Sete motivos para o Cristão rejeitar os mitológicos “milhões de anos”

Toda a Escritura, divinamente inspirada, é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça
2 Timóteo 3:16

Existe uma controvérsia intensa entre os Cristãos em torno da idade da Terra. Durante os primeiros 18 séculos da história Cristã a posição universal era a de que Deus havia criado o mundo em seis dias normais aproximadamente há 6000 anos atrás, e que mais tarde havia destruído o mundo antigo por meio do Dilúvio de Noé.

Mas há cerca de 200 anos atrás alguns cientistas começaram a desenvolverem teorias que necessitavam duma Terra bem mais antiga que os 6000 anos revelados pela Bíblia. Devido a isto, começaram a postular novas teorias sobre a idade da Terra – os mitológicos milhões de anos.

Em jeito de resposta a essa invenção não-científica, alguns líderes Cristãos começaram a desenvolver tentativas de acomodar os imaginados “milhões de anos” com a Bíblia. Estas tentativas incluem a teoria da falha, a noção de que “dia” significa “Era” ou “Idade”, a teoria dum dilúvio localizado, a evolução Teísta, a criação progressiva e muitas outras teorias.

Um crescente número de Cristãos (agora chamados de Criacionistas da Terra Jovem – CTJ), incluindo muitos cientistas, mantiveram a visão tradicional de Génesis, alegando que esta é a única visão que tem o suporte das Escrituras e a aprovação dos dados observacionais.

Muitos Cristãos alegam que a questão da idade da Terra não é importante (para além de ser, segundo eles, “divisória”), e que o mais importante é a proclamação do Evangelho. Mas será esse o caso? Se Deus diz que Ele criou os céus e a Terra em seis dias normais, mas outro alguém alega que a Terra é o resultado dum processo que durou milhões de anos, é isto algo periférico ou é um ataque frontal à Autoridade da Palavra de Deus?

Eis aqui alguns motivos segundo as quais os Cristãos não podem aceitar os milhões de anos sem causar grandes estragos à Igreja e ao seu testemunho perante o mundo.

  1. A Bíblia claramente ensina que Deus criou em seis dias normais há alguns milhares de anos atrás. O termo hebraico para “dia” em Génesis é yom. Na esmagadora maioria dos casos onde o termo é usado na Bíblia Hebraica ela significa um dia literal. Onde yomnão significa um dia literal, o contexto torna-o óbvio.Semelhantemente, o contexto em Génesis claramente mostra que os dias da criação foram dias normais.

    Primeiro, yom é definido logo na primeira vez que é usado na Bíblia (Gen. 1:4–5) no seu entendimento literal: a porção luminosa do ciclo dia/noite e todo o ciclo luz/noite).

    Segundo, yom é usado com as palavras “tarde” e “manhã”. Em todo o lado onde estas duas palavras são usadas na Bíblia, quer seja juntas ou separadas, com ou sem a palavra yomno contexto, elas significam sempre uma manhã e uma tarde literais dum dia normal.

    Terceiro, yomé modificado com um número: primeiro dia, segundo dia, terceiro dia, etc.. Em todas as outras partes da Bíblia este tipo de construção significa sempre um dia normal.

  2. Quarto, yom é definido literalmente em Gen. 1:14 em relação aos corpos celestiais.

    Que estes dias da criação ocorreram há cerca de 6,000 atrás é feito óbvio pelas genealogias de Génesis 5 e Génesis 11 (que nos dá cronologia detalhada).

  3. Êxodo 20:11 bloqueia todas as tentativas de se inserirem os milhões de anos em Génesis 1. Este versículo dá-nos a razão para o Mandamento de Deus dirigido aos Israelitas para eles trabalharem seis dias e descansarem no Sábado. Yom é usado em ambas as passagens do Mandamento. Se Deus quisesse que os Judeus trabalhassem durante seis dias devido ao facto de Ele ter criado em seis longos períodos de tempo, Ele poderia ter usado uma das três palavras hebraicas para a classificação de tempo indefinido.No entanto, Deus deliberadamente escolheu usar a única palavra que significava um dia literal e os Israelitas interpretaram o Mandamento de forma literal.

    Por estes motivos é que a noção do dia-era ou a hipótese “framework” têm que ser rejeitadas. A teoria da falha ou qualquer outra tentativa de se colocarem os mitológicos milhões de anos antes dos seis dias da criação são falsas uma vez que Deus disse que em seis dias criou Ele os céus, a Terra e os mares e tudo o que neles há.Portanto tudo o que existe foi criado durante esses seis dias (incluindo os anjos) e nada foi criado antes.

  4. O Dilúvio de Noé “varre” os milhões de anos.As evidências em Génesis 6–9 para uma catástrofe global são esmagadoras. Por exemplo, o dilúvio tinha como propósito não só destruir os pecadores mas também todos os animais e áves terrestres. Isto só poderia ser levado a cabo por um catástrofe global.O propósito da Arca era o de preservar dois animais de cada tipo de forma de vida terrestre para que os mesmos pudesse repopular o meio ambiente.A Arca seria totalmente desnecessária se o Dilúvio tivesse sido um evento geograficamente localizado

    uma vez que as pessoas, os animais e as áves poderiam ter migrado para fora da zona onde o dilúvio iria ocorrer e mais tarde voltar. Ou isso, ou então essa área seria repopulada por animais que viviam fora da zona do dilúvio localizado.A natureza catastrófica do evento é vista pelos 40 dias de chuva contínua que produziria uma maciça erosão, deslizamento de lama e furacões.A palavra hebraica de onde extraímos a expressão “se romperam todas as fontes do grande abismo” (Gen. 7:11) claramente aponta para uma ruptura tectónica na superfície terrestre durante um período de 150 dias, resultando em actividade vulcânica, terremotos e tsunamis.O Dilúvio de Noé produziria exactamente o tipo de registo geológico que hoje temos: milhares de metros de sedimentos claramente depositados pela água e mais tarde endurecidos até se transformarem em rochas contendo milhares de milhões de fósseis.

    Se o Dilúvio é responsável pela maioria das camadas rochosas e pela maioria dos fósseis, então estas rochas e os fósseis nunca poderiam representar a história da Terra, como alegam os crentes nos milhões de anos. É também por isso que os evolucionistas atacam ferozmente o Dilúvio de Noé.

  5. O Senhor Jesus é Um Criacionista da Terra Jovem. O Senhor Jesus consistentemente tratou as descrições milagrosas de forma directa, verdadeira e como eventos que decorreram no espaço e no tempo (a criação de Adão, Noé e o Dilúvio, Lot e a sua esposa em Sodoma, Moisés e o maná do céu, Jonas na barriga do peixe gigante, etc). Ele continuamente afirmou a Autoridade das Escrituras sobre as ideias e tradições humanas (Mateus 15:1–9).Em Marcos 10:6 o Senhor declara que Adão e Eva estiveram presentes desde o princípio da criação, e não milhões de anos após o princípio, como seria de esperar se o universo realmente tivesse milhões de anos.

    Portanto, se o Próprio Filho de Deus, o Autor da Criação (João 1:1-3), declara que o Universo é “jovem”, como é que os Seus fiéis discípulos podem pensar de forma diferente?

  6. A crença nos milhões de anos destrói o ensinamento Bíblico em torno da morte e em torno do Carácter de Deus.  Seis vezes Génesis 1 diz que Deus chamou a criação de “boa”, chegando ao ponto de qualificá-la de “muito boa” depois do sexto dia da criação. O homem e os animais eram originalmente vegetarianos (Gen. 1:29–30: de acordo com as Escrituras, as plantas não eram “seres viventes” do mesmo modo que o são o homem e os animais).Mas Adão pecou, resultando no julgamento de Deus em toda a criação. Na mesma hora Adão e Eva morreram espiritualmente, e depois da Maldição, eles começaram a morrer fisicamente.

    Eva e a serpente foram modificadas fisicamente e o próprio solo foi amaldiçoado (Gen. 3:14–19). Sabemos que “toda a criação geme e está juntamente com dores de parto” esperando pela redenção final dos Cristãos (Rom. 8:19–25), altura em que seremos testemunhas da restauração de todas as coisas (Actos 3:21, Col. 1:20) para um estado semelhante ao mundo antes da Queda, onde não haverá mais comportamento carnívoro (Isaías 11:6–9) nem doenças, sofrimento ou morte (Rev. 21:3–5) uma vez que já não haverá mais Maldição (Rev. 22:3).

    Aceitar a ideia dos milhões de anos, juntamente com a ideia da morte e sofrimento animal antes da criação e Queda, contradiz e destrói o ensinamento Bíblico em torno da morte e Trabalho Redentor do Senhor Jesus Cristo. Torna Deus Num Criador Cruel que, sem causa moral alguma, usa (ou não consegue prevenir) a doença, desastres naturais e a extinção que desfiguram o Seu trabalho criativo e mesmo assim chama à criação de “muito boa”.

  7. A ideia dos milhões de anos não veio dos factos da ciência.A mesma foi desenvolvida por uma minoria de cientistas deístas e ateus do final do século 18, princípio do século 19. Estes homens usaram bases filosóficas e ideológicas para interpretar as camadas geológicas duma forma que claramente estivesse em oposição com a Bíblia, especialmente em oposição com a criação e com o Dilúvio de Noé.Muitos líderes religiosos (maioritariamente protestantes) rapidamente adulteraram os ensinamentos Bíblicos e acomodaram os milhões de anos com a Bíblia usando a teoria da falha, a noção da “dia-era”, o dilúvio localizado, etc., como forma de harmonizar os milhões de anos com o Cristianismo.
  8. A datação radiométrica não prova os milhões de anos. A datação radiométrica só foi desenvolvida no início do século 20, altura em que uma grande parte da população mundial havia já aceite a mitologia dos “milhões de anos”. Portanto não se pode usar como evidência um ramo da ciência que só se desenvolveu depois de já se ter aceite os “milhões de anos”.Há já muitos anos que os cientistas criacionistas citam muitos exemplos em artigos publicados em revistas científicas onde se observam instâncias destes métodos de datação a atribuírem idades na ordem dos milhões de anos a rochas formadas nas últimas centenas de anos ou mesmo há apenas algumas décadas atrás.

    Em anos recentes criacionistas do projecto RATE levaram a cabo pesquisas experimentais, teoréticas e prácticas para desmascarar mais evidências deste tipo (ex: diamantes que os evolucionistas afirmarem terem “milhões de anos” foram datados com carbono14 e verificado que possuíam apenas alguns milhares de anos). Os cientistas mostraram também que as taxas de decaimento eram maiores no passado, o que encolhe as datas dos milhões de anos para milhares de anos, confirmando a Bíblia.

Conclusão:

Estas são algumas das razões que mostram como os milhões de anos são falsos e  que  contradizem o Génesis nos revela àcerca da Verdade em torno das nossas origens. A Palavra de Deus tem que ser a Autoridade Final em assuntos a que ela alude: não só morais e espirituais mas também ensinamentos que tocam em eventos históricos, arqueológicos e geológicos.

O que está em causa é a autoridade das Escrituras, o Carácter de Deus, a doutrina da morte e as bases do Evangelho. Se os primeiros capítulos de Génesis não são eventos históricos, então a crença no resto da Bíblia está fragilizada, incluindo os ensinamentos em torno da salvação e da moralidade.

Examinemos cuidadosamente toda a gama de evidências que Deus nos disponibilizou (como se pode vêr no final do artigo original). A saúde da Igreja e a eficiência da sua missão para anunciar a Boa Nova estão em jogo.

About these ads

Sobre Mats

"Posterity will serve Him; future generations will be told about the Lord" (Psalm 22:30)
Esta entrada foi publicada em Biologia, Cosmologia, Geologia com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

248 respostas a Sete motivos para o Cristão rejeitar os mitológicos “milhões de anos”

  1. Antonio Porto diz:

    Também não acho que o planeta terra tenha milhões de anos.
    Mas assim como Deus criou Adão já um ser adulto, talvez alguém calculasse a idade
    dele em mais ou menos 30 ou 40 anos, para alguém que viveu 930 anos ,
    é bem pouco.
    Deus criou a terra mas não disse a idade do planeta, a terra fora criada vazia em sem forma.
    Deus criou os luminares para governar o dia e a noite no quarto dia, pode ser que os
    seis dias de Deus não sejam baseados em 24 horas.

    ” Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” (2Pd 3,8)

    • Décio Cavalheiro diz:

      Espere, então, um dia” para saber ao certo . . .

      • joao carlos diz:

        Gostaria que o senhor me respondesse ,se Adão e Eva são os primeiros a serem criados ,tendo dois filhos Caim e Abel ,depois Caim matou Abel e fora banido para outro lugar ,pergunto eu quem ele encontrou ,qual mulher que ele teve sendo que não existia mais ninguém no mundo ? pois a biblia relata que ele gerou filhos

    • tiago diz:

      que blasfemia,..quem viveu mais de 900 anos nao foi adao e sim matusalem ,melhor ler um pouquinho a biblia ants de querer defender o mal….

      • MrLiin47 diz:

        Segundo à bíblia, Adão viveu 950 anos, seu boçal. Como você quer defender algo que você nem se quer chegou a ler o primeiro livro?

      • Leia o senhor também a Bíblia, Matusalém viveu 969 anos, Adão viveu 930, Sete viveu 912, leia a bíblia a partir de Adão até a morte de Noé, esse morreu com 950 anos.

    • tiago diz:

      se DEUS é eterno ? por que ele teria tanta pressa em fazer o universo em 6 dias ? e por que ele teria a nessescidade de descansar ao setimo? ele é mortal pra ter que decansar ? mas voltando a etrnidade….se ele é eterno e imortal,nao a nessescidade de se fazer algo em 6 dias,e a criaçao nao terminou,ele continuo a expansao ao infinito… reflitam o universo antes de lerem um simples e finito livro,DEUS e suas criaçoes sao eternos e nao se esqueçam que somos ele .

      • Mats diz:

        se DEUS é eterno ? por que ele teria tanta pressa em fazer o universo em 6 dias ?

        Há alguma lei que proíba Deus de criar em 6 dias? QUal é o tempo que Um Ser Eterno deve levar na criação, já agora?

      • wagner diz:

        gostaria de saber ,alguem concorda que o dia depende do sistema solar?veja bem tendo Deus feito feito o ceus e a terra no primeiro dia no segundo fez mais coisas ,relata que só no terceiro dia fez dois grandes luminares um para governar o dia e outro para noite.entendemos que retrata o sol e a lua .muito bem como explicar a rotação de 24 horas o ciclo anual de rotação em volta do sol ,
        se existia o dia sem o sol?pra que o sol se disse haja luz e houve luz ?como explicar que isso?

  2. Excelente artigo. Parabéns.
    Por aquilo que tenho analisado sou bastante mais a favor desta “visão jovem” da Terra.

    Abraços Mats

  3. Mats diz:

    Antonio Porto,

    Deus criou a terra mas não disse a idade do planeta

    Vê o final do primeiro e o segundo ponto. Segundo a Bíblia, não há espaço para se inserirem os mitológicos milhões de anos.

    • paulo diz:

      Os milhões de anos não são mitológicos, e basta a referencia de Pedro:
      ” Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” (2Pd 3,8),
      para se comprovar que são possíveis.
      È preciso moderação nestes debates,afinal de contas tanto o futuro quanto o passado,a Deus pertencem.

      • Mats diz:

        Pedro não está a falar da Criação.

      • Ismael diz:

        Paulo

        O texto descreve a paciência de Deus e quanto é sua majestade em relação ao possível que Ele pode fazer.

        Milhões de anos são mitológicos, sim. Porque se baseiam em interpretação e cálculos baseados em suposições para dizer em quanto tempo deixado ao acaso tal evidência (vida) foi formada. Isto é, a hipótese dos milhões de anos servem para tentar medir em quanto tempo no erro e acerto algo pode ser formado. Mas pela probabilidade, a complexidade que esse mundo demonstra e ainda em harmonia, é impossível que o acaso tenha originado. Ainda mais se olharmos pela hipótese que uma explosão organizou um sistema estável que provenha um ambiente para que vida fosse formada a partir de material bruto e terrível para sobrevivência e evolução, na geração de novas espécies.

        Resumindo: essa hipótese foi formada simplesmente para dizer que é impossível a existência de Deus e sua ação/criação.

      • paulo diz:

        Mats e Ismael:
        Evidentemente que acredito na criação. Nos parece que a linguagem que foi utilizada em Geneses 1 em diante é em parte alegorica e em parte literal, Na questão do tempo.
        nos parece ter sido alegorica. Não acreditamos nos bilhões de anos, mas em milhares e até milhões é perfeitamente possivel, inclusive dentro das informações que a Biblia, a Palavra de Deus nos traz..
        Vejam essa questão do afastamento da lua, ela se afasta da Terra a proporção de 3 cm por ano, sua distancia da terra é de:
        “A Lua (do latim Luna) é o único satélite natural da Terra, situando-se a uma distância de cerca de 384.405 km do nosso planeta. Seu perigeu máximo é de 356.577 km, e seu apogeu máximo é de 406.655 km” (Fonte wikipédia).
        Ora se você dividir a distancia pelo afastamento anual, voce terá:
        356.577KM % 3cm.= 118.859 anos
        Para maiores informações ver os sites:
        http://www.youtube.com/watch?v=xS_os1OW4Qg)”
        http://www.allaboutcreation.org/portuguese/idade-da-terra-c.htm
        Com relação a entrada da luz nas espessas trevas(completamente sem luz), nos parece que diz respeito a entrada do Senhor Jesus Cristo nessas trevas:
        “E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas”. 1 João 1:5
        Veêm como a linguagem em parte é literal e em parte ém alegórica?
        Creio que a partir da entrada do Senhor nesssa dimensão é que ouve o Big Bang.
        Em “acaso” não acreditamos de forma nenhuma. È evidente que existe uma mente inteligente por trás da criação, um Logos Criador. Àlias Maravilhoso Criador.
        “Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;” Romanos 1:20

      • Décio Cavalheiro diz:

        A expressão “mil anos” nada tem de exatidão: é expressão que significa nada mais que “um longo período de tempo”, e que deu origem ao chamado milenarismo. Observar quantas afirmações fazem referência ao número redondo (e quase mágico) mil, até mesmo os mil anos que deveriam durar o Terceiro Reich . . .

  4. João A. diz:

    Olá!

    Não sei.
    Estou em dúvida.
    Não concordo com a teoria da evolução. ID – Inteleligent Design, e Fine Tunning ftw.

    E a teoria de criacionismo da terra jovem…
    Acho que é como o W. Craig diz, estamos ler coisas nas entrelinhas.

    Tenho acompanhado o teu Bom trabalho (nos teus blogs), e do CMI a respeito deste tema, mas como refutação da evolução e não como apologista do criacionismo jovem.

    Acho que na reformulação da datação radiométrica segundo outros parâmetros.
    Outra hipótese que me lembrei é a refutação pelos diamantes artificiais.
    não sei…

    Continua,
    Abc,
    João

  5. Dalton diz:

    Eu não defendo nem um nem outro.
    Como já dizem, pra Deus um dia = mil anos, ele é atemporal. Então tanto a representação de milhões de anos pode funcionar, quanto a literal. Ela não muda em nada o resultado, no meu ver.
    Eu estou acompanhando as descobertas científicas para dar suporte à data, mas como já disse, no meu ver tanto faz os milhões de anos ou os 6000 anos.

  6. Ana Silva diz:

    Mats:

    Os criacionistas têm o mau hábito de serem demasiado autocentrados, numa espécie de narcisismo que não é nada cristã. Os “evolucionistas” têm mais do que fazer do que “[usar] bases filosóficas e ideológicas para interpretar as camadas geológicas duma forma que claramente estivesse em oposição com a Bíblia, especialmente em oposição com a criação e com o Dilúvio de Noé”.

    “O que está em causa é a autoridade das Escrituras, o Carácter de Deus, a doutrina da morte e as bases do Evangelho.” Depende da forma como a Bíblia é interpretada. Mas de qualquer forma não é culpa dos cientistas cujos trabalhos apontam para o Universo ter milhões de anos e ser consideravelmente mais velho do que o sistema solar, no qual está incluída a Terra.

    Já agora, como é que o dilúvio explica o facto em algumas rochas os estratos apresentarem-se quase verticais em relação ao solo. Como é que explica os rastos de pegadas de animais (principalmente nesses estratos verticais)?

  7. Ana Silva diz:

    Todas as referências que o Mats faz sobre o Dilúvio Universal têm como base e referência únicas a Autoridade da Bíblia. Fazer isso não é fazer Ciência (porque a Ciência não se baseia exclusivamente na Autoridade de uma pessoa ou texto, baseia-se na interpretação de factos).

    “As taxas de decaimento eram maiores no passado”. Esperemos que não. Se não, são postas em causa teorias fundamentais da Física e da Química.

  8. Antonio Porto diz:

    A interpretação dos fatos é diferente de cientista para cientistas.
    Fatos podem ser interpretados erradamente, ainda assim
    passar como ciência.

    • Mauricio diz:

      Concordo com à interpretação ser pessoal e fatos poderem ser interpretados errados, mas tem um limite de erro, nenhum cientista conseguiria, por mais errado que estivesse um dado, errar tanto, pois há muitos fatos e distintos que comprovam que a terra é mais velha que a mente do humano que escreveu o livro.
      Vou concordar que é necessário há todo cientista crer em sua teoria, mas se sua teoria tiver um erro se quer, ela será duvidosa. Por isso, os cientistas tentam eliminar toda a influencia humana dos acontecimentos, ou do que for possível.
      Você deve considerar as religiões como religiões e não como ciência, diferenciar o”fantasioso” do fato. Não possuo religião, pois todas as religiões possuem erros em suas crenças no meu olhar. Isso não faz de mim um ateu, pois acredito em deus (ou iahveh), acredito que jesus existiu, mas ele pra mim não era deus, era e é um exemplo de homem que todos deveríamos nos referenciar. Pois o fato de torna-lo divindade relega que outros não conseguem chegar ao seu grau de sabedoria e assim cria a desculpa de ser tão incorreto.
      Por fim, mas sem ter escrito tudo o que acho, faço uma pergunta?
      Em uma das duas edições do livro que se baseiam há uma frase ou algum termo que menciona que deus está em tudo (eu concordo em escala inicial) e que não deveriamos precisar de imagens para adora-lo. Por favor, me diga, porque tantas imagens nessas crenças? Você pode me dizer que não há imagem de deus, somente de santos e jesus. Se essa for a resposta, não achas estranho agora o homem acreditar que jesus é deus e ai adora-lo como imagem?

      • Mauricio,

        “acredito que jesus existiu, mas ele pra mim não era deus, era e é um exemplo de homem que todos deveríamos nos referenciar.”

        Creio que pensar assim não é raciocinar direito, pois Jesus afirmava ser Deus (João 8:58; João 10:30; João 14:9 e etc..), nenhum homem sábio que já viveu nessa terra afirmou isso apenas Ele. Sendo assim só há dois caminhos:

        1) Ou Ele era mesmo Deus
        2) Ou Ele era um maluco que deve ser rejeitado ao invés de ser seguido

        Pelos ensinos de Jesus que mudaram a história da humanidade e por Sua relevância que dividiu o mundo, Ele não podia ser maluco…logo a conclusão mais lógica é?

        Abraço

  9. Mats diz:

    Dalton,

    no meu ver tanto faz os milhões de anos ou os 6000 anos.

    Se a Bíblia diz que a Terra é Jovem, então pensar o contrário é chamar Deus de “mentiroso”.

    Eu acho que a questão da idade do universo é muito importante porque 1) Deus fala de modo claro nesse sentido e 2) os ateus usaram os milhões de anos para começarem a pôr em causa a História da Bíblia.

    Se a História da Bíblia não está certa, não há necessidade de acreditar na moralidade da Bíblia.

    • Se a Terra tiver milhões de anos, então Javé não passa de mais um mito e a Bíblia um conto…

      • Mats diz:

        Se a Terra tiver milhões de anos, então Javé não passa de mais um mito e a Bíblia um conto…

        Exactamente. Agora pega nessa conclusão acertada e usa-a contra os “Cristãos” evolucionistas.

    • philgeland diz:

      Só uma colocação:

      Se Deus é eterno, acho bem possível que – para Ele – “um dia” é bem mais do que um “dia comum” humano.

  10. Mats diz:

    Ana silva,

    Os criacionistas têm o mau hábito de serem demasiado autocentrados, numa espécie de narcisismo que não é nada cristã. Os “evolucionistas” têm mais do que fazer do que “[usar] bases filosóficas e ideológicas para interpretar as camadas geológicas duma forma que claramente estivesse em oposição com a Bíblia, especialmente em oposição com a criação e com o Dilúvio de Noé”.

    Aparentemente os evolucionistas (sem aspas) não tem “mais do que fazer” do que usar bases filosóficas contra a Bíblia. Todos os grandes evolucionistas do passado usaram o argumento do “mau design” como evidência contra Deus. O que a Ana diz contradiz a história da teoria da evolução.

    “O que está em causa é a autoridade das Escrituras, o Carácter de Deus, a doutrina da morte e as bases do Evangelho.” Depende da forma como a Bíblia é interpretada.

    Pelos vistos a Ana não se deu ao trabalho de ler os 7 pontos listados.

    Mas de qualquer forma não é culpa dos cientistas cujos trabalhos apontam para o Universo ter milhões de anos

    Não é culpa dos cientistas porque não são os cientistas que eu estou a criticar, mas os evolucionistas.
    Mas mesmo assim, não há evidências que suportem os “trabalhos” que apontam para um universo com “milhões de anos”. Pelo contrário; temos encontrado várias linhas de evidências que contradizem esse mito.

    Já agora, como é que o dilúvio explica o facto em algumas rochas os estratos apresentarem-se quase verticais em relação ao solo. Como é que explica os rastos de pegadas de animais (principalmente nesses estratos verticais)?

    Dê-me algum artigo para análise. De certo que não há nada neles que contradiga a Bíblia.

    Todas as referências que o Mats faz sobre o Dilúvio Universal têm como base e referência únicas a Autoridade da Bíblia.

    Por isso é que o título do post é “Sete motivos para o Cristão rejeitar os mitológicos milhões de anos”.

    “As taxas de decaimento eram maiores no passado”. Esperemos que não. Se não, são postas em causa teorias fundamentais da Física e da Química.

    Curioso que os Físicos e os Químicos que concluíram que as taxas de decaimento eram superiores no passado não pensem assim.

  11. Dalton diz:

    Matts,

    Agora tu me deixou em dúvida, existe algum trecho que afirme que a Terra é Jovem em idade? ‘-’
    A data que podemos ter certeza, é após a formação do homem, que daí acredito nos aprox. 6000 anos. Mas antes, nunca encontrei trecho que provasse um ou outro; muito menos trechos nos quais fosse necessária a referência aos milhões ou milhares.
    Por isso, pra mim não faz diferença realmente. Acredito no criacionismo, e que ele funciona tanto em uma como em outra data. E que Gênesis pode ser tratado literal ou figurativamente no quesito tempo (e se alguém se perguntar, não, o sol não foi criado depois das plantas… ¬¬).
    Então, se o tempo foi dia apenas, perfeito. Se forem milhões de anos, beleza.
    Simplesmente não faz diferença pra mim, entende?

    Quem tem que lidar com as consequências de afirmar milhões de anos é a ciência ( e os evolucionistas ;D).

  12. Mats diz:

    Dalton,

    existe algum trecho que afirme que a Terra é Jovem em idade?

    Claro. Primeiro Deus diz que TUDO o que foi feito foi criado no espaço de 6 dias (Êxodo 20:11). Não diz que só o que está na Terra foi feito em 6 dias.
    Segundo, as geneologias de Génesis dão um tempo de cerca de 4000 entre Adão e o Senhor Jesus. Daí se infere que o universo não tem mais do que 6,000/7,000 anos.

    Para aqueles que acreditam na Bíblia (e no que Deus diz) não há outra interpretação possível. Agora, aqueles que julgam que sabem mais do que Deus podem acreditar no que eles quiserem. Só têm que se lembrar que isso contradiz a Bíblia.

    • philgeland diz:

      Então, após da criação em 6 dias, Deus não deu mais espaço algum para novas formas de vida?

      • Mats diz:

        Então, após da criação em 6 dias, Deus não deu mais espaço algum para novas formas de vida?

        O que existem hoje são variações dos tipos de vida básicos criados originalmente. E, como se sabe, variação não é evolução.

      • philgeland diz:

        Agora chegamos ao ponto, sem polêmica.

        Então, de acordo com meu ponto de vista, a variação também é a causa de processos evolutivos. Você discorda. Isso é um problema?

      • Mats diz:

        A evolução precisa de variação mas nem toda a variação é evolução. Há variações genéticas que envolvem a PERDA de informação genética. Queres realmente defender a tese de que a perda de informação genética é evolução?

      • philgeland diz:

        Quem disse que eu apoio tése? Agora está ficando confuso novamente. Não entendo sua linha de pensamento.

  13. Ricardo Reno diz:

    A própria Igreja Católica já se manifestou quanto a interpretação literal da Bíblia.

    [[ Aquilo que Católicos, Evangélicos, Ortodoxos ou seja lá quem for diz, é irrelevante. O que interessa é o que Deus diz. -- Mats]]

    O Papa João Paulo II declarou em documento de 1981 endereçado à Academia Pontifícia de Ciência: “A Bíblia nos fala da origem do universo e dos seus componentes, não para nos oferecer um tratado científico, mas para nos dizer a correta relação do homem com Deus e com o universo. A escritura sagrada simplesmente nos diz que o mundo foi criado por Deus, e, para nos ensinar essas verdades, ele se expressa em termos de “cosmologia em uso na época de sua escrita”(grifo meu).

    [[Se o propósito de Génesis era só o de dizer que "o mundo foi criado por Deus", bastavam os primeiros 3 versículos de Génesis -- Mats]]

    O livro sagrado diz aos homens que o mundo foi criado para o serviço do homem e para a glória de Deus.

    [[Diz também, quando e como -- Mats]]

    Qualquer outro ensinamento sobre a origem do universo e de seus componentes foge das intenções da Bíblia,

    [[É a tua opinião. -- Mats]]

    a qual não pretende nos ensinar como o paraíso foi feito, mas sim como alguém chega ao paraíso.

    [[ Mas quem decidiu que a Bíblia não tenciona dizer como é que o universo foi feito? Isso é algo que tu arbitrariamente decidiste. ignorando os 7 pontos listados em cima. -- Mats]]

  14. Ricardo Reno diz:

    Santo Agostinho já argumentava que não havia nada sobre a estrutura do Universo nos textos Bíblicos que sustentasse uma visão geocêntrica:”Pergunta-se frequentemente o que a Santa Escritura nos diz sobre a forma do paraíso. Muitos escribas discutem longamente sobre esse ponto, mas tais assuntos nada trazem de concreto àqueles que procuram beatitude.. E, o que é pior, essas discussões ocupam o tempo que poderia ser dedicado ao que é espiritualmente benéfico. O que importa se o paraíso é como uma esfera e a Terra esteja suspensa no meio do universo, ou se o paraíso é como um disco e a Terra está acima dele pendendo para um lado?”
    “Na questão da forma do paraíso, os escritores sagrados não pretendem ensinar ao homem fatos que não poderiam contribuir para a sua salvação”.

    [[ Como é que isso refuta os 7 pontos listados em cima? Curioso que todos os defensores do milhões de anos IGNORAM o que a Bíblia claramente diz, e usam argumentos irrelevantes para o assunto. -- Mats]]

  15. Ana Silva diz:

    Mats:

    “Todos os grandes evolucionistas do passado usaram o argumento do “mau design” como evidência contra Deus.” Sinceramente. Todos? O que é para si um “evolucionista”?

    “Pelos vistos a Ana não se deu ao trabalho de ler os 7 pontos listados.” Li-os todos com muita atenção. Os primeiros 5 dependem directamente da autoridade da Bíblia. O sexto descreve os cientistas que defendem uma interpretação das “camadas geológicas” diferente da que vem referida pela Bíblia (conforme interpretada pelo Mats) como uma espécie de maus da fita. O último ponto listado refere-se à datação radiométrica, que apresenta como um método cheio de falhas e no qual não se pode, nunca, confiar (o que está muito longe de ser verdade).

    “Não é culpa dos cientistas porque não são os cientistas que eu estou a criticar, mas os evolucionistas.” Não, está mesmo a criticar a generalidade dos cientistas (criacionistas e defensores do Designer Inteligente excluídos).

    “Temos encontrado várias linhas de evidências que contradizem esse mito [um universo com “milhões de anos”]. Quais? Alguma dessas linhas não se baseia directamente na interpretação da Bíblia que o Mats segue?

    “Dê-me algum artigo para análise”. Não conheço nenhum, porque esta é uma situação corriqueira, explicada pela Teoria de Tectónica de Placas (outra teoria que também exige uma Terra com “milhões de anos”). Mas conheço fotos de locais com estratos quase verticais em relação ao solo. Estão em livros. Experimente consultar livros escolares de Geologia.

    “Curioso que os Físicos e os Químicos que concluíram que as taxas de decaimento eram superiores no passado não pensem assim.” Curioso, sim senhora. Recomendo a todos a frequência de um curso básico de Química e Física.

  16. Ricardo Reno diz:

    “Mas quem decidiu que a Bíblia não tenciona dizer como é que o universo foi feito? Isso é algo que tu arbitrariamente decidiste. ignorando os 7 pontos listados em cima.”

    Não fui eu foi o Papa o outro foi Santo Agostinho.

  17. Mats diz:

    Ricardo,

    Que pena que eles não estão aqui para que eu os possa perguntar em relação aos 7 pontos listados em cima. Mas tu estás.

    Qual é a tua explicação? Vais ignorá-los outra vez?

  18. Mats diz:

    Ana Silva,

    “Todos os grandes evolucionistas do passado usaram o argumento do “mau design” como evidência contra Deus.”
    Sinceramente. Todos?

    Sim, todos os grandes evolucionistas usaram o argumento do “mau design” como evidência contra Deus.
    Aparentemente os evolucionistas (sem aspas) não tem “mais do que fazer” do que usar bases filosóficas contra a Bíblia.

    O que é para si um “evolucionista”?

    Alguém que tem fé na teoria da evolução.

    “Pelos vistos a Ana não se deu ao trabalho de ler os 7 pontos listados.”
    Li-os todos com muita atenção. Os primeiros 5 dependem directamente da autoridade da Bíblia.

    A Ana disse “depende da forma como a Bíblia é interpretada”. A isso eu respondo “a Ana não leu com atenção ao que eu disse”.

    Como é que “em seis dias fez Deus os céus e a Terra” depende da “interpretação da Bíblia”? Ou a Ana não leu o que eu disse ou a Ana não consegue contextualizar uma frase do Livro.

    “Não é culpa dos cientistas porque não são os cientistas que eu estou a criticar, mas os evolucionistas.”
    Não, está mesmo a criticar a generalidade dos cientistas (criacionistas e defensores do Designer Inteligente excluídos).

    Pronto. A Ana decidiu,. está decidido.

    “Temos encontrado várias linhas de evidências que contradizem esse mito [um universo com “milhões de anos”].

    Quais?

    1. http://darwinismo.wordpress.com/2011/01/18/camarao-com-360-milhoes-de-anos-identico-ao-actual/

    2. http://darwinismo.wordpress.com/2011/05/21/e-oficial-datacao-evolucionista-nao-funciona-2/

    3. http://darwinismo.wordpress.com/2011/03/30/calor-da-lua-de-saturno-refuta-expectativas-em-torno-dos-milhoes-anos/

    4. http://darwinismo.wordpress.com/2011/03/14/galaxias-maduras-embaracam-proponentes-do-mitologico-big-bang/

    5. http://darwinismo.wordpress.com/2010/10/25/descobertas-recentes-revelam-mais-falhas-nos-metodos-de-datacao-evolucionistas/

    6. http://darwinismo.wordpress.com/2010/01/29/e-oficial-datacao-evolucionista-nao-funciona/

  19. Karina diz:

    Gostei muito, Mats!

  20. Ricardo Reno diz:

    Como escrevi e você não leu foi o Papa que declarou e Santo Agostinho diz a mesma coisa. Mas lógico que a palavra deles não vale nada e eles não estão aqui para que você possa perguntar, assim como Deus também não está, portanto…

    Quando se usa algum argumento relevante você os tira do ar, Rosseti que o diga.

  21. Mats diz:

    Ricardo,

    Como escrevi e você não leu foi o Papa que declarou e Santo Agostinho diz a mesma coisa.

    Tal como disse em cima, tanto o João Paulo como Agostinho tem o direito de ter a sua opinião. A minha pergunta PARA TI é como é que harmonizas isso com os 7 pontos listados em cima?

    Reparo que ainda não fizeste o mínimo esforço para refutar o que lá está.

    Tal como eu disse em cima, os crentes no big bang querem falar DE TUDO menos do que a Bíblia diz.

    Mas lógico que a palavra deles não vale nada e eles não estão aqui para que você possa perguntar, assim como Deus também não está, portanto…

    Com este comentário ganhaste o direito de ser banido deste blogue. Obrigado pela tua breve e desnecessária participação neste blogue. Volta quando fores capaz de lidar com os argumentos levantados sem demagogia e falsa crença nas palavras de Cristãos antigos.

  22. Ana Silva diz:

    Mats:

    Como referi no comentário que postei por erro no post errado (Galáxias maduras embaraçam…):

    Existirem animais cuja forma não foi alterada não prejudica em nada a Teoria da Evolução. E não precisa de ir buscar um obscuro camarão. Porque não pegar nos crocodilos, cujos antepassados mais antigos já deambulavam, todos contentes, no tempo dos dinossauros. Existem também os náutilos e os tubarões, e todos s animais referidos como fósseis vivos.

    O que me esqueci de referir é que estes fósseis semelhantes a animais que existem hoje em dia são uma percentagem muito, muito pequena dos fósseis conhecidos. A Teoria da Evolução não é prejudicada pela existência de fósseis vivos. Na verdade estes encaixam muito bem numa teoria que defende que sobrevivem ao teste do tempo os animais que melhor se adaptam ao meio em que vivem e às alterações que este meio sofre ao longo do tempo.

    Dito de outra forma a existência de fosseis vivos é uma “observação” que está de acordo com a Teoria da Evolução. Não pode portanto ser utilizada como prova de que esta teoria está errada.

  23. Ana Silva diz:

    Mats:

    Novamente o texto que coloquei como comentário no post errado.

    “Enceladus é a única lua de Saturno que apresenta esta libertação anormal de energia? Existem luas de outros planetas (em particular os quatro grandes gasosos, Júpiter, Saturno Úrano e Neptuno) com características semelhantes às de Enceladus? É que Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno têm um grande número de luas. E as luas têm efeitos muito interessantes umas sobre as outras. Veja por exemplo o caso de Io, lua de Júpiter.”

    “Se Enceladus é um caso único então não pode ser utilizado para contrariar a teoria de que o sistema solar tem “milhares de anos”. Se não, a teoria que explica a formação (e idade) do sistema solar tem de ser revista. Nada de especial. E é preciso não esquecer que uma falha na teoria que explica a idade do sistema solar não actua em favor da “teoria” que considera que todo o Universo tem menos de 20 000 anos.”

    Agora pergunto: onde, no meu texto viu alguma referência à teoria do Big Bang?

    Diz o Mats que “se o universo tem milhões e milhões de anos, não deveria haver luas com as características de Enceladus.” Porquê? Olhe que não é “irrelevante” saber se Enceladus é a única lua do sistema solar que apresenta esta libertação anormal de energia.

    Não é a teoria do Big Bang que explica a formação e funcionamento do sistema solar, ao qual Enceladus pertence. (Já agora o Big Bang não é “nosso” e eu não me lembro de possuir um Big Bang em casa).

    “O facto da lua Enceladus ainda estar a exibir uma temperatura anormalmente elevada para os milhões de anos”, PODE significar que a mesma é bem mais jovem do que os cientistas defendem. Mas pode significar muitas outras coisas. O facto de ser uma lua mais jovem ou a possibilidade de ter estado em ressonância com outra lua de Saturno são dois exemplos.

    “Não prova os 6000/7000, mas é consistente.” Consistente com o quê?

    • Mirian diz:

      Deus do céu, daqui a pouco vão começar a discutir quantos anjos cabem no fundo de uma agulha, Senhora Anna, por favor não leve isso para o lado pessoal, afinal temos o direito de dar nossas opiniões e as pessoas tem o direito de refutá-las sem que isso se torne tão pessoal, a impressão que tive de seus comentários é a de que estavas espumando os cantos da boca, uau…

  24. Mats diz:

    Ana Silva,

    Existirem animais cuja forma não foi alterada não prejudica em nada a Teoria da Evolução.

    Como já disse, não há observação que possa prejudicar a TE uma vez que esta não depende das observações.

    O que me esqueci de referir é que estes fósseis semelhantes a animais que existem hoje em dia são uma percentagem muito, muito pequena dos fósseis conhecidos.

    Mesmo que fosse só um, é algo que não é consistente com a mitologia evolutiva. Ou pelo menos, coloca-a em questão uma vez que já não deveriam estar por cá, mas estão.

    A Teoria da Evolução não é prejudicada pela existência de fósseis vivos. Na verdade estes encaixam muito bem numa teoria que defende que sobrevivem ao teste do tempo os animais que melhor se adaptam ao meio em que vivem e às alterações que este meio sofre ao longo do tempo.

    Pois.
    Se não se encontram nos estratos mais recentes, é porque desapareceram. Mas quando os encontramos ainda vivinhos da silva, então é porque “melhor se adaptaram ao meio ambiente”. Ou seja, a vossa teoria acomoda duas observações declaradamente oposta.

    Dito de outra forma a existência de fosseis vivos é uma “observação” que está de acordo com a Teoria da Evolução. Não pode portanto ser utilizada como prova de que esta teoria está errada.

    Mas os fósseis vivos não estão de acordo com a TE, e é por isso que lhes chamam “fósseis”. Segundo o mito, eles não deveriam estar cá.

    “Enceladus é a única lua de Saturno que apresenta esta libertação anormal de energia?

    Acho que não, mas é irrelevante. Basta haver uma para colocar em questão os “milhões de anos”.

    “Se Enceladus é um caso único então não pode ser utilizado para contrariar a teoria de que o sistema solar tem “milhares de anos”.

    Isto é mesma coisa que colocar 500 ratos numa caixa hermética, e lançar a caixa no fundo do mar e deixá-la por 50 anos (sem oxigénio e sem comida de reserva). Depois volto a abrir e encontro um rato ainda vivo. Se eu disser “O facto de se encontrar um rato ainda vivo não quer dizer que a caixa não esteve debaixo da água 500 anos. Vamo-nos focar nos 499 ratos que estão mortos e não no único que está vivo”.

    A Ana concorda com esta linha de pensamento? Claro que não. E sabe porquê? Porque a Ana claramente se apercebe que TODOS os ratos deveriam estar mortos.

    Do mesmo modo, TODAS as luas deveriam estar vazias da estrutura de Enceladus. Se ela ainda está a “fumegar”, então o universo não tem os “milhões de anos” que vocês dizem que tem.

    Se não, a teoria que explica a formação (e idade) do sistema solar tem de ser revista.

    Mas esta é só uma evidência das muitas que há.

    “O facto da lua Enceladus ainda estar a exibir uma temperatura anormalmente elevada para os milhões de anos”, PODE significar que a mesma é bem mais jovem do que os cientistas defendem. Mas pode significar muitas outras coisas.

    Vamos fazer uma interpretação económica e parsimónica e dizer que esta lua é bem mais jovem do que os evolucionistas dizem. Claro, isto coloca em causa todas as outras datas dos outros corpos celestes, mas isso já é um problema vosso.

    “Não prova os 6000/7000, mas é consistente.”

    Consistente com o quê?.

    Consistente com a teoria científica que diz que o sistema solar não tem milhões de anos.

  25. jefferson diz:

    Antonio Porto
    Permita-me discordar de você…no ponto em q Deus criou a terra sem forma e vazia…bom a biblia não diz q Deus criou a terra sem forma e vazia…mas está escrito:No principio criou Deus os ceus e a terra,a terra porem estava sem forma e vazia(é diferente de dizer q ela foi criada sem forma e vazia)…Deus ao meu ver pela sua perfeição não criaria algo sem forma e vazio…então pq a terra ESTAVA sem forma e vazia?…se Deus é Luz e nele não há trevas alguma então qual a origem das trevas do abismo?…eu creio que lucifer é o x da questão…ele foi expulso dos céus e lançado na terra tornando-a sem forma e vazia…isso é um ponto de vista… pq em isaias 45 Deus fala claramente q criou a terra e não a criou vazia!

  26. jefferson diz:

    posso deduzir q o diabo caiu muito antes de adão e eva existirem…a biblia diz q o querubim habitava no éden…mas qndo Deus criou o homen posso deduzir q esse querubim já estava caido…sendo assim qndo esse querubim andou no éden?…por isso eu acredito q ele é a causa do terra estar sem forma e vazia…essa é uma questão q eu levanto,pq se isso for verdade,Deus criou a terra novamente?pois se Deus criou os anjos onde esses seres habitam,e desde qndo?só lucifer habitava no éden?…creio q seja discutivel…Deus não nos revelou tudo!

  27. TomasTurbano diz:

    Bem, não dá pr dizer diretamente que Deus criou o mundo em exatas 168 horas. O que dá pra afirmar sem medo é que houveram tardes e manhãs – e daí se definiu dia e noite (e dia+noite, o ciclo).

    Por exemplo, Adão teve que ser bem ligeiro pra listar os nomes dos animais no seu dia.
    No fim das contas, não temos um filminho nem da Criação nem da Evolução, mas confesso que é difícil acreditar nesta (ainda que ela seja factível e contingente).

    • artedes diz:

      um ano tem 365 dias, um milhão de ano trezentos e sessenta e cinco milhões de dias, e só no quarto versíulo que a bíblia afirma que foi tarde e manhã do primeiro dia como se explica milhões de ano do primeiro ao segundo versiculo e para quem tem poder de dizer aja e as coisas são criadas não precisas muito tempo para criar o que quiser.

  28. jefferson diz:

    Tomas Turbano
    “Por exemplo, Adão teve que ser bem ligeiro pra listar os nomes dos animais no seu dia”…. bom Tomas devemos verificar a situação de Adão na época?levantar hipóteses?(a biblia não diz o qnto o homem demorou para dar nome aos animais citados e tbm não diz qnto tempo o homem permaceu no éden…10 dias?1 mês?1 ano?10 anos?100 anos?… Adão estava no éden e ele deu nome aos animais do CAMPO e as aves do céu não deu nome aos seres vivos dos oceanos,aos animais selvagens ,aos répteis … é aceitavel crer q no éden não habitavam uma grande porcentagem de animais … com a expulsão do homem do éden e com a procriação ,o nome da maioria dos animais podem(hipotese) ter sido colocado por outros seres humanos e não apenas por Adão … bom estou apenas levantando meu ponto de vista q não tem como propósito distorcer oque está escrito mas apontar hipóteses plausiveis…

  29. matheus diz:

    Olha iisso: “Em anos recentes criacionistas do projecto RATE levaram a cabo pesquisas experimentais, teoréticas e prácticas para desmascarar mais evidências deste tipo (ex: diamantes que os evolucionistas afirmarem terem “milhões de anos” foram datados com carbono14 e verificado que possuíam apenas alguns milhares de anos).”

    Interessante que eles desmacaram usando o mesmo metódo: a datação por carbono 14.

    [[ Por favor, lê o texto com atenção. Mats]]

  30. matheus diz:

    Em relação alegação de que a datação radomica é inválida por que já se accretiava nos milhares da anos da terra, deve-se primeiro provar que a datação radomica somente surgiu para corroborar algo que já era acetio, invalidando o método. Apenas se colocou as duas questões sem se demostrar nexo causal entre as mesmas…

    [[ Onde é que viste eu a dizer que " a datação radomica é inválida por que já se accretiava nos milhares da anos da terra" ? - Mats ]]

    Ainda sobre isso, não foi demonstrado ou provado que se aceitava que a terra tinha milhoes e milhoes da anos. Será que isto é um intepretação histórica verossimel? Ou apenas alegação?

    [[ Não entendi o argumento. Mats]]

  31. matheus diz:

    O sr. afirma que não se pode usar um ramo da ciencia que só desenvilveu depois de já ter aceite os “milhões de anos”. Não afirmas diretamente que é inválida, mas que “não pode usar”…

  32. ordepsi diz:

    Bom,eu sou ateu mas gostei muito do seu blog,realmente tem alguns argumentos muito bem estruturados.

    Realmente Deus nunca disse diretamente que a terra tem 6 mil anos,todavia se qualquer pessoa calcular os eventos bíblicos chegara num consenso dessa data,e já que a bíblia é a palavra de deus…

    Respeitosamente falando seu argumento final de que a terra tem milhares de anos não me convenceu.

    Devo me desculpar por minha ignorância no assunto contudo darei minha opinião do mesmo jeito. Esse tal de RATE pode ter muito bem estudados diamantes realmente recentes,mas existem outras pedras(diamantes ou não) que foram classificadas como bem antigas,na casa dos milhões de anos.

    É impossível RATE examinar todas,só desse jeito poderiam afirmar num terra jovem com 100% de certeza.

    Para os evolucionistas basta comprovar que um pedaço de rocha tem milhões de anos para saber se a terra é velha.Nesse ponto os criacionistas estão infelizmente na desvantagem.

    Espero numa atualização do post ou criação de outro para um argumento mais expressivo,pois estou curioso em relação a sua opinião um puco mais profunda para este assunto realmente quente entre criacionista e evolucionistas.

    Um abraço ordepsi.

  33. luciano diz:

    Creio que a terra deva ter cinco mil e alguma coisa, quase seis mil anos, pois o arrebatamento sucederá sete anos antes de se completarem os seis mil anos, depois quando se completarem seis mil anos, Jesus virá e estabelecerá o seu reinado milenar( mil anos). No calendário Judaico temos cinco mil anos e alguma coisa, mas só Deus sabe com precisão qual o tempo que estamos aqui, aliás é Ele quem estabelece tempos e épocas. Deus abençõe.

  34. luciano diz:

    Existe um livro chamado ” As Maravilhas da Ciência e a Alta Crítica” pelo Prof. Júlio Minham de 1922. A primeira parte do livro ele trata cientificamente da idade da terra e de outras evidências da existência de Deus. Outras partes do livro ele mistura religião, pois é adventista. Mas a primeira parte é ótima. Vale a pena ler. Deus abencõe.

  35. Ismael diz:

    Olá Mats,

    Uma pergunta importante.

    Gostaria de saber se você tem alguns textos referentes as datações utilizadas (não C14) na Geologia, que também são utilizadas para confirmar os lendários “bilhões” de anos da terra?

    Porque, conheço um estudante de geologia/arqueologia, que falou que eles utilizam outros métodos que confirmam os bilhões de anos. Esses métodos (como ele explicou) são eficazes para rochas e eles não utilizam para tal fim o C14, porque ele é falho para datas milhonarias” que as rochas contém (hipótese dele é claro).

    Que métodos são esses?

    Meu abraço

  36. Dalton diz:

    C14 parece ser só pra coisas com menos de 70.000 anos.

    Agora, como eles sabem que as coisas tem menos de 70.000 anos apriori, não me pergunte.

  37. Isabella diz:

    então vc afirma dizendo que não podemos comparar os dias com anos, ( 6 dias Chronos literais e não os 6 dias significando uma criação envolvida no tempo Kairós e não Chronos como alguns acreditam) que a Terra é o centro do Universo? E gostaria de saber tb onde ficam os dinossauros, já que no díluvio um casal de cada espécie de animal foi salva, porque os dinossauros não? qual seria seu argumento sobre isso, pois fiquei curiosa

  38. Isabella diz:

    outra coisa, a bíblia diz que o querubim andava no Edem, mas quando o homem andava no jardim, o querubim já era a “serpente” quando isso aconteceu?
    E vc diz que tudo foi criado dentro dos seis dias, inclusive os anjos, mas porque a bíblia não cita essa criação sendo que ela cita todas as outras (luminares, répteis, peixes, plantas e etc?) qual a sua explicação sobre genesis 1:1 e 2?

    • Mats diz:

      Isabella,

      E vc diz que tudo foi criado dentro dos seis dias, inclusive os anjos, mas porque a bíblia não cita essa criação sendo que ela cita todas as outras (luminares, répteis, peixes, plantas e etc?) qual a sua explicação sobre genesis 1:1 e 2?

      Quem disse que a Bíblia tinha que citar tudo o que TU pensas que a Bíblia deveria citar?

      • Fabio Moure diz:

        “”Quem disse que a Bíblia tinha que citar tudo o que TU pensas que a Bíblia deveria citar?”” De fato a Bíblia não tem que citar tudo, só Deus conhece todos os mistérios. Mas do fato de a Bíblia não citar, à acrescentar o que não esta escrito, leia Deuteronômio 4-2.

    • flavio A jr diz:

      Cara Isabella. A Biblia não diz que criou os anjos, ou que criou “Tudo” nos seis dias. Tem certos assuntos que a biblia não nos revela, e saberemos da verdade somente quando Jesus voltar… e não vai demorar muito…

      [[ A Bíblia de facto diz que Deus criou tudo no espaço de seis dias. Lê Exodo 20:11 - Mats]]

    • artedes diz:

      na minha opinão os anjos não estão relacionados com as criações terrestre animais e seres humanos.

  39. Wal Marques diz:

    Alguém pode me explicar como foram 6 dias normais, se o Sol só foi criado no 4º dia?

    • Mats diz:

      Wal Marques,
      Se reparares no que a Bíblia diz logo no terceiro versículo está lá escrito que a Luz foi criada logo aí. Desde logo, para haver ciclo dia/noite, tudo o que era preciso era a tal luz a incidir sobre a Terra e esta a mover-se.

    • artedes diz:

      não e quarto dia mas quarto versiculo

  40. Wal Marques diz:

    Outra dúvida: Segundo a Bíblia o diluvio foi universal, então como o Canguru foi parar na Austrália, Os Pinguim no polo sul e a anta na amazonia,visto que não existem em outro lugar do mundo? Há oceanos separando esses 3 locais do monte Ararat. Como eles chegaram lá?

  41. Wal Marques diz:

    Mats,
    Deixa eu ver se eu entendi: Na sua primeira resposta, uma luz – que não é o sol – iluminou a Terra desde o primeiro dia da criação. É isso? Essa luz “sumiu” misteriosamente depois que o sol foi criado?
    Na sua segunda resposta, eu entendi que vc está se referindo a Pagéia e as derivas dos continentes posteriormente. Vc poderia confirmar? Se for isso mesmo, quanto tempo leva para uma placa tectônica mover-se, digamos, 1 metro? Será que em menos de 6 mil anos deu tempo dos continentes ficarem onde estão hoje?
    Supondo que vc está correto e os continentes estavam todos juntos na época de Noé, então porque não há Cangurus nas terras entre o Ararat e a australia? Como por exemplo India, Polinésia etc… O mesmo ocorrendo com a anta, já que não há antas na Africa (que seria o continente pegado ao Brasil na Pagéa). São perguntas que ainda não encontrei resposta satisfatória.
    E uma pergunta final: E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
    Gênesis 1:2 – Se a terra era vazia e sem forma, como é que havia água?

    • Mats diz:

      Wal Marques,

      Essa luz “sumiu” misteriosamente depois que o sol foi criado?

      Não se sabe se foi logo depois do Sol ter sido criado, mas ela “sumiu”.
      Mas convém ressalvar que tu pensavas que a ausência do Sol era argumento contra a Bíblia, quando o 3º versículo refuta o que tu dizes. Admites o teu erro e mudas a tua visão?

      Na sua segunda resposta, eu entendi que vc está se referindo a Pagéia e as derivas dos continentes posteriormente. Vc poderia confirmar?

      Não referi Pagéia nenhuma no meu comentário. Volta a ler o que eu escrevi.

      Se for isso mesmo, quanto tempo leva para uma placa tectônica mover-se, digamos, 1 metro?

      Com ou sem terremoto?

      Supondo que vc está correto e os continentes estavam todos juntos na época de Noé, então porque não há Cangurus nas terras entre o Ararat e a australia?

      Porque é que deveria haver cangurus nas terras entre o local onde a arca poisou até a Austrália?

      E uma pergunta final: E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
      Gênesis 1:2 – Se a terra era vazia e sem forma, como é que havia água?

      Que parte dessa frase não entendes?

  42. Wal Marques diz:

    Mats,
    Obrigado pela pronta resposta.

    Não entendi a parte que diz que a Terra estava vazia e ao mesmo tempo diz que havia água.

    Sobre a luz misteriosa que some depois que o Sol aparece, vc poderia me dizer que luz poderia ser essa, já que não existia, Sol, nem o céu, nem as estrelas?

    Não sou contra nada, apenas gostaria de entender a Gênesis, o que sempre foi muito dificil pra mim quando uso um pouco de lógica. Devo ser burro mesmo! kkkk

    Se vc não se referiu a Pagea, então deduzo que o que vc quis dizer é que não havia oceânos entre os continentes. É isso mesmo? Se não for, por favor seja mais específico.

    Deveriam existir indicios, vestígios (vivos ou em fóssil) de cangurus no caminho que eles fizeram entre a Arca e Autrália. Toda migração deixa indicios do migrante no seu caminho. Como só se encontra na Austrália, se deduz que ele é originário dali. Não seria isso?

    • Mats diz:

      Wal Marques,

      Não entendi a parte que diz que a Terra estava vazia e ao mesmo tempo diz que havia água.

      Se eu disser que uma casa está vazia, mas está cheia de fumo, há contradição?

      Sobre a luz misteriosa que some depois que o Sol aparece, vc poderia me dizer que luz poderia ser essa, já que não existia, Sol, nem o céu, nem as estrelas?

      Não temos dados suficientes para saber “que luz poderia ser essa”. Só sabemos que era uma luz. Devido a isto, o facto do Sol não existir até mais tarde não é argumento contra a Bíblia uma vez que a ela mostra que havia o que é necessário para o ciclo dia noite: luz e rotação da Terra.

      Se vc não se referiu a Pagea, então deduzo que o que vc quis dizer é que não havia oceanos entre os continentes. É isso mesmo? Se não for, por favor seja mais específico.

      Eu não disse que “não havia oceanos entre os continentes. Eu apenas disse que há oceanos a separá-los hoje mas isso não quer dizer que sempre tenha havido (http://christiananswers.net/q-aig/aig-c006.html.).

      Deveriam existir indícios, vestígios (vivos ou em fóssil) de cangurus no caminho que eles fizeram entre a Arca e Austrália.

      Há algum vestígio fóssil da existência de leões no Médio Oriente?
      Se dizes que sim, mostra aí, e eu uso outro exemplo. Se dizes que não, então tens um problema uma vez que os leões existiram no Médio Oriente.

      Em quê é que ficas?

      Toda migração deixa indícios do migrante no seu caminho.

      Quem foi que disse isso?

    • flavio A jr diz:

      Boa tarde caro Wal Marques. Te recomendo ler o livro O grande Conflito da escritora Ellen White. que vai responder mtas das suas questões e vc vai descobrir mtas coisas interessantes la. Um grande Abraço

  43. Wal Marques diz:

    Mats,
    “Se movia sobre a face das águas” para mim está claro que se trata do líquido água e nao vapor d’água. E mesmo assim vazia é sem nada, nem água, nem fumo.

    Como vc não tem como me explicar o seu argumento de que “os oceanos separam HOJE os continentes”, então considero que nem cangurus, nem antas, nem pinguins estiveram na arca ou a arca nunca existiu.

    Há registro de leões em escritos antigos no oriente médio e em estátuas romanas espalhadas por todo o império, mas não há nenhum registro de cangurus. Não é por nada, mas seu argumento não colou.

    E como a luz misteriosa não foi explicada satisfatoriamente, pois pelo que vejo não se trata de um corpo celeste, então considero que todas as minhas perguntas seguem sem explicação LÖGICA de sua parte.

    De qualquer modo, muito obrigado por tentar esclarecer minhas dúvidas, mesmo que sem respostas diretas em sua maioria.
    Seguirei tentando entender a Gênesis, mas não por aqui.
    Abraços!

    • Mats diz:

      Wal Marques,

      “Se movia sobre a face das águas” para mim está claro que se trata do líquido água e nao vapor d’água. E mesmo assim vazia é sem nada, nem água, nem fumo.

      Não respondeste à minha pergunta. Se eu disser que a casa está vazia mas está cheia de fumo, há contradição ou não? Se tu queres conversar com os outros, tens que ser capaz de responder as perguntas que te fazem.

      Como vc não tem como me explicar o seu argumento de que “os oceanos separam HOJE os continentes”, então considero que nem cangurus, nem antas, nem pinguins estiveram na arca ou a arca nunca existiu.

      Agora só tens que explicar como é que de uma derivas a outra.

      Há registro de leões em escritos antigos no oriente médio e em estátuas romanas espalhadas por todo o império, mas não há nenhum registro de cangurus. Não é por nada, mas seu argumento não colou.

      Mas não há fósseis de leões no Médio Oriente. Usando a tua lógica, temos que assumir que nunca existiram leões no Médio Oriente.

      Tens duas hipóteses:
      1. Defende que a existência de fósseis é a única forma de sabermos que um animal viveu num certo ecossistema, o que te levará a concluir que os leões nunca viveram no Médio Oriente.

      OU

      2. Admites que a inexistência de fósseis não é evidência de que o animal nunca viveu num sítio. Isto significa que a alegada inexistência de fósseis de cangurus no Médio Oriente não serve de evidência contra o Dilúvio e a sua existência nesse local.

      Qual é que preferes?

      E como a luz misteriosa não foi explicada satisfatoriamente, pois pelo que vejo não se trata de um corpo celeste, então considero que todas as minhas perguntas seguem sem explicação LÖGICA de sua parte.

      A falta de explicação para a origem da luz que Deus usou para iluminar a Terra não suporta o teu erro de que o facto do Sol não ter sido criado depois da Terra significa que há um erro em Génesis, ou que os dias não são literais.
      Entendes isto?

  44. “O que está em causa é a autoridade das Escrituras, o Carácter de Deus, a doutrina da morte e as bases do Evangelho. Se os primeiros capítulos de Génesis não são eventos históricos, então a crença no resto da Bíblia está fragilizada, incluindo os ensinamentos em torno da salvação e da moralidade.”
    Está aqui perfeitamente descrita a razão pela qual os criacionistas rejeitam a realidade.

    [[ Criacionistas não rejeitam "a realidade" mas sim a ridícula teoria da evolução e os mitológicos "milhões de anos". - Mats ]]

    A realidade destrói o seu sistema de crenças.

    [[A realidade não destrói o nosso sistema de crenças. ]]

    Os cientistas não têm todas as respostas, mas eles são estudantes da realidade e certamente que não vão rejeitar as suas observações por causa de crenças.

    [[ Mas não são as "observações" que levam as pessoas a acreditar que peixes evoluíram para pescadores.]]

    Para eles apenas a realidade é sagrada. Todos nós podemos também aprofundar nossas observações, tanto da realidade exterior como da realidade dentro de nós próprios e por consequência, compreender também melhor os outros seres humanos. O que é preciso são livros que nos ajudem a crescer em compreensão, a crescer em capacidades e em sabedoria e a compreendermos como tudo está interligado, e não livros que nos façam fechar os olhos perante a realidade.

    [[ Concordo. Por isso é que é boa ideia rejeitar livros evolucionistas. ]]

    O maior cego é aquele que não quer ver, é aquele que recusa aquilo que está em frente aos seus olhos por causa daquilo que está em sua cabeça, e em sua cabeça apenas.

    [[Certíssimo. Agora só tens que pegar nessas palavras, e perguntar aos teus "cientistas" evolucionistas se alguma vez viram "com os seus olhos" algum animal a dar à luz algo que não fosse do mesmo tipo. Gatos geram gatos, cães geram cães, coelhos geram coelhos. O que está em frente aos nossos olhos não dá qualquer evidência em favor da tese de que répteis evoluíram para pássaros, ou lobos evoluíram para baleias. ]]

    • “Gatos geram gatos, cães geram cães, coelhos geram coelhos. O que está em frente aos nossos olhos não dá qualquer evidência em favor da tese de que répteis evoluíram para pássaros, ou lobos evoluíram para baleias.”
      Certamente que você tem uma ideia de como os animais em geral se reproduzem. Existe um macho, uma fêmea, e a cria resultante é uma mistura genética dos dois. Não é idêntica a quaisquer dos progenitores. Da mesma forma, e de uma maneira geral, as crias oriundas do mesmo par diferem entre si. Ou seja, através da reprodução, a Natureza (ou Deus, se quiser usar esse termo) gera continuamente diversidade. Dizer “gatos geram gatos” é simplista, já que cada gato que é gerado é geneticamente único. É a presença dessa variação constante na Natureza que torna impossível que não haja evolução através da sucessão das gerações, já que umas crias vão sempre ser mais fortes e mais bem sucedidas do que outras. Você pode ver isso com os seus olhos, é um facto inegável, em cada ninhada vão sempre existir uns mais fracos e outros mais fortes. Não é que cada um não tenha as suas qualidades, o que acontece é que as qualidades de alguns, no meio ambiente em que estão inseridos, vão lhes trazer vantagens, e por isso vão viver mais tempo e vão ter mais descendência do que as outras, transmitindo-lhes as qualidades que lhes granjearam sucesso.
      É a existência desses dois factores, a variação genética e a hereditariedade, que faz com que ao longo das gerações uma raça se transforme em duas ou mais raças ou dê origem a dezenas ou centenas de outras raças. Isto é possível porque cada animal que existe é geneticamente diferente de tods os que o precederam. A não ser que seja um clone. Não sendo os animais clones uns dos outros, é impossível não haver evolução já que a variação genética entre gerações é constante.

  45. Mats diz:

    David Guerra:

    “Gatos geram gatos, cães geram cães, coelhos geram coelhos. O que está em frente aos nossos olhos não dá qualquer evidência em favor da tese de que répteis evoluíram para pássaros, ou lobos evoluíram para baleias.”

    Certamente que você tem uma ideia de como os animais em geral se reproduzem. Existe um macho, uma fêmea, e a cria resultante é uma mistura genética dos dois. Não é idêntica a quaisquer dos progenitores.

    Não deixa de ser o mesmo tipo que os progenitores. Um peixe a dar à luz um peixe (/embora genética diferente) não confirma a tese de que peixes evoluíram para pescadores. Isso é o mesmo que dizer que, se eu for andando a pé em direcção a Espanha eventualmente chegarei a outros planetas (a pé).
    Só porque estão a ocorrer modificações genéricas dentro do mesmo tipo não significa que modificações genéticas fora do tipo eventualmente irão ocorrer.

    Mas repara que tu disseste que os criacionistas são “contra a realidade”. Eu mostro-te que a realidade (o que nós vêmos com os nossos olhos) está de acordo com o criacionismo.

    Queres agora mudar a tua tese de que nós somos contra o que a realidade mostra?

    o que acontece é que as qualidades de alguns, no meio ambiente em que estão inseridos, vão lhes trazer vantagens, e por isso vão viver mais tempo e vão ter mais descendência do que as outras, transmitindo-lhes as qualidades que lhes granjearam sucesso.

    Mas não vão deixar de ser do mesmo tipo de os pais. Por mais variação que haja entre gatos, eles vão ser sempre gatos e não lobos. Isto é a realidade e isto está de acordo com o Criacionismo.

    É a existência desses dois factores, a variação genética e a hereditariedade, que faz com que ao longo das gerações uma raça se transforme em duas ou mais raças ou dê origem a dezenas ou centenas de outras raças.

    Só que a variação genética opera sobre O QUE JÁ EXISTE e não sobre o que ainda não existe. Como tal, a variação não pode ser a causa daquilo que ela precisa para operar.
    Segundo, o facto de existir a hereditariedade não confirma a evolução.

    Não sendo os animais clones uns dos outros, é impossível não haver evolução já que a variação genética entre gerações é constante.

    Isso é porque tu erradamente confundes o termo “variação” com “evolução”. É um facto que as espécies variam. Mas isto não implica que variam DA FORMA QUE A TEORIA DA EVOLUÇAO PRECISA.

    • Bruno diz:

      É preciso recorrer então aos motivos que levam-nos a classificar as Aves e Répteis de hoje em classes distintas. Vamos citar apenas 3 características de cada grupo.
      AVES: Tem penas, são bípedes, tem bico (não tendo dentes, ou tendo dentes minúsculos).

      RÉPTEIS: Tem pele escamosa ou rugosa (não tendo penas), são quadrúpedes ou ápodes (cobras), tem dentes.

      Não há exemplos vivos que desafiem essa classificação abertamente. Não se conhece aves que andem em 4 patas ou répteis com penas, porém, os fósseis das espécies transicionais claramente reúnem em um mesmo animal algumas destas característias, além de várias outras mais sutis.

      O famoso Arqueopterix por exemplo, assim como outras espécies extintas já descobertas, apresenta penas e dentes. Não se conhece atualmente aves com dentes grandes como os do Arqueopterix. Mas algumas destas espécies extintas inclusive apresentam uma curiosa mistura de Bico e Grandes Dentes, bem como escamas e penas.

      O Microraptor apesar das penas é claramente quadrúpede, ou ao menos predominantemente, tal como um esquilo, podendo ficar em pé sobre as patas traseiras, mas andando em 4 patas.

      E o mais curioso, é que os próprios Dinossauros, apesar de seu nome originalmente significar “Répteis Terríveis”, eram em grande quantidade bípedes!

      É claro que o Criacionista tem todo o direito de alegar que todas essas criaturas deveriam ser enquadradas na classe dos “Dinossauros”, que não seriam exatamente Répteis nem Aves. Como analogia frequentemente cita-se o Ornitorrinco, que apesar de ter mamas e bico, não é necessariamente uma espécie intermediária entre Aves e Mamíferos.
      Sem entrar no mérito sobre os Ornitorrincos, basta lembrar que esta é uma espécie encontrada num continente bastante afastado da Eurásia e África, onde, como prevê a Teoria da Evolução, as espécies tenderiam a se diferenciar das espécies de outros continentes, percorrendo caminhos evolutivos imprevisíveis.
      Porém a maior parte dos fósseis encontrados, bem como répteis e aves do presente, vieram de um mesmo continente, tendo inclusive coexistido durante algum tempo. Além disso, diferente do Ornitorrinco ou da Équidna, há tantos fósseis que misturam caracteristicas de répteis e de aves que é possível ordená-los numa ampla escala transitiva.
      Cientistas evolucionistas separaram dezenas de espécies extintas mas com evidências fósseis em 5 Estágios transitivos, onde pode-se notar uma maior presença de características de aves a medida que se avança na escala.
      As penas desepenham uma papel importante nessa escala, sendo bastante rústica como um mero cone oco, e similares a escamas, no Estágio 1, onde há exemplares como o Allossauóides, mas se tornando cada vez mais elaboradas até que no Estágio 5, onde está o Arqueopterix, já são bastante parecidas com as penas das aves atuais.
      Mas a capacidade sofistmática humana é ilimitada, e razão é meramente uma espada que pode ser usada para qualquer fim. Os criacionistas podem muito bem alegar a hipótese razoavelmente válida de que todas essas espécies estão isoladas umas das outras, tendo surgido separadamente num ato de criação Divina ou mediante Avançada Tecnologia Alienígena Extraterrestre.
      Evidentemente, trata-se de uma hipótese não testável, que sempre poderá alegar a descontinuidade não importa quantas fases de transição possamos demonstrar. Esse mesmo argumento poderia alegar que as cores Vermelha e Amarela nada tem haver uma com a outra, sendo fenômenos descontínuos, enquanto outros dizem que elas fazem parte de um mesmo espectro originado da Luz Branca. Se então lhes mostrarmos como prova de que elas fazem parte do mesmo fenômeno, a existência da cor Alaranjada, ele simplesmente dirão que esta é apenas uma outra cor isolada, e se mostrarmos um Alaranjado Avermelhado, bem como um Amarelo Alaranjado, poderão alegar que são outras cores distintas.
      Portanto, o argumento da Descontinuidade é um tipo de Tautologia, uma afirmação que se mostrará verdadeira em qualquer situação. Havendo evidências fósseis transicionais ou não, o Argumento funciona do mesmo jeito, havendo níveis de cor intermediário entre Vermelho e Amarelo ou não, não faz diferença.
      Poderíamos mostrar um milhão de espécies intermediárias cronologicamente ordenadas entre o Euornithes, possivelmente a espécie transicional do Estágio 5 mais próxima de aves atuais, e um Tucano, que aliás é um tanto parecido. Mas não importa! Os Criacionistas simplesmente alegarão que são um milhão de espécies isoladas que não tem qualquer parentesco umas com as outras.
      Não importa que mostremos que o DNA de cada uma dessas espécies é progressivamente similar. Eles podem alegar que espécies similares teriam DNAs similares porque Deus usou um padrão similar de criação, ainda que os DNAs compartilhem também falhas e lixo genético inúteis.
      Não importa que mostremos um gradiente de mil cores entre o Vermelho e o Amarelo, como forma de demonstrar que todas fazem parte da mesma matriz de luz. Eles poderão alegar que são mil cores distintas que vêm de matrizes diferentes.

      • Azetech diz:

        Daniel

        Além do seu proselitismo a religião Darwinista, e explicações incoerentes pelos quais conhecemos, consegues comprovar empiricamente o que falas? Ou simplesmente baseia sua fé em explicações fundamentadas em pressuposições incertas e características morfológicas dos seres?

    • Se as espécies variam, então também evolvem já que cada geração é uma evolução da anterior. Não tem a ver com ser qualitativamente superior ou inferior, é simplesmente uma evolução no sentido de progressão. Posso fazer a analogia com um objecto numa superfície… Cada nova geração, sendo uma variação, corresponde a um movimento do objecto numa determinada direção. É possível que em milhões de variações, o objecto se tenha sempre deslocado em círculos à volta dessa posição inicial, e por isso não ter ido parar muito longe dessa mesma posição. Isto é o equivalente a uma evolução lenta ou quase estagnada, é o que acontece por exemplo com o coelacanto, por vezes chamado de fóssil vivo por ser um dos poucos animais actuais cuja fisionomia é semelhante à dos fósseis de centenas de milhões de anos atrás. Isto acontece porque já está tão bem adaptado ao ambiente em que vive, que melhorias muito dificilmente acontecem. Por isso os espécimes com menos variação genética foram os que sobreviveram e que deram lugar aos actuais. No entanto noutras situações esses pequenos movimentos do objecto podem adquirir uma direção mais definida e levá-los a adquirir outro tipo de características. Geração a geração pode-se chegar até toda a actual biodiversidade da Terra, tal como milímetro a milímetro se podem percorrer dezenas de quilómetros, havendo suficiente tempo. É por isso que se diz que o tempo é o grande criador. As escrituras não oferecem qualquer explicação sobre como aconteceu a criação… será magia? Ou terá sido simplesmente a ação do tempo? Tempo é Deus no sentido de ser o verdadeiro criador. A teoria de evolução é apenas mais uma entre as que, ao contrário das escrituras, explicam como aconteceu “a magia do Senhor”. E a teoria da evolução não “precisa” de nada mais do que fornecer uma explicação, já que o objectivo não é corroborar qualquer escritura, mas simplesmente fornecer uma explicação, seja ela qual for. Dizer que a teoria da evolução “precisa” de algo é tentar aplicar a lógica criacionista à logica científica. Só que são duas lógicas completamente diferentes. É julgar os outros por imaginarmos que eles estão a fazer o que nós próprios fazemos, sem chegarmos realmente a conhecê-los.

  46. REIS diz:

    Em geral as pessoas não pensam atacam logo, o Moisés apresentou os 6 dias , mas o Criador não lhe explicou a matemática cósmica do universo, como o universo se expande, 6 dias dá 15 milhões de anos cósmicos, podia fazer esta conta, mas ia dar muito que escrever, para já um dia para Deus são como mil anos, Ele não diz que são mil anos, é muito mais.

    (2 Pedro 3:8) . . .No entanto, não vos escape este único fato, amados, que um só dia é paraYahu como mil anos, e mil anos, como um só dia. . .

    Em geral as pessoas lêem a bíblia , mas não meditem bem naquilo que lêem.

    (Salmo 90:4) . . .Pois mil anos aos teus olhos são apenas como o ontem que passou E como uma vigília durante a noite.

    (Êxodo 20:11) . . .Pois em seis dias fez Yahu os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e no sétimo dia passou a descansar. É por isso que Yahu abençoou o dia de sábado e passou a fazê-lo sagrado.

    Aqui Yahu é o rel nome do Criador no hebraico arcaico, nomes próprios não podem ser traduzidos só transliterados á pronuncia de cada país.
    Em português a pronuncia é Iárru, e o a quem chamam por Jesus não é o Jesus é o Yahushua visto ele ser um Yahudim.

  47. Dia do Pagamento diz:

    Só o que vocês protestantes e evangélicos conseguem,, sendo tão pouco sinceros nas análises e tão pouco cuidadosos nas reflexões, é caírem num descrédito cada vez maior. Vocês chegam a extremos ridículos só para defender uma crença insustentável. Querem sustentar a interpretação literal da Bíblia, apesar de todas as incoerencias. Quanto mais teimosos forem, mais rapidamente perderão terreno, pois vocês estão indo contra a realidade, esmurrando facas.

    • Mats diz:

      Não refustaste nada do que o texto diz. Quando quiseres, e fores capaz, estàs à vontade.

    • Azetech diz:

      É mesmo caro militante ateu? O Cristianismo sobreviveu por coisas muito piores, e não é um homem depressivo (Darwin), com uma fábula miraculosa (pedra virando vida pelo acaso em um ambiente ESTÉRIL) que irá abalar os ensinamentos de Cristo.
      Vocês crentes darwinistas não possuem NADA para refutar a VERDADE (Bíblia) e todos seus argumentos baseados na mentira (Origem da espécie) estão sendo refutados a medida que as técnicas científicas avançam.
      Tu fé, está se acabando meu caro, e teu darwinismo, está no fim.
      DNA-Lixo?? Órgãos vestigiais?? Mutação “miraculosa” Benéfica (que transforma amebas em gente)?? Universo eterno?? Abiogênesis pelo acaso???
      Todos estes mitos, baseados nas lacunas científicas, estão ficando sem espaço para se esconder a medida que a ciência avança.
      Isso não é uma “profecia” (como no seu caso) mas sim uma REALIDADE empiricamente comprovada, pelo TEMPO e HISTÓRIA.

      • Bruno diz:

        como vc explica a crescente biodiversidade das espécies a cada dia que passa a não ser pelo evolucionismo? acho que vc deveria ler mais artigos científicos, pq falar uma baboseira destas de que o evolucionismo está sendo derrubado, vc está completamente por fora, pois até mesmo muitos cientistas cristãos como “Francis Collins” acreditam na evolução. não temos nada para refutar vc só pode estar brincando, existem estrelas que estão a bilhões de anos luz de nós e estamos vendo o brilho delas agora, o decaimento radioativo no passado era maior e foi comprovado pelos cientistas? que cientistas são estes? pq a grande parte dos cientistas senão todos ainda usam esta datação. mas o que mais notei é que o autor do post não se deu o trabalho de colocar referencias pra corroborar com o que ele diz, é muito fácil eu chegar aqui e dar qualquer tipo de dados e não por referencia nenhuma. vcs acham que os cientistas estão preocupados tentando provar que a bíblia está errada, mas eles só estão querendo saber a verdade e a verdade não tem que ser aceita com fé. pra finalizar até mesmo Kurt Wise, geólogo phd, formado em Harvard disse “se todas as evidências apontam para uma terra mais antiga, eu seria o primeiro a admitir, mas se as escrituras me dizem que a terra tem apenas 6mil anos eu acredito, quer dizer um cara brilhante não quer ver a verdade só por causa da sua fé.

      • Mats diz:

        como vc explica a crescente biodiversidade das espécies a cada dia que passa a não ser pelo evolucionismo?

        Biodiversidade não é evidencia contra o criacionismo, nem é evidência em favor da teoria da evolução.

    • REIS diz:

      O que é interessante, é que as pessoas preferem acreditar na opinião de um home do que no Criador do homem, é bastante interessante o ponto a que a ignorância humana chega.

      (Isaías 64:8) 8 E agora, ó Yahuh, tu és nosso Pai. Somos o barro e tu és o nosso Oleiro; e todos nós somos trabalho da tua mão.

      (Isaías 45:9) . . .Ai daquele que contendeu com o seu Formador, como um caco com outros cacos do solo! Devia o barro dizer àquele que o forma: “Que estás fazendo?” E [devia dizer] tua realização: “Ele não tem mãos”?

      E ASSIM ESTÁ A HUMANIDADE HOJE

  48. Fabio Moure diz:

    Acho interessante que o Cristão leia a Bíblia, mas pedindo ao Espírito Santo o auxílio para interpretar. Falo isso porque gosto de ler estudos da Bíblia, ainda que não concorde, leio e procuro entender outros pontos de vista. Mas sinceramente, queres tanto tornar verídica a tua opinião que te tornas extremamente prolixo, e se tu leres novamente tudo quanto escrevestes, repassando cada versículo na Bíblia outra vez, creio que veras que vários contextos escritos e defendidos na Bíblia, se quer, possuem qualquer relação contextual, e é em vários casos.
    Não acho que o teu texto defenda de fato uma Terra jovem, e te perdes do teu primeiro objetivo a querer defender todos os teus pensamentos em um só texto, como exemplo, estas a falar da idade da terra e começas a defender os anjos criados nos seis dias.
    Opinião é algo muito importante, e distinta de pessoa para pessoa, te respeito por expor o teu pensar, mesmo não partilhando deste credo, acho muito interessante a palavra TEMPO em relação às coisas de Deus, Ele sempre existiu e sempre existirá, fascinante. Tudo relacionado a isto, para mim é um lindo mistério.

    • reis diz:

      Aqui falando do tempo da Criaçao.
      Também este dia primeiro não pode ser computado como um dia de vinte e quatro horas, uma vez que não haviam sido criados o sol, a lua ou as estrelas, já que são os astros responsáveis pelo tempo cronológico que temos. Ou seja, um tempo capaz de ser somado.
      Verso 6: “E disse Elohim: haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas”
      Nota: Esta EXPANSÃO ou FIRMAMENTO, diferentemente do que afirmam muitos teólogos, não é uma simples camada de ozônio, pelo fato de Elohim tê-lo chamado Céus! A EXPANSÃO ou FIRMAMENTO, é simplesmente uma mega bolha que chamamos de universo com milhares de galáxias onde não possui as águas do shamayim que estão muito além da capacidade humana. Aquilo que os cientistas e os astrólogos estudam e que não conseguem penetrar nem mesmo na primeira camada; é tão somente uma bolhinha criada pelo nosso Eterno e Pai Elohim.
      (Salmo 90:2) . . .Antes de nascerem os próprios montes Ou de teres passado a produzir como que com dores de parto a terra e o solo produtivo, Sim, de tempo indefinido a tempo indefinido, tu és Elohim הוהי. .
      TALVEZ , o Sr acredita mais na evolução, mas eu acredito num Criador, assim sendo vai sempre haver faícas, porque a evolução é teorias, e uma teoria é uma incerteza, no meu ponto de vista é claro.
      (Isaías 40:22) . . .Há Um que mora acima do círculo da terra. . .Aqui ainda não havia a Nasa, e na era da civilização o homem dizia que a terra era quadrada, mas a escritura sempre teve a resposta.
      Jó 26:10 – (Jó 26:7) . . .Suspende a terra sobre o nada. . .
      A terra está suspensa no espaço, o Jó não foi lá numa nave ver não é ? mistério ou sabedoria ?
      2 Pedro 3:5) . . .escapa-lhes este fato, de que desde a antiguidade havia céus, e uma terra sobressaindo compactamente à água. . .
      Não havia mapas
      Eclesiastes 1:7) . . .Todas as torrentes hibernais correm para o mar, contudo, o próprio mar não está cheio. . .
      Ciência pura ó Sr Fábio
      (Salmo 139:16) . . .Teus olhos viram até mesmo meu embrião, E todas as suas partes estavam assentadas por escrito no teu livro,. . .
      Anatomia
      COMPREENDO SR FÁBIO, que para certas pessoas de ciêcias a Bíblia talvez não terem as explicações um pouco mais claras á época em que vivemos, mas para aquela época ,ela já era mais sofisticada do que o tempo em que vivemos hoje, mas mesmo assim ela nos dá uma lição com respeito á nossa sabedoria relativa, para pessoas da idade da pedra saber o que sabiam, ela está certa em tudo, e não se contradiz, pode é haver pontos de vista diferentes, um apóstolo por exemplo escreveu que era madrugada, e outro escreveu que ainda estava escuro, mas na lógica vai dar tudo ao mesmo.
      cumprimentos

      • bruno diz:

        1º a terra não é um circulo é esferóide, Círculo é uma figura bidimensional, um polígono de infinitos vértices e infinitos lados.Esfera é uma figura tridimensional, um poliedro de infinitos vértices e infinitas faces.
        mas peguemos outros exemplos de que a bíblia afirma que a terra é plana:
        DANIEL [4]
        “10 Eram assim as visões da minha cabeça, estando eu na minha cama: eu olhava, e eis uma árvore no meio da terra, e grande era a sua altura; 11 crescia a árvore, e se fazia forte, de maneira que a sua altura chegava até o céu, e era vista até os confins da terra.
        … 20 A árvore que viste, que cresceu, e se fez forte, cuja altura chegava até o céu, e que era vista por toda a terra;”
        Esse é o sonho do rei da Babilônia Nabucodonosor, cuja simbologia fora interpretada perfeitamente pelo perspicaz Daniel. Uma Terra plana circular sem dúvida tem um centro, um meio, e qualquer coisa que possua altura suficiente poderia ser vista de todos os pontos deste círculo. Mas faria sentido tal coisa numa Terra esférica?!
        MATEUS [4:8]
        “Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles;”
        LUCAS [4:5]
        “Então o Diabo, levando-o a um lugar elevado, mostrou-lhe num relance todos os reinos do mundo.”
        Esses são os relatos dos evangelistas a respeito da tentativa de Satanás de corromper Jesus no deserto.
        Voltando ao raciocínio anterior, tal idéia faz sentido numa Terra esférica? Não! Mas numa Terra plana sim.
        Por mais alta que fosse a montanha, ainda que maior que o Everest, devido a curvatura do planeta não seria possível ver sequer os reinos próximos ao Oriente Médio como a Pérsia, Egito ou Grécia, que dizer de todos do mundo.
        A única saída contra tal argumento é abstrair e apelar para um simbolismo exagerado, aniquilando a originalidade do texto e ferindo mesmo a integridade da Bíblia.
        2º Já nem mesmo algo simples assim é dito a respeito de um Ciclo Hidrológico. Diz apenas que os rios sempre vão para o mar, mas este nunca se enche mais do que já está. Não há nada de ciclo da água aqui!
        Ciclo da água seria dizer que os rios desembocam no mar, parte do mar se evapora, forma nuvens e cai como chuva, que penetra nos solos e desce aos lençois freáticos, de onde nascem os rios que voltam para o mar.
        Mas não há nada disso no Eclesiastes! Apenas uma afirmação simples e poética submetida a um abusiva interpretação. Curioso é que uma interpretação muito menos forçada poderia tirar da Bíblia a afirmação exatamente contrária, baseada no versículo:
        “Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come,” [Isaías 55:10]
        Note que este versículo é retirado do mesmíssimo capítulo de onde o entusiasta da inerrância bíblica retirou a afirmação da “quase infinita extensão do universo”, sendo imediatamente posterior. Será que o autor dessa apologética nunca viu esse versículo?
        Se podemos forçar o Eclesiastes a uma afirmação sobre o ciclo hidrológico, porque não fazer o mesmo com o Isaías, que permite a interpretação clara de que a água que caí dos céus nunca mais retorna para ele?
        http://www.xr.pro.br/CRIAXEVO/BIBLIAXCIENCIA2.HTML tem muito mais neste site, refutando completamente a inerrancia bíblica cientifica.

  49. Jose de Arimathea Fonseca diz:

    Olá.
    Lendo este artigo, não consegui deixar de questionar se este texto não contraria, pelo menos em parte, o outro – 14 fenómenos naturais que contradizem os mitológicos “milhões de anos”.
    Já tive oportunidade de ler sobre a datação por carbono14 e sinceramente, nunca acreditei em milhares de milhões de anos, 14 bilhões do tal bing-bang dentre outros. Mas a abordagem do texto “14 fenómenos naturais que contradizem os mitológicos “milhões de anos” me pareceu lógica e não conflitante com a bíblia.
    Afetuoso abraço e parabéns.

  50. Julianne diz:

    Puxa vida, nunca tinha visto um artigo tão bom.
    tão esclarecedor!
    na verdade os evolucionistas fazem de tudo para convencer os outros de que estão certos
    e acabam usando datações conforme sua vontade.
    Sabe de uma coisa, estou chegando a conclusão de que o evolucionismo é uma religão !

    • JB diz:

      Como a biblia é a palavra de Deus, se ela foi escrita por homens…..Jesus por exemplo não escreveu uma só palavra…Anotaram o que ele falou……… se examinarmos o velho testamento então, veremos muitas coisas absurdas se consideradas ao pé da letra, e ainda é publico que muitos escritos da epoca de Jesus foram deixados de lado e não foram colocados na biblia…..a biblia é sim um livro que que conterm muitos ensinamentos de Jesus, dos apostolos e discipulos e dos antigos profetas , mas dizer que contém toda a verdade e que é a Palavra de Deus é um fanatismo mundial, uma falta de inteligencia, e um conformismo de servir a ideais de sacerdotes e religiões nem sempre distanciados de interesses diversos………

  51. Paulo diz:

    Quando a Bíblia estava sendo escrita, havia especulação sobre como a Terra era sustentada no espaço. Alguns, para exemplificar, criam que a Terra se apoiava em quatro elefantes que estavam de pé sobre grande tartaruga-marinha. Todavia, em vez de refletir os conceitos fantasiosos e anticientíficos da época em que foi escrita, a Bíblia simplesmente declarava: “[Deus] estende o norte sobre o vazio, suspende a terra sobre o nada.” (Jó 26:7)

    Sim, há mais de 3.000 anos a Bíblia corretamente comentava que a Terra não tinha sustentação visível, fato que se harmoniza com as leis mais recentemente entendidas da gravidade e do movimento. “Como é que Jó sabia da verdade”, comentou certo perito religioso, “é uma questão não facilmente solucionada por aqueles que negam a inspiração da Escritura Sagrada”. (Cook’s Commentary (Comentário de Cook), editado por F. C. Cook, 1878, Vol. IV, p. 96.)

     A respeito do formato da Terra, The Encyclopedia Americana afirma: “A imagem mais antiga que os homens tinham da Terra era que ela era uma plataforma plana, rígida, no centro do universo. . . .

    O conceito de uma Terra esferóide não era amplamente aceito até a Renascença.” (Encyclopedia Americana, 1977, Vol. 9, p. 553.) Alguns dos primitivos navegadores até mesmo temiam velejar a ponto de caírem da beirada da Terra plana! Daí, porém, a introdução da bússola e de outros aprimoramentos tornaram possíveis as viagens oceânicas mais extensas. Tais “viagens de descobrimento”, segundo explica outra enciclopédia, “mostraram que o mundo era redondo, e não plano como cria a maioria das pessoas”. (The World Book Encyclopedia, 1984, Vol. 20, p. 136.)

    Todavia, muito antes de tais viagens, com efeito, há cerca de 2.700 anos, a Bíblia dizia: “Há Um que mora acima do círculo da terra, cujos moradores são como gafanhotos.” (Isaías 40:22) A palavra hebraica hhugh, traduzida “círculo”, pode também significar “esfera”, como mostram obras de referências tais como o Analytical Hebrew and Chaldee Lexicon (Léxico Analítico Hebraico e Caldeu), de Davidson. Outras traduções, por conseguinte, dizem “o globo da terra” (Versão do Pontifício Instituto Bíblico, de Roma) e “a redondeza da terra”. (Matos Soares) Assim, a Bíblia não foi influenciada pelo conceito errôneo de que a Terra era plana, predominante na época em que foi escrita. Ela era exata.

    Os humanos há muito observaram que os rios deságuam nos mares e oceanos, e, mesmo assim, estes não se aprofundam. Alguns criam, até se aprender que a Terra era esferoidal, que isto se dava porque igual volume de água se derramava das beiradas da Terra. Mais tarde, aprendeu-se que o sol “bombeia” bilhões de litros de água dos mares a cada segundo, em forma de vapor d’água.

    Isto produz nuvens que são levadas pelos ventos para áreas terrestres, onde a umidade cai em forma de chuva e neve. A água então escoa para os rios e flui de novo para os mares. Este maravilhoso ciclo, embora fosse em geral desconhecido nos tempos antigos, é mencionado na Bíblia: “Os rios correm para o mar, mas o mar nunca fica cheio. A água volta para os rios e corre outra vez para o mar.” — Eclesiastes 1:7, A Bíblia Viva.

     No que tange à origem do universo, a Bíblia declara: “No princípio Deus criou os céus e a terra.” (Gênesis 1:1) Muitos cientistas, porém, consideravam isto anticientífico, asseverando que o universo não teve princípio. Entretanto, apontando informações mais recentes, o astrônomo Robert Jastrow explica: “A essência dos estranhos acontecimentos é que o Universo teve, em certo sentido, um princípio — que começou em dado instante de tempo.” Jastrow refere-se aqui à teoria, agora comumente aceita, da grande explosão. Acrescenta: Agora vemos como a evidência astronômica leva a um conceito bíblico sobre a origem do mundo. Os pormenores diferem, mas os elementos essenciais no relato astronômico e nos relatos bíblicos de Gênesis são os mesmos.

    Qual tem sido a reação a tais descobertas? “Os astrônomos acham-se curiosamente aborrecidos”, escreve Jastrow. “As reações deles fornecem interessante demonstração da resposta da mente científica — supostamente uma mente muito objetiva — quando a evidência revelada pela própria ciência leva a um conflito com os artigos de fé de nossa categoria profissional.

    Acontece que o cientista se comporta como o resto de nós quando nossas crenças colidem com a evidência. Ficamos irritados, fingimos que não existe tal conflito, ou o encobrimos com frases sem significado.” (God and the Astronomers (Deus e os Astrônomos), de Robert Jastrow, 1978, p. 16) Mas, permanece a realidade que, ao passo que a “evidência revelada pela ciência” discordava daquilo que os cientistas há muito criam a respeito da origem do universo, ela confirmava o que há milênios foi escrito na Bíblia.

    Quanto mais se examina a Bíblia, tanto mais surpreendente se torna sua notável exatidão. Conforme indicado por alguns artigos desse site, a Bíblia fornece os estágios da criação na mesmíssima ordem agora confirmada pela ciência, um fato difícil de explicar se a Bíblia tivesse, simplesmente, uma origem humana. Trata-se de outro exemplo dos muitos pormenores na Bíblia confirmados pelo crescente conhecimento.

    Com boa razão, um dos maiores cientistas de todos os tempos, Isaac Newton, disse: “Não existem ciências mais bem comprovadas do que a religião da Bíblia.” (The New Dictionary of Thoughts (O Novo Dicionário de Idéias), 1954, originalmente compilado por Tryon Edwards. Revisto por C. N. Catrevas e Jonathan Edwards, p. 534.)

  52. Azetech diz:

    Bruno

    Eu conheço o site do Marcus Valério, e já fiz as refutações referente a estes argumentos (que infelizmente ele EXCLUIU )

    A refutação é fácil, basicamente, o principal erro que vocês cometem é confundir termos técnicos com coloquiais, literais com metafóricos e desconhecer sobre as figuras de linguagem utilizada pelo povo hebreu antigo.
    Uma aula simplês em hermenêutica bíblica e história hebraica resolveria o problema.

    Se quiser mais detalhes, poderemos abordar ponto a ponto.

    • Bruno diz:

      hermenêutica e exegese pra mim são desculpas que vcs dão para tentar adequar a realidade dos fatos com a bíblia.

      • Azetech diz:

        Bruno

        hermenêutica e exegese pra mim são desculpas que vcs dão para tentar adequar a realidade dos fatos com a bíblia.

        Dizer que hermenêutica e exegese são desculpas, é uma desculpa para quem deseja deturpar a Bíblia simplesmente para dar o sentido desejado.

        Hermenêutica e exegese é necessário para QUALQUER estudo literário, independentemente se o mesmo é bíblico ou não.
        Então, mesmo que tentar entender Shakespeare, estas disciplinas serão necessárias.

        Agora, quando o conteúdo é épico, remetendo o passado, há um extra, no caso o estudo histórico dos costumes locais (Arqueologia e História)

        Não achas mesmo que uma técnica tão chula e desonesta, como a distorção de um relato Bíblico, funcionará com quem a CONHECE e ESTUDA profundamente, achas?

        Somente leigos, que nunca estudaram a Bíblia (como seu caso) poderiam comprar esta idéia.

        É uma pena que o Marcus Valério não deixou minha refutação em seu site. Creio que o mesmo se acovardou ao ver que suas idéias foram derrubadas.

    • bruno diz:

      Entao vamos la, vou deixar vc me explicar a biblia.naquela passagem que o diabo leva Jesus ao monte mais alto da terra para mostrar todos os reinos do mundo, vc sabe q mesmo que eu suba no monte mais alto eu nao poderia ver nem os reinos mais proximos por causa da curvatura da terra, entao como vc me explica esta passagem atraves da hermeneutica?

      • Azetech diz:

        Bruno

        Entao vamos la, vou deixar vc me explicar a biblia.naquela passagem que o diabo leva Jesus ao monte mais alto da terra para mostrar todos os reinos do mundo, vc sabe q mesmo que eu suba no monte mais alto eu nao poderia ver nem os reinos mais proximos por causa da curvatura da terra, entao como vc me explica esta passagem atraves da hermeneutica?

        A Passagem diz:

        “Depois, o Diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. ”

        Mateus 4:8-10

        Mesmo que a terra fosse plana, como Jesus viria (com olhos físicos) todos os reinos e seu esplendor com clareza, de um monte muito alto? Usando um Binóculo? O diabo o colocaria sentado em uma rocha e daria uma luneta? :-D

        Os Reinos foram mostrados a Cristo através de uma “visão”. Porém não é uma visão física, mas sim uma visão espiritual.

        A visão que ele teve foi semelhante as visões de Pedro e o Lençol (Atos 10:3-20), Paulo e o homem da Macedônia (Atos 16: 6-12), João em Patmos (Apocalipse) e assim por diante.
        Somente um leigo, que não entende nada de bíblia, interpretaria esta passagem com uma visão física.

      • BRUNO diz:

        nada a ver as coisas que vc disse. se era uma visão é óbvio que ele não precisaria levar ele a lugar nenhum, ai vc me faz uma pergunta totalmente tosca “pq não levar?” é suponho que talvez o sinal do televisor do diabo fosse melhor lá em cima. rsrs, como eu imaginava não respondeu absolutamente nada, inventou uma desculpa pra tentar explicar a passagem mais se atrapalhou todo. em lucas 17, 34-35 eu estava comentando um post que outra pessoa deixou pra mim e neste post o autor fala que este texto tratasse de jesus ter revelado que a terra era esferoide por arrebatar um em um canto do mundo e outro em outro canto do mundo, sinceramente não entendi o porque ele colocar este texto, pelo que vi em sites cristãos a interpretação é sobre arrebatamento, mas é claro que existem outras interpretações ai vai da vontade da pessoa acreditar no que é mais comodo. nem os próprios evangélicos tem consenso sobre as interpretações, por isso há tanta divisão e não adianta vim com aquele papo de que todas fazem parte do mesmo corpo que esta não cola,

    • BRUNO diz:

      bela tentativa, mas no hebraico existes a palavra esfera sim Círculo: chuwg (חוג)
      Esfera: duwr (דור), mas as suas respostas já era como eu imaginava, vcs fazem um malabarismo incrível para tentar adequar a passagem a realidade dos fatos, o impressionante é que o autor do texto diz que não é possível ver todos os reinos do mundo mesmo se a terra fosse plana e mesmo levando ao monte mais alto e mesmo se não tivesse obstrução, ai eu te pergunto, pra que levar ao monte mais alto se não dá pra ver os reinos? já que era uma visão do futuro eles poderiam ficar em qualquer lugar não concorda? isto só mostra a ignorância do autor dos versículos, em Lucas 17,34-35, jesus não diz absolutamente nada sobre terra esférica, só disse que uns serão arrebatados e outros ficarão, nada a ver.

      • Azetech diz:

        Bruno
        vcs fazem um malabarismo incrível para tentar adequar a passagem a realidade dos fatos

        E como sabe que não és tú que fazes um malabarismo incrível para distorcer as passagens? Como embasa a pressuposição que detém a verdade e nós o engano?
        Por um acaso corrobora este argumento fundamentado em sua fé pessoal?

        o impressionante é que o autor do texto diz que não é possível ver todos os reinos do mundo mesmo se a terra fosse plana e mesmo levando ao monte mais alto e mesmo se não tivesse obstrução, ai eu te pergunto, pra que levar ao monte mais alto se não dá pra ver os reinos?

        E eu pergunto, porque NÃO levar?

        já que era uma visão do futuro eles poderiam ficar em qualquer lugar não concorda?

        Claro. E o monte se enquadra na característica de qualquer lugar, não concorda?

        isto só mostra a ignorância do autor dos versículos, em Lucas 17,34-35, jesus não diz absolutamente nada sobre terra esférica, só disse que uns serão arrebatados e outros ficarão, nada a ver.

        Isso “mostra” que a tua o faz imaginar na suposta ignorância do autor dos versículos, e só.
        Porém como comprovas que a tua é verdadeira?
        Embasado no achismo? (como tens demonstrado até o presente momento?)

  53. BRUNO diz:

    Pq vive falando que eu tenho fé? eu apenas uso a lógica e vc não consegue me responder com lógica. peguemos o exemplo do diabo ter levado Jesus ao monte para ver todos os reinos, pq eu teria que deslocar a pessoa do lugar que ela está para mostrar uma visão do futuro? o próprio texto se contradiz ele leva Jesus ao monte mais alto para que lá ele possa ver os reinos no futuro, ora se não é uma visão física qual a lógica de se levar ele ao monte mais alto?

    • Dalton diz:

      O Monte é o lugar dedicado aos deuses, tradicionalmente.
      Os deuses do olimpo ficavam em montes, o próprio Deus se manifestava em montes, primariamente (Moisés), e por aí vai. Na simbologia pagã, os montes eram a morada dos deuses por serem o ápice mais próximo do céu.

      • Azetech diz:

        Dalton

        Na simbologia pagã, os montes eram a morada dos deuses por serem o ápice mais próximo do céu.

        Ok, tu revelaste que os montes na MITOLOGIA PAGÃ simbolizava as moradas dos deuses. Porém pergunto, o que isso tem a haver com a hermenêutica bíblica?
        Por um acaso tentas utilizar outras culturas para fazer uma inferência aos relatos bíblicos?
        Já te adianto que isso é errado, pois a chave hermenêutica de um determinado tema, deverá ser aquele MESMO TEMA
        Tentar analisar um tema, usando simbologia de outro tema, é errônio, pois se trata de conceitos diferentes.

        Por exemplo, no Hinduísmo (crença a 3000 anos atrás) o “Bindu Visphot” simboliza LITERALMENTE início do universo por um ponto singular pela manifestação do deus Brahman. Isso então significa que a elaboração da hipotese do Big Bang (hoje erroneamente chamado de teoria) também simboliza a manifestação do deus Brahman?
        Se utilizarmos o teu raciocínio, sim. Percebes agora o equivoco?

    • Azetech diz:

      Bruno

      Pq vive falando que eu tenho fé? eu apenas uso a lógica e vc não consegue me responder com lógica.

      Amigo,não tenho dúvida que segundo a tua fé, este argumento tem lógica. Não tenho dúvida que de acordo com seu pensamento (e desejo), este argumento torna a bíblia um livro falso.
      Porém levanto a questão, quem disse que a sua “lógica” é de fato lógico?
      Tu afirmas: se o diabo levou Jesus para o monte, obrigatoriamente foi para faze-lo enxergar todos os reinos do planeta terra fisicamente (mesmo que seja por um binóculo :-) ).
      Porém pergunto, qual é a relação de obrigatoriedade de uma coisa para outra? Porque o fato de estar em um monte significa que utilizaria os olhos físicos?
      Até o presente momento não fizeste uma explicação convincente que esta obrigatoriedade existe.
      Outro ponto, porque achas que o termo antigo “Todos os reinos do mundo”, significa “todos os reinos do planeta Terra”?
      Se entendesse um pouco de Bíblia, saberia que o termo “toda terra” ou “todo mundo”, não significa o globo, mas sim a NAÇÃO
      Qualquer estudioso bíblico, por mais iniciante que seja, sabe deste detalhe.

      peguemos o exemplo do diabo ter levado Jesus ao monte para ver todos os reinos, pq eu teria que deslocar a pessoa do lugar que ela está para mostrar uma visão do futuro?

      Futuro????? Onde está escrito que o diabo tem poder para revelar o futuro???
      Perceba que novamente está a se equivocar em teus conceitos, colocando palavras onde não existe. (provavelmente fruto do desconhecimento do que está a falar)

      ora se não é uma visão física qual a lógica de se levar ele ao monte mais alto?

      Ora, e se é uma visão espiritual, porque não levar a um monte alto?
      Porque os dois eventos se excluem? Cristo não poderia ter uma visão espiritual do alto de uma montanha?
      Se tu afirmas que não, então és tu que deverá justificar.
      Então devido a isso, levanto novamente a questão:
      Porque Jesus não poderia ter uma “visão” (espiritual) dos reinos do mundo (do tempo presente), no alto de uma montanha?

  54. Azetech diz:

    Bruno

    se era uma visão é óbvio que ele não precisaria levar ele a lugar nenhum

    Fundamentado em que diz isso? Como sabes com certeza que ele não precisaria levar a lugar nenhum?
    Tu fundamentas este argumento baseado em tua FÉ e nada mais.

    ai vc me faz uma pergunta totalmente tosca “pq não levar? é suponho que talvez o sinal do televisor do diabo fosse melhor lá em cima. rsrs,

    A questão é pertinente. Porque não levar Cristo a um lugar de alto esplendor (como o topo de uma montanha) e não mostrar em forma de visão todos os reinos do mundo?
    Porque ele seria proibido a isso?

    como eu imaginava não respondeu absolutamente nada, inventou uma desculpa pra tentar explicar a passagem mais se atrapalhou todo.

    Mas responder a que? Nem mesmo este seu “argumento” chegou a ser uma questão. Tu fez uma afirmativa e eu, simplesmente refutei. Simples.

    em lucas 17, 34-35 eu estava comentando um post que outra pessoa deixou pra mim e neste post o autor fala que este texto tratasse de jesus ter revelado que a terra era esferoide por arrebatar um em um canto do mundo e outro em outro canto do mundo,

    E??? Também sou proibido de fazer inferência a outro texto em seu comentário referente a outro assunto?

    não adianta vim com aquele papo de que todas fazem parte do mesmo corpo que esta não cola,

    Amigo, quem precisa vir “com papo” e “colar” alguma coisa aqui és TU .
    Até o presente momento tens feito afirmações pelo qual não consegues estabelecer racionalmente, logo es TU que está a alegar algo que “não cola”.

    • BRUNO diz:

      1º como eu sei que não precisava levar a lugar nenhum? ora se eu tenho o poder de revelar os reinos através de visões pq tenho que levar a algum lugar? ai vc vai e me responde pq não levar? simplesmente pq é desnecessário, se eu tenho comida suficiente para um mês aqui em casa, pq vou sair para comprar comida hj? é assim que funciona a lógica, não se faz uma coisa sem necessidade, a não ser que vc queira perder tempo, vc quer inverter os papeis, está querendo me dizer que não tem necessidade, mas porque não fazer? ora pq não faz sentido fazer uma coisa que não tem necessidade de ser feita.
      2º sim o diabo poderia levar ele a um lugar alto, mas é extremamente desnecessário.
      3º pode sim, mas só estava falando que o texto não tem nada a ver com revelações da redondeza da terra.
      4º não vi lógica nos seus comentários e me chama de irracional?
      5º vc diz ” Ora, e se é uma visão espiritual, porque não levar a um monte alto?
      Porque os dois eventos se excluem? Cristo não poderia ter uma visão espiritual do alto de uma montanha?
      Se tu afirmas que não, então és tu que deverá justificar.
      Então devido a isso, levanto novamente a questão:
      Porque Jesus não poderia ter uma “visão” (espiritual) dos reinos do mundo (do tempo presente), no alto de uma montanha?”. sim ele poderia ir a montanha, mas se é uma visão espiritual e não física a montanha se torna desnecessária, eu subiria a montanha se eu quisesse ter uma visão física, ora Daniel teve várias visões e nunca precisou sair do lugar, simplesmente via nos sonhos, é simplesmente uma coisa que não faz sentido. a pergunta é pra que?

      • Azetech diz:

        Bruno

        Ora se eu tenho o poder de revelar os reinos através de visões pq tenho que levar a algum lugar? ai vc vai e me responde pq não levar? simplesmente pq é desnecessário.

        Ora, supondo que fosse desnecessário (o que eu não concordo), este motivo não justificaria uma suposta impossibilidade da “visão” ser realizado em espírito em cima do cume do monte, ou a obrigatoriamente a visão ser literal (física).
        O diabo poderia muito bem elevar a Cristo nas alturas e proporcionar a ele a visão em espírito de todos reinos presentes naquele tempo.

        Então, o que demonstraste aqui, foi apenas um achismo de sua parte, embasada em tua (algo pelo qual não compartilho)

        Além deste argumento (que particularmente “não cola”) tens algum outro?

        2º sim o diabo poderia levar ele a um lugar alto, mas é extremamente desnecessário.

        Isso és tu quem diz, embasado em fé e desconhecimento da simbologia bíblica.
        Eu digo que o ato de elevar a Cristo no topo do monte teve mais valor SIMBÓLICO .

        4º não vi lógica nos seus comentários e me chama de irracional?

        Ora, para um irracional a irracionalidade é lógica. Agora pergunto, como sabes que sua fé não é um irracional?

        Se tu afirmas que não, então és tu que deverá justificar.

        Não achas um pouco apelativo utilizar a inversão do ônus da prova (Falácia) tão descaradamente?
        Não és tu que está a alegar que pelo fato do diabo elevar a Cristo no alto da montanha, significa que o mesmo observou os reinos com os olhos físicos? Ora, se tu afirmas isso, o ônus cabe a ti.

        sim ele poderia ir a montanha, mas se é uma visão espiritual e não física a montanha se torna desnecessária,

        Tu é quem chama de desnecessária. Como consegue provar que de fato foi desnecessário? como provas que não houve um simbolismo por detrás (como ocorre com grande parte da bíblia).

        eu subiria a montanha se eu quisesse ter uma visão física

        E???

        ora Daniel teve várias visões e nunca precisou sair do lugar, simplesmente via nos sonhos, é simplesmente uma coisa que não faz sentido. a pergunta é pra que?

        A bíblia revela que as visões não ocorrem SOMENTE através de sonhos. Como disse no comentário anterior, Pedro, João, Paulo e muitos profetas tiveram várias visões mesmo acordados.
        Outra questão, onde o fato de Daniel ter uma revelação em sonho, exclui a possibilidade do diabo proporcionar uma visão a Cristo ainda acordado e em cima do monte?
        Como justifica isso?
        A sua situação piorou, pois deverá justificar a obrigatoriedade da visão ser física e ao mesmo tempo a obrigatoriedade da visão ser APENAS em um estado de sonho.
        Estou no aguarde :-D

  55. Azetech diz:

    Bruno

    Ora se eu tenho o poder de revelar os reinos através de visões pq tenho que levar a algum lugar? ai vc vai e me responde pq não levar? simplesmente pq é desnecessário.

    Ora, supondo que fosse desnecessário (o que eu não concordo), este motivo não justificaria uma suposta impossibilidade da “visão” ser realizado em espírito em cima do cume do monte, ou a obrigatoriamente a visão ser literal (física).
    O diabo poderia muito bem elevar a Cristo nas alturas e proporcionar a ele a visão em espírito de todos reinos presentes naquele tempo.

    Então, o que demonstraste aqui, foi apenas um achismo de sua parte, embasada em tua (algo pelo qual não compartilho)

    Além deste argumento (que particularmente “não cola”) tens algum outro?

    2º sim o diabo poderia levar ele a um lugar alto, mas é extremamente desnecessário.

    Isso és tu quem diz, embasado em fé e desconhecimento da simbologia bíblica.
    Eu digo que o ato de elevar a Cristo no topo do monte teve mais valor SIMBÓLICO .

    4º não vi lógica nos seus comentários e me chama de irracional?

    Ora, para um irracional a irracionalidade é lógica. Agora pergunto, como sabes que sua fé não é um irracional?

    Se tu afirmas que não, então és tu que deverá justificar.

    Não achas um pouco apelativo utilizar a inversão do ônus da prova (Falácia) tão descaradamente?
    Não és tu que está a alegar que pelo fato do diabo elevar a Cristo no alto da montanha, significa que o mesmo observou os reinos com os olhos físicos? Ora, se tu afirmas isso, o ônus cabe a ti.

    sim ele poderia ir a montanha, mas se é uma visão espiritual e não física a montanha se torna desnecessária,

    Tu é quem chama de desnecessária. Como consegue provar que de fato foi desnecessário? como provas que não houve um simbolismo por detrás (como ocorre com grande parte da bíblia).

    eu subiria a montanha se eu quisesse ter uma visão física

    E???

    ora Daniel teve várias visões e nunca precisou sair do lugar, simplesmente via nos sonhos, é simplesmente uma coisa que não faz sentido. a pergunta é pra que?

    A bíblia revela que as visões não ocorrem SOMENTE através de sonhos. Como disse no comentário anterior, Pedro, João, Paulo e muitos profetas tiveram várias visões mesmo acordados.
    Outra questão, onde o fato de Daniel ter uma revelação em sonho, exclui a possibilidade do diabo proporcionar uma visão a Cristo ainda acordado e em cima do monte?
    Como justifica isso?
    A sua situação piorou, pois deverá justificar a obrigatoriedade da visão ser física e ao mesmo tempo a obrigatoriedade da visão ser APENAS em um estado de sonho.
    Estou no aguarde :-)

    • Azetech diz:

      Mats

      Me perdoe, acabei postando sem intensão, dois comentários idênticos.
      Pensei que tinha perdido o primeiro, por isso efetuei o segundo.

      Abraços.

      Diogo.

    • Bruno diz:

      então é assim que vc quer jogar o jogo, quando não consegue explicar o texto de forma literal vc vai pro simbolismo, veja que nem mesmo os evangécos tem consenso sobre a literabilidade da bíblia, porque já vi em alguns sites cristãos pessoas que defendem que os dias de gênese são literais, dias de 24 horas, e outros que defendem que poderia ter mil ou um milhão de dias, ora se eu pegar este texto: ” A terra descansa em pilares e não se move (a menos que Deus fique irado). [Jo 9:6]” vc nunca vai dizer que é literal pq nós sabemos q a terra não está sob pilares e está em constante movimento, mas se eu pegar este outro texto ” a terra paira sobre o nada” Jó 26:7 vc aceitaria de forma literal pq vc sabe que ela está no ar”. é importante dizer que a igreja achava que o sol girava em torno da terra e usavam este versiculo ” E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr, quase um dia inteiro.
      Josué 10:13″ mas ai vc pode me dizer que a batalha era alegórica, que na verdade não aconteceu, pq mesmo que se aterra desse uma parada tão brusca desta forma aconteceriam diversos desastres naturais. então é um pouco dificil discutir com vcs pq quando o texto não faz sentido vcs jogam pro campo da simbologia.

      • Azetech diz:

        Bruno

        Me diga uma coisa, existe na face da terra um texto que é 100% Literal?
        Se isso é impossível até mesmo em uma comunicação verbal, porque a insanidade de achar que é possível com a Bíblia?

        Por exemplo, vamos tomar por LITERAL, 100% de seu argumento a cima para ver se terá algum sentido:

        “então é assim que vc quer jogar o jogo
        Jogar o jogo?

        “ora se eu pegar este texto”
        Pegar um texto?

        jogam pro campo da simbologia”
        Jogo para o Campo?

        Percebe o quão insano é este teu argumento?
        Vocês desesperadamente radicalizam tudo na alegando que a Bíblia tem de ser 100% literal, sendo que 100% de literalidade em QUALQUER obra literária (ou até mesmo narrativas) é totalmente INSANO.

        Este tipo de pensamento (100% de literalidade em tudo) é simplesmente irracional, visto que acabaria com a interpretação de qualquer frase.

        O ser humano JAMAIS se comunicaria se este parâmetro (pelo qual tu ACHAS ser obrigatório na bíblia) fosse vigente.

        Nem mesmo em tuas palavras consegues pronunciar literalmente todas as coisas.

        Francamente, o desespero de vocês ao tentar refutar o irrefutável chega a ser cômico (para não dizer trágico :-D )

      • Bruno diz:

        não disse em momento algum que a biblia é toda literal eu disse que vcs escolhem, as partes que devem ser interpretadas literalmente e as partes que devem ser interpretadas como metáfora e disse que até entre vcs não existe consenso do que é literal e o que é alegórico e vc não me respondeu isto. quanto a josué não disse que não aconteceu, vcs está dertupando o que falei, pq na verdade nem cheguei a pesquisar se isto aconteceu de verdade, eu só disse que o modo como foi colocado que o sol e a lua pararam ou desaceleraram está incorreto porque é a terra que deveria ter parado, pq ela que está em movimento. vc está jogando sujo está tentando colocar palavras em minha boca. se deus tem todo o poder ele poderia fazer isto sem causar nenhum estrago, nisto até concordo com vc, só a maneira que está sendo colocado o texto é que dá a entender que o sol e a lua pararam e não a terra, e se o texto é realmete literal, então temos ai uma inverdade científica.

      • Azetech diz:

        Bruno
        Josué 10:13″ mas ai vc pode me dizer que a batalha era alegórica, que na verdade não aconteceu, pq mesmo que se aterra desse uma parada tão brusca desta forma aconteceriam diversos desastres naturais. então é um pouco dificil discutir com vcs pq quando o texto não faz sentido vcs jogam pro campo da simbologia.

        Primeiro, o texto não diz que o sol parou bruscamente (como alegas), mas sim que o mesmo “desacelerou”.

        O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr, quase um dia inteiro.

        Segundo, o evento não foi alegórico, mas sim REAL e HISTÓRICO.
        Josué detalha que aquele evento foi ÚNICO, não havendo sua ocorrencia posteriormente e nem anteriormente.

        Para corroborar, Josué não é o único que cita este evento.
        Pelo fato de ter sido um evento histórico, outros povos (em forma de mitologias) também narraram o mesmo fato.

        Na Grecia, através de um mito, povos relatam que o Phaethon (filho de Apolo) interrompeu o curso do sol por um dia.

        Na Nova Zelândia o povo Maori tem um mito sobre como seu herói Maui retardou a velocidade do sol antes dele nascer.

        Nos Anais Mexicanos de Cuauhtitlan (a história do império de Culhuacan e México) registra uma noite que continuou por um período prolongado.

        Percebes? este fato histórico é narrado por vários povos, logo eles tiveram um “ancestral” em comum, no caso o evento de Josué.

        Agora poderás perguntar: isso não é impossível?

        Não necessariamente. Existe algumas hipóteses que possibilitaria tal narrativa, sem que nada caótico acontecesse:

        1º Refração (curva) da luz do sol e da lua por “quase um dia inteiro” via leis físicas estranhas e desconhecidas.

        2º Uma oscilação na direção do eixo de rotação da Terra, via leis físicas estranhas e desconhecidas.

        3º Uma diminuição na velocidade do UNIVERSO, via leis físicas estranhas e desconhecidas.

        Percebeste? Um evento histórico apoiado por outros povos e nada de caótico nos cenários apresentados.

        Agora, se tu afirmas que este relato é falso, como comprovarás a tua acusação? Quais são as provas que utilizarás?

  56. Azetech diz:

    Bruno

    não disse em momento algum que a biblia é toda literal eu disse que vcs escolhem, as partes que devem ser interpretadas literalmente e as partes que devem ser interpretadas como metáfora

    E tu não fazes o mesmo quando tenta interpretar literalmente um relato com o intuito de deturpar o sentido?
    Porque achas que a tua interpretação é a correta?

    disse que até entre vcs não existe consenso do que é literal e o que é alegórico e vc não me respondeu isto.

    E???
    Qual é a relação entre uma divergência de opinião entre as pessoas que a interpretam, quanto uma suposta incoerência bíblica?

    eu só disse que o modo como foi colocado que o sol e a lua pararam ou desaceleraram está incorreto porque é a terra que deveria ter parado, pq ela que está em movimento.

    Se a linguagem fosse Técnica, pode ser que sim. Porém como ela foi proferida coloquialmente (pois trata-se de uma narrativa histórica do ponto de vista de um observador), não há nada de mal dizer que o sol e a lua desaceleraram assim como não há nenhum mal os cientistas falarem do nascer e por do sol.

    Só a maneira que está sendo colocado o texto é que dá a entender que o sol e a lua pararam e não a terra, e se o texto é realmete literal, então temos ai uma inverdade científica.

    Não acha que está “forçando um pouco a barra”?
    Porque defines que o termo “manter o sol e a lua desacelerada” foi necessariamente LITERAL e não COLOQUIAL ?
    Qual parâmetro utilizas para afirmar com propriedade: “Foi literal e ponto final”?
    porém devo ressaltar que mesmo sendo utilizado em linguagem coloquial. o evento foi REAL e Histórico.

    • BRUNO diz:

      vcs vivem dizendo que os métodos científicos utilizados não funcionam, pq se aceitassem que eles realmente funcionam negaria o gênese, mas pensem bem, tudo que vcs utilizam é baseado neste conhecimento cientifico atual. vai lá falar pra Petrobras que o método que a geologia emprega para achar petróleo é uma furada, pq será que eles usam esta método e sempre dá certo, Os satélites funcionam, os exames clínicos funcionam, as vacinas, o acelerador de partículas, o telescópio espacial, a bomba atômica, o avião q voa, a geladeira q gela, os exames genéticos funcionam, TUDO ao seu redor construído com base nas teorias científicas parece funcionar direitinho, mas, por uma coincidência inexplicável todo conhecimento que mostra que o Gênesis é uma fábula está equivocado.

      • Azetech diz:

        Bruno

        vcs vivem dizendo que os métodos científicos utilizados não funcionam, pq se aceitassem que eles realmente funcionam negaria o gênese.

        Na verdade estes métodos “científicos” foram elaborados como tentativa de corroboração a crença “Darwinista Lyelista”, que por sua vez fundamentou a doutrina Evolucionista. Ela não foi elaborada com o intuito de demonstrar os fatos.

        mas pensem bem, tudo que vcs utilizam é baseado neste conhecimento cientifico atual.

        O Conhecimento científico atual (que atua em âmbito operacional), em nada se choca
        com a bíblia e muito menos corroboram a vossa fé naturalista.
        Uma coisa não tem ligação com a outra.

        O problema de vocês, crentes naturalistas, é que encaram a palavra Ciência como sinônimo de Naturalismo filosófico. Vocês foram tão doutrinados a isso, que acham que verdadeiro tal afirmação.

        vai lá falar pra Petrobras que o método que a geologia emprega para achar petróleo é uma furada, pq será que eles usam esta método e sempre dá certo, Os satélites funcionam, os exames clínicos funcionam, as vacinas, o acelerador de partículas, o telescópio espacial, a bomba atômica, o avião q voa, a geladeira q gela, os exames genéticos funcionam, TUDO ao seu redor construído com base nas teorias científicas parece funcionar direitinho, mas, por uma coincidência inexplicável todo conhecimento que mostra que o Gênesis é uma fábula está equivocado.

        Segundo sua busca desesperadora por querer provar que o Gênesis é falso, até mesmo a cor avermelhada da crista de um galo, é “prova” contra a veracidade de gênesis.

        Como disse anteriormente, o conhecimento ciêntífico, foi fundamentado em sua grande maioria, por CRISTÃOS. Basta conhecer de história e entenderás o que estou a falar.
        Logo ciência e a bíblia verdadeiramente estabelecidos não são incompatíveis.

        O problema nos dias de hoje é a fé naturalista disfarçada de ciência. isso faz os leigos confundirem o que é filosófico com operacional, levando pessoas a efetuar comentários semelhantes ao seu.

      • BRUNO diz:

        “O Conhecimento científico atual (que atua em âmbito operacional), em nada se choca
        com a bíblia e muito menos corroboram a vossa fé naturalista.
        Uma coisa não tem ligação com a outra.” Resposta: a geologia que diz que a terra tem 4,5 bilhões de anos não se choca com os 6 mil anos da bíblia? Os conhecimentos sobre genética que confirmam a evolução não se chocam com a bíblia? engraçado que ninguém duvida do teste de paternidade, mas quando utiliza-se o mesmo padrão para demonstrar a semelhança com os chimpanzés que vai de choque com a bíblia ai todo mundo fala que não funciona. Dou a seguir uma lista ínfima de coisas específicas que um criacionista deve negar para sustentar o Gênesis: não só a microevolução, a macroevolução e o big bang, mas Vel. da luz, distância das estrelas, tam. do universo ( se a terra tem 6 mil anos ainda ñ pode ser alcançada pela luz de estrelas distantes ), relógio molecular e dna mitocondrial, ERVs, coerência do mapeamento genético com a árvore evolutiva, coluna fóssil, os fósseis em si, taxa de sedimentação, espécies anel, os fósseis transicionais e novas espécies ( que eles negam existir ), tudo q se sabe sobre a formação do carvão e do petróleo, biogeografia ( a localização das espécies confirma sua origem evolutiva ), estratigrafia, o movimento das placas tectônicas ( a Pangéia teria ocorrido junto com a presença do homem ), as eras glaciais, as taxas de erosão ( olhe uma pintura do Pão de Açúcar de 400 anos e veja q não mudou nada ), força nuclear fraca, métodos de datação radioativa ( existem dezenas diferentes e todos se corroboram mutuamente ), outros métodos de datação ( coluna fóssil, dendocrinologia, camadas de gelo, camadas de coral, termoluminescência, etc ), ufaaaa.. enfim, TODA A REALIDADE! NADA ABSOLUTAMENTE NADA DISSO CORROBORA COM O GÊNESE E POR INCRÍVEL QUE PAREÇA TUDO FUNCIONA DIREITINHO

  57. Marlon diz:

    Primeiramente agradeço a todos por suas palavras de conforto. Porque conforto? Porque um jovem como eu, onde tudo afirma ser por vista e não por fé, faz com que, com meus conhecimentos limitados, fique sem ter como defender o que sei que é verdade. Ao ler tais pessoas declararem não somente pela religião, mas também pela própria ciência, me faz saber como explicar e defender o que acredito.
    Lembrando que em nenhum momento eu escrevi que minha fé foi debilitada, mas sem argumento teórico, nada além de testemunho e pouco conhecimento, tudo o que falo faz com que não tenha nexo.
    Bem, tenho, em minha limitada capacidade de entendimento a grande noção que, como Paulo mesmo disse em 2 Corintios 12:4, existem palavras, e palavras é poder e conhecimento, que não se pode explicar, ou seja, que nossa vã capacidade intelectual não entenderá. Outra parte que eu amo é quando em Mateus 13:11 Cristo afirma ter explicado coisas para eles, que eles, tem o total conhecimento das coisas, o que, para nós não foi dado. Essas duas escrituras me servem de consolo, ao saber que há um ser conhecedor de tudo, e que os mistérios de Deus são revelados aos que o buscam diligentemente (1 Néfi 10:19) e que no final de tudo, eu fiz o que Tiago 1:5 diz, perguntei ao próprio Deus e sei por minha ignorância que se acaba a cada dia, que Ele existe. Se sou chamado de louco, não me importo, porque existe algo dentro de mim que me ilumina cada dia, como em Salmos 119:105 diz, e no final, essa luz e verdade, faz com que minhas dúvidas sejam diminuídas.
    E obrigado por todo o esforço de defenderem o que pensam, é de grande valia, tanto aos que não creem em Deus, ou no Criacionismo, como para aqueles que o defendem e lutam para demonstrar a verdade. Porque no fundo, cada um de nós busca uma verdade e cada um de nós merece os parabéns por ta busca.

  58. BRUNO diz:

    vcs vivem dizendo que os métodos científicos utilizados não funcionam, pq se aceitassem que eles realmente funcionam negaria o gênese, mas pensem bem, tudo que vcs utilizam é baseado neste conhecimento cientifico atual. vai lá falar pra Petrobras que o método que a geologia emprega para achar petróleo é uma furada, pq será que eles usam esta método e sempre dá certo, Os satélites funcionam, os exames clínicos funcionam, as vacinas, o acelerador de partículas, o telescópio espacial, a bomba atômica, o avião q voa, a geladeira q gela, os exames genéticos funcionam, TUDO ao seu redor construído com base nas teorias científicas parece funcionar direitinho, mas, por uma coincidência inexplicável todo conhecimento que mostra que o Gênesis é uma fábula está equivocado.

  59. Azetech diz:

    Bruno

    Resposta: a geologia que diz que a terra tem 4,5 bilhões de anos não se choca com os 6 mil anos da bíblia?

    A Geologia não diz que a terra tem 4,5 bilhões de anos. APENAS os geólogos que utilizam os princípios de Charles Lyell, que creem nesta idade. Geólogos não “Lyellistas” não creem nesta suposta idade, porém através de outros métodos de datação demonstram uma idade de 10 mil anos. (aproximadamente)

    Os conhecimentos sobre genética que confirmam a evolução não se chocam com a bíblia?

    Os conhecimentos de genética REFUTAM a macro-evolução. (Principalmente com as pesquisas realizadas nas Drosophilas em um período de 100 anos)

    engraçado que ninguém duvida do teste de paternidade, mas quando utiliza-se o mesmo padrão para demonstrar a semelhança com os chimpanzés que vai de choque com a bíblia ai todo mundo fala que não funciona.

    Deves se referir a alegação do DNA humano ser 95% similar ao Chimpanzé.
    Pois bem, esta idéia foi derrubada a um tempinho (através dos avanços das pesquisas com Gene humano).
    Hoje o chimpanzé é considerado apenas 8% .
    Porém mesmo que a diferença fosse de APENAS 1,6%, isso representaria 48 milhões de nucleotídeos. Os números parecem poucos, mas uma mudança de apenas 3 nucleotídios, causaria a morte do animal.

    Dou a seguir uma lista ínfima de coisas específicas que um criacionista deve negar para sustentar o Gênesis: não só a microevolução, a macroevolução e o big bang, mas Vel. da luz, distância das estrelas, tam. do universo ( se a terra tem 6 mil anos ainda ñ pode ser alcançada pela luz de estrelas distantes ), relógio molecular e dna mitocondrial, ERVs, coerência do mapeamento genético com a árvore evolutiva, coluna fóssil, os fósseis em si, taxa de sedimentação, espécies anel, os fósseis transicionais e novas espécies ( que eles negam existir ), tudo q se sabe sobre a formação do carvão e do petróleo, biogeografia ( a localização das espécies confirma sua origem evolutiva ), estratigrafia, o movimento das placas tectônicas ( a Pangéia teria ocorrido junto com a presença do homem ), as eras glaciais, as taxas de erosão ( olhe uma pintura do Pão de Açúcar de 400 anos e veja q não mudou nada ), força nuclear fraca, métodos de datação radioativa ( existem dezenas diferentes e todos se corroboram mutuamente ), outros métodos de datação ( coluna fóssil, dendocrinologia, camadas de gelo, camadas de coral, termoluminescência, etc ), ufaaaa.. enfim, TODA A REALIDADE! NADA ABSOLUTAMENTE NADA DISSO CORROBORA COM O GÊNESE E POR INCRÍVEL QUE PAREÇA TUDO FUNCIONA DIREITINHO

    Todos os os DADOS científicos, corroboram os relatos bíblicos (isso inclui-se TODA lista que citaste).
    Se os dados forem analisados corretamente, e as explicações das evidências forem verdadeiras, não há um dado que não seja suportado pela bíblia.
    Tudo que citaste, é explicado pelas teorias criacionistas.

    Porém devo concordar que as EXPLICAÇÕES das evidências, embasados no modelo naturalista, de fato se chocam com os relatos bíblicos.

    Porém as explicações delas, por este modelo, não tem comprovações empíricas, logo cabe a cada um crer no modelo que assim desejar.

    Tu, que desejas rejeitar a bíblia a todo custo (como um gato que rejeita água fria), certamente depositará sua fé nos modelos que se chocam com os relatos.
    Porém isso não significa que estes modelos sejam reais.

    Mas e tens fé que seu modelo é o correto, porque está aqui a debater comigo? Por um acaso a tua segurança não é tão segura assim? A tua fé não te proporciona tanta certeza como queres ter e por causa disso necessitas negar a Deus e se enganar constantemente?

    • BRUNO diz:

      1-A Geologia não diz que a terra tem 4,5 bilhões de anos. APENAS os geólogos que utilizam os princípios de Charles Lyell, que creem nesta idade. Geólogos não “Lyellistas” não creem nesta suposta idade, porém através de outros métodos de datação demonstram uma idade de 10 mil anos. (aproximadamente)
      R: não conheço onde é usado este tipo de geologia não Lyellistas, a Petrobrás por exemplo usa este tipo, pode verificar no próprio site. pode me apontar onde é utilizado senão para provar a gênese bíblica. quero fontes.
      2-Os conhecimentos de genética REFUTAM a macro-evolução. (Principalmente com as pesquisas realizadas nas Drosophilas em um período de 100 anos)
      R: Comparações da sequência genética de organismos revelou que os organismos que são filogenicamente mais próximos tem um grau maior de similaridades em sua sequência genética do que organismos que estão mais filogenicamente distantes. não sei de onde vc tirou estes 8% de similaridade dos chimpanzés, não precisa responder de algum site protestante.Outro detalhe interessante é que dentre esses cientistas evolucionistas há Judeus, Muçulmanos, Hindus, Ateus e etc. e mesmo Cristãos Católicos e Protestantes de várias designações! o que segundo pesquisas dá 99% da comunidade cientifica. E entre os criacionistas? TODOS SÃO CRISTÃOS PROTESTANTES!! e vc me pega 1% dos que querem defender sua fé a qualquer custo e acha que eles é que estão certos, isto me parece bastante tendencioso.
      3- só falou que todas aquelas áreas corroboram com o Gênese, mas não citou um único exemplo. datação que é utilizada em geologia, vc acredita que não funciona, mas é o que é utilizado pela Petrobrás. a própria formação de petróleo que é utilizada pela Petrobras e qualquer outra industria petroleira é com o uso desta geologia Lyellistas podes confirmar no site, e é a mesma utilizada para localizar e a gerir os recursos naturais, como o petróleo e o carvão, assim como metais como o ouro, ferro, cobre e urânio, por exemplo. outros materiais com interesse econômico como as gemas, bem como muitos minerais com aplicação industrial, como asbesto, pedra pomes, perlita, mica, zeólitos, argilas, quartzo ou elementos como o enxofre e cloro. mas segundo vc este tipo de geologia não funciona né? paciência.

      • Azetech diz:

        Bruno

        R: não conheço onde é usado este tipo de geologia não Lyellistas, a Petrobrás por exemplo usa este tipo, pode verificar no próprio site.

        A Petrobrás extrai petróleo, logo os métodos utilizados são operacionais. Para ela pouco interessa se o mundo originou a 10 ano ou a 1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 anos.

        pode me apontar onde é utilizado senão para provar a gênese bíblica. quero fontes.

        Se quer fontes procure por si mesmo. O google tem aos montes disponíveis. Foi-se a época de me empenhar a pesquisa, citando fontes, tentar demonstrar algo para quem reluta em acreditar.

        Comparações da sequência genética de organismos revelou que os organismos que são filogenicamente mais próximos tem um grau maior de similaridades em sua sequência genética do que organismos que estão mais filogenicamente distantes.

        E??

        Não sei de onde vc tirou estes 8% de similaridade dos chimpanzés, não precisa responder de algum site protestante.

        Se está condicionado APENAS a crer em fontes evolucionista, seu compromisso com a verdade é nula, visto que rejeita a priori todos argumentos que não entram em concordância com sua FÉ.
        Isso significa que está condicionado apenas a seguir no que seus “mestres” falam fechando os olhos para o resto.

        Mas se mesmo assim, se interessar em sair do seu estado de conforto, neste link demonstra a REAL similaridade entre os chipanzés e o homem:
        http://www.answersingenesis.org/articles/tj/v17/n1/dna

        Outro detalhe interessante é que dentre esses cientistas evolucionistas há Judeus, Muçulmanos, Hindus, Ateus e etc. e mesmo Cristãos Católicos e Protestantes de várias designações! o que segundo pesquisas dá 99% da comunidade cientifica.

        Primeiro, mesmo que 100% das pessoas tivessem fé na evolução, isso não significaria que a mesma seja verdadeira.
        Segundo, esta tua “pesquisa”, é fruto de teu achismo. Não há uma só pesquisa neutra
        que revelou estes números.

        E entre os criacionistas? TODOS SÃO CRISTÃOS PROTESTANTES!! e vc me pega 1% dos que querem defender sua fé a qualquer custo e acha que eles é que estão certos, isto me parece bastante tendencioso.

        Pelo visto trabalhas na base do achismo. Segundo a tua visão de mundo, 98% do homem é similar ao macaco, 99% dos cientistas são evolucionistas e 100% dos criacionistas são protestantes.

        Teu caso é mais sério do que pensava.

        só falou que todas aquelas áreas corroboram com o Gênese, mas não citou um único exemplo. datação que é utilizada em geologia, vc acredita que não funciona, mas é o que é utilizado pela Petrobrás. a própria formação de petróleo que é utilizada pela Petrobras e qualquer outra industria petroleira é com o uso desta geologia

        Tu está a confundir alhos com bugalhos. A gealogia empregada pelas endustrias petrolíferas atuam no âmbito de identificação e extração dos recursos naturais, e não no âmbito de descobrir a origem do planeta

        Lyellistas podes confirmar no site, e é a mesma utilizada para localizar e a gerir os recursos naturais, como o petróleo e o carvão, assim como metais como o ouro, ferro, cobre e urânio, por exemplo. outros materiais com interesse econômico como as gemas, bem como muitos minerais com aplicação industrial, como asbesto, pedra pomes, perlita, mica, zeólitos, argilas, quartzo ou elementos como o enxofre e cloro. mas segundo vc este tipo de geologia não funciona né? paciência.

        Frase chave deste teu argumento: localizar e a gerir os recursos naturais
        Pergunto eu, qual é a relação destes dois verbos (Localizar e Gerir) com a palavra “origem” ?
        Como disse no comentário anterior, a Petrobrás extrai petróleo, logo os métodos utilizados são operacionais . Para ela pouco interessa se o mundo originou a 10 ano ou a 1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000 anos.

      • BRUNO diz:

        a Petrobras extrai o petróleo com perfuradeiras, mas quem faz a analise do solo são os geólogos e estes utilizam os métodos que vc diz que não funcionam, inclusive a formação do petróleo são eles que dizem onde é possível achar, graças a esta metodologia. outra coisa pq eu confiaria nas suas fontes, procure em qualquer site neutro, vai lá no Wikipedia digita geologia, formação de petróleo, idade da terra e vê se alguma pesquisa vai aparecer as coisas que vc me fala sobre estes assuntos, nenhum destes pseudo-cientistas que tentam provar o Gênese, tem artigos publicados em revistas cientificas a comunidade cientifica rejeita estes figuras e tudo que vc usa hj foi com os conhecimentos destes caras que vc diz que não são cientistas, não é nem preciso muita pesquisa pra saber que a maioria dos cientistas concordam com a idade da terra ser de 4,5 bilhões de anos, o simples fato de que eu só acho esta informação errônea de 6 a 10 mil anos de idade da terra em sites protestantes já é o suficiente, me dê um site ou qualquer outra fonte de que não são só vcs que acreditam nisto.

      • Mats diz:

        a Petrobras extrai o petróleo com perfuradeiras, mas quem faz a analise do solo são os geólogos e estes utilizam os métodos que vc diz que não funcionam,

        O “sucesso” dos métodos de adivinhação:
        http://darwinismo.wordpress.com/2010/12/13/evolucionitas-epa-os-nossos-metodos-de-datacao-mostram-que-os-dinossauros-surgiram-9-milhoes-de-ano-mais-cedo-do-que-pensavamos/

        http://darwinismo.wordpress.com/2010/10/25/descobertas-recentes-revelam-mais-falhas-nos-metodos-de-datacao-evolucionistas/

        http://darwinismo.wordpress.com/2008/03/30/os-metodos-de-datacao-funcionam/

        http://darwinismo.wordpress.com/2011/05/21/e-oficial-datacao-evolucionista-nao-funciona-2/

        inclusive a formação do petróleo são eles que dizem onde é possível achar, graças a esta metodologia. outra coisa pq eu confiaria nas suas fontes, procure em qualquer site neutro, vai lá no Wikipedia

        Wikipedia é “neutra”?

        nenhum destes pseudo-cientistas que tentam provar o Gênese, tem artigos publicados em revistas cientificas

        E tu sabes porquê, certo?
        http://darwinismo.wordpress.com/2011/07/24/jornal-cientifico-censura-artigo-que-fragiliza-o-naturalismo/

        http://darwinismo.wordpress.com/2012/02/06/evolucionista-recorre-a-censura-como-forma-de-defender-a-sua-fe-em-darwin/

        http://darwinismo.wordpress.com/2010/03/03/a-censura-como-forma-de-defender-a-teoria-da-evolucao/

        tudo que vc usa hj foi com os conhecimentos destes caras que vc diz que não são cientistas

        Nada do que nós temos hoje se deve à teoria da evolução.

        http://darwinismo.wordpress.com/2011/08/27/avancos-tecnologicos-nao-dependem-da-fe-em-darwin-2/

        não é nem preciso muita pesquisa pra saber que a maioria dos cientistas concordam com a idade da terra ser de 4,5 bilhões de anos,

        O facto da maioria dos cientistas acreditar em algo não torna isso verdadeiro.

        o simples fato de que eu só acho esta informação errônea de 6 a 10 mil anos de idade da terra em sites protestantes já é o suficiente, me dê um site ou qualquer outra fonte de que não são só vcs que acreditam nisto.

        Dá-me uma fonte de algo que esteja de acordo com a teoria da evolução que não tenha sido feito por pessoas que acreditam na teoria da evolução.

  60. Guilherme Fernandes diz:

    Boa tarde,
    Eu queria saber a sua opinião em relação ao que a postaram sobre a Carta de Pedro e salmo 90(escrito por Moisés, o mesmo que escreveu Gênesis ) de que um dia para Deus é como se fossem mil anos e mil anos como um dia.

    “Mas amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o SENHOR é como mil anos e mil anos como um dia.”(2 Carta de Pedro 3: 8)

    “Porque mil anos são aos teus olhos como dia de ontem que passou, e como a vigília da noite” Moisés( Salmo 90: 4)

    Eu creio que Deus criou o mundo em seis dias e no sétimo descansou, mas já ouvi muito sobre que um dia em Gênesis pode equivaler a mil anos na cronologia de Deus, sendo esse um mil anos representados como um dia na criação. Por que não pode ser interpretado dessa maneira?
    Obrigado pela atenção

    • Mats diz:

      Guilherma, nem o Livro dos Salmos nem a Carta de Pedro está a falar da Criação.

    • BRUNO diz:

      Olá Guilherme, bom eu não sou um estudioso da bíblia, mas já fui evangélico da igreja Batista, mas eu interpreto os versículo da seguinte maneira, para Deus que sempre existiu 1000 anos é como se fossem um dia de 24 horas para nós, ou seja 1000 anos passam rápido na visão de Deus, mas não acredito que os dias de Gênesis eram de 1000 anos cada, pois parece bastante claro que a interpretação é literal “Passaram-se a tarde ­e a manhã; esse foi o primeiro dia”. se os dias fossem tão longos a terra estaria girando a uma velocidade muita lenta para mante-la na órbita e este movimento que a terra faz de rotação e translação são necessários para mante-la no ar.

  61. S.Sodré diz:

    A Terra tem 6.000 anos e não há fósseis, porquanto: “Para que se forme um fóssil é necessário que as evidências sofram uma série de transformações químicas e físicas ao longo de um período de tempo. Assim, só se consideram fósseis os vestígios orgânicos com mais de 13.000 anos (idade aproximada da última glaciação do Quaternário – o Würm)” vd fossil.uc.pt.

  62. Tiago diz:

    toda e qualquer idéia EVOLUCIONÁRIA para a natureza… e os mitológicos milhões de anos…
    são idéia DE SATANÁS!!!!!!!!!!!!! (perceba q o espiritismo tb tem essa idéia evolucionária)
    creia vc ou n…
    é isso!
    u_u

  63. BRUNO diz:

    O universo se recria a todo instante, estrelas morrem e novas estrelas surgem, o universo se expande, surgem novas galáxias e percebemos um infindável numero de eventos que comprovam que o universo não é algo pronto e acabado, formatado e imutável, como sugere a teoria criacionista, que afirma que o universo surgiu pronto e acabado em apenas 06 dias.

    A outra grande falha dessa teoria criacionista, versa sobre a idade do universo.

    Os criacionistas alegam que o universo tem no máximo, 6.500 anos de idade.

    Mas, novamente, ao observarmos o universo, percebemos o erro dessa teoria.

    Se o universo tivesse realmente sido criado em 6 dias e este tivesse somente entre 6500 e 10.000 anos de existência, ao olharmos para o céu noturno, não veríamos mais do que talvez, umas 1500 estrelas brilhando na noite.

    Por que esse número tão limitado?

    Se o universo existe há no máximo 10.000 anos, este seria o número médio de estrelas que estariam visíveis, pois elas estão no limite máximo de 10.000 anos luz de distância de nosso planeta, e por isso, somente esse pequeno número de estrelas seria observável.

    Se o universo existisse há apenas 10.000 anos, todos os bilhões de estrelas, galáxias, quasares e nebulosas que podemos observar a olho nu ou através de telescópios, não poderiam ser visíveis, pois a luz por elas emitida, ainda não teria chegado até nós, e para que pudessem ser observáveis aqui da Terra, se passariam bilhões de anos para que a luz por elas emitida, fosse perceptível por nós.

    A idade média de nosso universo atualmente está estimada em 15 bilhões de anos, pois essa é a distância máxima da luz de estrelas e galáxias que podemos observar hoje.

    O universo pode ser muito mais antigo e só não podemos perceber isso, porque podem existir galáxias e estrelas que estão tão distantes, mas tão distantes, que podem se passar milhares de anos até que a luz por elas emitida possa ser observável por nós, aqui deste grão de poeira estelar.

    Estima-se que nosso sistema estelar (o sol e seus planetas), possui perto de 05 bilhões de anos, ou seja, o nosso sistema é muito mais jovem do que o universo em si, ele surgiu muito tempo depois do universo ter começado sua existência.

  64. O autor desta hipótese estará convencido do seu mérito.

    Há milhares de autores com milhares de hipóteses em todos os ramos da ciência convencidos que tem razão.

    Só tem sucesso quando conseguem passar de hipótese a teoria.

    Esta não passa de hipótese.

    Se ele conseguir passar a teoria já é outra conversa.

    O problema é que por cada 1000 hipóteses só uma chega a teoria.

    No tempo de darwin houve dezenas ou centenas de hipóteses diferentes, e que pareciam ter pernas para andar, mas só a evolução passou a teoria.

    As restantes estão na gaveta das boas ideias mas que não funcionavam

    • Azetech diz:

      João Melo

      Esta não passa de hipótese.

      Desculpe-me então oh vossa magnificência. Se tu, Almighty John , detentor de todo conhecimento, ciência e sabedoria do universo faz esta afirmação, quem sou eu, um mero mortal para questiona-lo.

      LOL :-D

      João, ironias a parte, faço uma observação: Percebeste que TODA (todas MESMO, sem nenhuma exceção) teoria que foge do seu escopo de fé, por mais sólida e compatível com os dados que seja é tido por ti como hipóteses pseudo-científicas e sem fundamento e TODAS (toda MESMO, sem nenhuma exceção) teorias que entra em harmonia com a tua fé, por mais incoerente, contraditória e irreal que seja, tu a consideras como perfeita, científica e real?

      É obvio e evidente teu partidarismo e fanatismo a tudo que cheira naturalismo. Diante disso, porque perde seu tempo com comentários tão descabidos?
      Achas que daremos crédito ao que dizes ou simplesmente escreve para convencer a si mesmo?

      Pense nisso João, pense nisso. ;-)

  65. Azetech diz:

    Mats

    Tem um trecho na fonte que indiquei que diz o seguinte sobre esta teoria:

    De acordo com esta cosmologia, o universo teria somente poucos milhares de anos por um relógio na Terra , mas teria bilhões de anos por um relógio na extremidade do universo . A chave para este modelo é a idéia de que o tempo passou muito mais devagar na Terra do que em partes distantes do universo, NO QUARTO DIA DA CRIAÇÃO. Da mesma forma ele se baseia em pressupostos do Big Bang .

    Qual é a tua opinião sobre isso?

  66. É a tua opinião.
    O Big bang é a teoria que temos. Tem-se mostrado consistente com as evidências.

    Não conheço qualquer trabalho científico com uma teoria que melhor explique os dados.

    Se conheces algum trabalho nesse sentido diz.

    • Mats diz:

      Bem, o facto de tu pessoalmente não conheceres não quer dizer que não exista.

      http://darwinismo.wordpress.com/?s=big+bang

      • Azetech diz:

        Mats

        Esta teoria não está bem de acordo com o Big bang, até mesmo porque o Big Bang viola muitas leis da física, sendo auto contraditória e auto refutável pelas observações.

        Porém ela segue o mesmo princípio de inflação e expansão do universo baseado em um espaço curto de tempo (ao contrário do que os crentes naturalistas tem fé).

        Este argumento é demonstrado por experimentos pela teoria da Relatividade Geral.
        Segue um resumo dela: http://creationwiki.org/pt/Cosmologia_do_buraco_branco

        P.S: Infelizmente é um pena que naturalistas ditadores contaminaram como um câncer grande parte da comunidade cientifica.
        Isso os fazem empurrar goela abaixo as suas doutrinas, de forma obrigatória.

        Porém graças ao bom Deus, que sempre providência “antídotos” aos venenos seculares na nossa mente, para cada “teoria” que estes fanáticos tentam nos doutrinar, existe uma teoria que se opõe a ela dando-nos uma opção, por exemplo:

        Teoria das placas tectônicas X Teoria das Hidroplacas
        Hipótese da abiogênese por geração espontãnea X Teoria da Origem Superior
        Teoria da evolução X Teoria do Design Inteligente
        Cosmologia do Big Bang X Cosmologia do Buraco Branco

        e assim por diante.

    • Azetech diz:

      João Melo

      O Big bang é a teoria que temos. Tem-se mostrado consistente com as evidências.

      Na verdade não João. A teoria do Big Bang é recheada de contradições e inconsistências em seu núcleo. Não e atoa que muitos cientistas ATEUS tem divergido sobre esta hipótese, questionando até mesmo a sua veracidade.

      Ao contrário do que imaginas, esta teoria não está tão sólida como pensas. até mesmo seus “irmãos” de fé possuem dúvidas em relação a ela.

  67. São bons artigos de opinião.
    Não são trabalhos científicos.

    É diferente eu achar que amanhã vai chover dum meteorologista fazer uma previsão do tempo.

    Eu pedi foi um artigo científico que contenha uma teoria alternativa ao big bang.

  68. Azetech:

    Ainda não percebeste que as hidroplacas não são possíveis?

    A teoria do big bang tem sido sujeita a testes há imenso tempo e segundo penso saber não há qualquer objecção cientifica.

    Aliás foi bastante polémica na altura. Como foi proposta por um padre e apontava para uma criação.

    Conheces algum trabalho científico que a contrarie ?

    Uma curiosidade:

    O fisico que fez a hipótese não testada do video trabalhou durante anos em datação radiométrica.

    Escusado será dizer que não fez qualquer trabalho científico a contrariar a datação.

    A “ciência” criacionista, como viste nas hidroplacas e datação radiométrica, não passa de opiniões ou hipóteses não confirmadas ou facilmente desmontadas.

    Dão uns bons videos para uma plateia credula.

    E repara que tu não consegues entender como é que as hidroplacas não caiam ou porque diabos é que tantos métodos de geocronologia dão resultados consistentes entre si.

    • Azetech diz:

      João Melo
      Ainda não percebeste que as hidroplacas não são possíveis?

      E ainda não percebeste que se engana quanto esta afirmação? Depois de tanto debate ainda bate nesta tecla

      A “ciência” criacionista, como viste nas hidroplacas e datação radiométrica, não passa de opiniões ou hipóteses não confirmadas ou facilmente desmontadas.

      Se tens fé nisso João, vá fundo, continue nesta “certeza”. Por mais que demonstraste a ti os dados tão claro como sol, a sua cegueira foi tão grande que nem mesmo enxergaste.

      Como diz o Mats e eu endosso:

      quando vocês oferecem evidências científicas (contra a teoria da evolução) a um evolucionista, vocês estão a debater com alguém que tomou a decisão consciente de rejeitar à priori tudo o que possa estar de acordo com o Criacionismo e, consequentemente, contra a teoria da evolução. Não é que as evidências não sejam suficientes; o que se passa é que o evolucionista não quer deixar de acreditar na teoria da evolução.

      E repara que tu não consegues entender como é que as hidroplacas não caiam ou porque diabos é que tantos métodos de geocronologia dão resultados consistentes entre si.

      Mas é claro que entendo. Tanto que debati por um grande período de tempo a respeito. Porém se TU que não entendeste minhas explanações e não entendeste a explanação da fonte que indiquei, nada posso fazer.

      Na verdade não sei nem se posso dizer que não intendeste ou se ignoraste voluntariamente, assim como ignora o fato dos fósseis Poli-estratigráficos, falta da presença de erosão em camadas estratigráficas inferiores e camadas estratigráficas faltantes refutam por completo a cronologia uniformitarianista, supostamente morosa, e também ignorando as limitações do Método C14 e as falhas mortais dos métodos de datação radiométrica em rochas, exaustivamente explanados por mim.

      Como diz aquele velho ditado, o pior cego é aquele que não quer enxergar.

      Porém vem a minha questão, porque se enganar? Porque tanto empenho a fechar os olhos para os fatos? Por um acaso crês que sua fé se tornará verdadeira simplesmente por desejares?

      • BRUNO diz:

        vcs dizem que as camadas geológicas foram formadas todas no dilúvio. a bíblia fala que noé tinha 600 anos qd ocorreu o dilúvio de noé até abraão dá aproximadamente uns 300 anos. agora me explica como somente a família de noé conseguiu formar vários povos, inclusive os egípcios (o faraó tomou Sara de Abraão)em apenas 300 anos? e mais como conseguiu manter a linguá e cultura dos egípcios e dos outros povos sendo que já tinha ocorrido a torre de babel antes do diluvio?

      • Azetech diz:

        Bruno

        agora me explica como somente a família de noé conseguiu formar vários povos, inclusive os egípcios (o faraó tomou Sara de Abraão)em apenas 300 anos?

        Corrigindo , não foram 300 anos, mas sim 355 anos. (ou 354 considerando um ano da enchente)
        E quanto tempo achas que levaria para formar-se novos povos? Milhões e milhões de anos? E como imagina o número de habitantes? Biliões de pessoas?
        Outro ponto a ser destacado é que 100 anos é suficiente para uma única tribo gerar várias tribos.
        Isso ocorre pois o crescimento demográfico, principalmente naquela época, era EXPONENCIAL e não LINEAR.

        Este fato demonstra também a fragilidade de sua fé ao crer que a humanidade possui milhões de anos.
        Se a vasta idade da humanidade fosse um fato, hoje estaríamos a andar em cima de milhões e milhões OSSOS.

        mais como conseguiu manter a linguá e cultura dos egípcios e dos outros povos sendo que já tinha ocorrido a torre de babel antes do diluvio?

        A torre de Babel foi logo APÓS o dilúvio e não antes como erroneamente afirmas.
        Através deste evento, a população mundial cresceu consideravelmente. Muito mais do que no período pelo qual a humanidade falava uma única linguagem.
        Uma dica, antes de levantar um questionamento, estude o assunto antes.

      • BRUNO diz:

        2072 AC ACONTECEU O DILUVIO, MAS MUITO ANTES DISTO JÁ EXISTIAM OS EGÍPICIOS E OS SUMÉRIOS COM SUAS ESCRITAS E LINGUÁS QUE SÃO MAIS ANTIGAS QUE A DOS HEBREUS E MESMO DEPOIS DO DILÚVIO AINDA EXISTIAM ESTES POVOS. COMO EXPLICA ISTO?

        Se a vasta idade da humanidade fosse um fato, hoje estaríamos a andar em cima de milhões e milhões OSSOS.

        JÁ PASSOU PELA TERRA 107 BILHÕES DE PESSOAS APROXIMADAMENTE, 15 VEZES MAIS PESSOAS DO TEMOS ATUALMENTE, PORQUE NÃO ESTAMOS PISANDO EM OSSOS TB?

      • Azetech diz:

        Bruno

        2072 AC ACONTECEU O DILUVIO, MAS MUITO ANTES DISTO JÁ EXISTIAM OS EGÍPICIOS E OS SUMÉRIOS COM SUAS ESCRITAS E LINGUÁS

        Esta afirmação é fundamentado em teu achismo baseado na tua fé pessoal, ou em evidências arqueológicas?
        Se é em evidências, cite-as por gentileza.

        JÁ PASSOU PELA TERRA 107 BILHÕES DE PESSOAS APROXIMADAMENTE,

        Pelo que eu saiba, as estatísticas mostram que, à taxa atual de crescimento e considerando atual (exponencial) se a Terra fosse mais velha, com um milhão de anos, por exemplo, após 25.000 gerações a uma taxa de crescimento de 0,5% e uma média de 2,5 crianças por família, a população de hoje seria de 10 elevado a 2.100 pessoas, o que é impossível, já que só há 10 elevado a 130 elétrons no universo conhecido. (significando que haveria mais pessoas na Terra do que elétrons no universo).
        Isso significaria que não estaria-mos a andar em ossos mas sim a andar em OUTRAS PESSOAS VIVAS.
        Como resolve este quadro dentro do prisma crescente e evolutivo e seus supostos milhões de anos?

  69. Explica lá como é que as placas não caiam. Nunca o fizeste. Nem tu nem ninguém.
    Eu penso que não há qualquer explicação racional para as placas não cairem.

    Se há diz como é.

    Os métodos de datação são consistentes entre si.

    Se tens algum trabalho científico que contrarie isso indica.

    Não percas tempo a justificar as hidroplacas ou procurar trabalhos que demonstrem inconsistências na geocronologia.

    É “ciência” criacionista. Não perde tempo com lógica ou evidencias…..

    • Azetech diz:

      João Melo
      Explica lá como é que existem fósseis Poli-estratigráficos, falta da presença de erosão em camadas estratigráficas inferiores e camadas estratigráficas se elas supostamente formaram-se em bilhões e bilhões de anos? Nunca o fizeste. Nem tu nem a Ana e nem ninguém.
      Eu penso que não há qualquer explicação racional para haver fósseis Poli-estratigráficos, falta da presença de erosão em camadas estratigráficas inferiores e camadas estratigráficas se elas formaram-se em bilhões e bilhões de anos

      Se há diz como é.

      Os métodos de datação não são consistentes entre si.

      Se tens algum trabalho científico que corrobore isso indica.

      Não percas tempo a justificar a suposta idade anciã da terra ou procurar trabalhos que demonstrem inconsistências na teoria das hidro placas.

      É “ciência” naturalista. Não perde tempo com lógica ou evidencias…..
      :-)

  70. Azetech:

    Se conheces algum trabalho científico que põe em causa a geocronologia partilha connosco.

    Gostava de conhecer.

    Ou um trabalho científico sobre hidroplacas.

    Anda lá.

    Partilha connosco o teu saber…..

    Estou a brincar. Sabes tão bem como eu que não há trabalho nenhum.

    Explica lá, se puderes, como é que as hidroplacas não caíam. …

    Não podes….

    • Azetech diz:

      João Melo

      Se conheces algum trabalho científico que põe em causa a teoria das hidroplacas partilha connosco.

      Gostava de conhecer.

      Ou um trabalho científico sobre a abiogenesis por geração espontânea

      Anda lá.

      Partilha connosco o teu saber…..

      Estou a brincar. Sabes tão bem como eu que não há trabalho nenhum.

      Explica lá, se puderes, justifique a existência de fósseis Poli-estratigráficos, falta da presença de erosão em camadas estratigráficas inferiores e camadas estratigráficas INTEIRAS ausentes, se elas supostamente formaram-se gradualmente em bilhões e bilhões de anos.

      Não podes….
      :-D

  71. Azetech:

    Não sei o que são esses fosseis. Referes-te a seres vivos que aparecem em diversos estratos ?

    Como é que é isso da falta de erosão e da falta de camadas?

    Podes dar exemplos ?

    Quanto à origem da vida não há qualquer teoria válida.

    Há diversas hipótese mas não testadas.

    As hidrpoplacas é uma hipótese, facilmente infirmavel. Nunca foi, como é obvio, sujeita a escrutinio.

  72. E em que te baseias para afirmar que os diversos métodos de geocronologia dão resultados incompatíveis entre si ?

    O que temos constatado nos últimos cinquenta anos é que os métodos são consistentes entre si e com novos meios de geocronologia: dendrocronologia, sedimentos periódicos, acumulação de gelos, erosão, etc.
    Há um sem número de trabalhos neste sentido e não conheço nada em contrário.

  73. Azetech diz:

    Bruno

    MAS MUITO ANTES DISTO JÁ EXISTIAM OS EGÍPICIOS E OS SUMÉRIOS COM SUAS ESCRITAS E LINGUÁS QUE SÃO MAIS ANTIGAS

    Isso é uma afirmação ou um mero achismo fundamentado em fé?
    Se é uma afirmação, mostre evidências ou fontes que corroboram seu argumento.

    JÁ PASSOU PELA TERRA 107 BILHÕES DE PESSOAS APROXIMADAMENTE

    Isso é uma afirmação ou um mero achismo fundamentado em fé?
    Se é uma afirmação, mostre evidências ou fontes que corroboram seu argumento.

    P.S: Não trabalharei meus argumentos sobre achismos ou crenças pessoais, mas sim com DADOS científicos. (veja bem, eu disse DADOS e não INTERPRETAÇÃO dos dados pela cosmovisão darwinista)
    Quando (ou se) demonstrar algo empírico e sólido para tuas afirmações, poderemos debater de forma mais racional, caso contrário não perderei tempo com disputas emocionais.

  74. lUILSON diz:

    Lamentável, que o Sr Azetech, aja como um ditador, querendo impor sua opinião religiosa sobre todas as pessoas, sua fé pode ser pura, mas não pode ser cega. Sei que meus comentários não passarão pela moderação, exatamente pelo que tu és, um homem de imposições, não um homem de argumentos, dizer que alguém irá escrever idiotices por ter outro ponto de vista diferente do seu, é querer que todos concordem com suas conclusões bíblicas, e seu pensamento de aceitação imutável e intransigente.

    • Azetech diz:

      IUILSON

      Lamentável, que o Sr Azetech, aja como um ditador, querendo impor sua opinião religiosa sobre todas as pessoas

      Pura calúnia de tua parte. Não estou impondo nada a ninguém, mas apenas questionando o modelo que fé pelo qual VOCÊS tentam impor nossa goela abaixo.

      exatamente pelo que tu és, um homem de imposições, não um homem de argumentos

      Seria um homem de imposição se estivesse no poder e se agisse igual aos teus ídolos comunistas (onde tentaram imputar o estado ateu a força) ou se agisse semelhantemente a cientistas evolucionistas, que aproveitam seu poder para doutrinar forçadamente as pessoas a aderirem crenças contraditórias e sem comprovação como se fossem um fato.

      dizer que alguém irá escrever idiotices por ter outro ponto de vista diferente do seu, é querer que todos concordem com suas conclusões bíblicas

      Pura calúnia. Em nenhum momento parti para a falácia do Ad Hominem.

      De onde tiram tantas acusações infundadas? Sei que vocês são bem criativos, afinal crer que a lama virou vida sozinha e “amebas” viraram gente, precisa de muita criatividade e mente fantasiosa, porém para caluniarem tão gratuitamente e sem nenhum fundamento, vemos que além de criatividade, possuem DESONESTIDADE em vossa característica.

    • Azetech diz:

      Mats

      Creio que minha réplica ao IUILSON foi para caixa de spam. Se possível, poderia libera-lo?

      Abraços.

  75. Azetech:

    Repara que se os métodos de datação fossem inadequados os resultados seriam aleatórios.

    Uma amostra dava resultados aleatórios de cada vez que se analizasse e conforme o método os resultados seriam também aleatórios.

    Isto saltava à vista do mais

    A única alternativa seria uma fraude a nível mundial e com 100 anos.

    • Mats diz:

      João

      Repara que se os métodos de datação fossem inadequados os resultados seriam aleatórios.

      Mas os resultados são aleatórios. Ou nunca leste nada neste blogue que fala das constantes revisões das vossas datas?

  76. Mats:

    Conheces algum trabalho científico que aponte para inconsistências na geocronologia ?

    Penso que não há nada neste sentido.

    Com o decorrer do tempo é natural que os métodos tenham sido refinados.

    Se conheces algum trabalho científico que aponte para inconsistências mostra.

    • Mats diz:

      Tu lês alguma coisa que é colocada aqui neste blogue sobre os métodos de datação?

      • TrollAteu diz:

        Mats,

        sinceramente nunca aqui li nada que não fosse um artigo de opinião. Artigos com análises de dados reais -> Nada

        E se tens esses artigos, que não sejam links para o teu blog, mas sim para publicações científicas (e não opiniões de engenheiros de telecomunicações sobre datação), por favor indica-os sem rodeios..

  77. Nenhum deles tem qualquer elemento científico que contrarie os métodos de datação.

    Nenhum cita qualquer artigo científico.

    Quando citam artigos científicos deturpam o seu conteúdo.

    Um exemplo é a pele “fresca” com milhões de anos…
    :)

    Conheces algum método cientifico de geocronologia que aponte para uma idade jovem da terra ?

    Em qualquer área da ciência. ….

  78. Se as taxas no passado foram diferentes as datações dão resultados mais curtos ou longos.

    Pouco te adianta para tentares demonstrar uma terra jovem.

    As taxas hiperrapidas para dar seis mil anos derretia a terra.

    E o decaimento pode ser medido por marcas dos tracos de fissao.

    A libertação de energia derretia as rochas e a terra.

    E não está demonstado que haja significativas alterações ao decaimento.

    Não é mesmo por aí. ….

  79. As medições são consistentes. Posso mostrar imensos trabalhos científicos neste sentido.

    Certamente haverá, como em qualquer medição, erros, fraudes e enganos.

    Conheces é algum trabalho científico que aponte para uma terra com seis mil anos ? Em qualquer área da ciência?

    Penso que não há.

    • Mats diz:

      As medições são consistentes. Posso mostrar imensos trabalhos científicos neste sentido.

      Os dinossauros surgiram 9 milhões de anos mais cedo do que “pensávamos

      Marcas de ferramentas humanas encontradas no estrato geológico errado

      Pegadas com 3,6 Milhões de Anos São Idênticas às do Homem Actual

      Osgas (Afinal) Apareceram 40 Milhões de Anos Antes

      Adoro esta citaçao:

      “Stober comentou que a pressuposição de que as taxas de decaimento são constantes foi “desafiada” por Ephraim Fischbach (pesquisador da Universidade de Purdue) uma vez que ele encontrou algumas discrepâncias entre as taxas de decaimento de certos isótopos radioactivos. Stober comentou que “isto é estranho, uma vez que era suposto serem constantes físicas“”

      Ou seja, vocês evolucionistas admitem que as crenças que servem de base aos imagiários milhões de anos não funcionam, mas tu vens aqui para este blogue e dizes, sem conhecimento, que “As medições são consistentes”.

      Sinceramente, como é que vocÊs es+eram ser levados a sério se nem estão de acordo uns com os outros?

      Conheces é algum trabalho científico que aponte para uma terra com seis mil anos ? Em qualquer área da ciência?

      Poso te mostrar várias evidências científicas que estão de acordo com a linha temporal Bíblica (6000/7000 anos) e em contradição com os imaginários “milhões de anos”.

      Claro, tu vais rejeitar essas evidências porque não estão em “jornais aceites pela comunidade científica”, isto é, pelos evolucionistas. Essencialmente, o que tu pedes é artigos que contradizem os milhões de anos publicados em publicações evolucionistas onde a fé nos milhões de anos é um dogma religioso.

      A falta de honestidade é óbvia.

      Mas repito: existem va´rias evidências que confirmam que os imginários milhões de anos só existem nos livros evolucionistas. Tu é que não aceitas esses dados porque contradizem a tua fé.

  80. Portanto a comunidade científica e evolucionistas são a mesma coisa.

    Parece-me uma resposta pobre. Dizer que é possível demonstrar cientificamente que a terra tem seis mil anos mas que uma conjurs evolucionista em todas as ciências, em todas as universidades e em todos os países do mundo impedem a publicação dos trabalhos.

    Parece-me teoria da conspiração.

    Repara que os alegados modelos criacionistas não passam por testes básicos como penso que o azetech já percebeu.

    E dizeres que a terra pode ter seis mil anos porque as osgas foram alegadamente mal datadas por milhões de anos não tem grande lógica.

    E nem consegues de perto ou longe cociliar o decaimento radioactivo com seis mil anos.

    Portanto a hipótese da terra e o que o universo tem algo próximo de seis mil anos é altamente improvável.

  81. Eu fico muito triste que cristãos levem ao pé da letra as sagradas escrituras. “A letra mata, mas o espírito vivifica”, prestem atenção. A narrativa bíblica tem por finalidade as questões espirituais, e não uma narrativa precisa, detalhada e pormenorizada da criação, isto é científica. A ciencia é a vontade independente do homem de conhecer a verdade sobre o mundo que vivemos, e ela é autoreguladora isto é ela precisa de provas para comprovar uma teoria. Alguém aqui pode afirmar que nós não estamos numa galáxia? Alguém aqui pode afirmar que não existem bilhões de galáxias? O fato de Deus usar por metáforas sua descrição da criação em nada tira dele o poder de fazer tal coisa. E pra mim a ciencia revela mais ainda o grande poder e majestade de Deus, Voces sabem quantas explosões nucleares ocorrem no interior do sol a cada minuto? E isso que o sol é uma estrela pequena. E Deus fez isso tudo só com o poder de sua palavra.
    Segundo a ciencia a vida surgiu nos mares. Onde apareceu os primeiros seres vivos na narrativa bíblica? Nos mares, Voces levam ao pé da letra quando se diz que Deus fez o homem do barro? Acordem isso significa que o homem e a terra tem origens em comum.
    Agora querem ser mais critãos que Cristo, como voces interpretariam o que o Senhor disse no templo: “derrubem este templo e eu o reedificarei em tres dias, o que os líderes judeus disseram? Nós o construimos em 40 anos e tu dizes que o reedifica em tres dias? Hááá agora voces sabem a interpretação. Por acaso o Senhor estava mentindo? Claro que não na mente dele ele estava se referindo ao seu corpo, mas ele não “revelou” isso aos judeus. Percebem? Deus não revelou toda a mecanica da criação. E nem por isso ela é inválida ou fantasiosa.
    É por causa dessas teimosias que muitos não crerão nas escrituras e nem no grande poder de Deus. A última questão pra mostrar que o “DIA” em genesis é uma definição de espaço e duração de um tempo e não um dia literalmente, sabemos hoje que as 24hs do dia são definidas pela rotação da terra sobre seu próprio eixo, e como pode haver um “DIA” se não havia essa definição ainda? O sol e a terra ainda não haviam sido criados. O que importa é o que tudo significa como um todo e não su literalidade. Imagina se Davi levasse ao pé da letra a repreenção de Natan por inspiração divina? 2Samuel 12.1-15 Com um bom advogado ele poderia dizer, Eu não roubei ovelha nenhuma.

      • Se estou hipotéticamente no lugar de Deus, jamais poderia revelar literalmente como foi o processo da criação jamais o povo inicial de Deus entenderia, E eu acho engraçado voces ensinando a Deus como ele deveria dizer as coisas. Há! Então Deus deveria ter dito assim e não assim. Sinceramente não vejo absolutamente em que Deus e seu poder, glória e majestade são diminuidos pelo fato dele ter criado as coisas como nós agora nos finais dos tempos estamos aprendendo. Eu vejo hoje o que de certa forma aconteceu com Galileu, quando ele através do telescópio declarou que a lua era imperfeita e cheia de crateras, foi um escandalo, “mas como? Deus é perfeito, como a lua criação sua pode ser imperfeita?” E na defesa da terra como centro do universo, recorriam ao trecho da bíblia que pela ordem do profeta o sol é parado no céu, o argumento deles: (afirmando como Deus deveria ter dito) Se a terra é que girasse em torno do sol o profeta (Deus em sua palavra) teria dito: “terra pare de girar”. Agora eu pergunto Deus mentiu na afirmação de que o Sol deveria parar? Lógico que não, pois ele o criador e excutor da lei física que hoje chamamos de “teoria da relatividade” sabe que não existe referencial absoluto. Por tanto do referencial humano é perfeitamente aceito na expressão de parar o sol de girar. Imagina o nó que iria dar na cabeça do leitor, o profeta mandando a terra parar de girar. Aí poderia surgir o argumento de que se ele falasse assim “terra pare de girar” nós poderiamos buscar a entender a ordem das coisas. Mas aí é que vem o principal, as escrituras são para questões espirituais e não naturais e uma não anula a outra, o mundo natural está incluído no mundo espiritual.
        Não quero aqui meu amigo causar polemica ou desavenças, mas acho que ficar se apegando a literalidade da palavra dia é perda de tempo e se tornar um fundamentalista. Eu já lí até em algum lugar um crente defendendo a tese de que o homem era conteporaneo dos Dinossauros, afirmando que o Leviatã descrito em Jó era um dinossauro, simplesmente, é puro fundamentalismo, isso é um perigo.
        A bíblia é viva e eficas, isto é a palavra de Deus é viva, não é morta e aprisionada no tempo, é triste quando se engessa a palavra de Deus. Se dependesse dos que defendem essa literalidade Maria Madalena tinha morrido na frente do Senhor, mas ele mostrou que sua palavra é viva e não presa num pergaminho(afinal foi ele mesmo que disse que no caso ela deveria ser apedrejada). Leiam a palavra e meditem nela dia e noite, se estivesse tudo claro e dito, qual a necessidade de meditar? É que suas palavras tem muito o que dizer e revelar ainda. Deus criou com seu poder todo o universo e tudo que há nele, e hoje estamos descobrindo aos poucos como ele fez isso, mas na verdade ainda sabemos bem pouquinho.

    • Saggiattore,
      “Deus lhes perdoará porque eles não sabem o que fazem”… É claramente verdade que as interpretações literais apenas desqualificam o cristianismo aos olhos do comum dos humanos evoluídos, mas os fundamentalistas/integristas não se apercebem disso e insistem no absurdo dos 6.000 anos e respetivas consequências necessárias.
      Embora possa parecer o contrário, eu não estou de modo nenhum contra este blogue..,. precisamente porque não sou crente.

      • Mats diz:

        É claramente verdade que as interpretações literais apenas desqualificam o cristianismo aos olhos do comum dos humanos evoluídos, mas os fundamentalistas/integristas não se apercebem disso e insistem no absurdo dos 6.000 anos e respetivas consequências necessárias.

        Quem são os “humanos evoluídos” ?

      • Quem são os humanos evoluídos? (Mats)
        São os que evoluiram ao longo dos tempos…

      • Mats diz:

        Quem são os humanos evoluídos? (Mats)
        São os que evoluiram ao longo dos tempos…

        Quem são esses “humanos evoluídos” que dariam mais credibilidade ao Cristianismo se os Cristãos deixassem de acreditar no que a Bíblia diz?

      • Sérgio Sodré diz:

        Quem são esses “humanos evoluídos” que dariam mais credibilidade ao Cristianismo se os Cristãos deixassem de acreditar no que a Bíblia diz? (Mats)
        Colcada a questão desta forma contraditória não há como responder. Quanto aos humanos evoluídos sempre diria que são aqueles que não deixam que uma fé cega lhes bloqueie a razão forçando-a a adaptar-se, de qualquer maneira e seja como for, a uma fé que nada mais tem em conta senão um livro interpretado de uma só maneira.

      • Mats diz:

        Quanto aos humanos evoluídos sempre diria que são aqueles que não deixam que uma fé cega lhes bloqueie a razão forçando-a a adaptar-se, de qualquer maneira e seja como for, a uma fé que nada mais tem em conta senão um livro interpretado de uma só maneira.

        Quem são eles? Os evolucionistas?

  82. Vamos nos ater as escrituras, o que afirma Exodo 20:11 não muda em nada a interpretação do DIA da criação, porque seria incoerente da parte de Deus agora colocar descancem por milhões de anos. Porque na narrativa da criação Deus está se referindo ao seu dia, isto é, não contado como 24hs de nossa rotação terrestre, pois não existia terra mas o seu próprio DIA, (um dia divino poderia se dizer) em seu espaço tempo, que na realidade nem é espaço tempo pois ele é eterno, portanto noção de tempo não faz sentido, a eternidade é semellhante ao infinito só que a eternidade não tem início e o infinito não tem fim, então na escala do infinito o 1 e o 1 milhão estão na mesma distancia do infinito portanto na escala do eterno 1 dia ou milhoes de anos dá no mesmo.
    E a lei se aplica ao homem, então na escala temporal do homem o seu dia tem 24hs.
    E não podemos esquecer que o Senhor Jesus afirmou aos judeus em João 5:17, mas como? Se ele descançou no sétimo dia? A lei é para o homem, o DIA de Deus difere do DIA do homem.
    Por isso não tem muito sentido discutir o significado do original da palavra neste caso.
    Quanto a questão de “outros cristão” deixo para o Senhor julgar, pois nele eu confio.
    Espero não ter deixado muito confuso.
    Shalom

    • Mats diz:

      Vamos nos ater as escrituras, o que afirma Exodo 20:11 não muda em nada a interpretação do DIA da criação, porque seria incoerente da parte de Deus agora colocar descancem por milhões de anos.

      MAs só é incoerente se tu assumires que “dia” significa “milhões de anos”. Se diz, em Génesis, significar dia, então não há problema.

      Tu não lês os links que te são dados? O termo “dia” em Génesis, unido a um numerador e divisor, em todo o resto da Bíblia significa um dia normal. Tu pensas que em Génesis significa outra coisa mas essa tua crença não tem suporte na Bíblia.

      Explica lá bem devagar qual é a tua interpretação de Exodo 20:11.

  83. Oi Mats!
    Eu lí e entendí o que quiz dizer com a explicação do emprego da palavra dia.
    Mas vou tentar explicar melhor como interpreto.
    Nós entendemos que o DIA a que Deus se refere na narrativa da criação, faz referencia a uma determinação de espaço de tempo correto? Significa que ele demorou um dia inteiro só pra fazer a luz, depois demorou, mais um dia para fazer os céus e assim por diante. Agora me explica baseado em que ele pôde afirmar a manhã e a tarde do 1º dia? Se não havia nem tarde e nem manhã nenhuma como referencia? Se o sol e a terra não haviam sido criados?. Por que se tu afirmas que são as 24hs literais do dia não faz sentido nenhum, ou achas que na eternidade a contagem do tempo de Deus é em 24hs? como diz em 2 Pedro 3:8″ …um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.” Pedro usou mil anos porque ele não tinha noção de milhoes que temos hoje. Se ele escrevesse a carta hoje com certeza ele diria “um dia como milhões de anos, e milhões de anos um dia. Percebe? Na escala de tempo de Deus não faz diferença nenhuma
    Baseado nisso eu concluo que Deus usou o seu próprio dia. A sua própria referência, Isto é, um dia para ele pode ter qualquer duração em relação ao nosso tempo. Portanto pode ser 24hs ou Milhoes de anos.
    Me fiz entender? o DIA de genesis é o DIA referencial de Deus o dia dele da escala de tempo dele. Esse DIA diz respeiro a Deus.
    E o DIA em Exodo 20:11, isto é nos 10 mandamentos, a lei, ela diz respeito ao homem, portanto o dia de referencia do homem é sim de 24hs. Por isso todo o DIA daí pra frente (depois da criação),empregado na bíblia, referente ao homem, o dia sim é de 24hs.
    Eu fiz toda essa explicação sobre o DIA de Deus para que tu pudesse entender como interpreto esse DIA de genesis. Se tu entendeu minha explicação, verás que o DIA de Exodo nos mandamentos está corretamente empregado e não entra em conflito com o DIA de Genesis.
    Apesar de ser a mesma palavra ela se refere a escalas de tempo diferentes.
    Relembrando, um dia e mil anos ou milhoes de anos é a mesma coisa na escala de tempo de Deus.

    • Mats diz:

      Nós entendemos que o DIA a que Deus se refere na narrativa da criação, faz referencia a uma determinação de espaço de tempo correto? Significa que ele demorou um dia inteiro só pra fazer a luz, depois demorou, mais um dia para fazer os céus e assim por diante. Agora me explica baseado em que ele pôde afirmar a manhã e a tarde do 1º dia? Se não havia nem tarde e nem manhã nenhuma como referencia?

      Tu não estás a ler os links que te são mostrados porque a resposta está lá. O cíclo dia/noite antes da criação do Sol e da Lua foi feito em referência à luz que Deus fez no primeiro dia. Basta haver luz a focar sobre a Terra e rotação para que haja dia e noite.

      Se o sol e a terra não haviam sido criados?.

      Nem era preciso porque já havia a luz que Deus fez logo no primeiro dia. Bolas, vocês lêem a Bíblia antes de “comentarem”? Os vossos comentários são sempre os mesmos erros. Cansa repetir a mesma coisa vez após vez.

      Por que se tu afirmas que são as 24hs literais do dia não faz sentido nenhum, ou achas que na eternidade a contagem do tempo de Deus é em 24hs?

      Não há referência nenhum a “eternidade” em Génesis 1 ou Êxodo 20:11. Se há, mostra onde. Mas mostra NESSES VERSOS.

      como diz em 2 Pedro 3:8″ …um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.”

      Pedro não está a falar da criação.

      Baseado nisso eu concluo que Deus usou o seu próprio dia. A sua própria referência, Isto é, um dia para ele pode ter qualquer duração em relação ao nosso tempo. Portanto pode ser 24hs ou Milhoes de anos.

      Então deve ser 24 horas porque Ele delimitou o dia em questão com um numérico (1, 2, 3, 4, 5, etc) e disse “manhã, tarde”, coisas que no resto da Bíblia significam sempre um dia normal.

      Me fiz entender? o DIA de genesis é o DIA referencial de Deus o dia dele da escala de tempo dele.

      Não, não é. O dia de Génesis, tal como explicado milhentas vezes nos links que eu te dei, foram definidos EXACTAMENTE DA MESMA FORMA que os dias normais são definidos no resto da Bíblia.

      E o DIA em Exodo 20:11, isto é nos 10 mandamentos, a lei, ela diz respeito ao homem, portanto o dia de referencia do homem é sim de 24hs. Por isso todo o DIA daí pra frente (depois da criação),empregado na bíblia, referente ao homem, o dia sim é de 24hs.

      Exodo 20:11 fala dos dias de Génesis, e diz que são dias normais. Este Mandamento não faria sentido se os dias fossem “milhões de anos”.

      Eu fiz toda essa explicação sobre o DIA de Deus para que tu pudesse entender como interpreto esse DIA de genesis.

      Pois, já vi qual é a tua interpretação pessoal e não-Bíblica de Génesis 1. Mas tu agora já sabes que ela não tem suporte nenhum na Palavra de Deus. Tu QUERES acreditar nos milhões de anos, e tentas forçar isso na Bíblia. Felizmente, Deus deixou Génesis tão bem explicado que qualquer criança consegue ver que tratam-se de dias normais.

    • Azetech diz:

      Cassio Saggiattore

      Diga-me uma coisa, qual o problema em se interpretar a Bíblia do jeito que ela apresenta?
      Porque interpretar como “milhões de anos” a um relato explicito, claramente contado em DIAS.
      Se não fosse os mitológicos anos pregados pelos crentes naturalistas (a aproximadamente 200 anos) não terias a menor dificuldade em aceitar o relato da criação de Gênesis do jeito que ele apresenta, assim como as pessoas que viveram além de 200 anos aceitavam.

      Tu achas que os cientistas evolucionistas COMPROVARAM que o Mundo é antigo?
      Por isso tenta reinterpretar a bíblia ao modelo que eles apresentam?

      Se pensas desta forma, digo que está equivocado. Os defensores da terra antiga não comprovaram NADA, eles apenas inventaram métodos incertos, com pressuposições incertas, para CRER na suposta idade avançada da Terra.

      NENHUM destes métodos é confiável o bastante para determinar com precisão esta suposta idade.
      Conheça a fundo os métodos que eles utilizam e verás as falhas pelo qual eles ignoram.

  84. Desculpe meu amigo, mas tu não entendeu absolutamente nada do que eu quiz dizer.
    O que tu afirma mostra que estamos falando de coisas diferentes.

    “O cíclo dia/noite antes da criação do Sol e da Lua foi feito em referência à luz que Deus fez no primeiro dia. Basta haver luz a focar sobre a Terra e rotação para que haja dia e noite.”
    E
    “Nem era preciso porque já havia a luz que Deus fez logo no primeiro dia”

    Eu entendi o que voce quiz dizer, mas eu não concordo com essa conclusão, porque a luz por si só não determina a duração do dia, na realidade se voce afirmar que a luz é que determina o dia esse dia nunca termina, pois ela ilumina sem parar, ou voce acha que o sol para de emitir a luz?
    A noção que nós temos de 24hs é justamente por causa da rotação da terra.
    Dizer que o dia “claridade” foi determinado pela criação da luz é até lógico, mas tu percebe que não pode definir como 24hs entende? Determinação de 24hs só é possível com o aparecimento da terra, coisa que não axistia no momento inicial da criação.
    Se voce usar como referencia a lua por exemplo, o dia lá tem duração de 27 dias, isto é, um dia lunar dura mais que aqui, e lá, um dia,”tarde e manhã” é igual ao nosso só que com duração diferente. Por isso que interpreto que o DIA de genesis pode ter qualquer duração. E o DIA de Exodo tem duração de 24hs, porque A LEI é para o HOMEM e não pra Deus. E o HOMEM abita na terra com dia durando 24hs, Será que é difícil entender isso?
    Só porque Deus usa a palavra DIA não quer dizer que sejam de mesma duração, a não ser que é assim que voce quer acreditar.
    E em 2 Pedro 3:8, Pedro se refere a “eternidade” de Deus que é independente das 24hs horas humanas , que é o criador, e que era quem estava no momento da criação.
    E se voce quer acreditar assim, tudo bem, afinal temos entre os crentes tantas interpretações diferentes de mesmas coisas, tipo, o arrebatamento é antes ou depois do anti-cristo, se o suicida vai ou não vai pro inferno, uns ainda quardam o sábado, uns são pentecostais outros não, uns creem no livre arbítrio outros não. Como disse Paulo, em 1Cor. 13:12 “Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido.”
    Se voce acha que eu QUERO, POR QUE QUERO interpretar assim, que seja essa sua conclusão, não posso fazer nada.
    Vejo que voce tem convicção de sua interpretação, respeito. Mas cuidado a ciência é de Deus, Jesus é a fonte de toda a ciência, o homem toma da ciência como investigação de sua própria curiosidade e como o homem se separou de Deus, ele está tateando sozinho, mas não que a ciência seja falsa, pois ela é autoreguladora, ela propoem uma teoria e expõe para que todos possam confronta-la e aí refutar ou concordar.
    Com isso voce concorda não é?:
    Galileu ia ser queimado vivo por ter descoberto a verdade de que como Deus determinou o movimento dos astros. E por que ele ia ser queimado na fogueira? Porque a igreja achava que suas afirmações eram contrárias as escrituras, isto é, parecia ser contrário ao que era afirmado em Josué 10:12-14.
    Agora te pergunto, As escrituras estavam erradas? Galileu estava errado?
    Me responda isso que não te encomodo mais kkkkkk
    Um abraço!

    • Mats diz:

      Desculpe meu amigo, mas tu não entendeu absolutamente nada do que eu quiz dizer.
      O que tu afirma mostra que estamos falando de coisas diferentes.

      “O cíclo dia/noite antes da criação do Sol e da Lua foi feito em referência à luz que Deus fez no primeiro dia. Basta haver luz a focar sobre a Terra e rotação para que haja dia e noite.”
      E
      “Nem era preciso porque já havia a luz que Deus fez logo no primeiro dia”

      Eu entendi o que voce quiz dizer, mas eu não concordo com essa conclusão, porque a luz por si só não determina a duração do dia,

      Nem eu disse que determinava. A luz incidiu sobre uma Terra em rotação. Foi isso que gerou o ciclo dia noite.

      na realidade se voce afirmar que a luz é que determina o dia esse dia nunca termina, pois ela ilumina sem parar, ou voce acha que o sol para de emitir a luz?
      A noção que nós temos de 24hs é justamente por causa da rotação da terra.

      E dum luz a incidar sobre a TErra: primeiro a tal luz que Deus criou, e depois o Sol.

      Vês como é fácil entender Génesis sem mutilar o Livro Santo?

      Só porque Deus usa a palavra DIA não quer dizer que sejam de mesma duração

      Em qualquer parte da Bíblia ou só em Génesis? Por exemplo, Jonas esteve três dias e três noites dentro da barriga do peixe gigante. Isto foram dias normais ou “milhões de anos” ? O Povo Judeu rodeou Jericó durante 6 dias. Foram dias normais ou foram “dias alegóricos” ou “milhões de anos”?
      Se tu fores pesquisando as crenças que fundamentam a tua fé nos milhoes de anos, vais ver que encontram-se todas fora da Bíblia. Isto é, algo EXTERNO à Palavra de Deus faz com que tu tentes (sem sucesso) ver milhões de anos em Génesis (mas só em Génesis, curiosamente).

      E em 2 Pedro 3:8, Pedro se refere a “eternidade” de Deus que é independente das 24hs horas humanas , que é o criador, e que era quem estava no momento da criação.

      Pedro não estava a falar do acto da Criação.

      Se voce acha que eu QUERO, POR QUE QUERO interpretar assim, que seja essa sua conclusão, não posso fazer nada.

      Claro que queres. Tu e todos os outros infiltrados dentro das igrejas que se mascaram de Cristãos mas que pouco são, querem forçar uma teoria anti-Bíblica para dentro da Biblia para não serem identificados de “criacionistas da Terra Jovem” ou outra coisa que vocês pensam ser uma ofensa.
      Pessoalmente, vocês metem-me um nojo enorme – mais até do que os ateus, as feministas e os gayzistas. Vocês fingem ser uma coisa, andam no meio de nós, mas quando chega a altura de colocar o pescoço por Cristo, vocês fogem com rabo entre as pernas, quais cobardes e mentirosos. Sim, cobardes e mentirosos.

      Ninguém vos obriga a serem Cristãos. O Cristianismo não precisa de vocês. Vocês precisam do Cristianismo. Peguem nas vossas teorias demoníacas e lancem-nas nas profundezas. Cuidado para não caírem junto com elas.

      Galileu ia ser queimado vivo por ter descoberto a verdade de que como Deus determinou o movimento dos astros. E por que ele ia ser queimado na fogueira? Porque a igreja achava que suas afirmações eram contrárias as escrituras, isto é, parecia ser contrário ao que era afirmado em Josué 10:12-14.

      Isso é o que dá a igreja ouvir as teorias do consenso da altura e não a Palavra de Deus. Curiosamente, é a mesma coisa que tu estás a fazer.

  85. Deus deixou Génesis tão bem explicado que qualquer criança consegue ver que tratam-se de dias normais.(Mats)
    Não duvido que quem escreveu a Bíblia se referia a dias normais, o problema é que muitos dos disso se apercebem ficam com as maiores dúvidas sobre a inspiração divina da Bíblia, o que os faz derivar para “explicações” mirabolantes como modo de justificarem e manterem s sua fé… Eles ficam com a fé abalada se seguiram interpretações fundamentalmente literais. Esse é que o problema!

    • Mats diz:

      Deus deixou Génesis tão bem explicado que qualquer criança consegue ver que tratam-se de dias normais.(Mats)
      Não duvido que quem escreveu a Bíblia se referia a dias normais,

      Muito bem. Agora explica isso aos supostos “Cristãos” que não conseguem aceitar algo tão básico como Génesis 1.

      o problema é que muitos dos disso se apercebem ficam com as maiores dúvidas sobre a inspiração divina da Bíblia, o que os faz derivar para “explicações” mirabolantes como modo de justificarem e manterem s sua fé…

      Mas isso é um problema deles e não da Bíblia.

      Eles ficam com a fé abalada se seguiram interpretações fundamentalmente literais. Esse é que o problema!

      O problema então é a sua falta de fé na Bíblia e nos dados da ciência que demonstram como a Terra é jovem. Mas isso não belisca em nada Génesis.

  86. Eu desafio o Mats, o Azetech e o Sérgio André, a responder objetivamente esta pergunta que fiz que ficou sem resposta.(Se responderem certo entenderão o que quero dizer com todas essas explicações “mirabolantes”)
    Em Josué 10:12-14. a Bíblia afirma sem sombra de dúvida, sem margem a qualquer interpretação que o Sol parou por quase um dia inteiro, se é o Sol que parou então é lógico entender que quem gira em volta da terra é o sol, qualquer criança entende isso.
    Portanto segundo a Bíblia o sol gira em torno da terra, mas a ciência afirma que não é o sol que gira em torno da terra, é o contrário, o sol tá paradinho lá e a terra é que gira.
    A fatídica pergunta é (se tiverem coragem de responder) :
    Quem estava certo? a Bíblia ou a ciência?

    • Mats diz:

      Em Josué 10:12-14. a Bíblia afirma sem sombra de dúvida, sem margem a qualquer interpretação que o Sol parou por quase um dia inteiro, se é o Sol que parou então é lógico entender que quem gira em volta da terra é o sol, qualquer criança entende isso.
      Portanto segundo a Bíblia o sol gira em torno da terra, mas a ciência afirma que não é o sol que gira em torno da terra, é o contrário, o sol tá paradinho lá e a terra é que gira. A fatídica pergunta é (se tiverem coragem de responder) : Quem estava certo? a Bíblia ou a ciência?

      Todos os dias tu e milhares de ciantistas dizem coisas como “pór-do-Sol” ou “quando o Sol se levantou”. Será que eles não sabem que o Sol não se move mas sim a Terra ? Ou será que eles estão a fazer o que todo o ser humano faz há séculos, que é usar a linguagem de aparência para expressar algo?

      Quando os metereólogos falam em “por do Sol”, eles não querem dizer que o Sol se põe, mas sim que se está a usar uma linguagem que tem a Terra como referência, e típica duma linguagem de aparência.

      Resumindo, se tu és contra Deus dizer que o Sol “parou” em Josué 10:12-14, então sempre que vires alguém a usar a expressão “por do Sol” (especialmente os cientistas) tens que lhes corrigir e dizer que eles estão errados.

      Em relação ao milagre em si, nada de “complicado”: Deus tem o poder para parar a rotação da Terra sempre que Ele bem quiser.

      Achas mesmo que isto é um argumento devastador? Se sim, então manda aí mais “argumentos devastadores” porque demonstram o quao fiáveis as Declarações Bíblicas são.

      Por fim, algumas culturas do mundo fazem referência a um dia extraordinariamente longo:

      Many cultures have legends that seem to be based on this event. For example, there is a Greek myth of Apollo’s son, Phaethon, who disrupted the sun’s course for a day. And since Joshua 10 is historical, cultures on the opposite side of the world should have legends of a long night. In fact, the New Zealand Maori people have a myth about how their hero Maui slowed the sun before it rose, while the Mexican Annals of Cuauhtitlan (the history of the empire of Culhuacan and Mexico) records a night that continued for an extended time.4

      http://creation.com/joshuas-long-day

      Ou seja, o Dia Longo de Jushua não é problema para quem REALMENTE acredita na Bíblia, e esse evento tem evidências de outeas culturas.

      Agora diz-nos como é que isto confirma a tua errónea tese de que o temor “Dia” em Génesis se refere a um longo período de tempo, e não a um dia normal.

      • gustav diz:

        ”Será que eles não sabem que o Sol não se move mas sim a Terra ? Ou será que eles estão a fazer o que todo o ser humano faz há séculos, que é usar a linguagem de aparência para expressar algo?”
        Li varios dos comentarios acima e era exatamente isso que eu estava a procurar. Entao concorda comigo que isso se trata de uma figura de linguagem – uma metafora. Logo nao pode ser encarada de forma literal, justamente por ser uma metafora. Portanto, a partir de que ponto se pode afirmar – de modo que até uma criança entenda, é claro – que os primeiros dias de criaçao nao sejam expressos por meio de metaforas? Tando o portugues e o latim quanto o hebraico permitem a contruçao de figuras de linguagem, onde num momento um palavra pode ser encarada no seu sentido literal e em outro em um sentido metaforico partindo do contexto. Onde esta escrito na Bliblia, nos seus primeiros versiculos, o referido moviementode rotaçao, imposto por voce – que até uma criança poderia identificar? Mais me parece uma imposiçao arbitraria de que havia um moviemnto de rotaçao, quando nao esta escrito isso explicitamente na Biblia (eu observei voces usaram varias vezes do arguemnto: ”esta escrito explicitamente na Biblia”, portanto eu uso tambem).
        Existem varias outras passagens no livro que voces, ceticos, nao souberam interpretar de forma correta. Uma delas (nao me pergunte o versiculo e o capitulo, pois nao fico decorando esse tipo de coisa a troco de discussao) versa sobre Deus ter mandado seus anjos aos 4 cantos da Terra. Essa passagem foi extremamente mal interpretada e contribuiu, durante seculos, para o pensamento de que a Terra era plana e quadrada (vide os 4 cantos). Entao os 4 cantos da Terra devem ser encarados literalmente? ou como uma metafora? algum dia na vida voce estava indo de carro para a casa de sua vó e caiu do planeta porque chegou a um de seus cantos? francamente…Se existe algum criacionista que chega a dar nojo, esses sao voces, que cheios da verdade e da unica e correta interpretaçao, que só voces, e mais ninguem, é que a detém tentam acabar com o pensamento critico e a capacidade racional dos demais cristaos criacionistas.
        E depois é o evolucionismo a teoria que enfia goela abaixo as suas ditas verdedes…Grande inversao de jogo esse argumento, nao?

      • Mats diz:

        ”Será que eles não sabem que o Sol não se move mas sim a Terra ? Ou será que eles estão a fazer o que todo o ser humano faz há séculos, que é usar a linguagem de aparência para expressar algo?”

        Li varios dos comentarios acima e era exatamente isso que eu estava a procurar. Entao concorda comigo que isso se trata de uma figura de linguagem – uma metafora.

        Eu não usei a palavra “metáfora”. Eu disse “LINGUAGEM DE APARÊNCIA”.

        Logo nao pode ser encarada de forma literal, justamente por ser uma metafora.

        Se é assim, então não podemos entender o que os cientistas estão a falar quando falam em “por do sol”. Ou podemos?

        Portanto, a partir de que ponto se pode afirmar – de modo que até uma criança entenda, é claro – que os primeiros dias de criaçao nao sejam expressos por meio de metaforas?

        Tu é que tens que demonstrar que os primeiros dias da criação são “metáforas” a partir do contexto interno da Bíblia.

        Tando o portugues e o latim quanto o hebraico permitem a contruçao de figuras de linguagem, onde num momento um palavra pode ser encarada no seu sentido literal e em outro em um sentido metaforico partindo do contexto.

        E o que determina o significado é o contexto das palavras, exactamente o que vocês recusam-se a levar em conta quando se fala nos dias de Génesis.

        Onde esta escrito na Bliblia, nos seus primeiros versiculos, o referido moviementode rotaçao, imposto por voce – que até uma criança poderia identificar?

        O movimento de rotação é subentendido pelo facto de Deus dizer “Dia U”M, “Dia DOIS”, “Dia TRêS”. Ou seja, o uso de um identificador numérico aliado à divisória “manhã, tarde” demonstra que se está a falar de um dia normal, visto que em todo o resto da Bíblia sempre que se define um dia com um numerador (um, dois, três, etc) MAIS a qualificação “manhã” ou “tarde” ou “noite”, se está a falar de um dia normal.

        É o teu trabalho dizer o porquê de em toda a Bíblia este tipo de construção (numérico + delimitador + dia) significar um dia normal. EXCEPTO em Génesis.

        Mais me parece uma imposiçao arbitraria de que havia um moviemnto de rotaçao, quando nao esta escrito isso explicitamente na Biblia (eu observei voces usaram varias vezes do arguemnto: ”esta escrito explicitamente na Biblia”, portanto eu uso tambem).

        Não precisa de estar “escrito explicitamente na Bíblia”; basta que a Bíblia fale de algo que faça notório o passar dos dias. Afinal, a Luz que Deus criou logo no início da criação foi feita por algum motivo.

        Existem varias outras passagens no livro que voces, ceticos, nao souberam interpretar de forma correta. Uma delas (nao me pergunte o versiculo e o capitulo, pois nao fico decorando esse tipo de coisa a troco de discussao) versa sobre Deus ter mandado seus anjos aos 4 cantos da Terra. Essa passagem foi extremamente mal interpretada e contribuiu, durante seculos, para o pensamento de que a Terra era plana e quadrada (vide os 4 cantos).

        A Bíblia sempre disse que a Terra é “esférica” e/ou “redonda”. Jó fala no “globo da Terra”, portanto, quem quer que tenha pensado que a Terra era plana, não obteve essa ideia da Bíblia. Mas mesmo que tivesse sido esse o caso, isso não justifica a tese de que Génesis é “alegórico” ou “metafórico”.

        Só porque alegadamente os Cristãos fizeram uma interpretação errada num sítio, por tomarem essa passagem de forma literal, não significa que todos os sítios onde os Cristãos interpretam as coisas de forma literal esles estão errados.

        Entao os 4 cantos da Terra devem ser encarados literalmente? ou como uma metafora?

        O contexto POÉTICO (e não histórico como em Génesis) revela que se está a usar uma figura de estilo. O teu argumento de que, como a Bíblia usa uma figura de estilo em Jó significa que Géneses também usou uma figura de estilo é falsa. Jób pode ter usado uma figura de estilo sem que Génesis o faça.

        francamente…Se existe algum criacionista que chega a dar nojo, esses sao voces, que cheios da verdade e da unica e correta interpretaçao, que só voces, e mais ninguem, é que a detém tentam acabar com o pensamento critico e a capacidade racional dos demais cristaos criacionistas.

        Quem me mete nojo és tu, porque não só tu és rebelde à Palavra de Deus, como és burro para interpretar passagens simples e básicas que qualquer idiota consegue ver. Mas segue o teu caminho de apostasia pavimentado pelos anti-Cristãos do passado até ao fogo do inferno onde eles já estão.

        Tu não comentas mais neste blogue.

    • Azetech diz:

      Cassio Saggiattore

      Faço do Mats minhas palavras, porém com um ponto a acrescentar:

      Ao analisar o relato do evento, não é Deus quem está falando que o sol parou, mas sim O PRÓPRIO JOSUÉ.
      Ele está narrando, de maneira coloquial, um evento ÚNICO, ocorrido na história dos Hebreus.
      Esta NARRATIVA HISTÓRICA foi realizada sob a visão de um “espectador” humano, segundo sua limitação científica.

      Se quiser afirmações mais “científicas”, leia o livro Jó nos versículos que o PRÓPRIO DEUS se comunica com ele, falando sobre sua criação.
      Veja também Levítico na parte referente as ordenanças de Deus a Moisés, quanto as condições sanitárias.

    • Sérgio Sodré diz:

      Saggiattore,
      solicitas que eu responda objetivamente à “fatídica pergunta” como dizes “Quem estava certo? a Bíblia ou a ciência?” Obviamente que, para mim, é sempre a ciência e não a Bíblia quem está certa… Mas, pareces esquecer que eu não sou crente, nem sequer sou teísta.

      • Azetech diz:

        Sergio Sodré

        Saggiattore, solicitas que eu responda objetivamente à “fatídica pergunta” como dizes “Quem estava certo? a Bíblia ou a ciência?”

        Onde está o suposto conflito ente a Bíblia e ciência?

        Cite UM, apenas UM dado científico que se choca com a Bíblia.

        O verdadeiro conflito está na Ciência e no NATURALISMO .
        Evidências contrárias que refuta tal crença transborda em excesso.

        Outro conflito muito comum são DADOS CIENTÍFICOS e a TEORIA DA EVOLUÇÃO.
        Não é atoa que a cada descoberta, mais um “tijolo” desta teoria falida se desmorona.

    • jephsimple diz:

      Saggiatore,

      “o sol tá paradinho lá e a terra é que gira.”

      Concordo que é a terra que translada o sol … Concordo que Josué pensava que sol nascia noite após noite, assim como qqr ser humano aguarda a chegada do sol.

      Eu não sei até onde isso é científico, mas parece que o Sol não é estático, ele possui movimento de rotação e translação [Ele executa o movimento de translação ao redor do núcleo da Galáxia].

      Mas eu fico imaginando Deus tendo que explicar a Josué que o Sol é a fonte de energia que domina o sistema solar, nossa fonte de luz e de vida, é a estrela mais próxima de nós e a que melhor conhecemos.
      E que muitas pessoas acreditam que o Sol é uma estrela comum. Mas isto está errado. Cerca de 95% de todas as estrelas têm massa menor que a do Sol. As mais numerosas em nossa galáxia têm apenas 10% da massa solar. São todas más candidatas a hospedar vida porque emitem pouca energia. Para conseguir calor suficiente, um planeta precisaria estar tão perto dessa estrela que entraria no que é chamado de rotação sincrônica. Um lado do planeta estaria sempre de frente para a estrela. A temperatura no lado escuro seria tão baixa que toda a atmosfera congelaria, impedindo a formação de vida animal.

      No caso toda a galaxia, ou qm sabe todo o universo por algumas horas deveria parar e não apenas o Sol, e não apenas a terra.Então Deus entendeu o que Josué necessitava de verdade: que o DIA DURASSE MAIS … e não importava se Josué não era um “sujeito epistêmico” a cerca do universo.

      Querem ser extremamente críticos com relação a bíblia [não estou dizendo que isso é completamente errado], mas não são extremamente críticos com relação as suas próprias certezas… E os >neo darwinistas fanáticos< são assim, são extremamente críticos com relação a Deus, ao criacionismo, a TDI, mas quanto a sua crença no naturalismo são extremamente generosos, acham mesmo que o naturalismo, a saber a origem e desenvolvimento da vida estão completamente justificados, como uma verdade indubitável.

      • Azetech diz:

        Jephsimple

        Querem ser extremamente críticos com relação a bíblia

        Na verdade não percebo que eles querem ser extremamente críticos a bíblia, mas sim DESONESTAMENTE críticos em relação a mesma.

        Se eles fossem extremos mas HONESTOS, saberiam que no relato de Josué:

        1º Foi realizado como uma NARRATIVA HISTÓRICA, sob a visão de um “espectador” humano. (ou seja quem fez o relato foi JOSUÉ e não DEUS)
        2º Foi utilizado palavras COLOQUIAIS na narrativa, visto que o espectador (no caso Josué), possuia um conhecimento científico limitado para utilizar palavras técnicas.
        3º Ignoram deliberadamente as revelações do PRÓPRIO DEUS onde efetua afirmações científicas (Jó) e sanitárias (Levíticos), antecipadas em mais de 3000 anos.

  87. Mateus Zanlorenzi diz:

    Sem querer ser do contra ou qualquer coisa desse tipo… Mas somente utilizar a Biblia como base e apresentar “fatos” que não sustentam a terra nos modelos do universo hoje visto não tornam nenhuma das 2 teorias falsa ou verdadeira. Só prova que não ha como um criacionista argumentar de uma forma realmente probativa na teoria evolucionista nem vice-versa.

    Por fim reforço, isto não é uma afronta a Biblia, ao nosso Senhor Deus, nem a nenhum dos autores desta pagina. Só achei que este artigo é leviano demais e necessita de fontes mais embasadas.

    • Mats diz:

      Este post foi feito para quem alega acreditar na Palavra de Deus (e não para os ateus).

      • Este post foi feito para quem alega acreditar na Palavra de Deus (e não para os ateus).(Mats)
        Interessante, quando te convém só há cristãos e ateus, noutras ocasiões já defendes todo um conjunto diverso de posições (deístas, agnósticos, etc…).
        O post também dá para ser discutido por islamitas ou por panteístas, por exemplo…?

  88. Azetech diz:

    Mats

    Resumindo, se tu és contra Deus dizer que o Sol “parou” em Josué 10:12-14

    Mats, não foi Deus quem falou que o sol parou, mas sim JOSUÉ , quando efetuava uma narrativa HISTÓRICA

    Josué 10:

    12. Então Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom.
    13. E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr, quase um dia inteiro.

    Os ateus tenta nos induzir o erro afirmando que DEUS afirmou que o sol parou.
    Porém a VERDADE que esta narrativa não veio de Deus mas sim de JOSUÉ.

    Se os Ateus utilizassem sua sagacidade para o bem, da mesma proporção que fazem hoje para o mal (como a distorção das coisas), o mundo estaria muito diferente ;-)

    • jephsimple diz:

      Diogo,

      Pois é Aze, eu acho [eu acho] que Josué acertou em dizer que o sol e a lua pararam, ele [ele, não Deus] só errou, ou não soube que a terra tbm [eu acho] parou … Oras, por acaso Josué era cosmólogo? rsrssrsrsrsrsrs…

  89. Já que voces não entenderam ainda, a resposta é:
    Os dois estão certos, a Bíblia, lógicamente e a ciência.
    Sabemos que Josué falou inspirado por Deus(pelomenos eu creio que toda a escritura é inspirada por Deus). Mas porque então Deus inspirou Josué a ordenar o Sol parar e não a terra? Já que a terra é que se move?
    Simples, o homem ainda não tinha conhecimento dessa verdade, imaginaram Josué ordenando a terra parar? Iria ficar muito confuso pra todo mundo, aos que estavam ouvindo na época e para os conteporaneos do antigo testamento.E relativo ao homem na terra quem se move é o sol, portanto não está errado ordenar o sol parar, a relatividade mostra isso. Percebemos com isso que o principal nas escrituras não é o conhecimento científico, mas os ensinamentos espirituais que envolve nossa vivencia aqui na terra. “Nossa luta não é contra a carne e o sangue” Toda a natureza humana pertence a Deus, todo o natural do homem foi criado por Deus, a ciencia é o esforço natural do homem em busca da verdade, e Deus é misericordioso e não se importa do homem utilizar da ciencia para descobrir o funcionamento de sua criação. Mas sabemos de antemão que não será pela ciencia que o homem terá conhecimento de Deus, isso ele já determinou, (está lá no novo testamento) por isso é inútil essa luta de criacionistas vs evolucionistas. A própria ciencia vai chegar num ponto de tamanho abstracionismo (a mecanica quantica já está beirando a isso, muita coisa não se entende mas se aceita porque é assim que funciona) que não será possível sua compreenção, mas até lá, os tempos determinados já estarão se cumprindo.

    Eu acredito de verdade que a ciencia de modo algum será contraditório as escrituras,aparentemente sim, se levarmos ao pé da letra. afinal o Senhor Jesus é a fonte de toda a Ciencia e Conhecimento.

    • Azetech diz:

      Cassio Saggiattore

      Sabemos que Josué falou inspirado por Deus(pelomenos eu creio que toda a escritura é inspirada por Deus). Mas porque então Deus inspirou Josué a ordenar o Sol parar e não a terra? Já que a terra é que se move?

      Meu irmão, percebi dois equivocos em teu pensamento.

      Primeiro, o Fato da Bíblia ser INSPIRADA por Deus não significa que a mesma foi PSICOGRAFADA por ele, fazendo com o que todos os relatos lá contidos fossem “mecanicamente” NARRADOS, palavra por palavra.
      Pensar assim é desconhecer o real sentido hermenêutico de “Inspirar”, confundindo-o com “NARRAR”

      Segundo, Deus ATENDEU um pedido de Josué, ponto.
      A Bíblia não diz que Deus pediu para Josué falar com as exatas palavras: “Pare sol e pare lua”.
      Josué clamou a Deus segundo seu entendimento (Limitado), e Ele por misericórdia atendeu.
      Não teria sentido Deus não atender o pedido dele justamente por possuir limitações científicas em seu conteúdo.

      Percebemos com isso que o principal nas escrituras não é o conhecimento científico, mas os ensinamentos espirituais que envolve nossa vivencia aqui na terra.

      Concordo. A Bíblia não é focada a conhecimentos terrenos, mas sim históricos e espirituais. Porém devemos nos lembrar que pela característica HISTÓRICA, as suas narrativas são corroboradas pelas evidências científicas A QUALQUER TEMPO.

      Mas sabemos de antemão que não será pela ciencia que o homem terá conhecimento de Deus, isso ele já determinou, (está lá no novo testamento)

      Discordo TOTALMENTE. O Novo Testamento TESTIFICA justamente ao CONTRÁRIO, mostrando que o conhecimento científico sobre o funcionamento do universo e da vida, NOS REVELA muitos atributos do próprio Deus.

      Romanos 1: 20 Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;

      por isso é inútil essa luta de criacionistas vs evolucionistas.

      Então tu sugeres que nos calemos e consentimos com o ensinamento desta doutrina filosófica (CRENÇA), como se fossem fatos comprovados?
      É isso que sugeres? quer que deixemos evolucionistas e sua fé secular “reinar” sublime sem nenhuma oposição?
      Não seria esse um posicionamento covarde?

  90. jephsimple diz:

    Diogo,
    “Na verdade não percebo que eles querem ser extremamente críticos a bíblia, mas sim DESONESTAMENTE críticos em relação a mesma.”

    Concordo, eu me expressei mal … desonestamente críticos se encaixa melhor.Afinal criticam de forma implacável, mas as críticas em si não são racionais,são falaciosas. Não vejo eles criticarem de forma implacável gnomos,fadinhas, o deus rato, o deus elefante, a deusa lua, zeus e etc e etc…

    • Sérgio Sodré diz:

      josehsimple,
      Quando surgirem devotos convictos de Ganesh, de Zeus, ou de algum gnomo ou fada em particular, decerto os céticos (embora vocês estejam doentiamente fixados no termo ateu) serão igualmente implacáveis. Não há nenhum preconceito especial e exclusivo para com o vosso Javé,.. julgo eu….

      • Mats diz:

        Não há nenhum preconceito especial e exclusivo para com o vosso Javé,.. julgo eu….

        Por isso é que há inúmeras associações anti-Ganesh ou anti-Zeus pelo mundo todo.

        E daí talvez não.

  91. Diego Carlos diz:

    Desculpe minha limitada ideia sobre fatos bíblicos, porém discordo inteiramente quando você fala entre parenteses sobre tudo ter sido criado, inclusive os anjos, creio que o que gênese está falando é o inicio da Terra e não inclui os anjos tanto que observa-se que já havia uma organização celestial anteriormente estabelecida e a criação foi mais uma extensão da glória divina.

  92. Diego Carlos diz:

    Deixo meu comentário com uma frase: “ateu, para mim, nada mais é do que um pensador em busca da grande descoberta para saber quem realmente é Deus tentando entendê-lo pela lógica humana, continuo…fato que é admirável tal ser, pois o vazio que está dentro de si será preenchido quando descobrir quem ele mesmo é”

    • Carlos diz:

      Isto está mais para um agnóstico teísta. Ateu é aquele, que sabe-se com bases no que, tem a certeza de que Deus não existe. E é engraçado este querer encontrar Deus apenas pela lógica humana(já achei que fosse possível), pois nem a própria lógica se sustenta logicamente.
      Ai podemos cair nas dúvidas dos gregos: será nossa lógica e razão segura e a maneira de se obter a verdade? ou será nossos sentidos e nossa percepção da realidade seguras para nos fornecer o conhecimento e a verdade? O homem é uma tabua rasa esperando que suas experiências sensoriais o preencham ou as ideias já existem e independem da experiência para serem maquinadas em novas ideias verdadeiras? Sem provar corretos os pressupostos e bases da lógica pela qual se quer provar a existência ou inexistência de Deus não há como confiar nesta prova. De pressupostos errados não surgem conclusões verdadeiras por passos corretos(assim como não surgem matéria, energia e informação do nada através de leis naturais corretas?)

  93. Vinicius Monteiro diz:

    Infelizmente não consegui ver provas suficientes que rejeitem a ideia de milhões de anos.
    1- “A Bíblia claramente ensina que Deus criou em seis dias normais há alguns milhares de anos atrás.” Na verdade não, em Gênesis 2:4, conta que tudo ocorreu em um “dia”, sendo assim, declarar palavra “yohm” é sobretudo arbitrário, por que essa palavra pode ser usada em sentido literal e também figurativo, ou até mesmo simbólico.
    “Primeiro, yom é definido logo na primeira vez que é usado na Bíblia (Gen. 1:4–5) no seu entendimento literal: a porção luminosa do ciclo dia/noite e todo o ciclo luz/noite).
    Segundo, yom é usado com as palavras “tarde” e “manhã”. Em todo o lado onde estas duas palavras são usadas na Bíblia, quer seja juntas ou separadas, com ou sem a palavra yom no contexto, elas significam sempre uma manhã e uma tarde literais dum dia normal.” Não necessariamente. Em alguns lugares, as pessoas amiúde se referem ao período de vida dum homem como o “dia” dele. Falam do “dia de meu pai”, ou “no dia de Camões”. Podem dividir esse “dia”, ou período de vida, dizendo “no alvorecer [ou manhã] de sua vida” ou “no crepúsculo [entardecer] de sua vida”. Assim, os termos ‘noitinha e manhã’, em Gênesis, capítulo 1, não limitam seu significado a 24 horas literais. O termo “dia”, segundo empregado na Bíblia, pode incluir o verão e o inverno, a passagem das estações. (Zacarias 14:8) O “dia da colheita [sega]” envolve muitos dias. (Compare Provérbios 25:13 com Gênesis 30:14.) Mil anos são assemelhados a um dia. (Salmo 90:4; 2 Pedro 3:8, 10)
    Naturalmente, o sol e a lua já estavam no espaço sideral muito antes deste primeiro “dia”, mas sua luz não atingia a superfície da Terra, de modo a ser vista por um observador terrestre. Daí, a luz evidentemente se tornou visível na Terra, neste primeiro “dia”, e a Terra, em sua rotação, passou a ter, alternadamente, dias e noites.
    Pelo visto, a luz surgiu através dum processo gradual, que se estendeu por longo período, e não instantaneamente, como ocorre quando se acende uma lâmpada elétrica. A versão de Gênesis feita pelo tradutor J.W.Watts reflete isto, ao dizer: “E a luz veio gradualmente à existência.” [A Distinctive Translation of Genesis (Tradução Distintiva de Gênesis)] Tal luz provinha do sol, mas o próprio sol não podia ser visto no céu encoberto. Assim, a luz que alcançava a Terra era “luz difusa”, conforme indicado por um comentário feito sobre o versículo 3 em The Emphasised Bible (A Bíblia Enfatizada), de Rotherham —Nota b do v. 14: “No ver. 3, ’ôr, luz difusa; aqui, mâ’ôr, produzindo luz.”
    “Terceiro, yom é modificado com um número: primeiro dia, segundo dia, terceiro dia, etc.. Em todas as outras partes da Bíblia este tipo de construção significa sempre um dia normal.” Verdade que os dias são modificados com número, mas, isso não acontece com o sábado ou o sétimo dia, o relato não indica o fim do sábado. Em Hebreus 4:1-10, o apóstolo Paulo indicou que o dia de descanso de Deus ainda continuava na geração dele, mesmo tendo se passados 4.000 anos desde o início daquele período de descanso do sétimo dia. Interessante que é essa conclusão que Paulo chega no versículo 3: “Pois nós, os que exercemos fé, entramos no descanso, assim como ele disse: “Assim jurei na minha ira: ‘Não entrarão no meu descanso’”, embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo.” Isto torna claro que cada dia criativo, ou período de trabalho, tinha pelo menos milhares de anos de duração.
    “Quarto, yom é definido literalmente em Gen. 1:14 em relação aos corpos celestiais.
    Que estes dias da criação ocorreram há cerca de 6,000 atrás é feito óbvio pelas genealogias de Gênesis 5 e Gênesis 11 (que nos dá cronologia detalhada).” Na verdade o relato de Gênesis 5 começa a contar desde o final do sexto dia, visto que o homem foi a última criação dele e Gênesis 11 conta a cronologia de Sem, um dos três filhos de Noé, nenhum dos dois relatos contam diretamente sobre a criação da terra, mas, sim comprova que o homem existe há cerca de 6,000 anos.

    • Vinicius Monteiro diz:

      2 – “Êxodo 20:11 bloqueia todas as tentativas de se inserirem os milhões de anos em Gênesis 1.Este versículo dá-nos a razão para o Mandamento de Deus dirigido aos Israelitas para eles trabalharem seis dias e descansarem no Sábado. Yom é usado em ambas as passagens do Mandamento. Se Deus quisesse que os Judeus trabalhassem durante seis dias devido ao facto de Ele ter criado em seis longos períodos de tempo, Ele poderia ter usado uma das três palavras hebraicas para a classificação de tempo indefinido.No entanto, Deus deliberadamente escolheu usar a única palavra que significava um dia literal e os Israelitas interpretaram o Mandamento de forma literal.
      Por estes motivos é que a noção do dia-era ou a hipótese “framework” têm que ser rejeitadas. A teoria da falha ou qualquer outra tentativa de se colocarem os mitológicos milhões de anos antes dos seis dias da criação são falsas uma vez que Deus disse que em seis dias criou Ele os céus, a Terra e os mares e tudo o que neles há.Portanto tudo o que existe foi criado durante esses seis dias (incluindo os anjos) e nada foi criado antes.” O sábado que Jeová ordenou a eles, para descansarem do seu trabalho, é um vislumbre do que aconteceria no futuro como mencionou o apóstolo Paulo em Colossenses 2:16, 17: “Portanto, nenhum homem vos julgue pelo comer ou pelo beber, ou com respeito a uma festividade ou à observância da lua nova ou dum sábado; pois estas coisas são sombra das coisas vindouras, mas a realidade pertence ao Cristo.” Sendo assim, o fato de Jeová pedir que eles guardassem o sábado, como dia literal, não significa que o sétimo dia em que Deus tem descansado é literal. Além disso os anjos não estão inclusos no relato da criação em Gênesis, eles foram criados antes, os céus mencionados em Êxodo se referem aos céus literais, visto que ele se refere ao relato da criação. Os anjos foram criados muito antes do aparecimento do homem, pois, na ‘fundação da terra’, “as estrelas da manhã juntas gritavam de júbilo e todos os filhos de Deus começaram a bradar em aplauso”. — Jó 38:4-7.
      O apóstolo Paulo declarou em Colossenses 1:15-17: “Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; porque mediante ele foram criadas todas as [outras] coisas nos céus e na terra, as coisas visíveis e as coisas invisíveis, quer sejam tronos, quer senhorios, quer governos, quer autoridades. Todas as [outras] coisas foram criadas por intermédio dele e para ele. Também, ele é antes de todas as [outras] coisas e todas as [outras] coisas vieram a existir por meio dele,”, sendo assim a criação veio através de Jesus, que não é a mesma pessoa que Jeová como o apóstolo Paulo afirmou em 1 Coríntios 15:20-28 : “No entanto, agora Cristo tem sido levantado dentre os mortos, as primícias dos que adormeceram [na morte]. Pois, visto que a morte é por intermédio dum homem, também a ressurreição dos mortos é por intermédio dum homem. Porque, assim como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos serão vivificados. Mas, cada um na sua própria categoria: Cristo, as primícias, depois os que pertencem a Cristo durante a sua presença. A seguir, o fim, quando ele entregar o reino ao seu Deus e Pai, tendo reduzido a nada todo governo, e toda autoridade e poder. Pois ele tem de reinar até que [Deus] lhe tenha posto todos os inimigos debaixo dos seus pés. Como último inimigo, a morte há de ser reduzida a nada. Pois [Deus] “lhe sujeitou todas as coisas debaixo dos pés”. Mas, quando diz que ‘todas as coisas foram sujeitas’, é evidente que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas. Mas, quando todas as coisas lhe tiverem sido sujeitas, então o próprio Filho também se sujeitará Àquele que lhe sujeitou todas as coisas, para que Deus seja todas as coisas para com todos.”. Sendo assim, toda a organização angélica já existia antes da criação física

      • Vinicius Monteiro diz:

        3 – “O Dilúvio de Noé “varre” os milhões de anos.” Com relação a este argumento, realmente não tenho nenhuma prova concreta, preciso pesquisar mais, mas, isso não anula o fato de que a Terra possa ter milhares ou milhões de anos. Até por que a Bíblia só “afirma” (não diretamente, mas através da cronologia) que o ser humano tem 6,000 anos e não toda a criação visto que ele foi a última criação de Deus.

      • Vinicius Monteiro diz:

        4 – “O Senhor Jesus é Um Criacionista da Terra Jovem. O Senhor Jesus consistentemente tratou as descrições milagrosas de forma directa, verdadeira e como eventos que decorreram no espaço e no tempo (a criação de Adão, Noé e o Dilúvio, Lot e a sua esposa em Sodoma, Moisés e o maná do céu, Jonas na barriga do peixe gigante, etc). Ele continuamente afirmou a Autoridade das Escrituras sobre as ideias e tradições humanas (Mateus 15:1–9).Em Marcos 10:6 o Senhor declara que Adão e Eva estiveram presentes desde o princípio da criação, e não milhões de anos após o princípio, como seria de esperar se o universo realmente tivesse milhões de anos.
        Portanto, se o Próprio Filho de Deus, o Autor da Criação (João 1:1-3), declara que o Universo é “jovem”, como é que os Seus fiéis discípulos podem pensar de forma diferente?” Jesus afirmou tais coisas por que ele observou o que aconteceu, além do fato de que como ser espiritual ele é eterno e a passagem de tempo para ele é diferente. Com relação a Adão e Eva, Jesus disse “No entanto, desde [o] princípio da criação ‘Ele os fez macho e fêmea.”. Ele estava afirmando desde o princípio da criação deles, por que, senão fosse assim Jesus entraria indo contra o relato de Gênesis que diz que o ser humano foi a última criação. Mateus 5-17: “Não penseis que vim destruir a Lei ou os Profetas. Não vim destruir, mas cumprir; pois, deveras, eu vos digo que antes passariam o céu e a terra, do que passaria uma só letra menor ou uma só partícula duma letra da Lei sem que tudo se cumprisse.”

      • Vinicius Monteiro diz:

        Corrigindo o comentário anterior: “estaria indo contra o relato de Gênesis que diz que o ser humano foi a última criação. Mateus 5:17: “Não penseis que vim destruir a Lei ou os Profetas. Não vim destruir, mas cumprir; pois, deveras, eu vos digo que antes passariam o céu e a terra, do que passaria uma só letra menor ou uma só partícula duma letra da Lei sem que tudo se cumprisse.”

      • Vinicius Monteiro diz:

        5- “A crença nos milhões de anos destrói o ensinamento Bíblico em torno da morte e em torno do Carácter de Deus.  Seis vezes Gênesis 1 diz que Deus chamou a criação de “boa”, chegando ao ponto de qualificá-la de “muito boa” depois do sexto dia da criação. O homem e os animais eram originalmente vegetarianos (Gen. 1:29–30: de acordo com as Escrituras, as plantas não eram “seres viventes” do mesmo modo que o são o homem e os animais).Mas Adão pecou, resultando no julgamento de Deus em toda a criação. Na mesma hora Adão e Eva morreram espiritualmente, e depois da Maldição, eles começaram a morrer fisicamente.
        Eva e a serpente foram modificadas fisicamente e o próprio solo foi amaldiçoado (Gen. 3:14–19). Sabemos que “toda a criação geme e está juntamente com dores de parto” esperando pela redenção final dos Cristãos (Rom. 8:19–25), altura em que seremos testemunhas da restauração de todas as coisas (Actos 3:21, Col. 1:20) para um estado semelhante ao mundo antes da Queda, onde não haverá mais comportamento carnívoro (Isaías 11:6–9) nem doenças, sofrimento ou morte (Rev. 21:3–5) uma vez que já não haverá mais Maldição (Rev. 22:3).” Na verdade não destrói, Jeová deixou bem claro a Adão e Eva (versão única, final e perfeita do ser humano) que no dia em que comesse do fruto ele morreria. No caso de Adão e Eva, assim como Satanás e os Demônios, eles deixaram de ser perfeitos, sendo assim como o apóstolo Paulo disse, “Pois o salário pago pelo pecado é a morte, mas o dom dado por Deus é a vida eterna por Cristo Jesus, nosso Senhor.” — Romanos 6:23 — A serpente não sofreu alteração física nenhuma, pois em Gênesis 3:14,15, Jeová estava falando com Satanás. A Bíblia chama Satanás de “pai da mentira” e “serpente original”. Essas expressões pelo visto se referem ao fato de Satanás ter usado um animal visível, a serpente, como seu porta-voz para induzir Eva a desobedecer à ordem de Deus.
        Então, por que Deus falou do rebaixamento físico da serpente? O comportamento típico da serpente no seu ambiente natural, rastejando em seu ventre e agitando a língua como se fosse lamber o pó, simbolizava muito bem a condição rebaixada de Satanás. Tendo antes usufruído uma posição elevada como um dos anjos de Deus, ele foi relegado a uma condição rebaixada, que a Bíblia chama de Tártaro. — 2 Pedro 2:4.
        Além disso, assim como uma serpente literal pode ferir o calcanhar de uma pessoa, Satanás, em seu estado rebaixado, ‘machucaria o calcanhar’ do “descendente” de Deus. (Gênesis 3:15) A parte primária desse descendente mostrou ser Jesus Cristo, que sofreu temporariamente em função das ações dos agentes de Satanás. Mas a cabeça da serpente simbólica será, enfim, esmagada para sempre por Cristo e seus ressuscitados companheiros ungidos. (Romanos 16:20) Assim, ao amaldiçoar aquela serpente visível, Deus ilustrava apropriadamente o rebaixamento e, por fim, a destruição da invisível “serpente original”, Satanás, o Diabo.

    • Vinicius Monteiro diz:

      6 – “A ideia dos milhões de anos não veio dos factos da ciência.” Bom se realmente tais homens trabalharam em vão por que de forma alguma isso denigre o relato da criação da vida na Terra.
      7 – “A datação radiométrica não prova os milhões de anos.” Com relação a esse assunto, não tenho conhecimento suficiente para discutir

  94. gustav diz:

    Um outro argumento….O primeiro resultado satisfatorio referente a velocidade da luz surgiu com Roemer e Bradley ao observarem o movimento aparente das estrelas. A partir dos trabalhos de Fizeau, Foucault e Michelson, usando metodos terrestres, conseguiu-se chegar a um valor proximo de 299 796 km/s. Os melhores resultados hoje apontam para um valor de 299 790,2 km/s no vacuo. A velocidade da luz , segundo deducoes matematicas e fisicas, é considerada limite superior das velocidades possiveis para qualquer particula.
    Aonde eu quero chegar…: 1 ano luz é a distancia percorrida pela luz, no vacuo, durante um ano. A galaxia mais proxima da Terra esta, segundo estudos atronomicos – diga-se Nasa, institutos espaciais europeus e astronomos condecorados (e nao um grupo de ceticos ateus ou outros fundamentalistas) -, localizada a 163 mil anos luz daqui, ou seja: a luz emitida pelas estrelas dessa galaxia demora 163 mil anos para chegar aos nosso sistema solar.
    Nao precisamos sair da Via Lactea para encontrar exemplos de estrelas e seus sistemas que estao a uma distancia maior que 7 mil anos luz.
    Portanto, se é possivel que hoje nós observemos esses corpos celestes é porque é necessario que a Terra, assim como o universo, tenha uma idade muito superior aos ditos 6 ou 7 mil anos ‘’Biblicos’’ (ja vi religiosos mudarem esse valor para 20 mil anos).
    OBS: segundo a biblia, os luzeiros do céu foram criados depois da criaçao da Terra e a separaçao de seus firmamentos e ate mesmo depois da criacao da vida por Deus.

    • Vinicius Monteiro diz:

      Com relação aos luzeiros, a Bíblia já diz no versículo um que o espaço já existia, o relato de Gênesis se refere em como Jeová criou a vida na Terra. O relato do quarto dia se refere ao fato de ser possível observar da terra os luzeiros(sol e lua), já que desde o primeiro dia, não era possível enxergá-los com clareza, isso é indicado pelas palavras hebraicas ohr usado no primeiro dia significa luz e ma·ʼóhr que significa fonte de luz, luzeiro usado no quarto dia.
      Deve-se notar que, ao passo que Gênesis 1:1 declara que Deus, no princípio, “criou” (hebr.: ba·ráʼ) os céus e a terra, os versículos 16 e 17 de Gên 1 declaram que, durante o quarto “dia” criativo, “Deus passou a fazer [hebr., uma forma de ʽa·sáh] os dois grandes luzeiros, o luzeiro maior para dominar o dia e o luzeiro menor para dominar a noite, e também as estrelas. Assim, Deus os pôs na expansão dos céus para iluminarem a terra”. A palavra hebraica ʽa·sáh, freqüentemente traduzida “fazer”, pode significar simplesmente estabelecer (2 Samuel 7:11), designar (Deuteronômio 15:1), formar (Jeremias 18:4) ou preparar (Gênesis 21:8).

      • gustav diz:

        Vinicius, sao realmente interessantes essas interpretaçoes que voce vem fazendo. Nao pude deixar de relacionar imediatamente o fato do Sol e da Lua estarem ofuscados com a teoria de Oparin. Onde as trevas reinavam e o espirito do senhor pairava sobre a Terra. Partindo dessa ideia, é possivel estabelecer um paralelo e interpretar que diante das colossais tempestades eletricas – em decorrencia das nuvens e varias particulas que ofuscavam o planeta – e influencia acentuada dos raios ultravioleta dos Sol formou-se as primeiras molecuas organicas – os coacervados.
        Com relaçao ao meu argumento anterior, quando me referi aos luzeiros do céu eu nao quis dizer Sol e Lua, mas sim as estrelas, pois com elas é possivel ratificar meu argumento – o de que se as vemos, é poque o universo como um todo possui mais de 6000 anos.
        Na minha primeira interpretaçao creditei a criaçao das estrelas ao quarto dia. Mas é interessante esse pensamendo delas estarem ofuscadas.
        Mesmo diante duma interpretaçao ou outra, a simples diferença de 4 dias de 24 horas nao confirmaria, de um ponto de vista fisico, ser possivel observar os luzeiros distantes de nosso sistema solar. Seriam necessarios alguns milhares de anos ou, mais provavel, os mitologicos 4 bilhoes.

  95. gustav diz:

    pareceu vaga minha afirmaçao com relaçao aos coacervados. A influencia de descargas eletricas e raios UV ocorreu sobre as possiveis moleculas existentes na atmosfera primitiva – metano, amonia , hidrogenio principalmente.

  96. Sodré diz:

    Notícia de hoje, 17 de Março de 2014

    Uma equipa de cientistas de Harvard afirma ter detetado o sinal deixado no cosmos durante a expansão do Universo que ocorreu na fracção de segundo após o Big Bang.

    A descoberta destas “ondas gravitacionais primordiais” é já considerada tão importante como a observação do bosão de Higgs pelo CERN em 2012.

    A existência destas “ondas de espaço-tempo” foi prevista por Albert Einstein na sua teoria da relatividade, em 1916. São as testemunhas da expansão extremamente rápida do Universo na primeira fracção de segundo da sua existência, uma fase apelidada “dilatação ou inflação cósmica”. Contêm por isso informação vital sobre como tudo começou.

    Esta descoberta resultou das observações efectuadas com o telescópio BICEP2, localizado no Polo Sul e que tem vido a fazer o mapa detalhado de uma parte do céu.

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfémias, alegações fora do contexto, "deus" em vez de Deus, "bíblia" em vez de "Bíblia", só links e pura idiotice, serão apagados. Se vais comentar, primeiro vê se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido. Se não tem (e se não justificares o comentário fora do contexto) então nem te dês ao trabalho.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s