O evolucionista

Jonatas não gostou do que foi dito em relação à sua preciosa teoria da evolução:

Caríssimos – eu não frequento esses sítios porque o conteúdo criacionista é sumariamente pseudocientífico.

Sem perder tempo. o evolucionista Jónatas demonstra o seu não-existente espírito científico dialogante.

Vamos pegar a primeira falácia desse artigo: “Apelo a autoridade”. O Ph.D do homem é em filosofia com uma dissertação sobre história da ciência. Quando falamos de evolução, falamos de “Biologia” 

O que o evolucionista Jónatas está a alegar é que o livro do Dr Meyer deve ser rejeitado não porque tem erros científicos, mas sim porque ele não tem (supostamente) qualificações na Biologia que o Jónatas quer que ele tenha. Para se ver que este “argumento” é uma fachada basta ver que, se alguém trouxer para aqui citações de biólogos não-evolucionistas a defender exactamente o mesmo que o Dr Meyer, o evolucionista Jonatas salta para outro “argumento”.

No fundo, o que o evolucionista Jónatas quer dizer é “Meyer deve ser rejeitado porque ele não é um evolucionista”. Mas isto não é argumento válido.

livro qualquer idiota escreve, já um esperto tendencioso conduz boa oratória e convence seus leitores do que eles mesmos querem ouvir

O evolucionista Jónatas não sabe que a frase “livro qualquer idiota escreve” também se aplica ao livro “A Origem das Espécies”. Este livro, cheio de erros científicos, não passou pela revisão de pares e nem foi submetido ao mesmo tipo de análise que o Jónatas quer submeter o livro de Meyer. Se usarmos o “argumento” do evolucionista Jónatas, temos que rejeitar o livro de Darwin.

Para além disso, o evolucionista Jónatas sabe que os leitores de Meyer “querem ouvir o que ele escreveu”. No entanto, se eu perguntar ao evolucionista Jónatas se os livros que defendem a teoria da evolução são escritos por pessoas que “convencem os seus leitores do que eles mesmos querem ouvir”, o evolucionista Jónatas vai dizer que “não”. Mas não acreditem em mim; deixem ele responder e reparem na forma como ele vai tentar contorcer-se para acomodar este “argumento”.

o que realmente tem validade científica é artigo acadêmico publicado e revisado por especialistas da área (Biologia)

O que anula o livro de Darwin, os livros de Dawkins e practicamente todos os grandes livros dos grandes “pensadores” evolucionistas do passado, visto que muito poucos foram revistos por pares. Para além disso, a tese de que só tem validade científica o que é publicado e revisto por especialista da área é falsa. Muitas teses foram revistas por pares e publicadas  em revistas científicas  mas mais tarde foram falsificadas.

não existem artigos criacionistas reconhecidos no meio acadêmico – lá vem teorias da conspiração…

O que o evolucionista Jónatas quer dizer é “não existem artigos criacionistas reconhecidos E ACEITES pelos evolucionistas.” Mas é óbvio que não. Se os evolucionistas aceitassem as conclusões criacionistas, eles não seriam evolucionistas. (E lembrem-se que quem controla as publicações científicas são os evolucionistas).

O pseudo-argumento do evolucionista Jónatas é como se eu dissesse “não existem artigos pró-islâmicos reconhecidos pelos Cristãos ortodoxos” ou “não existem artigos em defesa da Divindade do Senhor Jesus Cristo aceites pela liderança Rabínica actual”. Mas é óbvio que não. Se os Cristãos aceitassem as conclusões islâmicas, eles não seriam Cristãos, e se os Rabinos aceitassem que o Senhor Jesus Cristo é Deus, eles não seriam mais Rabinos nem líderes das suas congregações.

vocês cometem a desonestidade de pegar Darwin como se ele fosse toda “A Teoria Sintética da Evolução”, isso é desonestidade intelectual

O que o evolucionista Jónatas está a tentar fazer é mudar o foco dos erros de Darwin para os erros actuais da teoria da evolução. Mas note-se que o próprio texto do Dr Meyer diz que as dúvidas de Darwin em relação à Explosão Cambriana *ainda permanecem*. Ainda não há resposta científica evolucionista para o aparecimento súbito e explosivo dos tipos de vida básicos no assim-chamado período Cambriano. (Note-se que eu não defendo a geologia dos milhões de anos: eu apenas estou a usar a SUA geologia CONTRA ELES. )

o – darwinismo não é uma religião

Mas outros evolucionistas dizem que o Darwinismo é mesmo uma religião. O próprio Julian Huxley disse  que a teoria da evolução era a nova fé.

“Julian Huxley, grandson of Thomas Henry Huxley and brother of Aldous, was the most prominent speaker. He declared that supernatural religion was finished and that a new religion of evolutionary humanism based upon science would become the worldwide creed. “

Mas não esperem que o evolucionista Jónatas saiba disto porque estas coisas foram ocultas aos evolucionistas comuns.

– não seguimos o mesmo cara e a mesma ideia por milênios, como os religiosos fazem.

Tanto seguem, que todos os anos celebram-no religiosamente.

Darwin nem tampouco foi o primeiro proponente do modelo evolutivo,

Ninguém disse que foi; ele foi, sim o proponente do modelo evolutivo que o evolucionista Jónatas religiosamente segue, e o mesmo modelo (alterado) que é forçado às crianças nas escolas públicas (com dinheiro dos contribuintes). A ideia de que o homem surgiu do animal é muito antiga, e encontra-se espalhada por todo o mundo; o que normalmente muda é o animal.

No mundo ocidental, e seguindo a mesma forma de pensar de outros pagãos, é também ensinado que viemos de outro animal.

Portanto, sim a ideia da evolução é muito antiga mas eu só estou a criticar aquela que o evolucionista Jónatas religiosamente defende.

Evolução das espécies é um descoberta, que começou antes de Darwin – pasmem, em meio religioso – chegaram até a criar linhas evolutivas entre os anjos – tamanha a obviedade de que os seres se modificam ao passar dos tempos.

Notaram na ilusão feita pelo evolucionista Jónatas? De repente, e a meio do discurso, evolução passou a ser “os seres se modificam ao passar dos tempos”. Mas notem que nenhum criacionista alega que as formas de vida são imutáveis.  Pelo contrário, como, por exemplo, todos os animais terrestres que respiram pelas narinas são descendentes do par que Noé levou para a Arca, então é mais do que óbvio que os animais sofrem modificações através dos tempos. Nós não precisávamos das mentiras da Darwin para saber disto. (ex: Os tigres e os leões são descendentes desse mesmo par mas são fisicamente distintos embora inter-férteis.)

O evolucionista Jónatas tenta criar um definição de evolução que tem o significado de “os animais sofrem modificações”, mas o problema não é que os animais sofrem modificações, mas sim que, por mais modificações que o animal sofra, ele nunca vai deixar de ser do mesmo tipo básico dos seus progenitores. Por exemplo, por mais modificações que a descendência do evolucionista Jónatas sofra, eles nunca vão deixar de ser seres humanos e passar a ser crocodilos ou leões. (Podem ser despassarados, mas isso é outro assunto).

O que quero dizer é que Darwin foi só o começo do modelo atual, apoiado pelas descobertas posteriores no campo da biologia, genética, paleontologia e geologia – tudo respaldando o modelo e dando corpo ao que hoje é a Teoria Sintética da Evolução.

Mais uma táctica típica dos evolucionistas: “elephant hurling”. Essencialmente o que ele está a dizer é que toda a ciência está de acordo com a tese de que répteis evoluíram para pássaros, e que animais terrestres evoluíram para baleias, algo manifestamente falso. Aliás, isto é tão falso que a única forma de defender estes mitos é censurando quem quer que tente demonstrar a falsidade destas teses.

Darwin morreu, a Ciência Oficial da Biologia é a TE,

…entre os evolucionistas.

e vocês PODEM questionar o quanto quiserem, em todos os cantos do mundo existem questionadores muito mais capacitados que Stephen Meyer, que se formaram e tiveram Ph.D na área AFIM: os próprios biólogos – pois isso é metodologia científica aplicada – chamamos de FALSEABILIDADE. Teoria Científica só sobrevive e prospera quando suas evidências possuem uma sequência lógica, são testáveis e avaliadas por terceiros – processo esse ao qual a TE sobreviveu no meio científico desde sua primeira proposta, por Darwin.

Só que não sobreviveu, e a evidência disso mesmo é o aumentar das vozes críticas da teoria da evolução. As coisas estão tão más para a teoria da evolução que nós hoje temos ateus a criticá-la – algo impensável há alguns anos atrás. Ou seja, mesmo pessoas que não oferecem qualquer alternativa Teísta apercebem-se que a tese evolucionista não está de acordo com a ciência.

O fato é que nem mesmo os DI mais graduados são incapazes de inovar e assim discussões se repetem em torno dos mesmos argumentos já batidos…

E os evolucionistas ainda não conseguiram responder às teses fundamentais dos cientistas proponentes do DI, especialmente a origem da informação genética.

Elo Perdido – existem, não podemos resgatar todos os fósseis de todas as criaturas.

O evolucionista Jónatas diz que ele tem elos perdidos (ou sabe quem os tenha). Seria interessante saber quais são.

Mas isso tem nada a ver, uma vez que existem muitos Elos descobertos – já serve pra saber que é mais provável os perdidos estarem assim por não serem achados, e não por não existirem.

Ficamos ansiosamente à espera que o evolucionista Jónatas nos disponibilize a lista desses “elos descobertos”.

Fóssil transicional – esse eu acho o pior de todos. Falta informação na galera – nem biólogos e nem paleontólogos cientes da TE procuram espécies transicionais – afinal todas o são.

DE repente, todos os animais passaram a ser “transicionais”, Mas note-se o erro do evolucionista Jónatas: os animais existentes actualmente só são “transicionais” se eles estiverem a evoluir. Nós não sabemos se estamos a evoluir. Nós sofremos modificações, sim, mas não deixamos de ser o mesmo tipo de forma de vida.

É bem provável que o evolucionista Jónatas defenda que, como estamos em mudança, estamos a “evoluir”. Por exemplo, se uma forma de vida perder a capacidade de voar através dos anos, o evolucionista Jónatas usa isto como “evolução em acção”. Se, por outro lado, um animal ganhar uma capacidade nunca tida dentro do seu tipo, o Jónatas também usa isso como “evidência da evolução”.

Ou seja, para o evolucionista Jónatas tudo o que acontece é “evolução”, o que de imediato demonstra que refutar uma “teoria” assim é impossível visto que ela acomoda todos os eventos. Ela assemelha-se mais a astrologia do que a ciência.

O que procuram é Caracteres Transicionais, e isso tem, e como tem

Mais uma ilusão que é ser desmascarada neste post.

O que o evolucionista Jónatas está a dizer é que devemos procurar partes do corpo dum animal “transicional” e ignorar o resto do corpo desse mesmo animal. Isto é uma ilusão muito poderosa porque, ao ignorar o resto do corpo do animal, nós podemos criar linhas evolutivas ao nosso gosto. Por exemplo, se eu usar a dimensão das pernas e ignorar o resto, eu posso criar um tipo de “linha evolutiva”. Se, por outro lado, eu usar os olhos, eu construo uma linha evolutiva COM OS MESMOS animais.

Normalmente os evolucionistas pegam em pequenos ossos, alinham-nos por tamanho, e criam uma “linha evolutiva”. Mas se nós formos a ver a que tipo de animal esses ossos pertenciam, é bem provável que a linha evolutiva seja totalmente destruída.

Resumindo, *nunca* aceitar a noção da “evolução dos caracteres” ou “caracteres transicionais”. Os animais é que evoluem no seu todo – e não só uma parte do corpo.

e duvido que criacionistas expliquem isso melhor, mesmo que só em hipótese, colocando a criação no lugar da evolução.

Colocar a TE ao lado da criação é uma ofensa para os criacionistas. Como é que uma teoria que defende que sistemas de informação criam-se a si mesmos, que dinossauros evoluíram para colibris, e que lobos/vacas/ursos/etc evoluíram para baleias pode se equiparar com a Verdade Bíblica?

Conclusão:

O comentário do evolucionista Jónatas está cheio de ilusões e falsidades e momentos e suprema ignorância da sua parte. Mas a culpa não é toda do Jónatas porque é bem provável que ele seja o produto dum sistema educacional onde a teoria da evolução é ensinada como uma verdade religiosa.

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Biologia com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

90 respostas a O evolucionista

  1. Ismael diz:

    Mats,

    Parabéns pela sua paciência, sensibilidade e integridade; lendo os argumentos de ateus, evolucionistas e agnósticos – vejo que eles criam um mar de palavras cheio de armadílhas, mentiras, fontes estranhas, isto é, argumentos que no fundo são nada. Conclusões que não se cumprem na realidade, dando voltas sem fim.

    Leio seus artigos faz tempo e concordo com o que você escreve.

    Abraço,

    Gosto

  2. Caríssimos, usar o meu nome pra depreciar meu texto foi de muito mal gosto, podiam simplesmente ter respondido, mas pelo jeito estão mais interessados em discussão e agressão do que diálogo. Eu não lhes dei permissão de usar meu nome dessa forma, portanto peço que mudem esse título, para qualquer um que quiserem, desde que não usem meu nome. Por hora me deixem ler teu texto e teus links, depois lhes dou resposta.
    E sim, Criacionismo é pseudociência – apenas estou usando a definição oficial, doa a quem doer.

    Gosto

    • Mats diz:

      E sim, Criacionismo é pseudociência – apenas estou usando a definição oficial, doa a quem doer.

      Incrível como uma “pseudo-ciência” está mais de acordo com as evidências do que a suposta “ciência” da evolução.

      Gosto

      • Isso é um dogma teu, o criacionismo não está de acordo com nenhuma ciência legítima nem tem evidência alguma – só com outras versões de pseudociências. Mas ao afirmar dogmas e eu disser que o são, tu vais dizer que os meus é que são e ficaremos naquela discussão do “é” “não é” – aí tu vem com a termodinâmica, e eu refuto com as definições sistemáticas, depois tu elabora mais um argumento contra os sistemas e repetimos um ciclo desnecessário. Tudo isso, impede do criacionismo ter qualquer respeito acadêmico – sua insistência em praticar metodologias não científicas.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Mats

        E sem contar que esta “pseudo-ciencia” embasou grande parte dos cientistas que FUNDAMENTARAM a ciência moderna.

        Gosto

      • Recorrência à história é um argumento pífio, aí você pode trazer Isaac Newton, Galileu, o pai da genética – Mendel (criacionista de fato), etc e etc – até o próprio Darwin, teísta. Isso é um recurso meio batido, é perfeitamente normal, dada a predominância do pensamento religioso, dado o recurso do qual religiosos dispunham, que os fundamentadores da ciência moderna tenham sido teístas – criacionistas. Mas e daí? quer dizer que porque Platão foi um grande filósofo todos teremos que acreditar nos deuses gregos? isso é conversa fiada.
        Mendel fundamentou a genética, mas o que ela é hoje é algo muito além daquilo que ele imaginou em sua época, ele não tinha noção nem sobre alelos múltiplos, mutação e etc – provavelmente foi um tiro no pé – a Evolução hoje tem seu modelo apoiado pela genética. Einstein morreu negando a Quântica – hoje sua Relatividade e a Quântica estão praticamente unindo-se. Vão-se os cientistas, suas religiões e suas crenças pessoais, fica a Ciência.

        Gosto

      • Mats diz:

        Recorrência à história é um argumento pífio, aí você pode trazer Isaac Newton, Galileu, o pai da genética – Mendel (criacionista de fato), etc e etc – até o próprio Darwin, teísta.

        Vocês dizem que a rejeição da teoria da evolução baseia-se na religião mas depois dizem que a religião dos cientistas que fundaram a ciência moderna não conta?

        Isso é um recurso meio batido, é perfeitamente normal, dada a predominância do pensamento religioso, dado o recurso do qual religiosos dispunham, que os fundamentadores da ciência moderna tenham sido teístas – criacionistas. Mas e daí?

        Sempre que te disserem que a ciência contradiz o criacionismo, ou que não existem criacionistas cientistas, lembra-te de que a maiora parte dos cientistas da revolução científica eram . . . . criacionistas. Isto não prova o criacionismo: só demonstra que a vossa alegação de que não se pode ser um bom cientista e um firme criacionista é falsa.

        quer dizer que porque Platão foi um grande filósofo todos teremos que acreditar nos deuses gregos? isso é conversa fiada.

        Pois é. Lembra-te disso quando disseres que não se pode ser um cientista criacionista.

        Mendel fundamentou a genética, mas o que ela é hoje é algo muito além daquilo que ele imaginou em sua época, ele não tinha noção nem sobre alelos múltiplos, mutação e etc – provavelmente foi um tiro no pé – a Evolução hoje tem seu modelo apoiado pela genética.

        O modelo do criacionista Mendel é a base da genética actual. Outra coisa: sabias que durante muitos anos os evolucionistas rejeitaram as conclusões de Mendel? Porque será? Estuda mais sobre isso e ficarás chocado.

        Einstein morreu negando a Quântica – hoje sua Relatividade e a Quântica estão praticamente unindo-se. Vão-se os cientistas, suas religiões e suas crenças pessoais, fica a Ciência.

        Exactamente. O trabalho científico dos criacionistas Mendel, Faraday, Maxwell, Newton e de muitos outros permanece até hoje. A ciência vai ganhando com a liberdade que há (ou deveria haver) nas investigações. Que pena que hoje os evolucionistas sintam necessidade de censurar quem pensa de modo diferente deles (algo que Darwin não aprovaria).

        Gosto

      • Se você quer levar em consideração o religiosismo dos cientistas do passado como IMPORTANTE PARA A CIÊNCIA MODERNA, me dá o direito de levar em consideração o religiosismo dos maiores ditadores, opressores e assassinos do passado como IMPORTANTE PARA AS RELIGIÕES DO PRESENTE (INCLUINDO A SUA). Isso seria justo?
        Liberdade no passado – quando homens como Galileu e Giordano Bruno eram perseguidos por motivações religiosos… blas

        Mendel foi um cientista admirável, ele fundou a genética tal qual Darwin fundou a TE, mas foi só. Mendel estudou variedades vegetais, e foi rejeitado pelo meio científico até provar que está certo, e isso é perfeitamente justo. Não o torne um Mártir, Einstein passou por isso, Hubble passou por isso, todo o cientista que trouxe algo novo passou por isso até poder PROVAR – com esses históricos de cientistas que provaram que estavam certos, mesmo contra evolucionistas e outros cientistas com um pensamento contrário na época – você vem dizer que o criacionismo sofre rejeição por motivação diferente? tenha a santa paciência. PROVEM como Mendel, como Einstein, como Hubble, e a Ciência não lhes negará ouvidos.

        Gosto

      • Mats diz:

        Se você quer levar em consideração o religiosismo dos cientistas do passado como IMPORTANTE PARA A CIÊNCIA MODERNA, me dá o direito de levar em consideração o religiosismo dos maiores ditadores, opressores e assassinos do passado como IMPORTANTE PARA AS RELIGIÕES DO PRESENTE (INCLUINDO A SUA).

        Eu não me preocupo com a religião dos cientistas, mas sim com os dados que eles são capazes de mostrar. Vocês evolucionistas é que dizem que a resistência ao mitos evolutivos prende-se só com o preconceito religioso. Eu mostro que é a ciência que faz as pessoas não acreditarem que um animal terrestre passou a ser uma baleia.

        Mais uma coisa: Os maiores ditadores da história da humanidade eram ateus. Stalin e Mao Tse Tung (dois ateus) mataram mais seres humanos em menos de 50 anos do que 2000 anos de Historia Cristã.

        Liberdade no passado – quando homens como Galileu e Giordano Bruno eram perseguidos por motivações religiosos… blas

        Galileu (CATÓLICO CRIACIONISTA) foi perseguido pelo “consenso científico” da altura por duvidar do que os “cientistas” tinham afirmado como um “facto”. Faz-te lembrar alguma coisa?

        Giordano Bruno não foi queimado por motivos científicos. Meu Deus, tu acreditas mesmo nessas mentiras?

        Mendel foi um cientista admirável, ele fundou a genética tal qual Darwin fundou a TE, mas foi só. Mendel estudou variedades vegetais, e foi rejeitado pelo meio científico até provar que está certo, e isso é perfeitamente justo.

        Mendel foi aceite pelos evolucionistas DEPOIS DELE ESTAR MORTO. Como é que ele poderia “provar” seja o que for quando ele já nem estava vivo?
        As teses científicas do criacionista Mendel só foram aceites (ou passaram a ser aceites) no século 20. Durante esse tempo, os evolucionistas ignoraram o que ele tinha descoberto porque as suas descobertas estavam (e estão) em contradição com o darwinismo original. É por isso que foi inventado o neo-Darwinismo, que tem como um dos propósitos harmonizar a génetica do criacionista Mendel com a teoria da evolução.

        Entendes isso ou não? Eu começo a pensar que estou a perder o meu tempo a falar com alguém tão mal informado.

        Gosto

  3. Procure referências externas sobre esse Blog, e como esperado, não é sítio onde encontrarei alguma informação legítima que mereça minha atenção – ainda prefiro o canal do Pirulla. kkk

    http://spring.me/Evolucionismo/q/650627105

    Mas boa sorte, vocês se enforcam nos próprios argumentos sem perceber – eu percebo, não domino biologia mesmo assim só preciso pesquisar um pouco para refutar suas ideias. Só por favor tirem meu nome do título pelo menos, isso é incorreto. Pode até lhes dar um processo judicial, mas é claro que eu fazer isso seria perda de tempo, desnecessário e não daria em nada. Só resta apelar pro bom senso e pedir *para tirarem meu nome*, pois já vi que meu post resposta será rejeitado na moderação.

    Gosto

    • Adalberto Felipe diz:

      Jonatas,

      Uma dica: não fique com essa imagem errada, aprendida em sites ateus sobre o criacionismo que dizem que somos criaburricionistas e negadores da ciência.

      Muitos ateus evolucionistas ficam criando uma imagem tão negativa dos cristãos devido a essas imagens de mau gosto e coisas distorcidas, mas depois, ao entrar em um site como este se surpreendem com o nosso conhecimento científico, histórico e filosófico e muitas vezes perdem o debate.

      A ciência se faz é assim, defendendo e criticando hipóteses e a teoria da evolução não está de forma alguma, imune de críticas e questionamentos. A ciência também parte de pressupostos, como o naturalismo, que não pode ser provado… já parou para pensar nisso?

      Quanto a ter colocado o seu nome, o que tem? Ele não te xingou no post, apenas refutou detalhadamente o que você disse, assim como você poderia fazer o mesmo.

      Debata com quem pensa diferente, procura conhecer e veja que não somos monstros fanáticos anti-ciência e criaburricionistas igual os ateus divulgam.

      Abraços.

      Gosto

      • Suprema Ignorância não é xingamento pra ti?

        Gosto

      • Você visita websites ateus ou evolucionistas? eu sei e até entendo o lado comum entre os mesmos, mas considere: os ateus se dedicam a falar mal dos religiosos e criacionistas, mas os evolucionistas se dedicam a falar de ciências – é só identificar.
        Eu não considero criacionistas burros, pelo menos não os de liderança, ao contrário, são muito espertos, mas todos, desculpe a sinceridade, muito pouco científicos – muito cheio de certezas, muito em posição – não questioneis a criação e a bíblia – isso não é ciência, em instância alguma – é fundamentalismo.
        Pouco vejo aqui em ciência e metodologia científica, mas muito bons enxadristas, distorcem informações e usam muita erística – podem vencer debate, não é impossível, mas não estão nem aí para a verdade final, só querem vencer pra convencer a si mesmos que estão certos – eu acho vencer debate algo insignificante, gostaria até de perder, contando que aprendesse algo novo – por sinal nunca perdi um, mas sempre foram em Astronomia, minha área – em biologia venci alguns mas foi no youtube, um criacionista mais informado de biologia me venceria fácil.

        Eu posso receber perguntas as quais não tenho resposta, não sou biólogo, e vocês tem questões – então perguntem aos Cientistas, antes de julgar os ateus maus, pois fazem o mesmo erro que eles fazem com vocês.
        http://pergunte.evolucionismo.org/ – site de biólogos dedicado a responder questões sobre o assunto.

        A minha impressão é de um site religioso fundamentalista manipulador de assuntos científicos para justificar sua crença como fato, é a única impressão que o site me passou. O teísta mais inteligente que conheço vê na evolução Deus – ele compara a vida criada estática x vida criada evolucionária a um manequim x um andróide. E se eu fosse teísta, eu concordaria com ele, não com vocês.

        Gosto

      • Mats diz:

        Você visita websites ateus ou evolucionistas? eu sei e até entendo o lado comum entre os mesmos, mas considere: os ateus se dedicam a falar mal dos religiosos e criacionistas, mas os evolucionistas se dedicam a falar de ciências – é só identificar.

        Os sites evolucionistas são sites ateus, e tudo o que eles fazem é atacar o que eles pensam ser o criacionismo. Ateísmo e evolucionismo são irmãos gémeos.

        Eu não considero criacionistas burros, pelo menos não os de liderança, ao contrário, são muito espertos, mas todos, desculpe a sinceridade, muito pouco científicos – muito cheio de certezas, muito em posição – não questioneis a criação e a bíblia – isso não é ciência, em instância alguma – é fundamentalismo.

        Lista aí os sites ou páginas evolucionistas que questionam a teoria da evolução ou o naturalismo.

        Eu posso receber perguntas as quais não tenho resposta, não sou biólogo, e vocês tem questões – então perguntem aos Cientistas, antes de julgar os ateus maus, pois fazem o mesmo erro que eles fazem com vocês.
        http://pergunte.evolucionismo.org/ – site de biólogos dedicado a responder questões sobre o assunto.

        Ateu e evolucionista. Não te esqueças de dizer isso. Eu posso colocar aqui um link dum cientista criacionista a quem tu podes fazer as tuas perguntas.

        A minha impressão é de um site religioso fundamentalista manipulador de assuntos científicos para justificar sua crença como fato, é a única impressão que o site me passou.

        E tu és um mentirose descarado que pensa que se pode colocar como juiz do que é colocado aqui. Para além disso, és um ignorante do que falas, mas ainda queres dar uma opinião pseudo-conhecedora do que tu não sabes. O post onde as tuas mentiras e burrices foram todas expostas deveria ser suficiente para tu teres vergonha de algum dia voltares a comentar num blogue Cristão.

        Mostra-me *uma manipulação* que este blogue foi feito. Se não fizeres isso, nem te dês ao trabalho de comentar porque nenhum comentário teu será aceite até então (tudo será apagado e irrecuperável).

        O teísta mais inteligente que conheço vê na evolução Deus – ele compara a vida criada estática x vida criada evolucionária a um manequim x um andróide. E se eu fosse teísta, eu concordaria com ele, não com vocês.

        Meu Deus, que burrice. Mas quem foi que defendeu uma “vida estática”? Eu tive o cuidado de colocar no post que a modificação das formas de vida (DENTRO DO MESMO TIPO) é essencial para o criacionismo, mas tu ainda bens falar dessa estupidez da “vida estática”?
        Olha, acabou. Chega de dar espaço de antena a pessoas que nem se dão ao trabalho de tentar entender o básico do criacionismo.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Mats

        Meu Deus, que burrice. Mas quem foi que defendeu uma “vida estática”?

        Mats, é muito complicado. Por mais que tentamos esclarecer aos evolucionistas as nossas ideias, com palavras pelo qual não deixam dúvidas, eles não conseguem entender.
        Parece que existe uma escama espessa em seus olhos e um tampão denso em seus ouvidos, pelo qual não deixam eles enxergarem e ouvirem nossos argumentos, assim como as incoerências da fé que possuem na vã filosofia que seguem.
        Sempre repetem o mesmo “mantra” falacioso e nunca entendem a nossa proposta.
        Lamentável como eles tem obscurecido a mente.
        Somente os libertos de alma conseguem enxergar com clareza a realidade pelo qual a humanidade se encontra.
        Por este motivo, um evolucionista só deixará de crer na filosofia que segue APENAS se desejar viver na realidade.
        Enquanto desejarem viver na ilusão de que Deus não existe, por mais que as evidências se mostram CLARAMENTE a seus olhos, eles jamais os verão.

        Como diz um ditado Brasileiro: “O pior cego é aquele que não quer enxergar.”
        Lamentável.

        Gosto

      • Azetech diz:

        Mats
        Os sites evolucionistas são sites ateus, e tudo o que eles fazem é atacar o que eles pensam ser o criacionismo

        Exatamente. eles atacam o QUE PENSAM ser o criacionismo.
        Como o que eles PENSAM SER o criacionismo não reflete o que o criacionismo REALMENTE É , eles atacam apenas um ESPANTALHO elaborado pela ignorância e “pré-conceito” que possuem a respeito do assunto.

        Gosto

  4. O texto ficou muito grande na resposta, mas ainda acho que tenho esse direito – então vou diminuir.
    1 – “Não é minha preciosa teoria, não existe preciosa teoria, existe Teoria Científica com evidências, não me importo que critiquem, mas que façam isso direito”
    2 – “errado, se apresentarem argumentos de Biólogos sobre uma análise biológica com pesquisa de campo respaldando o criacionismo, óbvio que eu consideraria, mas sempre procuro a avaliação dos outros especialistas, isso é falseabilidade, lembram? O fato é, nenhum estudo biológico sobre criacionismo passou nos testes de falseabilidade – contra fatos não há argumento”
    3 – “é óbvio que se aplica à “A Origem das espécies”, qualquer idiota escreve, e escreveram, livros. Vocês devem rejeitar um livro que quer ser científico quando suas informações são inverídicas e afirmam falsas verdades, mas Darwin não fez isso, ele reconhecia suas dúvidas, pois era intelectualmente honesto – até onde sei. Os livros da evolução não são escritos por pessoas que querem convencer, são escritos por pessoas que pesquisam, e reúnem informações verídicas que precisam ser analisadas e revisadas por outros especialistas antes de ir a público – pode ter certeza que publicações sobre a evolução são muito mais difíceis de serem publicadas do que as criacionistas – pois o rigor científico e a pressão em cima é muito maior.”
    4 – “Sim, tudo isso acontece, mas a TE persiste – ela não tem problemas porque a evolução não seja um fato, ela é, no entanto entendê-la em totalidade não é uma tarefa fácil. A TE não é um modelo pronto e inquestionável, está em própria ‘evolução’ – os questionamentos são o método científico. Os livros são obras em torno do conhecimento do seu tempo, e por vezes alguma informação em cheque pode ser afirmada e destruída no futuro. No entanto, não vi isso nas principais obras de dawkins – O gene egoísta e O Relojoeiro Cego”
    5 – “Não existem artigos criacionistas aceitos nem pelos evolucionistas, nem pelo sistema Acadêmico, só são aceitos em meio religioso. O método do criacionismo muito raramente é compatível com o método científico, só consistem em por em cheque a TE, mas de estudo próprio, independente, é muito pouco que se pode dizer ‘científico’”

    Gosto

  5. 6 – “Qual sua formação em geologia, e em Astronomia – pra rejeitar a datação dos milhões de anos? Eu simplesmente não tenho nada a considerar sobre criacionistas de terra-nova, pois a ciência rejeita isso em todas as instâncias. Mas ok, vamos ao foco : Não acho a Explosão Cambriana um evento significativo, ele pode representar um limiar sendo ultrapassado, um limiar na complexidade genética que diversificou as formas morfológicas. Como eu disse TE tem seus mistérios e dificuldades, isso não muda o fato o e valor das evidências a seu favor”
    7 – “Nada disso é novidade pra mim, mas pouco importa, o que importa são as ciências, e nelas o Darwinismo é questionado e seus erros são corrigidos – vocês fazem isso com a bíblia e cristo? Duvido, e muito, pois religião não questiona seus dogmas.”
    8 – “Mais uma vez me julgando – não sigo nada religiosamente, eu pesquiso, essa é a diferença. Não é atoa que há teístas que são evolucionistas, pois sabem pensar de forma científica – evoluíram. As escolas ensinam a Evolução como fato porque ela é, é a Biologia Oficial. A ideia do animal é antiga, mas isso eram mitologias – por sinal mais inteligentes que a de vocês, eles viam o parentesco evidente entre nós e os outros seres do planeta, e isso nunca invalidou sua crença teísta. A ciência tem apenas o Macaco, como dizem, no entanto temos heranças mais antigas, chegamos a descendência comum com os marsupiais, depois com outros grupos, até chegar aos seres mais antigos”
    9 – “Nenhum criacionista alega? Kkk – são tantas versões diferentes de criacionistas que quase nunca sei à qual me refiro. Aí aquela diferença de níveis de especiação que os criacionistas tanto adotam – a diferença é como saber que teus passos te levam até a cozinha, mas não até a padaria – poucos biólogos usam isso, micro-evolução e macro-evolução – a evolução entre classes está no registro fóssil, mas falarei mais adiante onde parece ser mais oportuno.”
    10 – “Não SÓ entre os evolucionistas, mas entro os Cientistas de verdade. O modelo evolutivo das baleias é praticamente completo, é só pesquisar – artigos questionadores não são censurados quando invalidam uma tese, mas quando estão ERRADOS. Inúmeros artigos evolucionistas também já tiveram que ser rejeitados, quando erraram, simples assim – como sempre, criacionistas recorrem às teorias da conspiração.”
    11 – “Sempre, em todos os cantos do mundo teve, tem e terá gente criticando a TE (religiosos, teístas, ateístas e os próprios Evolucionistas), sempre teve e sempre vai ter, e mesmo que ela seja abandonada, ela é só um Modelo de Estudo, estudo de um fato, e esse fato é a Evolução das Espécies. Quantas vezes já disse a criacionistas que questionar é Metodologia Científica que cientistas fazem, já perdi a conta.”
    12 – Origem da Informação Genética “TE não trata de Origem da Vida, ela pode ter sido criada por um deus ou sido trazida por extraterrestres, TE trata apenas de que quando há vida, ela Evolui. Eu acho ridículo o seu sistema indicar seus próprios artigos como referência. Se não houvesse respaldo genético para a TE, ela não seria chamada como evolução biológica, genética ou orgânica”
    13 – Elos “Eu poderia listar aqui, mas como sempre, vocês tem uma porrada de argumentos contra *argumentos baseados em pouco conhecimento científico ou sequer teóricos, então vou citar só meus dois favoritos: Arqueopiterix e Tiktaalik. Lembrando que elo-perdido é um termo discutível, poucos biĺogos os consideram mais importantes que caracteres transicionais.”

    Gosto

  6. 14 – Todos os animais passaram a ser “transicionais”.
    Resposta: “Note que isso é um termo de Biólogos, mas com o qual concordo, todas as espécies carregam em sua genética variações que num largo tempo podem gerar especiação – e como vocês parecem acreditar em especiação num nível básico, devem concordar comigo – não existira uma espécie intermediária entre o cão e o lobo, mas várias gerações até que Canis Lopus se tornasse Canis Familiares, sacou?”

    15 – Carcteres – “Aqui qualquer fração de interesse que eu tivesse em continuar a conversar contigo foi pro espaço – teu conhecimento tornou-se faltoso não só na TE, mas na Biologia. Deixo-vos a palavra de um Biólogo – ele explica o porque caracteres transicionais são mais importantes que espécies transicionais: http://www.youtube.com/watch?v=NNHhrvUI3Ew”

    16 – “Argumentos pífios, tomando como verdade um livro em que a Terra era um disco plano ao redor do qual o sol girava, um livro em que ursas massacram crianças em nome do senhor, senhor esse que mata milhões de pessoas que ele mesmo criou *mas ele não erra… A TE é um Teoria Científica, O Criacionismo é pseudocientífico – a vergonha está no meio. No meio da crença sem questionar, o religioso, certamente a TE – uma ciência – é rejeitada. No entanto no meio científico, a vergonha está no Criacionismo”

    Resposta a sua conclusão sobre alguém que nem conhece:

    Suprema ignorância está em fazer um artigo inteiro em seu blog cheio de achismos para responder uma única pessoa, manipulando argumentos e rotulando essa pessoa sem a menor consideração. Tudo o que eu disse está de acordo com a Ciência, tudo o que vi de resposta está de acordo com religiosidades e ciências alternativas.

    Gosto

    • Carlos Natário diz:

      Sobre a Espécies de Transição e Caracteres transacionais,

      A Paleontologia e uma atividade para mim quase diária e muito sinceramente, até agora tenho evitado a discutir do ponto de vista técnico com os seguidores da Crença deste blogue.
      E isto porque claramente nem sabem do que estão a falar por falta de formação adequada, se eventualmente conhecessem os dados e depois os refutassem metodicamente, aí sim! estaria a TE eventualmente com umas alfinetadas dolorosas e por aqui passaria um debate bastante interessante.
      Mas como papagueiam maioritariamente as informações de vários institutos Americanos de propaganda mística nunca se chega muito longe para além da natural discussão panfletária dos assuntos e de um enredo filosófico vago em que a margem de manobra é maior para se especular sem qualquer consequência cientifica (obviamente)

      Não estando de acordo com algumas das intervenções pró-TE achei as intervenções Jonatas Almeida da Silva bastante honestas

      Gosto

  7. Adalberto Felipe diz:

    Jonatas,

    Você visita websites ateus ou evolucionistas? eu sei e até entendo o lado comum entre os mesmos, mas considere: os ateus se dedicam a falar mal dos religiosos e criacionistas, mas os evolucionistas se dedicam a falar de ciências – é só identificar.

    Visito sim, afinal, já diz o ditado: “conhecei o inimigo”.

    Os evolucionistas estão a falar que de que tipo de ciência? Esse naturalismo filosófico com muitos pressupostos?

    Eu não considero criacionistas burros, pelo menos não os de liderança, ao contrário, são muito espertos, mas todos, desculpe a sinceridade, muito pouco científicos – muito cheio de certezas, muito em posição – não questioneis a criação e a bíblia – isso não é ciência, em instância alguma – é fundamentalismo.

    Se você não considera, parabéns, é um dos poucos que tem respeito, mas muitos não são assim.

    Você fala que somos cheios de certeza, mas parece ter certeza que isso não é ciência, que somos poucos científicos, que não questionamos.

    Pouco vejo aqui em ciência e metodologia científica, mas muito bons enxadristas, distorcem informações e usam muita erística – podem vencer debate, não é impossível, mas não estão nem aí para a verdade final, só querem vencer pra convencer a si mesmos que estão certos – eu acho vencer debate algo insignificante, gostaria até de perder, contando que aprendesse algo novo – por sinal nunca perdi um, mas sempre foram em Astronomia, minha área – em biologia venci alguns mas foi no youtube, um criacionista mais informado de biologia me venceria fácil.

    Quando for falar que alguém distorce alguma coisa, mostre o que ela distorce. É fácil falar isso, mas provar já é outra coisa. E não adianta pegar um caso e generalizar, pois desonestidade existe em todos os lados e há muitos evolucionistas distorcendo coisas também.

    Quanto a esse raciocínio de não ter formação, o Mats já refutou, mas você parece insistir, ou seja: uma pessoa não formada em biologia pode falar sobre o evolucionismo, mas não pode criticá-lo.

    Eu posso receber perguntas as quais não tenho resposta, não sou biólogo, e vocês tem questões – então perguntem aos Cientistas, antes de julgar os ateus maus, pois fazem o mesmo erro que eles fazem com vocês.
    http://pergunte.evolucionismo.org/ – site de biólogos dedicado a responder questões sobre o assunto.

    E quem disse que não perguntamos a biólogos ou vemos o que cientistas falam?

    Antes de julgar de julgar que somos anticientíficos, veja também sites criacionistas e muitos cientistas criacionistas que questionam sobre isso, sem vir com falácia genética ou achismos.

    A minha impressão é de um site religioso fundamentalista manipulador de assuntos científicos para justificar sua crença como fato, é a única impressão que o site me passou. O teísta mais inteligente que conheço vê na evolução Deus – ele compara a vida criada estática x vida criada evolucionária a um manequim x um andróide. E se eu fosse teísta, eu concordaria com ele, não com vocês.

    Como falei, quando for falar que alguém manipula um assunto, mostre aonde.

    Um teísta que não acredita na teoria da evolução é burro então, não é? Já um teísta que acredita na evolução (que vai contra os princípios bíblicos é inteligente).

    Se você sabe o que é ciência, esteja aberto a todas as hipóteses, inclusive o criacionismo. ;)

    Gosto

  8. jephsimple diz:

    Caro Jonatas,

    Atacar um homem de palha, um pipoqueiro, é muito fácil.

    Fazer Self Selling também é muito fácil.

    Se já foi observado,testado; que processos cegos, não direcionados, irracionais,não intencionais; criam D.I então, darwinismo,neo darwinismo, evolucionismo [dentro do conceito darwinista] é um fato … e DI e criacionismo falsos.

    Mas ninguém observou o origem da informação complexa especificada que existe dentro, e que é os seres vivos em si. Quando isso acontece; em ciência, se postula hipóteses, e a melhor hipótese elimina ou ocupa o lugar da pior hipótese. A melhor hipótese, se torna assim quando podemos testa-la, reproduzi-la e falseá-la, passando por essas etapas, e mais alguns procedimentos lógicos temos uma teoria.

    Sendo assim, dentro dessa metodologia, que pode ser mais rígida ainda, como a TE se estabelece como científica? Uma vez que todo ser vivo é em si um informação complexa especificada?Como a TE testa e falseia a hipótese inobservável de que a CSI surge e funciona através de processos cegos,sem direção,irracionais, não intencionais da matéria/energia ?

    Se for observável… É só nos responder: – Como processos cegos,não direcionados criam CSI e criam engenharia?

    Como tal posição é científica será mais fácil que tirar doce da boca de um bebê. ;D

    Gosto

  9. jephsimple diz:

    Me permita este texto já que o post é sobre evo.

    Um dos segredos da evolução é a sua pré-filtragem de dados, para torná-la de boa aparência.

    Mas agora os evolucionistas estão recorrendo a pósfiltragem dos dados também. Os evolucionistas sempre afirmaram que as diferentes espécies caem em um padrão de descendência comum,a saber a formação de uma árvore evolutiva. Isto é, as várias características, a partir do plano geral do corpo, para baixo, nas sequências de ADN de várias espécies moleculares, consistentemente revelam o mesmo padrão de evolução. Se um gene mostra que as espécies A e B estão intimamente relacionadas e espécies C mais distantemente relacionadas;então em seguida, os outros genes irão revelar o mesmo padrão. Os evolucionistas chamam isso de consiliência. Na prática, contudo, isto é consiliência superficial. Há profundas contradições entre as diferentes características, e em uma nova tentativa, evolucionistas apenas estabeleceram um novo recorde para o fracasso: de 1.070 genes, cada um contradiz a esperada árvore evolutiva. 1.070 genes diferentes e 1.070 diferentes árvores evolutivas. Consequentemente os evolucionistas estão agora manipulando os dados, mesmo, muito mais antes, de obter os resultados desejados.

    Atualmente, os evolucionistas comparam espécies, usando normalmente dados de sequências moleculares, tais como genes. Mas e se um determinado tipo de gene encontra-se em espécies A mas não nas espécies B? Obviamente, isso constitui uma grande diferença entre estas duas espécies. Não é simplesmente o gene ser diferente em alguma extensão. E sim completamente ausente em uma das espécies. No entanto, a estratégia típica em tais casos é simplesmente ignorar esse gene em particular a partir do conjunto de dados. Essas grandes diferença são, no percurso, eliminadas da análise. Este é um tipo de pré-filtragem usada pelos evolucionistas.

    continua ….

    Gosto

    • jephsimple diz:

      continuando ….

      Pré-filtragem é muitas vezes vista apenas como limpar os dados. Mas a pré-filtragem é mais do que isso, para construir as etapas, pré-filtragem é própria teoria da evolução. Pré-filtragem “massageia” os dados para favorecer a teoria. Os dados são, como os filósofos explicam, a “teoria-laden”.

      Mas, mesmo a pré-filtragem nem sempre pode ajudar a teoria. Pois até os dados limpos regularmente levam as árvores evolutivas a serem incongruentes (o oposto de consiliência). Como um estudo explicou, o problema é tão confuso que os resultados “podem ​​levar a uma alta confiança em hipóteses incorretas.” E embora os evolucionistas pensavam que mais dados resolveria seus problemas, ocorreu o oposto. Com os crescentes volumes de dados (dados particularmente moleculares), incongruências entre as árvores “se tornaram generalizada.”

      Este problema tornou-se ainda mais evidente em um novo estudo que analisou 1.070 genes diferentes encontrados em uma dúzia de espécies de leveduras (sim, os dados foram pré-filtrado). Todos esses genes tomados juntos produziram uma árvore evolutiva, mas cada um dos 1.070 genes diferentes produziram uma árvore diferente -1.070 árvores diferentes. Foi como um evolucionista admitiu : é “um pouco chocante.”

      Ou como outro evolucionista diz:: “Estamos tentando descobrir as relações filogenéticas de 1,8 milhões de espécies e nem sequer se pode resolver 20 [tipos de] fermento.”

      É evidente que algo está errado e para os evolucionistas, não pode ser a teoria. Isso significa que deve ser os dados. A solução é pós-filtragem, para ir junto com a pré-filtragem. Considerando que os evolucionistas asseguram-se que os seus problemas vão embora quando mais dados se tornaram disponíveis, eles agora estão indo exatamente na direção oposta.

      O necessário agora é menos dados. Especificamente, os dados menos contraditórios. Como um evolucionista explicou, “se você tomar apenas os genes fortemente suportados, então você recupera a árvore correta.” E o que são genes “fortemente apoiados”? Esses seriam os genes que cooperam com a teoria. Então, agora, além de pré-filtragem temos pós-filtragem. Podemos dizer que os dados agora são carregados de “teoria-laden”. Os evolucionistas eliminam os genes não cooperativos e retem os genes que eles [evolucionistas] eufemisticamente chamam de “sinais filogenéticos fortes.”

      Então, eles podem nos dizer mais uma vez que a evolução é um fato, pois a evidência diz isso. Isso é apenas o material de boa e sólida investigação científica .

      Texto com alguma adaptação : http://darwins-god.blogspot.com.br/2013/06/contradictory-trees-evolution-goes-0.html

      Gosto

  10. jephsimple diz:

    Cara evo. Maria Teodósio,

    O texto contem muitas respostas, assim como este tópico contem muitas “respostas”.

    Aqui está o artigo que citou este texto : http://www.uncommondescent.com/intelligent-design/you-wont-believe-this-new-epicycle-congruence-incongruence-is-a-powerful-phylogenetic-signal/

    O fato é que que para evo … os dados sempre estarão errados, quando em desacordo com a filosofia naturalista … afinal TE é um fato … Então ajusta-se os dados , para manter o paradigma.

    Eu sinceramente não me importo com esse tipo de “ciência” e vcs até deveriam considerar um tu quoque como legitimo.Como vcs podem falar qualquer coisa sobre qualquer hipótese se encaixar ou não no contexto de justificação teórica, se o a vossa “ciência” não atende ao contexto de justificação teórica?

    Self Selling, Lobby qualquer um faz o.O

    Gosto

    • Há razões (que nada têm a ver com “doutrinas”) para seleccionar o que interessa usar para uma análise filogenética: Durante a evolução de um determinado grupo, é comum perceber que características evoluem a velocidades diferentes. Por outro lado, outras características evoluem muito rápido. Esta evolução pode ser tão rápida ao ponto de que a história evolutiva desta característica seja “apagada”. A capacidade de uma característica de reflectir a história evolutiva de um determinado clado é chamada de sinal filogenético. As sequências conservadas são melhores do que sequências que divergiram muito, por exemplo. Evidências da evolução é o que não falta. O que os cientistas querem perceber é as relações exactas entre as espécies.

      Gosto

      • jephsimple diz:

        Maria Teodósio,

        “Evidências da evolução é o que não falta”…

        Sim, para evo, o que não faltam são “evidências” … até pq a TE é irrefutável… Então se houver algum dado contraditório, ignora-o, ou ajusta-o ao paradigma. A metodologia naturalista é simples assim.

        Depois, evo não tem que fornecer evidências de evolução, tem que fornecer evidências que processos cegos, não dirigidos, cegos, estúpidos, irracionais são verificados de forma científica e não pq alguns humanos negam designer. Se podes reproduzir uma hipótese testável e falseável onde tais processos criam CSI e IC, além claro de pura engenharia, então estão a fazer ciência, caso contrário estão apenas baseando vossa “ciência” num conceito puramente subjetivo.

        É assim que funciona, independente da hipótese ou teoria defendida o método tem que ser o mais objetivo possível.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        “Há razões (que nada têm a ver com “doutrinas”) para seleccionar o que interessa…

        O texto não diz o contrário … mas o bom senso é regra, não se pode fazer disso uma regra para ajustar dados controversos ao paradigma, ou melhor, este não é o único caminho, pois o descarte do paradigma é puramente científico. Mas isso é proibido em evo …é melhor para a teoria descartar os dados.

        Gosto

      • «Se podes reproduzir uma hipótese testável e falseável onde tais processos criam CSI e IC, além claro de pura engenharia, então estão a fazer ciência, caso contrário estão apenas baseando vossa “ciência” num conceito puramente subjetivo.» Uma pessoa pode não observar todo o processo mas pode investigar se os processos conhecidos podem ter dado origem a certas características dos seres vivos. E isso tem sido investigado para alguns casos pelo menos e esses processos (selecção deriva genética e mutações, transferências horizontais – incluindo endossimbiose) têm estado à altura.
        Quanto a essa questão da CSI. Se adoptarmos o critério probabilístico, qualquer sequência aleatória de 20 aminoácidos corresponde ao limite proposto por Dembski. Quanto à complexidade irredutível normalmente tem como antecessora a complexidade redundante e pode através desta formar-se um sistema irredutivelmente complexo.

        Gosto

      • Mats diz:

        Quanto à complexidade irredutível normalmente tem como antecessora a complexidade redundante e pode através desta formar-se um sistema irredutivelmente complexo.

        “Pode”.
        Mostra aí um sistema com complexidade irredutível (cujas origens nós tenhamos observado com os nossos olhos)
        cuja forma tenha sido precedida de “complexidade redundante” e que não seja obra de design inteligente.

        Gosto

      • «não se pode fazer disso uma regra para ajustar dados controversos ao paradigma, ou melhor, este não é o único caminho, pois o descarte do paradigma é puramente científico. Mas isso é proibido em evo …é melhor para a teoria descartar os dados.» Tal como lhe tentei explicar anteriormente, seleccionar os dados não é a mesma coisa que descartar dados para manter o paradigma ou ajustar dados controversos. Há razões válidas para que certas características sejam desprezadas num determinado tipo de estudo (como eu também já expliquei – ou pelo menos tentei)

        Gosto

    • E sim, é óbvio que um gene (que pode ser o resultado de uma duplicação (1)) que só está presente numa espécie pode não servir para fazer uma análise filogenética.

      No original do artigo científico em questão lê-se: «These results question the exclusive reliance on concatenation and associated practices, and argue that selecting genes with strong phylogenetic signals and demonstrating the absence of significant incongruence are essential for accurately reconstructing ancient divergences.» (2) Vem confirmar aquilo que disse anteriormente: há características que servem, outras que não servem e não há nada de mal nisso.

      1.) http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3227102/
      2.) http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23657258

      P.S. Mais artigos científicos e livros em vez de sites criacionistas fazia-lhe bem.

      Gosto

      • jephsimple diz:

        “P.S. Mais artigos científicos e livros em vez de sites criacionistas fazia-lhe bem.”

        Oras, e te dás ao trabalho de responder? Se existe tão pouca razão nessas objeções pq te dás ao trabalho?

        Sua definição do que é ciência é uma incógnita para mim, talvez seja aquilo que tu julgas ser ciência… como a muito tempo tenho visto entre naturalista. Newton ficaria surpreso com o que os naturalistas tem chamado de ciência… acho que até Einstein ficaria muito surpreso.

        E para esclarecer isso é apenas sobre ancestralidade comum universal … sem nenhuma ligação intrínseca com processos não direcionados,cegos … que originam e criam soluções,adaptações,informações especificadas, e etc.

        Gosto

  11. jephsimple diz:

    Carlos Natário diz:

    “jephsimple,
    Se isso fosse tal como você diz , teria toda a razão!”

    Opa! Eu não disse nada, veja: “Me permita ESTE TEXTO já que o post é sobre evo” consequentemente tens a fonte.

    “Mas existe tanta distorção no material de base do que andou a ler…que batatinhas…”

    É vc quem diz …então … ao trabalho.Eu leio vários materiais da literatura ID.

    “porque não lê, como eu fiz, de forma o mais critica possível os artigos primários”

    É leitura mental sua ou oque?Como sabes que eu não encaro o debate de forma crítica?

    Vê isso aqui, está em meu blog… o que achas? >>> http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2013/09/27/somos-unicos-biologia-cultura-e-humanidade/

    Eu publiquei o texto… o texto lhe da a chance de acessar os artigos evo; então, eu não vou publicar aqui todas as fontes. Dei a fonte do texto… os interessados façam o que lhes aprouver fazer.

    Gosto

  12. Carlos Natário diz:

    jephsimple,

    A minha frase: “Se isso fosse tal como você diz, teria toda a razão!”
    Referia-se aos seus dois textos seguidos de carácter argumentativo neste debate e não à tradução do original “americanês” que deu o mote a este post do Mat.

    “Eu leio vários materiais da literatura ID”
    “Como sabes que eu não encaro o debate de forma crítica?”

    Aqui decerto existe qualquer problema de linguagem.
    De que você lê ID não existe qualquer dúvida (eu como sabe, também leio, senão não estaria aqui) mas sigo o argumentário ID até às fontes primárias EVO em que se baseiam na sua maioria estes textos para tirar uma conclusão crítica, para avaliar a análise ID que é feita pelos autores nesses sites de língua Inglesa.

    Depois de ler dezenas de textos aqui escritos, tanto posts como comentários pró-ID, chego claramente à conclusão de que acreditam piamente no que está escrito sem mácula por esses auto denominados institutos “qualquer coisa” ID, sem muito provavelmente entrarem pelos trabalhos EVO adentro para aquilatarem até que ponto está ou não totalmente correta a argumentação pró-ID, pelo menos em todos os seus pormenores, utilizando a sua própria e humana inteligência critica

    Isto a menos que achem que os articulistas desses textos também tenham alguma inspiração o que acredito que seria imediatamente encarado com uma blasfémia por muitos crentes.

    Coloco como hiótese de trabalho que a vossa matriz crédula no messianismo pastoral e intocável com que se alicerçam será uma das causas de beberem e repetirem com tanto rigor tudo até à ultima virgula o que os escribas Ingleses passam às suas fieis leitores.

    Vi o seu site, mas aborda tantas questões em simultâneo, e infelizmente lá como aqui também os dois ou três assuntos que vi eram traduções e não ideias próprias, e assim não as vou transportar para aqui sob pena de serem off-topic neste Blog.

    Dito isto e mudando um pouco de registo
    Visito este site na medida da minha disponibilidade, não para aborrecer ninguém nem sequer por arrogância intelectual ou outra, mas sei que como evolucionista que só me pode fazer bem saber de que forma os criacionistas (ou outra visões cosmológicas) atacam a EVO e também entender um pouco melhor as motivações pessoais e psicológicas com que se empenham os antagonistas da EVO.

    Gosto

    • jephsimple diz:

      Desculpa Carlos,

      Seu texto [ao meu ver] está um pouco confuso… qual tua conclusão?

      ID é uma coisa …Criacionismo é outra.

      Vê que meu blog é bem claro quanto o seu conteúdo… E não vejo problema algum em “reblogar”, eu tenho todas as fontes dos artigos, eu tenho minhas próprias idéias… mas desculpe, eu não tenho qqr Phd [se tivesse publicaria meu próprio trabalho, como não tenho publico daqueles que considero competentes] … e como AMO biologia, resolvi registrar textos que acho importantes para mim, inclusive sobre o debate evo x DI.

      Depois o meu blog como qqr outro pode debater os tópicos.

      Gosto

  13. jephsimple diz:

    Cara Maria Teodósio,

    Uma pessoa que lê com atenção, vai perceber que não se trata disso … O descarte tbm é científico. Qualquer hipótese ou teoria é passível de ser descartável… evo não chegou nesse nível. … Mas eu posso estar enganado.

    “Tal como lhe tentei explicar anteriormente, seleccionar os dados não é a mesma coisa que descartar dados para manter o paradigma ou ajustar dados controversos.”

    Oras Maria, pode ser que sim pode ser que não o.O … vai da capacidade de cada um discernir uma coisa e outra.

    Gosto

  14. jephsimple diz:

    Cara Maria Teodósio

    “Uma pessoa pode não observar todo o processo mas pode investigar se os processos conhecidos podem ter dado origem a certas características dos seres vivos.”

    E se é assim, como eu concordo “Uma pessoa pode não observar todo” …aliás eu vou mais longe : nenhuma pessoa observou a origem da informação, nem a evolução de especies, ao ponto de termos uma arvore biológica, observamos apenas a biogênese… onde abacaxi evolui para abacaxi, alfaces para alfaces, chimpanzés para chimpanzés, atuns para atuns, cogumelos para cogumelos e etc e etc. Não observamos a ancestralidade comum universal.

    Para tal situação , em ciência não se postula apenas uma hipótese … então já que é assim, qual outra hipótese alem da TE existe?Se TE já é fato, diga-nos qual outra hipótese foi descartada? Lamarckismo?

    É por isso que DI cansa de dizer :
    A teoria do design inteligente sustenta que certas características do universo e dos seres vivos são MELHOR EXPLICADAS por uma causa inteligente, e não um processo não-direcionado como a seleção natural.

    Mas evo pode continuar no trabalho de tentar refutar ID.

    _____________________________________________________________

    Alguns problemas evo :

    Falha na explicação da explosão cambriana, desde Darwin.
    Extrapola a seleção natural muito além da evidência.
    Continua a exaltar Darwin e sua origem.
    Trama para manter longe as críticas a Darwin de revistas e salas de aula.
    Afirmações frágeis que “evoluíram”, com pouco rigor.
    Recusa-se a ouvir ou publicar críticas científicas ao darwinismo.
    Uso de homologia como evidência e explicação para a adaptação.
    Inventa termos como “seleção de parentesco” e “evo-devo”.
    Atribuir toda a biosfera a causas sem direção.
    Alega que o consenso aceita a evolução em todos OS SENTIDOS da palavra.
    Aplica a seleção natural de forma imprudente, a tudo, até mesmo ao universo.
    Sempre tramando para impedir que o design inteligente ganhe uma audiência.
    Sempre dizendo que “é necessária mais investigação.”

    Gosto

    • Hipóteses descartadas: Lamarckismo (até certo ponto) e criacionismo, incluindo criacionismo do D.I.

      Gosto

      • Mats diz:

        Hipóteses descartadas: Lamarckismo (até certo ponto) e criacionismo, incluindo criacionismo do D.I.

        Se foram descartadas é porque foram testadas. Como é que vocês evolucionistas testaram a teoria do DI ?

        Gosto

      • Relativamente a essa questão da evolução vs outras hipóteses: quando os cientistas investigaram a origem de certas estruturas biológicas (incluindo aquelas propostas pelos pessoal do Discovery Institute) foram capazes de perceber mais ou menos o que aconteceu. As mutações (e até mesmo a selecção natural) deixam rasto. E nós sabemos que esses processos ocorrem em todas as populações de organismos que se reproduzem (até pode ser apenas uma molecula de RNA, desde que esta se replique). Hipóteses evolutivas têm tido bastante poder explicativo em relação a isso. Analisando as evidências podem tirar-se conclusões sobre duplicações, fusões e sobre a maneira como as proteínas podem ter evoluído novas funções (por exemplo). Sendo proposto que uma dada estrutura bioquímica com várias partes tenha, por exemplo, sido o resultado de uma série de duplicações e exaptação, essa hipótese pode ser confirmada ao analisar a estrutura, as semelhanças entre as proteínas, as funções destas e a vantagem evolutiva que determinado estádio possa ter conferido ou não. É de um modo semelhante que os cientistas têm investigado a origem de certos sistemas biológicos. A duplicação de genes é a uma das marcas da evolução – genes que se duplicaram e divergiram são uma óptima maneira de evoluir novas proteínas (e isso foi demonstrado experimentalmente). O criacionismo do Design inteligente não tem poder explicativo, além disso encontram-se os sistemas/estruturas tal como seria de esperar se tivessem evoluído, duplicando e modificando proteínas, como os cientistas vêm acontecer quer na realidade quer em simulações. Mas mesmo assim os criacionistas podem dizer que foi o deus deles que fez as alterações ao longo do tempo, mimetizando os processos naturais e passamos do argumento da ignorância do “não pode ter evoluído” (que é era normalmente a base da argumentação dos criacionistas do D. I.) para “imita processos naturais, por isso não pode ser desmentido”. Mas o que se faz a hipóteses não-testáveis e que não servem para explicar nada é descartá-las.

        Gosto

      • Mats diz:

        As mutações (e até mesmo a selecção natural) deixam rasto. E nós sabemos que esses processos ocorrem em todas as populações de organismos que se reproduzem (até pode ser apenas uma molecula de RNA, desde que esta se replique).

        Mas nenhuma destas forças tem o poder de transformar um réptil numa áve, nem um animal terrestre numa baleia.

        Gosto

    • «aliás eu vou mais longe : nenhuma pessoa observou a origem da informação, nem a evolução de especies, ao ponto de termos uma arvore biológica.» ESpeciação de fungos já foi observada em laboratório. Não é necessário vermos aparecer uma data de espécies do mesmo género, basta vermos aparecer uma.

      [[
      1) Especiação não é evolução
      2) Especiação está de acordo com o criacionismo.
      3) Se a especiação "prova" que répteis passaram a ser colibris, e que animais terrestres passaram a ser baleias, então também "prova" que Deus criou o mundo em seis dias. Mats ]]

      Gosto

      • «Se a especiação “prova” que répteis passaram a ser colibris, e que animais terrestres passaram a ser baleias, então.» Eu não disse isso.

        [[ Mas é só disso que estamos a falar aqui. Gatos que dão à luz gatos está de acordo com o criacionismo. Vocês têm que encontrar evidências de répteis e evoluam para colibris. ]]

        Gosto

      • E sim, especiação é evolução. Até pode ser incluída na “categoria” macro.

        [[ Então também é criacionismo, porque o criacionismo aceita a especiação. ]]

        Gosto

  15. jephsimple diz:

    Maria Teodósio,

    “Relativamente a essa questão da evolução vs outras hipóteses”

    tu não sabes que evolução [ancestralidade comum universal] via DI [a qual sou cético] ainda é mais razoável que evolução cega? Como se evolução fosse, natural por definição, acidental por definição.

    Estou sentido falta das palavras evolução-sem-direção … estás a dizer que os seres vivos são um amontoado de químicos que se replicam desordenadamente ou estás dizendo que o tempo faz o favor de organizar o desorganizado? Oras se tu replicar lixo …terás o dobro de lixo.

    Ah… mais eu sei que os seres vivos não se replicam simplesmente [vide chaperonas,polimerases,ribossomas e etc e etc e etc e etc e etc e etc] eles precisam de toda uma engenharia e instruções para se replicar… agora os evo podem nos dizer como instruções e engenharia surgem e funcionam sem um propósito, direção, inteligência. Diga nos como isso é NATURAL …

    Queres explicar o metafísico por processos naturais … aliás naturalistas querem explicar tudo dentro da caixinha fisicalista e materialista e acham que isso é pura ciência. Como sois limitados em vossa negação ao Designer!

    “Diz o néscio no seu coração: Não há Deus”(Sl 14.1)

    É isso…

    Gosto

    • «tu não sabes que evolução [ancestralidade comum universal] via DI [a qual sou cético] ainda é mais razoável que evolução cega? Como se evolução fosse, natural por definição, acidental por definição.» Eu abordei essa questão do D.I. Não reparou?

      Gosto

      • jephsimple diz:

        Cara Maria Teodósio
        Vc não abordou a questão, vc simplesmente usou homem de palha… quem disse que “deus” fez ao longo do tempo qqr coisa nos seres vivos?

        Entenda ID antes de fazer alegações… pois a que fez sobre ID é falsa.

        Nem criacionismo nem ID fazem uma afirmação tola como essa o.O

        Evo não pode/não quer testar e falsear sua posição que processos não direcionados, cegos, irracionais possuem capacidades metafísicas… E fica um paradoxo … >>>organismos desorganizados, se organizaram ao longo do tempo sem organização. <<<

        Vê que essa frase é completamente louca… Mas qqr ser vivo é um organismo… O processo de organização é metafísico, evo não pode suportar o metafísico, então vcs dizem que a organização surge de forma não organizada, planejada. Como se algo naturalmente se organizasse simplesmente por conta do tempo. E ainda querem sustentar que essa explicação é melhor que ID. E nos dizer que descartaram ID cientificamente…

        Opa! Onde estão as evidências que os seres vivos eram desorganizados e passaram a se organizarem ao longo de milhões de anos via acidentes, n processos cegos, não guiados?Onde estão os indivíduos desorganizados? Cadê os fósseis????Cadê as evidências bioquímicas.

        Não basta criar historias imaginárias onde um ser vivo evolui para outra qualquer coisa… Tens que considerar que tudo isso ocorre por puro acidente, sem direção, inteligência. Em ciência tens que fornecer lógica e evidências que isso ocorre assim, sem direção, sem intenção e planejamento e sois obrigados a falsear isto.

        Gosto

      • «quem disse que “deus” fez ao longo do tempo qqr coisa nos seres vivos?» Os proponentes do D.I. (Michael Behe por exemplo).

        «O processo de organização é metafísico.» O que é que entende por metafísico?

        Gosto

      • O criacionismo do design inteligente não consegue explicar nada e, tal como todas as convicções religiosas há uma certa altura em que vai ter de fugir aos testes da ciência. Um exemplo em que isso acontece é quando afirmam que não se consegue distinguir se as semelhanças são devidas ao design ou à ancestralidade comum. Mas mesmo assim, visto que não é obrigatório ter a mesma sequência para ter a mesma função na maioria dos casos (e há vários exemplos de funções semelhantes, mas com sequências diferentes), ainda é possível escolher a hipótese da ancestralidade comum. Mas já se nota a tentativa de fuga.

        Gosto

      • Mats diz:

        O criacionismo do design inteligente não consegue explicar nada e, tal como todas as convicções religiosas há uma certa altura em que vai ter de fugir aos testes da ciência.

        Mas tu disseste que o DI é uma hipótese que foi colocada de parte. Essa “colocação” de parte foi feita após essa teoria ter sido testada ou antes?

        Um exemplo em que isso acontece é quando afirmam que não se consegue distinguir se as semelhanças são devidas ao design ou à ancestralidade comum.

        Consegue-se distinguir muito bem porque não há ancestralidade comum entre (por exemplo) pássaros e répteis.

        Mas mesmo assim, visto que não é obrigatório ter a mesma sequência para ter a mesma função na maioria dos casos (e há vários exemplos de funções semelhantes, mas com sequências diferentes), ainda é possível escolher a hipótese da ancestralidade comum. Mas já se nota a tentativa de fuga.

        Ou seja, quando têm a mesma sequência e a mesma função, isso é produto da evolução. Mas, quando o contrário acontece, também é produto da evolução.

        Uma teoria que acomoda dois cenários mutuamente exclusivos não é ciência. Espero que entendas isso duma vez por todas.

        Gosto

  16. Ainda relativamente à CSI: Se aplicarmos o critério probabilístico à adaptação, teria de ser calculada a probabilidade de que uma boa adaptação poderia surgir por processos naturais, incluindo mutações e selecção natural (com um limite de 1/10^120), de acordo com o próprio William Dembski, não estando nada garantido relativamente à “presença” de informação complexa e especificada nos seres vivos.

    Gosto

    • jephsimple diz:

      Cara Maria Teodósio,

      “”quem disse que “deus” fez ao longo do tempo qqr coisa nos seres vivos?”»Os proponentes do D.I. (Michael Behe por exemplo).”

      Aonde proponentes do DI afirmam que “deus” fez, faz ao longo do tempo alguma coisa nos seres vivos???

      … DI é uma teoria sobre inferência de design inteligente em objetos e eventos, ID é usado em algumas áreas científicas,como arqueologia,arqueologia forense,SETI, Biomimética, sem invocar um Deus, apenas infere inteligencia a um objeto e/ou evento… E DI entende,sustenta que não se trata de algo em andamento, mas de algo concluído, oras sendo assim , tudo que ocorre nos seres vivos [evolução,adaptação,corrupção e etc...] já foi pré-programado, sem a necessidade de alterações ao longo do tempo. Até mesmo a restauração dos sistemas vivos já FOI pré-programada no PRINCÍPIO.Ou seja, o imperfeito torna-se-á perfeito inevitavelmente.

      Já foi tudo PLANEJADO, PROGRAMADO,DETERMINADO, nada escapará do projeto.Deus não está projetando nada.

      “O SENHOR dos Exércitos jurou, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e como determinei, assim se efetuará.”Isaías 14:24

      “Se projetas alguma coisa, ela te sairá bem, e a luz brilhará em teus caminhos.”(Jó Cap.22.Verc.28)

      E já te digo que isso é uma previsão …se falhar, Deus ,criacionismo e D.I são falsos[embora ID não é sobre Deus]. Afinal, ciência também é sobre previsão.

      Ps :Evo [neo darwinismo] é péssimo em previsões [vide Junk-Dna]

      Gosto

      • «Aonde proponentes do DI afirmam que “deus” fez, faz ao longo do tempo alguma coisa nos seres vivos???» Leia “A caixa preta de Darwin” e “The edge of evolution” ou pelo menos algo sobre o assunto.

        Gosto

    • jephsimple diz:

      Maria,

      >>>>Opa! Onde estão as evidências que os seres vivos eram desorganizados e passaram a se organizarem ao longo de milhões de anos via acidentes, n processos cegos, não guiados?Onde estão os indivíduos desorganizados? Cadê os fósseis????Cadê as evidências bioquímicas.

      Responde, se faz favor!… Não há qqr fóssil provando,evidenciando que pakicetus ACIDENTALMENTE evoluíram para cetáceos.

      Oras pois, se crês assim , diga-nos aonde está tal teste reproduzível e falseável para tal crença naturalista.

      Grato.

      Gosto

  17. «Ou seja, quando têm a mesma sequência e a mesma função, isso é produto da evolução. Mas, quando o contrário acontece, também é produto da evolução.

    Uma teoria que acomoda dois cenários mutuamente exclusivos não é ciência.»

    Não são mutuamente exclusivos e não há nada de errado relativamente á teoria da evolução: esta não prevê nem um nem outro na generalidade, mas nenhum entra em choque com a teoria, sendo que o facto de não ser necessária a semelhança sequencial para funções semelhantes é favorável ao uso da evidencia molecular como apoio.

    [[ A semelhança morfológica foi e é usada frequentemente como evidência em favor da estupidez da teoria da evolução. Só que ao nível genético essas mesmas funções não seguem. Ou seja, genes idênticos codificam estruturas distintas, e estruturas idênticas são codificadas com genes distintos. Tu dizes que tanto uma como a outra servem. Isto não é ciência. ]]

    Gosto

    • «A semelhança morfológica foi e é usada frequentemente como evidência em favor da estupidez da teoria da evolução. Só que ao nível genético essas mesmas funções não seguem. Ou seja, genes idênticos codificam estruturas distintas, e estruturas idênticas são codificadas com genes distintos.» E não têm que seguir. A parte molecular pode ser preservada semelhante, mas mudarem as estruturas e os genes sofrem mutações, portanto é normal que passem a originar estruturas diferentes ao longo do tempo. E o uso da semelhança morfológica de facto traz mais confusão do que o uso da semelhança molecular.

      [[Pois, agora que essa mentira (" da semelhança morfológica") ter sido totalmente destruída pelos próprios evolucionistas, vocês agora viram o disco e dizem que "não tem que seguir".

      Quando dizes "A parte molecular pode ser preservada semelhante, mas mudarem as estruturas e os genes sofrem mutações, portanto é normal que passem a originar estruturas diferentes ao longo do tempo", isto pode ser traduzido para "O que será, será". Isto não é ciência. ]]

      Gosto

      • «Quando dizes “A parte molecular pode ser preservada semelhante, mas mudarem as estruturas e os genes sofrem mutações, portanto é normal que passem a originar estruturas diferentes ao longo do tempo”, isto pode ser traduzido para “O que será, será”. Isto não é ciência.» Aqui se vê a sua falta de entendimento e a sua deturpação da realidade e daquilo que os outros dizem. Não é maneira de merecer respeito.

        [[Não há "falta de entendimento". Durante muitos anos vocês usaram a semelhança física como evidência em favor da tese de que répteis evoluíram para passarinhos. Quando a genética demonstrou que essas estruturas eram codificadas de maneira diferente (e tinham até um desenvolvimento embrionário distinto) vocês mudaram o disco. Típico. ]]

        Gosto

      • «Não há “falta de entendimento”.» Então há outra coisa pior: desonestidade.

        [[ Ou então é conhecimento de facto.
        E não te esqueças que a desonestidade, a mentira e o engano são estratégias evolutivas.

        http://darwinismo.wordpress.com/2013/06/13/a-mentira-e-o-engano-como-estrategias-evolutivas/
        Mats]]

        Gosto

    • jephsimple diz:

      Maria,
      «O processo de organização é metafísico.» O que é que entende por metafísico?

      Oras, não sabes? Sabes que matéria e/ou energia não possuem mente né? Então a origem e organização de instrução, mensagem, código,partes,engrnagens não está na dimensão “fisicalista e materialista”.

      O problema é que evo usa metafísica quando convêm, e cospe na metafisica também quando lhe convêm.

      Quer um exemplo?: Instinto de sobrevivência é o que ? Físico,material? Oras, as “partículas” tem necessidade, sentem necessidade de continuar existindo?Ou é a magia das “partículas”? E vcs se utilizam de instinto de sobrevivência em evo.

      Gosto

  18. Além de que a distinção entre as duas hipóteses não se fica por aí. É também pelo padrão genealógico total incluindo os fósseis.

    [[ O mesmo padrão que o curador do Museu Britânico afirmou não fornecer qualquer evidência em favor das teses evolucionistas? A resposta dos evolucionistas é recuar e recuar até que digam que evolução é "só" mudança das frequências genéticas. Isto é não é possível de ser falsificado, mas também não serve de evidência contra o criacionismo. Ou seja, as alegações evolucionistas que podem ser testadas, são falsas. As que não são falsas, estão de acordo com o criacionismo e com o DI. ]]

    Gosto

    • «O mesmo padrão que o curador do Museu Britânico afirmou não fornecer qualquer evidência em favor das teses evolucionistas?». Os criacionistas usam e abusam de apresentar citações fora do contexto (“quote mining”) e depois espalham-nas pela internet e enganam os crédulos. Isso é uma mentira que os criacionistas americanos andam a espalhar desde os anos 90. Se não acredita em mim, veja com os seus próprios olhos: http://www.talkorigins.org/faqs/patterson.html

      [[ Tens que ter cuidado com as tuas "fontes". Há já muito tempo que se sabe que os evolucionistas não são de confiança (Piltdown Man, etC):

      Tens que ser mais céptica em relação ao evolucionismo.

      Mas, olha, mesmo que ignores o pensamento do Patterson, o que não faltam por aí são cientistas a dizer basicamente o mesmo: o registo fóssil não está de acordo com o gradualismo neo-darwinismo. ]]

      Gosto

    • Correcção: Isso anda a ser espalhado pelos criacionistas desde os anos 80.

      Gosto

  19. jephsimple diz:

    Maria,

    Sobre ID alegar que Deus faz, fez , algo nos seres vivos ao longo do tempo.

    Leia “A caixa preta de Darwin” e “The edge of evolution” ou pelo menos algo sobre o assunto.

    Oras Maria , tu achas mesmo que eu teria problema em admitir que um proponente ID ou um criacionista afirmou que Deus faz ou fez ao longo do tempo.

    repito se por acaso algum proponente inteligentista diz isso, ele diz isso dentro do escopo filosófico, e não dentro da teoria, como se essa crença “Deus fez,faz” fosse parte da teoria ID.

    Que engano seu… homem de palha… Behe separa muito bem ID de suas crenças pessoais … se tu insistir nisso , ja começo perceber desonestidade intelectual.

    “Da mesma forma, Michael Behe escreve que ID permanece em silêncio sobre as questões sobre se o designer é natural ou sobrenatural[ou seja , não se identifica o designer, então não se afirma baseado em TDI, que Deus fez ou faz ao longo do tempo alguma coisa nos seres vivos]:

    [ID] não é um argumento para a existência de um Deus benevolente, como para Paley era. Apresso-me a acrescentar que eu mesmo acredito em um Deus benevolente, e eu reconheço que a filosofia e a teologia pode ser capaz de estender a discussão. Mas um argumento científico para o projeto em biologia não chega tão longe. Assim, enquanto eu argumento para o projeto, a questão da identidade do criador é deixada em aberto. Possíveis candidatos para o papel do designer incluem: o Deus do Cristianismo, um anjo – caído ou não; Platão demiurgo, uma força mística da nova era; alienígenas de Alpha Centauri, viajantes do tempo, ou algum ser inteligente totalmente desconhecido. Claro, algumas dessas possibilidades pode parecer mais plausível do que as outros com base em informações de outros campos de ciência. No entanto, no que diz respeito à identidade do designer, a teoria moderna ID felizmente ecoa a frase de Isaac Newton “hipótesis non fingo”.

    Lê aqui na integra:

    http://www.evolutionnews.org/2013/08/what_is_the_the075281.html

    Não penses que eu não leio sobre ID.Ou que eu nunca ouvi este espantalho e outros.

    Gosto

    • Relativamente ao texto que me indicou no fim:
      Os criacionistas do D.I. normalmente alegam que os seus argumentos não são apenas negativos. Isto é verdade até certo ponto, pois estes alegam que a complexidade especificada (ou CSI) e a complexidade irredutível são indícios de acção inteligente, procurando deste modo apresentar um argumento positivo para a hipótese deles (se encontrarmos X, então Y), mas para fazerem essa afirmação de que CSI e sistemas irredutivelmente complexos são indícios de design, já tiveram que passar pela fase em que afirmam que a evolução não pode ser responsável por isso nem quaisquer processos naturais conhecidos (sem fazer qualquer tipo de investigação relativamente a isso e ignorando a já feita), sendo estas características exemplificadas por produtos da acção humana – daí CSI e C.I. serem bons indicadores de design inteligente. Deste modo os argumentos dos criacionistas do design inteligente dependem de uma negativa.
      O pior (para os criacionistas) é que os sistemas e estruturas propostos por estes já foram estudados (como eu já referi anteriormente) e de facto evoluíram – apresentavam evidências claras de um sistema que evoluiu por mutações aleatórias e selecção natural.

      «…repito se por acaso algum proponente inteligentista diz isso, ele diz isso dentro do escopo filosófico, e não dentro da teoria, como se essa crença “Deus fez,faz” fosse parte da teoria ID.» Isso em nada altera aquilo que eu disse. Se quiser finja que eu disse designer, que vai dar ao mesmo.

      Gosto

      • Mats diz:

        O pior (para os criacionistas) é que os sistemas e estruturas propostos por estes já foram estudados (como eu já referi anteriormente) e de facto evoluíram – apresentavam evidências claras de um sistema que evoluiu por mutações aleatórias e selecção natural.

        Que evidências são essas que contradizem a posição DI mantida pelos cientistas do Discovery Institute? Não é mais uma do tipo “gato dá à luz gato, LOGO Deus não existe”, pois não? É que dessas já estamos nós fartos.

        Gosto

      • jephsimple diz:

        Maria,

        Estás a que pé? Tu tens a tua teoria , e achas que ID tem que primeiramente refutar evo para confirmar ID???? Caspita!!! Não precisamos provar que um sistema evolui cegamente[aliás sistema cego,irracional é pura loucura naturalista] quando sabemos como ele funciona.

        Evo é que se baseia SOMENTE em negação do DESIGNER para sustentar sua posição … não referente a posição que sistemas evoluem com o tempo [temos vasta experiência que sistemas criado por humanos EVOLUEM (via ID) com o tempo]… mas referente a CRENÇA IRREFUTÁVEL que tais sistemas evoluem as cegas , sem direção, planejamento, intenção … Repito : Lixo replicado = mais lixo.

        Então evo não tem, um caso positivo para tal posição … e ficam criando histórias imaginárias de como algo poderia evoluir sem ID.

        Mutações aleatórias , não são de fato aleatórias… sistemas vivos não funcionam apenas via mutações, Sistemas vivos PRECISAM de instruções, PRECISAM corrigir erros, precisam funcionar de forma racional, ordenada,engenhosa,PRECISAM de subsistemas,PRECISAM de energia, e eles geram de forma SOFISTICADA energia dentro do sistema . Talvez num mundo de magia evo funcione…nessa realidade os sistemas vivos funcionam de forma muito mais específica e ordenada… do que magicas mutações a deriva e seleção natural.

        Gosto

  20. «Evo é que se baseia SOMENTE em negação do DESIGNER para sustentar sua posição» Isso não é assim. Pegue outra vez nos livros do ensino médio.

    «Estás a que pé? Tu tens a tua teoria , e achas que ID tem que primeiramente refutar evo para confirmar ID???? » Não. Leia outra vez o meu comentário. São os proponentes do D.I. que dizem que sistemas irredutivelmente complexos não podem ter evoluído por selecção natural e mutações aleatórias e que, em conjunto com isso, o facto de sistemas irredutivelmente complexos serem produzidos por humanos faz da complexidade irredutivel um bom indicador de design inteligente.

    «Mutações aleatórias , não são de fato aleatórias… sistemas vivos não funcionam apenas via mutações, Sistemas vivos PRECISAM de instruções, PRECISAM corrigir erros, precisam funcionar de forma racional, ordenada,engenhosa,PRECISAM de subsistemas,PRECISAM de energia, e eles geram de forma SOFISTICADA energia dentro do sistema . Talvez num mundo de magia evo funcione…nessa realidade os sistemas vivos funcionam de forma muito mais específica e ordenada… do que magicas mutações a deriva e seleção natural.» Que confusão….

    Gosto

    • jephsimple diz:

      Oras cara Maria… o.O

      “Que confusão … ”

      Qual???ATP Sintase nada tem a ver com mutações acidentais,sem direção,sem causa; instruções,mensagem,decodificação nada tem a ver com mutações acidentais, sem direção,sem causa … Mutações não são aleatórias … [existe uma gigantesca parte do DNA que não é codificante e exibe FUNÇÕES ] DNA é resistente a mutações, mesmo assim ocorrem , apesar de todo SISTEMA SOFISTICADO ,INTELIGENTE, RACIONAL de CONTROLE E REPARO … Os ERROS genéticos ocorrem … Evos creem por negação ao designer que ERROS são o VERDADEIRO DESIGNER … todos os sistemas encontrados nos seres vivos são SOMENTE fruto de ERROS GENÉTICOS.

      O pior não é isso … o sofisma naturalista , beira a loucura, a irracionalidade, onde alem de erros, tbm existe despropósito, intenção, não existe direção nesses erros , eles não possuem DE FORMA OBJETIVA qualquer função, direção, organização, inteligencia … elas surgem por pura magia …

      Não existe uma explicação racional para os sistemas vivos senão que assim que é ! Magia… No lugar de inteligencia, planejamento, propósito, intenção , infere-se magia .

      Gosto

      • jephsimple diz:

        Seria TOTALMENTE racional se os sistemas vivos apresentassem alto nível de desorganização, bagunça, erros , defeitos , padrão, baixa capacidade de solucionar problemas …

        Se os sistemas vivos fossem UM LIXO então os evos estariam do lado da razão.

        Evos não [talvez] não creem que os sistemas vivos são um lixo [apesar de um dia terem crido em DNA lixo!] …evos não PODEM PROVAR que os sistemas vivos são lixo .

        Agora é fácil substituir ID por “mecanismo altamente evoluído”.

        Vê isso :

        http://www.evolutionnews.org/2013/10/the_venus_flytr077891.html

        “…(…)Brownlee diz:

        A planta carnívora digere e absorve a sua presa, mas como ele coordena a digestão e absorção para maximizar a eficiência deste MECANISMO ALTAMENTE EVOLUÍDO
        [ Perceberam??? :( ] ? Um novo estudo, que combina gravações diretas a partir de células dentro da armadilha, juntamente com a caracterização molecular de transporte de nutrientes, revela um conjunto complexo e coordenado de mecanismos que estão por trás deste processo elegante.

        A frase sobre ser um “mecanismo altamente evoluído” é aqui utilizado como um substituto para um darwiniano “sistema bem projetado.” Os observadores estão certamente justificados em duvidar da capacidade de processos naturais cegos, não guiados para projetar, e coordenar sistemas eficientes, elegantes, otimizados como visto na planta carnívora.”

        Eles pegam o melhor do ID para sustentar sua posição … isso é 171 epistêmico descarado.

        Gosto

  21. jephsimple diz:

    correção: baixo padrão…

    Gosto

  22. jephsimple diz:

    Maria,

    “«Evo é que se baseia SOMENTE em negação do DESIGNER para sustentar sua posição» Isso não é assim. Pegue outra vez nos livros do ensino médio.”

    Oras é bem simples ..tire >>> isso evoluiu cegamente >>> a evolução cega fez e temos os livros de biologia abarrotados de ID. Temos o Wikipédia abarrotado de ID quando o assunto é biologia,bioquímica, genética .. evolução cega não passa da negação naturalista a uma causa inteligente.

    Os evolucionistas acreditam em qualquer coisa para evitar a conclusão óbvia.

    Até mesmo acreditar que o ser humano criou a si mesmo.

    Gosto

    • «Oras é bem simples ..tire >>> isso evoluiu cegamente >>> a evolução cega fez e temos os livros de biologia abarrotados de ID.»
      Vou fazer-lhe uma pergunta sincera: teve aulas (e livro) de biologia no ensino médio? Esta pergunta vem a propósito de uma coisa: se aí no Brasil for como em Portugal, os alunos de humanidades não têm biologia no equivalente ao ensino médio (ensino secundário) e isso podia explicar muita coisa.

      Gosto

      • P.S.: Não sou assim tão cegueta que precise que me escrevam com o em maiúsculas. Isso pode até ser interpretado como falta de educação, por isso fica um conselho: acabe com isso.

        Gosto

      • dvillar51 diz:

        Não te desesperes, Maria, o CAPS do jeph é eventual, como bem sabes. É sabido que muitos ateus/evolucionistas têm uma PROFUNDA FÉ (fé, SEM PARALELOS na história) em eventos cegos geradores de ordem. Sendo assim, às vezes é necessário o uso do caps, pois é uma forma de despertar a atenção de pessoas que encontram-se mergulhadas numa ilusão que a FICÇÃO CIENTÍFICA mal consegue traduzir.

        Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s