto? Uma das respostas possíveis é que o seres representados isoladamente são de animais viventes na época e os representados não isoladamente, não.

    Gosto

    • Mats diz:

      Uma pergunta. Por que estes seres que se parecem mais com dinossauros do que com outros animais são os únicos seres que não foram representados isoladamente como os outros?

      Incrível a ginástica mental que os crentes nos milhões de anos fazem como forma de negar o óbvio.

      Explica lá, porque é que TODOS os animais viventes deveriam ter sido desenhados “isoladamente”? Há algum critério histórico para isso, ou é um critério arbitrário inventado como forma de não danificar a crença nos “milhões de anos”?

      E observa com atenção as imagens antes de comentares.

      Ninguém parou para refletir sobre isto? Uma das respostas possíveis é que o seres representados isoladamente são de animais viventes na época e os representados não isoladamente, não.

      Bem, pelo menos já admites que as imagens são de dinossauros (o que é mais do que o Sodré está disposto a admitir).

      Agora tudo o que tens que fazer é explicar como é que as pessoas do século 15 ou 14 sabiam da forma dos dinossauros. De onde veio esse conhecimento?

      Gosto

  79. Sodré diz:

    A explicação é idêntica à das representações na “porta de Isthar” onde tens touros perfeitamente desenhados (em paredes do interior da cidade há leões) juntamente com um “animal” com patas traseiras de águia, dianteiras de leão, pescoço e cabeça de cobra…fantasia e realidade misturam-se aí como no túmulo….

    Gosto

    • Mats diz:

      A explicação é idêntica à das representações na “porta de Isthar” onde tens touros perfeitamente desenhados (em paredes do interior da cidade há leões) juntamente com um “animal” com patas traseiras de águia, dianteiras de leão, pescoço e cabeça de cobra…fantasia e realidade misturam-se aí como no túmulo

      Mas quem definiu que dinossauros a viver lado a lado com humanos é “fantasia” és tu. O facto de tu teres essa crença à priori, não a torna verdadeira.

      Gosto

      • Sodré diz:

        Falei de fantasia a propósito do “animal” da porta de Isthar, o qual não se confunde com um dinossauro, para demonstrar que o homem misturava “animais” que imaginava com animais reais… Ora, se assim era, então “animais” que nós achamos parecidos com alguns dinossauros podem ter surgido da pura imaginação humana.

        Gosto

      • Mats diz:

        Falei de fantasia a propósito do “animal” da porta de Isthar, o qual não se confunde com um dinossauro, para demonstrar que o homem misturava “animais” que imaginava com animais reais…

        Mas os dinossauros são animais reais (isto é, eles existiram mesmo).

        Ora, se assim era, então “animais” que nós achamos parecidos com alguns dinossauros podem ter surgido da pura imaginação humana.

        Que situação “incrível” que os seres humanos “imaginaram” um animal cujos fósseis só começaram a ser escavados em massa mais de 200 anos mais tarde, e um animal que existiu de verdade.

        Gosto

  80. Marcos diz:

    Não descarto a possibilidade de que o animal em questão fosse existente na época, não foi catalogado por algum motivo, e que foi extinto.
    Também não descarto a possibilidade dos desenhos terem sido feitos após o descobrimento dos fósseis de dinossauros.

    Gosto

    • Sodré diz:

      Se fosse existente na época e entretanto extinto teríamos encontrado ossos não fossilizados, pois não havia tempo para que fossilizassem…

      Gosto

      • Miguel diz:

        Se fosse existente na época e entretanto extinto teríamos encontrado ossos não fossilizados, pois não havia tempo para que fossilizassem…

        Então explica como é que as pessoas de então sabiam da forma de dinossauros.

        Gosto

      • Marcos diz:

        Sodré,
        Não necessariamente. Poderia ser algum tipo de salamandra/lagarto de pescoço comprido e raro e com aparência de um dino. Pouquíssimo provável, mas possível. Acho que o mais provável é que os desenhos tenham sido feitos posteriormente. Querer acreditar que os humanos conviveram com dinossauros e não registraram isto através de documentos, somente para compatibilizar com o livro de Gênesis não me parece muito racional. Duvido que a grande maioria de cientistas criacionistas defendam esta hipótese.
        A história de Jesus Cristo é perfeitamente possível, e pode ter ocorrido exatamente da forma que foi retratada no novo testamento. Mas Gênesis, e alguns outros lvros do Antigo Testamento, para mim, são livros de fábulas. As histórias não tem pé nem cabeça. Tem que ter uma fé sem limites e ser quase irracional para acreditar naquelas histórias. Tem várias passagens que mostram um Deus maldoso, o que é incompatível com os ensinamentos de Jesus.
        Sou agnóstico. Acredito que o criacionismo seja possível, sim. E tem mais. O evolucionismo não explica a origem da vida. Diz apenas que uma vez existindo vida, as mudanças ocorrem e muito lentamente. Isto não impede a existência de Deus e Jesus Cristo.
        Desculpem-me se me alonguei demais. Mas achei melhor explicar minha posição, já que é apenas meu terceiro post neste blog.
        abraços

        Gosto

      • Mats diz:

        Não necessariamente. Poderia ser algum tipo de salamandra/lagarto de pescoço comprido e raro e com aparência de um dino.

        Ou então é mesmo um dinossauro.

        Pouquíssimo provável, mas possível.

        Ainda bem que admites que a tua hipótese é bem improvável. Até prova em contrário, vamos ficar com o que os nosss olhos claramente vêem: são imagens de dinossauros.

        Acho que o mais provável é que os desenhos tenham sido feitos posteriormente.

        Tens alguma evidência?

        Querer acreditar que os humanos conviveram com dinossauros e não registraram isto através de documentos, somente para compatibilizar com o livro de Gênesis não me parece muito racional.

        O teu erro é pensares que só o Livro de Génesis fala de dinossauros. Há vários documentos e relatos históricos de pessoas de todo o mundo que interagiram com animais que têm a aparência de animais que hoje chamamos de dinossauros. O próprio ateu Carl Sagan disse que as visões de animais com a aparência de dinossauros é um “fenómeno global”.

        Duvido que a grande maioria de cientistas criacionistas defendam esta hipótese.

        A grande maioria dos cientistas criacionistas não defende a hipótese de que só o Livro de Génesis menciona dinossauros.

        A história de Jesus Cristo é perfeitamente possível, e pode ter ocorrido exatamente da forma que foi retratada no novo testamento. Mas Gênesis, e alguns outros lvros do Antigo Testamento, para mim, são livros de fábulas.

        É a tua opinião pessoal e és livre para escolher no que acreditar. O problema é que muitos das alegações da Bíblia Hebraica foram confirmadas por dados arqueológicos e por relatos históricos. Para além disso, o Senhor Jesus e os Apóstolos olhavam para a Bíblia Hebraica como um Livro de dados reais e não como um Livro de “fábulas”. Mas se calhar tu sabes mais que o Filho de Deus.

        As histórias não tem pé nem cabeça.

        Ou então tu é que não as entendes.

        Tem que ter uma fé sem limites e ser quase irracional para acreditar naquelas histórias.

        Ou então tu é que não as entendes, e achas que quem as entende tem uma “fé sem limites”.

        Tem várias passagens que mostram um Deus maldoso, o que é incompatível com os ensinamentos de Jesus.

        Os ensinamentos do Senhor Jesus dizem que Ele é o “Deus Maldoso” da Bíblia Hebraica.

        Sou agnóstico.

        Agnóstico em relação ao quê?

        Acredito que o criacionismo seja possível, sim. E tem mais. O evolucionismo não explica a origem da vida.

        Conehces algum livro de evolucionismo que não fale da origem da vida?

        Diz apenas que uma vez existindo vida, as mudanças ocorrem e muito lentamente.

        Que tipo de mudanças? Quais as evidências?

        Isto não impede a existência de Deus e Jesus Cristo.

        Segundo vários ateus e agnósticos, a teoria da evolução anula a existência e a necessidade de Deus. Que respostas tu dás às pessoas que pensam assim?

        Desculpem-me se me alonguei demais. Mas achei melhor explicar minha posição, já que é apenas meu terceiro post neste blog.
        abraços

        Gosto

      • Sodré diz:

        Marcos,

        “Não necessariamente. Poderia ser algum tipo de salamandra/lagarto de pescoço comprido e raro e com aparência de um dino. Pouquíssimo provável, mas possível.”

        Com a qualidade dos desenhos (caudas excessivamente grandes e outras deformações) e a inclusão de animais que não existiam na Inglaterra, mas que seriam eventualmente conhecidos dos ingleses, e a ausência de escala… os ditos “dinossauros” bem podiam ser dromedários, que naturalmente seriam representados em grupo, bem mais lógico do que salamandras gigantes com um pescoço que não possuem…

        ,

        Gosto

      • Mats diz:

        Dromedários?! Incrível a ginástica mental que vocês fazem para não admitir que as pessoas do século 15 tinham conhecimento da estrutura física dos dinossauros.

        Mas continuem a fornecer essas desculpas e eu se calhar cvou fazendo prints para uso futuro.

        Impressionante.

        Para future referência, isto é um dromedário:

        E esta é uma das imagens do túmulo do Bispo:

        Como se pode ver, são practicamente idênticas.

        Gosto

  81. Marcos diz:

    Mats,

    Ou então é mesmo um dinossauro.

    Se forem dinossauros, a hipótese mais provável, é de que os desenhos foram feitos posteriormente ao descobrimento dos fósseis, já que não foram extintos milhões de anos atrás.

    Tens alguma evidência?

    Sim. Não existe nenhum registro documental escrito sobre a existência de dinossauros neste período.

    O teu erro é pensares que só o Livro de Génesis fala de dinossauros. Há vários documentos e relatos históricos de pessoas de todo o mundo que interagiram com animais que têm a aparência de animais que hoje chamamos de dinossauros. O próprio ateu Carl Sagan disse que as visões de animais com a aparência de dinossauros é um “fenómeno global”.

    Assim como muitos dizem ter visto extraterrestres e discos voadores sobre o planeta Terra. Outros viram chupa-cabras, etc. A imaginação não tem limites.

    É a tua opinião pessoal e és livre para escolher no que acreditar. O problema é que muitos das alegações da Bíblia Hebraica foram confirmadas por dados arqueológicos e por relatos históricos. Para além disso, o Senhor Jesus e os Apóstolos olhavam para a Bíblia Hebraica como um Livro de dados reais e não como um Livro de “fábulas”. Mas se calhar tu sabes mais que o Filho de Deus.

    Se eu tivesse a certeza de que olhavam para o todo velho testamento como um livro de dados reais, eu mudo de opinião e viro ateu.

    Ou então tu é que não as entendes.

    O que li sobre Gênesis eu entendi perfeitamente. E aconselho todos a lerem para confirmar que é um livro de fábulas. Outros, li apenas algumas passagens.

    Os ensinamentos do Senhor Jesus dizem que Ele é o “Deus Maldoso” da Bíblia Hebraica.

    Se é maldoso, para que vou segui-lo? Pelo que me lembro, Jesus disse que ele era bom. Ou não?

    Agnóstico em relação ao quê?

    Admito a possibilidade da existência de um Deus.

    Conehces algum livro de evolucionismo que não fale da origem da vida?

    O próprio livro de Charles Darwin. A origem das espécies. Hoje, a síntese evolutiva moderna mistura a teoria da evolução das espécies por seleção natural de Charles Darwin mais a genética de Gregor Mendel, mais algumas outras coisas. Sobre a origem da vida ninguém sabe exatamente como ocorreu o processo. Tem algumas hipóteses, mas nada além disso. Ninguém conseguiu gerar vida do nada.

    Que tipo de mudanças? Quais as evidências?

    Todo o tipo de mudança é possível em seres vivos. Já existem bactérias sintéticas criadas pelo homem, novas espécies de plantas criadas através de diversas técnicas, etc. Pesquise sobre engenharia genética.

    Segundo vários ateus e agnósticos, a teoria da evolução anula a existência e a necessidade de Deus. Que respostas tu dás às pessoas que pensam assim?

    Se alguém disse isto, cometeu um erro.

    Gosto

    • Miguel diz:

      Mats,

      Ou então é mesmo um dinossauro.

      Se forem dinossauros, a hipótese mais provável, é de que os desenhos foram feitos posteriormente ao descobrimento dos fósseis, já que não foram extintos milhões de anos atrás.

      Não há evidências de que os desenhos de dinossauros no túmulo do Bispo Bell tenham sido feitos depois do descobrimento dos fósseis. Ou tens alguma evidencia disso?

      Tens alguma evidência?

      Sim. Não existe nenhum registro documental escrito sobre a existência de dinossauros neste período.

      Não é preciso estar “escrito”; basta até estar . .. . num túmulo. Tu não podes anular esta evidência com base na ausência de outras evidências que tu arbitrariamente dizes que tinha que estar lá. Tu tens que explicar como é que pessoas do século 12, ou 13 ou 15 sabiam da forma de dinossauros. Ou então tens que dar alguma evidência de que o túmulo foi adulterado depois da descoberta dos fósseis. E tens que dizer porquê adulterar logo ESTE túmulo (e nao outro qualquer).

      Enfim, tens muitas coisas em favor das quais tens que dar algum tipo de evidência. Afirmar as coisas e esperar que os outros provem o contrário não cola neste blogue. Tu tens que ser capaz de dar evidencias em favor do que alegas.

      O teu erro é pensares que só o Livro de Génesis fala de dinossauros. Há vários documentos e relatos históricos de pessoas de todo o mundo que interagiram com animais que têm a aparência de animais que hoje chamamos de dinossauros. O próprio ateu Carl Sagan disse que as visões de animais com a aparência de dinossauros é um “fenómeno global”.

      Assim como muitos dizem ter visto extraterrestres e discos voadores sobre o planeta Terra. Outros viram chupa-cabras, etc. A imaginação não tem limites.

      Agora é só um questão de tu provares que os desenhos no túmulo são “imaginação”.

      Gosto

      • Marcos diz:

        Miguel diz:
        Não é preciso estar “escrito”; basta até estar . .. . num túmulo. Tu não podes anular esta evidência com base na ausência de outras evidências que tu arbitrariamente dizes que tinha que estar lá. Tu tens que explicar como é que pessoas do século 12, ou 13 ou 15 sabiam da forma de dinossauros. Ou então tens que dar alguma evidência de que o túmulo foi adulterado depois da descoberta dos fósseis. E tens que dizer porquê adulterar logo ESTE túmulo (e nao outro qualquer).
        Enfim, tens muitas coisas em favor das quais tens que dar algum tipo de evidência. Afirmar as coisas e esperar que os outros provem o contrário não cola neste blogue. Tu tens que ser capaz de dar evidencias em favor do que alegas.
        _____________________
        Miguel,
        Primeiro que estes desenhos podem nem existir no túmulo de fato. Pode ser tudo uma história mentirosa.
        Em segundo, se existirem, podem perfeitamente terem sido feitos posteriormente por algum artista contratado por algum religioso fanático para tentar convencer religiosos a desacreditarem na ciência e acreditarem no velho testamento.
        E aí fica a dúvida. A igreja não tem interesse em mostrar que de fato os dinossauros e homens viveram na terra ao mesmo tempo? Claro que tem!!! E muito!!!! Seria muito interessante para as “religiões” que acreditam na possibilidade de dinossauros e humanos coexistirem, mostrar ao mundo que o criacionismo não é uma crença sem base científica. Bilhões de pessoas mudariam seu posicionamento a respeito da evidências apresentadas e muitos se converteriam. E para conseguir isto não é nada difícil. Basta fazer um documentário sobre este assunto. Caso realmente estes desenhos existam no túmulo, é só contratar alguns peritos renomados para periciar o túmulo para tentar descobrir uma data aproximada dos desenhos com base nas propriedades físico químicas do material. Aproveita e ouve a opinião de pessoas daquela região que de alguma forma tem um elo de ligação com o túmulo para saber suas opiniões a respeito. Tudo gravado em vídeo e documentado. Se ficar comprovado que realmente o túmulo possui estes desenhos e que os desenhos dos dinossauros foram feitos na mesma época que os desenhos dos outros animais e que não é possível que tenham sido feitos após a reconstituição dos fósseis de dinossauros descobertos que foram retratados nos desenhos, estará concluída uma etapa importantíssima. A partir daí é só divulgar o vídeo e após uma boa divulgação, vão chover de cartas de cientistas e peritos em arquelogia querendo ver o túmulo e periciá-los. Assim, marca-se uma reunião com lideranças de cientistas e peritos escolham dentre eles apenas uns poucos peritos e cientistas a acompanharem esta nova perícia, que comprovará definitivamente se a perícia anterior foi fraudada ou não. Se for confirmado o resultado da perícia anterior, pode ter certeza de que as igrejas envolvidas estarão dando uma grande contribuição para a ciência e ela será vista com outros olhos e a descoberta será umas das mais importantes para a história da humanidade.

        Gosto

      • Miguel diz:

        Primeiro que estes desenhos podem nem existir no túmulo de fato.

        Existem no túmulo de facto. Se duvidas, tens que mostrar as fontes para confirmar.

        Em segundo, se existirem, podem perfeitamente terem sido feitos posteriormente por algum artista contratado por algum religioso fanático para tentar convencer religiosos a desacreditarem na ciência e acreditarem no velho testamento.

        Prova essa alegação.

        E aí fica a dúvida.

        Só se for a tua dúvida. Tu fazes alegações mas não dás evidências.
        Prova que as imagens do túmulo foram adulteradas.

        Fazer alegações vazias e esperar que os outros provem a negativa é estupidez e nõs não temos tempo a perder com pessoas desonestas.

        A igreja não tem interesse em mostrar que de fato os dinossauros e homens viveram na terra ao mesmo tempo? Claro que tem!!! E muito!!!!

        E os evolucionistas têm interesse de manter a farsa de que os dinossauros nunca coexistiram com os seres humanos.

        Se ficar comprovado que realmente o túmulo possui estes desenhos

        O túmulo possui estes desenhos.

        e que os desenhos dos dinossauros foram feitos na mesma época que os desenhos dos outros animais e que não é possível que tenham sido feitos após a reconstituição dos fósseis de dinossauros descobertos que foram retratados nos desenhos, estará concluída uma etapa importantíssima.

        Então, está concluída visto que “os desenhos dos dinossauros foram feitos na mesma época que os desenhos dos outros animais” e “não é possível que tenham sido feitos após a reconstituição dos fósseis de dinossauros descobertos que foram retratados nos desenhos”

        Ficamos à espera de *uma única evidência* que demonstre que os desenhos de dinossauros foram feitos bem depois dos outros desenhos.

        Se não ofereceres nenhum tipo de evidência, todos os teus comentários posteriores serão apagados e tu nunca mais comentas aqui.

        Aguardando.

        Gosto

  82. Sodré diz:

    Mats, eu estava referir-me aos supostos “dinossauros” entrelaçados de longos pescoços…, você foi buscar OUTRO desenho porquê?

    Gosto

    • Mats diz:

      Mats, eu estava referir-me aos supostos “dinossauros” entrelaçados de longos pescoços…, você foi buscar OUTRO desenho porquê?

      Porque está no mesmo túmulo e revela que é um dinossauro.

      Gosto

      • Sodré diz:

        Um dinossauro? Qual? esse desenho tal como o do pseudo-papa-formigas pode ser tudo e mais alguma coisa, tal é a pouca qualidade da representação e a falta de escala…, até uma ratazana…, os “brontossauros-dromedários” ainda estão piores…

        Gosto

      • Miguel diz:

        Um dinossauro? Qual?

        Este:

        esse desenho tal como o do pseudo-papa-formigas pode ser tudo e mais alguma coisa,

        “Pode ser tudo e mais alguma coisa”, MENOS aquilo que ele realmente é: um dinossauro. Certo?

        tal é a pouca qualidade da representação e a falta de escala…, até uma ratazana…, os “brontossauros-dromedários” ainda estão piores…

        Curioso que a “pouca qualidade de representação” e a “falta de escala” só se aplique ao animal que refuta a mitologia dos milhões de anos. Nem tu nem nenhum outro ateu colocou em causa as outras imagens – só as de dinossauro.

        Porque será? (Pergunta retórica)

        Gosto

  83. Sodré diz:

    Porque será a espantosa ignorância de ver dinossauros sem conseguir identificar um único parecido? Eu até sou amigo e dou uma ajuda… E se antes de “verem” dinossauros onde estes não estão vissem, por exemplo, um Mesoníquido (Andrewsarchus Mongoliensis) ou outro mamífero antiquíssimo e já extinto?
    Cumpria-se o vosso propósito de ir contra os “milhões de anos” e sempre era menos hilariante e ridículo… Que dizem? sou amigo ou não sou?

    Gosto

    • Miguel diz:

      Porque será a espantosa ignorância de ver dinossauros sem conseguir identificar um único parecido?

      O facto de tu pessoalmente não conseguires “identificar” o dinossauro, não quer dizer que não seja um dinossauro. Basta olhar para as imagens.

      Eu até sou amigo e dou uma ajuda… E se antes de “verem” dinossauros onde estes não estão

      Quem diz que não estão és tu, mas essa é a tua opinião pessoal. Não usas a tua fé pessoal como rampa de lançamento para tópicos totalmente fora do contexto.

      vissem, por exemplo, um Mesoníquido (Andrewsarchus Mongoliensis) ou outro mamífero antiquíssimo e já extinto?
      Cumpria-se o vosso propósito de ir contra os “milhões de anos” e sempre era menos hilariante e ridículo… Que dizem? sou amigo ou não sou?

      Se tu achas que é um “mamífero” o que se vê nas imagens, então tu tens mesmo que ir ao oculista.

      “Mamíferos”, segundo o Sodré.

      Gosto

    • Sodré diz:

      O Andrewsarchus viveu há cerca de 40 milhões de anos…, vocês NÃO PRECISAM de um dinossauro… E não precisam de me agradecer….,, embora fosse simpático da vossa parte…

      Gosto

      • Miguel diz:

        Ninguém aqui pediu qualquer tipo de parvoíce de “simpatia” da tua parte. Entendes isso? Queres ser “simpático”, vai ser com quem precisa dela e não aqui.

        Segundo, o post fala de dinossauros desenhados no túmulo e é disso que tu vais falar. Se não queres, podes deixar de comentar aqui porque a tua “simpatia” não faz falta.

        Primeiro e último aviso.

        Gosto

  84. Sodré diz:

    “Nem tu nem nenhum outro ateu”… Cada um fala por si…, sou descrente e não ateu.

    Gosto

    • Azetech diz:

      Sodré

      “””sou descrente e não ateu.”””

      “Descrente” ou “Crente” TODAS pessoas são.
      Eu, por exemplo, sou descrente no Big-Bang, Abiogênese por geração espontânea e na Macro-Evolução.
      Tu, em contra partida, és crente a estes modelos.

      Gosto

      • Sodré diz:

        Azetech,

        A minha declaração como descrente é feito no contexto do ateísmo versus teísmo e não noutra qualquer, pois é de ateismo que se estava a falar…, e neste contexto é diferente uma pessoa declarar-se ateu (uma forma de crença) ou apresentar-se como descrente (não é uma forma de crença) ou ainda agnóstico (desconfio desta posição como sendo de mero desinteresse)…

        Gosto

      • Azetech diz:

        Sodré

        Mas um Ateu, assim como qualquer ser humano, também é um crente.
        É ilusório dizer que um ateu é um cético absoluto.
        Por exemplo, um Ateu crê que a o universo e a vida originaram a eles mesmos.
        Ele não pode comprovar este posicionamento, porém o assume por fé.
        Este foi meu ponto.

        Gosto

      • Sodré diz:

        Azetech

        Em termos religiosos, o descrente é um cético, o ateu é um crente,,,, nunca disse que o ateu é um cético absoluto.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        É tudo semântica o.O

        Gosto

  85. Glaucio diz:

    Em uma simples visita ao site oficial de onde este artigo se refere, não encontrei ainda nada do que esta escrito aqui, mas já enviei um email ao site pedindo informações. Porém curiosamente passeando pela História da Catedral veiculada no próprio sitio, encontrei esta referencia importante, que curiosamente apesar de ter sido veementemente postulada por diversas vezes, a aludida possibilidade de estes desenhos terem sido feitos posteriormente; estas reformas não foram mencionadas nem de longe este incendio, principalmente pelas datas do mesmo e no local, O Teto do Coro, local onde pelo artigo estar o aludido tumulo

    ESTAR LA NO SITIO
    O teto do Coro
    . As principais madeiras a contar da data limite de 1400, que fazia parte da reconstrução do coro durante todo o século XIV, após o incêndio de 1292 O esquema decorativo data de restauração da Catedral 1853 de Ewan Christian -. 6 O estilo que vemos do restauração seguido do original medieval, mas o projeto detalhado e cor do teto com os ângulos e as estrelas foi o trabalho de Owen Jones (1809 – 1874), que foi um dos grandes artistas decorativos do dia. Foi passado repintado em 1970. ( Traduzido pelo Google)

    Link: http://www.carlislecathedral.org.uk/the_ceiling_of_the_choir

    Gosto

    • Glaucio diz:

      No post anterior fiz menção as reformazinhas promovidas da Catedral dos Dinossauros na Idade Média. SILENCIO TOTAL! Dai aumentou ainda mas minhas suspeitas de que todos aqui já poderiam saber da verdade. Mais uma pequena investigação no site oficial onde deve estar a prova “irrefutável” de que ‘ já se sabiam, os antigos mesmo antes dos achados arquelógicos da existência destes e desta forma portanto,dizem este Blog- Jaz aqui no OS DINOSSAUROS NO TÚMULO DO BISPO BELL, o último folego dos TE.
      E eis o que vejo além das pequenas reformas, coisinhas de nada foram mudadas nos séculos seguintes a morte do tal Bispo Bell. Não bastasse o que falei no Post anterior, encontrei mas uma pequena reforma vejam esta:

      As Telas Gondibour
      As telas Gondibour são as telas de madeira em estilo curvilíneo, nos dois lados da Catedral recordações. Eles levam o seu nome de Thomas Gondibour, que foi Prior da Catedral de St Mary Priory, no período entre 1465 e 1500, e, provavelmente, a partir da segunda metade desse período. Iniciais de Gondibour são incorporados a escultura na porta. As duas telas foram fortemente restaurado, o que provavelmente ocorreu quando eles e telas semelhantes foram removidos no século XVIII, a partir de suas posições originais entre os pilares do coro, onde a evidência da sua localização ainda está para ser visto.

      Texto original
      The Gondibour screens are the wooden screens in curvilinear style, on the two sides of the Cathedral Gift Shop.They take their name from Thomas Gondibour, who was Prior of St Mary’s Cathedral Priory in the period between 1465 and 1500, and probably from the latter half of that period.The two screens have been heavily restored, which probably occurred when they and similar screens were removed in the eighteenth century from their original positions between the pillars of the choir, where evidence of their location is still to be seen.

      Juntando estas pequenas mudanças na sala do coro, talvez…

      Gosto

  86. Glaucio diz:

    Como o criador deste post está muito ocupado em outro post e não está tendo tempo para responder sobre as reformas feitas no Túmulo do Bispo Bell, vou aproveitar para deixar o link que esqueci de postar na resposta anterior, e esperar um pouco…

    http://www.carlislecathedral.org.uk/the_gondibour_screens

    Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s