Será o Senhor Jesus uma cópia de Horus?

Não será a História Bíblica acerca do Senhor Jesus uma cópia de mitologia egípcia, nomeadamente, a história de Horus?

Dificilmente. O livro de Acharya S. “The Christ Conspiracy” é a aparente fonte da lista em baixo descrita, mas a autora apenas oferece evidências referenciais para cinco das suas alegações. Alguns dos apontamentos de rodapé contradizem com as suas próprias alegações! Mas isto é o que seria de esperar; quando alguém rejeita a visão Bíblica do mundo ela fica com um mundo irracional.

Eis aqui algumas das alegações acerca dos “paralelos” entre o Senhor Jesus e Horus.

1) Horus nasceu de uma virgem com o nome de Isis-Meri a 25 de Dezembro, numa cave/manjedoura, e o seu nascimento foi anunciado por uma estrela no Oriente, vista por 3 sábios.

Primeiro, a mãe de Horus não era virgem. Ela era casada com Osiris e não há razão para se supor que ela se absteve depois de casada. De acordo com a sua historia, Horus foi miraculosamente concebido. Seth tinha morto e desmembrado Osiris, mas Isis voltou a reconstruir o corpo dele, e seguidamente teve relações com ele. Em algumas versões, ela usou um órgão sexual masculino feito à mão porque não conseguiu encontrar essa parte do corpo do marido. Portanto, embora tenha sido uma concepção milagrosa, não foi uma concepção análoga à Incarnação do Senhor Jesus.

Segundo, foram assinaladas 3 datas de nascimento na mitologia de Horus, sendo que uma delas é a 25 de Dezembro. Como a Bíblia não diz que o Senhor nasceu a 25 de Dezembro, não há nenhum paralelo.

Terceiro, “Meri” (“Mr-ee”) é a palavra egípcia para “amada” e aparentemente foi aplicada a Isis antes do tempo do Senhor Jesus como um título e não como parte do seu nome. Mas como provavelmente havia milhares de mulheres entre o tempo de Horus e altura do Senhor com um nome ou título que era uma variação de “Mary”, não há razão alguma para se supor que a Mãe do Senhor Jesus foi nomeada segundo o nome de Isis em particular. Mesmo que, hipoteticamente, os autores dos Evangelho tivessem fabricado a Mãe do Senhor e a tivessem dado o nome de “Mary” (Maria), é muito mais provável que eles se baseassem numa “Mary” mais perto do seu tempo do que na “Isis-Meri”.

Quarto, Horus nasceu num pântano e não numa caverna/manjedoura.

Quinto, o nascimento de Horus não foi anunciado por nenhuma estrela no Oriente.

Sexto, não havia “três sábios” aquando do nascimento de Horus, e nem aquando do nascimento do Senhor Jesus. A Bíblia não diz o número de sábios, e nem diz que eles estavam presentes na altura do Seu Nascimento. Além disso, eles só viram o Senhor quando Ele estava na Sua casa e não na manjedoura (e isto quando Ele já tinha cerca de 2 anos).

2) O seu pai terrestre era chamado de “Seb” (“Joseph” – “José”).

Não há nenhum paralelo entre o nome Egípcio “Seb” e o Hebraico “Joseph” para além do facto de serem nomes comuns. Para além disso, Seb era o pai de Osiris e não de Horus.

3) Ele era de descendência real.

Isto é verdade, mas não é uma comparação com o Senhor. Quando os cristãos dizem que o Senhor é de descendência real, eles tem em mente o facto de Ele ser da linhagem do Rei David, um rei terreno (Revelação 22:16). De acordo com o mito, Horus descendia de realeza celestial uma vez que era o filho do deus principal.

4) Quando tinha 12 anos, Horus foi um professor-criança no Templo, e aos 30 anos ele foi baptizado, havendo desaparecido durante cerca de 18 anos.

Ele nunca ensinou em templo algum, e nunca foi baptizado. Além disso, o Senhor não “desapareceu” durante os anos intermédios. Ele trabalhou durante esse tempo como Carpinteiro.

5) Horus foi baptizado no rio Eridanus ou Iarutana (Jordão) por “Anup o Baptizador” (“João o Baptista”), que foi mais tarde decapitado.

Mais uma vez, Horus nunca foi baptizado. Não existe um “Anup o Baptizador” na história.

6) Ele teve 12 discípulos, dois dos quais eram suas “testemunhas” e eram chamados de “Anup” e “Aan” (os dois “João”).

Horus teve 4 discípulos (chamados de ‘Heru-Shemsu’). Há outra referência para 16 seguidores e um grupo de seguidores chamados de ‘mesnui’ (ferreiros) que se juntaram a Horus em batalha, mas eles nunca são numerados. Não há nenhuma referência aos 12 discípulos ou referência a algum deles ser chamado de “Anup” ou “Aan”.

7) Horus executou milagres, exorcizou demónios e ressuscitou El-Azarus (“El-Osiris”) dos mortos.

Ele de facto executou milagres, mas nunca chegou a exorcizar demónios nem a ressuscitar o seu pai dos mortos. Além disso, Osiris nunca referenciado como ‘El-Azarus’ ou ‘El-Osiris’ (claramente uma tentativa de fazer o seu nome assemelhar-se ao Lázaro da Bíblia).

8. Horus andou sobre a água.

Não, ele não andou.

9) O seu título especial era “Iusa” o “sempre-tornante filho” de “Ptah”, o “pai.” Ele era como tal chamado de “Criança Sagrada.”

Horus nunca foi chamado de “Iusa” (nem há alguém na história Egípcia que alguma vez tenha sido chamado “Iusa” – essa palavra não existe) nem “Criança Sagrada”.

10) Ele fez um “Sermão na Montanha” e os seus seguidores recontaram os “Ditados de Iusa.

Horus nunca fez um tal sermão, e, como dito em cima, ele nunca foi referido como “Iusa”.

11) Horus transfigurou-se na montanha.

Não, ele não se transfigurou na montanha ou em lugar algum.

12) Horus foi crucificado entre dois ladrões, enterrado durante 3 dias, e mais tarde ressuscitou.

Horus nunca foi crucificado. Há uma história não oficial na qual ele morre e é atirado em pedaços para a água, sendo que mais tarde ele é pescado por um crocodilo a pedido de Isis. Esta história não oficial é a única em que ele morre.

13) Ele era também o “Caminho, a Verdade, a Luz”, “Messias”, “O Filho Ungido de Deus”, o “Filho do Homem”, o “Bom Pastor”, o “Cordeiro de Deus”, a “Palavra feita Carne”, a “Palavra da Verdade”, etc.

Os únicos títulos que foram atribuídos a Horus foram “Grande Deus”, “Comandante dos Poderes”, e “Vingador do Seu Pai”. Nenhum dos títulos listados em cima aparece na mitologia Egípcia.

14) Ele era o “Pescador” e estava associado com o Peixe (“Ichthys”), Cordeiro e Leão.

Ele nunca foi referido como “o pescador” e não há nenhum cordeiro ou leão na história. As notas de rodapé de Acharya S. acerca desta alegação mostram uma associação com o peixe (isto é, que Horus ERA UM PEIXE, ao contrário do Senhor Jesus), sem evidência alguma de ele alguma vez ser chamado de o “pescador” ou tendo alguma associação com o cordeiro ou o leão.

15) Ele veio para completar a Lei.

Não havia “lei” alguma que ele fosse suposto “completar”.

16) Horus foi chamado de “o KRST” ou o “Ungido”.

Ele nunca foi chamado por nenhum desses títulos. “Krst” em Egípcio significa “enterro”. Não era um título.

17) Tal como Jesus, “Era suposto Horus reinar durante mil anos”.

Não há menção disto na mitologia Egípcia.

Links:
Encyclopedia Mythica: Horus
Egyptian Mythology: Horus
The Eye Of Horus
Horus: He Who Is Above
Tektonics: Horus, Isis, Osiris
Egyptian Book of the Dead


Sinceramente, é difícil não ler algumas das alegações dos cépticos sem soltar uma gargalhada. Algumas das acusações são tão obviamente fabricadas que é difícil acreditar que alguém as possa inventar e muito menos levá-las a sério. Mas para quem acredita que répteis evoluíram para pássaros, acreditar que o Senhor Jesus Cristo é “uma Cópia de mitos pagãos” não é algo fora do normal.

Tal como dito em cima, quando alguém abandona a visão Bíblica do mundo fica com um mundo irracional.

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Bíblia com as etiquetas , , , . ligação permanente.

101 respostas a Será o Senhor Jesus uma cópia de Horus?

  1. Wallace diz:

    Essa foi interessante…. já ouvi algumas menções a esse suposto paralelo entre Hórus e Jesus, de fato algumas das mitologias têm pontos em comum com a de Jesus, mas nenhuma chegava a tanto… quantas vezes mais eles mentirão pra nós? Ou pelo menos, nem conferirão o que dizem?

    Aliás, agora me lembrei de outra semelhança clamada pelos ateus: a de que o Dilúvio de Noé é uma cópia da Epopéia de Galmesh, ambos seriam mitos… não cheguei a ler nada sobre isso.

    Gosto

    • Eis as semelhanças de as raízes da árvore bíblica também remontam aos sumérios, antigos habitantes do atual Iraque, que no 3o milênio a.C. escreveram a Epopéia de Gilgamesh. Essa história, protagonizada pelo semideus Gilgamesh, menciona uma enchente que devasta o mundo (e da qual algumas pessoas se salvam construindo um barco). Notou semelhanças com a Bíblia e seus textos sobre o dilúvio, a arca de Noé, o fato de Cristo ser humano e divino ao mesmo tempo? Não é mera coincidência. “A Bíblia era uma obra aberta, com influências de muitas culturas”, afirma o especialista em história antiga Anderson Zalewsky Vargas, da UFRGS.

      Gosto

      • Mats diz:

        Eis as semelhanças de as raízes da árvore bíblica também remontam aos sumérios, antigos habitantes do atual Iraque, que no 3o milênio a.C. escreveram a Epopéia de Gilgamesh. Essa história, protagonizada pelo semideus Gilgamesh, menciona uma enchente que devasta o mundo (e da qual algumas pessoas se salvam construindo um barco). Notou semelhanças com a Bíblia e seus textos sobre o dilúvio, a arca de Noé, o fato de Cristo ser humano e divino ao mesmo tempo?

        É normal que Gilgamesh e o Livro de Génesis tenham semelhanças: ambos os relatos falam do mesmo evento histórico. Ou será que colocaste de lado essa possibilidade à partida?

        Não é mera coincidência. “A Bíblia era uma obra aberta, com influências de muitas culturas”, afirma o especialista em história antiga Anderson Zalewsky Vargas, da UFRGS.

        Vargas tem o direito a ter a sua opinião. Outros historiadore têm visões diferentes.

        Gosto

  2. Mats diz:

    Wallace,

    A crença de que Génesis copiou a Epopeia de Gilgamesh parte do pressuposto que nenhum Dilúvio aconteceu. Como é que os ateus provam que o Dilúvio não aconteceu? Eles não podem e nem tem essa obrigação.

    Agora, eles não podem usar as suas crenças pessoais como evidência.

    Existe uma explicação bem mais razoável que explique as semelhanças entre Génesis e Gilgamesh: ambos estavam a reportar o mesmo evento Histórico. A diferença é que enquanto Gilgamesh dependeu de tradições orais através dos anos, Génesis depende de Uma Testemunha Ocular: Deus.

    Os ateus rejeitam a hipótese de serem reportagens do mesmo evento apenas e só porque eles pensam que nenhum Dilúvio Global alguma vez aconteceu. Mas eles não sabem isso. Eles acreditam nisso.

    É diferente.

    Gosto

    • Raphael2012 diz:

      Não é questão de acreditar, a vida ta ai pra provar. Não há evidência científica de que o dilúvio global realmente tenha acontecido, até porque segundo a bíblia, somente Noé, sua família e alguns animais sobreviveram. Então me explique como outros povos narraram essa mesma história, em outras escrituras, se somente o povo de Noé prevaleceu?

      [[O facto de outros povos falarem do mesmo evento é uma evidência em favor do Dilúvio.]]

      Gosto

      • Sam diz:

        Talvez pela perspectiva de Noé somente ele tenha sobrevivido, mas sabe lá o que Deus reserva aos povos. Você acredita, por exemplo, que Jesus entraria na China antiga pra pregar pregar o cristianismo, mesmo os chineses sendo tão xenofóbicos e Deus sabendo que eles não dariam ouvidos a um alienígena? Sim, alienígena – tudo aquilo que não é natural da nossa Terra, seria a primeira coisa que os chineses pensariam ao ver um homem de pele clara, traços faciais incomum aos chineses, barba e olhos claros (descrição de todos os cristãos ao se falar o nome Jesus, diga-se de passagem que isso é o modelo de beleza europeu, é muito mais provável que Jesus fosse negro de cabelo encaracolado e baixo, levando em consideração o local onde ele nasceu).

        Gosto

      • A história surgiu depois de Noé, pois a medida que o tempo foi passando a descendência de Noé foi crescendo e muitos esqueceram o verdadeiro Deus. Mas não se esqueceram do dilúvio e o misturou com crenças criadas por eles, já que o ser humano necessita de Deus. Mas neste caso eles criaram seus próprios deuses pois assim satisfaziam seus desejos. E Deus não satisfaz o desejo da carne ai muitos se desviam da Verdade.

        Gosto

    • Agnostico Graças; a deus Que é Matematico! diz:

      Caro amigo, não se prova não existências. Pode-se apenas provar existências ou não se provar existências.
      Varias civilizações relatam fenomenos como o diluvio descrito na biblía.
      E não perca tempo com ateus, eles são parecidos com os que creem. Vocês creem que sim e eles que não, são ambos crentes. E tomem cuidado para não fazerem como os radicais de qualquer especie e condenar a morte todos os que pensam diferente. Muçulmanos, Xintoistas, Judeus, Budistas, Umbandistas, Hinduístas e todos os outros tem direito a viver e ter suas crenças, opções sexuais e legislar sobre o proprio corpo. Eu não concordo com eles nem com vocês, mas defendo o direito de todos de viverem como quiserem, desde que não afete nossas vidas. Espero que todos sejam felizes da forma que escolherem e se amarem realmente a verdade e não a si mesmos, talvez um dia chegem mais perto da verdade.

      Gosto

    • Manolo diz:

      Me diga de novo de onde surgiria água suficiente para cobrir até o monte mais alto da Terra (Everest, se não me engano) e depois pra onde toda essa água “sumiria”. Mesmo com todo o gelo na Terra em forma líquida, os oceanos não subiriam mais que alguns metros. Áreas como o centro-oeste brasileiro continuariam como são hoje (desconsiderando efeitos climáticos).
      O que aconteceria com os peixes? Afinal, os de água salgada não sobrevivem em água doce nem vice-versa.
      E as plantas afogadas durante todo esse período? 40 dias, certo? É mais que suficiente para matar quase toda flora do planeta.

      Claramente a versão bíblica do dilúvio é absurda e exagerada. Em algum momento pode ter havido um dilúvio naquela região, mas dizer que foi algo em escala global é simplesmente idiota.

      Gosto

      • Mats diz:

        Me diga de novo de onde surgiria água suficiente para cobrir até o monte mais alto da Terra (Everest, se não me engano) e depois pra onde toda essa água “sumiria”.

        Antes de fazeres perguntas, procura as respostas.

        http://darwinismo.wordpress.com/2011/11/01/oceano-enorme-descoberto-dentro-da-terra-2/

        Mesmo com todo o gelo na Terra em forma líquida, os oceanos não subiriam mais que alguns metros. Áreas como o centro-oeste brasileiro continuariam como são hoje (desconsiderando efeitos climáticos).

        Isso é porque tu foste enganado quando te disseram que a água do Dilúvio veio toda do céu ou dos oceanos. Não te disseram que há grandes quantidades de água no sub-solo. Bem, mas agora já sabes, e espero que não repitas o mesmo erro.

        O que aconteceria com os peixes? Afinal, os de água salgada não sobrevivem em água doce nem vice-versa.

        http://darwinismo.wordpress.com/2010/06/07/crocodilos-usam-correntes-oceanicas-para-fazer-viagens/

        E as plantas afogadas durante todo esse período? 40 dias, certo? É mais que suficiente para matar quase toda flora do planeta.

        A maior parte da flora do planeta está debaixo d’água. Não sabias disso?

        Claramente a versão bíblica do dilúvio é absurda e exagerada. Em algum momento pode ter havido um dilúvio naquela região, mas dizer que foi algo em escala global é simplesmente idiota.

        Incrível como algo “idiota” está de acordo com as evidências.

        http://darwinismo.wordpress.com/2012/05/17/genesis-gilgamesh-e-descricoes-mais-antigas-do-diluvio/

        http://darwinismo.wordpress.com/2012/01/13/a-historicidade-do-diluvio/

        http://darwinismo.wordpress.com/2011/12/17/diluvio-de-lendas/

        Lê estes textos antes de responderes.

        Gosto

      • Manolo diz:

        De acordo com o link fornecido por você, os estudos indicam que deve haver algo em torno de “um oceano ártico em água”, que é o menor e mais raso dos oceanos, logo tendo o menor volume. Ainda assim, não é suficiente para encobrir até o ponto mais alto da Terra. Para tal, aparentemente seria necessário 3 vezes o volume total (vapor, liquida, subterrânea, etc) de água disponível no planeta.

        http://www.epicidiot.com/evo_cre/noahs_flood.htm#how_much_water


        Engraçado como perguntei sobre como peixes sobreviveriam na água misturada e você manda um link sobre crocodilos de água salgada que aproveitam correntes marítimas. Os crocodilos são espertos, mas e os peixes?

        Sim, existe uma ampla flora subaquática, mas e a terrestre? Árvores que nos dão madeira e frutas, plantas rasteiras, estas também ficaram submersas por 40 dias. Como teriam sobrevivido? Há também o problema que muitas terras ficariam estéreis por um bom tempo, devido ao imenso volume de água.

        Então, só porque há vários mitos com um mesmo tema central, isso quer dizer que pelo menos um está certo? Certamente então, a história de algum grande herói grego deve ser verdadeira também, afinal, há vários mitos de grandes heróis em diversas civilizações diferentes.
        Agora, supondo que o dilúvio bíblico tenha acontecido, apenas 4 casais conseguiram repovoar o mundo inteiro. Seus descendentes, de alguma maneira, conseguiram também mudar radicalmente sua aparência física (negros, índios americanos, asiáticos orientais) em poucos anos, além de conseguirem criar versões muito diferentes da mesma história.
        E como você explicaria a completa ausência de vestígios de que construções ou rochas mais antigas que o dilúvio tenham ficado submersas por qualquer período de tempo?

        Gosto

      • Mats diz:

        De acordo com o link fornecido por você, os estudos indicam que deve haver algo em torno de “um oceano ártico em água”, que é o menor e mais raso dos oceanos, logo tendo o menor volume. Ainda assim, não é suficiente para encobrir até o ponto mais alto da Terra.

        1. Ninguém disse que a água tinha que cobrir os montes que EXISTEM HOJE.
        2. A água que há na Terra é mais do que suficiente para cobrir toda a Terra. 3/4 da Terra é água MAIS a água que se encontra no sub-solo.

        Engraçado como perguntei sobre como peixes sobreviveriam na água misturada e você manda um link sobre crocodilos de água salgada que aproveitam correntes marítimas. Os crocodilos são espertos, mas e os peixes?

        Esse texto mostra que os animais podem-se adaptar a novos tipos de água. Tu aparentemente não sabias disso (?).

        Sim, existe uma ampla flora subaquática, mas e a terrestre? Árvores que nos dão madeira e frutas, plantas rasteiras, estas também ficaram submersas por 40 dias. Como teriam sobrevivido?

        As plantas têm uma coisa maravilhosa chamada “semente”. O facto de haver água a cobrir toda a Terra não quer dizer que não haja plantas e insectos a boiar sobre a água. Há alguns anos atrás vi uma história duma semente com 2000 que germinou. 40 dias não é nada.

        http://darwinismo.wordpress.com/2008/06/21/semente-subterrada-ha-2000-anos-volta-a-crescer/

        Então, só porque há vários mitos com um mesmo tema central, isso quer dizer que pelo menos um está certo?

        Não. O facto de haver várias relatos sobre o mesmo evento, e evidências físicas duma catástrofe no passado, está de acordo com o Dilúvio de Génesis. Vocês é que têm que explicar a origem dessas histórias sem fazer alusão ao mesmo evento.

        Certamente então, a história de algum grande herói grego deve ser verdadeira também, afinal, há vários mitos de grandes heróis em diversas civilizações diferentes.

        Se estiver diversificado por várias culturas do mundo, tendo uma espinha dorsal na narrativa, e haver algo como a Bíblia por trás, então não há motivos para duvidar.

        Agora, supondo que o dilúvio bíblico tenha acontecido, apenas 4 casais conseguiram repovoar o mundo inteiro. Seus descendentes, de alguma maneira, conseguiram também mudar radicalmente sua aparência física (negros, índios americanos, asiáticos orientais) em poucos anos, além de conseguirem criar versões muito diferentes da mesma história.

        Qual é a tua dúvida? Não acreditas na variação genética e na selecção natural?

        E como você explicaria a completa ausência de vestígios de que construções ou rochas mais antigas que o dilúvio tenham ficado submersas por qualquer período de tempo?

        Primeiro, tens que demonstrar que “são mais antigas” que o Dilúvio. Se vais aludir aos cientificamente irrelevantes métodos de datação, já sabes que eles não são fiáveis.

        Agora eu faço perguntas:
        1. Como é que explicas a existência de tantos relatos mundias sobre o mesmo evento de repercurssões globais? Toda a humanidade está errada, e só o evolucionismo está correcto?
        2. Porque é que vocês evolucionistas defendem dilúvios globais em planetas quase sem água, mas negam um dilúvio global num planeta que é 3/4 água? Não é isto evidência de que vocês estão a usar a vossa ideologia evolucionista em vez de usar a ciência?

        Gosto

      • Manolo diz:

        3/4 da superfície terrestre é água. Se comparada à composição geral da Terra, há bem menos água que rochas ou metais.

        http://ga.water.usgs.gov/edu/2010/gallery/global-water-volume.html

        Se você realmente acredita que meras centenas de anos são capazes de fazer mudanças tão profundas na superfície terrestre, então mapas com mais de 200 anos já deveriam ser completamente diferentes dos atuais.

        Você sabia que não são todas as plantas que têm sementes? E mesmo as que tem, nem todas as sementes iriam sobreviver tanto tempo debaixo d’água? Algumas podem, mas dizer que todas sobreviveriam é exagero.
        Outro detalhe, seria necessário que todas as plantas estivessem com na sua época de reprodução no início da chuva para que suas sementes sobrevivessem. Acredito que você sabe bem que a maioria das plantas só dá frutos ou flores em períodos específicos do ano.

        Eu acredito sim na variação genética e na evolução, mas não do jeito que você acredita: que poucos anos são suficientes para fazer diferenças radicais. Se funcionasse dessa maneira, as pessoas, animais e plantas que vivem conosco hoje seriam completamente diferentes das de 100 ou 200 anos atrás.

        Sua defesa contra datação por radiação ou carbono-14 é porque se tratam de “tecnologias pós idéia dos milhões de anos”. Como você pode afirmar sem dúvidas que o dilúvio aconteceu há cerca de 4000 anos? Porque está escrito assim na bíblia?
        E o que o faz pensar que a bíblia, um livro muito antigo, é completamente livre de erros e pode ser usada como pilar central de conhecimentos científicos? O que te garante que a versão na qual você se baseia não sofreu nenhuma alteração no decorrer da história? Ou que a primeira versão escrita e, consequentemente, versão da qual todas as outras se basearam, não foi escrita por um charlatão ou algum sacerdote corrupto?

        Respondendo suas perguntas:
        1. Novamente, a mera existência de vários mitos com um mesmo tema central não torna um deles verdadeiro. Há hipóteses que tratam disso, a mais provável talvez seja a da Cratera de Burckle. Outras hipóteses seriam que esses mitos explicam como surgiram os mares e oceanos, que realmente parecem ser águas sem fim.
        2. Em momento algum defendi dilúvio global na Terra ou em qualquer outro planeta. Na verdade, gostaria que você me apontasse aonde você viu alguém falando sobre tal dilúvio em outro planeta.
        O fato é que a -superfície- da Terra é 3/4 água. Se fosse possível cortar o planeta ao meio, veriámos quilometros de rochas e no centro, metal derretido. A água seria uma fina camada na superfície.

        Gosto

      • Mats diz:

        3/4 da superfície terrestre é água. Se comparada à composição geral da Terra, há bem menos água que rochas ou metais.

        A água só precisava de cobrir a superfície.

        Se você realmente acredita que meras centenas de anos são capazes de fazer mudanças tão profundas na superfície terrestre, então mapas com mais de 200 anos já deveriam ser completamente diferentes dos atuais.

        Estuda o que aconteceu com o Monte de Santa Helena e vê o que *um* evento foi capaz de fazer em zonas bem para além dessa área.

        Você sabia que não são todas as plantas que têm sementes? E mesmo as que tem, nem todas as sementes iriam sobreviver tanto tempo debaixo d’água? Algumas podem, mas dizer que todas sobreviveriam é exagero.

        Tu disseste que não poderia sobreviver 40 dias. Eu mostrei-te uma que sobreviveu 2000 anos. Tu pensas que só porque houve um dilúvio, não havia nada a flutuar sobre as águas. Esse erro é teu, não meu.

        Outro detalhe, seria necessário que todas as plantas estivessem com na sua época de reprodução no início da chuva para que suas sementes sobrevivessem.

        Excepto aquela que sobreviveu 2000 anos, certo?

        Eu acredito sim na variação genética e na evolução, mas não do jeito que você acredita: que poucos anos são suficientes para fazer diferenças radicais.

        Não sei como medes uma “diferença radical”, mas a selecção natural a recombinação de informação genética já existen está em perfeito acordo com Génesis. Quem tem muito que explicar são os evolucionistas, que acreditam (sem evidências) que a informação genética humana é o efeito de forças não-inteligentes, quando toda a gente sabe que informação em código é sempre o efeito de inteligência.

        Se funcionasse dessa maneira, as pessoas, animais e plantas que vivem conosco hoje seriam completamente diferentes das de 100 ou 200 anos atrás.

        Não necessariamente. O facto de hoje termos estes vários tipos de pele e formas entre os humanos não é anulado por aquilo que tu arbitrariamente chamas de “completamente diferentes”.

        Sua defesa contra datação por radiação ou carbono-14 é porque se tratam de “tecnologias pós idéia dos milhões de anos”.

        Exemplos da “eficiência” dos vossos métodos de dataçao:

        Erro de 9 milhões de anos: http://darwinismo.wordpress.com/2010/12/13/evolucionitas-epa-os-nossos-metodos-de-datacao-mostram-que-os-dinossauros-surgiram-9-milhoes-de-ano-mais-cedo-do-que-pensavamos/

        “Arqueólogos encontraram evidências de que sociedades peruanas comiam pipocas muito antes da utilização de cerâmica. Isso significa que o consumo de pipocas começou cerca de mil anos antes do que se acreditava.” -> http://darwinismo.wordpress.com/2012/01/23/peruanos-comiam-pipocas-antes-mesmo-de-fabricar-ceramica/

        É oficial: datação evolucionista não funciona: -> http://darwinismo.wordpress.com/2011/05/21/e-oficial-datacao-evolucionista-nao-funciona-2/

        http://darwinismo.wordpress.com/2011/01/18/camarao-com-360-milhoes-de-anos-identico-ao-actual/

        “Marcas de ferramentas humanas encontradas no estrato geológico errado” -> http://darwinismo.wordpress.com/2010/11/14/4989/

        “Pegadas com 3,6 Milhões de Anos São Idênticas às do Homem Actual” -> http://darwinismo.wordpress.com/2010/04/22/pegadas-de-36-milhoes-de-anos-sao-identicas-as-do-homem-actual/

        http://darwinismo.wordpress.com/2009/11/13/um-pequeno-desvio/

        http://darwinismo.wordpress.com/2008/09/07/osgas-afinal-apareceram-40-milhoes-de-anos-antes/

        ..
        Enfim, se precisares de mais, é só pedir. É absolutamente ilógico os evolucionistas continuarem a ter fé em métodos que nós sabemos que não funcionam.

        Respondendo suas perguntas:
        1. Novamente, a mera existência de vários mitos com um mesmo tema central não torna um deles verdadeiro. Há hipóteses que tratam disso, a mais provável talvez seja a da Cratera de Burckle. Outras hipóteses seriam que esses mitos explicam como surgiram os mares e oceanos, que realmente parecem ser águas sem fim.

        Explica as semelhanças (o barco, o castigo Divino, a recolha dos animais, a repopulação da Terra, etC). Vocês vêem semelhanças nos animais e imaginam logo que têm parente comum. Mas olham para as imensas semelhanças entre os relatos do Dilúvio mas já não querem ver uma origem comum.
        Portanto, vocês estão a ser falsos. Mas só acredita em vocês quem quiser.

        2. Em momento algum defendi dilúvio global na Terra ou em qualquer outro planeta. Na verdade, gostaria que você me apontasse aonde você viu alguém falando sobre tal dilúvio em outro planeta.

        http://www.answersingenesis.org/articles/2001/03/27/noah-a-martian <– Este linbk faz uma análise a essa alegação. A fonte está no final.

        Portanto, vocês evolucionistas não têm problemas em imaginar um dilúvio em Marte (onde practicamente não há água), mas não querem ver as inúmeras evidências dum Dilúvio aqui na Terra – onde água existe de forma sobrepujante. Como eu disse, vocês são falsos na vossa aliança com a ciência. Vocês não se importam com a ciência mas sim em manter a vossa preciosa teoria da evolução imune às críticas.

        Gosto

      • Manolo diz:

        Já vi que você simplesmente se nega a entender que não há água suficiente para cobrir por completo a superfície do planeta. Se a Terra tivesse o ponto mais alto a cerca de 300m acima do nivel do mar e o mais baixo cerca do mesmo abaixo no nivel do mar, talvez fosse possível com o volume existente de água.

        O Monte Santa Helena foi um vulcão que explodiu em 1980. Seu ponto mais alto diminiu cerca de 400 metros. A área diretamente afetada geograficamente foi cerca de 550km². As cinzas, que são facilmente carregadas pelo vento, viajaram mais de 1900km. Gostaria de saber como explosões vulcânicas criariam várias montanhas de mais de 5km de altura (que não são outros vulcões), terrenos planos elevados a mais de 800 metros acima do nível do mar ao invés de crateras imensas como a do monte em questão.
        Pergunte a um sismólogo ou geólogo quanto tempo levaria para que o movimento natural das placas tectônicas criassem uma nova montanha ou ilha. Ou a chance de explosões vulcânicas fazerem o mesmo.

        Interessante como, mais uma vez, você está se recusando a pensar nas plantas que não sejam essa cuja semente sobreviveu 2000 anos.
        Como uma palmeira teria sobrevivido? Um cacto? Um pinheiro? Uma vinha de uvas? Trigo? Rosas, violetas, orquídeas, girassóis, margaridas? Só porque algumas poderiam boiar estariam salvas? Por acaso não iriam apodrecer? Se a água estivesse salgada, pouquíssimas teriam conseguido germinar depois da água baixar, mesmo que conseguissem boiar, afinal, seria como se tivesse jogado sal na terra. Se a água estivesse doce, muitas apodreceriam mesmo que conseguissem boiar. Novamente, não é porque uma semente de 2000 anos germinou que todas as outras também são capazes disto.
        Ou por acaso está insinuando que isto é válido para todas as plantas?

        Supostamente, Noé e seus filhos tinham aparência muito similar. Nunca é comentado na bíblia, então resta-nos assumir. Provavelmente parecidos com os atuais moradores do Oriente Médio: pele morena clara, olhos castanhos e pêlos negros. Na Europa, de alguma maneira alguns teriam conseguido clarear ainda mais a pele, olhos azuis e cabelos louros ou ruivos. Na África subsaariana, a pele mais escura, o nariz com formato mais aberto e os pêlos muito mais curtos. Em partes da Ásia, olhos amendoados, cabelos lisos e pele mais clara. Nas Américas e em outras partes da Ásia, olhos amendoados, cabelos lisos e pele morena. Isto tudo, segundo sua crença, descendentes de 4 casais que provavelmente eram de uma mesma etnia, em menos de 3000 anos.

        Vamos analisar cada um dos seus links contra os métodos de datação:
        1 – Um link onde você diz que a datação errou por 9 milhões de anos. A notícia diz que foram encontradas pegadas fossilizadas mais antigas, ou seja, uma nova descoberta. Ainda de acordo com a notícia, sem o esqueleto, existe a possibilidade de não ser um dinossauro. Aqui o problema é porque encontraram algo novo?
        2 – Peruanos comendo pipoca antes de terem cerâmica. Onde está o problema com as técnicas de datação?
        3 – Segundo outro criacionista ferrenho, a datação é errada. Verifiquei os links no qual ele se baseou, e isto apenas mostra que há uma diferença de cerca de 1 milhão de anos quanto à criação do sistema Solar, devido o decaimento de urânio não ser totalmente constante.
        4 – Um fóssil de um camarão de 360 milhões de anos. Onde está o problema com a datação? Tubarões também não mudaram praticamente nada desde o tempo dos dinossauros.
        5 – Marcas de ferramentas cortantes em fósseis de 3,4 milhões de anos. Uma pena você não ter fornecido link da notícia, mas aqui segue

        http://www.sciencedaily.com/releases/2010/08/100811135039.htm

        Novamente, nada contra as técnicas de datação.
        Achei interessante suas palavras “A evolução torna-se, assim, evidência para a evolução”, o interessante é que a mesma lógica circular é usada para dizer que a bíblia é inerrante.
        6 – Comparação de pegadas de cerca de 3,6 milhões de anos, mostrando que a caminhada bípede é mais antiga que se imaginava. Onde está o problema com as técnicas de datação?
        7 – Um pequeno desvio de 1 bilhão (mil milhões) de anos quanto à temperatura da água conseguir suportar vida. Segundo a notícia, a causa disso é que os pesquisadores fizeram a medição com um tipo de rocha diferente, devido à diferente composição química de rochas oceanicas. Não é problema da datação e sim de onde (rocha) ela foi usada.
        8 – Uma osga fossilizada em âmbar. Novamente, nada contra a datação em si.
        Então, apenas porque ela está praticamente idêntica às atuais (assim como o camarão), a evolução é uma farsa? Por favor, você mesmo defende que a arca não precisou ser ocupada por cada espécie diferente de um tipo (por exemplo, apenas um casal de cães) e que estes foram suficientes para mudar o suficiente para todas as espécies que temos hoje. Por acaso uma exceção desfaz completamente uma teoria?

        De todos os links apresentados, apenas dois (3 e 7) de fato mostraram erro pela datação. Pena que em um o erro foi causado por ter sido usada o tipo de rocha errada para a medição.
        Quanto ao real problema com a datação por isótopos radioativos, seria um grande problema se fosse verificado apenas um átomo. Mas é aí que entra em jogo a “Lei dos Grandes Números”: quanto mais eventos de chance são analisados e totalizados, mais este resultado estará na média esperada.

        http://www.askamathematician.com/2012/05/q-how-is-radiometric-dating-reliable-why-is-it-that-one-random-thing-is-unpredictable-but-many-random-things-together-are-predictable/

        http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_dos_grandes_n%C3%BAmeros

        Pelo jeito que você apresentou os links, parece que para você descobertas diferentes automaticamente transformam as antigas e as novas em provas contra o evolucionismo. “Primeiro pensaram isso, agora pensam diferente! Eles mudaram de idéia, logo a mesma está errada!”

        O barco provavelmente é o meio de transporte mais antigo da humanidade. Afinal, mesmo o homem primitivo teria sido capaz de ver um tronco boiando na água e, ao subir nele e não afundar, perceber que poderia atravessar águas.
        “Castigo divino” é a explicação fácil de uma catástrofe. Várias religiões antigas atribuíam diversos fenômenos naturais (chuva, nascer e pôr do sol, vento) à divindades.
        Inundações acontecem em diversos lugares do planeta. Nenhuma civilização sabia quanta água existia no planeta na época das histórias, mas todas podiam ver como os mares pareciam ser infinitos, logo com a informação disponível à eles na época, era uma história completamente plausível.

        “Portanto, vocês estão a ser falsos. Mas só acredita em vocês quem quiser.”
        Se sua única garantia de que está certo é a bíblia, então vocês estão tão errados quanto nós.

        Quanto à Marte, o seu “dilúvio”, segundo as estimativas cientistas, tinha apenas mais água que o lago Erie. Talvez em Marte, onde praticamente não há mais água, tanta assim possa ser considerado dilúvio.

        http://articles.cnn.com/2002-02-27/tech/mars.floods_1_mars-global-surveyor-gullies-viking-spacecraft?_s=PM:TECH

        http://www.nytimes.com/2001/03/16/science/16reuters-mars.html

        Noto que na do NYTimes, há o seguinte trecho: “The total release of gases from Tharsis magma may have produced the equivalent of a global layer of water nearly 400 feet deep”. A liberação total de gases, não de água, mas de diversos gases, seria o equivalente a criar uma camada de 400 pés de água na superfície. Creio que Ken Ham (o autor do texto no seu link) leu como “a liberação total de água seria capaz…” equivocadamente.

        Até agora você não conseguiu indicar nenhuma evidência sólida que houve um dilúvio em escala global. Por outro lado, está bem evidente como você tem uma interpretação seletiva cuidadosa para que notícias favoreçam seu ponto de vista.
        Parece que quem se preocupa em ignorar a ciência para manter a preciosa teoria imune às críticas é você.

        Gosto

      • Mats diz:

        Já vi que você simplesmente se nega a entender que não há água suficiente para cobrir por completo a superfície do planeta.

        Eu aceito que para ti isso seja problemático, e leve a que rejeites os dados que já foram apresentados. Eu também já disse que ninguém afirmou que a água tinha que cobrir as montanhas que existem hoje. Tu é que disseste isso.
        “It has been calculated that if the earth’s surface were completely flat, with no high mountains and no deep ocean basins, that water would cover the earth to a depth of about 8,000 feet” (http://www.icr.org/article/520/)
        Ou seja, mesmo profissionais de geologia afirmam o que eu já te disse: há água mais do que suficiente.

        Agora, tu podes rejeitar o ICR porque não são evolucionistas, mas eu também posso rejeitar os teus links precisamente porque são evolucionistas.

        O Monte Santa Helena foi um vulcão que explodiu em 1980. Seu ponto mais alto diminiu cerca de 400 metros.

        Esse exemplo foi para tu veres como um evento catastrófico pode mudar o meio ambiente de forma colossal. Aparentemente, tu não sabias disso.

        Interessante como, mais uma vez, você está se recusando a pensar nas plantas que não sejam essa cuja semente sobreviveu 2000 anos.

        Porqiue, contrariamente ao que tu defendes, 40 dias a flutuar em pedaços de madeira ou carne podre não é nada quando comparado com 2000 sem ter germinado. Tu dizias que os 40 dias (ou o ano que durou o Dilúvio) negam a possibilidade de sobrevivência da flora. Eu mostrei-te que isso revela o teu desconhecimento botânico, e não ium problema com a ciência ou com a Bíblia.

        Como uma palmeira teria sobrevivido? Um cacto? Um pinheiro? Uma vinha de uvas? Trigo? Rosas, violetas, orquídeas, girassóis, margaridas? Só porque algumas poderiam boiar estariam salvas? Por acaso não iriam apodrecer?

        Tu erradamente dizes que nenhuma poderia sobreviver. eu mostrei-te que pelo menos uma poderia sobreviver. Agora queres saber das outras todas? Mais uma vez, e de forma tipicamente evolucionista, mudando as regras do jogo.
        Lembra-te que tu és a pessoa que alega que todas as sementes estavam debaixo de água. Nenhum criacionista defende essa posição. Não uses no s teus eros Bíblicos como evidência.

        Novamente, não é porque uma semente de 2000 anos germinou que todas as outras também são capazes disto.

        É o teu papel demonstrar isso. Da forma como as coisas estão, eu estou bem satisfeito com o que a ciência mostrou.

        Ou por acaso está insinuando que isto é válido para todas as plantas?

        Não tenho motivos para rejeitar o que a ciência mostrou. Tens alguma evidência que refuta a possibilidade de germinação duma semente passados 1 ou mais anos? Tens algum tipo de evidência que demonstre que numa enchente, todas as sementes são subemergidas? Tu é que tens que comprovar isso.
        ………………

        Supostamente, Noé e seus filhos tinham aparência muito similar. (…) Isto tudo, segundo sua crença, descendentes de 4 casais que provavelmente eram de uma mesma etnia, em menos de 3000 anos.

        Qual é a tua dificuldade em aceitar isso? Então tu acreditas que toda a vida vem do mesmo ascendente comum, mas ficas horrorizado quando eu digo que humanos procedem de outros humanos? Para ti, o cão, a girafa, a mosca, e o coqueiro têm um parente comum. No entanto, quando eu te digo que os negros, os chineses, os indianos e os brancos têm um parente comum, tu já não aceitas.

        Sinceramente, dá para levar a sério pessoas com este viés?

        Vamos analisar cada um dos seus links contra os métodos de datação:
        1 – Um link onde você diz que a datação errou por 9 milhões de anos. A notícia diz que foram encontradas pegadas fossilizadas mais antigas, ou seja, uma nova descoberta. Ainda de acordo com a notícia, sem o esqueleto, existe a possibilidade de não ser um dinossauro. Aqui o problema é porque encontraram algo novo?

        Datação errada.

        2 – Peruanos comendo pipoca antes de terem cerâmica. Onde está o problema com as técnicas de datação?

        Tens que ler as coisas com atenção: “Isso significa que o consumo de pipocas começou cerca de mil anos antes do que se acreditava”. <- erro na datação.

        3 – Segundo outro criacionista ferrenho, a datação é errada. Verifiquei os links no qual ele se baseou, e isto apenas mostra que há uma diferença de cerca de 1 milhão de anos quanto à criação do sistema Solar, devido o decaimento de urânio não ser totalmente constante.

        “Só há uma diferença de 1 milhão de anos”. <- Erro de datação.

        4 – Um fóssil de um camarão de 360 milhões de anos. Onde está o problema com a datação? Tubarões também não mudaram praticamente nada desde o tempo dos dinossauros.

        Pois, os tubarões são outro problema para os evolucionistas. Mas este texto diz:
        “Como é que se explica que um animal que alegadamente viveu há mais de 300 milhões de anos é virtualmente idêntico ao actual?” <- Portanto, os vossos "métodos de datação" mostram dinossauros a vir a ir, mamíferos a aparecer, áves a evoluir, mas o pequeno camarão (muito mais susceptível à modificação) ficou essencialmente igual. Isto faz algum sentido para ti? Se não tivesse havido evolução, não seria precisamente este o tipo de animais que se encontraria no registo fóssil – idêntico ao actual?

        5 – Marcas de ferramentas cortantes em fósseis de 3,4 milhões de anos. Uma pena você não ter fornecido link da notícia, mas aqui segue

        http://www.sciencedaily.com/releases/2010/08/100811135039.htm

        “As ferramentas mais antigas tinham sido datas (pelos evolucionistas) com idades de 2,6 milhões de anos, mas estes ossos recentemente encontrados foram datados com idades na ordem dos 3,4 milhões de anos. Isto revela-se um problema para os evolucionistas uma vez que, segundo a fábula neodarwiniana, o homem só apareceu há 2,5 milhões de anos atrás. ”

        Achei interessante suas palavras “A evolução torna-se, assim, evidência para a evolução”, o interessante é que a mesma lógica circular é usada para dizer que a bíblia é inerrante.

        Só que não é. Palpita-me que vem aí mais um erro Bíblico grave. Mas fala dele, antes que eu o refute.

        6 – Comparação de pegadas de cerca de 3,6 milhões de anos, mostrando que a caminhada bípede é mais antiga que se imaginava. Onde está o problema com as técnicas de datação?

        Os vossos métodos deram (mais uma vez) números errados.

        7 – Um pequeno desvio de 1 bilhão (mil milhões) de anos quanto à temperatura da água conseguir suportar vida.

        Um “pequeno” desvio de mil milhões de anos? Tu confias num método de datação que faz desvios na ordem dos bilhões?

        8 – Uma osga fossilizada em âmbar. Novamente, nada contra a datação em si.

        “Essa osga supostamente teria 100 milhões de anos, segundo os métodos de adivinhação/”datação” darwinistas. Isso é 40 milhões mais velha do se pensava anteriormente.” <– Mais um erro dos métodos de datação.

        Pelo jeito que você apresentou os links, parece que para você descobertas diferentes automaticamente transformam as antigas e as novas em provas contra o evolucionismo. “Primeiro pensaram isso, agora pensam diferente! Eles mudaram de idéia, logo a mesma está errada!”

        O problema é que os vossos métodos de datação causam a que vocês revejam os vossos próprios números várias vezes. Qual é o limite? Já sei que tu não tens problemas com desvios na ordem dos mil milhões, mas a ciência não pode depender disso. Os vossos métodos não funcionam.

        O barco provavelmente é o meio de transporte mais antigo da humanidade. Afinal, mesmo o homem primitivo teria sido capaz de ver um tronco boiando na água e, ao subir nele e não afundar, perceber que poderia atravessar águas.

        Não explica a utilidade da embarcação (preservar a vida Terrestre). Os pontos comuns entre todas as narrativas claramente apontam para uma fonte comum. É impressionante como vocês conseguem não ver a verdade que está bem à vossa frente. Incrível.

        “Castigo divino” é a explicação fácil de uma catástrofe. Várias religiões antigas atribuíam diversos fenômenos naturais (chuva, nascer e pôr do sol, vento) à divindades.

        Não explica a inicitiva de preservar a vida na Terra, não explica os pontos comuns, não explica a família salva, não explica quase nada.

        Inundações acontecem em diversos lugares do planeta. Nenhuma civilização sabia quanta água existia no planeta na época das histórias, mas todas podiam ver como os mares pareciam ser infinitos, logo com a informação disponível à eles na época, era uma história completamente plausível.

        Mas eles não estão a falar só duma inundação mas dum Diluvio global.

        “Portanto, vocês estão a ser falsos. Mas só acredita em vocês quem quiser.”
        Se sua única garantia de que está certo é a bíblia, então vocês estão tão errados quanto nós.

        E todos os links com referências à historicidade do Dilúvio aparentemente passaram-te ao lado. EU bem sei que vocês evolucionistas bem tentam fazer deste debate uma guerra entre a “ciência” e a “religião” mas a verdade dos factos esta é uma guerra entre a História e a teoria da evolução. A Bíblia é “só” mais Um documento que reporta o que aconteceu no passado (confirmado pelas evidências já listadas).

        Quanto à Marte, o seu “dilúvio”, segundo as estimativas cientistas, tinha apenas mais água que o lago Erie. Talvez em Marte, onde praticamente não há mais água, tanta assim possa ser considerado dilúvio.

        Portanto, não há água, mas “deve” ter havido im “dilúvio”. FAz sentido.

        Até agora você não conseguiu indicar nenhuma evidência sólida que houve um dilúvio em escala global.

        Por “sólida” entenda-se “uma que esteja de acordo com a teoria da evolução”.

        As evidências já listadas (as narrativas dos variados povos, as formas de vida enterradas rapidamente e após um evento catastrófico,a própria Bíblia, que é um Documento historicamente fiável ao contrário do que os evolucionistas pensam) claramente dão apoio ao Dilúvio.

        Por outro lado, não há uma única teoria evolucionista que explique de forma minimamente coerente todos os dados científicos e históricos disponíveis. A teoria da evolução não explica as narrativas mundias, não explica as semelhanças, não explica o propósito das narrativas, não explica formas de vida que ficaram virtualmente iguais durante “milhões de anos”; não explica nada. MAs apesar de não explicar nara, a teoria da evolução é útil para o avanço do ateísmo, secularismo, esquerdismo, e outras teorias seculares. Ou seja, a teoria da evolução não tem utilidade científica, mas sim utilidade ideológica.

        Mas blogues humildes como este estão cá, pela graça de Deus, para expor a vossa duplicidade bem como a vossa falsa crença nos dados da ciência.

        Gosto

      • Manolo diz:

        Sua dificuldade está em perceber que a datação “erra” porque são feitas novas descobertas e as datações são feitas no novo material encontrado. Você está alegando que estão errando porque fazem a datação em uma rocha fossilizada e, meses ou anos depois, é feita a datação em outra rocha completamente diferente, talvez encontrada em outro país ou continente.

        Segundo sua lógica, se eu encontro uma maçã verde e, 10km distantes dali, encontro outra bem vermelha, as duas não são maçãs porque uma está mais vermelha que a outra. Uma descoberta nova anula a si mesma e a antiga.

        Me diga de novo, por que a bíblia é um documento histórico fiável? Lembro ter-lhe feito a pergunta sobre o que te garante que não foi escrita por um charlatão ou por um sacerdote corrupto. Não se esqueça que as primeiras versões só surgiram cerca de 500 anos depois da morte Jesus.
        Ou irá me dizer que você “sabe que tudo está certo porque eram homens guiados por deus, logo provando que a bíblia é a palavra de deus”? Irá usar lógica circular?

        A maneira que você seleciona o que escrevo deixa muito evidente sua interpretação seletiva. Você comenta sobre algum pedaço do que escrevo e ignora boa parte do resto, além de conseguir algumas vezes ignorar completamente o que tentei dizer. Por exemplo, você tentou insistir que eu “concordei” que houve um “dilúvio” em Marte. Eu fiz uma comparação, não uma afirmação.

        Quando aprenderes a deixar de lado esse mau hábito, volte a tentar falar sobre como a “ciência está do lado da religião”.

        Gosto

      • Mats diz:

        Sua dificuldade está em perceber que a datação “erra” porque são feitas novas descobertas e as datações são feitas no novo material encontrado.

        Não. A datação erra porque não é fiável.

        Segundo sua lógica, se eu encontro uma maçã verde e, 10km distantes dali, encontro outra bem vermelha, as duas não são maçãs porque uma está mais vermelha que a outra. Uma descoberta nova anula a si mesma e a antiga.

        Se tu usas o mesmo método de datação e ele dá datas distintas para o mesmo material, então não é fiável.

        Me diga de novo, por que a bíblia é um documento histórico fiável?

        Porque as evidências confirmam o seu testemunho histórico.

        Lembro ter-lhe feito a pergunta sobre o que te garante que não foi escrita por um charlatão ou por um sacerdote corrupto.

        É o teu papel provar isso.

        Não se esqueça que as primeiras versões só surgiram cerca de 500 anos depois da morte Jesus.

        Ai foi? qual era o nome dessa “versão” que “surgiu 500 anoss” depois do Senhor?

        A maneira que você seleciona o que escrevo deixa muito evidente sua interpretação seletiva. Você comenta sobre algum pedaço do que escrevo e ignora boa parte do resto, além de conseguir algumas vezes ignorar completamente o que tentei dizer. Por exemplo, você tentou insistir que eu “concordei” que houve um “dilúvio” em Marte. Eu fiz uma comparação, não uma afirmação.

        O que é que o texto diz?

        Quando aprenderes a deixar de lado esse mau hábito, volte a tentar falar sobre como a “ciência está do lado da religião”

        Mostra-me onde eu disse “a ciência está do lado da religião”. Tu não és capaz de ler o que te é dito, e depois passas vergonhas.

        Mas fico à espera dessa “Bíblia” que surgiu “500 anos depois” do Senhor. Vai ser hilariante.

        Gosto

      • Manolo diz:

        Outro detalhe interessante que notei é como você tenta insistir que o evolucionismo darwiniano seja imutável e irreversível. Supresa: ele não é!!
        Você quer tratar a ciência da maneira errada, como uma religião: algo imutável que, uma vez dito, deve permanecer inalterado não importa o que aconteça.
        Isso vai contra o princípio mais básico da ciência: a dúvida. “Será que isto está certo? Será que se eu fizer isto, vou chegar a tal resultado? E se fosse feito desta maneira ao invés daquela?”. Metade da ciência é formular ou entender a teoria, a outra metade é a por em prática. Se os resultados são diferentes do que a teoria diz, há duas possiblidades: ou foi praticada errada ou então a teoria deve ser alterada e corrigida.

        Se vocês cristãos querem que sua religião seja igual era na idade média e continue sendo exatamente igual até o fim dos tempos, isso é um direito seu. Querer que a ciência seja tratada da mesma maneira é um erro.

        E gostaria, mais uma vez, de apontar seu péssimo hábito de escolher cuidadosamente pedaços do texto e ignorar por completo a explicação que segue na linha seguinte.

        Gosto

  3. MVR diz:

    Excelente texto, Mats. Infelizmente, as pessoas que assistem ao Zeitgest dificilmente utilizam do senso crítico para analisar as alegações feitas.

    Gosto

  4. Márcio Carneiro diz:

    Bom Mats?

    Perdi a conta de quantas vezes depois que aquele video “Zeitgueist” ficou na moda. Que aparecia algum desavisado afirmando “Sempre soube que Jesus era uma fraude.”
    Ai tinha que explicar que o video não era genial, que estava apenas reciclando argumentos antigos, e a muito rechaçados.

    Infelizmente essas pessoas continuavam a gritar de maneira histerica como Jesus era uma fraude.

    Conclusão?
    Se a pessoa quer provas que cristianismo está errado. Acredita em qualquer coisa. Mesmo sendo a maior mentira.

    Gosto

  5. Mats diz:

    Concordo contigo, Marcio. As pessoas resolveram acreditar no que o “documentário” Zeitgueist” afirmava porque confirmava o que eles já queriam acreditar.

    Os dados históricos não contam muito para quem já rejeitou a História.

    Gosto

  6. Malcan diz:

    E vai vir um terceiro Zeitgest. Como o segundo fala mal apenas do capitalismo, eu aposto que o terceiro vai falar noamente do cristianismo.

    Gosto

  7. Mats diz:

    E podem vir quantos quiserem. Quem quiser saber a verdade, vai investigar e ver que o Z’est nada mais é que propaganda.

    Gosto

  8. Gabriel diz:

    Entretanto amigos a verdade é uma so o ser humano não detem nenhum conhecimento que possar provar a existencia de Deus e nem a evolução!

    Gosto

  9. Gabriel diz:

    outro ponto interessante, eu gostaria de ouvir a opnião de uma pessoa que não tivesse religiao é que fosse neutra, se atentasse ao carater analitico sem se basear em religião e conspiração, alguem com senso critico real.
    quando houver essa pessoa ficarei feliz em ouvi-la.

    Gosto

  10. Mats diz:

    Gabriel,

    Entretanto amigos a verdade é uma so o ser humano não detem nenhum conhecimento que possar provar a existencia de Deus e nem a evolução!

    Como é que sabes disso?

    outro ponto interessante, eu gostaria de ouvir a opnião de uma pessoa que não tivesse religiao é que fosse neutra, se atentasse ao carater analitico sem se basear em religião e conspiração, alguem com senso critico real. quando houver essa pessoa ficarei feliz em ouvi-la.

    Não existem pessoas neutras.

    Gosto

  11. belzebu trevoso diz:

    O Cristianismo é o que há de mais tosco em matéria de religião do planeta!

    Acreditar num fantasminha que fez a jumenta falar, cobra comer pó, vara virar cobra, agua se transformar em vinho…putz, é muita tosqueira!

    Gosto

  12. Walmir diz:

    Muitas pessoas falam de ciência, mas não tem a mínima noção do que seja, não têm conhecimento sobre metodologia científica e sobre as regras da razão e da lógica, é por isto que existem sites ridículos como este que ao invés de seus representantes tentarem entender as teorias, simplesmente tentam marcar território, o fato é que dentre os cientistas dos EUA ligados à área de exatas, 99,85% aceitam a teoria de Origem das espécies como a única explicação disponível para a existência da variabilidade de seres vivos, e 93% são ateus, além disto, o Neo-Darwinismo hoje junta diversas áreas da ciência, incluindo a genética para um confirmação segura de todos os preceitos do Darwinismo.

    Quanto à alegação de uma pessoa que fala sobre o dilúvio, ele mostra um completo desconhecimento sobre as normas da lógica (O ônus da prova cabe a sempre a quem afirma). Nenhum cientista tem obrigação de demonstrar que não existiu dilúvio, simplesmente não se considera porque não existem quaisquer evidências de que tenha acontecido, muito pelo contrário, as evidencias demonstram que não houve, mas não cabe à ciência demonstração através de tese negativa, mesmo porque a estória do dilúvio é tão imbecil que só uma criança para acreditar.

    Algumas perguntas sobre o suposto dilúvio:

    Como um homem de 800 anos viaja o mundo todo para recolher espécies do mundo inteiro? Todas as espécies são adaptadas de acordo com o ambiente, não se vai encontrar pinguim no Saara e nem camelo no polo Sul.
    Será que Noé usou algum jato cargueiro para pegar as espécies dos diversos locais para colocar na arca, ou usou jegues?

    Como os animais carnívoros aguentaram 1 ano e 10 dias, sendo que só existiam 2 de cada espécie? (segundo algumas interpretações da bíblia foram 40 dias e 40 noites de dilúvio e um ano e 10 dia no total para que a água baixasse) , mesmo se fossem só 40 dias já seria o bastante para todos morrerem de fome.

    O número de espécies é enorme, tanto que a ciência não conhece todas que existem no mundo, como Noé conseguiu isto?

    algumas espécies (alguns insetos) vivem dias, como eles conseguiram aguentar tanto tempo?

    Depois de terminada a viagem, Noé matou vários animais e deu em sacrifício a Deus, isto não eliminaria algumas espécies?

    A estória de Noé é ridícula, tem milhares de inconsistências, tantas que não dá nem tempo de colocar aqui.

    Outra estória ridícula é de Adão e Eva, pois se fossemos descendentes do incesto como ocorreu, devido a inexistência de variabilidade genética, a espécie humana já teria sido extinta, é tanta bobagem, e ainda tem gente estúpida que quer discutir com a ciência se nunca ter estudado o bastante, é uma pena que ainda existam pensamento medievais e com a mesma intenção castradora da Santa Inquisição. Lamentável.

    Gosto

  13. Mats diz:

    Walmir,

    Muitas pessoas falam de ciência, mas não tem a mínima noção do que seja, não têm conhecimento sobre metodologia científica e sobre as regras da razão e da lógica, é por isto que existem sites ridículos como este que ao invés de seus representantes tentarem entender as teorias,

    Falar é fácil. Evidências?

    simplesmente tentam marcar território, o fato é que dentre os cientistas dos EUA ligados à área de exatas, 99,85% aceitam a teoria de Origem das espécies como a única explicação disponível para a existência da variabilidade de seres vivos

    A veracidade de uma teoria não é confirmada pelo número de pessoas que a subscrevem.

    e 93% são ateus

    A elevada presença de ateus entre os biólogos explica o porquÊ da maior parte deles acreditar que répteis evoluíram para passarinhos.

    além disto, o Neo-Darwinismo hoje junta diversas áreas da ciência, incluindo a genética para um confirmação segura de todos os preceitos do Darwinismo.

    TODOS? Todos todinhos? Não há nada que o Darwinismo alegue que não contradiga as nossas observações?
    Estás disposto a mudar de opinião de alguém de mostrar o contrário?

    Gosto

  14. Mats diz:

    Walmir,

    Quanto à alegação de uma pessoa que fala sobre o dilúvio, ele mostra um completo desconhecimento sobre as normas da lógica (O ônus da prova cabe a sempre a quem afirma).

    Como tu afirmas que o ónus da prova está do lado de quem afirma, então tu tens o ónus da prova em confirmar essa alegação. Boa sorte!

    Nenhum cientista tem obrigação de demonstrar que não existiu dilúvio

    Mas ninguém disse que os evolucionistas tinham que “demonstrar” que não houve dilúvio.

    simplesmente não se considera porque não existem quaisquer evidências de que tenha acontecido

    Se não se considera, como é que vocês evolucionistas sabem que não aconteceu? Quando se determina que não aconteceu, parte-se do princípio que se considerou essa hipótese, testou-se e achou que era falsa. Mas tu dizes que vocês evolucionistas nem consideram a hipótese do Dilúvio.
    Como é que uma coisa que não foi considerada foi determinada como falsa? Gostaria que me dissesses isso.

    muito pelo contrário, as evidencias demonstram que não houve, mas não cabe à ciência demonstração através de tese negativa

    haha
    Para quem me acusa de não saber de “lógica” (seja lá o que isso for dentro do evolucionismo) tu fazes um erro de lógica enorme. Para ver isso, basta fazer uma pergunta:
    Quais são as evidências que demonstram que NÃO HOUVE Dilúvio? Mostra-me uma dessas evidências.

    Algumas perguntas sobre o suposto dilúvio:

    Como um homem de 800 anos viaja o mundo todo para recolher espécies do mundo inteiro?

    Ó genio. Onde é que a Bìblia diz que Noé teve que viajar pelo mundo inteiro para recolher as espécies?

    Porque é que tu resolveste passar vergonha em frente de todos em vez de ficares calado? Para veres o teu absurdo, desafio-te a mostrar UMA SÓ LINHA DA BÍBLIA onde esteja escrito que Noé teve que “viajar o mundo todo para recolher as espécies”.

    Se o teu próximo comentário não tiver as respostas para as perguntas que te são feitas, então os teus comentários vão começar a ser controlados/moderados.

    Todas as espécies são adaptadas de acordo com o ambiente, não se vai encontrar pinguim no Saara e nem camelo no polo Sul.
    Será que Noé usou algum jato cargueiro para pegar as espécies dos diversos locais para colocar na arca, ou usou jegues?

    LOL
    Santa ignorância. Volta lá a escola dominical (com os miúdos de 8 ou 9 anos) e aprende com eles o que Génesis diz.

    Como os animais carnívoros aguentaram 1 ano e 10 dias, sendo que só existiam 2 de cada espécie? (segundo algumas interpretações da bíblia foram 40 dias e 40 noites de dilúvio e um ano e 10 dia no total para que a água baixasse) , mesmo se fossem só 40 dias já seria o bastante para todos morrerem de fome.

    Meu Deus… Nem sei por onde começar. Fica a pergunta:
    1. Eram os animais já carnívoros antes do Dilúvio?

    O número de espécies é enorme, tanto que a ciência não conhece todas que existem no mundo, como Noé conseguiu isto?

    Mas a Bíblia não diz que Noé levou um par de cada espécie mas um par de cada TIPO. Tens que estudar um pouco da Baraminologia para veres o quão absurdo é o que dizes.

    algumas espécies (alguns insetos) vivem dias, como eles conseguiram aguentar tanto tempo?

    hahahahaha
    Noé não levou nenhum insecto para a arca!!!
    Amigo, por favor, volta a ler a Biblia e descobre sozinho os teus erros. Pensa bem nas coisas que vais dizer porque a cada pergunta qe tu fazes, tu revelas a tua ignorância Bíblia.

    Outra estória ridícula é de Adão e Eva, pois se fossemos descendentes do incesto como ocorreu, devido a inexistência de variabilidade genética, a espécie humana já teria sido extinta

    Sim, se Adão e Eva fossem tão imperfeitos geneticamente como nós somos hoje. Oppss. Mais um erro teu.
    Além disso, tu achas ridículo que todo o ser humano possa vir de um casal, mas acha que toda a vida biológica vem de uma única forma de vida microscópica que existiu a “milhões de anos atrás”. Isso, sim, é que seria “incesto” !

    é tanta bobagem, e ainda tem gente estúpida que quer discutir com a ciência

    Não se está a discutir com a ciência mas com o evolucionismo.

    Conclusão:
    Antes de te armares em conhecedor do que a Bíblia diz, estuda bem. Tudo o que conseguiste mostrar nos teus comentários é a enormidade da tua ignorância Bíblica.
    Não é vergonhoso não saber o que a Bíblia diz: o que é vergonhoso e altamente embaraçante é tu tentares fazer passar uma imagem de ti que não corresponde à realidade.

    Vê o post com o nome “Militante ateu”. :-)

    Gosto

  15. Sérgio Sodré diz:

    O sentido em que a ciência está a evoluir não resulta de um intenção deliberada anticristã mas da força dos factos analisados pela razão humana. Se as evidências revelassem de facto que houve um dilúvio universal, que o planeta tem só 6000 anos, que os seres vivos foram todos criados praticamente ao mesmo tempo não evoluindo de uns para os outros…etc..etc..etc.. seria impossível contrariar, ou sequer querer contrariar, essas evidências. Nem o Diabo conseguiria enganar os cientistas!!! Só não vê isto quem não quer mesmo ver.

    Gosto

  16. Mats diz:

    Sodré,

    O sentido em que a ciência está a evoluir não resulta de um intenção deliberada anticristã mas da força dos factos analisados pela razão humana.

    Santa ingenuidade.
    A ciência não está a tornar-se anti-cristã. Os cientistas evolucionistas é que estão a tentar tornar a verdadeira ciência em anti-cristã. Além disso, nada dos “dados analisados” contradiz o que a Bíblia diz.

    Se as evidências revelassem de facto que houve um dilúvio universal, que o planeta tem só 6000 anos, que os seres vivos foram todos criados praticamente ao mesmo tempo não evoluindo de uns para os outros…etc..etc..etc.. seria impossível contrariar, ou sequer querer contrariar, essas evidências.

    Ou seja, a evidência de que não houve Dilúvio universal, e que a Terra não foi criada em 6 dias é o facto de haver pessoas que pensam que isso é mentira.

    Boa lógica, Sodré. Deixa-me inverter a mesa:

    Se as evidências revelassem de facto que houve evolução, que o planeta tem milhões e milhões de anos, que os seres vivos foram todos surgindo através desses milhões de anos através de processos aleatórios (sem plano, sem organização, sem inteligência), etc…etc..etc..etc.. seria impossível contrariar, ou sequer querer contrariar, essas evidências. Seria tão óbvio que toda a humanidade em coro seria evolucionista.
    Como a maioria da população mundial NÃO é evolucionista, podemos concluir que a evolução não ocorreu e que a Terra não tem milhões de anos.

    Gosto

  17. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    a maioria da população ainda é extremamente inculta, eu falava da maioria da elite cientista… que é quem faz a ciência…

    Gosto

  18. Mats diz:

    Sodré,

    a maioria da população ainda é extremamente inculta

    Claro. Como um tradicional elitista, a população é sempre “inculta” quando se recusa a aceitar os dogmas da elite. Era o que os comunistas e os nazistas pensavam dos povos que dominavam com crueldade.

    Obviamente que a tua evidência de que a população é inculta é exactamente o facto de rejeitar a teoria da evolução e outras teorias naturalistas.

    eu falava da maioria da elite cientista… que é quem faz a ciência…

    Mas a mim não me preocupa muito que a elite científica naturalista seja crente fervorosa de Darwin. Só será preocupante quando eles chegarem a lugares onde possam impor medidas policiais a quem tenha dúvidas em relação a Darwin ou a outro mito ateu (milhões de anos, aquecimento global).

    Enquanto eles nos mandarem bitaites dos seus laboratórios evolucionistas, bem longe dos lugares de decisão, tudo bem. Os cães ladram, a caravana passa.

    Gosto

  19. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    “Enquanto eles nos mandarem bitaites dos seus laboratórios evolucionistas, bem longe dos lugares de decisão, tudo bem”

    Pensei que já controlavam os “lugares de decisão”…no ensino, nas instituições científicas que realmente fazem o futuro, nos governos, na comunicação social, etc… afinal qual é mesmo a caravana que está a passar e quais os cães que ladram?

    Gosto

  20. Mats diz:

    Sodré,

    Os evolucionistas controlam os lugares de DIFUSÃO da sua fé, mas ainda não tem o controle total sobre os lugares de decisão mundiais. Estão a a caminho disso, mas ainda estão longe.

    Enquanto houver seres humanos na Terra, a teoria da evolução vai ser sempre acreditada por uma minoria elitista enquanto que a maioria da população naturalmente se apercebe que o design que existe no universo e na vida tem Uma Causa Inteligente.

    Gosto

  21. Sérgio Sodré diz:

    Mats,
    O que é abusivo na tua lógica é que procuras passar a ideia de que a teoria da evolução OBRIGATORIAMENTE anula a existência de Uma Causa Inteligente no Universo, quando não podes provar isso… é apenas a tua fé que te diz isso, outros com fé semelhante não pensam assim.

    Gosto

  22. Mats diz:

    Sodré,
    Não é logicamente possível harmonizar a teoria da evolução com o Design Inteligente.

    Ou a vida é o resultado de Design Inteligente ou não é. Não pode ser ambas.

    Gosto

  23. Anônima. diz:

    Boa noite :)

    Bom, gostaria de lhe fazer algumas perguntas,

    Você pesquisou a história dos Deuses, leu os livros e as traduções dos Hieróglifos?

    Segundo, tu só te baseia na Biblía?

    Terceiro, tu leste todas as fontes?

    Grata a compreensão, só gostaria de saber sobre isso, por que nenhum dos lados ainda me convenceu..

    tenha um ótimo dia.

    Gosto

  24. Jesus Te Ama Ateu! diz:

    A sabedoria de Deus é loucura para os homens ou seja vc nunca vai entender vc esta cego então vc acredita q veio do macaco hehehehe então Vc é Primo dele certo?

    Gosto

  25. alexandre diz:

    não sou religioso, sou cristão por convicção, porém, algumas duvidas me perseguem, cito um: segundo a biblia o diluvio cobriu toda face da terra, fala em 15 covados de altura. O monte everest tem muito mais do que isso, concorda?

    Gosto

  26. Dylan diz:

    Nenhuma dessas religiões mais praticadas são originais, esquecendo Jesus(que é sim baseado em Hórus),mas esquecendo apenas pelo respeito que tenho pela figura humana que ele pode ter sido(afinal quem criou tal religião foi o carniceiro do Paulo anos depois). Leiam os antigos escritos sobre religião e os livros novos e perceberão que todos contam histórias parecidas e enfeitadas. Recomendo o grande Bhagavad-Gîtâ ou mesmo textos sobre rituais e antigas religiões de povos africanos, que foram copiados pelos “novos livros”. Não existe religião melhor que a outra, pois estão todas na mesma lixeira intelectual.

    “Chegará o dia em que a geração mística de Jesus, pelo
    Ser Supremo como pai, no ventre de uma virgem, será categorizada junto com a
    fábula da geração de Minerva no cérebro de Júpiter”
    Thomas Jefferson

    Evolução Rules ^^
    Não quis ofender ninguém, mas se o fiz o problema é seu, teísta.
    Abraços

    Gosto

  27. Dylan, estou rindo muito aqui. Você é inimaginavelmente desonesto, ou inimaginavelmente burro. Ou os dois. Vamos passo a passo.

    “Nenhuma dessas religiões mais praticadas são originais,”

    Uhn… Evidenciar isso pra que, né? A gente tem que acreditar no que ele diz, mesmo que os estudos digam o contrário.

    “esquecendo Jesus(que é sim baseado em Hórus),mas esquecendo apenas pelo respeito que tenho pela figura humana que ele pode ter sido(afinal quem criou tal religião foi o carniceiro do Paulo anos depois).”

    Quanto mais o tempo passa, mais os neo-ateus mostram sua falta de conhecimento.

    Começamos com a afirmação de que “Jesus foi baseado em Hórus”, que já foi refutada pelo Mats, e mando esse videozinho pra refutá-lo também: http://www.youtube.com/watch?v=ujkfoc6Fpi0

    Em segundo lugar, você precisa aprender um pouquinho sobre o “carniceiro Paulo”, o início do Cristianismo e sobre Jesus ser um “grande homem”, e vou te ajudar… Veja esses links:

    http://catolicoresp.wordpress.com/2011/05/07/jesus-um-grande-mestre-de-moral/

    http://catolicoresp.wordpress.com/2011/05/03/tecnica-cristianismo-foi-criado-para-dominacao/

    ” Leiam os antigos escritos sobre religião e os livros novos e perceberão que todos contam histórias parecidas e enfeitadas. Recomendo o grande Bhagavad-Gîtâ ou mesmo textos sobre rituais e antigas religiões de povos africanos, que foram copiados pelos “novos livros”. Não existe religião melhor que a outra, pois estão todas na mesma lixeira intelectual.”

    Alguns comentários:
    1) Mais afirmações sem evidências;
    2) Mesmo que os Evangelhos fossem extremamente parecidos com tais mitos, isso não prova que eles estão relatando fatos mentirosos. É necessário mais que meras coincidências nas histórias para determinar algo como verdadeiro ou falso.
    3) Lixeira intelectual? Ora, vejam bem. Um neo-ateu vem aqui e joga suas verdades e os religiosos que são “lixeira intelectual”. Na verdade, já que ele é um ser humano tão genial eu estou até um pouco curioso: Será que ele poderia parar de dizer “a Bíblia é uma cópia” e começar a argumentar contra a existência de Deus? Afinal, ele pode *provar* que a Bíblia está errada, mas isso não prova nem de longe que *Deus* não existe e, portanto, não justifica o ateísmo.

    ““Chegará o dia em que a geração mística de Jesus, pelo
    Ser Supremo como pai, no ventre de uma virgem, será categorizada junto com a
    fábula da geração de Minerva no cérebro de Júpiter”
    Thomas Jefferson”

    Mesmo que ele tenha dito isso, e daí? Thomas Jefferson era o dono da verdade? Algo me diz que não.

    “Evolução Rules ^^
    Não quis ofender ninguém, mas se o fiz o problema é seu, teísta.
    Abraços”

    No final, a típica tática neo-ateísta que realmente crê, em toda a sua ignorância, que a Teoria da Evolução refuta a Bíblia ou a existência de Deus:

    http://catolicoresp.wordpress.com/2011/05/10/tecnica-teoria-da-evolucao-refuta-deusou-a-biblia/

    Agora vá estudar um pouco e depois a gente conversa mais, ok? E da próxima vez apresente algum argumento. Tenho certeza que o Mats está ansioso para ouví-lo argumentar ao invés de dar chiliques…

    Gosto

  28. Murilo diz:

    [Comentário editado]
    Exigem evidências nas afirmações dos evolucionistas do tópico mas não exigem evidências da existência de deus. Como pode?

    Gosto

  29. Mats diz:

    Murilo

    Exigem evidências nas afirmações dos evolucionistas do tópico mas não exigem evidências da existência de deus. Como pode?

    http://darwinismo.wordpress.com/2009/10/11/como-podemos-saber-que-a-biblia-e-a-palavra-de-deus/

    http://darwinismo.wordpress.com/2008/05/17/sei-que-deus-existe/

    Gosto

  30. Achei esse artigo por acaso,em uma pesquisa sobre o Jesus histórico.De fato,muitas comparações feitas entre Hórus e Jesus são exageradas e fácil de serem refutadas.Mostra uma má fé de algumas pessoas.Por outro lado,algumas coisas são aceitáveis.Na mitologia egípcia,Hórus realmente foi batizado por Anup,e o seu símbolo era uma cruz;Hórus foi ao deserto e ficou lá por 40 dias,sendo tentado por Seth.Fatos bastantes “parecidos” com alguns da vida de Jesus.

    O fato é que Jesus possui uma série de “milagres” e eventos em sua vida muito “semelhantes” a vários deuses e hérois antigos como Buda,Baco,Hércules,Mitra e Krishna,o que está levando muitos pesquisadores a começarem a acreditar que muitas coisas escritas nos evangelhos são adaptações de lendas antigas,feitas para engrandecer Jesus perante o público grego da época.

    Sei que vc é religioso e não vai acreditar em nada do que eu falei,mas tentei esclarecer algumas coisas.

    Gosto

  31. Mats diz:

    Georrge Luiz,
    Mostra aí algum tipo de evidência para o que alegas. É que do ponto de vista histórico e factual, tu não vais encontrar nada escrito ANTES DOS EVANGELHOS que demonstre que o Senhor Jesus é uma “Cópia” de outras histórias.

    Mas fico à espera que forneças algum tipo de dados para confirmar o que alegas.

    Gosto

  32. Rômulo diz:

    DILÚVIO.
    Para quem ainda não se deu conta do ponto de vista geológico (águas que cobriram o Everest).
    TODA a conformação do relevo atual se deve ao Dilúvio. Não havia Himalaia antes. O dilúvio não foi chuva comum (conforme a própria Bíblia: romperam-se as “fontes” dos céus E do abismo – oceanos visíveis e subterrâneos), foi sim, um imenso cataclísma (há muitas evidências) daqueles que poderiam ser imaginados caso uma sequência de meteoros (há evidências) atingissem a crota terrestre, rompessem e movimentassem as placas em um movimento inicial de aceleração e desaceleração (atualmente observado). Este fenômeno seria acompanhado de um maremoto global e chuvas extratosféricas (que inclusive congelaram boa parte do planeta). MUUUIIITA lama + MUUUIIIIITAS erupções = um relevo completamente modificado. Há muitas evidências que até mesmo as taxas da erosão atualmente observadas já teriam erodido as principais cadeias de montanhas ou as periferias dos continentes (quando não os próprios continentes), no entanto, ainda observamos elevações agudas e litorais que se encaixam (América do Sul e África). A evidência mais óbvia é a TOTAL falta de erosão entre as “ditas” camadas sedimentares, as quais teriam sido depositadas a intervalos de milhões de anos. É óbvio que foram depositadas em meio a um cataclísma, pois são depósitos que obdecem às observações da reologia. Todo mundo sabe do poder que grandes correntes de águas apresentam. Podem levar toneladas de sedimento de um lugar para o outro em questão de horas.

    Gosto

  33. Ramses diz:

    concordo com vc, mas o que realmente acho inconcebível é o fato de milhares de seres inteligentes (ou não) crerem em uma mentira forjada, por razões econômica e politica(o cristianismo).

    [[ Já demonstraste como é que o Cristianismo é uma "mentira forjada por razões económicas e políticas? Faz isso e depois falamos.]]

    já que o sr é tão bem capacitado para falar sobre a história, fale então um pouco da história cristã, mas por favor tenha bases cientificas para isso, e não simplesmente opinião formada em cima de sua fé.

    [[ A História Cristã não é o assunto deste post. Foca-te no assunto em questão e não mudes de tema.]]

    Gosto

  34. alexandre guedes diz:

    lendo a historia da china não vemos nada sobre o diluvio. sou leigo, mas sabendo que, de acordo, com o criacionismo, a terra tem 6000 anos e comparando a cultura chinesa, observamos que a cultura chinesa é mais antiga que a terra? se compararmos a idade do diluvio, vemos que a cultura chinesa por ser muito mais antigo, teria mencionado algo. como disse antes, sou um leigo, busco apenas ficar bem informado sobre a historia da humanidade, desprovido de fé, pois a fé nos cegam para outras “verdades”.

    Gosto

  35. wesley diz:

    maria era casada com jose e era virgem!!! entao pq osires tb nao podi ser virgem !!! kkk qta burrice. naquela epoca o povo nao tinha nem educaçao qto mais preconceito contra o sexo. isso quem criou foi a igreja pra ocultar madalena

    Gosto

    • Eduardo diz:

      Wesley, Maria era noiva de Jose…e não era casada…por isso que quando ela engravidou de Jesus, Jose queria deixa-la…

      Gosto

  36. wesley diz:

    pode ate ter sido 3 datas mas o 25 de dezembro tava la firme e forte!! coincidencia ne!! kk

    Gosto

  37. wesley diz:

    tudo bem, pode ter sido titulo e ao parte do seu nome! mas outra coincidencia esse tal nome MARIA estar relacionada com a mae do “deus”!!!

    Gosto

    • Eduardo diz:

      Maria foi mae de Jesus homem….e quantas Maria existem hoje….milhares…minha familia por exemplo, todas as mulheres tem MAria no nome…

      Gosto

  38. iSm diz:

    Excelente texto….só mais um detalhe 25 de dezembro nem chega a ser uma data egípcia…

    Gosto

  39. Eduardo Araújo diz:

    Mas é impressionante a extrema burrice de neo-ateus que aceitam – acriticamente, aliás – essas baboseiras sobre pseudo paralelos entre Jesus e divindades de outros povos.

    Percebe-se, sempre, uma tentativa de adequar os fatos à tese que o sujeito quer defender. Tomo o exemplo da “cruz”, que segundo o comentarista George Luiz era o símbolo de Horus.

    Para começo de conversa não existe na mitologia egípicia nenhum símbolo idêntico à CRUZ ROMANA – formada por duas madeiras dispostas transversalmente. A única forma que lembra, muito distante, uma cruz (sem que o seja, realmente) é o Ankh, que, na verdade, NÃO È UMA CRUZ e, sim, UMA CHAVE, a chave da vida.

    Demais disso, o símbolo de Horus é o seu OLHO (wadjet), não qualquer outra coisa minimamente parecido a uma cruz, romana pior ainda.

    A bobagem incrível sobre a história de Seth vs. Horus não possui o menor fundamento. Seth era, de fato, um deus que tinha por domínio o deserto, porém, suas lutas para impor-se a Horus não incluem uma quarentena no deserto com seduções espirituais. Todo o conflito entre as duas divindades implicava em contendas FÍSICAS, nunca em tentativas de convencimento visando atrair para um dos lados. Muito distintamente de Satã, que propõe um conluio a Cristo, com dádivas mundanas, nada que sequer se vislumbra no mito da guerra travada por Horus contra Seth.

    A mentira e a baboseira desonesta não param por aí. Gostaria imensamente de saber que raios Cristo fez semelhante a Hercules. Não há, tampouco, nada similar nos mitos persas e hindus. O Bhavagad-Gita tem passagens que lembram algumas dos Evangelhos, mas daí a inferir um plágio, vai uma distância astronômica.

    Enfim, o que se pode constatar facilmente, quando se estuda os mitos e religiões do passado é que eles podem até compartilhar um outro relato, uma descrição, uma recomendação moral. Porém, são semelhanças superficiais, diferindo radicalmente em muitos outros aspectos.

    Por último, ri muito dessa asneira sobre o 25 de dezembro, que como salientou o iSm acima, sequer era uma data egípicia. Ademais, como também foi frisado antes, nem mesmo significa a data rigorosamente correta do nascimento de Cristo, sendo aceita mais por convenção. Aliás, uma convenção com um significado – a data, na época da Palestina romana marcava o solstício de inverno, iniciando as saturnálias. Mas, por outro lado, é a data aproximada do nascimento de uma criança concebida no equinócio da primavera, que na tradição judaica era associado à criação de Adão. Isso tudo, vale lembrar, numa época em que a influência egípcia há muito deixara de ser preponderante.

    Gosto

  40. Leigo diz:

    “Coloca esses ateus num avião e desliga as turbinas, eles irão se converter!” – Professor Gretz.

    Adoro essa citação.

    É melhor acreditar em vida, pois se o ateísmo for verdade não acontece nada depois da morte e tudo beleza. Agora se tudo o que a bíblia diz for verdade, meus pêsames, passará a eternidade no inferno.

    O diabo também usa as pessoas como instrumento para passar as suas mentiras.

    Gosto

  41. julio diz:

    que senhor deus tende piedade de todos vcs eu creio em deus que morreu na cruz pra nos salvar

    Gosto

  42. adelaide diz:

    bem de tudo que ja li,deixando bem claro que nao sou ninguem, que tenho somente o antigo 2º grau,que nao falo nenhum outro idioma a nao ser o do meu país e falo mal rsrsr posso perceber com clareza que nao adianta tentarmos dscobrir algo que e indiscoberto ou seja que esta alem de nossa compreensao.apesar da ciencia querer saber tudo o que e de novidade ou antiguidade ou ate mesmo inventar alguma resposta capaz de persoadir a mente de muuitos.bem por raciocinio logico eu prefiro crer nessa estoria da biblia mesmo,por que os outros deuses de outros paises nao me agradam nem um pouco e o deus dos hebreus tem um plano de salvaçao.
    nao consigo e nunca consegui cre que vim do macaco ou etc..deus deu ordem a terra ,o mar,os ceus procriem todos segundo as suas especies.curioso e saber que ate hoje o mar cria e cria e nao para de criar especies.

    Gosto

  43. Joel diz:

    Pobre ser humano, seja cristão ou ateu, brigando para descobrir coisas que não nos dizem respeito, pois Jesus veio para ensinar o amor ao próximo, mas estas discussões científicas só nos distanciam ao invés de nos aproximar. Se você é cristão ame ao próximo e estará de acordo com o que Jesus ensinou e terá seu lugar no reino de Deus, se você é ateu, ame teu próximo e terá um mundo economicamente justo, paz, harmonia entre os povos e um mundo ideal. Sinceramente, a ciência é o grande mal para mentes orgulhosas demais para admitir que se o Universo é tão grande, tanto faz a sabedoria de um ser que é tão limitado quanto nós.
    Só Deus possui a verdadeira sabedoria, buscai primeiro o reino de Deus e as demais coisas vos serão acrescentadas.

    Gosto

  44. Deus continue abencoando o seu trabalho, Mats. Sou um cientista, faco fisica na Caltech (California Institute of Technology) e tbm um cristao/
    em Jesus

    Gosto

  45. Willian diz:

    Olá,
    Lendo alguns comentários, achei-me no direito de dar minha opinião também. Primeiramente, quero deixar claro que acredito fielmente em Deus e em seu filho, Jesus Cristo, como Salvador da humanidade e único condutor à vida eterna. Porém, possuo algumas dúvidas em relação a algumas histórias ou contextos descritos na Bíblia. Primeiro, é fato que os dinossauros existiram, datados de milhões de anos atrás, mas porque não há nenhuma menção à eles na bíblia? Como a Terra pode ter 6 mil anos se há fósseis COMPROVADAMENTE de milhões de anos soterrados? Outra dúvida é em relação ao livro de Esthér, que não cita, em NENHUM momento, o nome de Deus. No Velho Testamento Deus aparece como um Senhor da Guerra, que, aparentemente, induzia a matança de crianças inocentes por detrimento aos pais que causavam atrocidades, vide David, que relatava as atrocidades feitas por seus homens como uma dádiva de Deus. No novo Testamento, há controvérsias que eu percebi recentemente. Por exemplo, por que existe a Parábola dos 10 talentos se a um foi dado 5 talentos, a outro 2 e a outro 1, totalizando 8 talentos? Paulo, em uma de suas cartas, diz que melhor seria que o homem não tocasse em mulher, mas Deus não disse que era para crescer e nos reproduzir? Essas coisas não abalam minha crença em Deus, mas me deixam muito intrigado…

    Gosto

    • Mats diz:

      Primeiro, é fato que os dinossauros existiram, datados de milhões de anos atrás, mas porque não há nenhuma menção à eles na bíblia?

      Jób 40:15-19
      Contempla agora o Beemoth, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi.
      Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre.
      Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos da suas coxas estão entretecidos.
      Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro.
      Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada.

      E as datações que atribuem “milhões de anos” à existência dos dinossauros estão erradas.

      http://darwinismo.wordpress.com/2011/02/22/ciencia-confirma-que-dinossauros-viveram-recentemente/

      Além disso, elas frequentemente são revistas de maneira catastrófica (lol):

      http://darwinismo.wordpress.com/2010/12/13/evolucionitas-epa-os-nossos-metodos-de-datacao-mostram-que-os-dinossauros-surgiram-9-milhoes-de-ano-mais-cedo-do-que-pensavamos/

      http://darwinismo.wordpress.com/2009/11/22/o-que-se-sabia-sobre-dinossauros-estava-errado-outra-vez/

      http://darwinismo.wordpress.com/2009/06/08/ciencia-confirma-dinossauros-nao-viveram-ha-milhoes-de-anos/

      Como a Terra pode ter 6 mil anos se há fósseis COMPROVADAMENTE de milhões de anos soterrados?

      http://darwinismo.wordpress.com/2011/09/03/14-fenomenos-naturais-que-contradizem-os-mitologicos-milhoes-de-anos/

      http://darwinismo.wordpress.com/2008/02/09/proteinas-de-dinosauros-encontradas-onde-nao-deveriam-estar/

      Outra dúvida é em relação ao livro de Esthér, que não cita, em NENHUM momento, o nome de Deus.

      E?

      No Velho Testamento Deus aparece como um Senhor da Guerra, que, aparentemente, induzia a matança de crianças inocentes por detrimento aos pais que causavam atrocidades, vide David, que relatava as atrocidades feitas por seus homens como uma dádiva de Deus.

      http://christianthinktank.com/rbutcher1.html

      No novo Testamento, há controvérsias que eu percebi recentemente. Por exemplo, por que existe a Parábola dos 10 talentos se a um foi dado 5 talentos, a outro 2 e a outro 1, totalizando 8 talentos?

      Mateus 25
      14 Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens.
      15 E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.

      Onde viste a frase “Dez Talentos” ?

      Paulo, em uma de suas cartas, diz que melhor seria que o homem não tocasse em mulher mas Deus não disse que era para crescer e nos reproduzir?

      O contexto é teu amigo e é muito importante. Lê essa passagem no seu contexto e vê o significado:

      1 Cor 7
      1. ORA, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher;
      2. Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.
      3. O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.

      Essas coisas não abalam minha crença em Deus, mas me deixam muito intrigado…

      Lê os links dados em cima.

      Gosto

      • Willian diz:

        Mats, com todo o respeito, não sei se você ficou nervoso com o meu comentário, mas vou repetir, eu acredito fielmente no que está escrito na bíblia. Em relação à parábola dos 10 talentos, tenho uma bíblia onde há um enunciado escrito ” PARÁBOLA DOS 10 TALENTOS”. Não ia escrever isso à toa, e continuo na dúvida. Em relação aos dinossauros, seria estúpido acreditar que eles são seres “recentes”, haja visto que nos pergaminhos antigos chineses e nos livros escritos de que se tem conhecimento, nenhum relata nada sobre eles e, essa frase no livro de Jó, pelo menos pra mim, não é convincente. Em relação ao “Deus da Guerra” citado no Velho Testamento, continuo com a opinião de que era um “Deus violento” descrito na bíblia, mas não atribuo isso à Deus, e sim a crença dos homens que viviam na época de que todas as barbaridades que faziam era dádiva de Deus. Haja visto que até hoje existem guerras, sacrifícios e barbaridades, tudo em nome de Deus. Na minha visão, creio, e quero continuar crendo, que Deus não tem prazer nenhum nessas atitudes…mas que seria mais fácil Deus, com o seu poder, acabar com isso e todos viverem na sua santa paz, seria. Outra coisa, na bíblia relata-se que Deus é um ser onipotente, onipresente e onisciente, ou seja, de tudo ele sabe, sabe da sua vida desde seu nascimento até a sua morte com você ainda no ventre da mãe. Além disso, ele é o criador de tudo, e está presente em tudo. Então qual o prazer de criar um filho seu, sabendo que ele vai sofrer muito na vida, por exemplo? Quem teria prazer em criar um ser vivente para sofrer? Outra dúvida é em relação à estrelas, descritas na bíblia como criadas por Deus para iluminarem a noite, mas sabemos nos dias atuais que somos apenas um grão de areia no meio do universo, e que sequer conhecemos 0,01% do que nele existe. São muitas dúvidas, mas tenho certeza que um dia Deus esclarecerá cada uma delas e qual foi, de fato, o seu propósito.

        Gosto

      • Azetech diz:

        William

        Desculpe-me me intrometer em teus assuntos, mas fizeste alguns comentários que chamaste minha atenção:

        antigos chineses e nos livros escritos de que se tem conhecimento, nenhum relata nada sobre eles

        Obviamente a palavra DINOSSAUROS JAMAIS estarão descritos em livros antigos. Esta palavra É NOVA, elaborada por Richard Owen no século XIX.
        Porém se analisar os mesmos livros, encontrará o termo DRAGÕES, onde são muito comuns. (na china é o PRINCIPAL simbolo dos país.)
        Com outras palavras, em livros antigos, DRAGÕES e FERAS eram as descrições mais comuns para os dinossauros, que até então não possuia esta palavra.

        essa frase no livro de Jó, pelo menos pra mim, não é convincente

        No livro de Jó, os dinossauros são bem evidentes, por exemplo se analisar a descrição do Behemoth, em comparação com os fósseis do Diplodocus, verá a espantosa semelhança. Se a tí não ficou claro, aconselho a analisar os relatos com mais cautela e menos pressuposições (no Darwinismo e nos mitológicos “zilhões” de anos).

        Abaixo, encontrei duas frases dita por ti, que se contradizem:

        “eu acredito fielmente no que está escrito na bíblia”
        …………………………………………
        Em relação ao “Deus da Guerra” citado no Velho Testamento, continuo com a opinião de que era um “Deus violento” descrito na bíblia, mas não atribuo isso à Deus, e sim a crença dos homens que viviam na época de que todas as barbaridades que faziam era dádiva de Deus.

        Só uma correção, o termo certo utilizado na bíblia não é Deus da guerra, mas sim Deus dos EXÉRCITOS (são duas coisas distintas)

        Agora focando-se nas frases, pergunto:
        Tu CRÊS na bíblia fielmente ou crês que ela foi deturpada pelas “idéias” dos homens?

        Abraços,
        Diogo.

        Gosto

  46. Willian diz:

    Azetech,

    Muito obrigado pelo esclarecimento, mas confesso que os mistérios de Deus são fascinantes. Creio na bíblia sim, e não acredito que ela tenha sido deturpada pelos homens, mas sim, mal interpretada, haja visto que até hoje guerras são levantadas por interpretações distintas no livro sagrado. Creio que Deus é um ser de misericórdia e bondoso ao extremo, e que não sente prazer algum na carnificina e intolerância que alguns apregoam.

    Um abraço!

    Gosto

    • Mats diz:

      haja visto que até hoje guerras são levantadas por interpretações distintas no livro sagrado.

      Onde?

      Gosto

    • Azetech diz:

      William

      Creio que Deus é um ser de misericórdia e bondoso ao extremo, e que não sente prazer algum na carnificina e intolerância que alguns apregoam.

      Concordo plenamente. Tanto que Deus, pela seu enorme amor, veio a terra em forma de humano (Na pessoa de Jesus), para sofrer em nosso lugar. Ele não tinha obrigação nenhuma, mas por amor e misericórdia se ofereceu em sacrifício por nós.

      Porém existe um detalhe, a justiça de Deus é semelhante a seu amor. Nunca devemos esquecer da Justiça dele, pensando que seu amor , é sinônimo de omissão. Deus julga a todos de acordo com suas ações. Se as ações são ruins, ele receberá o preço para tal ação. Se for boas, eternamente será o galardão.

      haja visto que até hoje guerras são levantadas por interpretações distintas no livro sagrado

      Nesta parte endosso a pergunta do Mats. ONDE na bíblia, existe algum ensinamento que incite a guerra hoje em dia? Qual passagem Jesus ou seus apóstolos, fazem insinuações a guerras como afirmou o pai da igreja católica romana, Constantino?

      Gosto

  47. Willian diz:

    Leiam novamente minha colocação. Eu disse que até hoje guerras são levantadas por interpretações erroneas da bíblia. Vejam na Irlanda, entre protestantes e católicos, no Congo entre protestantes e ortodoxos…alguns levam a palavra de Deus ao pé da letra por puro fanatismo ou uma imbecilidade fútil, como no Oriente Médio. As maiores guerras hoje em dia são por questões de intolerância religiosa. Se matam e morrem em nome de Deus. Não tentam provar qual Deus de fato é o verdadeiro, tentam aniquilar o povo que crê em um Deus diferente do seu. Creio que Deus não pode e não é um ser intolerante e sanguinário, e a própria humanidade trabalha a passos largos para que Deus dê um fim nesse mundo…Agora, mudando de assunto, vocês viram as águas que ficaram vermelhas igual sangue no mar, na Austrália e cientistas não sabem explicar?? Sinistro…

    Gosto

  48. Willian diz:

    algas…o incrível é q essas “algas” apareceram só agora…

    Azetech, têm vários links sobre essa notícia, eis um deles:

    http://noticias.uol.com.br/tabloide/ultimas-noticias/tabloideanas/2012/11/28/praias-da-australia-vivem-dia-de-baia-de-sangue.htm

    Gosto

    • Massena diz:

      Vocês criacionistas é que acham que tudo apareceu ao mesmo tempo. Mas isso é outro assunto,

      Se quiseres podes ir pesquisar sobre Noctiluca scintillans, a alga em causa, especialmente o que fala dos “blooms”.

      Massena

      Gosto

      • Azetech diz:

        Massena

        Vocês criacionistas é que acham que tudo apareceu ao mesmo tempo

        Da-lhe falácia do espantalho!!!!!! \o/

        Quem disse que acreditamos que TUDO apareceu ao mesmo tempo???
        Presado, tua noção sobre as ideias que nós criacionistas possuímos, estão muito defasadas e errôneas.
        Não é atoa que teus argumentos referente ao que pensamos, são equivocadas, chegando ao espantalho.
        Deverias antes, conhecer melhor nossa cosmovisão, antes de fazer comentários sobre eles.
        Como disse e repito novamente:
        “A ignorância é aliada do engano”

        sds
        Diogo.

        Gosto

  49. Azetech diz:

    Mats

    Vocês vêem semelhanças nos animais e imaginam logo que têm parente comum. Mas olham para as imensas semelhanças entre os relatos do Dilúvio mas já não querem ver uma origem comum. Portanto, vocês estão a ser falsos. Mas só acredita em vocês quem quiser.

    Muito boa Observação Mats, não havia notado este fato antes.
    Este argumento esta “anotado” em meu repertório para os debates ;-)

    Abraço,
    Diogo.

    Gosto

  50. Azetech diz:

    Manolo

    De acordo com seus comentários referente a subsistência de plantas, insetos, animais, peixes de água doce e salgada, etc.. no período da grande enchente (que durou 1 ano) percebo uma falha muito comum, não só nos teus, mas em todas pessoas que utilizam estas ideias: ANACRONISMO

    Estão a considerar que TODOS os seres vivos do passado eram similares aos seres modernos. Isso é um erro Crasso.
    Este equivoco demonstra um total desconhecimento de noções historiográficas. Explicarei o porque:

    Primeiro, para analisar um evento do passado, deve-se considerar o AMBIENTE (cenário) pelo qual o evento ocorre, NO TEMPO em que ele ocorre.
    Na origem do Mundo, Deus criou TODOS os seres viventes (Todos, incluem-se insetos, plantas, mamíferos, répteis, peixes, aves, anfíbios, etc..) em seus TIPOS BÁSICOS

    Estes tipos básicos eram mais EVOLUÍDOS em sua estrutura, pois o planeta vigente permitia seres mais capacitados e os efeitos entrópicos sobre os genes não existiam como hoje.

    Após a catástrofe global, o ambiente terrestre mudou radicalmente, mudando também a vida aqui existente.
    Isso levou os seres viventes a se ADAPTAR ao ambiente, via seleção natural, acarretando a eles PERDA de informação no processo (Lembrando que a seleção natural é DELETÉRIA). Outro ponto MALÉFICO (isso mesmo, MALÉFICO), chamado MUTAÇÃO (sendo ela por ocasionada por fatores internos ou externos), que trouxe aos seres a ENTROPIA genética.

    Devido todos estes problemas ocasionados pelas mudanças climáticas ocorridas no ecossistema, TODOS os seres viventes (sem exceção ) INVOLUÍRAM através da diversificação das raças (ocasionados por seleções naturais)

    Estão prezado, este suposto problema apresentado por vós, resulta em parte de imaginarem que as coisas antigamente eram exatamente como as de hoje.

    De fato se um dilúvio universal ocorresse hoje (com a estrutura dos seres viventes hoje), milhares de plantas, insetos, seres aquáticos MORRERIAM (Por isso Deus prometeu que nunca mais ocorreria algo deste tipo). Porém o FATO é que o diluvio não ocorreu HOJE mas sim no PASSADO.
    E o que vós, na maioria crentes darwinistas e céticos a bíblia, fazem é EXATAMENTE ISSO, analisar um dilúvio universal sob a óptica de HOJE. Vós naõ considerais o passado por ele mesmo, mas toma eventos do passado em tempos presentes.

    Mats

    A respeito deste comentário dele:

    “”Como uma palmeira teria sobrevivido? Um cacto? Um pinheiro? Uma vinha de uvas? Trigo? Rosas, violetas, orquídeas, girassóis, margaridas? Só porque algumas poderiam boiar estariam salvas? Por acaso não iriam apodrecer?””

    Creio que a melhor resposta seria o seguinte:

    Sim. Se o dilúvio ocorresse HOJE , creio que a muitas espécies de plantas iriam a extinção. Porém o dilúvio não ocorreu HOJE ele ocorreu no PASSADO onde as estruturas dos seres eram diferentes (EVOLUÍDOS), e mais resistentes, por isso sobreviveram e diversificaram nas quantidades que temos hoje.

    Devemos sempre lembrar, meu irmão, que as críticas ao dilúvio que eles fazem, na grande maioria, nunca levam em consideração o ambiente que ele situou. Eles simplesmente trazem um evento histórico do passado, sem contar a realidade do passado. Eles trazem este eventos, contando com a realidade do presente.

    Abraços,
    Diogo.

    Gosto

  51. Emanoel Peixoto diz:

    Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. (Mateus 6 : 33); E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento. (II Coríntios 2 : 14); Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados; Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades; Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção. (2ª Pedro 2 : 9,10, 12); Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. (II Coríntios 4 : 4); Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? (I Coríntios 1 : 20); Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia. (I Coríntios 3 : 19); E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; (I Coríntios 1 : 28); Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. (Romanos 6 : 23); A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. (Romanos 10 : 9); Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus. (Mateus 10 : 32,33); Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. (Apocalipse 3 : 20)

    Gosto

  52. Elfo diz:

    O dono do blog carece de retórica e recorre a falácias frequentemente, então Manolo wins!

    Realmente não entendo crente querendo ser científico, não tem como sustentar, a sério. Quer acreditar, beleza, mas não me venha com pseudo-ciência para justificar a crença.

    Desculpe, mas já li a parte da jumenta falante.

    Gosto

    • Mats diz:

      Quer acreditar, beleza, mas não me venha com pseudo-ciência para justificar a crença.

      Concordo. Se queres acreditar que répteis evoluíram para passarinhos, beleza. Apenas e só não digas que isso é “ciência”.

      Gosto

    • Ismael diz:

      Grande Elfo da floresta negra, volte para seu conto e deixe de baboseira. Porque em primeiro lugar, você não é um Elfo e em segundo lugar a primeira falácia que vejo aqui é que quem está sendo “pseudo” é você…

      E ciência não significa ser ausente de fé e sim conseguir por meio de uma lógica repetir tal hipótese em laboratório a ponto de se chegar a um conlusão. Estou vendo você trazer alguma tese em vista? Não…

      Então, os “orcs” vão caçar você por isso…

      Gosto

  53. no:one diz:

    POR FAVOR ESTUDEM PRIMEIRO TODAS AS EVIDENCIAS e DEPOIS DE CONCLUIR COMENTEM – OBRIGADO

    Cada um é livre de acreditar naquilo que quiser, e ninguém tem o direito de julgar seja pelo motivo que for, contudo devemos estar abertos a todas as opções afim de querer evoluir (se assim o entendermos), costumo dizer que toda a historia tem sempre duas versões que depois de se ouvir concluímos á nossa maneira….

    Dinossauros existiram e é um Facto contra o qual não existe argumento… contudo Respeito a religião, assim como todas as diferentes culturas ao torno do globo, pois positiva ou negativamente desempenham funções importantes em todas as sociedades atuais.

    Existem semelhanças entre Jesus Cristo, Josué (antigo testamento) Hórus (Egipto), Attis(Phyrigia), Krishna(India), Dionisius (Grécia), Mithra (Pérsia), Odin (Escandinávia), e muitos outros SALVADORES que existiram antes de Jesus Cristo, não importa qual é a verdadeira e sim a semelhança entre todas isso sim deve ser estudado e trazido a luz da Ribalta para que possamos entao concluir a VERDADE.

    Analisem, estudem a veracidade dos factos antes de os criticarem, só conseguimos ter uma visão clara se nos aplicarmos em estudar e saber mais e mais sobre a origem das coisas.

    Obrigado

    Gosto

    • no:one diz:

      Peço a quem estiver interessado e caso o dono do blog se interesse por favor assistam do inicio ao fim e depois sim tragam as vossas conclusões comentando com algo objetivo que possa auxiliar todos a encontrarem logica para a finalidade dos FACTOS

      Mais uma vez obrigado

      Gosto

    • Vinicius Monteiro diz:

      Concordo com você que existe algumas semelhanças entre os relatos mencionados acima com o relato sobre a vida de Jesus (exceto o de Josué e o de Dionisio, não consegui pegar a correlação entre eles), porém, ao estudarmos o que cada cultura conta sobre eles vimos que todos eles são extremamente fantasiosos:
      Hórus é filho de uma deusa com um deus morto que foi despedaçado pelo deus Seth e depois reunido por Ísis que teve relações sexuais com ele.
      Attis é filho de Nana, que é filha do Deus Sangarius. Ela engravidou depois de comer o fruto de uma árvore que nasceu do sangue de um “demônio” hermafrodita.
      Krishna por meio da “trasmissão mental” ióguica da mente de Vasudeva no ventre de Devaki. Segundo alguns estudiosos o dia de seu nascimento foi em 18 de julho de 3228 a.C. Foi o oitavo filho da princesa Devaki e seu marido Vasudeva.
      Odin se matou e permaneceu pendurado em uma árvore por 9 dias. Por ser muito sábio, sua cabeça foi “embalsamada” pelos deuses e toda pergunta dirigida a ele, ele responde. Engraçado que ele propõem duelos de palavras em que ele aposta a vida e sempre ganha.
      Podemos perceber que todas estas lendas tem características humanas. Osíris foi morto pelo próprio irmão e despedaçado. Hórus era filho de um incesto, já que sua mãe era irmã de seu pai.
      Agdistis era hermafrodita, os deuses removeram os órgãos sexuais masculinos e o lançaram longe dele. Destes órgãos nasceu uma árvore, que Nana, mãe de Atis, comeu de seu fruto e ficou grávida. Átis foi criado por um bode, visto que sua mãe o abandonou. Mais tarde Agdistis dorme com ele, e impede que ele se case, o enlouquecendo e se auto castrando.
      E por aí vai, veja o comentário de um ateu sobre o vídeo que você postou.

      Gosto

  54. SoudeCriso diz:

    Só quero ver o que vai ser dessas pessoas quando Jesus voltar!

    Gosto

  55. Ari diz:

    Nossa, o que mais me entristece é ver que tantas pessoas jogam suas verdades, apenas porque a grande “mídia” e outros meios corrompidos pela filosofia deste mundo dizem que é a verdade. Entretanto, essa questão de que Jesus é cópia de outros “mitos” já fora refutada várias vezes por pessoas que de fato estudam. A maioria dos que defendem essa tese ( que Jesus fora criado a a partir de mitos) são pessoas ávidas por desmerecerem a figura de Jesus, pois a figura dele, segundo os evangelhos fez inveja até aos Sacerdotes da Lei, e até hoje gera inveja e remorso naqueles que sabem apenas negar. Ora, tanta inteligência e tanta ciência, não são explicitadas de maneira correta aqui. A maioria desses “garotos” usam o argumento da não- originalidade de Jesus, por terem assistido aos poucos, pobres e ridículos minutos de um documentário chamado “Zeitgeist”, esse mesmo documentário que exibe a solução dos problemas do mundo em um sistema chamado “Vênus”, e muitos que se dizem “antirreligiosos” ou “ateístas”, aceitam de bom grado, pois os outros deuses são válidos, mas Jesus não.
    Abaixo segue o link de um estudo e suas refutações baseado em fontes dos próprios mitos:

    http://www.dc.golgota.org/estudos/plagio.html

    Ademais, agradeço muito por alguém ter criado um site onde se expõe a Verdade,mesmo que ela doa naqueles que estão cegos, em seguir doutrinas humanas, confiando apenas na palavra de um homem cheio de dúvidas, e nem se dando conta que a teoria da evolução é a cópia materialista das filosofias de “evolução espiritual”, como o Espiritismo e outras seitas creem onde de fato é necessário ter muita fé.

    Gosto

  56. Lidiane diz:

    Primeiramente quem diz que Jesus é Horus ou mitra ou quem quer que seja? os estudo ou comparações fazem alusão de que Jesus é um mito baseado em crenças antigas, que unido ao hibridismo ou sincretismo religioso do cristianismo se fez um fundador ou deus de uma determinada religião, e não como fosse os mesmo como proposta na postagem. Mesmo porque não podiam ser o mesmo pois viveram em períodos completamente diferente para ser os mesmos.

    Gosto

  57. Lidiane diz:

    E para conhecimento dos estudiosos “Mito” não quer dizer mentira e sim formas de como as pessoas viam o seu cotidiano e como por relatos podiam citar o que aconteciam em seu periodo especifico!

    Gosto

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s